Jaboatão vai conquistar você

17/10


2021

De bigu com a modernidade

Preço médio dos carros triplica em 10 anos

Há uma década, Dilma Rousseff se tornava a primeira mulher a tomar posse como presidente (ou presidenta) do Brasil e o ano de 2011 começava com uma tragédia na região serrana do Rio, matando 900 pessoas e deixando inúmeros desabrigados. No mercado automobilístico, o carro mais barato do país era um Chevrolet Celta, com valor médio de  R$ 24,7 mil. O Volkswagen Voyage era muito caro: custava R$ 39,5 mil, em geral. 
Agora, faça uma pesquisa rápida: tem versão do Voyage encostando nos R$ 100 mil.

Segundo estudo da KBB Brasil, empresa especializada em pesquisa de preços de veículos novos e usados, o preço dos 10 carros mais vendidos da época girava em torno de R$ 33,3 mil.  Agora, em 2021, apenas o Volkswagen Gol aparece nas duas listas. E os preços? O valor médio desses dez carros é 189,6% maior do que o de há uma década. Dos modelos mais vendidos (ranking da Fenabrave) em 2011, todos da primeira à décima posição pertenciam às categorias compactas de entrada (hatch ou sedã). Na semana passada, com alguns reajustes, o Gol quase chega aos R$ 90 mil. 

Hoje, até o décimo colocado, quatro modelos são SUVs. E o carro com o preço médio mais barato do Top 10 é o Renault Kwid, com R$ 49.335. Já o mais caro é o Jeep Compass, por R$ 187.190. Com isso, o preço médio dos dez mais vendidos de 2021 é praticamente três vezes maior do que o dos de 2011 (incríveis R$ 96.528).  

O trabalho da KBB evidencia o quanto o perfil dos carros mais vendidos do país mudou em comparação com dez anos atrás. Naquela época, o mercado brasileiro acumulava quase 3,5 milhões de unidades 0km licenciadas ao ano – e os veículos mais vendidos eram considerados, todos, populares. Hoje, apenas dois modelos poderiam se enquadrar nesta categoria (e com ressalvas quanto à real acessibilidade devido ao preço médio mais elevado).  

E o Brasil volta a praticar, digamos assim, outras estranhezas. O mercado de seminovos e usados está tão aquecido que alguns modelos estão custando mais caro do que um 0km. Na InstaCarro, plataforma que auxilia a venda de veículos usados de forma simples, há modelos valorizados em até 33%. "A relação entre a venda de usados e novos está no ponto mais alto de toda a série histórica realizada desde 2004 pelo Bradesco. Para cada automóvel zero vendido no ano, foram comercializados 6,5 usados", conta o CEO da InstaCarro, Luca Cafici.

Em setembro, a plataforma, que apura mensalmente as maiores valorizações em relação à tabela Fipe dos veículos negociados por ela, identificou o Hyundai Tucson 2018 com uma valorização de 33,5%, despontando como primeiro lugar em um ranking de dez. O Chevrolet Tracker 2021 valorizou 12,88%, ocupando a segunda colocação, seguido do Mitsubish L200 Triton 2018, com 10,3%. 

De fato, o comércio de carros usados teve um surto neste ano - e alguns até ocuparam o espaço de 0km que desapareceram das concessionárias por falta de chips e semicondutores variados, por exemplo. Pesquisa do site de classificados iCarros com 23 mil clientes mostra bem como anda a intenção de compras: 87% deles dizem priorizar a aquisição de um carro usado. 

E aí vale lembrar do Plano Cruzado (no fim dos anos 1980) em que carro usado era mais procurado do que novo. Agora, há modelos valorizando 20% em um ano - quando a lógica seria ele perder 20% do valor de face.

Carro novo? Nos últimos meses, fechando os 12 anteriores para comparação, os 0km subiraram até 10% - curiosamente, a inflação-legado que deveremos ter no fim deste ano. 
----------------
Frete sobe 1,58%; diesel S500, 27,25% - O valor do frete no Brasil continua não acompanhando, mas nem de longe, os sucessivos aumentos no preço do óleo diesel S500, segundo estudo da FreteBras. Entre agosto de 2020 e agosto de 2021, o custo nacional do transporte por quilômetro rodado por eixo teve um aumento de apenas 1,58%, enquanto o preço do diesel, no mesmo período, subiu 37,25%. Em Alagoas, por exemplo, essa elevação chegou a 43%. E poucos estados têm alguma recuperação no valor do frete, deixando os caminhoneiros à míngua. Na região Nordeste foi registrada a maior queda: entre julho e agosto o valor do transporte rodoviário por quilômetro rodado ficou 3,27% mais barato. 

No Rio Grande do Norte e no Ceará, em comparação com agosto de 2020, os valores fecharam com queda de 16,88% e 7,95%, respectivamente. Já o preço do diesel nestes estados aumentou em 39,38% no mesmo período. O FreteBras, no entanto, mostra que, na comparação entre julho e agosto, até houve alta no valor médio do frete por quilômetro por eixo - e elas foram registradas no Maranhão (+6,92%) e no Distrito Federal (+6,34%). 

“A produção de grãos no Maranhão aumentou 5,7% nesse período, o que equivale 319 mil toneladas a mais de grãos para transportar. Seriam necessários cerca de 6 mil caminhões a mais para escoar esse volume”, explica o diretor de operações da FreteBras, Bruno Hacad. Segundo ele, porém, apenas mil caminhoneiros a mais estavam disponíveis de julho a agosto na plataforma da empresa.  

No Distrito Federal, a situação foi parecida. “Enquanto o volume de fretes aumentou em cerca de 12% no período, o número de caminhoneiros disponíveis na região, em nossa plataforma, caiu em 6%”, complementa Hacad. 

Do outro lado da balança, as maiores quedas no valor médio do frete no período foram registradas  no Rio Grande do Norte, onde o frete ficou 15,20% mais barato e no Ceará, que também teve queda significativa de 6,63%. Os dados que compõem o Índice FreteBras de Preço do Frete (IFPF) têm base na análise de mais de 5 milhões de fretes cadastrados até agosto de 2021. Com mais de 580 mil caminhoneiros cadastrados e 14 mil empresas assinantes, a FreteBras cobre 95% do território nacional. 

Exame toxicológico - O Brasil tem, hoje, menos caminhoneiros do que em 2011? Um estudo do SOS Estradas revela que a obrigatoriedade do exame para as categorias C, D e E fez ‘sumir’ 3,6 milhões de motoristas desde que a norma entrou em vigor, em março de 2016. O teste é obrigatório para condutor de caminhão, ônibus ou carretas. O SOS Estradas analisou todas essas CNHs e suas variáveis (AC, AD, AE) e indica que o número de condutores que dirigem veículos pesados e usam drogas é muito maior do que o estimado inicialmente por outros estudos. Em 2015, havia 13.156.723 habilitados; em dezembro de 2020, apenas 11.640.450 - número inferior ao de dezembro de 2011, dez anos antes.

Toyota Mirai - O sedã Mirai entrou para o Guinness por ter atingido a distância mais longa de um veículo elétrico de célula de combustível de hidrogênio sem reabastecimento. O Mirai alcançou a inédita marca de 1.360 km (após ser abastecido de hidrogênio  por cinco minutos) em uma viagem pelo sul da Califórnia, nos EUA. O modelo, cujo nome significa futuro em japonês, consumiu um total de 5,65 kg de hidrogênio e passou por um total de 12 estações de hidrogênio ao longo das rotas de movimentação sem reabastecimento. O Mirai foi conduzido principalmente durante o trânsito da hora do rush em temperaturas entre 18 e 28 graus Celsius. Ele emitiu zero CO2, enquanto um veículo com motor de combustão padrão teria emitido cerca de 664 libras de CO2.

BMW X3 híbrido - O novo SUV chega ao mercado brasileiro em três versões híbridas plug-in: a X-Line (por R$ 399.950), a M Sport (R$ 439.950) e a M Sport Launch Edition (R$ 449.950), com estilos diferentes e privilegiando a condução elétrica no uso urbano. Em comum, um design mais agressivo, com faróis estreitados em dez milímetros, e lanternas traseiras de led adotaram com desenho tridimensional. São duas unidades de propulsão que podem ser utilizadas simultaneamente ou separadamente. O X3 xDrive30e conta com a combinação de dois motores: o 2.0 turbo de 184cv e 35,0kgmf de torque que, a força híbrido, gera potência combinada de 292cv e chegar a 42,0 kgmf. O câmbio é automático de oito marchas. O sistema de tração integral xDrive garante passeios fora-de-estrada, mas ele também faz de 0 a 100 km/h em 6,1 segundos.

Moto de herói - A Yamaha lançou uma edição especial da MT-03 inspirada no Homem de Ferro, super-herói da Marvel. Ela tem carenagem baseada na armadura do personagem, com o vermelho e o dourado sendo a base do desenho. São apenas 480 unidades disponíveis - ao custo de R$ 27.790 cada, sem frete. A MT-03 tem motor de dois cilindros, de 321cc, capaz de gerar 42cv de potência. 

Descarbonização do motor - Sabe aquela dificuldade para dar partida pela manhã ou a marcha lenta que parece sempre irregular? Some a isso um consumo excessivo de combustível e até mesmo estouros no escapamento. Esses sinais podem indicar a necessidade de realizar uma descarbonização, processo de limpeza de bicos injetores, carburadores, válvulas e câmara de combustão. Com o tempo a queima de combustível propicia a formação de depósitos de carbono nessas partes, o que afeta o desempenho do veículo. A boa notícia é que o problema pode ser resolvido de forma simples com a aplicação de um descarbonizante.

É recomendado que aos primeiros sinais o produto seja aplicado, assim problemas mais graves no sistema de injeção e uma pré-ignição (batida de pino) podem ser evitados. O composto químico remove a carbonização, dissolvendo com facilidade óxidos e outros elementos que obstruem as passagens do sistema de admissão de ar do veículo. “Não existe uma periodicidade definida, pois depende muito do tipo de combustível e do uso do veículo. Mas quando começar a perceber dificuldade para pegar, marcha lenta irregular e gasto de combustível excessivo é hora de usar o descarbonizante”, alerta Felipe Ferrari, do Grupo Universal Automotive Systems.

Hilux GR-Sport - Além dos tailandeses, os japoneses acabam de conhecer a nova picape da Toyota, a Hilux GR-Sport. Essa versão, preparada pela Gazoo Racing, deve sim, chegar ao Brasil (importada da Argentina). De detalhes, para-choque dianteiro pintado na cor da carroceria, entrada de ar inferior mais larga e o nome Toyota na grade.

Fake news - A praga das mentiras, ou notícias falsas mesmo, continua em vigor. Agora, uma velha mensagem de WhatsApp “alertando” sobre aumentos nos valores de multas volta a zanzar por aí. Mas, cuidado: é balela. Não compartilhe. Aliás, são várias lorotas: uma ‘conta’ que usar película escura gera punição de R$ 970,70. No entanto, é verdade que muitos motoristas abusam e escurecem os vidros até com plástico refletivo, o que é infração grave, com multa de R$ 195,23. Veja, no quadro, os valores corretos. E lembre-se: as infrações gravíssimas podem ter seus valores multiplicados, chegando a até R$ 17.608,20 (válida, segundo o artigo 253 do Código de Trânsito, para quem organizar interrupção da circulação da via sem autorização).

Tragédia urbana - Marcada pela necessidade de distanciamento social para impedir a transmissão do novo coronavírus, a pandemia da Covid-19 tirou grande parte da população brasileira das ruas, mas não reduziu o contingente de vítimas do trânsito. Pesquisa da Associação Brasileira de Medicina do Tráfego (Abramet) com dados oficiais do Ministério da Saúde mostra que, entre março de 2020 e julho de 2021, o Sistema Único de Saúde (SUS) registrou um total de 308 mil internações de pessoas em decorrência de sinistros de trânsito em todo o Brasil. Dentre as vítimas dos chamados “acidentes de transporte”, qualificação usada pelas autoridades sanitárias, mais da metade (54%) eram motociclistas.

Considerado apenas o período de janeiro a julho, em 2021 o número de internações de motociclistas bateu recorde histórico, alcançando 71.344 casos graves e que exigiram a hospitalização do motociclista. Além do alto custo para a saúde dos indivíduos e suas famílias, as tragédias também custaram aos cofres públicos quase R$ 108 milhões neste ano. No ano passado, o SUS desembolsou R$ 171 milhões para tratar motociclistas traumatizados.

*Renato Ferraz, ex-Correio Braziliense, tem especialidade em jornalismo automobilístico.


Email

Caruaru - Jan 2022

Confira os últimos posts

17/01


2022

Polo de Moda Infantil de São Caetano sairá do papel amanhã

Será assinada, amanhã, a ordem de serviço da construção do Polo de Moda Infantil de São Caetano, no Agreste Setentrional. Uma obra avaliada em 30 milhões de reais e que deve ter esta primeira etapa, de terraplanagem, concluída em até seis meses.

Visando a qualidade e a capacidade que o município tem na produção de peças para bebê, o Polo de Moda Infantil poderá gerar mais de 5 mil empregos diretos e indiretos. “Além de fazer minha cidade ser reconhecida em todo mundo, nós poderemos proporcionar a toda região uma grande oportunidade de empregos, alavancando a economia e valorizando nossa gente”, explicou Josafá.

Vários deputados abraçaram a causa, com destaque para o deputado federal Luciano Bivar, que liberou R$ 10 milhões para a construção do Polo. O empreendimento será construído às margens da BR 232.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se

Cabo - Pavimentação e Drenagem

17/01


2022

Miguel se coloca à disposição para colaborar com o TCE

Recentemente empossado presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Ranilson Ramos foi recebido pelo prefeito Miguel Coelho, hoje, na sede do Palácio Guararapes. No encontro, o gestor de Petrolina desejou sorte na nova missão e se colocou à disposição para colaborar com a instituição estadual.

Miguel conversou com o novo presidente por cerca de 30 minutos. Na pauta do encontro, o enfrentamento da pandemia, transparência na gestão pública e parcerias entre a prefeitura e o Tribunal de Contas para assegurar controle fiscal. “Uma satisfação receber o presidente Ranilson Ramos, que é filho do Sertão, e com certeza fará um grande trabalho à frente do TCE. Vamos fortalecer as parcerias para buscar no Tribunal de Contas as diretrizes de transparência e controle do recurso público”, disse o prefeito após a reunião.

Bacharel em Economia, Ranilson Ramos assumiu a presidência do TCE no dia 10 de janeiro. Natural de Orocó, o novo presidente foi vereador de Petrolina e deputado estadual. Em 2013, foi nomeado conselheiro do Tribunal de Contas. Depois, em 2020, foi eleito vice-presidente da instituição, e em novembro passado, foi escolhido para o comando do TCE até o final de 2023.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se

Petrolina Dezembro 2021

17/01


2022

Caso Beatriz: Mãe diz que assassino da filha mente

Menos de duas semanas depois do Fantástico mostrar a luta da mãe da menina Beatriz Angélica para cobrar respostas pelo assassinato da filha, que ocorreu em 2015, em Petrolina, no sertão de Pernambuco, as autoridades anunciaram ter identificado o autor do crime: Marcelo da Silva, de 40 anos, identificado por meio do material genético encontrado no cabo da faca usada no crime.

O Fantástico teve acesso com exclusividade ao conteúdo do interrogatório de Marcelo, que confessou ter cometido o crime, e disse que matou a menina porque ela gritou após ele pedir que ela ficasse calada. Os pais de Beatriz, no entanto, defendem que muitas perguntas ainda precisam ser respondidas, mesmo acreditando que ele realmente seja o assassino.

A mãe dela, Lucinha, não acha que ele foi verdadeiro em relação ao motivo que o levou a praticar o crime. "Ela não faria isso. Beatriz, ela não iria confrontá-lo. Mesmo que ele tivesse com uma arma na mão, ela é muito inocente, ela não se sentiria em um local de risco. Eu tenho convicção que Beatriz foi beber água e ele abordou ela de forma brusca e tirou a vida dela. (...) Eu espero que a verdade apareça. Que ele fale a verdade, porque até aqui ele está mentindo. Principalmente em relação à motivação do crime", afirma.

O pai de Beatriz enumera as questões que ainda não foram esclarecidas pela polícia: "Se ele já conhecia alguém no colégio, as dependências internas do colégio; por que ele escolheu aquela área do bebedouro; se ele já sabia realmente que aquela sala estava desativada; como é que ele se limpou; como é que ele abordou Beatriz. Como ele conseguiu sair? Onde ele se escondeu esse tempo todo?"

No interrogatório para a polícia, Marcelo ainda contou que, antes de sair da escola, teria sido visto lavando as mãos cheias de sangue no banheiro. Depois disso, teria resolvido ir se lavar em um rio, onde teria jogado suas roupas fora.

"Teve umas pessoas, um jovenzinho já grande, maior do que eu, que disse: 'o que é esse monte de sangue, senhor?'", conta o criminoso, que disse ter respondido: "Não foi nada, não. Só cortei'."


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se


17/01


2022

Dallagnol diz esperar que TCU não caia em mentira

O ex-coordenador da força-tarefa da operação Lava Jato, Deltan Dallagnol, disse esperar que o TCU “faça a coisa certa” e “não caia na mentira” de que o combate à corrupção prejudica a economia e as empresas do país. O ex-procurador fez referência à investigação do tribunal que apura prejuízos aos cofres públicos pelas operações “supostamente ilegais” realizadas na Lava Jato. As informações são do portal Poder360.

“O combate à corrupção é de interesse nacional e é essencial para o nosso desenvolvimento econômico saudável”, escreveu Dallagnol em seu perfil no Twitter, hoje. “É um compromisso assumido pelo Brasil internacionalmente e um imperativo para os órgãos de fiscalização e controle do Estado. Deve ser apoiado, não perseguido”.

O ex-procurador do MPF (Ministério Público Federal) também citou trechos de uma manifestação da área técnica do TCU (Tribunal de Contas da União) que descarta que a atuação da Lava Jato prejudicou empresas investigadas.

“Conclui a auditoria que os procuradores, o ex-juiz Sergio Moro, os servidores públicos que atuaram na OLJ ‘não podem ser considerados responsáveis pelas dificuldades enfrentadas pelos grupos empresariais envolvidos nas fraudes’, as quais são consequências dos crimes cometidos”, escreveu Dallagnol.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se

Arcoverde janeiro 2022

17/01


2022

Câmara só volta ao trabalho presencial em março

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), decidiu retomar os trabalhos da Casa de forma remota até o Carnaval. O congressista afirmou que a medida é necessária para tentar conter o avanço da covid-19. Além disso, citou o aumento das passagens aéreas.

“Trabalho remoto até o Carnaval. Medida necessária até vencermos esta nova onda. Também vai nos ajudar na melhor aplicação dos recursos públicos. Tarifas aéreas estão altíssimas e a flexibilidade nas remarcações só acontece quando é do interesse das companhias”, escreveu nas redes sociais.

Os deputados reclamam que a cota para exercício parlamentar –uma quantia fornecida pela Câmara para despesas dos mandatos dos congressistas –está sendo insuficiente para bancar o transporte para as bases eleitorais e demais despesas. No fim do ano passado, o tema foi discutido em reunião da Mesa Diretora da Casa.

A Câmara retomou os trabalhos presenciais em 18 de outubro do ano passado. A Casa tinha instalado um sistema de deliberação remota no início da pandemia, em 2020, para evitar aglomerações. Deputados passaram a poder participar das sessões e a votar por meio de seus celulares.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se

Serra Talhada 2021

17/01


2022

Datafolha: 79% dos brasileiros apoiam vacinação de crianças

Oito em cada dez brasileiros (79%) apoiam a vacinação de crianças de 5 a 11 anos contra a Covid-19, aponta pesquisa Datafolha divulgada hoje. Outros 17% rejeitam a imunização para essa faixa etária.

A pesquisa de opinião foi realizada por telefone com 2.023 pessoas com 16 anos ou mais, em todos os estados do país, entre os dias 12 e 13 de janeiro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Os 79% dos entrevistados de 16 anos ou mais de idade que defendem a medida equivalem a 132,5 milhões de pessoas, segundo o Datafolha.

A pergunta feita aos entrevistados foi:

Na sua opinião, crianças de 5 a 11 anos deveriam ou não ser vacinadas contra a Covid?

  • Sim: 79%
  • Não: 17%
  • Não sabe: 4%

Na divisão por sexo, 83% das mulheres entrevistadas pela pesquisa são a favor da vacinação, contra 75% dos homens. Na outra ponta, 11% das mulheres e 22% dos homens disseram que as crianças de 5 a 11 anos não deveriam ser vacinadas.

Veja abaixo a divisão da opinião dos entrevistados por região:

  • Sudeste: 83% acham que as crianças de 5 a 11 anos deveriam ser vacinadas contra Covid e 14% são contrários;
  • Nordeste: 78% são a favor e 18%, contra;
  • Centro-Oeste/Norte (o levantamento agrupou essas duas regiões do Brasil): 77% a 20%;
  • Sul: 72% a 21%

Clique aqui e confira a matéria do portal G1 completa.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se

Comentários

Joao

Creio que seja melhor acreditar numa pesquisa, do que em fakenews disseminada via redes sociais por um acéfalo e compartilhadas por bovinos!

Jose Roberto Correia de Jesus

Que acredita no datafoice????????????????


SESC - Férias de Janeiro

17/01


2022

Pernambucano 2022

Por Claudemir Gomes

No próximo final de semana, teremos uma agenda cheia no futebol com o início das disputas das edições de 2022 do Campeonato Pernambucano e da Copa do Nordeste. É tudo junto e misturado, com vários clubes participando das duas competições, fato que ressalta a bagunça que é o calendário do futebol nacional.

Plagiando Maquiavel, podemos dizer que um futebol cujas instituições em boa parte estão corrompidas, não tem futuro. Só tem passado. O atual cenário do futebol pentacampeão do mundo é a resultante do que foi plantado por um pelotão de gestores que estavam mais preocupados em encherem suas burras de dinheiro, do que com o futuro dos clubes.

A última convocação da Seleção Brasileira, feita pelo técnico Tite, contemplou apenas três jogadores que atuam em clubes nacionais. Isto é apenas um dos danos colaterais provocados por ultrapassados cartolas, que bem poderiam ser chamados de urubus.

O efeito mais nocivo do não entendimento da nacionalização do futebol, e da internacionalização, que veio logo a seguir, foi a diluição e desvalorização dos estaduais e regionais. O ex-presidente da FPF, Carlos Alberto Oliveira, que gostava de ressaltar a sabedoria popular, costuma dizer que: “Um pano quando se esgarça não tem mais conserto”. Pronto! Os estaduais se esgarçaram. Servem apenas para as nocivas torcidas organizadas alimentarem rivalidades com uma violência que aterroriza a população.

Sem sofrimento! Alerta o rubro-negro, Humberto Araújo, que acompanha, com bom humor o epílogo de uma disputa que teve edições inesquecíveis quando lhes ofereciam tempo e bons times recheados de jogadores de qualidades.

Acho patético alguns radialistas já aposentados, quando têm a oportunidade de tirar o pijama e participar de algum programa ao qual é convidado, começam a traçar um paralelo do passado com o presente citando até a época do festejado Torneio Início. “Velhos tempos, belos dias”, como diria o poeta. Nada mais que isso.

O desafio do futebol brasileiro, principalmente o da região, é entrar em sintonia com a nova ordem. É disto que o futebol necessita com grande urgência. O trabalho de base realizado pelos grandes clubes recifenses é uma lástima. Aliás, a base sempre foi tratada como um subproduto. Evidentemente surgirão aqueles que irão discordar de tal afirmativa, mas esta é a verdade patente.

A presença do Íbis, nesta edição do Pernambucano que se inicia sábado, e que foi ressaltada pela mídia como um grande acontecimento, é um mergulho no passado que nada agrega para uma retomada de crescimento do futebol estadual. Até porque o Pássaro Preto sempre foi sinônimo de fracasso, ao ponto de receber a alcunha de “Pior time do mundo”. Um rótulo que serviu para desenvolver uma campanha de marketing e vender camisas. Nada mais.

A maioria dos clubes brasileiros tem foco direcionado para as competições nacionais. Os estaduais deixaram de ser prioridades. Não servem mais como parâmetros. Nem mesmo aqueles que, tradicionalmente eram tidos como os mais importantes. Os grandes clubes poupam os melhores jogadores para as disputas do Brasileiro, Copa do Brasil e as competições continentais.

“É a nossa realidade”, volta a alertar o sábio Humberto Araújo.

Pois é! A força dos nossos clubes, no momento, só permite levantar o “caneco” do Estadual. Sendo assim, vamos a ele.

A Copa do Nordeste é um regional para o qual não existe espaço no calendário nacional. Eis o porquê da invasão nas datas dos estaduais. Tal fato contraria uma lei da física que diz: “Dois corpos não podem ocupar o mesmo espaço ao mesmo tempo”.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se

Bandeirantes novembro 2021

17/01


2022

Porto do Recife fecha 2021 com perspectiva de ampliação

O final de 2021 foi de celebração para o Porto do Recife. A movimentação de cargas terminou dezembro com um crescimento de 30,37% no mês e de 1,96% no ano. Foram 147.810 toneladas movimentadas em dezembro e 1.306.452 toneladas nos doze meses do ano passado.

Esses números se devem principalmente à importação que fechou 2021 com crescimento de 8,66%, o que representou 1.304.410 toneladas, superando as 951.931 do ano de 2020. Quanto às cargas movimentadas, o açúcar segue com a posição de destaque, seguido pelo malte de cevada, milho e material metalúrgico.

O adoçante pernambucano fechou o ano com 317.395 toneladas movimentadas, sendo 136.235 de açúcar a granel e 181.160 do ensacado. Em comparação com o ano anterior, o açúcar a granel cresceu 51,59% e o ensacado 14,44%. O “ouro branco” é o principal produto de exportação do Porto do Recife, saindo das usinas do Estado e chegando a países como Estados Unidos, Canadá, Romênia e, o principal exportador, o continente africano.

O malte de cevada ficou em segundo na movimentação com 248.822 toneladas descarregadas e 18,29% de crescimento. O destino do malte que chega à capital pernambucana é o polo cervejeiro, atendendo as indústrias como AmBev, Heineken e Petrópolis.

Já o terceiro produto mais movimentado foi o milho. A carga abastece as indústrias avícolas pernambucanas como Mauricéa, Notaro e Asa, assim como a Guaraves, que fica na Paraíba. No ano de 2021 foram 81.978 toneladas de milho movimentadas no ancoradouro recifense, o que representou um crescimento de 32,20% em comparação com 2020.

O material metalúrgico ficou na quarta colocação, mas teve o maior crescimento acumulado. Foram 23.691 toneladas em comparação com 8.693 toneladas em 2020, crescendo 172,53%. As bobinas de aço compõem essa categoria e abastecem a indústria metalúrgica do Estado.

INCREMENTO NA RECEITA – A boa maré no Porto do Recife não ficou só na movimentação de cargas. O terminal também teve um incremento na arrecadação do ano de 2021. No final do ano passado, o ancoradouro teve uma arrecadação de R$26,8 milhões, o que representou um crescimento de 11,7% comparado a 2020. No mês de outubro, por exemplo, tivemos um crescimento de 98,70% na movimentação de cargas, o que resultou num incremento de 24,52% na receita do mês.

O aumento no faturamento se deve ao operacional, que representou 71,04% do valor total arrecadado em 2021. Dentro do percentual operacional, as operações ligadas ao segmento de armazenagem contribuíram com 35,76% da receita do ano passado.

Em 2022 o Porto deve ampliar a receita e as operações com a realização da obra de dragagem. O presidente José Lindoso reforçou que ainda neste primeiro semestre a obra sai do papel. “A expectativa para 2022 é atrair novos investimentos e crescer ainda mais. Nossas apostas estão na obra de dragagem, que vai estar concluída ainda no primeiro semestre, e possibilitará a chegada de navios com maior tonelagem, incrementando a receita e movimentação do Porto do Recife”, afirmou Lindoso.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se

Pousada da Paixão

17/01


2022

Juíza aceita denúncia contra vereadores de São Lourenço

A juíza de Marinês Marques Viana aceitou a denúncia do movimento “Não Vou Pagar” contra o cotão de combustível aprovado pela Câmara de Vereadores de São Lourenço da Mata. Em seu despacho, a juíza deu prazo de 15 dias para que os vereadores possam se defender e deve tomar decisão já nas próximas semanas.

No início do ano, para driblar o aumento da gasolina, a Câmara Municipal de São Lourenço da Mata aprovou uma cota extra de R$ 1.200,00 para bancar o combustível dos vereadores.

Apesar dos gordos salários, os políticos de São Lourenço decidiram não sofrer junto com a população, abusando do poder a eles concedidos para tornar ainda maior a disparidade entre eles e o povo. Diante dos fatos, o movimento ingressou na justiça para barrar esse absurdo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se


17/01


2022

PE-045 é mais uma rodovia precária no Estado

Ao sair do município de Ipojuca com destino a Caruaru, optei por cortar caminho pela PE-045, que vai de Escada até Vitória de Santo Antão. Não me surpreendi ao encontrar mais uma estrada esburacada cortando Pernambuco. Além de curvas perigosas, a rodovia conta com buracos em toda sua extensão, o que oferece risco aos motoristas que circulam diariamente por ela. Confiram no vídeo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se