Lavareda

28/12


2011

No Recife, as oligarquias sempre se vão

 

 

 

 

 

 

 

 

O Recife sempre teve uma história libertária e rebelde, características que fazem a cidade ter estado na vanguarda da política brasileira desde seu inicio. Da revolução praieira à expulsão dos holandeses, de Frei Caneca a Dom Hélder, nossa capital sempre demonstrou a coragem de dizer não às oligarquias, de lutar e de fazer a mudança acontecer.

Sem medo, o Recife encarou as mudanças democráticas que aumentaram a participação popular nas decisões da cidade, trazidas nos anos 60 pelo prefeito Miguel Arraes. Décadas depois, num momento onde a cidade vivia uma crise de autoestima, parecida com a que vemos nos dias de hoje, o prefeito Jarbas fez uma verdadeira revolução comportamental na cidade, elevando o orgulho de ser recifense. Era o Recife Alto Astral.

Prefeito mais bem avaliado do Brasil, Jarbas governou a cidade duas vezes e elegeu seu sucessor, Roberto Magalhães, homem sério, competente e de conduta ética incontestável.

Mas, como conta sua história, o Recife não se contentou. Mesmo avaliando bem a gestão do Dr. Roberto, o povo queria mudança. Apostando na onda vermelha que faria Lula chegar ao poder, os recifenses fizeram valer sua vontade de ousar e deram ao seu partido o governo do Recife. Naquele momento, há doze anos, não há como negar que a mudança oxigenou nossa política, trouxe novos quadros e afastou outros. A renovação, que faz parte da própria democracia, aconteceu. Era a vontade popular.

Agora, após mais de uma década, o cenário é outro. O que um dia foi mudança, quando colocado à frente do espelho, não tem mais a mesma imagem. O que já disseram ser um projeto político, hoje não passa de um projeto de poder.

Faz quatro anos que todos viram uma sucessão no Recife construída num processo personalista, que falava em nomes e não em ideias. Que buscava manter o controle do que é publico como se fosse privado. O resultado esta aí. Traição. 

Hoje, após um traição não explicada, mais uma vez assistimos passar na nossa frente a preparação de um processo eleitoral recheado de conjunturas personalistas, de nomes sendo colocados e tirados do debate, sem qualquer critério que indique o interesse na melhor proposta para nosso povo.

O PT do Recife não debate mais um projeto de cidade, só fala em como manter o poder, e pior, para quem esse poder fica. Depois de 12 anos, criou-se uma nova oligarquia recifense que toma e usa o poder público como objeto particular.

O que vemos hoje na Prefeitura é um absurdo de cerca de quatro mil cargos comissionados criados para apadrinhar companheiros. O quadro técnico necessário para gerir os problemas complexos de toda grande cidade, não tem espaço, é colocado em segundo plano. Transformaram o Recife num grande sindicato de companheiros que não se entendem, mas também não largam o osso. Uma pena.

O trânsito caótico, as péssimas escolas, o crescimento desordenado, a falta de carinho e cuidado com a cidade não surpreende. Toda a capacidade de planejamento foi usada para o embate político. Esqueceram de planejar o Recife do futuro enquanto arquitetavam um projeto de poder.

Basta! O Recife de Frei Caneca, de Dom Hélder, de Arraes, de Jarbas, de dona Maria e de seu José não aguenta mais. Ninguém mais aceita ser massa de manobra dessa oligarquia que já se vai. Vai porque nosso povo não mudou. Na mais vanguardista das capitais brasileiras já se escuta nas ruas e esquinas o vento soprando trazendo o novo e a esperança de um basta que simboliza mais uma revolução. Queiram ou não, a cidade pertence ao seu povo.

Feliz 2012, Recife

Daniel Coelho
deputado estadual


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

LUCIANA ALVES

Nunca ví tanta bobagem dita.Esse cidadão mora no Recife? Agora, para ele tempos bons foram o da privataria. Andando baby.

Lucidio de Figueiredo Galvão Júnior

Muito bonito seu discurso, só não cola mais. O trânsito está caótico porque nunca se vendeu tanto carro por aqui, a prova é o nº de montadoras se instalando no país e até no NE, numa volocidade nunca vista antes. O PT tem haver porque propocionou a melhoria na vida do povo, o resto é conversa fiada.

janio da silva martins

O PSDB DO DEPUTADO: PRIVATIZAÇAO EM MASSA VENDENDO TUDO QUE FOI COSTRUIDO PELO POVO BRASILEIRO.PT: FORTALECIMENTO DAS EMPRESAS PUBLICAS E COM ISSO GARANTIU QUE BRASIL NAO FOSSE VITIMA DE UMA DAS MAIORES CRISES INTERNACIONAIS.

janio da silva martins

NUNCA GOSTARAM DO POVO A NAO SER EM EPOCA DE ELEIÇAO.

janio da silva martins

SE EXISTE UMA OLIGARQUIA COMO ELE DIZ ESSA É A DA PARTICIPAÇAO POPULAR ATRAVEZ DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO ONDE O POVO QUE DE CASA FORTE A BOA VIAGEM PASSANDO PELO IBURA, CASA AMARELA, ETC ESCOLHE SUAS PRIORIDADES AJUDANDO ASSIM A VARRER OS DITOS ILUMINADOS DA CENA POLITICA QUE NUNCA GOSTARAM DO POV


ALEPE

Confira os últimos posts



04/12


2020

Moura: parceira da Educação em Belo Jardim

Em Belo Jardim, terra arrasada por um prefeito com nome esquisito, Hélio dos Terrenos, o pior da história do município, pode dar uma reviravolta na Educação. Soube, há pouco, pelo próprio prefeito eleito Gilvandro Estrela (DEM), com o qual estive no restaurante Panela de Barro, que o braço direito para soerguer os piores índices na área será o Instituto Conceição Moura, ligado ao grupo das Baterias Moura, em consultoria com o ICM, do competente Marcos Magalhães, que dirigiu a Philips do Brasil por mais de 30 anos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

O Jornal do Poder

04/12


2020

Gleisi defende chacoalhada no PT

Houldine Nascimento, da equipe do blog 

A presidente nacional do Partido dos Trabalhadores, Gleisi Hoffmann, admitiu a necessidade de mudanças na legenda. Em uma live realizada nas redes sociais, hoje, a líder da sigla chegou a falar em "chacoalhada".

"É óbvio e é verdade que a gente precisa dar uma chacoalhada no nosso partido. Na nossa forma de reorganização e na forma como vamos atuar daqui para a frente", disse. O senador Jaques Wagner (PT-BA) e o vice-presidente nacional do PT, deputado federal José Guimarães (CE), também participaram da transmissão ao vivo.

A reflexão de Gleisi Hoffmann ocorre dias depois de o partido não conseguir eleger um prefeito sequer nas capitais brasileiras, algo que não acontecia desde a redemocratização, em 1985. Para a presidente da legenda, pesou o desgaste da imagem do PT. 

"Os desafios não são pequenos. Um deles é trabalhar a imagem do PT e o nosso reposicionamento. Nós precisamos defender o partido e mostrar para a sociedade o que aconteceu, tirar essa pecha de corrupção, de partido que não defende a família brasileira, o que é muito ruim. Isso tudo foi construído", avaliou. 

Gleisi ainda fez críticas a Sergio Moro, falou sobre a importância de "entender os anseios da juventude" e na necessidade em "retomar o diálogo" com o eleitorado evangélico. 

Ela também defendeu o ex-presidente Lula ao dizer que ele não pode ser responsabilizado pela estratégia do partido nestas eleições. "Lula foi uma das pessoas que mais estimularam a renovação. De Marília (Arraes), (Fernando) Haddad, mesmo você (Jaques Wagner) que iniciou a caminhada com tantos outros companheiros. Ele abriu espaço para a esquerda e outras lideranças", comentou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

JOÃO FREIRE CORRÊA LIMA

Tá difícil. Com a PF no calcanhar dos corruptos, o PT, partido da trambicagem, só vai eleger chaveiros. Aqueles detentos que coordenam as celas. Sim, vai ter de gastar muito dinheiro das propinas que ainda estão escondidas.


Abreu no Zap

04/12


2020

Bloco pró-Maia está pronto para ser anunciado

Segundo o blog ‘O Antagonista’, o bloco ligado a Rodrigo Maia formado para a eleição na Câmara estava pronto para ser anunciado ontem, na véspera do início do julgamento, no STF, da ação que questiona a possibilidade de reeleição dele e de Davi Alcolumbre.

Além do DEM de Maia, estão nesse barco o PSDB, o MDB, o Cidadania, o PV e, provavelmente, o PSL e o Republicanos. O atual presidente ainda busca o apoio da esquerda, que caminhou com ele nas últimas eleições.

O anúncio da formação do bloco, porém, acabou sendo adiado para depois da decisão do Supremo – até agora, já são quatro votos, dos cinco proferidos, a favor da reeleição de Maia.

Se Maia decidir tentar uma nova reeleição – algo que ele sempre negou –, esse bloco poderia ser implodido. Marcos Pereira, presidente nacional do Republicanos e pré-candidato à sucessão, já avisou, por exemplo, que estaria fora.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


04/12


2020

Duas baixas na votação de Eriberto

Convocada a partir das 15 horas, a eleição da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Pernambuco pode surpreender. Concorrem o presidente Eriberto Medeiros (PP), que tenta a reeleição, e Álvaro Porto (PTB), do bloco da oposição. A votação se dará de forma presencial no plenário entre os 49 parlamentares

Mas alguns irão faltar. João Paulo Costa, acometido pelo coronavírus, é um voto a menos no balaio da computação de Eriberto. Já Fabiola Cabral, também voto certo do atual presidente, está acompanhando o pai Lula Cabral, prefeito do Cabo, num hospital do Recife e por questões de prevenção, também não votará. De acordo com as normas sanitárias, não podem ter contato social.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

04/12


2020

Obras de Francisco Brennand são furtadas

Do G1/PE

Um dos pontos turísticos do Recife, o Parque das Esculturas, no Centro, amanheceu sem alguns dos trabalhos do artista Francisco Brennand, hoje. Uma serpente de bronze, que tinha 20 metros de comprimento e 1,5 metro de altura, e diversos pássaros que ficavam voltados para o Marco Zero foram furtados.

No Parque, foi possível ver resquícios das esculturas, mas a maior parte delas foi retirada dos suportes nesta sexta. Não havia sinal de policiamento. Azulejos também foram retirados do local. Moradores de Brasília Teimosa relataram à TV Globo que o local tem sido alvo de criminosos, que roubaram diversas peças.

Inaugurado há 20 anos para celebrar os 500 anos de descobrimento do Brasil, o Parque das Esculturas reúne trabalhos de Francisco Brennand, artista que faleceu em dezembro de 2019 e deixou as esculturas como legado cultural para a cidade.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


04/12


2020

Catão em plena recuperação

O prefeito eleito de Palmeirina, a 233 km do Recife, Eudson Catão (MDB), levou um tremendo susto contaminado pelo terrível e traiçoeiro vírus da Covid-19. Foi obrigado a dar sequência ao tratamento num hospital do Recife depois de uns dias de repouso em casa, mas já está bem e deve receber alta em breve. Bom camarada, Catão vai para o terceiro mandato em sua Palmeirina, localizada no Agreste Meridional.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


04/12


2020

Decisão do STJ sepulta permanência de equipe da saúde

EXCLUSIVO

Decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), publicada ontem, reforça a necessidade, já declarada nos bastidores, do prefeito eleito João Campos (PSB) renovar toda a equipe da saúde no Recife, não deixando ninguém da atual gestão. O STJ, através da ministra Laurita Vaz, negou habeas corpus para Felipe Soares Bittencourt voltar ao cargo comissionado de ordenador de despesas da saúde do Recife, para poder assinar contratos e fazer pagamentos.

A ministra Laurita Vaz, ao analisar a investigação de Bittencourt, colocou expressamente na sua decisão oficial que Felipe "na condição de gestor financeiro dos recursos, tem concreta possibilidade de voltar a delinquir, até o fim das investigações, valendo-se da flexibilidade das regras de contratação trazidas pela situação de emergência" e "é investigado em outros procedimentos de Dispensa, para os quais há Inquéritos Policiais em aberto". 

A menção da ministra do STJ que Felipe "tem concreta possibilidade de voltar a delinquir" sepulta a chance da atual equipe da saúde ser mantida na nova gestão. 

Por incrível que pareça, o habeas corpus de Bittencourt tinha o pedido de retorno ao cargo. Bittencourt está afastado da Prefeitura do Recife por decisão cautelar da Justiça Federal por suspeita de corrupção. 

Sem demonstrar preocupação com o calendário eleitoral, Bittencourt pediu o habeas corpus ao STJ em 27 de novembro, dois dias antes do segundo turno. Poderia ter deixado para depois, em mais uma demonstração que o assessor não teve preocupação com o momento delicado que a campanha municipal passava.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


04/12


2020

Reaberto em Mossoró Fórum pelo Semiárido

Começou, há pouco, em Mossoró (RN), o segundo dia do Fórum de Desenvolvimento do Semiárido, com a presença do ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes. 

Segundo ele, está avançado o termo para desenvolvimento científico tecnológico e de inovação entre os governos do Brasil e Israel. Com isso, a Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa) poderá ser inserida na cooperação internacional.

Também presente, o deputado General Girão, a prefeita anfitriã Rosalba Ciarlini e o secretário nacional de Empreendedorismo e Inovação do Ministério da Ciência e Tecnologia, Paulo Alvim.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


04/12


2020

Cristovam acusa Supremo de casuísmo

Do ex-ministro e ex-senador Cristovam Buarque, do Distrito Federal, ao ser informado da decisão do Supremo Tribunal Federal pela autorização dada à reeleição dos presidentes da Câmara e do Senado, até então vedada pela Constituição.

"No tempo da ditadura militar chamávamos osso de “casuísmo”. Agora, é interpretação, porque casuísmo é feito por farda, interpretação, por toga. De um jeito ou de outro, corroemos a confiança nas regras. Qualquer dia alguém vai entrar no STF para seu time ser campeão com base em gols quase feitos. Sou contra isto, mesmo que fosse para beneficiar o Náutico, ainda que ele mereça".


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


04/12


2020

Lewandowski acompanha Gilmar em apoio à reeleição

O ministro Ricardo Lewandowski acaba de acompanhar o relator Gilmar Mendes na liberação da reeleição de Davi Alcolumbre e Rodrigo Maia.

Já votaram no mesmo sentido Alexandre de Moraes e Dias Toffoli. Kássio Marques também corroborou o entendimento de Gilmar em relação a Davi Alcolumbre, mas vetou Maia.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha