13/10


2006

SE: Visita de Alckmin é cancelada

A presidente estadual do PSDB de Sergipe, Mirian Ribeiro, confirmou agora há pouco que o candidato à Presidência da República pelo partido, Geraldo Alckmin, não virá mais hoje a Aracaju, como estava previsto na sua agenda de campanha. “Ele terá um compromisso importante em São Paulo e pediu para adiar a viagem”, explica.

Mirian disse que não foi confirmada uma nova data para a vinda de Alckmin a Sergipe.

O presidenciável seria recebido no aeroporto de Aracaju por partidários e lideranças políticas ligadas ao governador João Alves Filho (PFL) – que perdeu a reeleição para o petista Marcelo Déda – e ao ex-governador Albano Franco (PSDB), eleito deputado federal no dia 1º de outubro. Ele chegaria por volta das 18h, saindo em carreata até a Barra dos Coqueiros, passando pela ponte recém-inaugurada Construtor João Alves. Após a carreata, o tucano teria apenas mais um compromisso. Ele falaria para lideranças políticas, prefeitos e vereadores ligados ao bloco governista no Estado.

Em Sergipe, a campanha de Alckmin é coordenada pelo deputado estadual Fabiano Oliveira (PSDB), que foi candidato a vice-governador na chapa de João Alves. O governador foi escolhido para ser um dos coordenadores da campanha do tucano no Nordeste. As informações são da Agência Nordeste.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Raimundo Eleno dos Santos

A candidatura de Ackmin é feito balão apagado. Tá perdendo altura. Vai cair diretamente na Av. Paulista, seus correligionários.


Ipojuca 2021

Confira os últimos posts



22/04


2021

Fachin defende envio de ações de Lula para Justiça do DF

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), votou, hoje, a favor do envio para a Justiça Federal do Distrito Federal das ações a que responde o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Na semanada passada, o plenário rejeitou o recurso da Procuradoria-Geral da República (PGR) que buscava reverter a anulação das condenações do ex-presidente. Rejeitado o recurso, as anulações das condenações foram mantidas, e Lula permaneceu elegível.

Os ministros precisam definir hoje se os processos ficam na Justiça Federal do DF, como entendeu Fachin, ou se vão para São Paulo, como sugeriu o ministro Moraes.

O voto de Fachin, relator dos recursos, responde a proposta do ministro Alexandre de Moraes para que os processos corram na Justiça Federal de São Paulo, por ser o local onde supostamente teriam ocorrido os crimes praticados.

Fachin reafirmou que está mantendo sua posição de ter como destinatário a Justiça Federal do DF. Em seguida, a Corte analisa se as 14 ações da defesa de Lula não precisam mais ser julgadas por conta da decisão de Fachin.

Suspeição de Moro

Em outro recurso, a defesa de Lula quer evitar que a decisão de Fachin leve à extinção de outros processos relacionados ao caso, entre os quais o que resultou na declaração de parcialidade do ex-juiz Sergio Moro ao julgar processo de Lula.

O julgamento teve início na quarta-feira (14), quando, primeiramente, os ministros decidiram, por 9 votos a 2, que o plenário pode decidir sobre o caso – e não somente a Segunda Turma, formada por cinco ministros, que já deliberou a favor da anulação das condenações e da declaração da parcialidade de Moro.

Em 23 de março, a Segunda Turma declarou a suspeição do ex-juiz Sérgio Moro com um placar de 3 votos a 2. O colegiado entendeu que Moro foi parcial no processo do tríplex.

A Corte anulou todo o processo do tríplex, que precisará ser retomado da estaca zero pelos investigadores. As provas já colhidas serão anuladas e não poderão ser utilizadas em um eventual novo julgamento.

Se a maioria considerar que o caso ficou prejudicado com a decisão individual do ministro e que não caberia à Segunda Turma julgar o caso, o julgamento sobre a parcialidade perde a validade.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Petrolina abril 2021

22/04


2021

STF retoma julgamento do caso Lula

O Supremo Tribunal Federal retomou, há pouco, o julgamento do caso do ex-presidente Lula (PT).

Após manter anuladas as condenações do ex-presidente, os ministros da Corte decidem, agora, se os processos ficam com a Justiça Federal do DF, como entendeu Edson Fachin, ou se seguem para SP, como sugeriu Alexandre de Moraes.

Em seguida, os ministros analisam se 14 recursos da defesa de Lula não precisam mais ser julgados.

Um desses recursos já foi julgado na Segunda Turma, onde ficou entendido que o ex-juiz Sergio Moro foi parcial ao condenar Lula no caso do triplex. O plenário dirá se o recurso deveria ou não ter sido analisado pela Segunda Turma. Gilmar Mendes e Cármen Lúcia já indicaram que o plenário não pode rever este entendimento.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

ALEPE

22/04


2021

As falsas dúvidas sobre o número de mortes por covid-19

Por Roberto Cláudio Rodrigues Bezerra*

Desde o início da pandemia, uma avalanche de mensagens criadas por quem nega a gravidade do momento chega à população - especialmente pelas redes sociais – sugerindo que o número de mortes pelo coronavírus estaria sendo inflado. Ou seja, que prefeitos e governadores registrariam, deliberadamente, como covid-19 mortes por outras causas. E o mais grave: que isso aconteceria em virtude de um eventual repasse maior de recursos federais para a saúde vinculados à notificação de óbitos pela doença.

Essa fake news, tão repetida de forma irresponsável pelos núcleos de militância mais radicais vinculados ao negacionismo na política brasileira, tem gerado dúvidas e questionamentos. Essas mensagens passam, explicitamente, a ideia de que ninguém mais falece de tuberculose e que o número de mortes por pneumonia e infarto caíram drasticamente por causa de uma notificação manipulada.

O post de um deputado estadual diz: “Mais um exemplo do milagre do Covid”, junto com o título de uma reportagem de um jornal mineiro que informa não haver casos confirmados de dengue em Belo Horizonte este ano.

Esse tipo de atitude tem, claramente, distorcido de forma desonesta a realidade. O número de contaminações por covid-19 em 2020 é muito maior do que a incidência de outras doenças historicamente comuns e frequentes e, por este motivo, o número de mortes pelo vírus também é igualmente mais elevado. Diria até que, pela precariedade do conhecimento sobre sinais e sintomas da doença nos primeiros meses da pandemia, tenha ocorrido inclusive subnotificação dos casos no ano passado.

Portaria de julho de 2020 estabeleceu os critérios de repasses de recursos federais especificamente para ações estaduais e municipais de enfrentamento à pandemia. Não há menção a qualquer tipo de transferência de verba vinculada à notificação de mortes pelo coronavírus.

Trata-se, então, de mais uma mentira que, na prática, é uma estratégia diversionista de ataque a governos estaduais e municipais que estão assumindo uma postura responsável e assertiva no trato da pandemia.

Além disso, convido o leitor a uma reflexão: o que prefeitos e governadores ganhariam com o suposto aumento fictício do número de mortes por covid? Absolutamente nada. Ao contrário, isso abriria espaço para uma eventual crítica sobre a dificuldade da gestão de controlar a pandemia e suas consequências.

Ainda é importante registrar a confiança na majoritária e bem-intencionada ação e responsabilidade pública de gestores municipais e estaduais nesses tempos de sofrimento e de dor do nosso povo.

O maior exemplo disso é que mesmo prefeitos e governadores ideologicamente alinhados a Jair Bolsonaro têm agido de forma diferente do governo federal. A maioria tem assumido com responsabilidade o que ocorre em suas cidades e estados. Porque não é possível deixar de ser solidário com a população neste momento. Não é possível estar tão próximo da população, principalmente nas cidades, e não se envolver, não ser cobrado e não querer melhorar a situação.

Como ex-prefeito de Fortaleza, também vejo a questão pelo ponto de vista da gestão pública. Em primeiro lugar, 27 governadores e quase 5.570 prefeitos precisariam estar mancomunados e perfeitamente alinhados para falsear o número de mortes por Covid, o que seria tarefa impossível.

E não só isso: para criar uma maquiagem dessa monta seria necessária uma insana cadeia de negação e de crimes, começando pelo médico que notificaria falsamente o óbito, passaria pela conivência da unidade hospitalar, pelos sistemas de verificação de óbito, pelos órgãos técnicos das secretarias de saúde e, por fim, pelos próprios secretários. Algo inimaginável. Não existe político e gestor com tamanho poder para influenciar toda uma hierarquia de servidores e pessoas que, aliás, têm demonstrado respeito e compromisso com a saúde do país, a despeito do péssimo exemplo dado por diversas autoridades.

O problema está exatamente em outra esfera. Na falta de clareza, transparência e mesmo compromisso com a publicização dos dados oficiais da pandemia no Brasil.

Em junho do ano passado, houve a decisão de restringir o acesso aos dados do Ministério da Saúde. Felizmente, sem maiores efeitos práticos. O consórcio de veículos de imprensa surgiu para garantir à população a transparência e o direito à informação sonegados por essa medida.

Na contramão das ações sanitárias propostas pela Organização Mundial de Saúde (OMS), os mesmos que desde o início negavam a gravidade da pandemia agora insistem em vender a ideia de um tratamento precoce baseado em um kit, cuja ineficácia é comprovada cientificamente. E vão além ao minimizar a importância do uso da máscara, do distanciamento social e da própria vacina.

Cabe a todos nós, defensores da ciência, da boa informação e da vida, desconstruir cada uma dessas falácias que só servem, exclusivamente, para confundir os cidadãos e colocar suas vidas sob risco.

*Médico sanitarista, PHD em saúde pública, ex-prefeito de Fortaleza (CE) em duas gestões (de 2012 a 2020) e presidente do PDT de Fortaleza.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Eduardo

Amigo magno. Colocar um personagem envolvido no processo, para comentar. Não somos sem inteligência. É a mesma coisa que perguntar a raposa se ele comeu as galinhas. Sendo a própria raposa que tomava conta. Magno, menos, que pena que você deu espaço para esse tipo de comentário. Fica parecendo matéria paga .Magno. Magno seus leitores tem um pouco de inteligência.



22/04


2021

Olinda realiza campanha para arrecadação de alimentos

As pessoas que fazem parte do grupo prioritário para receber a vacina contra a Covid-19 podem aderir à campanha Olinda Solidária, doando alimentos não perecíveis e produtos de higiene para famílias em vulnerabilidade social. A Prefeitura montou sete pontos de arrecadação em diversos locais. O público em geral também pode colaborar com as doações.

Os materiais podem ser entregues no Estádio Grito da República e na Vila Olímpica, no bairro de Rio Doce; Escola Municipal CAIC Profª Norma Coelho, em Peixinhos; Shopping Patteo, em Casa Caiada; Escola Municipal Princesa Isabel, em Jardim Brasil II; Escola Municipal Coronel José Domingos, que fica em Ouro Preto; e na Biblioteca Pública Municipal de Olinda, localizada na Avenida Liberdade, 100, Carmo.

O trabalho de arrecadação funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h. Nos pontos de vacinação não é obrigatória fazer a doação para receber a dose da vacina contra o Novo Coronavírus, mas é uma excelente oportunidade de ser solidário.

As empresas da iniciativa privada e as entidades que desejarem doar volumes de alimentos ou de cestas básicas prontas deverão entrar em contato através do número (81) 9.9204-2209.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Bandeirantes 2021

22/04


2021

João Alfredo: Zé Martins destaca 100 dias de gestão

Em uma live realizada no canal da Prefeitura de João Alfredo no YouTube, ontem, o prefeito Zé Martins (PSB) fez um balanço dos 100 primeiros dias de sua gestão. O vice-prefeito Cabôco e secretários também participaram do encontro, transmitido do auditório da Escola Municipal Governador Miguel Arraes de Alencar, e apresentaram ações desenvolvidas no período.

Zé Martins destacou algumas realizações do começo de governo, entre elas: um Centro de Triagem contra a Covid-19, uma Casa de Apoio de João Alfredo no Recife, a aquisição de retroescavadeiras, ambulância e recuperação de 40 km de vias. “A marca do nosso governo é o diálogo, tratar bem as pessoas e isso será permanente. Tenho comentado que tenho o firme propósito de resgatar a autoestima do joão-alfredense", afirmou.

O prefeito também agradeceu a deputados federais por canalizar emendas para os municípios, citando-os nominalmente e falou sobre a situação em que encontrou o município e apontou dificuldades. “Quem acompanhou, viu a gravidade que a Prefeitura foi encontrada, não só de maneira organizacional, mas principalmente na situação financeira”, comentou. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Serra Talhada 2021

22/04


2021

Pernambuco mantém medidas restritivas até 9 de maio

O governador Paulo Câmara anunciou, em pronunciamento divulgado hoje, que os números das últimas três semanas indicam uma estabilização de casos, internações e óbitos devido ao novo coronavírus em Pernambuco, mas com percentuais ainda em um patamar alto. Por conta disso, o Comitê de Enfrentamento à Covid-19 no Estado decidiu, em reunião realizada ontem, estender as atuais restrições contidas no Plano de Convivência até o dia 9 de maio, com alguns ajustes que passarão a vigorar a partir da próxima segunda-feira (26).

“Vamos autorizar o comércio de praia, de segunda à sexta-feira, das 9h às 16h, mantendo a proibição nos finais de semana. O funcionamento das atividades de maneira geral será estendido, nos finais de semana, até às 18h, para quem iniciar às 10h. Os estabelecimentos que abrirem às 9h só poderão funcionar até às 17h”, detalhou Paulo Câmara.

Ainda de acordo com o governador, o Comitê de Enfrentamento à Covid-19 continuará analisando diariamente os números da pandemia para avaliar a necessidade de novos ajustes para o período a partir de 10 de maio. “Seguimos contando com a compreensão de toda a população pernambucana. É nosso dever manter as atitudes preventivas. Evite aglomerações, higienize as mãos e sempre use máscara”, finalizou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Anuncie Aqui - Blog do Magno

22/04


2021

Todos aos pés de “Seu Gastão”

Caro Magno,

Não é só você, com mais direitos por ser filho, que ficará aos pés de Seu Gastão.

Seu Gastão continua em obra, sim senhor, e essa obra tem e terá legado para sempre lembrado, pois não é obra falsa que não se sustenta, é obra humana da maior qualidade.

Não é só você, ou vocês, os filhos, os amigos também estão nesse ajoelhar, feito quando nós rezávamos aí na bela Catedral da amada Afogados da Ingazeira. Imensos patrimônios, muito grana, não raras vezes pouco significam para a felicidade das famílias.

Pois, Seu Gastão e Dona Margarida construíram e fundaram obra abraçados a Jesus, a Maria e a José.

O resultado disso são todos vocês e a ramagem nova representada pelos netos e bisnetos.

Não sei calcular o peso dos genros e das noras, aí só Deus sabe.

Américo Lopes


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Blog do Magno 15 Milhões de Acessos 2

22/04


2021

TRE cassa mandato de vereador em Salgueiro

O vereador do município de Salgueiro Emmanuel Sampaio (DEM) teve o mandato cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) após uma série de acusações constatadas contra ele. Emmanuel foi investigado por abuso de poder econômico e corrupção eleitoral no pleito municipal de 2020, conforme provas colhidas pela Polícia Federal (PF). As informações são da Folha de Pernambuco.

Pela primeira vez em sua história, a Câmara de Salgueiro tem um vereador cassado por irregularidades eleitorais. O suplente de Emmanuel, Auremar Barros, já está pronto para assumir a vaga. Em nota, o vereador informou que os seus advogados já interpuseram recurso e tem plena convicção de que a "injusta condenação" será revertida no Tribunal Regional Eleitoral, e a verdade em breve será restabelecida.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


22/04


2021

PE tem aumento de 58% no número de mortos por policiais

Do G1/PE

O número de pessoas mortas pela polícia aumentou 58% em Pernambuco, entre os anos de 2019 e 2020. A variação é a segunda maior do Brasil, que, no mesmo período, teve 5.660 casos, queda de 3% nesse tipo de morte violenta. Somente Mato Grosso fica à frente de Pernambuco no aumento do número de mortos pela polícia, já que registrou 83% de crescimento.

Pernambuco também teve aumento expressivo no total de policiais assassinados na ativa: foram 40% a mais entre os dois períodos. Os dados sobre vitimização e letalidade policial, inéditos, fazem parte de um levantamento exclusivo feito pelo G1 dentro do Monitor da Violência, uma parceria com o Núcleo de Estudos da Violência da USP e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Foram solicitados os casos de “confrontos com civis ou lesões não naturais com intencionalidade” envolvendo policiais na ativa. Os pedidos foram feitos para as secretarias da Segurança Pública dos 26 estados e do Distrito Federal por meio da Lei de Acesso à Informação e das assessorias de imprensa. Apenas Goiás se recusou, mais uma vez, a passar as informações.

Em Pernambuco, foram registrados 73 casos de pessoas mortas por policiais na ativa, em 2019. Durante todo o ano de 2020, em meio às restrições de circulação impostas pela pandemia de Covid-19, o total saltou para 115. Foram 42 pessoas a mais.

No Brasil, houve 5.660 pessoas mortas pela polícia em 2020, ante 5.829 em 2019, uma queda de 3%. A taxa de letalidade policial, em Pernambuco, é de 1,2 a cada 100 mil habitantes. O índice é menor que o registrado no Brasil, que é de 2,7 a cada 100 mil pessoas. Os cinco piores são os do Amapá (12,8), Sergipe (8,5), Bahia (7,6), Rio de Janeiro (7,1) e Pará (5,5).

A coordenadora-executiva do Gabinete de Assessoria Jurídica às Organizações Populares (Gajop), Edna Jatobá, afirmou que o número de pessoas mortas por policiais, atualmente, é bem menor que os 37 casos registrados em 2015.

"O ano em que houve um descontrole da violência letal aqui no estado foi 2017, quando mais de 5 mil pessoas morreram, das quais 124 foram mortas por policiais. Em 2019, foram 74. Em 2020, o ano da pandemia, distanciamento social, diminuição da circulação de pessoas, houve aumento de 60%. Isso vem na contramão do que o país vem apresentando de redução", declarou.

Ela lembrou, ainda, que a maioria das mortes violentas é composta por pessoas negras.

"Precisamos de uma polícia qualificada e preparada, que faça uso consciente, progressivo e seletivo da força. Precisamos de controle social pelas polícias, vindos de órgãos do Poder Executivo, do Judiciário e vindos, também, do Ministério Público, que tem a atribuição de realizar o controle externo da atividade policial. Precisamos de uma polícia que assegure o bem mais precioso da sociedade, que é a vida de todas as pessoas", declarou.

A Secretaria de Defesa Social (SDS) informou, por meio de nota, que o trabalho das forças de segurança é realizado "com qualificação técnica e excelência dos procedimentos" e "com uso de inteligência policial para redução das chances de confronto armado e a adoção de práticas voltadas aos direitos humanos e à proteção de todas as vidas".


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


22/04


2021

Comida do ar servida em terra

Da coluna de João Alberto

Para tentar diminuir os prejuízos dos seus serviços de catering, onde são preparadas as comidas de bordo, diante da escassez de voos, empresas estão oferecendo delivery com refeições servidas nas primeiras classes dos voos. As duas primeiras a adotar a prática foram a British Airways e a Japan Air Lines. Nos dois casos, cada refeição fica em torno de R$ 800.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha