Prefeitura do Cabo

26/12


2010

Brancos e negros têm acesso desigual ao SUS

Idealizado como sistema de atendimento universal, o SUS revela um pouco do abismo racial no país. Dados do Relatório das Desigualdades Raciais, estudo produzido pelo economista Marcelo Paixão, da UFRJ, mostram que brancos e negros têm acesso desigual à saúde pública, informa o jornal O Globo.

 

Entre mães de filhos brancos, 71% fizeram mais de 7 consultas pré-natais. No caso de mães de filhos pretos e pardos, o percentual cai para 42,6%. A incidência de tuberculose e hanseníase entre homens pretos e pardos é 45% maior que entre brancos. Beneficiários de 55,2% dos atendimentos do SUS, pretos e pardos se dizem mais insatisfeitos – embora, para esta população, normalmente mais pobre, o sistema tenha importância 19,5% maior do que a declarada pelos brancos. O relatório se baseia nos resultados do Pnad.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fagner

Não vejo nenhuma vantagem nessa pesquisa, porque o atendimento na saúde pelo setor privado, tanto quanto, pelo SUS não vale um cocô de gato.

jose rogerio guedes cavalcanti

Sem contar que esse Pnad só serve prá esculaxar o brasileiro. Em pesquisa de setembro deste ano, alardeou que 1 em cada 5 brasileiro é analfabeto funcional. Ora me poupe!

jose rogerio guedes cavalcanti

Porque não fazem uma pesquisa prá saber o número de negros que pertencem a classe média alta do Brasil? Porque esses institutos insistem em nos tratar como coitados? Até parece que só se sustentam por dar apoio as minorias.

jose rogerio guedes cavalcanti

Essa mania de achar que todo negro é pobre é demais. Sou negro mas tenho plano de saúde, assim como a Preta Gil, o Ronaldo, Ronaldinho, Adriano, Romário, Marcelinho Carioca e muitos outros.

jose rogerio guedes cavalcanti

Talvez os brancos tenham um maior número de atendimento porque são maioria e também porque são os que mais procuram o SUS. Não acredito nessa pesquisa de jeito nenhum.


Ipojuca

Confira os últimos posts



17/10


2008

Indício de fraude em Goiana: computadores apreendidos

O juiz da 104ª Zona Eleitoral de Goiana, Carlos Gean Alves dos Santos, determinou, ontem, a apreensão dos computadores do comitê da juventude do prefeito reeleito Henrique Fenelon (PCdoB). Além da denúncia de colocação de Internet gratuita à disposição de eleitores, no período de campanha - o que poderia configurar abuso de poder econômico -, há a suspeita de que as máquinas seriam de propriedade da Secretaria de Educação. No ato da apreensão, o local encontrava-se fechado, mas ao perceber uma grande movimentação na Secretaria de Ação Social - que fica ao lado da sede do PCdoB - descobriu-se que militantes retiravam os equipamentos pelos fundos. Ao serem flagrados, os rapazes largaram tudo e fugiram antes da chegada da Polícia Militar. Foram recolhidos quatro computadores.

(Folha de Pernambuco)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Gravatá

17/10


2008

É bom parar com a enganação

 Dá um certo enjôo assistir à propaganda oficial que insiste em mostrar como o Brasil dribla a crise mundial, porque dois milhões de novos empregos foram criados este ano. Primeiro porque não revelam o número dos que foram demitidos no mesmo período.

Depois porque, ao desligar as telinhas e sair para a rua, o cidadão comum depara-se com número cada vez maior de pedintes, biscateiros e desempregados vendendo toda sorte de produtos nos semáforos e nas esquinas, de óculos a panos de prato, de mel a sacos de lixo. Crianças aos montes aglomeram-se perigosamente entre carros e ônibus. Deficientes físicos estendem as mãos e a mídia eletrônica continua apresentando reportagens ilusórias sobre como determinado jovem conquistou trabalho.

Pensam que o povo é bobo, no afã de conquistarem mais contratos de publicidade junto ao governo e empresas públicas. Apresentam um país de faz-de-conta, impedindo seus repórteres de buscar números reais como, por exemplo, quantos brasileiros perderam seus empregos no mês de setembro, desde que a crise eclodiu.

Carlos Chagas - Tribuna da Imprensa


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

GILSON SOTERO DA SILVA JUNIOR

Só hoje a Moura Dubeux já demitiu quase duzentas pessoas. O ramo automotivo te3ve uma queda drástica de vendas, com as concessionárias já demitindo os funcionários novatos e em contenção de despesas. A queda chega a quase 50%. A crise chegou aqui ou não? O crédito escasso, nem fiado pode-se comprar.


Camaragibe

17/10


2008

Jaboatão: nome do interventor já estaria escolhido

 O governador Eduardo Campos aguarda o desfecho do caso Jaboatão no aspecto judicial para, uma vez solicitado, intervir no vizinho município, nomeando um interventor para ocupar a prefeitura jaboatonense até a posse do prefeito eleito Elias Gomes. Versões que cirularam ontem nos meios políticos davam conta de que já  está até escolhida a pessoa que irá temporariamente para o lugar do atual prefeito Newton Carneiro, indicada pelo governador.  

Na última quarta-feira, durante visita ao terreno onde será construído o Hospital Metropolitano Sul - Dom Hélder, Campos disse estar preocupado com os últimos acontecimentos. “Estou acompanhando com preocupação e esperando que os órgãos públicos que têm as suas competências exerçam essas competências. E torcendo para que a população sofra o mínimo possível. É o que eu posso fazer”, enfatizou o governador na ocasião, lembrando que já se colocou à disposição também do prefeito eleito Elias Gomes (PSDB). “Eu disse que estava à disposição dele para tudo o que precisasse e fosse necessário, e para o que fosse de interesse do povo de Jaboatão”, disse.(Com informações da Folha de Pernambuco)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

adolfo henrique nunes monteiro

como é q este prefeito não sofre nenhuma punição por parte do judiciário. parece q isso ta virando uma palhaçada.

Marcos Silva

Tenho certeza que o competente governador que temos ira nomear o que ele tem de melhor pra acabar com esta roubalheira que se tornou o comando dessa tal Elina e sua corja de ladroes" Ana Claudia, Amauri, Ricardo, Daniel, Fred e tantos que sao da mafia.

milton tenorio pinto junior

Esperamos que não seja um petista.


Olinda Dia e Noite

17/10


2008

Newton pode ser o segundo afastado duas vezes do poder

 Caso se concretize a intervenção em Jaboatão, Newton Carneiro será o segundo prefeito do município a ser afastado duas vezes do cargo - a primeira foi em fevereiro de 1999 e ele renunciou para não correr o risco da cassação. Antes de Newton, Fagundes de Menezes sofreu intervenções no mesmo mandato. Ele foi eleito pelo PDS, em 1982, e foi justamente seu correligionário, o governador Roberto Magalhães, que baixou o decreto. Cerca de um ano depois, Fagundes reassumiu o cargo, já filiado ao PMDB. Em 1987, com Miguel Arraes eleito governador pelo PMDB, novas irregularidades foram comprovadas e o prefeito teve que deixar a Prefeitura novamente.

Agora, a responsabilidade de nomear ou não um interventor deverá ficar nas mãos do neto de Arraes, o governador Eduardo Campos (PMDB). Apesar de não ter se pronunciado, ontem, sobre o caso, o socialista já havia se mostrado favorável a qualquer que fosse a medida que representasse “o melhor” para o município.(Folha de Pernambuco)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Marcos Silva

O que estao fazendo com o prefeito nao se faz, nao tem capacidade de nada, esta senil e esta pagando o preco pela filha mal carater que tem, mandona, orgulhosa, presuncosa, e aliada a marginais. Fichas sujas, ex presidiarios, assaltante de bancos etc, tem na atual gestao. Briga de foice no escuro.

GILSON SOTERO DA SILVA JUNIOR

E o povo tabacudo ainda vota nessa maldito.



17/10


2008

Juiz preso em Alagoas por fraude eleitoral

 O juiz Rivoldo Sarmento está preso na sede da Academia da Polícia Militar de Alagoas, acusado de ter facilitado a fraude eleitoral nas eleições na comarca da cidade de Porto de Pedras, no Litoral Norte do estado. O magistrado teve a prisão decretada, na noite de quarta-feira, pelo Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE-AL), por unanimidade de votos. Além do juiz, outras dezesseis estão presas, incluindo o prefeito reeleito de Porto de Pedras Rogério Farias (PTB).

Após a votação, que foi acompanhada por parentes do magistrado, Rivoldo Sarmento se entregou na sede do TRE e foi levado para a Academia da PM, no bairro do Pontal da Barra, em Maceió. O magistrado é acusado de participar do esquema de fraude eleitoral, que teria beneficiado o prefeito reeleito da cidade, preso na manhã de quarta-feira pela Polícia Federal (PF), durante a Operação "Voto Nulo". (Tribuna da Imprensa)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Carpina

17/10


2008

Lula se queixa em Moçambique: "Mandato é muito curto"

 Ao final de um giro de cinco dias por três continentes, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva reclamou ontem, em Moçambique, que o mandato presidencial é muito curto para a realização de todos os projetos desejados por um governante. O comentário foi feito em duas ocasiões diferentes.No fim da tarde, a uma platéia de cerca de cem  empresários brasileiros e moçambicanos, Lula fez uma defesa da manutenção da reeleição. Foi no momento em que, de maneira irônica, relatou as dificuldades legais para construir uma hidrelétrica no Brasil.

''No Brasil, um presidente da República que quiser fazer uma hidrelétrica de 3.000 megawatts precisa de dois mandatos. Num você toma a decisão, vai atrás do licenciamento, depois vai para licitação. Daí o empresário que perde entra com uma ação, é mais um ano. Depois, o Ministério Público acha outra ação, e quando está tudo resolvido o Tribunal de Contas entra com outra ação. É mais um ano. Acabou o mandato e você não fez nada'', afirmou ele.

De manhã, com o presidente de Moçambique, Armando Guebuza, Lula já havia reclamado do tempo curto. ''Entre nós termos a vontade de fazer e acontecer, está demorando pra caramba.'' Ele se referia a uma fábrica de remédios contra a Aids que o Brasil prometeu construir em Maputo em 2003 e que ainda não saiu do papel.
(Folha Online)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

bm4 Marketing 4

17/10


2008

Diretor do Senado desafia STF e não demite parentes

 Com sete parentes empregados no Senado - três deles exonerados, nos últimos dias, por imposição da súmula anti-nepotismo do Supremo Tribunal Federal (STF) - o diretor de Recursos Humanos da Casa, João Carlos Zoghbi, disse ontem que não vê motivos para afastar sua mulher Denise Zoghbi da diretoria do Instituto Legislativo Brasileiro (ILB). O órgão é um centro de capacitação do Senado, cuja função não difere muito da diretoria ocupada por ele.

O episódio mostra a dificuldade encontrada pelo presidente do Senado, Garibaldi Alves (PMDB-RN), para levar adiante seu empenho em atender a súmula do STF. Funcionário do quadro, João Carlos Zoghbi virou diretor graças ao senador Edison Lobão (PMDB-MA), em cujo gabinete sua mulher, Denise, exercia a função de chefe de gabinete. Foi Lobão que mandou criar a diretoria hoje ocupada por ele, nos dois meses em que exerceu a presidência do Senado, substituindo o então licenciado titular, senador Jader Barbalho (PMDB-PA).

Para o presidente Garibaldi Alves, todas as exonerações exigidas pela súmula do Supremo serão feitas. "Estamos com o problema encaminhado corretamente", disse. "O diretor-geral (Agaciel Maia) vai proceder como deve proceder, demitir, quem deve ser demitido". (Tribuna da Imprensa)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

bm4 Marketing 3

17/10


2008

Maconha entra como tema de campanha no Rio

 A legalização do uso das drogas e a relação pessoal com a maconha são a mais nova polêmica envolvendo os candidatos à Prefeitura do Rio. Ontem, durante debate realizado pelo jornal ‘Folha de S. Paulo’, o tema veio à tona e, pela primeira vez desde o início da campanha, Fernando Gabeira (PV) e Eduardo Paes (PMDB) falaram de maneira objetiva sobre o assunto. Para a surpresa de toda a platéia que acompanha o confronto, o peemedebista assumiu ter provado o entorpecente.

“Experimentei quando jovem e não gostei”, ressaltou Paes. Questionado se havia tragado a droga, o candidato enfatizou: “Fumei, traguei e não gostei”. “Sou totalmente contra a legalização. Acho que a droga está na raiz de tudo que é ruim no Rio: a violência, a disputa de traficantes por pontos de venda, tudo. A droga é uma chaga”, concluiu.

O assunto incomdou o peemedebista que, no meio da tarde, enviou nota oficial reafirmando suas posições contra o uso e a legalização das drogas e acusando seu adversário, entre outras coisas, de fazer “da defesa da legalização da maconha um dos seus principais compromissos como homem público” e de manter um desenho de uma folha de maconha estampada na página principal de seu site na Internet.(De O DIA)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Asfaltos

17/10


2008

Ex-senador condenado por improbidade administrativa

 A 7ª Vara Cível de Brasília condenou o ex-político Luis Estevão por improbidade administrativa, por ter usado dados sigilosos em proveito próprio e de terceiros. Ele teve os direitos políticos suspensos pelo prazo de quatro anos e terá que pagar multa civil no valor de 50 vezes o valor da remuneração que recebia quando era deputado distrital. Em decisão judicial anterior, ele já tinha perdido os direitos políticos até 2014.

A decisão cabe recurso para a segunda instância do Tribunal. Segundo dados do processo, o ex-deputado teria se utilizado do cargo público para obter informações privilegiadas junto ao Sistema Integrado de Administração Financeira (Siafem). Ele obteve extrato bancário, onde constava uma ordem de pagamento no valor de R$ 2 milhões em favor do Jockey Clube de Brasília contra o Departamento de Estradas e Rodagem do Distrito Federal (DER-DF).

Utilizando-se desse documento, a empresa Saneamento e Construções Ltda (Saenco), integrada pelos sócios Luis Estevão e Lino Pinto, entrou na Justiça, em janeiro de 1997, para requerer o seqüestro de 50% do valor relativo à indenização devida ao Jockey Clube. A companhia alegou ser cessionária dos direitos e créditos relativos ao pagamento devido a um contrato de empreitada firmado com o Jockey. O pedido foi fundamentado com o extrato obtido junto ao Siafem, cuja consulta é sigilosa.(JB Online)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


16/10


2008

Paes acusa Gabeira de apologia ao uso da maconha

 O deputado Eduardo Paes vinculou seu adversário na disputa pelo governo da cidade do Rio de Janeiro distribuiu nota vinculando Gabeira ao consumo de maconha, num ataque direto sem usar meias-palavras para tal. Eis, na íntegra, a nota de Paes distribuída agora à noite aos jornais:

''Ao verificar nos onlines dos principais jornais brasileiros a repercussão do debate entre mim e o deputado Fernando Gabeira, promovido hoje pelo Jornal Folha de São Paulo, me sinto no dever de enfatizar pontos importantes que darão maior clareza na busca do bom jornalismo, de informar corretamente os leitores.

''O jornalista Mário Magalhães, da Folha de São Paulo, fez uma pergunta aos dois candidatos: ''O senhor já experimentou maconha?''. A minha resposta foi: ''Experimentei quando jovem e não gostei'', e enfatizei que durante toda a minha vida pública sempre me manifestei contra a legalização da maconha.

''Já o deputado federal Fernando Gabeira fez da defesa da legalização da maconha um dos seus principais compromissos como homem público. Até pouco tempo, no seu site de deputado, havia uma folha de maconha estampada na página principal. A própria empresa proprietária do Jornal Folha de São Paulo, por intermédio da editora Publifolha, editou um livro sobre a maconha, cujo autor é o deputado, no qual ele faz considerações sobre as características dessa droga e mostra profundo conhecimento de estudioso e usuário.

''Em fevereiro do ano passado, em entrevista à Revista Playboy, ao contrário do que disse hoje no debate da Folha, o deputado Fernando Gabeira declarou que ''eu defendo a legalização, estudo o assunto e, quando vou a Amsterdã, fumo. Lá você tem uma oferta maior.'' Em certos momentos, exalta as qualidades da maconha: ''a maconha não é uma planta, uma cultura. Só ela tem um museu em Amsterdã. A berinjela não tem, a abóbora não tem. Aqui no Brasil, os brancos fazem propaganda mostrando que quem fuma maconha fica abobado. Os guajajaras usavam para intensificar o trabalho na colheita, outros fumam para ampliar a consciência, outros fumam para relaxar, outros fumam porque estão de saco cheio'', declarou Gabeira à Playboy.

''Sempre defendi intransigentemente, como homem público, a liberdade de imprensa. Ela é o pilar fundamental da democracia. No entanto, cabe aos órgãos de comunicação darem aos seus leitores a devida proporção dos fatos. Percebo (pelas notícias publicadas nos onlines) uma tentativa de igualar o experimento de um cigarro de maconha por um jovem - que, homem público sempre se posicionou contra a legalização da maconha -, com um deputado federal que marcou sua vida pela defesa da sua legalização. Jamais esse tema foi prioridade na minha vida e, sempre que abordado sobre a legalização da droga, refutei veementemente.

''Envio essa mensagem às redações dos jornais na convicção de que a imprensa brasileira, que é orgulho da democracia e do povo brasileiro, nunca faltará com o critério da imparcialidade na cobertura de quaisquer fatos.''


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Ednaldo Ferreira

Se os dois são maconheiros já são iguais, o q pode diferencia-los são suas propostas para o desenvolvimento do Rio de Janeiro coisa q está faltando aos dois candidatos.



16/10


2008

Chope sem colarinho não é chope, decide juíza

 O colarinho do chope deve ser considerado parte do produto. O entendimento é da 3ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), que livrou um restaurante de Blumenau, Santa Catarina, de pagar multa ao Inmetro por servir chope com colarinho

Para a relatora, desembargadora Maria Lúcia Luz Leiria, “chope sem colarinho não é chope, como é conhecido nacionalmente”. Ela explicou que o tal colarinho é produto na forma de espuma, em função do processo de pressão a que é submetido.

Já para o fiscal do Inmetro, apenas o líquido poderia ser cobrado, desconsiderando a quantidade de espuma. Na primeira instância, o pedido do instituto foi aceito e o restaurante, condenado. Por isso, o proprietário do estabelecimento recorreu ao TRF-4.

Ao analisar o pedido, a relatora destacou que há um desvio na interpretação efetuada pelo fiscal do Inmetro, já que a espuma faz parte da bebida. “Portanto, entendo que a portaria do Inmetro em tela não se aplica ao chopp, na forma em que mediu o fiscal, ou seja, o chope é também o seu colarinho. Assim, a bebida servida pelo restaurante estava de acordo com as caracterizações necessárias”, disse a desembargadora.(Do site Consultor Jurídico)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


16/10


2008

Guerra: "Manobra política em conflitos policiais de SP"

 O presidente nacional do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE), criticou nesta quinta-feira o confronto entre policiais civis em greve e integrantes da Polícia Militar, no Morumbi, zona oeste de São Paulo. Para o tucano, o incidente teve um cunho político, uma vez que faltam apenas dez dias para a realização do segundo turno das eleições municipais. Guerra acusou o PT de incitar os conflitos.

De acordo com tucanos, Guerra resolveu fazer o discurso em plenário após conversar, por telefone, com o governador José Serra (PSDB). Com alguns interlocutores, o senador teria afirmado que Serra atua com equilíbrio e autoridade na tentativa de conter os conflitos. Em seguida, o parlamentar se referiu às eleições na capital paulista.

"Estão tentando criar incidentes para tentar mudar a definição das urnas", afirmou Guerra, em plenário, numa referência à disputa política envolvendo o prefeito que tenta a reeleição, Gilberto Kassab (DEM), apontado como favorito pelas pesquisas de opinião, e a candidata do PT, Marta Suplicy.

Segundo Guerra, é necessário impor limites aos adversários: "É preciso limite para o PT, que desempenha seu papel de forma deplorável. Não posso concordar com esse partido que se mete em mensalão, corrupção, confusão e conspiração, enfim, em todo esse movimento deplorável".

Diferentemente do estilo tranqüilo que o caracteriza, Guerra elevou o tom do discurso e afirmou que os petistas "levarão uma surra nas urnas", inclusive nas eleições majoritárias de 2010. "Não vão levar isso a frente. Levarão uma surra nas urnas. A primeira será agora. A segunda ocorrerá em 2010", disse ele.

Para o tucano, não restam dúvidas de que aliados da ex-ministra Marta Suplicy apoiaram os confrontos registrados hoje em São Paulo. Segundo Guerra, sindicalistas ligados à CUT (Central Única dos Trabalhadores) e à Força Sindical participaram das ações desta quinta-feira.

"Provocação, agressão, tentativa de desmoralização do governo. Às vésperas do segundo turno querem mudar o resultado da eleição. Não aceitamos esse confronto, essa precária oposição. Polícia misturada com CUT, polícia misturada com Força Sindical, polícia misturada com PT, em uma mobilização para desfazer a autoridade do governador do Estado às vésperas da eleição", disse o tucano. (Folha Online)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Ricardo Guerra

Cala tua boca, Guerra.Pergunta ao ACMsinho o que acontece quando se promete surra ?



16/10


2008

Deputados detidos em Vitória podem perder mandatos

 A Comissão de Ética da Assembléia Legislativa de Pernambuco já recebeu o pedido de processo contra os deputados Aglaílson Júnior (PSB) e Henrique Queiroz (PR), detidos em Vitória de Santo Antão, Zona da Mata do estado, durante as eleições municipais, no dia 5 deste mês. A Promotoria de Vitória acusa os deputados de estimular a fazer boca de urna. Eles foram detidos, levados para a Delegacia e liberados em seguida. O processo, no entanto, será aberto para julgar o caso.

O caso está sendo avaliando pela procuradoria da Assembléia. Quem também espera pelo resultado é o presidente da Comissão de Ética, Eduardo Campos (PT), que ainda não recebeu qualquer comunicado do Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

De acordo com o presidente, o regimento da Casa não estabelece prazos para avaliar o processo, mas diz de que forma os deputados podem ser punidos: “Nosso regimento estabelece três graus de punição. Caso condenados, os parlamentares podem receber uma censura escrita, ter o mandato suspenso por 30 dias ou até de forma definitiva”, esclarece André Campos.

O deputado Henrique Queiroz informou que é uma liderança política e que em dia de eleição é comum ser acompanhado por eleitores, mas em nenhum momento desrespeitou a lei eleitoral. O deputado Aglailson Júnior não foi localizado.(Pe360graus)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

GLACIDELSON ANTONIO DA SILVA

Os deputados vão perder o mandato e eu vou ficar milionário. Também acredito em Papai Noel, mula-sem-cabeça, lobisomem e vampiro.

Janise Carvalho

Tem certeza Magno? o nome e o partido do Presidente da Comissão de Ética é esse mesmo?

JARBASTA

Deixa de agredir os outros Paulo Kigay, olha pra teu rabo de palha.

Paulo Kigrer

Difícil distinguir qual o mais canalha entre os dois...



16/10


2008

Insaciáveis, eles sempre querem mais

Coluna de Sebastião Nery

 Nem acabou ainda de curtir a derrota, e o "bispo" Crivella já está querendo buscar o dinheiro que a Igreja Universal do Tio Macedo gastou com ele. Está lutando no Senado para aprovar uma emenda à Lei Rouanet que "permite a construção e reforma de templos religiosos e pagamento de `pastores'' com renúncia fiscal (descontando no Imposto de Renda das empresas ou pessoas físicas), passando a disputar verbas com a cultura".

Essa gente não se contenta com os bilhões que arranca do pobre povo em descarregos e dízimos, para comprar aviões de 50 milhões de dólares. Agora, tentam garfar os míseros recursos da cultura. Onde estão os artistas?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Samuel José Santos Silva

Cuidado pra eles nao tomarem conta do BC e do FMI.

Marcos Silva

Sabe porque ele perdeu a eleicao no Rio, porque se nsurgiu contra a globo, contra os homosexuais e contra a bandidagem. Se fosse defensor do que nao presta com certeza estaria no segundo turno. Por isso o Rio esta este caos. So Deus pra ter misericordia.

Marcos Silva

Como existe os hipocritas e fariseus, se a igreja catolica pode ter tais beneficios, se outras religioes tambem pq so os evangelicos nao podem e o bispo esta representando nao a Universal e sim todos os evangelicos e denominacoes. Parabens por esta iniciativa nobre senador.

GILSON SOTERO DA SILVA JUNIOR

Raimundo Eleno, partindo desse pressuposto, concordo com você. Logo a igreja católica, que sempre foi dona de tudo.

Raimundo Eleno dos Santos

A lei é igual para todos. Nem sou contra nem a favor. Mas se a Igreja Católica tem esse benefício, as outras denominações religiosas têm o mesmo direito. Se a lei é justa ou injusta; moral ou amoral , isso são outros quinhentos. É isso.



16/10


2008

Pé-frio faz Lula seguir pela tangente

Hélio Fernandes - Tribuna da Imprensa

 E essa do Lula garantir que a Marta vence em São Paulo. E ainda mandou os jornalistas anotarem no caderninho.

Após ter sofrido um desgaste em Natal, onde foi convencido que podia virar o jogo a favor de Fátima Bezerra, exterminada já no 1º turno com a vitória da candidata verde Micarla de Souza, Lula preferiu a saída pela esquerda neste segundo turno. Viajou e só volta na outra semana. Quanto menos exposição, melhor.

O pé-frio do presidente está atormentando muita gente. Parece até o Rei Midas ao contrário. Os próprios petistas já reconhecem que o eixo São Paulo-Rio-Belo Horizonte, forma, hoje, um Triângulo das Bermudas.

Nem toda a popularidade de Lula está dando jeito. Segundo os institutos de pesquisas, nas três cidades, se a eleição fosse hoje, todos os que receberam o apoio presidencial perderiam.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

junior melo

bom dia magno,eu sou aquele motorista de luxo, na campanha passada de sergio guerra para o senado lembra,junior melo,estou parabenizando voce e aline mariano pelo resultado do pleito, um grande abraço,voce é um excelente jornalista..............

JARBASTA

ELA HOJE ESTÁ MUITO ZANGADA ....

JARBASTA

FECHA ESSA BOCA PODRE PAULO KIGAY, SÓ SABE AGREDIR A TODOS.

JARBASTA

E aí Paulo Kigay, faltou o jumento.

Paulo Kigrer

Popularidade coisa nenhuma...! Qual "instituto" afere tamanha unanimidade desse ébrio? Seriam alguns daqueles que tem a chancela de tipos como Lavarêda... ou Montenegro? Em país algum miseráveis tiveram peso no desenvolvimento... só aqui... onde a fome e o desemprego rendem votos!!!


Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores