Os bastidores do poder e da
política em primeira mão

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Jaboatão orientação
01.04.2022 00:00

Coluna da sexta-feira

Por Magno Martins, edição de Ítala Alves compartilhamentos

Fraco, sem cheiro de povo

Pré-candidato do PSDB ao Planalto, respaldado em prévias do partido, o governador de São Paulo, João Doria, jogou a toalha, ontem, logo cedo, mas depois recuou mantendo-se no páreo. O vaivém do tucano é consequência da falta de apoio dos próprios caciques, liderados pelo ex-candidato e atual deputado federal Aécio Neves.

Nos últimos dias, Aécio e Tasso Jereissati, senador pelo Ceará, promoveram um verdadeiro complô contra Dória. Fizeram a cabeça do governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, que perdeu as prévias para Dória, a se manter no partido, com a promessa de que seria o candidato, porque o governador paulista não decola como alternativa de terceira via capaz de quebrar a polarização Bolsonaro x Lula.

Leite ficou e vai quebrar a cara, porque Dória, mesmo não tendo chances, não vai desistir, conforme deixou claro, ontem, depois de recuar e implodir a tucanada paulista. Insuflados pelo vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, que já havia comprado a beca para a posse amanhã, um grupo tucano chegou a ameaçar Dória com a abertura de um processo de impeachment. Foi preciso o presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo, agir como bombeiro para apagar o incêndio.

Dória vai se arrepender terrivelmente do seu recuo. Trocou dois anos e meio de governar o maior Estado da Federação por uma aventura. Como jornalista e marqueteiro, o governador até que engana bem, mas como gestor é uma piada. Foi péssimo prefeito de São Paulo. Como governador, uma lástima, não tem marca, obras escassas e não imprimiu uma marca para ser reconhecida pela população.

É um político almofadinha, sem cheiro de povo, antinordestino, só conhece a Avenida Paulista. Se vier a andar no Nordeste, provavelmente não saberá distinguir uma vaca de um boi. Por isso, como candidato a presidente, suas chances de decolar não existem. Bolsonaro, que o odeia, botou um apelido em Dória que nunca mais ele vai se livrar: Calcinha apertada.

Que cara de pau! – O agora ex-governador João Doria (PSDB) afirmou a jornalistas ao final de seu discurso de despedida que as notícias sobre sua eventual desistência à disputa da Presidência da República foram uma “estratégia política”. Segundo o tucano, houve um planejamento prévio para que o presidente do partido, Bruno Araújo, tivesse de se manifestar publicamente em apoio a seu nome. “Diria que foi um comportamento estratégico. Isso faz parte da vida política também, ter estratégia para poder construir caminhos e solidificar esses caminhos. Não se pode agir apenas emocionalmente, a política exige raciocínio e eu aprendi a ter raciocínio no setor privado. Isso (o boato de que desistiria) foi para fortalecer a nossa candidatura e o PSDB”, disse Doria.

Aliado de mentirinha – A agora ex-prefeita de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB), tão logo deu adeus ao poder, ontem, assistiu, sem poder fazer nada, ao novo prefeito Rodrigo Pinheiro (PSDB) dar cartão vermelho a metade do secretariado. Pelos menos, oito integrantes do primeiro escalão foram afastados, embora a versão é de que tenham pedido demissão. Diferente de Caruaru, em Petrolina e Jaboatão, cujos prefeitos Miguel e Anderson, respectivamente, também renunciaram para disputar o Governo, nenhum secretário foi demitido.

Ipojuca sitiada – Em Ipojuca, quem manda é a bandidagem. Depois de dois dias de tensão, resultando na morte de uma criança de 6 anos, o grupo que aterroriza e desafia o Governo sitiou novamente a cidade no início da noite de ontem. Obrigaram um ônibus lotado de turistas a parar, mandaram todos sair e depois tocaram fogo no automóvel. Fecharam ruas e o centro. Numa demonstração de quem são eles que mandam, ninguém entrava nem saia da cidade pelo menos até às 22 horas. Policiais? Pouquíssimos, até porque o Governo priorizou policiamento para o jogo do Sport contra o Fortaleza.

Nada se cria – Na sua fala, ontem, na despedida como prefeita de Caruaru, Raquel Lyra voltou a imitar o agora ex-prefeito de Petrolina, pré-candidato ao Governo do Estado pelo União Brasil. Recorreu ao mesmo lugar comum, afirmando que queria fazer em Pernambuco a mesma revolução que promoveu na capital do Agreste. No dia anterior, também copiou a ideia de antecipar a grade do São João. Como diria a máxima de Lavoisier, nada se cria, tudo se transforma.

Palmas acanhadas – Ao ser anunciado, ontem, num evento da Amupe, a Associação Municipalista de Pernambuco, o pré-candidato da Frente Popular ao Governo do Estado, Danilo Cabral, o Coronel Danulo, foi recebido friamente, com palmas bem tímidas. E olha que ele estufa o peito e se gaba de ter o apoio de mais de 100 prefeitos! Quando Jarbas enfrentou Arraes, o mito tinha também mais de 100 prefeitos. E levou uma surra histórica.

CURTAS

PROTESTO – Um dia após 60 alunos passarem mal ao comer merenda e colégio no Cabo de Santo Agostinho, estudantes realizaram, ontem, um protesto e exigiram mudanças na alimentação. Um dos jovens mandou recado ao governador: "Paulo Câmara, saia da picanha e venha comer a galinha da ETE", disse, se referindo à Escola Técnica Estadual Luiz Alves Lacerda.

APOIOS – Marília Arraes passou o dia, ontem, anunciando apoios. Primeiro, o prefeito de Paudalho, Marcelo Gouveia, e seu irmão, o deputado estadual Gustavo Gouveia. Depois, o ex-prefeito de Petrolina, Júlio Lóssio, e no início da noite o ex-prefeito do Cabo, Lula Cabral. O que se diz é que o prefeito de Olinda, Professor Lupércio, também vai aderir.

Perguntar não ofende: E agora, com o fico de Dória, Eduardo Leite ainda se mantém no PSDB ou se filia ao PSD?

compartilhamentos

Últimos posts

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Petrolina - São João
Brasil 25.06.2022 17:00

Bolsonaro investe no discurso do bem contra o mal na Marcha para Jesus

Por Magno Martins, edição de Ítala Alves compartilhamentos

Em evento da Marcha para Jesus, neste sábado, em Balneário Camboriú, em Santa Catarina, o presidente Jair Bolsonaro disse que ao formar os ministérios para o seu governo, “fez o contrário” do que gestões anteriores fizeram em Brasília, mesmo sob pressão. A justificativa para tal atitude, segundo ele, foi a “lealdade” ao povo. As informações são do Correio Braziliense.

“Não é fácil, um milagre a minha sobrevivência, porque não dizer quase um milagre uma eleição. Depois, também, formar um ministério com pressões as mais variadas possíveis para que Brasília continuasse como sempre esteve ao longo das últimas décadas, fizemos ao contrário. Apostamos porque sempre devi lealdade ao povo que está na minha frente”, declarou para uma multidão de aproximadamente 50 mil participantes, que o ovacionaram com gritos de "mito".

...



compartilhamentos
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Ipojuca - Maio 2022
Brasil 25.06.2022 16:15

Ministro do STF é tachado de mentiroso em evento no Reino Unido

Por Magno Martins, edição de Ítala Alves compartilhamentos

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso afirmou, hoje, que o Brasil se tornou um “país de ofensas” após ser interrompido em um evento no Reino Unido, quando defendia o processo eleitoral brasileiro. As informações são da CNN Brasil.

Barroso dizia que, quando presidiu o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) entre 2020 e 2022, precisou “oferecer resistência aos ataques contra a democracia e impedir esse abominável retrocesso que seria a volta do voto impresso com contagem pública manual, que sempre foi o caminho da fraude no Brasil”.

...



compartilhamentos
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Caruaru - Junho 2022
Brasil 25.06.2022 16:00

Estratégia de reeleição de Bolsonaro se impõe e estados já sabem que vão perder receitas de ICMS até no STF

Por Magno Martins, edição de Ítala Alves compartilhamentos

A sabedoria popular ensina que contra fatos não há argumentos. E a política é a arte de transformar fatos em narrativas. Vale para o Governo como para quem está na oposição. As informações são do colunista Fernando Castilho, do Jornal do Commercio.

Os estados sabem agora que a decisão de confrontar o governo na questão do ICMS - quando ainda poderiam articular uma negociação assim que os preços do barril do petróleo explodiram e começaram a turbinar as receitas dos estados - foi um equívoco, embora sempre seja muito difícil fechar acordos com Jair Bolsonaro.

...



compartilhamentos
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Cabo - Unidade de Saúde da Família
Pernambuco 25.06.2022 15:30

Rodrigo garante coordenar e estar à frente da campanha de Raquel em Caruaru

Por Magno Martins, edição de Ítala Alves compartilhamentos

Ele tem 40 anos e menos de três meses como gestor de uma das maiores cidades do interior pernambucano. Formado em administração/marketing, o prefeito de Caruaru, Rodrigo Pinheiro (PSDB), vem mostrando garras de leonino. Nos festejos juninos, recebeu em seu camarote, no Pátio de Eventos, todos os pré-candidatos ao Governo de Pernambuco. Os adversários elogiaram a acolhida e observaram a inquietação do jovem. As informações são da Folha de Pernambuco.

A aliada e ex-prefeita, também pré-candidata ao Governo, Raquel Lyra, chegou a se irritar e achar estar perdendo espaço. Nos bastidores, todos desconfiam que, solteiro e sem filhos, o prefeito esteja aproveitando para consolidar seu projeto político e construir sem amarras um caminho para reeleição, em 2024. Com o mesmo prazer de praticar exercícios, comer massas e reunir amigos (alguns que guarda da infância), garante coordenar e estar à frente da campanha de Raquel. Tem gente pagando para ver.

...



compartilhamentos
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Arcoverde - São João 2022
Brasil 25.06.2022 15:10

Casal de idosos é morto a facadas num prédio de luxo no Rio

Por Magno Martins, edição de Ítala Alves compartilhamentos

Um casal de idosos foi morto a facadas na madrugada de hoje em um condomínio no Jardim Botânico, Zona Sul do Rio. De acordo com as primeiras informações da Divisão de Homicídios, que investiga o caso, suspeito do crime, que é oficial da Marinha, seria namorado do filho do casal e teria atacado as vítimas supostamente motivado por ciúmes. As informações são do G1/RJ.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o pedido de socorro foi feito pouco depois da meia noite e atendido pelo Quartel do Humaitá. Ao chegarem no local, um apartamento na Rua Pio Corrêa, os bombeiros encontraram os idosos já mortos e um homem inconsciente, apontado pela polícia como suspeito do crime.

...



compartilhamentos
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Toritama
Brasil 25.06.2022 15:00

Impeachment, a dúvida da oposição se vale a pena ou não nesse momento

Por Magno Martins, edição de Ítala Alves compartilhamentos

O escândalo da gravação que joga responsabilidade para cima de Jair Bolsonaro, no caso do ex-ministro Milton Ribeiro (Educação), não foi celebrado com salva de fogos pela oposição. Não na devida dimensão do episódio. Hoje, com as redes sociais, é fácil medir o alcance de um fato e sua repercussão. As informações são do Blog do Noblat.

Em outros tempos, o PT, por exemplo, já estava na rua com a campanha “Fora, Bolsonaro” mais ruidosa do que nunca. Por muito menos, o partido fez isso com Fernando Henrique Cardoso (FHC). Os tucanos não esquecem jamais do “Fora, FHC”.

...



compartilhamentos
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Serra Talhada 2021
Brasil 25.06.2022 14:30

Minha história com Gonzaguinha

Por Magno Martins, edição de Ítala Alves compartilhamentos

*Por Irineu Tamanini

O então presidente Fernando Collor visitou no dia 3 de abril de 1991 a cidade de Juazeiro do Norte, no Ceará. Valter Lima, da Rádio Nacional viajou dois dias antes no escalão precursor da Presidência da República para transmitir, direto da terra de Padre Cícero, o programa “Revista Nacional”.

...



compartilhamentos
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Belo Jardim 2 - Abril
Brasil 25.06.2022 14:00

PF alegou falta de recursos para transferir Milton Ribeiro, mas dispõe de três jatos

Por Magno Martins, edição de Ítala Alves compartilhamentos

A Polícia Federal tem três jatos da Embraer, mas alegou que não tinha recursos para transportar o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro, na quarta-feira passada, data de sua prisão. Apesar de haver uma ordem judicial para que Ribeiro fosse transferido de Santos (SP), onde reside, até Brasília, a PF manteve o ex-ministro em São Paulo. As informações são do Estadão.

O descumprimento da ordem judicial foi citado pelo delegado Bruno Calandrini, que preside o inquérito sobre a existência de um gabinete paralelo no Ministério da Educação operado por Ribeiro e dois pastores, como indicação de interferência na investigação.

...



compartilhamentos
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Bandeirantes Maio 2022