Jaboatão vai conquistar você

05/12


2021

De bigu com a modernidade

Nova Fiorino, o carro ‘do mangaieiro

A pequena van Fiorino, a eterna feinha, está presente na vida dos brasileiros desde 1980 - sempre como referência entre os veículos comerciais leves e líder do segmento Vans com mais de 90% de participação de mercado. Sempre foi o desejo de pequenos comerciantes - dos mangaieros, dos ambulantes, dos donos de sapatarias, dos fretistas e transportadores autônomos, dos açougueiros… Finalmente, a Fiat resolveu dar um trato e encheu a linha 2022 de novidades. Com capacidade de carga de 650 kg, a nova Fiorino chega às lojas na versão Endurance 1.4 Flex por R$ 99.990. 

E como nada é mais importante do que segurança, a Nova Fiorino incorpora controle de tração e estabilidade (ESC) de série. O equipamento usa diversos sensores que, ao detectar uma situação de risco para o veículo, atuam no freio e no acelerador para permitir que o motorista retome o controle. E aciona automaticamente as luzes indicadoras de direção e pisca as luzes de freio, alertando os outros motoristas e reduzindo o risco de colisões traseiras.

O controle de estabilidade inclui também o recurso de assistente de partida em rampa (Hill Holder), um excelente aliado no dia a dia dos deslocamentos urbanos. O sistema traz mais segurança nas manobras ao detectar quando o veículo está parado em um piso inclinado, mantendo os freios acionados por alguns segundos. Isso facilita a saída de semáforos e rampas. O recurso também é ativado em descidas, tornando as manobras de ré mais fáceis.

O visual da italianinha totalmente projetada e fabricada no Polo de Betim (MG) mudou. Na dianteira, novos faróis, mais afilados e com máscara negra, contornados pelos para-choques, para-lamas e capô redesenhados. A lateral ganha painel de porta, que protege a carroceria de pequenas batidas no dia a dia. 

O interior continua funcional, mas o painel foi completamente reformulado com saídas de ar-condicionado retangulares. O novo cluster inclui computador de bordo com seis funções, conta-giros e hodômetro parcial digital. O volante passa a ter regulagem de altura de série. Os tons internos, no geral, são escurecidos e há mais 4 porta-objetos, totalizando 13 compartimentos, que somam 18,3 litros — 10% mais volume que o modelo anterior. Entre eles está o exclusivo espaço para máquina de cartão na porta, além da área acima do porta-luvas iluminado e nos novos painéis de portas.

O conforto é garantido por uma boa lista de equipamentos de série: direção hidráulica, ar-condicionado, banco do motorista com regulagem de altura, vidros e travas elétricas, chave com telecomando, predisposição para som, protetor de cárter, alarme e faróis de neblina, essenciais em situação de baixa visibilidade. A Fiorino usa o motor 1.4 EVO Flex, agora ajustado para atender às novas regras de emissões e ruído do Proconve (PL7). Com bom torque em baixas rotações, o propulsor ficou mais econômico, com uma redução de até 11,8% no consumo de gasolina (a melhora com etanol foi de 8,3%). Ele gera até 86 cv de potência e torque de até 12,0kgfm.

Os bancos estão mais confortáveis, com melhora significativa em relação ao conjunto anterior e superando até modelos de passeio da concorrência, pois usam material mais resistente. O clima na cabine também será sempre agradável, graças ao ar-condicionado recalibrado, capaz de resfriar o interior da van em até 6º C nos primeiros 15 minutos de funcionamento - o que significa um resfriamento 18% mais rápido da cabine.

Mini Cooper só para 30 privilegiados - O Mini Cooper SE Countryman ALL4 Shadow Edition desembarca no Brasil em um lote de apenas 30 unidades - e por R$ 300 mil. Elas, importadas da Inglaterra, têm carroceria pintada na cor Preto Midnight e teto na tonalidade Cinza Melting e com o nome Shadow Edition em diversos pontos - até nos para-lamas dianteiros.A edição limitada é uma homenagem à vida noturna de Londres, digamos assim. A força do SE Countryman vem de um três cilindros 1.5 turbo (combinado a outro elétrico) que, combinado, rende 224cv e 39,67kgfm de torque. O câmbio é automático de 6 marchas e a tração éintegral.

Strada com câmbio automático - A popular picape da Fiat vai, enfim, ganhar câmbio automático. Na próxima sexta-feira, será feito o anúncio oficial. O conjunto terá motor 1.3 flex com caixa tipo CVT (continuamente variável), usado nas versões mais baratas do também popular Pulse.

Nova linha Bonneville - A lendária família Triumph Bonneville de motocicletas está passando por um processo de evolução, com atualizações significativas. Em outubro, foi lançada no Brasil a nova Bonneville T100 e, agora, acaba de chegar às concessionárias a novíssima Bonneville T120 Black. Em breve, serão lançados no país, também remodelados, os modelos Street Twin, Street Scrambler 900, Bobber, Speed Twin e Scrambler 1200. Maior ícone das motos britânicas, a T120 Black mantém o motor bicilíndrico de 1200 cc, e fica menos pesada (redução de 7 kg), com pilotagem mais fácil e ganha novos freios Brembo de especificação superior. E está à venda no Brasil por R$ 58.490 - e ainda tem 116 acessórios genuínos Triumph para personalização. A T100, por sua vez, custa R$ 52.990.

Carro caro, caro consumidor - Black friday? Desconto de fim de ano? Que nada. Os preços dos automóveis só sobem. Vejamos: quem quiser comprar um exemplar do SUV VW vai ter que chacoalhar os bolsos: a versão de entrada Comfortline agora custa R$ 168.490. A topo de linha Highline passa a custar R$ 197.590 (sem teto solar). O Nivus Highline, topo de linha, agora ficou R$ 1.760 mais caro - e chega a incríveis R$ 127.750.O Hyundai HB20 também teve o preço elevado e passa a barreira psicológica dos R$ 100 mil. A versão mais barata já tem preço sugerido de R$ 67.390. O SUV Creta, idem: a versão Action pulou de R$ 100.490 para R$ 102.490. A Ultimate, topo de linha, passou de R$ 157.490 para R$ 160.490 - aumento de R$ 3.000.

Preço do diesel: 49,5% em um ano - Um dos principais insumos do transporte de cargas, o combustível, não deixa de subir. E não é só ele: o pneu, o caminhão, os implementos rodoviários e a manutenção da frota tiveram aumento de 20% ou mais nos últimos 12 meses, segundo o Índice Nacional de Custo de Transporte (INCT), calculado pela Associação Nacional de Transporte e Logística (NTC&Logística). Só em novembro, o aumento de 13,7% do diesel teve impacto direto no frete rodoviário em torno de 5%. E vejam o aumento médio de outros insumos nos últimos 12 meses: os veículos, 31,5%; os implementos, 17,8%; a mão de obra, 8,0%; a rodagem, 21,60%... E por aí vai. 

Importação de gasolina - Dólar caro, medo de desabastecimento, pressão política: a situação dos combustíveis brasileiros, principalmente, tem provocado feitos curiosos. Um levantamento da Logcomex, por exemplo, mostra que em setembro de 2021 o Brasil importou 119% a mais de valor de gasolina, em comparação ao mesmo período do ano anterior. Em setembro do ano passado, foram mais de 150 milhões de litros, que correspondem a R$62 milhões; em setembro deste ano, foram 202 milhões de litros, que correspondem a R$ 137 milhões. 

Carro para PCD - A Câmara dos Deputados aprovou esta semana um projeto de lei (o 5149/20) para mudar as condições e regras de compra de veículos por pessoa com deficiência, chamados nesse meio simplesmente de PcDs. O que mudou? Primeiro, o valor máximo do carro que pode ser comprado com isenção: em vez dos R$ 140 mil, pula para até R$ 200 mil. Desde que o motor seja 2. E foi prorrogada até dezembro de 2026 a isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para veículos novos adquiridos pelos PCDs (e também taxistas). O benefício acaba este mês. E mais: consumidor também será beneficiado com a isenção de IPI para acessórios e outros itens de adaptação do veículo ao uso por pessoa com deficiência, mesmo se não forem originais. E, por fim, o PL atende - e estende o benefício do IPI - a pessoas com deficiência auditiva. 

Conversão para GNV: dicas para adaptar seu carro - Com a alta nos preços dos combustíveis, a conversão de veículos para a utilização do gás natural veicular (GNV) já registra um crescimento de 88,5% em 2021. De acordo com dados levantados pela Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran), mais de 160 mil conversões foram realizadas entre janeiro e setembro, ante 86 mil adaptações feitas no mesmo período do ano passado. A conversão, claro, proporciona economia – um veículo de entrada pode rodar até 12 km/m³ de gás -, funcionamento estável e baixo custo de manutenção. Mas possui desvantagens, como espaço ocupado pelo cilindro de armazenamento e alto custo de instalação, cujo valor médio varia de R$ 4 mil a R$ 5 mil. Para ajudar o motorista a adaptar o veículo com segurança, a NGK – multinacional japonesa fabricante e especialista em velas de ignição – elencou três recomendações. Confira: 

Verifique o estado geral do veículo
A primeira recomendação de Hiromori Mori, consultor de Assistência Técnica da NGK do Brasil, é verificar o estado geral do veículo, sobretudo do motor e do sistema de injeção. “Um veículo com problemas estruturais ou de segurança terá dificuldade na homologação da conversão. Problemas no motor ou no sistema de injeção vão dificultar o ajuste do equipamento de gás, podendo gerar falhas de funcionamento e frustrações ao condutor”, afirma.

Faça uma revisão completa do sistema de ignição
Para garantir uma conversão segura, é fundamental fazer uma revisão completa do sistema de ignição, uma vez que esse sistema é mais exigido no veículo a gás, em razão da maior tensão para o centelhamento, e deve passar por revisões mais frequentes. “Caso não passe por manutenção, o veículo pode apresentar alguns problemas, como falha de ignição, flash over – quando a alta tensão passa pelo lado externo da vela, danificando componentes, como velas e cabos ou velas e bobina – e backfire, estouro no coletor de admissão”, explica Mori. O sensor de oxigênio, ou sonda lambda, também deve estar funcionando corretamente para o perfeito ajuste do equipamento de gás. 

Ainda precisam ser verificados com maior frequência outros sistemas do veículo, como sistemas de freios, suspensão e arrefecimento, que também podem ser sobrecarregados com uso do GNV.

Escolha uma oficina certificada para fazer a conversão 
De acordo com o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), a oficina escolhida para fazer a conversão deve ter certificação e contar com um engenheiro responsável pela instalação. Além disso, os equipamentos precisam ter certificação e nota fiscal para apresentação ao Departamento Estadual de Trânsito (Detran), junto com a nota fiscal referente à instalação. O veículo convertido para GNV precisa ser aprovado na inspeção obrigatória para obtenção do Certificado de Segurança Veicular (CSV), que é emitido por organismos de certificação credenciados pelo Detran. Consulte o Detran e o Inmetro de seu estado para verificar eventuais mudanças de regras na legislação e lista de oficinas certificadas.

A conversão clandestina, com uso de equipamentos sucateados e execução do serviço por pessoas não habilitadas, causa uma série de problemas, sendo o primeiro a impossibilidade de homologação do veículo e emissão do Certificado de Segurança Veicular, isto é, o condutor não consegue legalizar o veículo. “Também pode colocar vidas em risco, tanto do motorista e dos passageiros quanto de pessoas que estejam próximas ao veículo”, afirma Mori, que salienta que o sistema é muito seguro se for instalado por uma oficina certificada.

*Renato Ferraz, ex-Correio Braziliense, tem especialidade em jornalismo automobilístico.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Caruaru - Jan 2022

Confira os últimos posts



23/01


2022

Diretora da Anvisa diz que nota da Saúde é “infeliz surpresa”

Meiruze Freitas, uma das diretoras da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) refutou ontem (22) uma nota técnica do Ministério da Saúde que contesta a eficácia de vacinas contra a covid-19. Em entrevista à CNN Brasilela afirmou que a nota está “errada” e “no mínimo atrasada 2 anos”.

Meiruze disse ainda que a nota é contraditória com o discurso propagado pelo próprio Ministério da Saúde de que as vacinas contra a Covid-19 são seguras e eficazes. “No 1º momento nós achamos que esse documento era falso, que não era do Ministério da Saúde. No 2º momento, foi uma infeliz surpresa”, explicou a diretora.

A nota técnica, além de questionar a eficácia das vacinas, aponta a eficiência da hidroxicloroquina. Essa posição já foi descartada pelas principais entidades de saúde do mundo. Meiruze afirmou que o medicamento “tem o seu valor” no combate de doenças como a malária, mas que não existe comprovação da sua eficácia contra covid-19.

“Toda preocupação que nós temos nesse sentido é que as pessoas deixem de se vacinar, deixem de procurar a melhor estratégia de salvar vidas, e utilizem medicamentos que não têm a comprovação para o tratamento da Covid-19. Cada vez que a gente traz uma informação contrária, a gente prejudica e a gente impede que as pessoas busquem essa vacina e busque inclusive que a a gente supere essa pandemia”, disse a diretora da agência.

O QUE DIZ O MINISTÉRIO DA SAÚDE

Em nota enviada ao Poder360, o Ministério da Saúde disse que “em nenhum momento afirmou que o referido fármaco é seguro para o tratamento da covid-19”. Negou que a nota técnica conteste as vacinas.

As informações são do Poder360.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Cabo - Pavimentação e Drenagem

23/01


2022

Progresso cancela ônibus e prejudica passageiros

Sem concorrente em praticamente todas as rotas para o Sertão, a Progresso, empresa de ônibus estadual, continua prestando péssimos serviços aos usuários que dependem dela. Tem sido uma rotina o cancelamento de viagens de última hora, provocando transtornos na vida dos passageiros.

Hoje em Arcoverde, por exemplo, a Progresso deixou na mão diversos passageiros que haviam comprado a passagem com antecedência para o Recife no horário das 16 horas. Quem chegou no terminal rodoviário da cidade só tomou conhecimento do cancelamento no guichê da empresa. "Um absurdo, nunca vi uma empresa tão desorganizada, sem ter a menor atenção e consideração com o passageiro", reclamou José Roberto de Oliveira, que programou a viagem para o Recife com antecedência, comprando duas passagens no dia anterior. 

Sua revolta se deu principalmente porque havia marcado compromisso no Recife hoje à noite, sendo obrigado a cancelar. "Tudo isso está acontecendo por falta de concorrência. A Progresso tem, não se sabe o motivo, o monopólio de todas as rotas para o Sertão", desabafou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Petrolina Dezembro 2021

23/01


2022

PSDB lamenta morte da desembargadora Helena Caúla

Nota de pesar 

Uma mulher forte, generosa, dedicada e comprometida. Assim era Helena Caúla Reis, primeira mulher desembargadora do TJPE. Pernambuco perde uma mulher conhecida por uma trajetória profissional pioneira, referência para todas, ocupando espaços dominados por homens. Temos muito a agradecer pelo seu trabalho e luta. Meus sentimentos à família e amigos.

Raquel Lyra - presidente do PSDB Pernambuco e prefeita de Caruaru


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


23/01


2022

TJPE decreta luto oficial por morte de desembargadora

NOTA DE PESAR

É com profundo pesar que os integrantes do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) recebem a notícia do falecimento da desembargadora Helena Caúla Reis. A magistrada integrou os quadros do Poder Judiciário estadual de 2001 a 2010, sendo a primeira desembargadora do TJPE, ingressando na vaga destinada ao Ministério Público de Pernambuco através do Quinto Constitucional. Um exemplo de profissional e ser humano. O TJPE decreta luto oficial de três dias, com hasteamento das bandeiras a meio mastro em todas as unidades judiciárias do Estado. 

As cerimônias fúnebres acontecem neste domingo (23/01), no Cemitério Morada da Paz, em Paulista, e observarão as restrições sanitárias vigentes. “Mais do que uma desembargadora brilhante, Helena Caúla era uma profissional excepcional, séria e de extrema retidão. Construiu uma jornada de sucesso e pioneirismo, ocupando funções exercidas predominantemente por homens, se consolidando pela competência. Não por acaso foi a primeira mulher a se tornar desembargadora em Pernambuco, um marco histórico”, declarou o presidente do TJPE, desembargador Fernando Cerqueira.

Histórico – Helena Caúla Reis nasceu em 1940, no Ceará. Chegou ao Recife aos 12 anos de idade. Em 13 de fevereiro de 1959, iniciou sua carreira no sistema público pernambucano, antes da formação na área jurídica. Ingressou no Tribunal de Justiça de Pernambuco como datilógrafa aos 18 anos. No mesmo ano, foi aprovada no concurso público para o cargo de oficial judiciário do TJPE e passou à condição de funcionária efetiva.

Formou-se em Odontologia e Direito, ambos pela Universidade Federal de Pernambuco nos anos de 1962 e 1967, respectivamente. Na mesma universidade fez Mestrado em Direito e Doutorado em 1968.

Atuou no Instituto de Polícia Técnica (atual Instituto de Criminalística), onde permaneceu até 1974, quando ingressou no Ministério Público de Pernambuco como promotora. Em 1993, foi promovida a Procuradora de Justiça por critério de merecimento.

Foi ainda, por 35 anos, professora da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) nas áreas de Direito, Odontologia e Farmácia. Em 13 de agosto de 2001, marcou a história pernambucana ao ser a primeira mulher a ocupar o cargo de Desembargadora do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), marcando a história do nosso Estado, na vaga destinada ao Ministério Público pelo Quinto Constitucional. Em 2010, aposentou-se do cargo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Arcoverde janeiro 2022

23/01


2022

Procon Recife reforça fiscalização no preço de testes de Covid

O aumento no número de casos de Covid-19 fez com que a procura por testes também crescesse nos últimos dias. E para garantir que o consumidor não seja lesado, o Procon Recife iniciou uma série de fiscalizações em estabelecimentos privados que oferecem o serviço de testagem.

A partir de amanhã (24), a atuação do órgão será intensificada e quem estiver cometendo algum tipo de infração será autuado. Na última semana, foram visitados 11 estabelecimentos nos bairros do Derby, Boa Viagem, Casa Forte e Pina, onde foram comparados os valores cobrados pelos principais exames para diagnosticar o vírus. Em alguns, a variação de preço chegava a 100%.

Segundo Pablo Bismarck, secretário-executivo do Procon Recife, esta fiscalização será contínua para acompanhar a evolução dos preços e detectar novos aumentos que estejam fora do patamar aceitável. “Vamos manter essa fiscalização permanentemente e fazer esse monitoramento. Caso seja identificado algum abuso, iremos tomar as medidas previstas na legislação”, explicou.

“Nossa recomendação é que o consumidor faça pesquisa e procure estabelecimentos que ofereçam o menor preço. Caso seja detectado alguma abusividade, o consumidor pode denunciar através dos canais de atendimento do Procon Recife”, acrescentou.

Durante a ação promovida na última semana, o Procon Recife fiscalizou farmácias e laboratórios na capital pernambucana para verificar a possível cobrança de valores abusivos em testes de Covid.  Foi constatado que os valores cobrados para a realização do exame de Antígeno, conhecido como teste rápido, variavam de R$ 100 a R$ 200, diferença de 100%.

Para o RT-PCR, os preços oscilavam de R$ 280 a R$ 385, uma diferença de 37,50%. Para a Sorologia, os preços encontrados foram de R$ 150 a R$ 240, um aumento de 60%. A justificativa para a variação dos preços foi a da procura elevada pelo serviço e a escassez dos insumos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Serra Talhada 2021

23/01


2022

Festival Reconhecer anuncia terceira edição

Foto: Marina Amorim

Caminhando para a sua terceira edição, o Festival Reconhecer volta a ocorrer após um hiato de dois anos provocados pela pandemia do novo coronavírus. O evento está programado para acontecer entre os dias 17 e 19 de março deste ano.

O intuito de valorizar os artistas dos bairros do Pina e Brasília Teimosa, além de incentivar a movimentação do cenário artístico local da cidade. Segundo o coordenador-geral do Reconhecer, Alyson Fonseca, o festival trará algumas novidades para o público em 2022.

 "O Reconhecer está de volta, observando os decretos sanitários e as recomendações da OMS para que possamos oferecer segurança ao nosso público. Então conseguimos adaptar o projeto, sem abrir mão da sua qualidade, já conhecida por todos. A situação que o mundo vive, casa muito bem com o conceito desta edição cujo tema é 'A cultura que nos move, abraçando novos tempos'", destaca.

Assim como as duas primeiras edições, o festival vai reunir diversas linguagens como teatro, dança, música, moda e gastronomia. Tudo isso com entrada e atividades gratuitas. Com essa retomada, todos os protocolos de segurança sanitária serão cumpridas como a exigência do cartão de vacina. O Festival Reconhecer foi criado durante o segundo módulo do Laboratório de Projetos Culturais, promovido pelo Instituto JCPM e pela Proa Cultural. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

SESC - Férias de Janeiro

23/01


2022

Joel quer crédito emergencial para vítimas das enchentes

O deputado estadual Joel da Harpa (PP) quer a abertura de linhas de crédito nos bancos oficiais para atender dezenas de famílias ribeirinhas e das Ilhas do Rio São Francisco atingidas pelas enchentes. Em suas viagens ao interior pernambucano, o parlamentar tem dito que ouve a população clamar por apoio para recomeçar.

De acordo com ele, sobretudo em Petrolândia, Belém do São Francisco, Orocó, Cabrobó e Petrolina. “Muitas famílias perderam toda a agricultura e meio de subsistência”, afirma Da Harpa, que tem como ideia incentivar a economia de municípios atingidos pelas enchentes, além de promover a recuperação das condições de vida da população afetada.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Bandeirantes novembro 2021

23/01


2022

Kaio fortalece projeto político em Carnaubeira da Penha

O ex-deputado federal e atual presidente do IPA (Instituto Agronômico de Pernambuco), Kaio Maniçoba, vem ampliando suas bases eleitorais rumo ao projeto de garantir uma cadeira na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) nas eleições de outubro próximo. O novo reforço político-eleitoral veio da cidade de Carnaubeira da Penha, no Sertão do Estado. Ele esteve reunido com vereadores e lideranças políticas do município. 

“Foi uma satisfação para mim receber essa adesão e encontrar amigos que acompanham e se identificam com a nossa luta. Vamos seguir honrando todo esse apoio com muita seriedade, trabalho e compromisso com a população carnaubeirense”, ressaltou Maniçoba. 

No município, Kaio recebeu o apoio dos vereadores Sevi de Nenem Cota, Evim de Enéas e Jota, além das lideranças João Cirilo, Cacique Dorinha, Zilberto, Calaça, Noemia Lopes, Barto Simão e os amigos Zé Edson, Leonel Aticum, Abimael e Felipe. Ainda no início do ano, o pré-candidato a deputado estadual anunciou ao lado da prefeita Rorró Maniçoba a conquista de uma escola de 13 salas de aulas, modelo FNDE, orçada em R$ 8 milhões que beneficiará os bairros do DNER, Caetano II e Três Marias em Floresta.

Os recursos foram conquistados junto ao deputado federal Eduardo da Fonte e o terreno doado pela Diocese para a construção da unidade de ensino.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Pousada da Paixão

23/01


2022

Filha de Pelé tenta acalmar fãs sobre saúde do pai

Folha de São Paulo

Kely Nascimento, filha de Pelé, procurou tranquilizar os fãs mais preocupados com o estado de saúde de seu pai. Em tratamento contra um tumor no cólon descoberto no ano passado, o ex-jogador de 81 anos foi ao Hospital Albert Einstein, em São Paulo, na última quarta-feira (19), e recebeu alta no dia seguinte.

O boletim médico divulgado pelo hospital falava apenas em "dar sequência ao tratamento" e apontava "condições clínicas estáveis". Porém gerou apreensão a informação publicada em uma reportagem da ESPN: "Pelé tem um tumor no intestino, um no fígado e o início de um no pulmão".

A filha do craque não entrou em detalhes médicos, mas afirmou que não há novidades sobre a situação dele. De acordo com ele, as idas ao Einstein ocorrem com regularidade para a realização de exames e administração de medicamentos.

"Não sei o que saiu onde. Só sei que está todo o mundo me mandando mensagem preocupado. Não mudou nada. Não sei o que é [a reportagem], na verdade, porque não vi, mas não tem nada de novo para falar", disse Kely, em vídeo publicado no Instagram.

"Meu pai vai para o hospital todo mês. Então, vira e mexe vão sair essas coisas. Às vezes, ele vai duas vezes, passa uma noite. Mas não mudou nada", acrescentou a filha de Pelé. "Ele está em casa, está bem, está se recuperando, superforte."


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


23/01


2022

A vida é importante. A música, fundamental.

Por Roberto Vieira*

Existe um fenômeno exótico no mundo contemporâneo. Um olhar desfocado da realidade, observando a arte pelo viés da política. Como se a arte fosse bela quando politicamente correta. Como se as qualidades de um pintor ou escritor fossem secundárias aos seus posicionamentos sociais.

VIDA E ARTE

Claro que a história de vida do artista pode enriquecer ainda mais a sua obra. Tornar este artista uma lenda. Assim como suas posições ditatoriais podem colocar pontos de interrogação na sua produção artística. Mas não se pode conceber uma inversão de valores.
A obra de Pablo Neruda é imensa, independentemente da sua defesa de regimes stalinistas. Casa Grande e Senzala é um dos mais importantes livros de nossa literatura, mesmo com o posicionamento de Gilberto Freyre na ditadura militar. Chico Buarque é genial mesmo com a defesa do regime castrista. Elis já seria lendária mesmo sem um bêbado e uma equilibrista.

A MÚSICA É O QUE IMPORTA

Nos últimos dias glorificamos a Elza Soares miserável, faminta, esposa de Garrincha, defensora dos negros, supermulher. Tudo isso é verdade. Tudo isso deve ser lembrado.

Porém, o que tornou Elza estrela de suprema grandeza foi a MÚSICA. Elza foi uma das três maiores cantoras deste país, uma das maiores cantoras do mundo, ao ponto de ser quase inacreditável sua performance moderna, repleta de técnica e sofisticação após a infância de sofrimento indizível.

OUVIR ELZA

Saudar Elza Soares e esquecer de ouvir Elza Soares é como aplaudir Lorca por sua morte sem conhecer os versos e a música do poeta. Como glorificar Joan Baez por seu ativismo político e não escutar suas canções.

Existem milhões de obras medíocres defendendo a igualdade social e a liberdade. As boas intenções de seus autores não as tornam obras primas. Um livro ruim sempre será um livro ruim e não uma cabana do Pai Tomás ou uma Escrava Isaura, assim como uma cantora ruim não será uma Billie Holiday e uma melodia chifrim apenas rima com Blowin' in the wind.

Aplaudam e reverenciem Elza.

Sempre.

Mas não esqueçam de ouvir Elza Soares.

Jamais...

*Médico oftalmologista, pesquisador e escritor. Texto escrito originalmente para o jornal O Poder.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
Publicidade

Publicidade

Publicidade

TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Opinião

Publicidade
Apoiadores
Parceiros