Jaboatão - Nova UBS PET

01/08


2021

De bigu com a modernidade

Onix RS: além do apelo ‘esportivo’, é seguro

Carro esportivo, turbinado, com torque elevado e capaz de desenvolver velocidade de 0 a 100km em menos de 10 segundos é o sonho de muitos jovens na faixa etária abaixo dos 30 anos. Nem todos, porém, conseguem pagar mais de R $100 mil num hatch com o mínimo grau de segurança e conforto proporcional ao que desejam.

Daí sai a motivação da existência dos carros ‘com visual esportivo’, bonitos – às vezes, até com inúteis aerofólios traseiros. Mas há algumas opções no mercado na faixa de R$ 20 mil ou R$ 30 mil abaixo desse patamar financeiro - e até com bons equipamentos.
Este colunista testou o Chevrolet Onix RS, um hatch interessante para universitários e jovens profissionais em início de carreira, solteiros, que não precisem fazer feira. 

A constatação é óbvia: vale a compra, pois o modelo tem o que muito carro mais caro não tem – como os seis airbags, controles de estabilidade e tração e sistema de freios com ABS, distribuição de frenagem (EBD) e assistência de frenagem de urgência (PBA)

Embora não possua – e isso é um problema na confecção do custo-benefício final – câmera de ré e nem chave presencial, daquelas que abrem e ligam o carro somente com a aproximação.  Não tem nem mesmo sensor que liga os faróis ao anoitecer. E nem internet a bordo e sistema OnStar – mimos que só vêm na versão Premier.

A versão única com a cor branca custa em torno dos R$ 82 mil. 

Visualmente, alguns itens interessantes – como os spoilers duplo, rodas em preto, aerofólio e, principalmente, as saias nas laterais, que o hatch parecer bem mais baixo do que é efetivamente. Outro ângulo que o faz mais bonito: o do alto, pois o teto em preto também faz o parecer maior e mais elegante, digamos assim.

A sigla RS é uma espécie de ? marca ? Chevrolet: tem origem na expressão Rally Sport e até o comprador sabe que é um produto estético, não ao desempenho, muito menos a um rally esportivo. Aliás, o primeiro carro que ganhou essa definição foi o Chevrolet Camaro de primeira geração, de 1967.

Sob o capô, o Onix RS tem um motor 1.0 turbo de 116cv, adotado em outras versões. O torque é de 16,8kgfm – e que traz bons números em relação a peso-torque (veja ficha técnica).

O câmbio do Onix RS é automático de seis marchas. O L no fim das marcações da alavanca deve ser acionado para trocas manuais usando-se a tecla na ponta.

A suspensão, também aproveitada, é boa – e o conjunto de rodas e pneus ajuda. Este colunista o usou mais nas vias urbanas, e apenas por 60km nas estradas – e para entender melhor o comportamento nas ultrapassagens e retomadas. Tudo dentro do esperado.

Como a esportividade é só apelo, o Onix RS mostra uma vantagem: o menor consumo de combustível. Nos sete dias em que permaneceu com o carro, este motorista consumiu, em média, 13k/li – com pico de até 14,5 km/l nas estradas. Nas vias urbanas, ficou na faixa dos 10km/l. Vale lembrar: sempre com gasolina, pois o etanol – preço/consumo – raramente compensa.

Internamente, no Onix RS, destaque para o ajuste de coluna do banco do motorista, para o material usado no acabamento e para o ar-condicionado (mesmo que acionado manualmente, e até pelo reduzido espaço interno, ele age rápido, de forma eficaz).
O conjunto de grafismos vermelhos é interessante. A cor está presente nas costuras pespontadas da forração do volante esportivo de base reta e que são iguais às que decoram os bancos inteiriços – e foram inspirados em carros de competição. Já as saídas de ar trazem molduras com um toque vermelho acetinado que combina com o quadro de instrumentos projetado especialmente para a versão. Os ponteiros são iluminados em LED.

Ficha técnica
Motor

Flex, de 3 cilindros e 12V, cm 999 cm³, capaz de gerar 116 cv e até 16,8kgfm
Câmbio
Automático de 6 marchas
Direção
Elétrica
Pneus
Aro e rodas: 195/55 R16
Peso
1.117 kg,
Peso/potência
9,63 kg/cv
Peso/torque
66,49/68,52 kg/kgfm

Versão RS
Principais equipamentos

Alarme anti-furto
Assistente de partida em aclive
Aviso sonoro e visual do cinto de segurança para todos os passageiro
Banco traseiro bipartido e rebatível

Cinto de segurança do motorista com ajuste de altura
Coluna de direção com regulagem em altura e profundidade
Computador de bordo
Conjunto de alto falantes – 6 unidades (2 tweeters, 2 dianteiros e 2 traseiros)
Controlador de limite de velocidade
Controle eletrônico de estabilidade e tração
Controles do rádio e telefone no volante
Direção elétrica progressiva
Novo Chevrolet MyLink, com tela LCD sensível ao toque de 8″, integração com smartphones através do Android Auto e Apple CarPlay, rádio AM-FM, função audio streaming, bluetooth para até 2 celulares simultaneamente e entrada USB
Sensor de estacionamento traseiro
Sistema de fixação de cadeiras para crianças (“Isofix e Top Tether”)
Sistema de freios com ABS, sistema de distribuição de frenagem (“EBD”) e assistência de frenagem de urgência (“PBA”)

Outros ‘esportivos’
Yaris S, da Toyota
O esportivado japonês segue o padrão: conjunto mecânico (motor 1.5 Dual VVT-i 16V aspirado de até 110cv e 14,9kgfm) de toda a linha e mudanças pontuais visuais (frisos vermelhos e rodas diamantadas, por exemplo).
HB20 Sport, da Hyundai
Traz rodas diamantadas, saias laterais e faróis escurecidos. Do ponto de vista mecânico, usa o motor 1.0 turbo de até 120 cv e 17,5 kgfm de torque das versões usuais – e com câmbio automático de seis marchas.
Argo HGT, da Fiat
De esportivo, também só o visual (foto acima). O motor? Um 1.8 E.torQ aspirado de até 139 cv e 19,3 kgfm de torque (com etanol) e câmbio automático de seis marchas. As rodas eram maiores e o comprador ganhava saias laterais, enquanto a suspensão e o sistema de freios eram compartilhados com as demais versões.
Sandero GTLine, da Renault
A versão “vestida” de esportivo tem um singelo motor 1.0 de 82 cv e 10,5 kgf.m. A transmissão, manual de cinco marchas, não tem ajustes especiais. De diferente, detalhes visuais – e rodas exclusivas.

Yamaha Fazer 250: o que muda? - A linha 2022 da Yamaha chega na segunda quinzena deste mês às lojas da marca com algumas modificações - principalmente no visual, com mais opções de cores e novo bloco de farol, com lâmpada de LED e a luz diurna (DRL) de série. Também em LED, esse dispositivo permite que o condutor circule durante o dia sem usar os faróis principais, mas garantindo visibilidade e segurança. Com isso, também houve uma pequena alteração no punho de comando esquerdo, onde foi adicionado um seletor para se escolher entre o uso do DRL ou dos faróis, além de um novo comando para o lampejador de farol. A moto tem 4 anos de garantia de fábrica e preço-base (sem frete) de R$ 18.890.

CNH digital: tenha logo a sua - Esse aplicativo agrega documentos digitais e, atualmente, reúne a CNH Digital e CRLV Digital (Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo).
Onde pode ser instalado e usado?
O aplicativo funciona somente em aparelhos de telefonia móvel e tablets, que devem possuir um dos seguintes sistemas operacionais:
iOS, versão igual ou superior a 10;
Android, versão igual ou superior a 4.0.3.
Quem pode usar?
Toda e qualquer pessoa brasileira ou estrangeira, que possua ou venha a possuir CNH ou CRLV.
É seguro?
Sim. Os documentos da Carteira Digital de Trânsito possuem um QR Code que garante sua autenticidade, e uma assinatura digital (P7S) que dá validade jurídica ao documento.
Como verificar se um documento dela é autêntico?
Para verificar isso, faça a leitura do QR Code utilizando o aplicativo Vio, disponível para Android e iOS.
A CNH digital está disponível em todos os estados e DF?
A CNH Digital, sim. O CRLV Digital está disponível em quase todos. Confira no endereço Portal de Serviços Denatran.
Quais as vantagens da CNH digital?
Maior praticidade: o usuário vai ter a CNH no celular que já usa no dia a dia, com a mesma fé pública do documento em papel.
Maior segurança: a Carteira Digital traz dados criptografados e assinados digitalmente que asseguram a autenticidade do documento, evitando fraudes e falsificações.
Mais utilidade: o aplicativo permite criar PDF exportável dos documentos (CNH e CRLV), que - com a assinatura gerada - tem o mesmo valor jurídico das versões impressas. Essa identificação poderá ser utilizada por outros serviços de governo eletrônico ou mesmo em situações privadas que exijam a identificação do portador.
Mais economia: o cidadão poderá economizar com impressões, autenticação e digitalização de cópias ao encaminhar o PDF para órgãos públicos e empresas que já possuam processo eletrônico.
Como cadastrar? 
Baixe o aplicativo Carteira Digital de Trânsito (iOS e Android) e se cadastre. Caso prefira, o cadastro poderá também ser feito no Portal de Serviços Denatran.
Após o cadastro, será enviado um link para o e-mail informado. Você deve acessar esse link para ativar sua conta.
Acesse o app e faça o login utilizando seu CPF e senha.
Importante: os documentos podem ser acessados em momentos em que não há conexão com a internet?
Sim. Será necessária conexão com a Internet somente na inclusão dos documentos. Depois, tanto a CNH Digital quanto o CRLV Digital estarão disponíveis off-line, sendo acessados, apenas, com a senha de quatro dígitos.
Fui parado e o agente/policial não aceitou o documento digital. E agora?
Ela tem que ser aceita por ser documento oficial, conforme Portaria do Denatran nº 184 de 17 de agosto de 2017 e Resolução do Contran nº 684 de 25 de julho de 2017. E a Resolução nº 720, de 07 de Dezembro de 2017 que institui o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo Eletrônico. Caso o agente se recuse a aceitar, é possível registrar ocorrência no Órgão de Trânsito em que o agente trabalha ou no próprio Denatran e/ou ouvidorias.
E se roubarem meu aparelho celular?
A CNH digital é protegida por uma chave de acesso e os dados estão criptografados. Ainda assim, é possível desconectar o dispositivo no Portal de Serviços do Denatran, forçando assim a remoção dos documentos digitais do dispositivo roubado.
Como se desconecta o dispositivo no portal?
Acesse o portal de serviços do Denatran e faça o login;
Localize o menu Carteira Digital e escolha o item “Instalações”;
Na instalação mais recente o indicador de “Status” aparece como “Conectado”,
Clique sobre o botão “desconectar”.
E se eu quiser apenas o documento impresso?
A CNH Digital e o CRLV Digital são opcionais, para quem tiver interesse em ter os documentos no aparelho celular ou tablet.
Posso ter mais de uma CNH digital ativa por dispositivo? Ou em mais de um aparelho?
Não. Nas duas situações. Ao se autenticar no segundo aparelho, o dispositivo anterior será desconectado automaticamente.

O que é Vio?
Aplicativo para dispositivos móveis permite ler o QR Code (código bidimensional) constante na CNH em formato papel e do QRCode constante da CNH digital em seu dispositivo móvel, permitindo assim a verificação dos dados. Para ler o QRCode constante da CNH Digital é necessário um outro dispositivo móvel que tenha o aplicativo Vio instalado. Na digital, o Vio foi utilizado como mais um item de segurança, assim como já é feito na CNH em papel.
O que é arquivo .P7S?
São arquivos criptografados com assinatura digital, associados à PKCS #7 Signature, que é um tipo de criptografia usada para assinar documentos e certificados, em cartórios ou órgãos do governo, por exemplo.  Os arquivos com esta extensão contém também detalhes que incluem a origem -  podendo assim, garantir se o remetente é confiável e se o conteúdo está intacto, não foi alterado entre a origem e o destino.
Como inserir o CRLV digital?
A versão digital está disponível para todos os documentos emitidos nas UFs listadas no Portal de Serviços Denatran. Para incluir um CRLV, não é preciso utilizar certificado digital ou comparecer ao Detran. Basta instalar o aplicativo Carteira Digital de Trânsito em seu dispositivo e seguir as instruções.

Na onde dos motorhomes - A pandemia de Covid-19 trouxe problemas - mais um, na verdade - para os viajantes de plantão. No entanto, esse novo cenário fez com que os veículos recreativos, mais conhecidos como motorhomes, ganhassem espaço no coração dos brasileiros pela versatilidade e segurança. São casas sobre rodas confortáveis e equipadas, com cama, banheiro, chuveiro com água quente, geladeira, espaço para refeições e internet. Durante a pandemia tivemos um aumento de 80% nas vendas”, diz Julio Lemos, fundador da Estrella Mobil Motorhomes. A fabricante reconhece que o home-office definitivo adotado por muitas empresas ajudou. “As pessoas perceberam que é possível aliar o trabalho a viagens, mesmo durante a semana”. E não pense que essa onda é coisa de aposentados: a procura por casais mais jovens, por exemplo, cresceu 35%.

Mercedes elétricas - Até 2022, a Mercedes-Benz terá veículos elétricos a bateria (BEV) em todos os segmentos em que a empresa atua. E, a partir de 2025, todas as novas arquiteturas de veículos serão prioritariamente elétricas. No total, os investimentos em veículos elétricos a bateria entre 2022 e 2030 totalizarão mais de 40 bilhões de euros - ou cerca de R$ 240 bilhões. Para o Salão do Automóvel de Munique, previsto para os dias 7 a 12 de setembro deste ano, a marca promete fazer oito estreias 0 e o novo Mercedes EQE deve ser a estrela. 

Vem aí o novo Bolt - Já que estamos falando de carros elétricos, é importante saber também: a Chevrolet já começou o processo de divulgação do lançamento do novo Bolt 2022, o elétrico compacto mais vendido do país - e com mais de 100 mil unidades em todo o mundo. E ele desembarca nas concessionárias já a partir de setembro. "O novo Bolt EV simboliza a vitrine tecnológica global da Chevrolet. O modelo será lançado aqui quase que simultaneamente ao início das vendas lá nos Estados Unidos, que começaram oficialmente na virada deste semestre", destaca Marina Willisch, vice-presidente de Relações Governamentais e Comunicação da General Motors América do Sul. 

Tapa novo visual do Forester - A quinta geração do Subaru Forester passou por um leve reestilização visual, que se concentra praticamente na dianteira. O SUV japonês agora traz faróis redesenhados com um estilo mais vertical - e ganhou para-choque renovado. No Brasil, sem previsão de chegada, o Forester só tem uma versão, com o motor 2.0 boxer aspirado de 156cv e 20kgfm, com câmbio CVT. 

Michelin, 40 anos de Brasil - Em julho de 1981, era fabricado o primeiro pneu Michelin no país, nas unidades industriais então recém-inauguradas no Rio de Janeiro. A marca francesa possui hoje seis complexos no país, onde são desenvolvidos pneus, além de produtos e serviços em prol de uma mobilidade mais sustentável. Aliás, em relação ao meio ambiente, o objetivo é alcançar a neutralidade de carbono até 2050, além de aumentar em 40% o uso de matérias-primas sustentáveis em todos os seus produtos (100% até 2050).

*Renato Ferraz, ex-Correio Braziliense, tem especialidade em jornalismo automobilístico.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Cabo - Pavimentação e Drenagem

Confira os últimos posts



27/09


2021

Valdemar Costa Neto pede demissão de diretoria do Banco do NE

O presidente nacional do Partido Liberal, Valdemar Costa Neto, pediu, hoje, a demissão de toda a diretoria do Banco do Nordeste. A atual direção do banco foi indicada pelo Partido Liberal.

“Fui surpreendido, na sexta-feira à noite, com WhatsApp do presidente da República me questionando se eu tinha conhecimento no Banco do Nordeste, que tinha um contrato lá de aproximadamente R$ 600 milhões com uma ONG”, afirma em vídeo. O valor seria anual.

Segundo o Partido Liberal, já foi enviado ofício ao ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, e à ministra da Secretaria de Governo, Flávia Arruda, com o pedido da demissão do presidente e de toda a diretoria.

“Achei uma barbaridade um banco contratar uma ONG por R$ 600 milhões por ano, aproximadamente. E isso há muitos anos. Quando eles entraram no banco, já tinham esse contrato, e nós não tínhamos conhecimento. Nós não podemos ter uma ONG contratada num banco da importância do Banco do Nordeste”, diz.

“O Partido Liberal não pode manter diretores em um banco que encontram uma situação dessas e não tomam providências”, completa Costa Neto.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Petrolina setembro 2

27/09


2021

Senadores derrubam veto à união de partidos em federações

Os senadores derrubaram, por 45 votos a 25, hoje, durante sessão do Congresso Nacional, o veto integral do presidente Jair Bolsonaro a um projeto que permite a dois ou mais partidos se unirem em uma federação partidária e atuarem de forma unitária em todo o país. As informações são do Portal G1.

O veto ainda precisa passar pela análise dos deputados, em sessão a ser realizada ainda na noite de hoje. Se for derrubado na outra Casa, a federação já valerá para as próximas eleições.

A proposta é uma bandeira dos partidos menores, como Rede e PCdoB, que temem não alcançar a chamada "cláusula de barreira", criada para extinguir legendas que não tenham um desempenho mínimo a cada eleição. Com a mudança, o desempenho seria calculado para a federação como um todo, e não para cada partido individualmente.

A federação de partidos, pelo texto aprovado no Congresso, permite a união de siglas com afinidade ideológica e programática, sem que seja necessário fundir os diretórios. A união deve durar, pelo menos, quatro anos. O partido que se desligar antes desse período perde, por exemplo, o acesso ao fundo partidário.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Sindicontas

27/09


2021

Jornal O Poder lança grupos de WhatsApp temáticos

O jornal O Poder, o único em circulação através das redes sociais, lançou, com exclusividade, uma série de grupos temáticos de política no WhatsApp.

Nos grupos, serão divulgadas as matérias que já são publicadas no site, de acordo com os temas de cada comunidade.

Para fazer parte de um grupo, o leitor deve clicar no link disponível e escolher os temas de sua preferência: www.jornalopoder.com.br/grupos/


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


27/09


2021

Bolsonaro: Nada não está tão ruim que não possa piorar

"Nada não está tão ruim que não possa piorar", afirmou, hoje, o presidente Jair Bolsonaro em discurso durante solenidade no Palácio do Planalto. Bolsonaro fez a declaração na cerimônia de comemoração dos mil dias do governo, à qual estavam presentes ministros e parlamentares da base do governo.

"Alguém acha que eu não queria a gasolina a R$ 4? Ou menos? O dólar R$ 4,50 ou menos? Não é maldade da nossa parte. É uma realidade. E tem um ditado que diz: 'Nada não está tão ruim que não possa piorar'. Nós não queremos isso", afirmou.

Na última sexta-feira, o preço médio da gasolina era R$ 6,09, e, nesta segunda, o dólar é cotado a R$ 5,37. O contexto do discurso não permite afirmar se, na declaração, Bolsonaro estava se referindo à economia durante o governo dele ou atribuindo a governos anteriores a alta do combustível e do dólar.

Durante o discurso, momentos antes de se referir ao preço da gasolina e à cotação do dólar, o presidente faz menções aos governos petistas. "Se a facada [que sofreu durante a campanha eleitoral de 2018] fosse decisiva naquele momento, é só imaginar quem estaria no meu lugar. O perfil dessa pessoa, o seu alinhamento com outros países do mundo, em especial, aqui da América do Sul, onde nós estaríamos agora", afirmou em um trecho da fala, depois de se referir à Venezuela.

Em outro ponto, ele se exime de responsabilidade pela situação econômica do país: "Mil dias de governo com uma pandemia que muitos acham que o que acontece hoje no tocante à economia – inflação, preço de combustíveis, de alimentos, entre outros problemas – está acontecendo porque eu sou presidente. E não, em grande parte, pelo que nós passamos e estamos passando ainda."

No discurso, ele também se refere aos anos de governos petistas de Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff (entre janeiro de 2003 e maior de 2016): "Você já sabe qual o filme do futuro porque você viveu 14 anos passados esse filme. E pode ter certeza, não serão apenas mais 14 anos. Serão no mínimo 50. É isso que queremos para a nossa pátria?".

O discurso culmina com o comentário sobre a gasolina e o dólar: "Nada não está tão ruim que não possa piorar", afirmou, antes de fazer menção a uma passagem bíblica e encerrar o pronunciamento.

Na mesma cerimônia, Bolsonaro também disse que as Forças Armadas não cumprirão eventual ordem dele ou de outro governante considerada "absurda" e assinou a revogação de 892 decretos com normas consideradas desnecessárias por já terem perdido validade ou eficácia.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Joao

Seja qual fosse o presidente eleito em 2018, menos essa desgraça que aí está, seria muito melhor. Presidente inepto, cercado de lambe-botas incompetentes, todos guiados por uma ideologia imbecil, associado a um fanatismo evangélico idiota, comandado por gente como Silas mala sem alça.


Ipojuca - Microempreendedores

27/09


2021

Prefeito celebra conquista de motoniveladora para Brejo

O gestor do município de Brejo da Madre de Deus, Roberto Asfora, conquistou, através do secretário nacional de Mobilidade e Desenvolvimento Regional, Tiago Pontes Queiroz, uma máquina motoniveladora (Patrol) 0 km. A patrol é de última geração, além de todos os itens necessários aos serviços de terraplanagem a máquina oferece mais conforto e segurança ao operador, já que possui cabine coberta, com vidro nas laterais e equipada com som e ar-condicionado.

O prefeito Roberto Asfora reuniu-se com Tiago Pontes e falou sobre a parceira que tem rendido frutos para o município. “Tiago Pontes é um irmão que tem ajudado muito nosso município, conseguimos essa nova Patrol para melhorar trafegabilidade na zona rural e em breve novas conquistas estarão vindo para melhorar a qualidade de vida de nova população”, disse.

O município tem mais de 840km quadrados e é detentor de uma das maiores áreas rurais do Estado de Pernambuco, são aproximadamente 2 mil quilômetros de estradas rurais. Na sua primeira passagem pelo poder público, Asfora conquistou duas motoniveladoras que sempre serviram às comunidades rurais, ao voltar, Roberto encontrou apenas uma máquina funcionando. Com a nova conquista, agora são três máquinas conquistadas pelo governo Roberto Asfora. “Sempre busquei trabalhar nas comunidades rurais. Estradas boas trazem dignidade ao homem do campo que depende delas para escoar seus produtos e aquecer nossa economia. Nossa gestão vai recuperar a outra máquina e vamos ter as três em pleno funcionamento”, enfatizou o prefeito.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Caruaru volta as aulas 2021

27/09


2021

Floresta: Rorró assina ordem de serviço de quadra poliesportiva

Na última quinta-feira, a prefeita de Floresta, Rorró Maniçoba (PSB), assinou a ordem de serviço para início da obra de construção de um ginásio poliesportivo no distrito de Nazaré do Pico, zona rural do município. O novo espaço de esporte e lazer é fruto da emenda parlamentar do ex-deputado federal Kaio Maniçoba, atual presidente do IPA (Instituto Agronômico de Pernambuco) e contrapartida da Prefeitura Municipal.

Segundo a prefeita, serão investidos R$ 810.112,80 mil na construção do novo equipamento que levará mais opção de lazer e esportes para os jovens e a população daquela comunidade. Em sua fala, Rorró se disse feliz por poder trabalhar para melhorar a vida dos florestanos.

“Se tem uma coisa que me deixa feliz é saber que vamos realizar algo para melhorar a vida de muita gente. Iniciaremos as obras do Ginásio Poliesportivo, graças a emenda do ex-deputado Kaio Maniçoba, que sempre tem trabalhado por nossa gente”, afirmou.

A solenidade realizada no Distrito de Nazaré do Pico contou com as presenças do ex-deputado e atual presidente do IPA, Kaio Maniçoba; do administrador distrital, Rominho; dos vereadores Victor Laert e Pedro Henrique Lira, além de secretários municipais.

Durante o evento, a prefeita também ressaltou que a sua gestão está investindo R$ 163.166,33 em novos veículos, complementando emendas dos Deputados Gonzaga Patriota (PSB) e Fabrizio Ferraz, recebidas para a compra de carros para a saúde. Segundo Rorró Maniçoba, esses investimentos só estão sendo possíveis devido a equilíbrio promovido nas contas da prefeitura de Floresta e a ousadia de investir no melhor para a população.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Serra Talhada 2021

27/09


2021

Governadores discutem inovações sustentáveis

A crise hidroenergética vivenciada atualmente no Brasil é um problema sistêmico que exige uma articulação para políticas públicas integradas, com soluções ágeis e agregadoras para um futuro sustentável. Para apoiar no enfrentamento desta crise e preparar o país para o contexto de incerteza hídrica, o Centro Brasil no Clima (CBC) vem articulando com governadores o desenvolvimento de soluções socioeconômicas inovadoras, no âmbito das parcerias estratégicas para a implementação do Acordo de Paris (SPIPA, em inglês). Entre elas está o projeto HidroSinergia, que será tema do Encontro Estratégico Inovações Sustentáveis na próxima terça-feira (28) e visa fomentar uma economia verde e inclusiva comprometida com o Acordo de Paris.

O “Encontro Estratégico Inovações Sustentáveis”, das 10h às 11h30 por plataforma virtual, terá participação do senador Jacques Wagner, presidente da Comissão de Meio Ambiente do Senado, do governador de Pernambuco, Paulo Câmara, do governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, do governador da Bahia, Rui Costa, do Embaixador da União Europeia, Ignacio Ybáñez, do diretor executivo do Centro Brasil no Clima (CBC), Guilherme Syrkis, do coordenador de Energia do iCS, Roberto Kishinami, da coordenadora do Programa de Hidrogênio Verde da GIZ, Kristina Kramer, e dos secretários de Meio Ambiente de Pernambuco, José Bertotti, da Bahia, Marcia Telles, do Ceará, Artur Bruno e do Espírito Santo, Fabricio Machado.

O HidroSinergia é um projeto do Instituto Clima e Sociedade (ICS) e do Centro Brasil no Clima (CBC) e abrange quatro eixos: (1) a regeneração hidroambiental do Rio São Francisco, (2) a produção de hidrogênio verde para substituir combustíveis fósseis, (3) a expansão das energias renováveis (eólica e solar) em áreas secas e pobres do semiárido e (4) a capacitação profissional com geração de empregos verdes para reduzir desigualdade.

Segundo o coordenador do projeto, Sérgio Xavier, trata-se de uma aliança para interligar políticas públicas, conhecimentos, ideias e investimentos no Nordeste brasileiro. “A questão da sustentabilidade e da economia verde é urgente. Além da pandemia, o Brasil vive uma grave crise hidroenergética e um contexto de deterioração ambiental, com aumento do desmatamento e das emissões de CO2. Somado a isso, o país precisa enfrentar índices crescentes de pobreza e desemprego”, afirma.

O HidroSinergia soma-se à iniciativa “Governadores Pelo Clima”, coalização que conta com a união de 25 governadores brasileiros comprometidos com o enfrentamento à crise climática e o desenvolvimento de um pacto para a construção de uma nova economia focada na descarbonização do planeta. O HidroSinergia atua com as   principais instituições ambientais do Brasil e dos Estados que compõem o Semiárido brasileiro e/ou se relacionam com a Bacia do São Francisco – Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe, que juntos buscam soluções para questões climáticas, sociais e econômicas.

De acordo com Roberto Kishinami, coordenador do portfólio de energia do iCS, “o Nordeste brasileiro tem potencial de assumir um papel central no processo de descarbonização mundial e, como consequência, prover mais oportunidades de autonomia e mais qualidade de vida para sua população. A região já possui a geração eólica mais barata do mundo e tem tudo para se tornar um polo global de produção de hidrogênio verde, permitindo que esse insumo se torne competitivo mais rapidamente”.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Pousada da Paixão

27/09


2021

Morre o cardeal Dom José Freire Falcão

O cardeal Dom José Freire Falcão, arcebispo emérito de Brasília, morreu, ontem, vítima da Covid-19. O religioso tinha 95 anos e estava internado no Hospital Santa Lúcia, na Asa Sul, desde 17 de setembro.

Segundo informações da Arquidiocese de Brasília, o sacerdote foi internado após tentar positivo para o novo coronavírus. Em seguida, em 24 de setembro, Dom Falcão teve piora do quadro respiratório renal e precisou ser intubado.

"Sua ausência é sentida profundamente por toda a Arquidiocese de Brasília, amigos e fiéis", disse a arquidiocese.

O corpo do religioso está sendo velado hoje, na Catedral Metropolitana de Brasília Nossa Senhora Aparecida. Devido à pandemia de Covid-19, o velório é restrito a familiares e ao clero. O sepultamento, no entanto, será aberto ao público. O enterro ocorrerá amanhã, entre 8h e 14h, na Cripta da Catedral de Brasília.

O governador Ibaneis Rocha (MDB) lamentou a morte do sacerdote. Em uma rede social, o chefe do Executivo disse que "Brasília perde um de seus maiores guias religiosos".


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

SESC Agosto 2021

27/09


2021

Gilson inaugura obra do Governo Federal em Caruaru

Em comemoração aos mil dias de Governo, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) realizará, amanhã, uma série de eventos e inaugurações, por todo o País, para mostrar que o Governo trabalha incansavelmente para superar as dificuldades.

O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, visita a cidade de Caruaru, no Agreste, para inaugurar a Pracinha da Cultura. A cerimônia tem início às 10h, na Avenida Zé Tatu, no bairro Maria Auxiliadora, e contará também com a presença do secretário especial da Cultura, Mario Frias.

De acordo com o Governo Federal, as Pracinhas da Cultura reúnem ações culturais, práticas esportivas e de lazer, qualificação, serviços sócios assistenciais, políticas de prevenção à violência e de inclusão digital. A que será inaugurada em Caruaru tem 3000 m² teve investimentos de R$ 1,95 milhão do Ministério do Turismo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Joao

Dá nojo a puxação de saco desse cara!


Bandeirantes Agosto 2021

27/09


2021

Guilherme Coelho celebra isenção do imposto do milho

Para conhecer melhor as atividades conectadas com o agronegócio em Pernambuco, Guilherme Coelho visitou cinco municípios do estado. Na última semana, ele conversou com representantes de associações e produtores de segmentos da avicultura, pecuária e agricultura de Salgueiro, Arcoverde, Buíque, Tupanatinga e Caruaru. O objetivo da escuta foi identificar os principais gargalos enfrentados e sugerir soluções para o enfretamento dos problemas e, assim, fortalecer agro no estado.

De acordo com Guilherme Coelho, a principal necessidade do segmento é organizacional. “Fiquei impressionado com o potencial desses municípios, a união entre os produtores será a chave do sucesso. Um dos caminhos para esse crescimento, seria a criação de cooperativas para ajudá-los nas negociações e conseguirem melhores preços de venda. Estou à disposição para contribuir com articulação política e com meu conhecimento sobre agronegócio”, afirmou.

Em Caruaru, Guilherme Coelho conheceu uma granja que produz cerca de 650 mil ovos diariamente e investe em tecnologia para modernizar o setor. Ele também almoçou com representantes da avicultura do município e, na ocasião, o grupo celebrou a publicação em Diário Oficial da isenção do PIS/Cofins do milho importado.

“Esse foi um pleito antigo que estava correndo no Ministério da Agricultura desde agosto do ano passado. Além da nossa associação, muitas pessoas e entidades ajudaram para que fosse atendido, como o Guilherme Coelho, que esteve em Brasília e reforçou o pedido. A isenção desse imposto representa uma queda importante no custo da saca do milho”, constatou o presidente da Associação Avícola de Pernambuco, Giulliano Malta.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha