Blog do Magno 15 Milhões de Acessos 2

26/11


2020

Os 50 tons do vermelho

Por Antonio Magalhães*

O Recife vivencia os 50 tons do vermelho. Desde o encarnado amarelo ao vermelho militante. São vinte anos neste arco-íris limitado e com promessa de mais quatro em qualquer um tom rubro. Depois de contados os votos do domingo, 29, vai ser apontado o vitorioso e se consolidar uma mudança no panorama político de Pernambuco que nenhum vermelho esperava: a divisão da esquerda entre PT e PSB.

Mas como tudo é possível no mundo da política, uma aliança futura entre os adversários de hoje pode acontecer. Mesmo que os maiores palavrões, acusações e fake news tenham sido trocados.

A arte de se aliar com o inimigo da eleição passada está bem dentro dessa cartilha avermelhada, como a própria história registra: o PSB apoiando Aécio Neves contra Dilma; o PSB votando pelo impeachment de Dilma; o PT contra a primeira eleição de Eduardo Campos; Eduardo Campos esmagando o PT para eleger Geraldo Júlio; o PT local e nacional bloqueando Marília Arraes para não concorrer na eleição que reelegeu Paulo Câmara. Entre tapas e beijos, poderiam ser até enquadrados por violência doméstica na Lei Maria da Penha.

Como o tempo é senhor da razão e da confusão. E ninguém tem bola de cristal para ver o futuro. Vamos focar o 2022 com os olhos de hoje na hipótese dos socialistas continuarem na Prefeitura do Recife. O jovem João, se eleito, terá que trabalhar dobrado para recompor as finanças municipais, desbastadas pela gestão Geraldo Júlio para elegê-lo.

Além disso terá que limpar a ficha do padrinho junto à opinião pública local, ao Ministério Público Federal e à Polícia Federal. As investigações por gastos exagerados, licitações malfeitas, dívidas com médicos que operaram os hospitais de campanha durante a pandemia, tudo tem que sumir. GJ de mais rejeitado terá que ser o mais bem quisto na campanha de 2022.

Esse esquema pensado e armado desde a eleição de João Campos para a Câmara Federal dava certo no papel. João prefeito, Geraldo governador e Paulo senador, se quisesse tentar. Bem, veio o vírus chinês e misturou as cartas. Complicou o Estado, a Capital e uma eleição programada para perpetuar o PSB no comando do Estado sem atropelos.

Embora fosse uma hipótese distante a participação de Marília Arraes (PT) na campanha para a Prefeitura, os socialistas, boquiabertos, viram seu maior pesadelo se concretizar. Ela enfrentou o PT municipal, o PT estadual, todos cripto socialistas, aproveitando as benesses estaduais e municipais. De São Paulo, o chefe, acumulador de penas por corrupção e lavagem de dinheiro, deu a legenda petista para a disputa. E ela se saiu bem na campanha, indo para o segundo turno da eleição com o primo.

Nesses dias de incerteza eleitoral, das pesquisas sobe e desce, os caminhos estão sendo traçados. João na Prefeitura, Marília se libera para atropelar o PSB em 2022. E vem, pelo menos é o esperado pela visão de hoje, com uma caterpillar arrastando o que tiver pela frente e a esquerda.

Já com Marília na prefeitura do Recife a vida do PSB se complica com a divisão da esquerda. João volta à Câmara, esperando a vez para uma disputa majoritária, e o candidato dos socialistas, seja ele Geraldo Júlio – o mais provável – ou qualquer outro, vai ter que penar para ocupar o Palácio do Campo das Princesas. Pela visão de hoje, o PT não tem qualquer quadro para uma disputa ao Governo do Estado. Os existentes estão em decadência, sem futuro. Mas Marília deixaria à prefeitura na mão do vice do PSOL para arriscar o comando do Estado? Se for assim, coitado do Recife em dose dupla. Mas isso é outra história.

Na verdade, a briga dos primos, neta e bisneto de Arraes, pode vir a favorecer a oposição, que tem nomes novos e moderados como Miguel Coelho, Raquel Lira, Anderson Ferreira e Priscila Krause, todos eles dentro dos espectros de centro e centro-direita, exatamente o perfil da maioria dos prefeitos eleitos este ano, grandes eleitores estaduais.

Os partidos MDB, PP, PSD, PSDB e DEM ocuparam um espaço político este ano que vai influenciar tanto nos pleitos estaduais como o presidencial. Os radicais da esquerda e da direita tendem a ser esvaziados eleitoralmente.

A mudança do perfil político do governante de Pernambuco vai acontecer em 2022. Um PSB e um PT desgastados por gestões controversas e infinitas se diluirão no imaginário popular. É isso.

*Integrante da Cooperativa de Jornalistas de Pernambuco


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Wellington Antunes

Chora bozololóide, o choro é livre.

JOÃO FREIRE CORRÊA LIMA

Não temos políticos de direita. Temos apenas aproveitadores para usar os cargos para si e dos seus. Infelizmente sempre temos de votar no menos pior. Agora, neste segundo turno, o menos pior é o PSB. O PT representa tudo de ruim e de atraso que o Brasil já teve. Não, não representa apenas por teoria, o PT institucionalizou a corrupção, roubou bilhões dos nossos impostos junto a Petrobras, BNDES, Correios, Banco do Brasil entre tantos. Teve toda sua cúpula condenada pro corrupção. O maior ladrão que o Brasil já teve, o Lula, abraçado e sendo padrinho da Marília. Não dá. Temos de votar sim. Votar contra o PT que deixou 13.000.000 de desempregados. Por coincidência o número 13 que é o número da desgraça. Os recifenses não merecem o retorno desse nefasto partido da trambicagem voltando a governar nossa Prefeitura. Um ladrão como o Lula que prega que não importa se é nazismo, fascismo, comunismo, o que não pode é ter democracia. Este é o verdadeiro PT. Que Deus ilumine nossos eleitores para afastar de vez esse nefasto Partido da Trambicagem.


O Jornal do Poder

Confira os últimos posts



22/01


2021

Ex-prefeito de Igarassu comemora números da cidade

O ex-prefeito de Igarassu Mário Ricardo (PTB) comemorou, em suas redes sociais, o número alcançado pelo município no ranking de melhores cidades para instalar uma empresa. Confira no vídeo o depoimento do ex-gestor.

Além do vídeo, o ex-prefeito publicou a seguinte mensagem: “Fico muito feliz em saber que as políticas públicas que nós fizemos colocaram Igarassu no rumo do desenvolvimento e a cidade continua a avançar cada dia mais. O trabalho está só no começo e sei que cada um de nós pode fazer a sua parte nessa missão”.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu no Zap

22/01


2021

Comida boa, lugar lindo: Serra dos Ventos

Águas de março, canção de Elis Regina, é madeira de vento, tombo da ribanceira, mistério profundo, vento vetando, é a viga, o vão, a festa da ciumeira, chuva chovendo, conversa ribeira. É o fim da canseira, o pé, o chão, a marcha estradeira, passarinho na mão, pedra de atiradeira.

É tudo que você encontra, literalmente, no restaurante Águas de Março, de Neno, nas montanhas da Serra dos Ventos, às margens da barragem Tabocas, a 18 km do centro de Belo Jardim. Aposentado da Chesf, Neno encontrou um paraíso para viver a melhor idade e ergueu um restaurante top ao lado da sua casa para encantar a clientela, servindo comidas regionais. O carro-chefe da cozinha é o peixe assado, pescado nas águas da barragem.

Mas lá se come outras iguarias sem igual: a picanha é irresistível, assim como o pernil de porco e também de cabrito. O lugar é lindo, aconchegante, maravilhoso. Para quem tem crianças, Neno fez um parquinho. De propósito: para o cliente consumir ainda mais seus pratos deliciosos enquanto a garotada se diverte.

Lá do alto da ribanceira do seu restaurante, todo em madeira de lei, os olhos fazem uma viagem a um verdadeiro paraíso. Tudo lá enche a alma de prazer e felicidade. Não dá vontade de sair nunca mais.

Por isso que Neno é tão feliz. A Serra dos Ventos é poesia, romantismo. Tem relevo, água, tranquilidade, ar puro – receita que qualquer viajante farto das agruras das grandes cidades gostaria de encontrar, ainda mais se combinada com preços de comida, bebida e hospedagem baratos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


22/01


2021

Avião com 2 milhões de doses da vacina chega a SP

O avião que transportava os dois milhões de doses da vacina de Oxford produzidas no Instituto Serum, na Índia, chegou a São Paulo, na tarde de hoje, após o governo indiano autorizar as exportações comerciais do imunizante. O pouso ocorreu por volta das 17h20.

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, acompanhou a chegada da carga no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, na Grande São Paulo. A carga era para ter chegado cinco dias atrás, no dia 17, mas a Índia não havia liberado o envio para o Brasil.

As doses serão colocadas em um avião da Azul, que fará o transporte até o Rio de Janeiro, onde o ministro da Saúde deverá fazer um pronunciamento.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


22/01


2021

Editorial analisa popularidade de Bolsonaro

No Frente a Frente de hoje, programa que ancoro pela Rede Nordeste de Rádio, o meu editorial foi sobre as pesquisas divulgadas essa semana que trouxeram números negativos sobre a popularidade do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Vale a pena conferir!

O Frente a Frente tem como cabeça de rede a Rádio Hits 103,1 FM, em Jaboatão dos Guararapes.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

22/01


2021

Municípios precisam adequar redes de ensino

Diante da pandemia do novo coronavírus, escolas precisaram ser fechadas, deixando crianças e adolescentes longe das salas de aula. Opções diversas foram criadas para a continuidade da aprendizagem em casa, mas nem todos os estudantes conseguiram acompanhar as competências necessárias para a conclusão satisfatória da série. Para apoiar municípios na garantia do direito à educação, especialmente de crianças e adolescentes em situações de vulnerabilidade, uma solução tecnológica foi criada no estado. A ferramenta foi elaborada pela Mundo Educacional Editora, em parceria com grupo de pesquisa do Centro de Informática (CIn) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), e pode auxiliar as redes municipais na organização da volta às aulas.

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) e, posteriormente, o Conselho Nacional de Educação (CNE) recomendam, para o retorno às aulas, a realização de uma avaliação para diagnosticar as lacunas de aprendizado dos estudantes. Esse seria, de acordo com os órgãos, os primeiros passos para criar planos de ação voltados à redução dos danos gerados na pandemia. A realização dos diagnósticos é fundamental para assegurar que as aprendizagens essenciais sejam adquiridas em 2021.

Identificar as lacunas na aprendizagem e os pontos de melhoria em cada segmento é fundamental para que as redes de ensino e as escolas possam planejar, de fato, os próximos passos. “As desigualdades na aprendizagem dos estudantes vêm sendo mostradas em vários estudos no Brasil. Na pandemia, houve um aprofundamento dessas assimetrias. Saber quais são as defasagens que ficaram de 2020 é fundamental para planejar 2021. Para isso, é preciso avaliar o nível no qual se encontra cada estudante, ou seja, entender o que ele sabe do ano anterior para que se possa recuperar o desenvolvimento dessas habilidades”, explica o consultor em gestão de projetos da Mundo Educacional e especialista em psicopedagogia institucional, Rubenildo Moura, que tem experiência como consultor da Unesco, Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) e Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI).

Por causa das restrições ainda vigentes e para evitar a disseminação do novo coronavírus, a avaliação diagnóstica deve ser feita nas residências dos estudantes. A avaliação é individual, e são emitidos relatórios personalizados para os municípios, que, a partir dos resultados, terão evidências científicas da situação atual da rede de educação. “Compreendemos que 2020 foi um ano atípico e cada município, individualmente, trilhou os seus percursos para atender as suas redes. Iniciando 2021, é de suma importância que os municípios acompanhem as aprendizagens dos seus estudantes. O momento agora é de avaliar qual foi o prejuízo que a pandemia implicou na vida dos estudantes, fazendo uma diagnose e, a partir dela, direcionar, orientar e planejar o que precisa ser ensinado no ano de 2021”, enfatiza a consultora pedagógica da Mundo Educacional e mestra em educação pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), Michely Almeida.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


22/01


2021

TCE: Municípios precisam informar estoques de oxigênio

Todos os 184 municípios de Pernambuco deverão informar ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) os estoques de oxigênio nos hospitais. A determinação foi feita hoje, dois dias depois que o órgão pediu à prefeitura do Recife as mesmas informações. A medida foi adotada devido ao colapso do sistema de saúde de Manaus (AM), que teve falta do insumo nas unidades de saúde.

A determinação foi feita pelo conselheiro Carlos Porto. A solicitação começou a ser feita pelos municípios do Grande Recife, Goiana, na Zona da Mata, e Petrolina, no Sertão. Até o fim de janeiro, as outras cidades deverão receber o pedido de informação.

No sábado (16), o Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe) notificou os diretores técnicos e diretores clínicos de unidades de saúde públicas e privadas, para que informem diariamente o estoque de oxigênio medicinal.

Os gestores terão quatro dias para responder ao TCE sobre os estoques de cilindros e concentradores de oxigênio, bem como a situação dos contratos com empresas que fornecem e armazenam o insumo.

Também devem ser demonstradas as ações sendo feitas para evitar que aconteçam problemas semelhantes aos enfrentados no Amazonas. Essas cidades também precisam informar ao tribunal os dados dos hospitais e unidades públicas municipais que utilizam oxigênio.

A falta de justificativa de resposta e a sonegação de documento ou informação podem gerar sanções aos responsáveis, segundo o TCE. As informações deverão ser enviadas por meio do protocolo eletrônico do tribunal.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Jornao O Poder

22/01


2021

Gestão Gilvandro Estrela cresce arrecadação em Belo Jardim

Em poucos dias de trabalho, a gestão Gilvandro Estrela conseguiu mudar uma triste realidade em Belo Jardim, a baixa arrecadação. Em apenas 11 dias, do dia quatro ao dia 15 deste mês, o setor de Tributos arrecadou cerca de 2.850%, em contribuições tributárias, do que foi arrecadado no mesmo período do ano passado. 

Este ano, em poucos dias, foram arrecadados R$ 236.742,64 e, em 2020, o valor total no mesmo período ficou em apenas R$ 8.085,29 arrecadados pela gestão anterior. Segundo o gerente de Tributos, Rilton da Costa Leão, a discrepância no valor arrecadado pode ser explicado pela confiança que a população deposita no atual governo. "Mais pessoas estão vindo pagar impostos confiando na nova gestão, de forma voluntária. É um mérito do prefeito, da equipe de tributos e da população que está confiante no trabalho sério que vem sendo desenvolvido", disse.

Ainda segundo Rilton, o contribuinte que comparecer de forma voluntária poderá receber até 30% de desconto no débito com o município. "Estamos seguindo a risca o que manda o Código Tributário, arrecadando o que é justo e concedendo descontos às pessoas que nos procuram de forma voluntária para quitar seus débitos", explicou.

Rilton detalhou ainda que várias empresas que mantinham pendências tributárias junto ao município foram notificadas para comparecer ao setor de tributos para regularizar as pendências devidas.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


22/01


2021

Patriota se reúne com ministro e busca fortalecer Turismo

Na tarde de ontem, o presidente da Amupe, José Patriota, se reuniu com o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, na Capital Federal. Na pauta do encontro, ações que visam impulsionar o turismo nos municípios pernambucanos. O ministro Gilson Machado está confirmado na próxima assembleia de prefeitos da Amupe, a ser realizada por videoconferência, na próxima quinta-feira (28).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


22/01


2021

Capitão Augusto lança candidatura à presidência da Câmara

O deputado federal Capitão Augusto (PL-SP) lançou oficialmente, hoje, sua candidatura à presidência da Câmara.

A eleição está marcada para o dia 1º de fevereiro e será realizada por meio de votação secreta.

O deputado se lançou em candidatura avulsa, sem o apoio do seu partido. O PL é favorável ao nome do deputado Arthur Lira (PP-AL), candidato do presidente Jair Bolsonaro.

No total, nove deputados estão na corrida pelo comando da Câmara. Novas candidaturas poderão ser apresentadas até a reta final da eleição.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


22/01


2021

Aprovação de Bolsonaro despenca de 37% para 26%

Com a crise de saúde pública em Manaus e desencontros sobre o cronograma de vacinação, a aprovação à gestão do presidente Jair Bolsonaro caiu de 37% para 26%, a maior queda semanal desde o início de seu governo. Agora, está no mesmo nível de junho de 2020, um dos momentos mais críticos da pandemia. A queda acentuada fez com que a desaprovação ao governo saltasse para 45%.

É o que mostram os novos resultados de uma pesquisa exclusiva de EXAME/IDEIA, projeto que une Exame Research, braço de análise de investimentos da EXAME, e o IDEIA, instituto de pesquisa especializado em opinião pública. Clique aqui para ver o relatório completo.

A desaprovação do presidente é maior nos estratos de maior renda e de maior escolaridade: entre os que ganham mais de cinco salários-mínimos, 58% não aprovam a gestão do presidente. No grupo dos que têm ensino superior, 64% desaprovam o governo federal.

Já em relação à aprovação do presidente, ela segue maior entre os que moram no Centro-Oeste e os evangélicos. Entre os que moram no Centro-Oeste, 36% aprovam o governo Bolsonaro – nas outras regiões do Brasil, esse índice varia de 22% a 27%.

Entre os evangélicos, 38% apoiam o governo Bolsonaro, ante 20% dos católicos e 23% dos que declaram seguir outra religião.

O levantamento foi realizado por telefone, em todas as regiões do país, entre os dias 18 e 21 de janeiro. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

“A dinâmica dos sérios problemas em Manaus junto a falta de perspectivas sobre um cronograma de vacinação e o fim do auxílio emergencial constituem os principais fatores que levam à queda de popularidade do presidente”, diz Maurício Moura, fundador do IDEIA.

Os dados de avaliação do governo mostram um desempenho similar: o percentual de pessoas que considera o governo ótimo ou bom passou de 38% para 27%. Do mesmo modo, o grupo que avalia a gestão Bolsonaro como ruim ou péssima subiu de 34% para 45%.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


22/01


2021

Prefeitura de Tabira rebate denúncia de vacinação indevida

Circulam, nas redes sociais, denúncias de vacinação indevida em Tabira, no Sertão do Pajeú. Há o questionamento sobre o fato de dois sobrinhos da secretária municipal de Saúde, Genedy Brito, terem sido vacinados contra a Covid-19. O Blog procurou a Prefeitura para que se pronunciasse sobre o caso. Confira a resposta:

“Genneycka Brito é odontóloga do município, cumpre sua carga horária e foi vacinada depois dos plantonistas da ala da Covid-19. Depois de todos terem sido vacinados, o imunizante foi destinado aos profissionais das unidades básicas de saúde. Como ela é de atenção primária, recebeu a vacina, assim como outros. Gefferson Brito, por sua vez, possui formação superior em Radiologia e atua na ala Covid-19 no setor de raio-x.”


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha