Blog do Magno 15 Milhões de Acessos 2

24/11


2020

TRF-5 nega novo habeas corpus para braço direito de Geraldo

O vice-presidente do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, desembargador Lázaro Guimarães, negou mais um pedido de habeas corpus interposto por Felipe Soares Bittencourt, diretor executivo de Finanças e Administração da Secretaria de Saúde do Recife, mantendo o seu afastamento do cargo e as demais medidas cautelares em vigência, como a proibição de visitar a sede da Prefeitura e de se aproximar de qualquer agente público da gestão municipal. No processo em questão, o prejuízo de máscaras e aventais descartáveis comprados e não entregues (compras fantasmas) é de aproximadamente R$ 7,0 milhões. Bittencourt, braço direito de Geraldo Julio há dez anos, está afastado do cargo desde 23 de julho por decisão da 36ª Vara Federal da Seção Judiciária de Pernambuco, que autorizou a medida no âmbito da Operação Bal Masqué da Polícia Federal.  O despacho do desembargador negando o habeas corpus data de 10 de novembro e foi remetido ao Superior Tribunal de Justiça (STJ). 

A tentativa de derrubar as seguidas decisões da Justiça Federal e retornar ao cargo de chefe da Direção Executiva de Finanças e Administração da Secretaria de Saúde do Recife tem consonância com a decisão política do prefeito Geraldo Julio (PSB) de não exonerar o assessor, que apesar de todas os indícios de corrupção, segue normalmente recebendo os proventos do seu cargo comissionado como se trabalhando estivesse. De agosto até novembro, de acordo com o Portal da Transparência do Recife, o custo da gestão municipal com o servidor afastado já alcança R$ 49,8 mil. Além das investigações federais, Felipe Bittencourt é citado em 22 auditorias especiais instauradas no Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE) para apurar irregularidades nas contratações e compras referentes à Covid-19.

Filiado ao PSB desde 2007, Bittencourt iniciou sua trajetória aos 20 anos como oficial de gabinete do então governador Eduardo Campos no Palácio do Campo das Princesas, tendo sido remanejado para auxiliar de Geraldo Julio na Secretaria de Desenvolvimento Econômico em 2010. Antes de assumir o posto na Secretaria de Saúde do Recife, foi ordenador de despesas no Gabinete de Projetos Especiais da PCR, sob a chefia do então secretário João Guilherme Ferraz. Atualmente secretário de Governo e Participação Social, João Guilherme é o responsável por dezenas de indicações no quadro de comando administrativo da Secretaria de Saúde. 

A decisão do desembargador Lázaro Guimarães cita dados do inquérito policial referente à dispensa de licitação 13/2020,  cujo objeto foi a compra de 2,88 milhões de máscaras e de 899,6 mil aventais descartáveis, via dispensa de licitação, à empresa de pequeno porte Delta Med. O contrato somava R$ 15,2 milhões. Além da não comprovação de entrega de R$ 4,28 milhões em máscaras (1,7 milhão de unidades) e de R$ 3,06 milhões em aventais (340 mil) - pagos sem que tivessem sido entregues pela empresa fornecedora -, o relatório descritivo da compra, assinado por Felipe Bittencourt, data de quarenta dias após os pagamentos, situação que configura o direcionamento e a irregularidade da aquisição.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

O Jornal do Poder

Confira os últimos posts



28/01


2021

Os 100 anos de um homem chamado Maria

Por Antonio Campos*

No início dos anos 1950, o pernambucano Antônio Maria já estava estabelecido no Rio de Janeiro. Nessa época, era moda fumar o cigarro Pour la Noblesse, sair com o cabelo empastado do creme Brylcreem e não esquecer o Ray-ban. O mesmo valia para os lugares. A boate Vogue, em Copacabana, era o marco da noite carioca. E Antônio Maria seu mais assíduo frequentador. Se estivesse vivo, o cronista e compositor pernambucano celebraria centenário em 17 de março deste ano.

O colunista de assuntos da noite e da vida policial, um homem de 1,80 m e 120 quilos, tinha voz marcante, adorava a boemia e era romântico. Tão romântico que compôs o hino nacional da derrota amorosa, o “Ninguém me ama” (1952), eternizado nos versos: “Ninguém me ama, ninguém me quer. Ninguém me chama de meu amor. A vida passa, e eu sem ninguém. E quem me abraça não me quer bem”.

Sozinho, sem amor para a vida inteira, sim. Mas solitário, nunca. Maria, como era conhecido, era homem de muito amigos. Entre eles o poeta Vinícius de Moraes, a quem se referia como sua alma gêmea. Eram parceiros nas noites e nos bares, mulherengos e compositores. Juntos, compuseram quatro canções. “Quando tu passas por mim”, que fez sucesso na voz de Aracy de Almeida, fala justamente sobre um amor infiel e impossível de ser esquecido.

Dono de um humor excepcional, Maria dirigiu e apresentou programas como a “Rua da Alegria” (1948 a 1952) na Rádio Tupi. Programa que levou para a Rádio Mayrink Veiga com o nome “Alegria da Rua” (1952 a 1960). Nos enredos, personagens de maridos traídos e mulheres assanhadas e “caipiras” na cidade grande. Retratava o cotidiano, como explicava aos que lhe perguntavam qual a inspiração:

– “Você sabe a semelhança e a diferença entre os trens da Central e a moça que toma carona de desconhecido?” – perguntava alguém com voz de capiau.

– “Num sei não”, respondia outro, mais mocoronga ainda.

– “A semelhança é que os dois costumam sair da linha. A diferença é que a moça sai da linha e mata uma só esperança passageira. E o trem que sai da linha mata 180 passageiros”.  

Ao morrer, aos 43 anos, de infarto fulminante no miocárdio na calçada do restaurante Round Point, em Copacabana, em 15 de outubro de 1964, Antônio Maria deixou os amigos arrasados. Mas não causou surpresa. Não cuidava da saúde do coração nem com remédios, nem com amores correspondidos. Entre os amigos, muitos diziam que morreu de cardisplicência. Mas acredito que Maria morreu como as músicas que compunha. Morreu como um samba-canção. Morreu de amor!

*Escritor, acadêmico e presidente Fundaj


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu no Zap

28/01


2021

Sebastião Oliveira leva água à Zona Rural de Tacaratu

Várias famílias que residem na Zona Rural de Tacaratu, cidade localizada na região pernambucana do Sertão do Itaparica, estão radiantes com a chegada da água em suas torneiras. A instalação dos dois primeiros poços artesianos – oito no total – só foi possível graças aos recursos destinados por meio de emenda parlamentar de autoria do deputado federal Sebastião Oliveira.

De acordo com Sebastião, no ano passado, suas emendas, repassadas ao Dnocs, garantiram a entrega de 94 poços, em 23 municípios, gerando investimentos de cerca de R$ 2 milhões. 

“Os poços que estamos construindo utilizam energia solar e estão alinhados com todas as boas práticas ambientais. A utilização deste infinito recurso natural vai gerar economia para o bolso dos sertanejos, que vão poder finalmente cultivar as lavouras e criar os animais de forma bem mais tranquila e segura”, ressaltou Oliveira.

Sensível aos transtornos causados pela estiagem, Sebastião Oliveira explicou que, neste ano, vai assegurar mais recursos, visando a construção de novos poços. “Levar água para o sertanejo significa lhe dar liberdade. Uma das principais prioridades do meu mandato sempre será fazer com que mais famílias parem de sofrer por causa das torneiras vazias”, conclui o deputado.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


28/01


2021

Petrolina tornará pública lista de pessoas vacinadas

Com o objetivo de dar credibilidade e transparência a todo o processo de vacinação contra a covid-19 em Petrolina, o prefeito Miguel Coelho decidiu tornar pública a lista de pessoas que receberam as doses do imunizante. A relação com os nomes será publicada no site da prefeitura (www.petrolina.pe.gov.br) a partir desta semana para comprovar que o público já vacinado integra os grupos prioritários.

Mais de 2.800 pessoas receberam a primeira dose da vacina do Instituto Butantan em Petrolina. Esse público é formado por profissionais da linha de frente do combate ao coronavírus, idosos residentes em casas de longa permanência e pessoas com mais de 85 anos. Nesse primeiro lote, são cerca de 4.200 pessoas aptas a receber as duas doses. Além disso, Petrolina recebeu, nesta quarta (27), um segundo lote com 1.370 doses da vacina do Butantan e outras 1.950 da Fundação Osvaldo Cruz/Oxford-Astrazeneca.

A primeira relação com cerca de 3 mil pessoas vacinadas contra a covid-19 em Petrolina será publicada até o próximo sábado (30). Com a iniciativa de dar transparência, o prefeito Miguel Coelho acredita que a população ficará mais tranquila e esperançosa na confiabilidade da campanha.

"Vimos alguns casos isolados do uso impróprio da vacina nas últimas semanas. Além de ser má fé, essa atitude desacredita as instituições. Por isso, ao tomar a decisão de divulgar a relação dos nomes, queremos mostrar para a sociedade que não haverá em Petrolina gente furando fila nem privilégios. Nesse momento, é essencial que façamos tudo para que as pessoas acreditem no processo e incentivem a vacinação, pois esse é o caminho para vencermos juntos essa pandemia que já tirou tantas vidas", justifica o prefeito.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


28/01


2021

João discute com Câmara crise na Fundação

O prefeito do Recife, João Campos (PSB), está, neste momento, reunido no Palácio do Campo das Princesas com o governador Paulo Câmara (PSB). O blog apurou que o encontro foi pedido por João e a pauta é a primeira crise em sua gestão, provocada pela escolha de um dirigente para a Fundação de Cultura do Recife que atacou a honra de Paulo, Eduardo Campos e Geraldo Júlio pelas redes sociais, conforme antecipei, logo cedo, com exclusividade.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

28/01


2021

Setor de eventos perde “80 fábricas da Ford”

Por Ana Carolina Diniz

Levantamento feito pela Associação Brasileira de Promotores de Eventos (ABRAPE) indica que foram perdidos, desde o início da pandemia, 335.435 empregos formais no setor, composto por operadores turísticos e agências de viagem, aluguel e montagem de estruturas para eventos, bares e restaurantes, hospedagem, publicidade e propaganda, segurança privada e serviços gerais e de limpeza. O número passa de 450 mil se entrarem no cálculo os trabalhadores indiretos.

“Os empregos afetados no segmento superam em quase 80 vezes os perdidos com o fechamento das fábricas da Ford no país", afirma o empresário e presidente da ABRAPE, Doreni Caramori Júnior, que afirma que se não houver medidas emergenciais que protejam o setor, há o risco de dobrar este número.

Segundo a secretaria de Produtividade, Emprego e Competitividade, o setor de atividades artísticas, criativas e de espetáculos foi o mais afetado pela pandemia. Com o novo avanço da vírus e aumento no número de mortos, o associação calcula  que os cofres públicos podem deixar de arrecadar, em 2021, cerca de R$ 4,65 bilhões em impostos federais, devido à total paralisação dos eventos de cultura e entretenimento. A projeção foi feita com base em dados da Receita Federal e Ministério da Economia. 

De acordo com Caramori Júnior,  a  esperança do setor é a aprovação pela Câmara dos Deputados do projeto de lei que cria o Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos, de autoria do deputado federal Felipe Carreras (PSB/PE). Entre as medidas do projeto estão "obrigar as instituições financeiras federais a disponibilizar especificamente para as empresas do setor de eventos: linhas de crédito específicas para o fomento de atividades, capital de giro e para a aquisição de equipamentos; condições especiais para renegociação de débitos que eventualmente essas empresas tenham junto a essas instituições, mesmo se forem optantes do Simples Nacional". 

O projeto prevê ainda a manutenção da suspensão e redução dos contratos de trabalho do setor. Outra solicitação é a extensão das condições da Lei Nº 14.046, sobre o adiamento e o cancelamento de serviços, de reservas e de eventos dos setores de turismo e de cultura. Com o fim do estado de calamidade pública, as empresas agora são obrigadas a reembolsar os clientes.

"Somente dessa forma será possível evitar o colapso total do setor”, diz Caramori Júnior.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

JOÃO FREIRE CORRÊA LIMA

O lockdown promovido pelos governadores de esquerda, capitaneado pelo João Dória. Apelando descaradamente para a \"ciência\" quando os ônibus, metrôs, trens lotados sem nenhuma ação para aumento de frota e de viagens. Uma hipocrisia só.



28/01


2021

Bolsonaro inaugura ponte que liga Sergipe e Alagoas

O presidente Jair Bolsonaro desembarca, daqui a pouco, em Sergipe, para a solenidade de abertura de tráfego da nova ponte sobre o Rio São Francisco na BR-101, no município de Propriá.

A solenidade acontece no trecho que liga Propriá, em Sergipe, a Porto Real do Colégio, em Alagoas. O evento contará também com participação do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e do diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), general Santos Filho.

As obras foram iniciadas em 2019. Segundo o Ministério da Infraestrutura, a nova ponte, tem 860 metros de extensão e 24 metros de largura. A estrutura liga a cidade sergipana de Propriá e a alagoana Porto Real do Colégio, conectando trechos duplicados da BR-101 entre os dois estados.

Ainda segundo o Ministério da Infraestrutura, foram realizados serviços de pavimentação em concreto rígido e o encabeçamento da ponte nos dois lados do empreendimento.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Rafael C.Soares Quintas

Viva o presidente Bolsonaro, Brasil rumo ao desenvolvimento, Bolsonaro 2022, fora esquerda corrupta e nojenta

Fernandes

O impeachment do Bolsonaro só não cabe nas cabeças de camarão dos Direitistas.


Jornao O Poder

28/01


2021

Crime na Internet! Roubaram nossos dados

Por Antonio Magalhães*

É bom deixar de lado muitas preocupações inúteis para focar no que está acontecendo no mundo da Internet aqui no Brasil depois de um recente vazamento de dados de 223 milhões de CPFs, 40 milhões de CNPJs e 104 milhões de registros de veículos entre 2008 e 2020, incluindo de pessoas já falecidas. No entender de especialistas em segurança cibernética é o maior e o mais abrangente crime cibernético, com poder de gerar ações criminosas de roubos de identidades.

Os dados vazados, que tratam de informações detalhadas como documentos pessoais, conta bancária, escolaridade, título de eleitor, Imposto de Renda e até biometria facial, podem ser usados para crimes diversos: de compras com cartão de crédito a até formação de dívidas e venda de patrimônio com o nome das vítimas.

Sobre o crime, o professor e especialista em segurança da informação, Edison Fontes, ex-Banorte e hoje atuando em São Paulo, disse que “as notícias indicam que são dados da Serasa Experian em função de características de tipos de dados que coincidem com serviços prestados pela Serasa. A Serasa nega. Mas não basta negar”.

Segundo Fontes, pela Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) o ônus da prova é da empresa. “Entendo que é simples. Basta pegar uma amostra e bater com os dados da Serasa da época, que, segundo informações, são de agosto de 2019. Se não for da Serasa é de alguma empresa de proteção de crédito”.

Segundo o G1, são dois vazamentos separados. Um deles, que contém os dados dos veículos e informações limitadas de cada número do CPF, está em livre circulação na internet e disponível para download – basta conhecer um link ativo.

O outro vazamento, muito mais abrangente, está com distribuição mais limitada. Esse pacote inclui dados de escolaridade, benefícios do INSS e programas sociais (como o Bolsa Família), renda e score de crédito (que estima se uma pessoa é um bom pagador).

Os criminosos estão tentando vender os dados nesse pacote, e a oferta não cobre a integralidade dos dados – só é possível comprar trechos.

Representante da empresa de segurança da informação Psafe, que revelou o vazamento, diz ter entrado em contato com o hacker para atestar a qualidade das informações e recebeu uma amostra mais enxuta do material completo, os dados estão à venda na deep web (“internet profunda”, em tradução livre, local em que indexadores como Google e Bing não registram os materiais publicados) por 100 dólares por cada mil registros individuais.

Para o professor Edison Fontes,“este fato tem que ser investigado, os responsáveis punidos e todos os Titulares de Dados Pessoais ou Empresariais devem receber uma satisfação. A Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD) não pode multar, mas pode exigir o cumprimento dos controles da lei”.

Segundo Fontes, “órgãos de defesa do consumidor já estão se movimentando. E o Ministério Público do Distrito Federal, a instituição mais aparelhada do País para combater esses crimes, está tomando medidas cabíveis. Além disso, os que tiveram seus dados roubados, caso sejam prejudicados, podem exigir indenização por negligência com a guarda de dados pessoais”, explicou Fontes.

“Mas que fique uma lição para todas as empresas: é necessário ter segurança da informação adequada ao seu negócio e ao seu porte, possibilitando a conformidade com a LGPD. E aviso aos navegantes: a LGPD está em vigor e os gestores das empresas são responsáveis  perante à lei”, concluiu.

Já a Autoridade Nacional de Proteção de Dados, criada pela LGPD, informou burocraticamente, oito dias depois da divulgação do vazamento, que “está apurando tecnicamente informações sobre o caso e atuará de maneira cooperativa com os órgãos de investigação competentes e oficiará para apurar a origem, a forma em que se deu o possível vazamento, as medidas de contenção e de mitigação adotadas em um plano de contingência, as possíveis consequências e os danos causados pela violação”.

Portanto, com tantos dados disponíveis na mão de criminosos as pessoas devem ficar atentas com as tentativas de fraudes com suas informações, recomenda o G1. Não confie em e-mails ou contatos inesperados. Se uma mensagem vem com seu nome, CPF ou outros dados pessoais, isso não significa que ela é legítima. Caso tenha dúvida sobre a legitimidade de um e-mail, procure o telefone de contato da instituição e ligue para o serviço de atendimento. É isso.

*Integrante da Cooperativa de Jornalistas de Pernambuco


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

O maior castigo para votou em Bolsonaro é ter que inventar, a cada dia, uma nova desculpa para defendê-lo.



28/01


2021

João nomeia quem chamou seu pai de corrupto

Na quarentena da Covid-19, contaminado juntamente com a noiva Tábata Amaral, o prefeito João Campos (PSB) deu o primeiro atestado da falta de cabelos brancos para governar uma cidade do porte das singularidades políticas, econômicas e sociais como o Recife. Por indicação do secretário de Cultura, Ricardo Melo, passou a caneta, sem consultar ninguém do meio, na nomeação de José Manoel da Silva Sobrinho para presidência da Fundação de Cultura.

Se tivesse pelo menos levantado a história de Zé Mané, como o novo gestor da política cultural do Recife é tratado nos bastidores por históricos do PSB, teria evitado a primeira grande crise política em menos de 30 dias de sua gestão. Trata-se de um ativista político de esquerda que no passado detonou Eduardo Campos, Paulo Câmara, Geraldo Júlio e Renata Campos.

Em prints colecionados pelos próprios socialistas, já viralizados nas redes sociais, Zé Mané carimbou Eduardo Campos de corrupto, destinatário de propinas do grupo JBS no valor de R$ 15 milhões. Chamou Paulo Câmara de governador de "merda" e Geraldo Júlio de "pior prefeito da história do Recife".

Entre os mais fervorosos aliados do prefeito, que deram o sangue na campanha, o sentimento generalizado é de que João deu uma grande pisada de bola. Parodiam até o clássico "Dormindo com o inimigo", filme que fez tanto sucesso quando se trata de trairagens na política, ao fato de ter confiado cegamente numa indicação de Ricardo Mello. 

Publicitário e marqueteiro, Ricardo Melo coordenou a propaganda eleitoral de João, de quem ficou amigo, mas em política, sobretudo quando está em jogo o poder de fogo dos cargos de direção em gestão pública, relação de amizade pessoal não se mistura. Jamais Melo, o agora personagem central do filme, poderia ter indicado um inimigo pessoal dos pais do prefeito, do governador e do ex-prefeito.

"Zé Mané se revelou um ativista mau caráter ao aceitar um cargo de uma gestão que combate desde muito tempo. João Campos e sua juvenil entourage caíram na própria armadilha de confiar cargos políticos a tecnocratas burocráticos, sem dimensão política nenhuma", desabafou um socialista e eduardista histórico pelas redes sociais.

Ricardo Melo, pivô da primeira crise no Governo João Campos, conheceu Zé Mané quando servia ao prefeito Paulo Santana, em Camaragibe, apontado pelos órgãos de controle como responsável por vários escândalos em sua gestão. Santana era do PT e Mané, segundo as postagens que correm soltas nas redes sociais, também petista raiz, fez campanha declarada para Marília Arraes.

João nomeou Zé Mané presidente da Fundação de Cultura com data retroativa a 1° de Janeiro. Tão logo o ato chegou ao conhecimento dos socialistas que conhecem a fundo a história da cidade e dos seus personagens envolvidos com a cultura, houve um pipoco de postagens nas redes sociais de autoria do escolhido flagrantemente ofensivas a Eduardo, Paulo, Geraldo e Renata, criando um mal-estar generalizado do Sertão ao Cais.

"A partir de agora, quem vai se sentir confortável e seguro em defender o governo e o próprio prefeito, se ele acomoda entre seus quadros de primeiro escalão quem no passado difamou a sua família? A Fundação é a principal operadora da política pública de cultura da cidade", desabafa outro aliado de João, igualmente irritado e desapontado.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

José Manoel da Silva Sobrinho, precisava de emprego, ele desmoralizou-se. Criticou o governador o ex-prefeito Geraldo Júlio. Seguramente ele é um bozloide.

Fernandes

O impeachment do Bolsonaro só não cabe nas cabeças de camarão dos Direitistas.

JOÃO FREIRE CORRÊA LIMA

Parabéns Magno, pela reportagem correta. Isso sim é imprensa e não opiniões de qualquer pessoa sendo divulgada como verdade. Espero que o Prefeito tome as providências corrigindo essa grande falha.



28/01


2021

Morre ex-prefeito de Juazeiro do Norte

O ex-prefeito de Juazeiro do Norte Carlos Alberto da Cruz morreu, na noite de ontem, por conta de complicações da Covid-19. Carlos Alberto Cruz tinha 88 anos e estava internado há uma semana numa unidade hospitalar de Fortaleza. 

O cantor e compositor Alcymar Monteiro foi seu secretário de Cultura e lamentou o falecimento em mensagem enviada ao blog. A morte do ex-político foi confirmada pela filha do gestor e ex-candidata a prefeita do município, Ana Paula Cruz.

"Com profundo pesar e tristeza no coração, comunico falecimento do nosso pai, no Hospital Otoclínica, em Fortaleza, por complicações no tratamento da Covid-19", afirmou.

Nascido em Juazeiro do Norte, em 3 de dezembro de 1932, Carlos Cruz foi vereador e, de 1998 a 2004, prefeito da cidade. Cruz foi também representante da Região do Cariri na Assembleia Legislativa do Ceará, sendo deputado estadual por cinco mandatos.

"A nossa família agradece as sinceras manifestações de condolências enviadas pelos amigos e que Deus, em infinita bondade, nos conforme nesse momento difícil", afirmou Ana Paula Cruz no comunicado.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


27/01


2021

Sileno pode assumir a chefia da Assessoria Especial

Blog da Folha

Atual secretário de Desenvolvimento Social do Governo do Estado, o presidente estadual do PSB, Sileno Guedes, pode assumir a chefia da Assessoria Especial do Executivo estadual. Dentro das mudanças que o governador Paulo Câmara (PSB) está promovendo, o dirigente pode ser uma das peças a entrar na dança das cadeiras da reforma administrativa.

O movimento abriria espaço para um aliado ocupar a Secretaria de Desenvolvimento Social e ainda levaria um nome político para um cargo estratégico. PDT, Avante e MDB são siglas que vem cobrando mais espaço nos bastidores, ainda mais depois que o PP abocanhou o comando da secretaria de Agricultura.

Desde que o ex-secretário Antonio Figueira deixou a pasta foi reforçada a necessidade de um nome político para ocupar a vaga. Sileno, neste caso, seria um quadro com perfil para este papel.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha