Lavareda

25/10


2020

A democracia se revigora na alternância do poder

Por Marlos Porto*

No início destas breves linhas, friso que não pauto minha opinião nem minhas escolhas políticas pela expectativa de determinado resultado eleitoral nem pelo conceito que venha a ter perante os demais. Ainda que fosse a única voz disposta a defender aquilo que julgo correto e, assim, atraísse a oposição de um exército contrário, tal não me demoveria de fazê-lo.

Penso que nossa cidade, assim como nosso Estado e nosso país, vive dias difíceis. Há anos imersos em uma crise econômica grave, que tem a corrupção política como pano de fundo, temos uma relação opressiva e cínica com a Democracia. Tal qual mulher covardemente traída e espancada por uns e abandonada à própria sorte por muitos, a Democracia sofre nas nossas mãos. Mas, hipocritamente, fazemos-lhe juras de amor eterno, de que não poderíamos viver sem ela.

Ser fiel à Democracia não é ter fidelidade canina a esse ou àquele governante. Este é que deve ser fiel ao povo e às propostas de governo assumidas. Gratidão é um sentimento nobilíssimo, mas que não pode se confundir jamais com servilismo. Traem a Democracia aqueles que anestesiam suas consciências pelo apego a cargos ou vantagens, aqueles cuja vontade débil cede ao fanatismo interesseiro e egoísta que só enxerga a cor dos que se encontram ao seu lado. 

Violam brutalmente a Democracia os que compram votos de eleitores e apoios de “lideranças” políticas, não merecendo ser chamados de governantes, mas de usurpadores. Os que vendem seu voto e seu apoio, por seu turno, não são diferentes de rufiões da Democracia; prostituem-na incansavelmente para deixar recheados os seus bolsos, ao fim do que, para eles, não passa de uma longa e depravada noitada eleitoral, que só termina às 17 horas do dia do pleito. Essas tristes figuras, contudo, ao verem seus “clientes” derrotados, vão se aprochegando saltitantes aos vencedores e em breve serão, mediante paga, as mais ardorosas defensoras de suas iniquidades.

Abandonam a Democracia os que veem essas cenas dantescas ou delas tomam conhecimento, mas sequer esbravejam contra essas orgias forçadamente impostas à virtuosa jovem ateniense. Sim, a Democracia é uma jovem que a cada eleição se renova. Sua alma pura resta intacta às ofensas terríveis que a cada quatro anos impõem ao seu corpo. Ao exibir seu frescor juvenil a cada eleição, ficamos deslumbrados e nos damos conta do quanto ela é bela, do quanto é virtuosa, do quanto sua existência é benéfica para todos nós. Perguntamos a nós mesmos: “que seríamos de nós sem ela?” – mas quase sempre nada fazemos para defendê-la.

Mas por que a deixamos sofrer pisoteada pelos(as) falsos(as) e incompetentes líderes que se julgam no direito de ditar os destinos da cidade? Por que aceitamos que os endinheirados se julguem no direito de comprá-la como se fosse escrava? Como nada fazemos para impedir, a Democracia passa quatro anos acorrentada em um calabouço e até esquecemos da sua existência; vivemos quatro anos de olhos fechados e bocas cerradas, como se outra alternativa não houvesse para as injustiças que nos vitimam que não a de suportá-las com paciência e contra elas rezingar de vez em quando.

Livre e protegida, a Democracia seria uma Joana D’Arc que faria despertar em nosso povo a sua dignidade intrínseca e restauraria a sua autoconfiança, galvanizaria a união dos trabalhadores contra seus vis algozes e quebraria as correntes da opressão. Humilhada e pisoteada, ela é, nas mãos dos poderosos de sempre e dos usurpadores de plantão, um vazio amuleto exibido a cada quatro anos para afastar críticas e aplacar sentimentos de revolta nas massas.

Assim, o que Arcoverde, Pernambuco e o Brasil precisam é proteger a democracia para que não seja acorrentada por mais quatro anos pelo continuísmo perpetuador de privilégios e opressões. É na alternância de poder que a Democracia se revigora. Como diz a célebre frase de Rosa Luxemburgo: “Quem não se movimenta, não sente as correntes que o prendem”.

*Bacharel em Direito, servidor público e membro do Cidadania em Arcoverde


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

ALEPE

Confira os últimos posts



29/11


2020

Os flagrantes de abuso do poder econômico


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

O Jornal do Poder

29/11


2020

Polícia dispersa militância em escola do Recife

Por Houldine Nascimento, da equipe do blog

A Polícia Militar dispersou, há pouco, militantes das duas candidaturas que disputam a Prefeitura do Recife. Apoiadores do postulante do PSB, João Campos, e da prefeiturável do PT, Marília Arraes, chegaram a se cruzar e ficaram durante pouco mais de um minuto em frente à Escola Técnica Estadual Professor Agamenon Magalhães (ETEPAM), na Encruzilhada, Zona Norte da capital pernambucana.

Este é o local de votação do vice de Marília, João Arnaldo (PSOL). Por isso, já havia militância da coligação Recife cidade da gente na área. A ação policial, contudo, foi rápida.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu no Zap

29/11


2020

Votação sem filas em escolas da Zona Oeste

Por Houldine Nascimento, da equipe do blog 

A movimentação em alguns locais de votação do Recife segue tranquila após a chuva que caiu pela manhã na capital pernambucana. Na Escola de Referência em Ensino Médio Juarez Távora, na Madalena, Zona Oeste da cidade, os eleitores não tiveram dificuldade para registrar o voto.

O motorista Jorge Davino, 52, relatou que não enfrentou filas. "Sempre voto aqui e foi muito tranquilo. Não tinha fila na sessão", contou.

A empreendedora Carla Teles, 49, também informou que a votação foi rápida e falou sobre a importância do ato. "É um ato de cidadania. Temos que votar no que acreditamos que tem maior capacidade de melhorar nossa cidade", avaliou.

No Colégio Ideia, que fica ao lado da escola, na Rua Real da Torre, o fluxo também se mantém sem tumulto.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


29/11


2020

João Campos vota no Recife na manhã de hoje

Por Edson Mota - especial para o Blog

Ao lado de representantes políticos, como o governador Paulo Câmara e o prefeito do Recife, Geraldo Julio, o candidato João Campos (PSB) votou, no fim da manhã de hoje, no bairro de Casa Forte, na Zona Norte do Recife.

O socialista afirmou que chega à reta final da campanha eleitoral com o sentimento de dever cumprido. "Chegamos até aqui com o sentimento de dever cumprido e vou me dedicar integralmente à cidade. Aqui é só gratidão", afirmou.

Além dos principais gestores, o deputado federal Silvio Costa Filho (Republicanos) e o presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), Eriberto Medeiros (PP), estiveram acompanhando o prefeiturável na Escola Professor Cândido Duarte.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

29/11


2020

Eleitores são detidos em Paulista por boca de urna

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE), por meio da promotora Eleitoral Christiana Ramalho Leite, informou que foi realizada, na 146ª Zona Eleitoral, detenção de eleitores na Escola Gil Peres, no bairro de Pau Amarelo, pela realização de crime de boca de urna.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


29/11


2020

André Ferreira: Marília é o melhor para Recife

Por Houldine Nascimento da equipe do blog

Outra liderança a acompanhar a candidata a prefeita do Recife Marília Arraes (PT) neste dia de votação foi o deputado federal André Ferreira (PSC), que preside a legenda em Pernambuco. O parlamentar falou sobre a relação de amizade com a prefeiturável e disse que ela representa "o melhor para o Recife".

"É uma alegria estar aqui com vocês hoje. Tive a oportunidade de ser vereador ao lado de Marília, com três mandatos, e agora como deputado. Tenho certeza de que o melhor para o Recife é você. Como Anderson já falou, começar o dia louvando a Deus é um ato de respeito. Lá para a noite, vamos ter a primeira prefeita eleita do Recife. A verdadeira mudança se chama Marília", declarou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


29/11


2020

Nilvan Ferreira: “Fizemos campanha limpa, sem fake news”

O candidato a prefeito de João Pessoa, Nilvan Ferreira (MDB), votou por volta das 10h20 deste domingo (29), na Escola Municipal Seráfico da Nóbrega, na rua Ubirajara Targino Botto, nº 36, no bairro de Tambaú, em João Pessoa.
Nilvan chegou ao local acompanhado do senador José Maranhão, e seu candidato a vice-prefeito, Eduardo Milanez.
"Fizemos uma campanha limpa, sem fake news, uma campanha que falou a verdade para a população", afirmou Nilvan.  A cidade só muda se tiver um gestor diferente. João Pessoa não precisa de um gestor requentado, do passado, acusado de corrupção", disse.

Clickpb


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


29/11


2020

Cícero Lucena: " Fundamental que o governo esteja ao nosso lado"

O candidato a prefeito de Joçao Pessoa, Cícero Lucena (PP) votou por volta das 11h, no colégio Meta, em frente ao canal do Bessa. O candidato estava acompanhado de seu vice-prefeito, Leo Bezerra, pelo governador João Azevêdo e a senadora Daniella Ribeiro. 

"Temos a alegria de ter a companhia do governador João Azevêdo, preparando João Pessoa para um milhão de habitantes. É fundamental que o governo esteja ao nosso lado", disse. 

Clickpb


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


29/11


2020

"Recife precisa de mudança", diz Anderson Ferreira

Por Houldine Nascimento, da equipe do blog

O prefeito reeleito de Jaboatão dos Guararapes, Anderson Ferreira (PL), foi uma das lideranças evangélicas que se reuniram mais cedo com a candidata do PT à Prefeitura do Recife, Marília Arraes. Na ocasião, o gestor falou sobre o apoio dado à prefeiturável. 

"Marília é uma amiga que conhecemos, e não é de hoje. A convivência demonstrou para todos nós e para a população que o Recife precisava de uma verdadeira mudança, que representasse o futuro da cidade. E hoje nós estamos iniciando um dia importante para a cidade. Estivemos ontem numa carreata e a emoção já tomava conta da nossa prefeita. Eu a admiro pela iniciativa que teve em começar esse dia tão importante agradecendo a Deus", disse Anderson.

"Marília foi uma pessoa que sofreu tantos ataques, foi tão perseguida, mas os humilhados serão exaltados", completou o prefeito de Jaboatão, que falou ainda sobre necessidade de mais parcerias com o Recife.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


29/11


2020

Bolsonaro, Paes e Crivella votam no Rio de Janeiro

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) chegou por volta das 10h40 na escola municipal Rosa Da Fonseca, que fica na Vila Militar, em Deodoro, na zona oeste do Rio de Janeiro, para votar. Ele deve retornar a Brasília no início da tarde. Acompanhado por seguranças, na chegada o presidente não deu entrevistas a jornalistas e falou rapidamente com alguns apoiadores. Cerca de 30 pessoas o aguardavam no local. Usando máscara, Bolsonaro chegou a pegar uma criança no colo antes de entrar na escola para votar. 

Os candidatos à Prefeitura do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos) e Eduardo Paes (DEM), votaram na manhã deste domingo, no Rio. 

Crivella foi o primeiro. O atual prefeito do Rio chegou para votar às 10h na Escola Municipal Sérgio Buarque de Holanda, na Barra da Tijuca, zona oeste. Cerca de trinta minutos depois, Paes votou no Gávea Golf Club, em São Conrado, na zona sul. 

 Com informações do UOL e Estadão

     


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Wellington Antunes

Filho 04, aquele que o bozo falou que era o pegador do condomínio, agora é consultor federal da Secretaria Especial de Cultura da União, com um salário de 37.000,00 Reais. É essa a meritocracia que eles falam? Bolsomínion, tu és um OTÁRIO!

Wellington Antunes

Voto perdido no Crivella