Lavareda

18/09


2020

Fome será o nosso próximo grande desafio

Por Hylda Cavalcanti – Jornal de Brasília

“Pobre é aquele que tem somente o que comer; miserável é aquele que nada tem para comer”. A frase famosa, de Dom Hélder Câmara, nos anos 70, mostra uma realidade que pode ser ampliada em proporções catastróficas: o aumento da fome em escala planetária. As preocupações com os índices de pobreza e extrema pobreza têm sido objeto constante de estudo por parte de governos e instituições de pesquisa diante de tantos prognósticos negativos.

Cientistas diversos já avaliam mudanças nos parâmetros de índices sociais de vulnerabilidade e desigualdade com alertas para a importância de serem criadas políticas públicas que possam conter esse mal ainda mais avassalador do que a pandemia da covid-19. Durante esta semana, o Jornal de Brasília apresentará uma série de reportagens, baseadas em seis estudos elaborados nos últimos três meses pelas mais diversas entidades para mostrar como pensam e o que acham os especialistas sobre o assunto. O material está publicado na editoria de Cidades porque partirá dos dados globais dos estudos para depois descer ao drama vivido no Distrito Federal.

Um dos primeiros trabalhos foi o relatório da Oxfam Brasil, de junho passado. Segundo este documento, até 12 mil pessoas podem morrer de fome por dia no mundo este ano, devido à pandemia. O trabalho coloca o Brasil entre os prováveis epicentros globais da fome, juntamente com Índia e África do Sul. Intitulado “O Vírus da Fome: Como o coronavírus está potencializando a fome em um mundo faminto”, a entidade constata que 122 milhões de pessoas podem ser levadas à beira da fome até dezembro. Para a gerente de Programas e Campanhas da Oxfam Brasil, Maitê Guato, o Brasil conseguiu, em 2014, uma grande conquista que foi sair do mapa da fome da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO). Mas caso não sejam tomadas medidas urgentes, esse índice tende a retroceder. “Os riscos são imensos, caso o Estado não atue de forma eficiente”, alertou ela.

Isto porque, apesar do auxílio emergencial do governo, aprovado pelo Congresso, o estudo constatou que até junho só 10% desse auxílio chegou aos trabalhadores. E até julho, só 47,9% dos recursos destinados ao auxílio foi distribuído. Da mesma forma, as grandes empresas obtiveram mais benefícios do quem as micro e pequenas, o que aumenta ainda mais o índice de desigualdade até o final do primeiro semestre.

“A covid é a última gota para milhões de pessoas que já lutam todos os dias com conflitos armados, mudanças climáticas, desigualdades e um sistema viciado de produção de alimentos”, disse a diretora executiva da Oxfam Brasil, Katia Maia.

Um segundo alerta foi feito pelas Nações Unidas, que também lançou relatório no mesmo período. Nesse estudo, o secretário-geral da entidade, António Guterres ressaltou que as medidas dotadas contra a doença e a recessão global emergente podem perturbar o funcionamento dos sistemas alimentares e precisam de uma ação imediata.

“Corremos o risco de assistir a uma emergência alimentar global – com impactos em longo prazo em centenas de milhões de crianças e adultos”, destaca Guterrez. De acordo com esse documento, com o funcionamento dos sistemas alimentares em risco, o número de pessoas expostas a uma grave insegurança alimentar e nutricional vai crescer rapidamente. “A queda de um ponto percentual no Produto Interno Bruto global significa mais 700 mil crianças raquíticas”, explicou o secretário-geral.

Conforme a avaliação feita pelos técnicos da ONU, mesmo nos países com abundância de alimentos há riscos de interrupções na cadeia de abastecimento alimentar, porque muitas pessoas já viviam uma crise alimentar antes da pandemia.

“Há alimentos mais do que suficientes no mundo para alimentar a nossa população de 7,8 bilhões de pessoas. Mas, hoje, mais de 820 milhões de pessoas passam fome e cerca de 144 milhões de crianças com menos de 5 anos são raquíticas, mais do que uma em cada 5 crianças em todo o mundo”, explicou ele.

83 milhões de miseráveis na América Latina e Caribe

Quando se sai da fome e se passa a calcular a extrema pobreza como um todo, a estimativa da ONU para América Latina e Caribe é de que mais de 83 milhões de pessoas passem a viver nesta condição ainda este ano. Os dados são de um terceiro relatório, desta vez elaborado pela Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal).

Intitulado “Como evitar que a crise da covid-19 se transforme em uma crise alimentar: Ações urgentes contra a fome na América Latina e no Caribe”, o trabalho denuncia o crescimento significativo dos níveis de fome na região como consequência imediata. O estudo constata que, após sete anos de crescimento lento, de acordo com os órgãos internacionais, a região da América Latina e Caribe poderá ter a maior queda do Produto Interno Bruto (PIB) regional em um século, chegando a – 5,3%.

“A situação econômica do continente já estava fragilizada nos últimos anos e esse processo terminou sendo agravado pela covid-19”, disse o diretor do Centro de Excelência contra a Fome do Programa Mundial de Alimentos da ONU no Brasil. Daniel Balaban. O recado dado pelos técnicos neste documento é a necessidade de os governos tomarem medidas muito mais drásticas e muito mais sustentáveis daqui por diante.

Uma outra orientação feita pela Cepal e pela FAO contra a extrema pobreza na América Latina e no Caribe é para que, além de programas emergenciais, os governos também incluam o que chamam de “bônus contra a fome”, um programa formado pela distribuição de cestas básicas para a alimentação das famílias.

Os especialistas destacam, dentre as medidas que podem amenizar o problema, a criação e manutenção de um programa de renda básica emergencial, a adoção de medidas de equilíbrio fiscal, reforço a programas de alimentação escolar (como forma de garantir alimentação de crianças e adolescentes), iniciativas de crédito e subsídios para a agricultura familiar. Daniel Balaban alertou ainda para o fato de que “sem o apoio do Estado, nenhum país do mundo conseguirá contornar essa crise”.

Governo precisará intervir

Também um estudo do Banco Mundial ressalta que os cenários de contração econômica e aumento da pobreza serão determinados pelas medidas que os governos estão adotando, pela duração da crise, pelo choque específico de renda em cada país e como esse choque está impactando nos diferentes setores.

A crise da covid-19 pode fazer com que a pobreza extrema volte a atingir mais de 1 bilhão de pessoas, alerta o estudo do Banco Mundial.

Isso porque milhões de pessoas vivem somente um pouco acima da linha da pobreza.

“Essa população já vive normalmente uma situação precária e qualquer choque econômico pode levá-las de volta à pobreza”, afirmou o professor de Desenvolvimento Internacional da King’s College, Andy Sumner , um dos autores do estudo.

Impactos conjuntos

Em relação ao Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), a mudança de parâmetros será observada pela primeira vez, porque, apesar das várias crises econômicas, esta é a primeira vez que haverá impacto conjunto em saúde, educação e renda, explicou o técnico do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), Achim Steiner.

“O mundo passou por muitas crises nos últimos 30 anos, incluindo a crise financeira global de 2007 a 2009. Cada uma delas afetou fortemente o desenvolvimento humano, mas, em geral, os ganhos de desenvolvimento foram acumulados globalmente ano a ano. Desta vez, esses ganhos não serão vistos”, destacou.

Para Steiner, a crise mostra que, se o conjunto de ferramentas de políticas não levar em conta a redução das desigualdades, muitas pessoas ficarão ainda mais para trás.

O que o pesquisador alerta é que os avanços tecnológicos também estão provocando fossos de desigualdade. “Isso é particularmente importante para as ‘novas necessidades’ do século 21, como o acesso à internet, que está ajudando na educação a distância, telemedicina e trabalho remoto”, frisou também o diretor do Escritório do Relatório de Desenvolvimento Humano do Pnud, Pedro Conceição.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

O Jornal do Poder

Confira os últimos posts



24/10


2020

Elcione faz caminhada e passeio de bike amanhã

A candidata do PTB à Prefeitura de Igarassu, professora Elcione Ramos, terá uma agenda política intensa amanhã. A partir das 6h30, ocorre a concentração do circuito esportivo em prol da saúde e das atividades físicas. A largada do passeio ciclístico (15 km), corrida (5 km) e caminhada (4 km) acontece às 7h30 no "Espaço 14", localizado na BR-101 Norte.

O prefeito de Igarassu, Mario Ricardo (PTB), acompanha a programação com os eleitores. Durante os dois mandatos do atual gestor, a professora Elcione segue como vice, acompanhando as ações da Prefeitura. A petebista quer incentivar práticas esportivas com acesso pleno, principalmente para os idosos, com os projetos Domingo da Gente e Academia da Saúde.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu no Zap

24/10


2020

A emoção está de volta

Depois de quase seis meses sem pegar uma telinha, voltei, hoje, ao cinema do RioMar com meus filhos. Uma emoção muito grande retomar algo que nos relaxa e nos preenche de prazer.

Encontramos o Cinemark completamente adaptado à nova era, aos novos tempos de convívio com a pandemia do coronavírus. Vale dar algumas explicações. As mudanças começam na compra do bilhete. Se você quiser uma pipoquinha com refrigerante ou água, já compra no ato do ingresso.

Isso ficou obrigatório para evitar aglomerações na fila do quiosque. Lá, para pegar a pipoca, se obedece a uma ordem de chamada com áreas demarcadas de distanciamento.

Dentro do cinema, assentos distanciados e todo mundo de máscara. A capacidade de cada sala está reduzida em 50%. Muito bom, seguro, sensacional. Antes do trailer, um comercial didático sobre as normas vigentes para curtir a sétima arte.

Recomendo!


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

24/10


2020

Jorge Carreiro exonera todos comissionados em Paulista

Poucas horas depois de assumir novamente o comando da Prefeitura, Jorge Carreiro (PV), vice-prefeito de Paulista, exonerou todos os servidores comissionados com uma só canetada. O blog teve acesso ao documento assinado pelo gestor, com o número da portaria (2572) a ser publicada no Diário Oficial da Amupe na próxima segunda (26).

Contudo, na noite de ontem, o prefeito em exercício publicou em sua conta oficial no Facebook uma mensagem, convidando todos os comissionados para se apresentar na segunda: "Desde já, quero falar a você que é comissionado, que é trabalhador e que se dedica ao dia a dia da cidade, tenha a certeza de que não será prejudicado. Se apresente na próxima segunda-feira no seu local de trabalho e diga o que você faz, fale o que você faz pela terra da gente e pelo nosso povo!"

Em reserva, uma servidora comissionada disse que, "mais uma vez, Carreiro prejudica o andamento dos serviços públicos na cidade. Ele não consegue aprender com os próprios erros, pisou na bola feio de novo. Fez isso quando assumiu a primeira vez e parou a cidade. Diversos serviços essenciais ficaram prejudicados. Agora, faz de novo e ainda convoca todo mundo pra se apresentar. O que ele quer? Além de prejudicar a cidade ainda quer que a gente vá se humilhar, é isso?”  

O blog procurou Jorge Carreiro para que se pronunciasse sobre o assunto, mas não obteve resposta até o fechamento desta matéria.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Rafael C.Soares Quintas

O prefeito Jorge Carrero está certo, não dá pra conviver com inimigos, os comissionados são amigos do prefeito que saiu.



24/10


2020

Sérgio quer reduzir valor do IPTU em Paulista

O candidato a prefeito de Paulista Sérgio Leite (Progressistas) circulou, hoje, pelo centro comercial da cidade para apresentar propostas que buscam a melhoria da atividade econômica local e detalhou o plano de redução no valor do IPTU pago pela população. A caminhada começou pela manhã e se estendeu até a tarde, contando com a presença do candidato a vice-prefeito, Pastor Hélio Roberto, candidatos a vereador, lideranças políticas da cidade e militantes.

"Nossa proposta é de que o cidadão paulistense pague um IPTU justo. Hoje o que vemos é uma cobrança exorbitante e a má aplicação dos recursos, isso desmotiva o pagamento em dia do imposto. Muita gente não paga o IPTU por desacreditar na gestão. Primeiro vamos renegociar as dívidas e recalcular o valor para que as pessoas paguem um valor menor, justo, e que será devidamente aplicado na melhoria da prestação dos serviços públicos", explicou Sérgio.

O prefeiturável do PP também garantiu que cidadão irá acompanhar os investimentos feitos pela Prefeitura a partir da arrecadação do IPTU. "Iremos trabalhar com total transparência, todos saberão de onde vem o recurso e para onde ele está indo, se transformando em melhoria para a população. Paulista já sofreu demais com escândalos e desvios de dinheiro público, a cidade não merece isso. Essa mudança de gestão será percebida logo nos primeiros meses da nossa gestão", declarou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/10


2020

"Benefício alivia artistas", diz Da Fonte sobre Lei Aldir Blanc

Um dos autores da Lei Aldir Blanc, que estende o auxílio emergencial para artistas, o deputado federal Eduardo da Fonte (PP-PE) celebrou o início do pagamento do benefício para os profissionais da cultura. “O setor emprega cerca de 5 milhões de pessoas. Esse recurso será fundamental para o sustento dessas famílias e para a manutenção dos espaços. O isolamento social deixou ainda mais evidente a importância dos artistas para o nosso entretenimento. Por isso, trabalhamos muito pela criação da Lei até como forma de reconhecer esses profissionais”, afirma.

A Lei Aldir Blanc foi sancionada em junho. Para ter direito ao benefício, o requerente deve atender alguns critérios, como renda per capita de até R$ 522,50 ou renda familiar de R$ 3.135 e ter atuado social ou profissionalmente no setor cultural nos últimos 24 meses.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/10


2020

A cara nova da velha Aliança

Por Marcelo Tognozzi*

Trump reeditou a velha e surrada Aliança para o Progresso, lançada há 60 anos como ferramenta dos Estados Unidos para impedir o avanço do comunismo na América Latina, prometendo dinheiro para cuidar dos pobres e miseráveis. Em agosto de 1961, o então presidente John Kennedy reuniu representantes das repúblicas americanas em Punta del Este e mandou passarem a limpo um documento previamente rascunhado por seus assessores da USAID (Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional).

No dia 25 daquele agosto, o presidente brasileiro Jânio Quadros renunciou, João Goulart assumiu e, menos de 3 anos depois, os militares tomaram o poder. O day after da Aliança, desfeita por Nixon em 1969, trouxe militarização dos governos do Conesul, o aumento da pobreza e a crise cada vez mais aguda provocada pelo choque do petróleo.

Em 2018 o governo Trump lançou o programa América Cresce, versão da Aliança para o Progresso no modelito do século 21. Já despejou bilhões de dólares em países da América Latina e Caribe bancando projetos de infraestrutura, ciber segurança e combate à corrupção, tudo supervisionado por órgãos como o Departamento do Tesouro, Departamento de Comercio, de Energia e agências como a USAID, a Agência dos Estados Unidos para o Comércio e Desenvolvimento (USTDA) e a Corporação para Investimento Privado no Exterior (OPIC).

Os Estados Unidos não brincam em serviço. A visita do assessor de Segurança Nacional Robert O’Brien a Brasília na 3ª feira (20.out.2020), cujo resultado mais visível foi a distribuição de caneladas por Bolsonaro na vacina chinesa CoronaVac, no governador João Doria (seu futuro produtor) e no ministro Pazzuelo (ex-futuro cliente), faz parte de uma ampla estratégia para barrar a influência chinesa no continente como aconteceu há 60 anos com a finada União Soviética.

Em plena pandemia, com todos os PIBs despencando e a Europa de muletas, solapada pela segunda onda de coronavírus, O’Brien tem trabalhado num ritmo alucinante. Em agosto, ele esteve no Panamá durante apenas 3 horas para uma reunião com o presidente Nito Cortizo. Assunto: combater a corrupção e desinfetar o sistema financeiro para impedir lavagem de dinheiro pela turma de Nicolás Maduro. O’Brien e seu time comandam uma força-tarefa no Panamá, que investiga inclusive um mandatário suspeito de tráfico de drogas.

Quem quiser entender perfeitamente o discurso anti-China do presidente Bolsonaro basta dar uma conferida no América Cresce. Por exemplo, em relação ao 5G os Estados Unidos ampliaram uma tal Aliança para Conectividade Digital e Ciber segurança (DCCP) e pretendem com isso barrar a entrada dos chineses em mercados como o do Brasil, um dos maiores do mundo, com mais de 200 milhões de smartphones. Um dos alvos dos Estados Unidos é a empresa chinesa Huawei, gigante da tecnologia que briga para instalar no Brasil seus sistemas 5G e pela qual o presidente brasileiro tem zero simpatia.

A contrapartida ao América Cresce tem sido o programa chinês A Nova Rota da Seda. Os dois têm iniciativas e inspirações muito parecidas. Seus objetivos são ganhar mercados para empresas que produzem não somente bens de consumo, mas principalmente conhecimento. Ambos querem investir em infraestrutura, que é o que emperra a vida das empresas neste lado do mundo.

A China até há pouco tempo era famosa pelas cópias de grifes da moda e todo tipo de produto, boa parte dos quais acabava nas mãos dos ambulantes ocidentais. Em Paris e Nova Iorque estes camelôs vendiam desde relógios Rolex e bolsas Louis Vuitton a eletrônicos falsificados.

Esta fase está acabando. A China não apenas cria e fabrica seus próprios produtos, como também se tornou uma produtora de conhecimento e inovação. Consegue fazer isso com preços altamente competitivos. Adotou uma política inteligente ao firmar acordos de cooperação com a União Europeia pelos quais seus cidadãos poderiam se estabelecer com pequenos negócios.

Hoje, em países como a Espanha, os chineses dominam as lojinhas que vendem bebida, tabaco, snacks e comida pronta e também aquelas que vendem todo tipo de mercadoria como flores artificiais a ferramentas, material de construção, cadernos, canetas, chinelos e produtos de limpeza. Não é preciso dizer que 99,9% dos produtos são chineses, fazendo com que estes comerciantes mantenham um vínculo permanente com seu país de origem. São 5 mil anos fazendo comércio.

Com a política de criar pontos de venda na Europa, foram tiraram do mercado os árabes, antes tradicionais neste segmento de mercado, e a quantidade de chineses e seus familiares vivendo de pequenos negócios é de quase 300 mil somente na Espanha, a maioria pessoas em idade produtiva.

De uma coisa todos podem estar certos: tanto faz Trump ou Biden sentados naquela cadeira da Casa Branca. A China não deixará de ser considerada como um adversário poderoso, pronto para tomar um naco dos Estados Unidos, numa era em que o poder das nações passa pela sua capacidade de produzir conhecimento e inovação. O poder militar continua sendo importante, mas não com as armas tradicionais. Numa guerra pra valer um vírus causa mais estrago que qualquer bomba nuclear. Hoje, ninguém mais duvida disso.

A nova edição da velha aliança para o progresso repete o ingrediente ideológico, já gasto e desbotado, num mundo onde as pessoas desejam a modernidade a qualquer preço. Em Cuba, adolescentes desfilam de tênis Nike e iPhones de última geração contrabandeados de Miami. Fazem qualquer coisa para conseguir um destes. Aqui no Brasil, o menino da comunidade não quer saber se o smartphone é chinês ou americano, embora os chefões do tráfico e a milícia não abram mão de armas americanas como os fuzis M-16 ou as metralhadoras Browning de 600 tiros por minuto capazes de derrubar helicópteros.

Em tempos de pandemia, com a Europa derretendo e a recessão instalada na América Latina, podemos nos preparar para uma guerra econômica cada vez mais dura entre China e Estados Unidos. O empobrecimento geral do planeta é ao mesmo tempo uma desgraça e uma oportunidade. Tudo depende de como se enfrenta o problema. O Brasil, como grande produtor de energia, alimentos e tecnologia agrícola, tem tudo para sair da crise maior do que entrou. O caminho do sucesso é um só: menos ideologia e mais diplomacia.

*Jornalista. Artigo publicado originalmente no site Poder360.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/10


2020

Mendonça e Priscila realizam bicicleata amanhã

Os candidatos a prefeito e vice-prefeita do Recife pelo DEM, Mendonça Filho e Priscila Krause, vão às ruas em bicicleata, amanhã. A concentração do ato, intitulado “Pedala25”, está marcado para as 9h, no Parque Caiara, na Iputinga, com destino à Zona Norte. O percurso promete passar pelas ruas da Iputinga, Madalena e Torre, em direção ao comitê de Mendonça, na Rua Real da Torre.

De acordo com o prefeiturável, as bicicleatas, presentes em suas campanhas eleitorais desde 2008, são eventos inclusivos e que mostram a valorização do uso da bicicleta como um eficiente meio de transporte na capital. “O Pedala25 é um evento democrático, o povo pode seguir junto com a gente, o que não acontece em carreatas. Além de levantar uma bandeira pela segurança das ciclofaixas e valorização da bicicleta como meio de transportes”, destacou.

O candidato do DEM também ressaltou que o uso da bicicleta, além de contribuir para a melhoria da qualidade de vida e saúde da população, é um fator determinante para reduzir os congestionamentos constantes na capital. "Segundo o Índice Global de Tráfego, desenvolvido pela TomTom International BV, o Recife apresenta um dos piores congestionamentos do mundo e, no total de 416 cidades analisadas em 57 países, a capital pernambucana está entre as 15 piores. O nível de congestionamento chega a ser maior do que o encontrado em cidades como o Rio de Janeiro, São Paulo, Tóquio e Los Angeles. Em comparação na América Latina, o Recife perde em falta de fluidez no trânsito somente para Bogotá, na Colômbia, e Lima, no Peru", destacou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/10


2020

Marília reforça desejo de alavancar pequenos negócios

A candidata a Prefeita do Recife Marília Arraes (PT) voltou a falar sobre o Programa Retomada durante uma visita ao Centro Comercial de Casa Amarela. Na atividade, ela destacou a importância de fortalecer o comércio da Zona Norte. "O Centro comercial não recebe a devida atenção, valor e investimento da atual gestão municipal. O Projeto Retomada irá ajudar financeiramente os comerciantes e microempreendedores da cidade. O que mais ouvi das pessoas que trabalham no local foram queixas sobre o abandono que a Prefeitura deu ao lugar", afirmou.

Ainda neste sábado, Marília participou de três grandes caminhadas na Zona Oeste do Recife: nos bairros de Jardim São Paulo, Sancho e Tejipió. Durante os atos, a prefeiturável esteve acompanhada por várias pessoas, entre militantes, candidatos a vereador e apoiadores. "A cada caminhada, a cada agenda, em todos os cantos do Recife, juntamos mais e mais pessoas. É de porta em porta, de rua em rua, que iremos continuar conquistando a confiança dos recifenses". declarou a petista.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/10


2020

Nomes do PRTB decidem apoiar Beto em Camaragibe

Seis candidatos a vereador do PRTB declararam apoio à candidatura de Beto Accioly (PP) para a Prefeitura de Camaragibe. O anúncio foi feito pelos postulantes Dario Siqueira, Henrique França, Henrique Lacerda, Inêz Félix, Júlio Pêu e Nena Moura na noite de ontem, por meio de nota conjunta.

“Estamos disputando uma cadeira na Câmara de Vereadores com o propósito de mudança. Beto Accioly é hoje o único candidato da oposição com chances reais de vencer a atual prefeita e colocar Camaragibe nos trilhos do desenvolvimento”, disse o grupo. 

A medida causa surpresa, especialmente porque o PRTB tem candidato próprio na disputa majoritária em Camaragibe: Roberto Ferraz. Beto Accioly agradeceu o apoio e reforçou a necessidade de união das oposições. “Camaragibe não pode continuar assim, faltando de tudo. A chegada dos amigos do PRTB fortalece ainda mais a construção do novo tempo que queremos para o município. Torço para que outros atores possam tomar o mesmo caminho de mudança junto com a gente”, afirmou o candidato da coligação Camaragibe um novo Tempo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/10


2020

Paulo Câmara atende demandas em Garanhuns

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara, cumpriu agenda em Garanhuns, ontem e hoje, atendendo a requerimentos do deputado estadual Sivaldo Albino (PSB), que concorre à Prefeitura. Por estar em campanha eleitoral, o parlamentar não esteve presente nas atividades oficiais do governo.

Assim que chegou ao município, Câmara assinou a autorização para iniciar o processo de licitação para a requalificação do Aeroporto de Garanhuns, uma das solicitações de Albino na Assembleia Legislativa. A obra contará com a reconstrução do pavimento da pista de pouso, a recuperação do terminal de passageiros, entre outras obras de infraestrutura, com investimento que chega próximo aos R$ 4 milhões.

A ação atende a Azul Linhas Aéreas, mas também outras empresas comerciais que queiram se instalar no aeroporto e tenham autorização para o transporte aéreo. Outro pedido do deputado estadual que foi contemplado é o do sistema de abastecimento de água da Compesa para a Comunidade Quilombola do Castainho, beneficiando cerca de 560 familias. O investimento conta com emenda parlamentar do gabinete de Albino. O governador também atendeu solicitação do deputado para levar água a 280 famílias do Jardim Petrópolis.

De acordo com Sivaldo Albino, Garanhuns tem recebido investimentos pela parceria com o Governo, que entendeu a necessidade através de seus requerimentos e emendas, apresentação das demandas diretamente às secretarias e com o apoio significativo do próprio governador.

Na visita, Paulo Câmara também vistoriou as obras do Sistema de Abastecimento de Água do município, acompanhado da secretária de Infraestrutura e Recursos Hídricos, Fernandha Batista, e da presidente da Compesa, Manoela Marinho. A intervenção, orçada em R$ 18 milhões, visa a melhorar a oferta de água para os 140 mil moradores da cidade. Os secretários Nilton Mota e Dilson Peixoto também estiveram na comitiva do governador.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Parabéns Governador, eu sempre defendi que Garanhuns, tivesse um Deputado, Parabéns Sivaldo, que você continue Deputado, para o bem de Garanhuns.



24/10


2020

João recebe apoio de mulheres do Republicanos

O candidato a prefeito do Recife pela Frente Popular, deputado federal João Campos (PSB), participou de um encontro com mulheres do Republicanos, em hotel na zona Sul do Recife, hoje. Na ocasião, o prefeiturável esteve acompanhado da vice, Isabella de Roldão (PDT), do presidente estadual do Republicanos, Silvio Costa Filho, do deputado estadual William Brigido e da vereadora Ana Lúcia (ambos do Republicanos), que é secretária estadual do Mulheres Republicanas e entregou uma carta com sugestões para a cidade ao postulante. 

João teve a oportunidade de detalhar ações e iniciativas que objetivam assegurar mais espaços às mulheres. Ele falou sobre a igualdade de oportunidades ser uma de suas lutas, além de garantir às mulheres condições de empreender. Caso eleito, o socialista se comprometeu em ampliar serviços públicos que beneficiem diretamente as mulheres e suas famílias, como dobrar o número de vagas em creches. 

"É um desafio que precisamos e vamos enfrentar. Ampliar o número de vagas em creches é garantir que as mães possam deixar os seus filhos em um local com segurança e com o tratamento devido, enquanto estudam, trabalham, se capacitam. É um ação que vai nos permitir ver cada vez mais mulheres atuando em papéis de destaque e contribuindo para a construção da sociedade que queremos", atestou. 

Em sua proposta de regularização fundiária, João pretende entregar 50 mil títulos de posse de imóveis no Recife. Hoje, anunciou que o documento será no nome da mulher que integra cada família. Também neste sábado, o postulante do PSB realizou caminhada pelo bairro dos Coelhos e Brasília Teimosa. À tarde compareceu a uma caminhada na Campina do Barreto.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

MARCOS MORAIS

Finalmente Magno uma matéria positiva sobre a candidatura de João Campos neste blog.



24/10


2020

Em Passira, multidão leva candidato nos ombros

No interior pernambucano, as aglomerações continuam para valer. O que determina o ritmo da campanha é a emoção da população. Em Passira, no Agreste Setentrional, o candidato a prefeito Silvestre (PSD) é carregado nos ombros pela multidão, muitos sem máscara, como é possível ver no vídeo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/10


2020

TCE mantém rejeição de contas de Rênya em Passira

Os conselheiros do Tribunal de Contas de Pernambuco (TCE-PE) mantiveram a rejeição das contas do exercício financeiro de 2017 da prefeita de Passira, Rênya Carla (PP). Um acórdão publicado, ontem, no Diário Oficial negou provimento ao recurso apresentado pela gestora.

Na justificativa, os conselheiros afirmam que "a ausência de recolhimento ao Regime Geral de Previdência Social afronta os princípios expressos da administração pública e o dever de contribuir para seguridade social (Constituição da República, artigos 37, 195 e 201)" e que "configura infração administrativa a não adoção, no prazo legal, de medidas suficientes para abater o excesso de gastos com pessoal".

Ainda segundo o TCE, Rênya "não elidiu as irregularidades relativas à extrapolação do limite de gastos com pessoal, à inscrição de restos a pagar sem que houvesse disponibilidade de recursos, bem como o desrespeito às regras de recolhimento de contribuições previdenciárias (patronal e suplementar) devidas ao RGPS".


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/10


2020

TRE fixa entendimento sobre nomes coletivos nas urnas

A Corte do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) fixou entendimento sobre nomes usados nas urnas que possam indicar a prática das chamadas candidaturas coletivas ou compartilhadas. A definição ocorreu ontem em julgamento de recurso eleitoral. De acordo com o pleno, o nome que aparece na urna eletrônica não pode causar nenhum tipo de dúvida ao eleitor.

Esta foi a primeira vez que o TRE-PE se manifestou, de maneira colegiada, sobre o tema. O caso chegou à Corte a partir do recurso movido por Adevania Coelho de Alencar Carvalho, candidata a vereadora em Ouricuri pelo PSOL. No último dia 11 de outubro, o juiz da 82ª Zona Eleitoral, Carlos Eduardo das Neves Mathias, deferiu o pedido de registro de candidatura, porém determinou que, na urna eletrônica, a postulante apareça com o nome "Adevania".

A candidata, então, recorreu porque pretendia usar, na urna eletrônica, o nome "Coletiva Elas” ou, em caso de rejeição deste pedido, a expressão “Adevania do Coletiva Elas”. Por cinco votos a dois, o colegiado referendou a decisão do juiz e vetou o recurso da postulante. Com isso, ela terá de utilizar nas urnas o nome "Adevania".

Votaram desta forma os desembargadores Frederico Neves (presidente), Carlos Gonçalves de Moraes (vice-presidente e corregedor), José Alberto de Barros Freitas Filho, Carlos Gil Rodrigues Filho e Rodrigo Cahu Beltrão. Já o relator do processo, desembargador Ruy Trezena Patu Junior, e o desembargador Edilson Pereira Nobre votaram pelo provimento parcial do recurso, deferindo a segunda opção de nome de urna da candidata, "Adevania do Coletiva Elas".

*Com informações do TRE-PE.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/10


2020

Matuto vai ao STJ para voltar à Prefeitura de Paulista

Está nas mãos do vice-presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Jorge Mussi, a decisão de manter ou não o prefeito de Paulista, Junior Matuto (PSB), afastado do cargo. Pela segunda vez, a Justiça determinou sua saída da administração municipal devido às operações Chorume e Locatário, deflagradas pela Polícia Civil em julho.

A defesa de Matuto entrou com um pedido de suspensão de liminar e de sentença no STJ, na última quinta-feira (22), para tentar retornar à Prefeitura. Ontem, o vice-prefeito de Paulista, Jorge Carreirro (PV), foi empossado na Câmara Municipal como novo chefe do Executivo.


 
 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha