Lavareda

17/09


2020

Olinda tem maior crescimento da história no Ideb

Olinda registrou o segundo maior crescimento no Ensino Fundamental – Anos finais entre os municípios da Região Metropolitana do Recife: passou de 3,7 para 4,4 no Ibed, que mede a qualidade de ensino das escolas públicas. Quando comparado a dados de 2005, período em que foram instituídas metas a serem alcançadas, a cidade mais que triplicou o nível de desempenho.

A Secretaria Municipal de Educação tem o professor Paulo Roberto Souza como titular. Para ele, o resultado sintetiza a soma de esforços de todos que fazem o setor em Olinda. “O resultado é reflexo de vários investimentos na Educação, como a implementação de três escolas de ensino integral, recuperação da aprendizagem e várias formações e capacitação aos professores”, destaca.

O município de Olinda conta de 73 escolas e 25 mil estudantes matriculados na rede pública de ensino.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

O Jornal do Poder

Confira os últimos posts



26/10


2020

A cidade que queremos

Por Maurício Rands*

Na era da revolução tecnológica, as cidades assumem uma relevância estratégica. Em Democracy and Prosperity (Princeton University Press, 2019), Iversen e Soskice argumentam que as cidades que desenvolverem “clusters tecnológicos” terão força política exponencial. Porque atrairão pessoas com elevada criatividade cultural, social, política e econômica. Para ambos, o adensamento, inclusive vertical, é positivo. Porque concentra moradores criativos e tecnologicamente antenados. Além disso, como argumenta Edward Glaeser (Harvard), em seu The Triumph of the Cities (Penguin, 2011), o adensamento pode produzir saldo ambiental positivo ao evitar os grandes deslocamentos de moradores que moram onde trabalham. E também ao impedir a expansão da população para áreas que poderiam permanecer verdes. Para Glaeser, as cidades podem ser os ambientes mais saudáveis e verdes. Além de cultural e economicamente os melhores lugares para se viver.

O cotejamento dessas potencialidades com o presente debate eleitoral chega a ser desalentador. Multiplicam-se promessas sem indicação da viabilidade. Como Lula e Bolsonaro bem o sabem, a transferência de renda direta aos vulneráveis é poderoso instrumento eleitoral.  E aí quase todos prometem um complemento do auxílio-emergencial. Algo positivo e necessário. Mas é preciso ir além disso. E essas propostas deveriam ser acompanhadas do exame de viabilidade. Da mudança de gestão para reduzir outras despesas e ampliar as receitas com incremento das atividades econômicas. Não com aumento de IPTU, ITBI, taxas e indústrias de multas. Esse é o caminho mais fácil. Mas que asfixia o empreendimento na cidade. E afasta-o em busca de outras praças menos onerosas e menos burocráticas. Nesse item, a cidade que precisamos deve passar por uma revisão profunda da burocracia. O cidadão usuário de um serviço tem que ser tratado como cliente. Respeitado e valorizado. Hoje, quem se dirige à prefeitura parece que está pedindo um favor. E comumente é tratado como culpado a priori.

Queremos, para isso, uma cidade com dirigentes que não se queiram perpetuar no poder. Para quem o poder não seja um fim em si. Mas sim um instrumento para desenvolvimento da comunidade. Isso reclama uma liderança madura e capaz de unir a cidade em torno de um propósito. Que aponte caminhos para o futuro. Que supere a velha prática da demonização do adverso. Que respeite a autonomia de cada setor e das diversas forças políticas. Apta a desenvolver políticas públicas de combate à pobreza e à exclusão. Não queremos uma cidade dividida.

Queremos uma cidade aberta à inovação. Onde os corredores tecnológicos possam atrair gente criativa. Em todas as atividades. Que a cidade invista na educação de suas crianças e adolescentes. Os futuros inovadores. Com escolas de mesma qualidade para ricos e pobres. Para isso, a educação reclama uma revolução. Para melhorar as instalações, os equipamentos e as metodologias pedagógicas. Mas sobretudo para ter professores valorizados. O magistério deve voltar a ser uma profissão de status elevado. Admirada, desejada e bem remunerada. Com investimentos em formação, avaliação e carreiras estruturadas. Ao nível de procuradores e auditores. Para isso, há que cortar recursos de outras secretarias e entes da administração indireta. Se o orçamento da cidade é limitado, priorize-se a educação, o mais estratégico de todos. Mas sem descurar o espaço orçamentário para a prestação de bons serviços de saúde, saneamento, meio-ambiente, segurança e cultura. Assim como em planejamento urbano, manutenção e limpeza. Esses desafios reclamam dirigentes com muita capacidade de gestão. Para cortar radicalmente despesas desnecessárias. Cancelar atividades supérfluas, cargos comissionados, contratos terceirizados hoje loteados entre os partidos, carros oficiais e outras benesses. Que saibam fazer parcerias com o setor privado, como as PPP, e que não sucumbam à corrupção.

A cidade que queremos precisa voltar a nos ofertar qualidade de vida. Não pode ser um engarrafamento perene que sufoca a produtividade. Precisa cultivar a diversidade étnica, religiosa, de orientação sexual e de gênero. Combater os preconceitos. Que não seja dividida entre uma cidade para trabalhar e outra para morar. O uso misto tem que prevalecer. As vocações naturais do Recife para os serviços e a produção de conhecimento precisam ser cultivadas. Investindo em infraestrutura de conexão, sobretudo internet, para que ricos e pobres estejam digitalmente incluídos. Bem gerida, nossa cidade poderia voltar a ser um polo de liderança regional na economia criativa, na tecnologia, na medicina, no direito, no turismo, na logística. Poderia voltar a atrair gente e empresas inovadoras se proporcionasse um bom ambiente para os negócios. Poderia vir a ser um hub de gestão. Resgatando sua vocação cosmopolita. Voltando a falar para o mundo. Concentrando gente inteligente, poderia recuperar a influência política e econômica que deixou de ter.

*Advogado formado pela FDR da UFPE, PhD pela Universidade Oxford


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Esse é do time do Mendonça, que cara chato. Pega o o beco Rands.


Abreu no Zap

26/10


2020

Em Passira, Miguel tem pedido de candidatura indeferido

O candidato à Prefeitura de Passira pelo partido Podemos, Miguel Gomes de Freitas, teve sua candidatura indeferida, em virtude de diversos processos de improbidade administrativa.

Miguel foi gestor do município entre os anos de 2005 e 2012 e, este ano, tentaria mais uma vez a vaga no executivo municipal, contudo foi considerado inapto por acumular contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas da União.

Até o momento, não se sabe se um novo candidato será anunciado pelo partido ou se a chapa será desfeita.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

26/10


2020

Cumaru: Justiça nega pedido de registro de Eduardinho

O juiz da 91ª Zona Eleitoral, Altamir Cléreb de Vasconcelos Santos, indeferiu o pedido de registro de candidatura de Eduardinho Tabosa (PSD) à Prefeitura de Cumaru, no Agreste Setentrional pernambucano. Em sentença proferida ontem, o magistrado atendeu a ações de impugnação impetradas por duas chapas que concorrem ao pleito majoritário e pelo Ministério Público Eleitoral.

Para chegar à decisão, o juiz levou em consideração a rejeição das contas do exercício financeiro de 2014, quando Eduardinho Tabosa era prefeito de Cumaru. “As condutas irregulares apontadas pelo TCE, com nota de má gestão financeira e não respeito a metas fiscais, que ensejaram a rejeição das contas do exercício 2014 do impugnado pela Câmara, assinalam atos passíveis de serem considerados como atos dolosos de improbidade dotados de irregularidade insanável, para fins de inelegibilidade”, sentenciou.

O processo também cita a reprovação das contas de Eduardinho em 1998 pela Câmara de Vereadores de Cumaru e o fato de o Tribunal de Contas da União (TCU) julgar irregular o exercício financeiro de 2015 em razão do manejo de verbas repassadas pelo Ministério do Turismo. Nos dois momentos, ele ocupava o cargo de prefeito.

“O impugnado utilizou recursos públicos federais, no mínimo, para finalidades divergente do pactuados em Convênios e, pelo que se depreende, que ensejou omissão no dever de prestar contas e desvio de finalidade quanto aos recursos. Atos que prejudicaram a fiscalização dos recursos financeiros e a execução do objeto, segundo os julgados do TCU”, declarou.

Em contrapartida, o juiz Altamir Cléreb deferiu o pedido de registro da candidata a vice-prefeita, Nenê de Ameixas (PSD). Mesmo assim, julgou inapta a chapa da coligação


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


26/10


2020

Candidata a vice-prefeita em Boa Vista morre de Covid

A candidata à vice-prefeita de Boa Vista na chapa do MDB, Edileusa Loz, morreu, aos 57 anos, vítima da Covid-19, na manhã de ontem.

A informação da morte foi divulgada pelo comitê de campanha do candidato a prefeito, Arthur Henrique (MDB), com quem Edileusa concorria no pleito. A coligação suspendeu as atividades de campanha por 24h.

"A coligação “O Trabalho Continua” e o MDB lamentam informar o falecimento de nossa candidata a vice-prefeita, Edileusa Lóz. Edileusa faleceu no dia de hoje em decorrência da Covid-19. A campanha de nossa coligação, em todas as suas frentes, será suspensa pelas próximas 24 horas.", comunicou a nota.

Edileuza Loz estava internada na Unidade de Tratamento Intensivo do Hospital Geral de Roraima (HGR) desde a última quarta-feira (21). Ela deixa marido e filhos. Ela nasceu na Paraíba e morava em Roraima há 20 anos. Formada em Administração, pós-graduada em Gestão Social e especialista em Gestão Social e Políticas Públicas.

A candidata foi apresentada como a vice-prefeita do candidato Arthur Henrique no dia 15 de setembro durante convenção virtual.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


26/10


2020

Indústria quer corrigir privilégios na reforma tributária

Representantes da indústria brasileira defendem tratamento tributário mais justo para o segmento. No evento “Indústria em Debate: o que fazer para o Brasil voltar a crescer”, eles ressaltaram que a reforma tributária é a melhor oportunidade para desonerar o setor e torná-lo mais competitivo no mercado internacional. As informações são do Blog do Riella.

Robson Andrade, presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), disse que, ao longo dos anos, alguns segmentos conseguiram regalias e proteção fiscal devido a um lobby intenso.

Líder do governo na Câmara dos Deputados, o Deputado Ricardo Barros concorda que deve haver equalização da tributação sobre os diversos segmentos da economia. “Isso já está sendo considerado. A tributação precisa ser mais justa e a indústria precisa ter uma redução, para que possa ser competitiva”, aponta.

Segundo Barros, para que isso ocorra é necessário que os segmentos privilegiados estejam dispostos a contribuir um pouco mais, de forma que os setores mais onerados sejam mais competitivos e voltem a crescer.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


26/10


2020

Militares caem na armadilha. Bem feito.

Por Helena Chagas*

O prazo de validade de Ricardo Salles no governo já venceu há muito tempo. Ainda que saibamos que o descalabro na política ambiental tem a digital explícita de Jair Bolsonaro, uma simples troca na pasta do Meio Ambiente já teria, há meses, melhorado o ambiente internacional a a imagem do Brasil nesse assunto. Mas Salles, espertamente, se abraçou ao bolsonarismo ideológico, e agora sua saída -- ou não -- virou uma batalha importante na guerra entre essa ala e os militares. Até mesmo os filhos presidenciais pegaram em armas em sua defesa neste fim de semana.

Do outro lado, os militares, sobretudo no Alto Comando do Exército, estão furiosos -- e não só com o fato de Salles ter chamado o general Luiz Eduardo Ramos de Maria Fofoca. Além das trombadas do ministro do Meio Ambiente com o vice Hamilton Mourão, não estão gostando da forma como outro general, Eduardo Pazuello, foi tratado pelo chefe do episódio da vacina "chinesa" contra o coronavírus. Sem contar no vazamento gratuito de notícias de que o próprio Mourão será rifado da chapa presidencial de 2022.

Há algo de podre no reino de Bolsonaro, que depois do acordo com o Centrão está se sentindo muito seguro para cutucar e desautorizar seus generais -- aqueles mesmos que, lá trás, dizia-se que iriam "tutelá-lo". Assim como, justiça seja feita, o presidente vem fazendo com os próprios ideológicos em sua estratégia de se recompor com o establishment político e o próprio STF.

Talvez Bolsonaro tenha percebido que nem ideológicos e nem militares têm para onde ir sem ele. Uns, porque não vão encontrar, nem em 2022 nem nunca, um candidato mais à direita do que ele para apoiar. Outros, porque entraram numa canoa furada e agora não têm como sair. Ao passar por cima de valores como a lealdade ao Estado -- e não a governos -- os militares que correram para apoiar Bolsonaro e ocupar, aos milhares, os cargos da administração, talvez não tenham percebido a armadilha em que caíram. Ou talvez os espaços a preencher na volta ao poder tenham falado mais alto.

Agora, divididos e enfraquecidos, os militares percebem que sua imagem se colou a de um governo que contraria tudo aquilo que prometeu no quesito austeridade e combate à corrupção. O inevitável desgaste das Forças Armadas já se manifesta nas pesquisas. Bem feito.

*Jornalista


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


26/10


2020

Pernambucana lidera comunidade de Cybersecurity no NE

A pernambucana Flávia Brito, CEO da BidWeb Security IT, empresa embarcada no Porto Digital, lidera o capítulo Nordeste da “LATAM Women in Cybersecurity (WOMCY)”, rede para profissionais de segurança cibernética na América Latina. A atividade será inaugurada no dia 28 de outubro, em um evento online. Durante o evento, serão apresentados os objetivos da WOMCY no Nordeste, projetos e ações, apresentação da campanha de apoio ao combate da violência à mulher e uma sessão de perguntas e respostas. As inscrições já podem ser realizadas: https://bit.ly/35ek6y3.

A WOMCY tem por objetivo aumentar a presença de mulheres e reduzir o gap de conhecimento entre gêneros em cybersecurity nas organizações latino-americanas, com promoção de criação de redes, orientação e entrega de programas especiais para ajudar a promover a carreira e a conscientização da segurança cibernética.

A comunidade WOMCY proporciona networking, palestras, cursos, mentoria e desenvolvimento profissional para mulheres que iniciam sua carreira em segurança cibernética ou que já possuam uma carreira estabelecida. Para aqueles que estão apenas começando sua carreira ou estão investigando carreiras em segurança cibernética, a WOMCY fornece suporte e rede para apoiar suas habilidades e associar um novo membro a um líder experiente por meio de uma comunidade integrada.

A escassez de mão de obra no setor de Segurança da Informação é de 4 milhões de profissionais no mundo, segundo pesquisa do ISC2 em 2019, o que representa uma grande oportunidade para alavancar e estimular a carreira nesse setor com a inclusão de mais mulheres e gêneros.

“É preciso criar mecanismos e programas para resolver esse gap. Com uma grande representatividade geográfica, criar um Capítulo da WOMCY no Nordeste representa abrir espaço para incentivar e formar mais profissionais no mercado, além de aumentar a taxa de participação de mulheres e outros gêneros em Segurança da Informação. Isso porque a WOMCY conta com diferentes programas, que vão desde suporte aos voluntariados, mentorias, treinamentos, cursos, parcerias com importantes programas de ensino, como a Academia da CISCO, e convênio com empresas”, destaca Flávia Brito.

Para ingressar na comunidade Womcy, basta fazer o cadastro no link: https://www.womcy.org/pt/membro-individual

 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


26/10


2020

A revolta da vacina

A história se repete na primeira vez como tragédia e na segunda como farsa, assim reza o anunciado do energúmeno Karl Marx. O bicho-grilo Adalbertovsky evoca o episódio histórico da “Revolta da Vacina”, ocorrido no início do século passado no Rio de Janeiro, então Distrito Federal.

Transcreve amostra-grátis do livro de sua autoria sobre o assunto.

“Gaiola de ouro” dos corruptos, reduto de bicheiros e traficantes apelidada de maravilhosa, o Rio de Janeiro era uma cidade pestilenta, assolada por epidemias de febre amarela, varíola e peste bubônica. O presidente da República, Rodrigues Alves, um cara politicamente rochedo, nomeou em 1904 o cientista e médico sanitarista Oswaldo Cruz como chefe da Diretoria de Saúde Pública, cargo equivalente hoje ao de ministro da Saúde.

“Oswaldão recebeu a missão heróica de erradicar as doenças, assassinar os ratos e exterminar os mosquitos Aedes aegypti, transmissores da febre amarela, ele mesmo o causador da dengue. Em janeiro 1904, foi editado decreto tornando obrigatória em todo o País a vacina contra a varíola. A mundiça protestava: “É golpe!” “Força, Aedes aegypti!”, “Força, Orthopoxvirus!”, a pretexto de defender direitos individuais, os direitos de contrair doenças”.

“O Brazil vinham de efervescências políticas entre remanescentes da Monarquia no século anterior e os novos republicanos. Os conflitos se acirraram. Ocorreram escaramuças, quebra-quebra, incêndios de bondes. O governo acionou as forças policiais para conter os revoltosos. Houve mortes, feridos, prisões. Mais de 900 pessoas foram presas. Em novembro 1904 foi decretado estado de sítio e revogada a obrigatoriedade da vacina”.

“Oswaldão atracou-se com os mosquitos e os ratos, de homem para homem, e as epidemias foram excomungadas. Nos tempos recentes as autoridades deram bobeira e os mosquitos ressuscitaram, na forma mutante. Salve, salve! Oswaldo Cruz, grande alma verde-amarela, diamante sem jaça!” A crônica sanitária do bicho-grilo Adalbertovsky está postada no Menu Opinião.       


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Vacina chinesa eu não tomo, disse o brasileiro imbecil que todo ano toma vacina contra gripe H1N1 da Sinivac Biotech, que é chinesa.



25/10


2020

FBC reforça a campanha de aliados no Agreste

Após participar de atos políticos no Grande Recife, o líder do Governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB), segue viagem rumo a municípios do Agreste amanhã. Acompanhado do deputado federal Fernando Filho e do deputado estadual Antonio Coelho (ambos do DEM), FBC participa de atividades de campanha em cinco municípios da região. O primeiro compromisso será em Caruaru, onde o senador inicia a agenda com entrevista a uma rádio local e, às 9h, tem encontro com a prefeita e candidata à reeleição, Raquel Lyra (PSDB). 

Da capital do Agreste, os parlamentares partem para Santa Maria do Cambucá para participar de uma reunião com o candidato a prefeito Mário Filho (PSDB) às 11h30. Também estão programadas visitas ao Mercado Público e ao Mercado de Frutas, e entrevista à emissora local. O município de Frei Miguelinho vem na sequência, onde, a partir das 14h30, concedem entrevista a uma rádio da cidade e participam de uma live com o vice-prefeito José Lindonaldo (MDB).

As atividades prosseguem, ainda na segunda, na cidade de Brejo da Madre de Deus com uma caminhada, às 17h, ao lado do prefeito Hilário Paulo (PSD), que busca a reeleição. O último compromisso do dia será em Toritama, às 20h, com uma reunião com lideranças políticas da região e o prefeito Edilson Tavares (MDB), que busca renovar seu mandato à frente da administração municipal.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


25/10


2020

Ação de Sérgio Leite retira enquetes falsas do ar

A Justiça Eleitoral decidiu, ontem, que perfis anônimos em redes sociais retirassem do ar enquetes que distorciam o cenário para a eleição de prefeito do Paulista. A representação foi impetrada pelo candidato à Prefeitura Sérgio Leite (PP), na última quinta-feira (22). No processo (nº 0600653-36.2020.6.17.2012), solicitou a retirada do ar de duas enquetes realizadas por contas anônimas no Instagram e Facebook sobre a corrida eleitoral no município. A prática é vedada pela lei eleitoral e mesmo assim vem se tornando corriqueiras sem o preenchimento de critérios como o registro na justiça e a transparência dos dados.

“Muitas pesquisas em redes sociais são manipuladas. É comum que uma pessoa vote mais de uma vez, criando perfis falsos para favorecer o candidato do seu agrado. Uma prática que induz o eleitor a um cenário que não existe, totalmente fora da realidade, e que pode estar escondendo os interesses de grupos políticos”, afirmou Sérgio Leite, que diz ainda que não é a primeira vez que usam desse artifício para prejudicar sua candidatura.

"Nas últimas eleições fui vítima de boatos espalhados pela cidade que tiveram o objetivo de desidratar meu grupo político. Até avião com faixas mentirosas sobrevoou a orla buscando denegrir minha imagem. Não vamos nos calar. Para cada mentira que surgir, acionaremos a Justiça. Um ex-prefeito tenta de todas as formas voltar ao poder e faz uso dos mais ardilosos esquemas para tentar apagar minha candidatura porque sabe que sou a verdadeira oposição em Paulista", acusou. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


25/10


2020

BR-232 vai passar por reconstrução em 2021

Tormento para muitos condutores, a BR-232 será reconstruída em 2021, no trecho que vai do Recife a Caruaru, compreendendo 134 km. A novidade foi trazida em primeira mão pela jornalista Roberta Soares, em matéria publicada no Jornal do Commercio hoje. O valor inicial projetado pela Secretaria de Infraestrutura de Pernambuco (Seinfra) é de R$ 100 milhões.

A via passou por duplicação em 2004, com o dinheiro da privatização da Celpe, ao custo de R$ 400 milhões. Ainda segundo Roberta, a decisão de refazer a BR-232 foi acertada entre o Governo do Estado, que é responsável pela rodovia até 2027, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit) e o Ministério da Infraestrutura.

Para mais detalhes, basta acessar o portal do Jornal do Commercio.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


25/10


2020

Celso Muniz ouve comerciantes em Peixinhos

O candidato a prefeito de Olinda, Celso Muniz e sua vice, Patrícia Henry (ambos do MDB), estiveram na Feira de Peixinhos, hoje. Os candidatos da coligação "Mais Olinda: mudança e desenvolvimento" conversaram com feirantes e moradores da localidade, ouvindo as diversas cobranças. A começar pelos valores dos aluguéis do espaço para as mais de 200 bancas na feira. A infraestrutura também foi alvo de reclamação. Celso relata que não existe banheiro público, além de não haver piso nem coberta para proteger feirantes e a população.

Como proposta, o prefeiturável do MDB quer transformar o espaço em um mercado público, com todas as condições para que os comerciantes possam trabalhar com mais dignidade. “Com nossas propostas para enxugar a máquina, reduzindo cargos comissionados, criando um centro administrativo e acabando com os aluguéis de tantos prédios públicos e carros alocados, vamos ter uma economia de cerca de R$ 30 milhões. Dinheiro que pode ser aplicado para a construção do mercado e de uma estrutura decente para os comerciantes”, comentou Celso Muniz.

Ele ressaltou que, se eleito, dará total apoio a criação da Associação dos Feirantes de Olinda, uma reinvindicação antiga dos comerciantes do espaço. Em seguida, Celso Muniz e a vice, Patrícia Henry, foram conversar com os moradores próximos à feira e, mais uma vez, ouviram queixas sobre o que chamou de "falta de atenção da Prefeitura na localidade". Celso projeta colocar três subprefeituras na cidade, uma em cada zona eleitoral, para que os problemas de cada localidade possam ser solucionados com o menor tempo possível.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


25/10


2020

Mendonça e Priscila lideram grande bicicleata no Recife

O candidato a prefeito do Recife Mendonça Filho (DEM) liderou, na manhã de hoje, ao lado de sua vice, a correligionária Priscila Krause, uma grande bicicleata, que contou com a participação de diversos ciclistas. “Foi uma festa importante para mostrar nosso compromisso em, assim que formos eleitos, assumirmos a chance de pensar e realizar um novo plano de mobilidade urbana, com foco nas necessidades do recifense”, disse Mendonça, que tem enfatizado que a capital pernambucana tem um dos piores trânsitos do mundo. 

Presente no evento, o senador Fernando Bezerra Coelho, líder do Governo Bolsonaro no Senado, afirmou que o democrata contará com o apoio de Brasília para realizar importantes obras que estão no plano de governo da aliança Recife Acima de Tudo (DEM, PSDB, PTB e PL). “Estaremos ao seu lado para ajudar a construir pontes com Brasília, para que aconteça uma transformação real no Recife” prometeu o senador por Pernambuco. 

O passeio ciclístico partiu do Parque Caiara, na Iputinga, passando pela Praça da Torre, Mercado da Madalena, Museu da Abolição, Clube Internacional, Ponte da Torre e finalizando, já por volta do meio-dia, no comitê da campanha dos candidatos da coligação Recife Acima de Tudo, na Rua Real da Torre, onde o ex-ministro da Educação assinou documentos de compromisso com diversos grupos ciclistas. Para Priscila Krause, o “passeio teve seu percurso como uma forma de denunciar várias vias importantes que não têm ciclofaixa, revelando a importância desse modal de mobilidade e os perigos que os ciclistas enfrentam diariamente pela cidade”.

Mendonça Filho aproveitou o evento para acrescentar, em discurso aos militantes e ciclistas, que estimular o uso de bicicletas como locomoção é um dos vários aspectos a serem trabalhados para melhorar a mobilidade recifense. “Sem falar nos ônibus cheios, irregulares, sem ar condicionado. E do abandono em que se encontra o BRT. A única coisa que esse pessoal do PSB é competente, que é cobrar imposto e taxa. A cidade não aguenta mais”, disparou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Rafael C.Soares Quintas

Sem sombra de dúvida que Mendonça Filho é o mais preparado para gerir o Recife, político experiente, trabalhador e sério, nunca teve nenhuma denúncia de corrupção contra ele, diferente do Lularapio da Silva.

Fernandes

Não esqueçamos, Mendonça votou a favor da reforma trabalhista, prejudicando os trabalhadores brasileiros. Fora Mendonça!



25/10


2020

Olinda: Guto visita feira de Peixinhos

"Muita lama, cobrança indevida do espaço público, desorganização e revolta de trabalhadores e clientes". É o que relata o candidato à Prefeitura de Olinda pelo PDT, Guto Santa Cruz, sobre a visita que fez na manhã de hoje à feira de Peixinhos. De banca em banca, o prefeiturável ouviu os trabalhadores e falou sobre as propostas para o comércio local. Apesar do tempo de existência da feira, parte dos comerciantes chegou ao local há cerca de 15 dias.

Nas palavras do prefeiturável, "foram retirados de maneira arbitrária dos arredores do mercado na Avenida Presidente Kennedy". O grupo foi instalado no local conhecido como Areial, "mas sem a estrutura correta para recebê-los. Com toldos pequenos sobre as barracas, os comerciantes ficam expostos a sol e chuva durante todo o dia", completa.

Ainda segundo Guto, a feira de Peixinhos não é diferente das demais feiras da cidade. "Falta estrutura, organização, padronização e investimentos no piso, cobertas e limpeza frequente, entre outros". Para ele, “as feiras e mercados públicos têm grande potencial para ser, além de lugar de compras, excelentes espaços de cultura, gastronomia e lazer. Mas, para isso, é preciso modernizar, melhorar a infraestrutura e capacitar os comerciantes”, conclui.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


25/10


2020

Wesley Safadão: Não pode show, mas pode comício

Jornal de Brasília

O cantor Wesley Safadão, 32, fez um apelo aos políticos do país, na noite deste sábado (24), e pediu o retorno das apresentações artísticas. “A gente precisa sentir essa energia novamente”, afirmou ele se referindo ao pequeno público de 300 pessoas que ele foi autorizado a receber na live “Garota Vip”, realizado no Recife.

“O meu apelo aos governadores, aos prefeitos de todas as cidades: Olhem um pouco para o entretenimento. Não pode fazer show, mas pode fazer comício. Não pode fazer show, mas praia está lotada. Não pode fazer show, mas voo comercial está lotado. Não pode fazer show, mas os cabarés estão funcionando. Olhem para o entretenimento!”.

O cantor ainda continuou:

“Pelo o amor de Deus, a gente precisa voltar a trabalhar. A gente precisa sentir essa energia novamente. Perguntem ao povo, se o povo quer show ou se não quer também”, concluiu ele, que fez uma apresentação de mais de cinco horas entre a noite de sábado e a madrugada deste domingo (25).

A matéria completa está disponível no site do Jornal de Brasília.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores