06/07


2020

“Fiz tudo que podia”, diz Sarí Corte Real

Do G1/PE

"Eu sinto que eu fiz tudo que eu podia e, se eu pudesse voltar no tempo, eu voltava. Se eu soubesse que tudo isso ia acontecer, eu voltava e ainda tentava fazer mais do que eu fiz naquela hora". O depoimento é de Sarí Gaspar Corte Real, ex-patroa da mãe de Miguel Otávio de Santana, de 5 anos, que caiu do 9º andar do prédio de luxo no Centro do Recife. A primeira-dama de Tamandaré (Litoral Sul) era responsável por cuidar da criança, quando o acidente aconteceu.

Em entrevista ao Fantástico, no escritório dos advogados dela, também no Centro do Recife, Sarí falou pela primeira vez à imprensa sobre o que ocorreu no dia 2 de junho, data da morte de Miguel.

Na quarta-feira (1º), ela foi indiciada pela polícia por abandono de incapaz que resultou em morte. O Ministério Público recebeu o inquérito na sexta-feira (3) e, agora, deverá decidir se oferece a denúncia contra a primeira-dama à Justiça.

Miguel caiu do 9º andar do edifício Píer Maurício de Nassau, no bairro de Santo Antônio, no Centro do Recife. A mãe dele, Mirtes Souza, o deixou com a ex-patroa para passear com Mel, a cadela da família.

Segundo a polícia, a criança saiu do apartamento de Sarí para procurar a mãe e foi até os elevadores do condomínio. Imagens das câmeras de segurança mostram que, por pelo menos quatro vezes, a primeira-dama de Tamandaré conseguiu convencer Miguel a sair dos equipamentos de social e de serviço.

Na quinta tentativa, o menino entrou no elevador de serviço, e a patroa da mãe pareceu apertar o botão da cobertura. Esse toque, segundo a perícia, aconteceu. Na sequência, Miguel apertou vários botões e ficou sozinho no elevador, que parou no segundo andar, mas o menino não desceu.

No nono andar, o menino saiu do elevador e abriu uma porta. Segundo a polícia, ele escalou uma janela, usou a condensadora de ar-condicionado como escada para descer do outro lado e subiu numa grade. Uma das hastes se soltou e, com isso, ele caiu de uma altura de 35 metros.

Segundo Sarí, Miguel teria aberto sozinho a porta do apartamento para ir atrás da mãe. "Ele corre para o elevador, chama o elevador, num instante ele chega. Aí, quando abre a porta, eu digo 'Miguel, você não vai descer, volta pra casa, espera sua mãe'", afirmou a primeira-dama de Tamandaré.

Ela disse, ainda, que não apertou o botão da cobertura no elevador. "Eu só botei a mão, fazendo como se eu fosse acionar. Para ver se eu conseguia convencer ele a sair, se dessa forma ele achasse que ia ficar lá e fosse sair", declarou.

A primeira-dama disse ainda que não passou pela cabeça dela o risco que o menino, de 5 anos de idade, poderia correr ficando sozinho no elevador.

"Eu não achei que seria essa tragédia. Eu acreditei que ele voltaria para o andar, que ele voltaria para o quinto andar, até porque ele sabia o número, eu acreditei que ele voltaria para o andar", disse.

Diante das afirmações de Sari, Mirtes Souza, por sua vez, afirmou que, por ser tão pequeno, o filho não conhecia os números. Por morar numa comunidade pobre e ser filho de uma empregada doméstica, sequer tinha familiaridade com elevadores.

"Miguel tinha um pouco de dificuldade com alguns números. Ele tinha facilidade com 0, 1, 2, 4, 7 e alguns números a gente tinha que dizer a ele como fazia ou escrever do lado para ele copiar. Ele não sabia andar de elevador. Nas pouquíssimas vezes que ele andou de elevador, sempre estava acompanhado tanto por mim quanto pela minha mãe", explicou.

No inquérito da Polícia Civil, o delegado Ramon Teixeira, responsável pelas investigações, afirma que, quando a porta do elevador se fechou, Sarí voltou para o apartamento e não acompanhou a movimentação de Miguel para saber se ele estava subindo ou descendo.

Essa informação poderia ser conferida pela moradora pelo visor que fica do lado de fora do elevador, mas a primeira-dama informou que não olhou o painel, porque estava ligando para a mãe do menino.

"Na mesma hora eu liguei pra Mirtes, mas, ao mesmo tempo, eu estava tentado acalmar a minha filha, que também estava desesperada com a situação. Eu me via ali, naquela situação, com aquela movimentação. Minha filha, ele, eu me senti ali, sem conseguir falar com Mirtes, com a minha filha. Foi tudo muito rápido", disse.

Sarí afirmou que não se sentia segura para repreender o menino mais firmemente, porque ela sempre pedia que a mãe dele ou a avó, Marta Souza, que também era doméstica na casa da família Corte Real, fizessem isso.

"O maior contato que eu tive com Miguel foram nesses dois meses, na pandemia, quando, em conjunto, elas [Mirtes e Marta Souza] decidiram ir para lá para casa, que a gente [levou] todo mundo lá. E todas as vezes que precisou ser chamada a atenção dele eu solicitava que ou a mãe ou a avó fizesse isso. Eu nunca me dirigi diretamente a ele para repreender ele em nada, sempre à mãe ou à avó. Eu não me senti segura para isso", declarou.

No dia da morte de Miguel, Sarí foi presa em flagrante por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. No final do inquérito, a polícia mudou a tipificação para abandono de incapaz que resultou em morte. Esse tipo de delito é considerado "preterdoloso", que é quando alguém comete um crime diferente do que planejava cometer.

"Eu só sei que eu fiz, naquela hora tudo o que eu podia e, em nenhum momento, eu fiz nada prevendo o que aconteceu", declarou.

Sarí Corte Real afirma que não esperava a mudança de tipificação, mas que pretende aceitar a decisão da Justiça sobre o caso. "Eu acho que do mesmo jeito que eu posso errar, outra pessoa também pode errar. A gente é ser humano, todo mundo erra", disse.

"Eu já passei muita coisa na minha vida. Já tive tentativa de sequestro, já perdi meu pai num acidente de avião. Até hoje estou aqui, firme, porque muita gente depende de mim. Se, lá na frente, o resultado for esse [de prisão], eu vou cumprir o que a lei pedir. Eu acho que está na mão da Justiça, não cabe a mim, não cabe à mãe de Miguel julgar, não cabe à sociedade. Cabe à Justiça. Eu vou aguardar o que a Justiça decidir", declarou.

Sarí informou, ainda, que pediu perdão à mãe de Miguel. A manicure dela, que estava no apartamento no momento em que o caso ocorreu, afirmou à polícia que a primeira-dama quis voltar a fazer as unhas depois de tentar que o garoto saísse do elevador.

A primeira-dama afirma, no entanto, que sequer teve tempo de sentar. "Jamais [voltaria a fazer as unhas]. Não, naquela situação não tinha como, não tinha cabimento. Não tinha cabimento um negócio desse", afirmou.

Para Sarí, o erro cometido por ela foi o de não desconfiar do risco trazido pelo ato de deixar o menino sozinho. "Eu acho que o meu erro foi fazer igual a eu fazia com o meu filho, de achar que o elevador é seguro", disse.

De acordo com a mãe de Miguel, ela só soube que a ex-patroa poderia estar envolvida no que ocorreu posteriormente. Até o momento em que ela estava no Hospital da Restauração, no Centro do Recife, para onde o menino foi socorrido, Sarí não havia informado a Mirtes o que tinha acontecido.

"No primeiro momento, o que eu imaginei foi em socorrer, o que a gente podia fazer por ele. Eu dirigi, só Deus sabe como eu dirigi. Nunca cheguei tão rápido na minha vida num hospital. Eu fiquei com ela [Mirtes Souza] lá até por volta de 16h30 ou 16h45. Foi quando eu tive que vir para casa, porque minha amiga precisava voltar para casa e eu precisava ficar com Sofia [a filha dela]", afirmou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Jaboatão Habitacional Suassuna

Confira os últimos posts



21/06


2021

Renuncie, presidente!

Nota oficial da ABI

Descontrolado, perturbado, louco, exaltado, irritadiço, irascível, amalucado, alucinado, desvairado, enlouquecido, tresloucado. Qualquer uma destas expressões poderia ser usada para classificar o comportamento do presidente Jair Bolsonaro, hoje, insultando jornalistas da TV Globo e da CNN.

Com seu destempero, Bolsonaro mostrou ter sentido profundamente o golpe representado pelas manifestações do último sábado. Elas desnudaram o crescente isolamento de seu governo.

Que o presidente nunca apreciou uma imprensa livre e crítica, é mais do que sabido. Mas, a cada dia, ele vai subindo o tom perigosamente. Pouco falta para que agrida fisicamente algum jornalista.

Seu comportamento chega a enfraquecer o movimento antimanicomial – movimento progressista e com conteúdo profundamente humanitário. Já há quem se pergunte como um cidadão com tamanho desequilíbrio pode andar por aí pelas ruas.

Mas a situação é ainda mais grave: esse cidadão é presidente de um país com a importância do Brasil.

Diante da rejeição crescente a seu governo, Bolsonaro prepara uma saída autoritária e, mesmo a um ano e meio da eleição, tenta desacreditar o sistema eleitoral. Seu objetivo é acumular forças para a não aceitação de um revés em outubro de 2022.

É preciso que os democratas estejam alertas e mobilizados.

Diante desse quadro, com a autoridade de seus 113 anos de luta pela democracia, a ABI reitera sua posição a favor do impeachment do presidente. E reafirma que, decididamente, ele não tem condições de governar o Brasil.

Outra solução – até melhor, porque mais rápida – seria que ele se retirasse voluntariamente.

Então, renuncie, presidente!

Paulo Jeronimo – presidente da Associação Brasileira de Imprensa


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

VACÉLY WACEMBERG SANTOS DUARTE

Parece piada essa notinha de militante! Abstinência de dinheiro público que chama?


Pousada da Paixão

21/06


2021

Morre poeta Edezel Pereira

Faleceu, na tarde de hoje, aos 56 anos, no Hospital Regional Emília Câmara, em Afogados da Ingazeira, o poeta Edezel Pereira. Ele estava internado há dias na unidade, alternando bons e maus momentos. As informações são do Blog do Nill Júnior.

O poeta era um dos irmãos de João Paraibano, morto em setembro de 2014, em consequência de um atropelamento. Com o irmão Severino Pereira, seguiu os caminhos de João fazendo improviso e canções.

Organizou muitos festivais de cantadores e apresentou o Encontro com a Poesia na Rádio Pajeú, programa que valoriza a cultura do repente há décadas.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


21/06


2021

Editorial analisa marca de mortos pela Covid

No Frente a Frente de hoje, programa que ancoro pela Rede Nordeste de Rádio, o meu editorial foi sobre a marca impressionante de 500 mil mortos, no Brasil, pela Covid-19, e de quem é a culpa por essa quantidade, se do Governo Federal ou dos governadores e prefeitos. Vale a pena conferir!


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


21/06


2021

Jaboatão antecipa salários de servidores na quarta-feira

O prefeito do Jaboatão dos Guararapes, Anderson Ferreira (PL), anunciou que antecipará o pagamento dos salários do mês de junho para os servidores municipais, na próxima quarta-feira (23). Serão injetados R$ 45 milhões na economia do município para garantir o feriado do São João dos funcionários e contribuir com o comércio local. Anderson também determinou ponto facultativo na sexta-feira (25).

“Estamos vivendo um momento atípico, sem as tradicionais festas juninas, mas nossos servidores vão comemorar o feriado com seus familiares. Com a antecipação dos salários, todos poderão se planejar melhor. Além disso, mais recursos estarão circulando no município, o que vai contribuir com o comércio local, que tanto precisa de apoio neste momento”, disse Anderson Ferreira.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Petrolina abril 2021

21/06


2021

Reforma da Previdência da PCR recebe duas emendas

Aprovada na Câmara Municipal do Recife, hoje, a Reforma da Previdência Municipal, que apresenta os requisitos para a concessão da aposentadoria voluntária, recebeu duas emendas de autoria do vereador Fabiano Ferraz (Avante). A primeira delas, feita na Lei Complementar Nº 1 do Executivo Municipal, propôs que os servidores tenham direito a solicitar a aposentadoria antecipada se expostos à agentes químicos, físicos e biológicos no exercício de suas funções. A segunda modificou o artigo 16, do PLO Nº 18, aumentando o prazo de custeio de saúde suplementar dos empregados da URB e Emprel para 24 meses.

A emenda aditiva proposta por Ferraz ao Projeto de Lei Complementar Nº 1, acrescentou ao artigo 2º um parágrafo único que reproduz o texto do artigo 40, parágrafo 4º C da Constituição Federal. Os servidores que conseguirem provar administrativamente, com o auxílio da perícia técnica adequada, nos termos dos artigos 57 e 58 da Lei Federal nº 8.213/91, que exercem atividades com efetiva exposição à agentes químicos, físicos e biológicos prejudiciais à saúde podem requerer idade e tempo de contribuição diferenciados para a aposentadoria.

“Propomos acrescentar na Previdência Municipal aquilo que já é determinado pela Constituição Federal Brasileira. Temos como exemplo o guarda municipal, que diariamente é exposto a situações de risco semelhantes aos demais agentes de segurança do estado e, por isso, necessitam de proteção diferenciada que sejam condizentes com suas atribuições. Queremos garantir que, tendo a saúde prejudicada, esse profissional tenha o direito de se aposentar antecipadamente, caso seja comprovado o malefício”, explicou o vereador.

Programa de Desligamento Voluntário (PVD) – A emenda modificativa de autoria de Ferraz e aprovada pelos vereadores, determinou que a redação do artigo 16 do Projeto de Lei Ordinária Nº 18, que versa sobre o Programa de Desligamento Voluntário (PDV), fosse alterada.  O vereador considerou benéfico aumentar de 12 para 24 meses o prazo de custeio de saúde suplementar dos empregados da URB e Emprel, após o pagamento da primeira parcela da indenização.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Ipojuca 2021

21/06


2021

João Alfredo terá arraiá virtual na véspera de São João

A Prefeitura de João Alfredo promoverá, na próxima quarta-feira (23/06), o arraiá virtual “São João Alfredo”, a partir das 21h, através de uma live pelo canal do YouTube da municipalidade joãoalfredense.

No rol das atrações escaladas, representando os artistas da terra, estarão Nelson do Acordeon, Danny Expresso, Will Bonner, Rudy dos Teclados e Marcelo Silva. Além destes, vão se apresentar artistas regionais como Nádia Maia, Dudu do Acordeon, Andresa Formiga e Roberto Cruz.

“João Alfredo também vai comemorar. O festejo junino também vai ocorrer de forma virtual. Preparamos uma programação que mantenha vivo esse espírito. Vamos fazer um São João Alfredo marcado pela interatividade e outras formas de comunicação”, pontuou o prefeito Zé Martins.

O “São João Alfredo” é uma realização da Prefeitura de João Alfredo, através do Departamento de Cultura, com apoio das demais secretarias.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Caruaru Campanha São João 2

21/06


2021

Governo quer CPI da Covid parada no recesso

Assessores do presidente Jair Bolsonaro vêm defendendo, junto a aliados no Senado, que a CPI da Covid fique parada durante o recesso parlamentar, a partir do dia 16 de julho. O grupo também tenta evitar que a comissão seja prorrogada. As informações são do blog do Valdo Cruz.

Do outro lado, senadores da oposição e independentes defendem que a comissão continue trabalhando na segunda quinzena de julho, quando o Senado estará de folga – e querem pelo menos 30 dias de prorrogação dos trabalhos.

A respeito da prorrogação, hoje, há maioria na CPI para que os trabalhos se encerrem nos 90 dias já previstos, até 10 de agosto. Segundo senadores governistas, quem defende a prorrogação deseja apenas "sangrar" ainda mais o governo.

Por enquanto, o presidente da CPI da Covid, Omar Aziz (PSD-AM), não defende a prorrogação desse prazo. Há um movimento de senadores para tentar convencê-lo caso as investigações sigam avançando e, ao fim do prazo, algumas "pontas" ainda precisem ser conectadas.

O prazo adicional de 30 dias, na visão desses senadores, seria útil para garantir a conclusão de algumas ações, a elaboração e a votação do relatório a ser apresentado pelo senador Renan Calheiros (MDB-AL).

No caso do recesso parlamentar, ainda há dúvida se o regimento do Senado permite a continuidade do trabalho durante o recesso. Senadores da oposição defendem que os depoimentos podem até ser paralisados, mas os trabalhos de análise de documentos e algumas investigações devem continuar durante esse período.

"Eu avalio que os trabalhos precisam seguir. Os depoimentos podem até parar, mas não a análise de documentos. É muito material e precisamos analisá-lo detidamente. Em relação à prorrogação, creio que o ideal seria esticar os trabalhos por 15 a 30 dias pelo menos", afirmou o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE).

O vice-presidente da CPI, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), também defende a continuidade dos trabalhos durante o recesso parlamentar – inclusive os depoimentos. "Se legalmente não for possível, vamos seguir trabalhando na análise de depoimentos", afirmou Randolfe Rodrigues.

Os dois temas vão ser discutidos nesta segunda-feira (21) à noite na casa do senador Omar Aziz pelo G7 – grupo que reúne a oposição e os senadores independentes e, com isso, obtém maioria na condução dos trabalhos da CPI da Covid.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

CABO

21/06


2021

Trânsito da via local na BR 232 será alterado

A Prefeitura de Gravatá, no Agreste, por meio da Secretaria de Segurança e Defesa Civil, junto a Guarda Municipal, realiza alterações no trânsito nos dois sentidos da via local da BR 232, inserindo placas sinalizadoras, além de atuações na cidade, para que haja organização e fluidez do tráfego. As informações são do Blog do Marcos Araújo.

As alterações acontecem a partir da próxima quarta-feira, às 6h da manhã, e encerram no domingo (27), às 16h. A Avenida Cícero Batista de Oliveira, que é de mão dupla, se tornará mão única no sentido Caruaru e no sentido Recife.

No centro da cidade, a Guarda Municipal irá intensificar e fiscalizar, além de atuar em pontos estratégicos para que haja fluidez no trânsito, evitando assim transtornos aos motoristas.

“Estamos chegando em um período festivo, mesmo com distanciamento social e algumas restrições, Gravatá receberá nesse período junino muitos visitantes e para dar fluidez ao tráfego nós estaremos fazendo as inversões no trânsito na via local sentido Recife e sentido Caruaru. Essas medidas darão mais fluidez e mais segurança aos moradores e visitantes”, disse o secretário de Segurança e Defesa Civil, Gilmar Oliveira.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Bandeirantes Junho 2021

21/06


2021

Jailson e Felipe já constam como réus na Justiça

Consulta pública ao site oficial da Justiça Federal de Pernambuco revela que Jailson Correia e Felipe Bittencourt já constam como réus por suposto desvio de recursos da Prefeitura do Recife para o enfrentamento da covid-19. A ação penal é oriunda da Operação Bal Masqué da Polícia Federal.

A Operação Bal Masqué foi deflagrada em julho do ano passado para investigar irregularidades na compra de equipamentos de proteção individual (EPIs) e camas hospitalares pela Secretaria de Saúde do Recife, com recursos do Sistema Único de Saúde (SUS).

Os réus na ação foram acusados da prática dos supostos crimes de falsidade ideológica, uso de documento falso, fraude a ato de processo licitatório e desvio de recursos.

São réus, segundo o site da Justiça Federal, o ex-secretário de Saúde do Recife Jailson de Barros Correia, o ex-diretor executivo de Administração e Finanças da Secretaria de Saúde do município Felipe Soares Bittencourt e a ex-gerente de Conservação de Rede da Secretaria de Saúde do Recife, Mariah Simões da Mota Loureiro Amorim Bravo. Felipe era conhecido na Prefeitura como homem-forte do ex-prefeito Geraldo Júlio (PSB) nas compras da covid-19. Mariah é também sobrinha de Sileno Guedes, presidente estadual do PSB.

Segundo o MPF, as apurações indicaram que a empresa foi contratada por meio de processo fraudulento de dispensa de licitação, com utilização de documentos públicos e particulares falsos e que contou com a anuência e homologação do então secretário de Saúde do Recife, para a aquisição de 250 camas hospitalares. Os equipamentos, segundo o MPF, foram entregues com características, qualidade e funções inferiores em relação ao que havia sido previsto no contrato, bem como sem os colchões adquiridos.

A denúncia foi recebida pela juíza da 36ª Vara Federal Criminal do Recife na semana passada.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Serra Talhada 2021

21/06


2021

No Recife, o Frente a Frente agora é na Nova FM 98.7

A partir de hoje, o Frente a Frente, programa que apresento pela Rede Nordeste de Rádio, das 18 às 19 horas, passa a ter uma nova emissora como cabeça de rede no Recife: a Nova FM 98.7, integrante do grupo de comunicação do meu amigo Pedro Paulo. Também hoje, a Rede Nordeste ganha mais uma emissora: a Tupanatinga FM 104,9, em Tupanatinga, Agreste pernambucano.

A Rede Nordeste de Rádio está presente, hoje, em quatro Estados – Pernambuco, Bahia, Alagoas e Paraíba. São 44 emissoras nas mais diversas regiões, do litoral ao Sertão. Ancorado por este blogueiro, o Frente a Frente tem foco nacional com debate centrado nas questões mais importantes do Nordeste, seja na área política ou econômica.

Ao meu amigo Pedro Paulo, um grande abraço pela parceria!


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha