FMO janeiro 2020

28/07


2017

Garanhuns concorre a prêmio de Gestão Previdenciária

Por Edméa Ubirajara

A Associação Nacional de Entidades de Previdência dos Estados e Municípios (Aneprem) divulgou, esta semana, a lista dos 27 concorrentes ao 8º Prêmio Aneprem de Boas Práticas de Gestão Previdenciária. As entidades previdenciárias municipais de 24 localidades e três estaduais constam na relação e Garanhuns é o único município pernambucano na concorrência.  O Prêmio analisa práticas de transparência, equidade, ética, e responsabilidade corporativa e social. O resultado será divulgado durante o 17º Congresso Nacional de Previdência da Aneprem, em conjunto com o 11º Seminário Paranaense de Previdência da Apeprev, que será realizado nos dias 18, 19 e 20 de setembro, em Curitiba (PR).

Entre as práticas analisadas pela entidade nacional estão: a publicação de atas do comitê de investimento; a disponibilização do extrato previdenciário individualizado do segurado e dos demonstrativos; das aplicações financeiras das receitas e despesas empenhadas e realizadas nas despesas administrativas e da folha de pagamento da unidade gestora e dos beneficiados.

A capacitação dos conselheiros administrativo fiscal ou equivalentes também foi analisada, bem como a disposição do código de ética, a regularidade quanto às obrigações fiscais, o recadastramento dos ativos nos últimos 4 anos e dos inativos. Programas que promovem ações de sustentabilidade que visam a redução dos impactos ambientais e a preservação da natureza, a exemplo de consumo consciente de recursos naturais, uso racional de materiais e programas de reciclagem também contam durante a concorrência.  Para estar na lista dos pré-selecionados também é necessário que o plano financeiro esteja em equilíbrio e que haja um controle interno, além da política de segurança da informação.

O Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Garanhuns (IPSG) foi aprovado nessa pré-análise e segue na disputa. A entidade foi criada em 28 de dezembro de 2000 e possui 14 conselheiros efetivos, sendo classificado como uma modalidade de unidade gestora de tamanho médio. O IPSG possui 2.170 segurados ativos, 843 aposentados e pensionistas, de acordo com informações de dezembro de 2016, totalizando 3013. Para o presidente Marcelo Marçal, participar dessa lista já é uma honra. “No nosso setor falamos que esse é como se fosse um oscar da Previdência. Estar entre os selecionados já demonstra o compromisso que temos no nosso trabalho junto ao Instituto”, disse.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Cabo de Santo Agostinho

Confira os últimos posts



26/07


2007

Mais uma greve: servidores podem aderir no dia 9

 O governo de Eduardo Campos terá que ter jogo de cintura para agüentar mais uma greve. Não bastando as paralisações dos professores e médicos que vêm se prolongando há semanas, os 26,8 mil servidores das secretarias estaduais, fundações e autarquias devem aderir ao movimento. A categoria decidiu, ontem, em assembléia, ficar em estado de greve com um calendário de mobilizações a partir da próxima semana. Caso não haja avanços nas negociações até o dia 9 de agosto, os servidores decretam greve.

Na assembléia, a reação da categoria foi de indignação, decidindo pressionar o governo que respondeu parcialmente a pauta de reivindicações. Na próxima quinta-feira, todos os servidores das autarquias realizam uma mobilização no Instituto de Recursos Humanos (IRH), no Derby, e os funcionários das fundações, no dia 6 de agosto, na sede da Fundação da Criança e do Adolescente (Fundac), no Bongi. No dia 7 de agosto, o servidores das secretarias se reúnem em frente à Secretaria da Fazenda.
(Da Folha de Pernambuco)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Aonde estão o Inocencio, Severino e Humberto para ajudarem o Eduardo?

Paulo Kigrer

Apesar de parecer um experimentado politico, age o gov. Eduardo como neófito administrador! Mostra intolerâncias e inabilidades próprias de quem não está habituado com a convivência dos contrários. Os prefeitos de Pernambuco sabem da sua "autoritária" impaciência... o "mando" lhe subiu a cabeça...

JARBASTA

Herança maldita de Jarbas/Mendonça, promessas de campanha de Eduardo Campos e uma mesa de enrolação. Tudo isso aponta para uma paralização total dos serviços públicos do Estado de Pernambuco e quem sofre é a população, sobretudo os mais humildes.


Prefeitura de Serra Talhada

26/07


2007

Maluf eleito presidente do PP-SP

 O deputado Federal Paulo Maluf (PP-SP) foi reeleito presidente do diretório de São Paulo do Partido Progressista. Ele concorreu em chapa única para um mandato de dois anos.

Maluf está à frente do diretório desde fevereiro de 2007, quando substituiu o também deputado federal Celso Russomanno, que foi destituído do posto pela Comissão Executiva nacional do partido, por meio de um ato, e colocou em seu lugar o ex-prefeito de São Paulo.

Jorge Yunes foi eleito para vice-presidente do PP-SP, a deputada federal Aline Correa para as funções da segunda vice-presidência e Antonio Cunha Bueno para a terceira vice-presidência.(Informações do Portal Estadão)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Raimundo Eleno dos Santos

Frequentadores do blog, busquem na Bíblia o salmo 73 e o 37e tenham uma boa leitura.

Paulo Kigrer

É, ou não é lindo, o "inocente" riso de Maluf?


Abreu e Lima - Prefeitura - Abreunozap

26/07


2007

Parte da oposição aprova Jobim na Defesa

 Integrantes da oposição ao governo Lula elogiaram nesta quarta-feira a escolha de Nelson Jobim para o lugar do ministro Waldir Pires, da Defesa, demitido pela manhã. Os parlamentares, incluindo integrantes das CPIs do Apagão Aéreo na Câmara e no Senado, disseram que Jobim tem condições de melhorar a situação do setor. O deputado Fernando Gabeira (PV-RJ) manifestou opinião diferente -- disse que a nomeação de Jobim é equivocada, por não se tratar de uma escolha feita com critério técnico.

"O grande problema continua existindo: o ministro da Defesa não conhece a Defesa", disse Gabeira. "No atual momento, seria importante um ministro da Defesa que não só conhecesse os problemas da pasta como também tivesse intimidade com a aviação civil, o que não é o caso."

No PSDB e no DEM, Jobim foi elogiado. "Ele é um homem que tem autoridade, respeito e experiência. Sabe ouvir e mandar. Tem tudo para dar certo", disse o relator da CPI do Apagão no Senado, Demóstenes Torres (DEM-GO). "Esperamos que ele tenha autoridade e competência para gerir essa crise, coisa que o Waldir Pires não teve", afirmou o deputado Vic Pires (DEM-PA). Gustavo Fruet (PSDB-PR) também aprovou o nome de Jobim, mas disse que o novo ministro "arrisca" sua biografia no cargo.(Do site da Veja)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Paulo Kigrer

que se possa acreditar como nem como discordantes, quanto mais como "opositores"!O verbo conjugado é: eu mamo. tu mamas, todos nós mamamos...

Paulo Kigrer

Que oposição? O que nos falta, como cidadãos, é justamente opositores a isto que aí está! Não se dispõem de valores discordantes com sinceridade o suficiente para que sejam tidos como "opositores! Só dois tipos de políticos restaram: os apoios públicos, e os que apoiam no "privado", ou seja nada...



26/07


2007

Governador conclui visitas às regiões do Estado

 O Governo do Estado concluiu ontem a primeira rodada de plenárias do programa Todos por Pernambuco, considerando como positivo o resultado dos trabalhos que servirão de parâmetro para as ações e estratégias do Plano Plurianual (PPA) 2008-2010. A proposta será encaminhada à Assembléia Legislativa no próximo dia 1° de agosto. “O Governo deixou claro o seu compromisso com um modelo de gestão ouvindo a população. A sociedade pernambucana deu uma resposta à altura, comparecendo em massa aos eventos e participando de forma ativa dos debates”, enfatizou o governador Eduardo Campos (PSB), ao final do último evento.

Ontem, o governador esteve nos municípios de Afogados da Ingazeira e Arcoverde, debatendo as prioridades dos sertões do Pajeú e Moxotó. Dentre os temas debatidos pelo Todos por Pernambuco estiveram a rota da Transnordestina, a transposição das águas do rio São Francisco, a construção de rotas viárias para impulsionar o turismo do Estado, e o abastecimento de água - que foi reafirmado como uma das prioridades da gestão.

(Folha de Pernambuco)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

26/07


2007

Jarbas evita atacar Eduardo e critica governo Lula

 Apesar de manter a postura de entrar o mínimo possível em polêmicas locais, o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB) mostrou-se favorável à resolução dos problemas com os servidores do Estado. O peemedebista evitou ainda atacar o governador Eduardo Campos (PSB), mas lembrou que, na época em que ocupava o Executivo, o socialista teria tomado posições diferentes da sua. “Tenho acompanhado (a crise dos médicos) pela Imprensa. É muito grave e faço votos que o Estado resolva esse impasse. Não só esse, mas na área de educação também. Mas o trabalho de fiscalizar, de falar e aprofundar esse assunto deve ser da Assembléia Legislativa, dos nossos deputados. É um assunto muito sério. Não vou politizar como ele (Campos) fez comigo quando era oposição, não quero fazer isso. E sobre seu Governo, falo depois”, prometeu.

O senador Jarbas Vasconcelos voltou a atacar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Desta vez, o mote foi o que chamou de “uma tragédia anunciada”, em referência ao acidente com o avião da TAM, em Congonhas, São Paulo. “O Governo, incompetente, não tomou providências, não demitiu ninguém, não procurou apurar o primeiro acidente. Deixou à margem, como se avião só fosse utilizado pela classe média e pessoas mais prósperas. O povão não usa avião. Esse é o raciocínio medíocre do Governo”, avaliou.

(Da Folha de Pernambuco)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Felipe Ferreira Lima Lins Caldas

A desculpa de "herança maldita" ainda é corriqueira na boca dos Lulistas, depois de 6 anos de governo!! No governo Eduardo não poderia ser diferente... Todo erro agora vai ser justificado pela herança!!

Paulo Kigrer

Ninguém vive sendo sempre Lua ou Sol! É preciso tentar ser uma melhor Lua, caso não tenha sido um bom sol. E quanto a governo, cada qual tem o seu. Esse negócio de "herança" política só existe para justificar o que não se quer ou não se pode fazer. Ouvir as justificativas do Sec. Adm. é o bastante..

JARBASTA

Quem te viu quem te vê. Esqueces da ordem de invasão do IML pela PM? Naquela ocasião médicoas legistas em greve foram ameaçados dentro alojamento e o Presidente do SINPOL impedido pela PM de Jarbas de entrar no IML. Tu não me engana Jarbas.


O Jornal do Poder

26/07


2007

Corrêa reaparece e defende preservação da democracia

 Sumido desde março de 2006, quando teve o mandato cassado por envolvimento com o escândalo do mensalão, o ex-deputado federal Pedro Corrêa (PP) reapareceu ontem durante o almoço-homenagem ao senador Sérgio Guerra (PSDB). Sem possibilidade de disputar uma eleição até 2013, o progressista não se afastou das funções partidárias, mas garantiu que não volta a disputar mandato. “Não tenho vontade nenhuma. Tive 28 anos de mandato, está bom. Para quê quero mais? Agora vou cuidar da minha vida, descansar um pouquinho e ajudar meus amigos”, disse.

Derrubado pela “maré de escândalos” do primeiro Governo do petista Luiz Inácio Lula da Silva, Pedro Corrêa não se fez de rogado ao avaliar a atual situação do Congresso Nacional. “Não sei a quem interessa desmoralizar tanto a classe política. Até porque se fechar o Congresso, nós vamos para a Ditadura. Não tem outro caminho. Não conheço democracia sem a plenitude da classe política, sem participar do processo”, avaliou.

Para o progressista, haveria um movimento contra o Congresso Nacional. “Daqui a pouco, o parlamentar não vai poder andar na rua. Hoje se faz uma propaganda contra o Congresso”.

(Da Folha de Pernambuco)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Raimundo Eleno dos Santos

O MP não ofereceu denúncia contra esse elemento deletério. Será que só existe denúncia do MP contra os PPPs?


Potencial Pesquisa & Informação

25/07


2007

Juíza teria sido a 3ª a morrer com o mesmo médico

 O diretor geral do Hospital Medical Center, Sérgio Guedes, confirmou que a juíza Roseana Lima Moura Padilha pode ter sido a terceira paciente do médico Fábio Nóbrega a morrer durante o procedimento de cirúrgico de lipoaspiração. Por telefone, Guedes disse que a jovem Flávia Caroline Pires Macedo fazia uma cirurgia de lipoaspiração e implantação de prótese mamária quando faleceu, há aproximadamente 15 dias, no mesmo hospital. O primeiro óbito ocorreu em 2003 e foi reconhecido pelo cirurgião.
 
Roseane Padilha, 35 anos, faleceu na noite da última terça-feira (24) vítima de complicações em uma cirurgia de lipoaspiração. O corpo da juíza foi velado na tarde desta quarta-feira (25), no Fórum Paula Batista, na Associação dos Magistrados de Pernambuco e o sepultamento está marcado para as 22h, no Cemitério Morada da Paz, em Paulista, no Grande Recife.
 
O médico contou que a cirurgia transcorria normalmente quando a paciente sofreu uma parada cardíaca, duas horas depois do início da operação. Ele informou também que tentou reanimar a paciente por mais de três horas e que Roseane apresentou um quadro clínico que sugeria embolia pulmonar.

O delegado titular da Delegacia de Boa Viagem, Evaristo Neto, espera o laudo do Instituto de Medicina Legal (IML) com a causa da morte da juíza cível Roseane Lima Moura Padilha para investigar se houve ou não erro médico durante a cirurgia.
 
No início da noite, o médico Fábio Nóbrega reconheceu que, em 2003, uma outra paciente sua também morreu durante uma cirurgia de lipoaspiração. Por telefone, ele conversou com o jornalista da Rede Globo Nordeste, Hugo Esteves, e disse que considera o caso um acidente. A causa da morte da segunda vítima, Flávia Macedo, não foi divulgada pelo IML porque a família dela não autorizou a necrópsia.(Informações do portal pe360graus)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


25/07


2007

Jobim diz que tem ''''carta branca'''' para mudar tudo

 O novo ministro da Defesa, Nelson Jobim,  sinalizou hoje que está disposto a mudar o comando da Infraero (estatal que administra os aeroportos) e da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil). Ele disse que recebeu ''carta branca'' do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para fazer as mudanças necessárias para acabar com a crise do setor aéreo.

''Se houver necessidade, eu tenho carta branca. Tenho de definir esse diagnóstico [do setor]. Não tenho como definir condutas sem antes ter um diagnóstico'', afirmou Jobim logo após tomar posse no Ministério da Defesa.(Informações da Folha Online) 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

LandRover

Pois, então, Jobim sem Viola, mude Lulla e toda a cambada do PT para Cuba, pra sempre...............



25/07


2007

Lula diz a Pires que pode andar de cabeça erguida

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva admitiu hoje que é difícil para ele trocar um "companheiro" de sua equipe de governo. Ele se referia a Waldir Pires, substituído no Ministério da Defesa pelo ex-presidente do STF (Supremo Tribunal Federal) Nelson Jobim.

"O momento mais difícil é a troca de um companheiro por outro companheiro. Quem está na política sabe que isso às vezes é necessário", disse ele na posse de Jobim.

O presidente admitiu ainda que o país vive uma crise aérea. "Não é segredo que temos uma crise no setor aéreo brasileiro numa combinação de várias coisas que estão acontecendo ao longo dos últimos dez meses."

No entanto, Lula disse que essa crise pode ter sido herdada de outros governos. "Problemas que provavelmente já existiam e ganharam mais visibilidade com o acidente com o avião da Gol. Todos acompanharam a sucessiva seqüência de acontecimentos que foram criados deixando todos com cabelo mais grande nos últimos meses", afirmou Lula.

Lula não poupou elogios a Pires durante a posse de Jobim. "Serei eternamente grato por ter tido a chance de trabalhar com você no governo. Certamente haverão aqueles que irão dizer que o companheiro está saindo por causa da crise aérea com o avião da TAM."

O presidente disse a Pires que ele não precisa se preocupar com aqueles que irão criticá-lo, pois ele pode andar de cabeça erguida em qualquer parte do país.

"Você pode andar em qualquer rua cidade desse país de cabeça erguida como homem que nasceu e viveu grande parte de sua vida prestando serviço a essa nação. Haverá incompreensões, mas haverá quem reconheça seu legado político", afirmou Lula. (Informações da Folha Online)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Paulo Kigrer

És um pusilânime, Inácio!!!

LandRover

Waldir Pires serve muito bem como bucha de canhão, pois não tem capacidade para gerir absolutamente nada, como, enfim, toda a cambada de PTistas...



25/07


2007

Eduardo recebe José Serra e Sérgio Guerra

Antes de o governador de São Paulo, José Serra(PSDB) regressar à capital paulista, hoje à tarde,  fez uma visita ao governador Eduardo Campos, no Palácio do Campo das Princesas, levado pelo senador Sérgio Guerra e o vice-prefeito de Paulista, Dufles Pires.

 

A conversa, segundo o senador Sérgio Guerra, derivou para o plano nacional, principalmente as dificuldades nas áreas de saúde, saneamento básico e social. Mas certamente deve ter rolado também o tempero da política local. Só o fato de Sérgio Guerra ter levado Serra ao encontro de Eduardo Campos deve gerar uma ciumeira na aliança jarbista.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


25/07


2007

Lavareda: “Lula desfrutava de uma situação favorável”

O sociólogo Antonio Lavareda, analisou, sob vários aspectos, a pesquisa do Datafolha do final de semana, destacando o pensamento dos paulistanos sobre a tragédia com o vôo da TAM 3054. O episódio é o que vem da seqüência de uns dez meses de transtornos para os usuários de aeroportos no Brasil, no que se convencionou chamar de "crise aérea", ou "apagão aéreo". Em
que medida isso pode atingir aí os índices de popularidade do presidente Lula, que estavam altíssimos imediatamente antes desse desastre?            

 

Segundo Lavareda, a verdade é que o presidente Lula desfrutava de uma situação extremamente favorável, num cenário de boas notícias para o país: taxa de crescimento deste ano sendo revisada para cima; investimentos estrangeiros batendo recorde; juros caindo e risco do país, também; e anúncios de obras do PAC, animando os governadores e prefeitos Brasil afora. "Mas, esse acidente agora dá uma nova dimensão à crise da aviação, porque essa crise antes só atingia normalmente os usuários. E toda essa tragédia, com a comoção causada (com cobertura de televisão e rádio),  de certa forma, comoveu o Brasil. E atingiu sim, como essa pesquisa do Datafolha aponta, apesar do que os analistas pensavam inicialmente, a imagem do Governo Federal e a imagem do presidente, uma vez que 59% dos ouvidos declararam que o Governo Federal tem muita responsabilidade  pela "crise aérea". Na pergunta de dimensão espontânea, ou seja, que se faz sem estímulo e sem indução de qualquer resposta, o Governo Federal e o Governo Lula foi apontado como principal responsável pela "crise aérea", de cabeça em relação aos responsáveis", explica o sociólogo.

 

Ele chama a atenção para o que se começa a perceber nessa pesquisa é que se a crise antes afetava quem viajava de avião, agora a percepção da gravidade da crise afeta a imagem do Governo também entre quem não viaja. A maioria dos avaliados nessa pesquisa que não viajam 38%, acham que a atuação do Governo Lula está ruim ou péssimo nesse episódio da crise de aviação, contra 21% que acham que está ótima ou boa. E, só para se ter uma idéia também, tomando-se apenas os entrevistados que votaram em Lula em 2006, só 26% deles (ou seja, uma minoria de fato) acham que o Governo Lula está muito empenhado na resolução da crise. Ou seja, não são boas notícias, na perspectiva das próximas semanas, para a imagem do Governo Federal, se não houver de fato uma ação efetiva que passe aos brasileiros a idéia de que o assunto está sendo encarado agora com toda responsabilidade, e não de certa forma sendo empurrado com a
barriga, como passou a impressão nos últimos dez meses.

Lavareda foi ainda questionado pelo jornalista Ricardo Boechat, sobre seguinte expectativa: quando a fatura dessa tragédia, que não é a tragédia em si, não se está ai aferindo se o presidente Lula estava no comando da aeronave que explodiu ou na torre de controle, ou na equipe que media a retenção de água na pista de Congonhas, ou na empreiteira que deixou de fazer as ranhuras, ou a comissão da Infraero que liberou a pista antes das ranhuras. Enfim, não se está discutindo se o presidente é técnico da Airbus, mas sim se o presidente exerceu sua função de liderança e comando, função que lhe cabe por ser o Presidente da República, o líder máximo da nação, ao longo de dez meses de "crise aérea", de tal forma que possa dizer: "Olha, a despeito da tragédia, está claro que o presidente Lula e o governo atuaram dentro do que podiam fazer". Essa é a questão. A despeito dessa tragédia, está claro que essa fatura vai bater na mesa do presidente da República, independente das causas serem técnicas ou não, por um problema de desgaste de má condução do setor aéreo e da "crise aérea".

Lavareda lembra que essa é a nossa visão também. A população consegue discernir e separar bem a tragédia e essa pesquisa Datafolha aponta que as pessoas atribuem a tragédia, sobretudo a situação da pista, ninguém atribui ao presidente, ou, sobretudo ao Governo Federal, esse acidente em si. Mas, todos são capazes de perceber que o acidente está conectado a um quadro
mais geral que é chamada de crise da aviação brasileira, na qual o desempenho
do Governo tem deixado a desejar.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Paulo Kigrer

Não demora muito e Lavareda será como tantos que colhem resultados sem consistências de méritos. Trata-se de um "engenheiro" de obras-prontas... mas (sempre os "mas") estamos no país da fantasia... então cabem os Lavareda''s...fazer o quê?

milton tenorio pinto junior

A leitura do Professor Lavareda está correta:DESFRUTAVA.Depois dessa Lula não será mais o mesmo.

francisco sales

esse cara é o maior chutador da paróquia ! muda de opínião como manequim muda de roupa ! esse país tá precisando de seriedade urgente ! pra onde se vira é vigarista ! tá cansando !

Severino Isidoro Fernandes Guedes

Depois das meladas nas eleições do ano passado o "bruxo" está de volta. Se suas previsões continuarem sendo as mesmas, e falharem, a credibilidade dele, que já é baixa, só irá despencar. Duvido que Serra contrate-o para a campanha de 2010. Lavareda só serve para o traidor Jarbas.



25/07


2007

TCE recomenda à SARE o cancelamento de dois Pregões

O Pleno do Tribunal de Contas do Estado (TCE) decidiu ontem, por unanimidade, recomendar à Secretaria Estadual de Administração e Reforma do Estado a suspensão de dois Pregões destinados à locação de veículos para a Casa Militar e outros órgãos governamentais. O Pregão 026/2007 estava marcado para o hoje e o de número 031/2007 para o próximo dia 30. Os valores de ambos os Pregões são superiores a R$ 26 milhões. Como o primeiro se realizaria hoje, o relator dos dois processos, conselheiro substituto Carlos Pimentel, resolveu, cautelarmente, submetê-los à consideração do pleno, embora eles não constassem da pauta da sessão. Após o encerramento, o presidente Carlos Porto enviou ofício ao secretário Paulo Henrique Câmara dando-lhe ciência da decisão do Tribunal.

Para ajustar os Editais à legislação ora em vigor, a SARE terá que republicá-los com as recomendações sugeridas pelo TCE.

Como é praxe em licitações de grande monta, a Secretaria de Administração submeteu preliminarmente à consideração do TCE os termos do Edital dos dois Pregões. Ao analisá-los, a equipe técnica do Tribunal detectou várias falhas na redação de ambos os Editais. Dentre todas as irregularidades encontradas a mais grave foi a ausência de justificativa da viabilidade econômica da locação dos veículos em relação à compra de automóveis.

Além disso, encontrou uma série de exigências dispensáveis e, outras, que restringiriam o princípio da competitividade, bem como a supressão de informações sobre que tipo de combustível seria utilizado pela frota locada e o valor do seguro a ser pago contra terceiros.

Participaram da sessão os conselheiros Carlos Porto (presidente), Teresa Duere, Alda Magalhães (substituta), Valdecir Pascoal, Marcos Loreto e Romário Dias. A procuradora geral Maria Nilda representou o Ministério Público de Contas. Do Tribunal de Contas do Estado.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


25/07


2007

Nelson Jobim na Defesa aérea e política

O novamente ministro Nelson Jobim é dono de uma boa prosa, com muitos causos exemplificadores. Mas é particularmente brilhante quando fala de uma das coisas que mais entende: a gênese das principais mudanças eleitorais havidas no país, fruto ou semente de reformas políticas.

Apesar do estilo gauchão, não costuma radicalizar, salvo quando isso fizer parte do teatro político. Faz parte de sua origem, afinal, nasceu no velho PSD do pai, governador Walter Jobim. Também não se incomoda em quebrar regras para atingir seus objetivos.

Em benefício do governo, Jobim, como relator adjunto da Constituinte, introduziu um artigo que facilitava a vida do governo em relação à administração da dívida e um outro artigo que ele diz que só contará em um livro que à época dizia que estava escrevendo.

Jobim já havia sido sondado por Lula para outros cargos e, se não der certo no Ministério da Defesa, se não der conta de organizar o caos aéreo, pelo menos estará à mão para eventual exercício da sua especialidade: reforma política. Quem sabe apontando os caminhos de coordenação política e instrumentos jurídicos para a reforma que mais interessar a Lula. Do Blog do ET.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

roberto lima

Por onde passou o sr jobin deixou saudades.... ,na constituinte de 88 , no governo de fhc e no supremo onde inclusive defendeu a imoral taxação dos inativos, entre outras coisas .

francisco sales

não sei bem ao certo, mas me foi dito que um dos motivos que fizeram NJ a aceitar o cargo foi o pedido de sua esposa de que aceitasse. Sendo assim, esperamos a digníssima senhora decida sempre pelo melhor. O Brasil agradece desde já !

Ariadne Dias Morais

Tomara que agora a coisa tome jeito. Eu, particularmente, tenho minhas dúvidas!



25/07


2007

Lula diz que tem medo de avião

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse hoje que tem medo de voar de avião. A declaração foi dada na cerimônia de posse do novo ministro da Defesa, Nelson Jobim --que entra no lugar de Waldir Pires.

''Não sei se tem alguém aqui [na platéia] que não tenha medo de avião. Eu entrego minha sorte a Deus. Entrego porque estou na mão de um comandante, de uma máquina, das intempéries que nem sempre o ser humano consegue controlar. Mesmo assim, sou medroso de andar de avião. Confesso isso publicamente porque não é vergonha de dizer que tem medo'', disse Lula no discurso de posse de Jobim.

O presidente disse pede a Deus que não ocorram novos acidentes aéreos no país. Mas admitiu que isso não é uma coisa com que se pode contar. ''Se pudesse pedir a Deus, pedia para ser o último acidente [com o avião da TAM, na semana passada. Não será. Deus queira que não aconteça, mas pode acontecer em função de dezenas de coisas.''

Lula afirmou ainda que não vai sair culpando ninguém pelo acidente com o vôo 3054 da TAM, que na semana passada matou cerca de 200 pessoas. ''Precisamos não transformar tragédia em disputa menor e condenar à pena de morte antes do julgamento. Isso faz parte da cultura brasileira. Primeiro condena, depois analisa e julga.'' Da Folha Online.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

LandRover

Minha gente, rezem não sei a que santo, pra o AeroBurro não bater num urubu lá no céu, e os cacos desse desgraçado num parar nas profundas dos infernos, levando com ele toda a corja que lhe faz companhia. Do jeito que a aviação tá no Brasil, se eu fosse ele vinha de jumento...

roberto lima

O presidente lula tem medo mesmo é do povo. Até hoje caladinho e trancado nos palacios , demorou quase uma gestação completa para entender o obvio ,:que o dr.pires deveria ser mudado pra ver o que dá.

milton tenorio pinto junior

Comprou um avião novo pelo medo. E não poderia culpar ninguém, até porque o único culpado foi ele e sua equipe de incompetêntes.

Cátia Santos

Ele(Presidente) diz que tem medo de avião, porém vive de viajar, fico imaginando se ele não tivesse medo, então o que seria do AEROLULA???

Paulo Kigrer

Não é fácil para os que possuem discernimento próprio, e dispensam a Rede Globo como ajudatório pensante, aceitar um tão medíocre como o Inácio presidente. Mesmo que seja deste nosso tão infante Brasil...



25/07


2007

A voz do leitor

Caro Magno,

Tenho uma grande admiração para com o seu trabalho. Gostaria de deixar claro que não concordo com a opinião do marqueteiro Marcelo Teixeira. Acredito que o problema desta situação em que vivemos hoje é complexa e que uma das causas não é o custo da passagem de avião por R$ 50,00 reais. Aumentar as passagens é uma solução muito estranha.

Elizabete Santos

Recife


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


25/07


2007

Reflexões de um ativo produtor cultural

Passados mais de 6 meses da nova administração do Estado, vejo, com rara preocupação, que o cenário cultural de Pernambuco não está sendo alterado. E isto é  inquietante. Pernambuco sempre foi pólo de cultura e exemplo para todo  país. Nos anos 80  e 90, dava gosto ver os teatros lotados, escolinhas de arte, teatro, música, danças, colocando  no mercado nacional artistas do porte de Patrícia França, Tuca Andrada, Bruno Garcia, Aramis Trindade, Airton Tenório, Guel Arraes, Paulo Falcão,Virginia Cavendish, entre outros.

Hoje, após 8 anos de um (des)governo estadual, incompetente e mercenário, aliado às mesquinharias das brigas partidárias que somente prejudicaram o cidadão  e onde vimos na música a absorção da cultura dos outros  Estados , principalmente da Bahia, com bandas executando acrobacias sensuais, efeitos de som e luz numa fórmula rápida de fazer dinheiro e promover políticos.

Já a cena teatral mostrou-se repetitiva com o TAP reeditando sucessos, num esforço sem limites para sobreviver. As outras companhias investindo no besteirol, em peças apelativas e o teatro infantil teimando em desqualificar a inteligência das crianças.

A dança, por seu lado, sobrevivendo com um festival anual, ressaltando, como sempre, o que vem de fora. Mania de brasileiro? Alguém já se preocupou em saber da real vontade do povo?  Ele quer dançar na rua ? Que seja reeditado o antigo projeto, independente das cores partidárias.  Ele quer música?  Forró, brega, hip hop... tudo bem.  Mas, por que não momentos de prazer que são proporcionados pela música clássica ou por que não dar mais espaço aos maracatus e as cirandas?

Afinal de contas temos espaço de sobra, haja vista o Parque da Jaqueira, o 13 de Maio, o Centro de Convenções, as praças, os centros comunitários e até os estádios esportivos nas cidades do interior. 

O povo quer teatro?  Então que os grupos sejam incentivados e que haja mais investimento nos espaços já existentes, que os novos autores sejam reconhecidos.

Há muito a ser feito e tenho certeza que o nosso governador também pensa assim. Sei que ainda pode ser considerado cedo para cobranças, mas o que estou vendo é que, a exemplo de outros dirigentes, ele está começando a cercar-se de assessorias que, ao vez de ajudá-lo, estão prejudicando.

Cada vez mais estou convencido que todo problema de desgaste  do político é este. Na época das eleições, o candidato expõe suas idéias, faz promessas e acredita que poderá cumpri-las. Para isso, pensa, conta com grandes colaboradores. Vencedor, começam aparecer oportunistas, mercenários, pseudo-profissionais, que além de ditarem normas, vão destruindo a imagem do dirigente com um puxa-saquismo de fazer vergonha. 

Caso recentíssimo, na abertura do Pan, má assessorado, o nosso presidente ''pagou mico'' em cadeia mundial  e eles, os competentes assessores, continuam a dizer como deve ser feito achando que assim preservam a imagem do envolvido.  Tão ingênuos.....

Mas,  qual o motivo maior deste meu desabafo? A razão é simples. Durante os 36 anos de atuação na área da cultura, sempre pautei minha conduta profissional na elevação do nome de Pernambuco nas artes cênicas, afinal de contas foram  48 produções teatrais, 29 projetos para grandes públicos, 06 prêmios de reconhecimento profissional e de parcerias com grandes empresas.

Sempre trabalhei independente do partido político que estivesse no poder, mas como cidadão, me dou ao direito de apoiar aqueles que para mim representam os reais anseios populares e que me inspiram irrestrita confiança. Por isto, apoiei Eduardo e não medi esforços para estar presente em todos os momentos de sua campanha. Para ser ainda mais justo, muito antes do seu favoritismo nas pesquisas.

Assinei embaixo dos seus projetos para a área cultural, regimentei toda classe artística em torno do seu nome, mobilizei, diuturnamente, os sites de relacionamento na Internet, dei farto material para combater as mentiras dos adversários. Enfim, um trabalho árduo, mas convicto que estava trilhando o caminho certo. Nunca ansiei nem pedi nenhum cargo para mim, nem para nenhum amigo, por isto sinto-me a vontade para fazer esta crítica construtiva.

Tudo que fiz e faço é por acreditar numa verdadeira mudança, mas ao passar o tempo, começam os questionamentos, pois vejo antigos e ferrenhos adversários dando as cartas na administração atual do Estado.   Conchavos políticos ?  Podem ser... Mas até eles devem ser feitos com cautela. Nunca esqueçamos  que nem o sábio e saudoso Dr. Arraes  escapou de ser traído  por antigo aliado. 

É prudente, que nós, que fazemos o PSB-PE, estejamos alertas para não deixar cair por terra todo ideal do partido.

Recife, julho de 2007.

Cristiano Lins de Amorim

Produtor Cultural

www.cristianolins.com.br


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Cátia Santos

Este Cristiano Lima, É UM DEFENSOR FERRENHO DO ATUAL GOVERNADOR (pude ver isso no Orkut em que ele dizia ODIAR Jarbas), e sempre ia em defesa do Dudu, agora vem com essa? Como vi em algumas respostas para ele, será que ele (Dudu) , assim como Jarbas, não te chamou para algum CARGO?

Paulo Kigrer

A qualquer instante deste irão "nomear" o nosso prefeito João Lindu como mecena cultural. Através da Mangueira (escola de samba) esse idiota prefeito e seu Sec. do Turismo querem "vender" o frevo comprando o samba! É mole? São muitis, roubam de tudo que é lado e em todos os ritmos...

Paulo Kigrer

Presumo que alguns aqui em Pernambuco confundam o que seja cultura. Se cultura for a triste manutenção caricata dos relatos nordestinos, então nisto somos sobejamente atendidos pelo mestre deste besta artifício que é Ariano Suassuna. A cultura de Pernambuco é bem mais que só Ariano...

Múcio Aguiar Neto

...cultura em nosso Estado. Múcio Aguiar Neto - jornalista e ex-superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - IPHAN.

Múcio Aguiar Neto

Prezado Cristiano, assim como você sou ferrenho defensor da nossa cultura, Pernambuco é sem dúvida berço cultural nacional e, sinto-me representado por suas palavras sensatas em seu artigo. Tenho esperanças que o jovem governador valorize suas palavras, que são palavras de todos os que fazem...



25/07


2007

Amorim: "Às vezes é preciso renovação"

O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, negou que tenha sido convidado para assumir o Ministério da Defesa. Ele disse que o novo ministro, Nelson Jobim, é uma "excelente escolha".

"Eu tenho o maior respeito pelo Waldir Pires (ex-ministro da Defesa). Ele tem uma biografia importante para o país, mas às vezes é preciso uma renovação", disse Amorim ao chegar ao Palácio do Planalto para a cerimônia de posse de Jobim na Defesa.

Ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Nelson Jobim havia recusado o cargo anteriormente, atribuindo a recusa à oposição da sua esposa. Ele, no entanto, cedeu aos apelos de Lula. Do Portal G1.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha