Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes

05/05


2021

Coluna da quarta-feira

A montanha pariu um rato

O depoimento do ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, ontem, abrindo os trabalhos da CPI da Pandemia, não acrescentou absolutamente nada de novo como contribuição à investigação. O que ele disse, o Brasil está careca de saber, sobretudo o Congresso. Entre os principais pontos da oitiva, disse ter ocorrido um "aconselhamento paralelo" ao presidente Jair Bolsonaro no enfrentamento à pandemia quando ele (Mandetta) esteve no cargo.

Falou na adoção da cloroquina para tratamento do novo coronavírus "ao arrepio" do Ministério da Saúde e questionou a participação do vereador Carlos Bolsonaro (RJ), filho do presidente, em reuniões ministeriais, o que, segundo ele, gera dúvidas sobre a influência do herdeiro nas ações do Governo.

Destacou que fez um alerta sobre o Brasil poder chegar a 180 mil mortes até o final de 2020 – número que acabou sendo superado. Em síntese, sua linha de raciocínio foi no sentido de mostrar que o presidente divergiu das orientações científicas, no isolamento e na cloroquina. Durante depoimento, o ex-ministro disse que viu uma minuta de documento da Presidência da República para que a cloroquina tivesse na bula a indicação para Covid-19.

Segundo Mandetta, o próprio diretor-geral da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) discordou dessa medida. Falar é fácil sem provas. Qual a prova que o ex-ministro apresentou aos integrantes da CPI de tudo que falou, inclusive sobre a mexida na bula da cloroquina? Nada, absolutamente nada. Divagou. Seu depoimento, esperado como uma bomba na CPI, em nada abrirá um clarão para se chegar à investigação que a comissão se propõe, que Bolsonaro é um genocida.

Tanta coisa, tanto perigo para ser apenas uma montanha que pariu um rato, expressão utilizada para designar alguma coisa que após muita expectativa, ameaça, ocorre apenas algo insignificante. Aplica-se perfeitamente à fala do ex-ministro, um “gênio” apenas no foco das câmaras da TV-Globo, que o trata como uma “celebridade”.

Roteiro em livro – O frágil depoimento de Mandetta, sem novidades, teve como roteiro um livro, do jornalista Wálter Nunes, sobre a pandemia, fruto de revelações do ex-ministro. Foi traçado também com base em relatos que ele manteve escrevendo diariamente sobre a situação do trabalho no Ministério da Saúde quando atuava no combate ao novo coronavírus e a difícil relação com o presidente Jair Bolsonaro, em 2020. Quem já leu o livro sabe, por exemplo, que Mandetta contou sobre episódios e reuniões em que Bolsonaro ignorou a gravidade da situação da covid-19 e fez questão de ignorar a orientação sobre isolamento social que estava sendo seguida em todo o mundo.

A carta – No seu depoimento, o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta trouxe apenas uma novidade. Informou ter enviado uma carta para o presidente Jair Bolsonaro com algumas recomendações que poderiam ajudar a conter o avanço da pandemia no Brasil. Mandetta disse que alertou Bolsonaro "sistematicamente", aconselhando que a presidência revisse seu posicionamento para acompanhar as orientações do Ministério da Saúde. A carta foi enviada em 28 de março de 2020, dias após a pandemia ser decretada.

Governadores – Mandetta citou, também, episódio de diálogo com o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), para exemplificar harmonia na relação entre poderes na pandemia. Ele disse ter ligado e conversado com Camilo sobre índices da pandemia na Capital para ajudar a embasar decisão posterior sobre flexibilizar o lockdown. Com isso, o ex-ministro quis mostrar que seu diálogo com os governadores era bom, em contraponto ao presidente, que bateu de frente com vários chefes de Estado, principalmente João Dória, de São Paulo.

Pau em João Paulo – Presidente da Associação dos Fornecedores de Pernambuco, Alexandre Andrade Lima bateu sem piedade, ontem, no deputado João Paulo (PCdoB), que carimbou o agronegócio como um lixo e de provocar fome e miséria. “Não podemos e nem aceitaremos ser acusados de setor tóxico que contribui para a fome e destruição ambiental. A entidade, que representa 7,1 mil agricultores deste ramo, sendo um dos principais segmentos do agro nacional, refuta a fala do deputado em todos os aspectos apontados e o orienta a conhecer melhor a realidade, iniciando pelo seu Estado, formado por 97% de agricultores familiares”, desabafou.

Bronca em Noronha – O deputado Waldemar Borges (PSB), presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa, protocolou, ontem, uma representação no Tribunal de Contas da União (TCU) solicitando uma investigação sobre os custos da obra de manutenção da BR-363, em Fernando de Noronha. O serviço é de responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). Iniciada em 2017, a obra está sendo feita na rodovia da ilha, que tem 7,5 quilômetros de extensão. A manutenção, inicialmente orçada em R$ 9,9 milhões, teve prorrogação de prazo e valor reajustado para R$ 24,7 milhões.

CURTAS

MAL-ASSOMBRADAS – A ex-prefeita de Arcoverde, Madalena Brito (PSB), levou mais um tombo na batalha quase que inglória para reverter a decisão do Tribunal de Contas do Estado, que reprovou suas contas referentes ao exercício de 2016. Relator do processo, o conselheiro Carlos Porto considerou grave infração um déficit da ordem de R$ 25 milhões nas contas mal-assombradas da ex-gestora socialista. 

CAIU FORA – O jornalista Diogo Mainardi anunciou em nota pessoal postada no jornal on-line ‘O Antagonista’, do qual é sócio fundador e um dos editores, seu pedido de demissão do ‘Manhattan Connection’, programa pela TV-Cultura ancorado por Lucas Mendes. “Desde a quarta-feira da semana passada, quando xinguei o lulista Kakay, a TV Cultura estava pressionando os produtores do Manhattan Connection, a fim de que tomassem alguma medida contra mim”, escreveu.

Perguntar não ofende: Por que o ex-secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia, quer barrar a chegada da documentação do escândalo dos porcos à CPI da pandemia?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Mandetta destrói governo Bolsonaro em CPI; trata-se de crimes dolosos.

Fernandes

Sem perder a ordem dos comentários. Ciro Gomes, sobre família Bolsonaro: “Se gritar pega ladrão, não fica um” Ciro Gomes voltou a chamar Jair Bolsonaro de ladrão . No Twitter, o pedetista compartilhou uma reportagem da Folha sobre as investigações que miram os quatro filhos do presidente, e escreveu: “‘Se gritar pega ladrão, não fica um, meu irmão’. O chefe da quadrilha é o pai, Jair Bolsonaro!”

Fernandes

No pais de Bolsonaro permanecer vivo é um ato de protesto.

Fernandes

Que fique bem claro, Bozo é Ladrão. Genocida, e marcos de camaragibe é Fresco e queima o Boga.

Fernandes

Fátima Bernardes homenageia Paulo Gustavo e cobra Bolsonaro: Por que recusou 11 vezes compra de vacinas?

Fernandes

Escritor Paulo Coelho citou todas as ações negligentes de Jair Bolsonaro que culminaram na morte de mais de 400 mil brasileiros, incluindo o ator Paulo Gustavo. canalha da pior espécie ressaltou Coelho

Fernandes

Em entrevista a Juca Kfuri marcos de camaragibe diz que vai ser Pastor e deixar de dar o seu Boga..kkkkkkkkkkkkkkkkk

marcos

¨A única coisa que eu quero do Brasil hoje é a Chave do cofre do Banco central ¨Luis Inácio Corona da Silva.

marcos

Que fique bem claro, Lula é Ladrão.

marcos

Lula com medo de Jair Bolsonaro, ..... Porra Janja, como é que esse cara conseguiu botar 32 milhões de pessoas nas ruas?

marcos

Hoje dia 05/05 faz um mês desse comentário..... Esse verme bolsonaro vai ser Exterminado junto com sua família e os seus apoiadores. Nehemias Fernandes o Nazista fresco do Cabo em 05/04/2021.

Fernandes

Em entrevista a Juca Kfuri marcos de camaragibe diz que vai ser Pastor e deixar de queima o seu Boga..kkkkkkkkkkkkkkkkk

marcos

Será que Lula vai vender o Triplex do Guarujá?

Fernandes

Kennedy Alencar: depoimento de Teich é prova de crime de Bolsonaro ao recomendar cloroquina.

Fernandes

Com medo da CPI, Pazuello chama advogado criminalista para ajudar em sua defesa.

marcos

E Lula coitado, além de Corrupto, Ladrão e Côrno agora depois de velho tá queimando o Boga. Igual ao Nazista Fresco do Cabo de Santo Agostinho.

Fernandes

Oposição derrota o governo na CCJ e rejeita projeto que previa punição a ministros do Supremo.

marcos

Em plena campanha Lula agenda reunião no Sítio de Atibaia, com Fernando Haddad o nosso kit gay candidato ao governo de São Paulo e demais candidatos a deputado Federal e estadual pelo PT É o Capitão Corrupção em ação.

Fernandes

Em entrevista a Juca Kfuri marcos de camaragibe diz que vai ser Pastore deixar de queima o seu Boga..kkkkkkkkkkkkkkkkk

marcos

Lula se encontrou hoje em Brasília com velhos amigos, Rodrigo Maia e Gilberto Kassab. É o time da Corrupção querendo voltar. Intervenção Federal Já.

marcos

Em entrevista a Juca Kfuri Lula diz que vai ser Pastor! ..kkkkkkkkkkkkkkkkk

Fernandes

Teich reforça obsessão de Bolsonaro por cloroquina. A preocupação exagerada com a cloroquina esconde uma razão. Sabe-se que foi comprado muito desse medicamento, cujo insumo foi superfaturado e fabricado pelo Exército. Obviamente há coisas a serem reveladas envolvendo essa negociata.

Fernandes

Em 11 de abril de 2020, Jair Bolsonaro foi a Goiás, junto do ex-minsitro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, para inaugurar um hospital de Campanha. Ao chegar no local, de helicóptero, o governador do estado, Ronaldo Caiado, tentou cumprimentar o presidente de longe. Bolsonaro negou, abraçando-o e dizendo: Vamos contaminar logo todo mundo de uma vez. Quem conta é Ugo Braga, ex-assessor de Luiz Henrique Mandetta e autor do livro Guerra à saúde. A ação irritou o ex-ministro e o governador, ambos médicos.

Fernandes

Nossa bandeira está vermelha de sangue. Aceita marcos de camaragibe Frango safado queima Boga.

marcos

600 DIAS DE GOVERNO________________........ 600 dias sem dinheiro público pra drogados e abortistas. 600 dias sem dinheiro público pra artista famoso mamar na Lei Ruanet. 600 dias sem dinheiro público pra ONGs internacionais interessadas somente nas riquezas do BR. 600 dias sem dinheiro público Federal pra Globo 600 dias sem dinheiro público pra invasão de propriedades pelo MST e MTST. 600 dias sem dinheiro público bancando parada LGBT?????????? 600 dias sem dinheiro pra balbúrdia nas escolas e universidades públicas. 600 dias sem dinheiro público pra financiar ditaduras. 600 dias de lucros recordes nas estatais brasileiras. 600 dias de reconstrução do modal de transporte no BR 600 dias de foco no NE, e a água chegou nas casas do povo do sertão nordestino. 600 dias de investimento em INFRAESTRUTURA. 600 dias de estradas recuperadas pela engenharia do @exercitooficial. 600 dias de choro da esquerda maldita pela perda da mamata. 600 DIAS SEM CORRUPÇÃO

marcos

Mentira, morto pela Covid -19 não sangra. Deixa de ser Analfabeto, fresco safado.

Fernandes

Nossa bandeira está vermelha de sangue.

Fernandes

Bozonaro dá pouco aos pobres e muito aos Ricos ...... Ciro Gomes.

Fernandes

Eu autorizo Bolsonaro a me matar, diz manifestante sem máscara em aglomeração.

marcos

Intervenção Federal Já.

marcos

Eu autorizo Lula a me roubar e Roubar o Brasil. Idiotas úteis e jumentos Canhotos.

marcos

\" Lula deu pouco aos pobres e muito aos Ricos \" ...... Ciro Gomes.

Fernandes

Eu autorizo Bolsonaro a me matar, diz manifestante sem máscara em aglomeração.

Fernandes

marcos de camaragibe é um Fresco contumaz.

Fernandes

Burguesia está atordoada e não sabe o que fazer com Bolsonaro.

Fernandes

Bom dia povo de Deus, só lembrando que Bozo Ladrão Genocida tá quebrando o Brasil, saqueou os cofres público por 28 anos, tá deixando 14,4 milhões de pessoas desempregadas e mandou matar Marielle Franco. Amém! Só lembrado, marcos de camaragibe é Fresco queima o Boga.

Fernandes

Bolsonaro disse a Caiado, em abril de 2020 : Vamos contaminar todo mundo.

marcos

Hoje quarta feira dia 05 de maio, chove bem aqui em Camaragibe, mas que fique bem claro que Lula é Ladrão.

marcos

Intervenção Federal Já. Nós autorizamos!

marcos

Quando Lula vai convocar o povo para as Ruas? ................... kkkkk

marcos

Mandeta é incompetente e Ladrão. Mais um que se perdeu na safadeza.

marcos

Bom dia povo de Deus, só lembrando que Lula o Ladrão quebrou o Brasil, saqueou a Petrobras, deixou 13 milhões de pessoas desempregadas e mandou matar Celso Daniel. Amém

ABAIXO FALSO MORALISMO

Vai tomar no teu cu magno. Babão do caralho. Tais de esmola pra babar tanto Bolsonaro ? Tais ganhando quanto com isso ?


Petrolina abril 2021

Confira as últimas colunas

14/06


2021

Coluna da segunda-feira

Um ciclo com ponto final

Lamentada no País inteiro, com repercussão no Exterior, a morte de Marco Maciel, sábado passado, simboliza também, na verdade, um ciclo que está se fechando em Pernambuco como celeiro exportador de políticos com DNA nacional para atuar em favor do Brasil com assento no Congresso. A Câmara já foi presidida por três pernambucanos – Inocêncio Oliveira, Severino Cavalcanti e o próprio Maciel.

Nilo Coelho, maior expressão política do clã petrolinense, comandou o Senado. Também presidiu a Casa Alta o usineiro João Cleofas, que disputou três vezes o Governo de Pernambuco, perdendo para Agamenon Magalhães, Cordeiro de Farias e Miguel Arraes.Das lideranças forjadas no combate à ditadura – e Pernambuco foi grande protagonista – apenas o senador Jarbas Vasconcelos (MDB) cumpre mandato, hoje, aos 78 anos. Da sua geração, igualmente com visibilidade nacional, Roberto Magalhães, Inocêncio Oliveira, Joaquim Francisco, Egídio Ferreira Lima e Gustavo Krause estão sem mandato.

Deste ciclo, morreram Marcos Freire, Ricardo Fiúza, Carlos Wilson, José Mendonça, Sérgio Guerra, Eduardo Campos, Fernando Lyra, Cristina Tavares, Osvaldo Lima Filho, Maurílio Ferreira Lima, Osvaldo Coelho, Mansueto de Lavor, Antônio Farias e Severino Cavalcanti, todos com mandato de alta relevância, linhas de atuação antagônicas e ideologias as mais dispares. No velho ditado, cada macaco no seu galho, cumpriram papéis relevantes.

O ciclo que se fecha foi inspirado lá atrás. Estado revolucionário, Pernambuco mantém uma tradição em dar pitaco na cena nacional de longe. Já na Constituinte de 1824, tinha 11 representantes, entre eles Manuel Inácio Cavalcanti de Lacerda e Manuel Caetano de Almeida Albuquerque. Em 1946, Gilberto Freyre foi eleito deputado federal constituinte, recebeu vários prêmios e acabou contemplado com o título de Cavaleiro do Império Britânico, concedido pela Rainha Elizabeth II, da Inglaterra.

Eleito duas vezes deputado federal por Pernambuco, Josué de Castro destacou-se no cenário brasileiro e internacional não só pelos seus trabalhos ecológicos sobre o problema da fome no mundo, mas também no plano político em vários organismos internacionais. Outros nomes pernambucanos brilharam no plano nacional, viraram símbolos, como Joaquim Nabuco, líder da bancada abolicionista na Câmara dos Deputados.

Estácio Souto Maior, médico formado em 1935 pela Faculdade de Medicina de Pernambuco, ingressou na vida política filiando-se ao Partido Trabalhista Brasileiro (PTB). Elegeu-se deputado federal no pleito de outubro de 1954 e reelegeu-se quatro anos depois. Após a renúncia do presidente Jânio Quadros em 1961, votou contra a Emenda Constitucional nº 4, que implantou o sistema parlamentarista de governo, sob o qual foi empossado o vice-presidente João Goulart.

Interrompeu o mandato em setembro de 1961, quando foi nomeado ministro da Saúde do governo de João Goulart (1961-1964). Esteve à frente da pasta até junho de 1962, quando retornou à Câmara. Em outro plano, seja ocupando mandato federal ou não, são grandes referenciais políticos como o abolicionista José Mariano, o senador José Ermírio de Moraes, os ex-governadores Etelvino Lins, Barbosa Lima Sobrinho e Agamenon Magalhães.

Conde da Boa Vista, Cruz Cabugá, Rosa e Silva, Estácio Coimbra, Dantas Barreto, José do Rego Maciel, Francisco Julião, os irmãos Suassuna, Armando Monteiro Filho, Francisco do Rego Barros, Miguel Arraes e tantos outros que escapam da minha memória deram a Pernambuco o status da sua vocação: gerar para o Brasil uma geração de benfeitores.

O vice dos sonhos – Homenageado por lideranças de todos os matizes, Marco Maciel era uma unanimidade pelo seu perfil conciliador.  Fernando Henrique Cardoso disse que teve o vice dos seus sonhos. Se somados os dias alternados em que governou de fato nos oito anos de governo de FHC, Maciel ficou mais de um ano na Presidência. Fernando Henrique lhe dedicou espaço em seu “Diários da Presidência — 1995-1996”, lançado em 2015. Em suas 936 páginas, o ex-presidente cita seu vice 122 vezes. Considerado um coordenador político, recebia discretamente levas e levas de políticos em seu gabinete, aliviando o presidente de desgastes desnecessários.

Mal de Alzheimer – A família não divulgou a causa mortis de Marco Maciel, mas o ex-senador perdeu a vida pelas consequências nefastas do Mal de Alzheimer. Após deixar a Vice-Presidência, Maciel seguiu na política até 2011, quando terminou o mandato de senador pelo DEM. Com 20 anos no Senado em dois períodos, sua derrota na última tentativa de reeleição foi como um prenúncio da doença. O que parecia uma depressão foi se agravando.

O início do isolamento – O diagnóstico correto de nada adiantou, mas preparou a família. Até 2014, a doença pouco o afetava, mas Ana Maria, agora viúva, percebeu que o marido não conseguia acompanhar conversas e não lembrava de fatos históricos. “Ele percebia o esquecimento e ficava constrangido. No fim de 2014, não quis mais sair [de casa], só para consultas e coisas corriqueiras”, contou. Como os cuidados especiais exigem o trabalho de uma equipe, o casal mudou do apartamento que possui em Brasília para uma casa alugada onde pudesse acomodar os cuidadores.

Uma ave rara  Junto com Michel Temer, Marco Maciel era um dos ex-vice-presidentes brasileiros ainda vivos. Só que ao contrário do sucessor de Dilma, Maciel jamais rompeu com o titular do mandato, nem tentou ir além de suas atribuições. Visto como uma figura protocolar pelos detratores, seu verdadeiro papel foi de conciliador e de correção. Nunca brigou com FHC, diferente de Itamar Franco, que rompeu com Collor, e José Alencar, peça decorativa de Lula. O atual de Jair Bolsonaro, Hamilton Mourão, já derrapou com as palavras algumas vezes. Maciel primava pela lealdade e jamais foi duro com o superior hierárquico acomodado na cadeira presidencial.

Amansou até ACM – Diplomático, o maior feito de Maciel é praticamente desconhecido. A ele é creditada a capacidade de conter o explosivo senador Antônio Carlos Magalhães (PFL/DEM-BA), que presidiu a Casa de 1997 a 2001. Ele também ajudou a dissipar o escândalo da pasta Rosa, que denunciava o financiamento ilegal de campanhas de aliados do governo. Seus críticos diziam que ele jamais se expunha. Durante os governos Sarney e Collor, o deputado Ulysses Guimarães (PMDB) afirmava que o senador Maciel era capaz de falar por horas sobre os assuntos mais complexos sem proferir nenhuma opinião ou se posicionar, mesmo sendo presidente do PFL.

CURTAS

Alternativa – Não era de todo verdade. Egresso do movimento estudantil no início dos anos 60, Marco Maciel entrou na Arena, partido de sustentação da ditadura militar, sendo eleito deputado estadual e federal. No ocaso dos militares, defendeu abertamente a volta da democracia e chegou a ser cogitado como alternativa civil à Presidência do general João Figueiredo (1979-1985).

O rompimento – Depois, Maciel rompeu com o PDS, sucessor da Arena, ajudando a criar o PFL, que se alinhou com Tancredo Neves contra Paulo Maluf na eleição indireta para suceder Figueiredo. Nessa época, era presidente da Câmara. Foi conservador, claro, mas nem de longe era omisso ou um mero cortesão político. É uma triste ironia que um mestre do diálogo tenha sido enclausurado no labirinto de sua mente deteriorada, chegando a morrer, justamente nesses tempos de tamanho embate político.

Perguntar não ofende: Marco Maciel será lembrado em logradouros públicos, a partir de agora, tanto como Eduardo Campos? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Ipojuca 2021

12/06


2021

Coluna do sabadão

Barrado no próprio baile

Criado para dar voz a uma das categorias mais sofridas na pandemia, a dos artistas brasileiros, o quadro “Sextou”, do Frente a Frente, programa que apresento pela Rede Nordeste de Rádio, tem se revelado numa caixinha surpreendente de gratas revelações. Na estreia, há quatro semanas, o cantor Gilliard confessou que Recife foi a cidade em que teve o maior estouro em vendas de discos no auge do seu sucesso, nos anos 80.

Amado Batista provocou repercussão nacional com a declaração apontando o ex-presidente Lula como ladrão, a partir do instante em que a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffman, anunciou que estava processando o cantor. Terceiro convidado, Alcymar Monteiro, o rei do forró, distinção que só perde para Gonzagão, o rei do baião, contou que, não fosse a mão estendida de Reginaldo Rossi, em São Paulo, não teria chegado aonde chegou.

Nando Cordel abriu o coração, revelou segredos da sua carreira artística e até pessoal. Contou que, no ápice do seu sucesso, ganhou muito dinheiro, desmaiou num show e só aí despertou para a vida espiritual. Abriu uma organização social que cuida de idosos e crianças. Contou, ainda, que fez a música De volta para o meu aconchego, uma das mais conhecidas de sua autoria, a pedido de Dominguinhos, que havia brigado com a esposa.

Convidado do “Sextou” da próxima sexta-feira, Santana, o Cantador, conta que começou como vocalista na banda de Luiz Gonzaga, diz que a música Tamborete de forró, preferida por ele em shows, é uma homenagem a sua esposa Laelma, de Palmares, e que chegou a ser barrado num baile em que ele próprio seria o cantor, o astro da noite.

Foi uma festa filantrópica no Recife para ajudar Arlindo dos 8 baixos. Em um ano de pandemia, completado em março passado, os artistas deixaram de arrecadar um valor estimado em mais de R$ 2 bilhões, com direitos autorais em shows e eventos, segundo o Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad), responsável por angariar essa renda e distribuir entre os artistas no País.

Grana irrecuperável – A superintendente executiva do Ecad, Isabel Amorim, destacou que esse dinheiro não pode ser recuperado, pois remete ao período atual, em que tudo está parado. Por recomendação das autoridades de saúde e determinação de governos locais, diversos eventos foram adiados ou cancelados e comércios estão proibidos de abrirem as portas para o público. “No caso dos shows, alguns serão remarcados para outras datas. Porém, não haverá uma nova reprodução pública da música em outra data. Se não tocou, não tem direito autoral para pagar”, explicou Isabel Amorim.

Ameaçado de derrota – A novela mexicana em que se transformou a anulação da eleição em Pesqueira, impedindo o Cacique Marquinhos (Republicanos) de tomar posse, parece que está chegando ao fim. Os ministros do TSE – sete ao todo – começaram, ontem, a votar pelo plenário virtual. No primeiro dia, apenas três se manifestaram, deixando o Cacique em desvantagem de 2x1. Até o final da próxima semana, os quatro ministros irão proferir os seus votos. O que se diz no TSE é que o Cacique será derrotado. O TSE rejeitará o seu recurso e marcará a data da eleição suplementar. 

Assessor global – Amigo pessoal de Lula, o jornalista Franklin Martins será o todo-poderoso da comunicação da provável campanha do petista ao Palácio do Planalto, em 2022. Resta saber como será a relação do jornalista com sua antiga casa, a Globo, alvo de duras críticas do ex-presidente. Em julho de 2020, ao ser entrevistado pelo portal ‘Brasil 247’, o veterano do jornalismo analisou o canal carioca. “Os dois maiores partidos políticos do Brasil são o PT e a Rede Globo”, disse ao editor Gustavo Conde.

Destruir o PT – Franklin afirmou ainda que “a TV Globo se construiu a partir de uma posição quase monopolista dentro dos meios de comunicação” e acusou o canal de passar “os últimos 10 anos querendo destruir o PT e não conseguindo” Em maio, durante live, ele voltou a atacar a emissora ao opinar sobre a próxima eleição. “A Globo gostaria de construir um candidato que não fosse o Lula e pudesse derrotar o Bolsonaro, mas o Bolsonaro tomou grande parte do eleitorado que a Globo foi cativando, formando, dentro do processo de perseguição e golpe (contra o PT)”.

Boa escolha – Pernambucano do Recife, sobrinho do ex-ministro José Múcio Monteiro e do empresário Eduardo Monteiro, o deputado Fernando Monteiro (PP) chegou em Brasília como assessor de Múcio no final dos anos 90, conheceu rapidamente os meandros e segredos do Congresso e, de repente, foi eleito para representar o Estado na Câmara Federal. Escolhido presidente da Comissão da Reforma Administrativa, um tremendo abacaxi, porque contraria muitos interesses, ocupou, nos últimos dias, um grande espaço na mídia nacional. Preparado, passou segurança e conhecimento de causa. Deve fazer um bom trabalho.

CURTAS

EM QUEDA – Nas últimas semanas, a Globo está com dificuldade de atingir a casa dos 30 pontos de audiência no Ibope. Houve perda de público em quase todas as regiões do País. Em algumas, fuga de 15% de telespectadores. Esse revés seria consequência do alardeado boicote proposto na internet por críticos da Globo e os bolsonaristas? O principal telejornal da TV seria vítima do radicalismo político-ideológico?

RETRAÇÃO – A rejeição ao jornalismo da emissora carioca explica uma pequena fração do declínio no Ibope. Outras causas são bem mais danosas. A primeira é a retração do distanciamento social nas grandes cidades. As taxas caíram apesar do apelo “fique em casa” repetido pelas autoridades. Mais gente nas ruas por conta do comércio aberto até mais tarde significa menos público diante da TV na faixa nobre.

Perguntar não ofende: Por que o deputado Renildo Calheiros (PCdoB) está bancando o ônus da emenda casuística da federação dos partidos?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Caruaru

11/06


2021

Coluna da sexta-feira

Mais uma excrescência

Enlouquecidos com as dificuldades de montar chapas que garantam uma boa soma de votos e com isso a salvação dos seus mandatos, os deputados federais aprovaram, na noite da última quarta-feira, a urgência do projeto que cria a federação de partidos, um tremendo casuísmo que, na prática, permite, de forma disfarçada, trazer de volta as velhas coligações que eles próprios derrubaram nas eleições municipais, em 2020.

A urgência urgentíssima da medida, que permite a formação de um bloco de partidos concorrendo sob a mesma legenda, teve amplo respaldo na casa legislativa. A tramitação acelerada do Projeto de Lei 2522/15 recebeu votos favoráveis de 429 parlamentares e apenas 18 contrários. Entre os partidos, apenas o Novo votou contra. O requerimento que solicitou a urgência urgentíssima é de autoria do líder do PCdoB na Câmara, Renildo Calheiros (PCdoB-PE).

No plenário, Calheiros destacou que o texto em si ainda deve sofrer modificações, mas ressaltou a importância do tema. “Para o mérito, nós temos a expectativa de, com isso, contribuirmos para o debate, melhorarmos o arcabouço jurídico, as alternativas jurídicas para os partidos políticos brasileiros, dentro de uma construção democrática, de uma negociação que precisa evoluir, de entendimentos que precisam evoluir, mas é uma modesta contribuição que nós estamos dando”, afirmou.

Parlamentares destacaram a importância da tramitação da matéria em razão da proximidade do prazo de mudanças na legislação eleitoral – um ano do pleito. Nas redes sociais, a deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ) celebrou o resultado. “Aprovada na Câmara a urgência do projeto que cria as Federações Partidárias. Estamos no caminho de aprovarmos uma legislação moderna e democrática para o Brasil que une partidos em frentes únicas”, tuitou.

Na verdade, só é boa, moderna e democrática, para os nobres parlamentares, porque vai resolver a vida de muita gente que estava a beira de sofrer um ataque, devido às dificuldades de reeleição impostas pelo fim das coligações. O Congresso atua sempre assim: quando está em jogo os interesses deles próprios, vale bater palmas para uma excrescência de tamanha magnitude.

Arranjo de coligações – Especialista na matéria, o professor Maurício Romão diz que na federação, os partidos, resguardadas suas autonomias estatutárias, podem unir-se, funcionando como se um partido fosse, com identidade única, obedecendo a uma mesma linha ideológico-programática, votando matérias conjuntamente e obrigados a permanecerem nesse modelo durante o período da legislatura. Na versão da PEC, a federação será repetida nos estados, porém se faculta aos órgãos partidários nacionais decidir se o arranjo se reproduziria nas eleições municipais. O texto deixa muitos pontos sem esclarecimento, remetendo à legislação ordinária definição de regras sobre o mecanismo das federações nas casas legislativas e no processo eleitoral.

Fusão, a saída – Para Romão, alterações na atual legislação, às duras penas estatuída, faltando pouco mais de um ano de quatro meses para as eleições, devem ser prontamente repelidas. “O caminho alternativo para os partidos com insuficiente envergadura de votos, de perpassar os rigores do novo regramento, é o de se estruturarem mediante fusão, o que lhes possibilitam maior competitividade eleitoral e nova roupagem programática”, sugere.

Globo tentou Copa – Agora crítica da realização da competição, a Globo tentou transmitir a Copa América. Os principais executivos da emissora viajaram ao Paraguai em outubro de 2020 para pedir perdão à Conmebol para que a TV pudesse concorrer na disputa pelos direitos do campeonato. As informações são do site Notícias da TV. O perdão era necessário porque a Conmebol está processando a Globo por quebra de contrato. A emissora brasileira terminou o contrato de transmissão da Copa Libertadores em agosto do ano passado, antes do prazo estipulado. Sem a autorização da Conmebol, a Globo não poderia participar da concorrência para a transmissão de nenhum de seus torneios.

Mas quebrou a cara – A comitiva global contou com Jorge Nóbrega, presidente executivo da Globo, Paulo Marinho, diretor dos canais da emissora, e Pedro Garcia, diretor de aquisição de direitos. Eles foram à sede da Conmebol e foram recebidos pelo presidente da entidade, Alejandro Domínguez. A proposta da Globo era adquirir os direitos de transmissão da Copa América e da Libertadores, de 2023 a 2025 – os direitos são do SBT até 2022. A Globo queria os direitos para as TVs aberta e por assinatura, internet, rádio e streaming. Mas a Conmebol não fechou negócio.

Pressão pelo distritão – Há um movimento na Câmara para atropelar a comissão especial da reforma política e votar o projeto direto no plenário. O motivo é a pressa para aprovar mudanças nas regras eleitorais até outubro na Casa e no Senado. Se votadas depois disso, não valem para 2022. O modelo de eleição com mais apoio na Câmara é o distritão, que elege os deputados mais votados independentemente do desempenho dos partidos. No sistema de eleições atual as cadeiras de cada unidade da Federação na Câmara são dividas de acordo com a votação dos partidos. As vagas conquistadas pelas siglas são divididas entre seus filiados mais votados.

CURTAS

COM LIRA – Os pedidos para acelerar a tramitação do projeto, uma PEC (proposta de emenda à Constituição), já chegaram ao presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL). O Poder360 apurou que o deputado não demonstrou contrariedade, mas que ainda não há certeza se o Regimento Interno da Câmara permitiria a manobra. Em tese, só é possível retirar o projeto da comissão e levar para o plenário quando ela estiver funcionando a ao menos 40 sessões da Casa. Foram apenas 15 até o momento.

REELEIÇÃO DIFÍCIL – A pressão para mudar as regras eleitorais aumenta à medida em que as tratativas para fechar as candidaturas do ano que vem avançam. A manutenção das regras atuais ameaça a existência dos partidos pequenos e também é problemática para diretórios locais pouco estruturados de siglas grandes. Pode haver dificuldades pare encontrar candidatos a deputado federal em determinados Estados.

Perguntar não ofende: Por que os nobres deputados federais adoram legislar em causa própria?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

felipe

Não tire a máscara, tire o Bolsonaro!



10/06


2021

Coluna da quinta-feira

Obama e Amado Batista

O cantor Amado Batista, que ontem voltou a recepcionar o presidente Bolsonaro numa chácara em Goiás, reagiu com ironia em relação à ameaça de ser processado pela presidente do PT, Gleisi Hoffman, por ter chamado o ex-presidente Lula de ladrão. “Se realmente isso ocorrer, vou recorrer a Barack Obama para me auxiliar na defesa”, disse o maior fenômeno musical do País, que já bateu o rei Roberto Carlos em venda de discos.

A declaração de Amado Batista foi repassada ao blog por uma relevante fonte que esteve com ele recentemente. A entrevista do cantor irritou profundamente a cúpula do PT, Lula e seus asseclas. É um dos assuntos mais comentados nas rodas políticas do Congresso, na Esplanada dos Ministérios e no coração do poder, o Palácio do Planalto. A mídia nacional, em quase sua totalidade, reproduziu trechos e o áudio que foi ao ar no Frente a Frente pela Rede Nordeste de Rádio.

Não se sabe quando, mas Barack Hussein Obama, ex-presidente americano, declarou em seu livro de memórias (Uma Terra Prometida), que tinha conhecimento de suspeitas de corrupção bilionárias no governo do corrupto e lavador de dinheiro, Lula da Silva, a quem, certa vez, tadinho, chamou de “o cara”.

Antes tarde do que nunca, né? Mas Obama que não venha, agora, posar de ludibriado, pois não é. Seria impossível que o presidente dos EUA, simplesmente a maior potência econômica e militar do planeta, não soubesse de todos os mega esquemas de propina que abasteciam a cleptocracia lulopetista.

O democrata escreveu sobre o presidiário (provisoriamente em liberdade, por conta e graça de seis ministros do STF): “Ex-líder sindical grisalho e cativante (eu: quase todo criminoso é cativante), com uma passagem pela prisão por protestar contra o governo militar (eu: prisão de um mês), e eleito em 2002”.

E continuou, Obama: “Constava também que tinha os escrúpulos de um chefão do Tammany Hall (organização política criminosa que dominou Nova Iorque por 200 anos), e circulavam boatos (eu: boatos??) de clientelismo governamental, negócios por baixo do pano e propinas na casa dos bilhões”.

Ataque na Globo – Obama deu declarações também no programa de Pedro Bial, na TV Globo. Afirmou: “Soube dos relatos de corrupção que surgiram e que afetaram o sistema brasileiro. Na época, quando falei que Lula era o cara, não sabia de todos esses problemas envolvendo-o com corrupção. Acho que o dom que o Lula tinha ao se conectar com o povo brasileiro e o progresso econômico que realmente aconteceu, quando ele tirou as pessoas da pobreza naquela época, são coisas que não podem ser negadas, mas são coisas que tento fazer no livro, descrever as complexidades de todas as figuras, inclusive de Lula”.

A caneta é de Teobaldo – Presidente nacional do Podemos, a deputada Renata Abreu (SP) reforçou, ontem, ao blog, a liderança e o poder do deputado Ricardo Teobaldo como presidente da legenda em Pernambuco. Disse, enfaticamente, que qualquer liderança que manifeste interesse em ingressar no partido no Estado para disputar as eleições tem que sentar com Teobaldo. “É ele que decide”, disse. Foi um recado à deputada Clarissa Tércio, que tem sinalizado uma possível filiação ao Podemos para disputar o Governo do Estado.

O Novo tem líder – Candidato a vereador mais votado no Recife pelo partido Novo, mas não eleito por causa do voto de legenda, Técio Teles, que é sertanejo de Calumbi, mostrou, ontem, em Brasília, que é uma liderança em ascensão na legenda não apenas em Pernambuco, mas nacionalmente. Circulou com desenvoltura entre o salão verde da Câmara e azul do Senado, fazendo gestões já com vistas às eleições do próximo ano.

Sem recurso – Sob pressão, o Cidadania e o PSB desistiram de ações no Supremo Tribunal Federal (STF) que pediam a suspensão dos pagamentos de verbas do orçamento secreto, esquema montado pelo presidente Jair Bolsonaro para obter apoio político. O recuo das legendas causou estragos internos nos partidos. Um dos parlamentares insatisfeitos, o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) disse ao Estadão que se desfiliará da legenda. Em nota, o senador Alessandro Vieira classificou de “escândalo de dimensão nacional” o chamado orçamento secreto e disse discordar “frontalmente” da desistência da ação.

Aposta no Distritão – A possível adoção do Distritão para 2022, sistema na eleição proporcional que, no fundo, se traduz na chamada verdade eleitoral, está ganhando mais adeptos no Congresso. Segundo o deputado Silvio Costa Filho (Republicanos), a proposta pode ser aprovada na Comissão da Reforma Política, já para vigora em 22. Quanto à versão de que passaria na Câmara, mas seria barrada no Senado, diz que é mera especulação. “O Senado é uma casa revisora e não ia contrariar uma grande maioria formada na Câmara”, afirmou.

CURTAS

OS AGRESSORES – De acordo com o boletim de ocorrência sobre a agressão à vereadora Liana Cirne, da bancada do PT na Câmara do Recife, os policiais militares envolvidos na agressão à parlamentar com spray de pimenta foram o sargento Ronaldo Santos de Lima e os soldados Paulo Henrique Ferreira Dias, Aberlryton José Mendes de Aguiar e Lucas França da Silva.

A COMPROVAÇÃO – A agressão ocorreu no dia 29 de maio, durante a violenta repressão policial ao protesto pacífico contra Bolsonaro (sem partido). A truculência policial resultou em diversos feridos e na perda da visão de um dos olhos por dois homens atingidos por balas de borracha. Os quatro policiais aparecem nos documentos que estão sendo investigados pela Delegacia do Bairro do Recife.

Perguntar não ofende: Que tipo de punição sofrerão os policiais envolvidos na agressão à vereadora?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Ivanildo Santos

Diante da evidência dos fatos, o PT também deveria processar Barack Obama que chamou Lula de ladrão!

Joao

Grande QI amebóide, Amado Batista. Esse idiota só não toca na quantidade de brasileiros mortos por falta de vacina, ele sabe quem tem uma parcela grande de culpa nessas mortes, não toca no assunto Micheque, não fala na casinha de Flavinho chocolate rachadinhas.....asno!

felipe

Familiares de vítimas da pandemia processam Bolsonaro. A Associação de vítimas e familiares de vítimas da Covid-19 AVICO — protocolou terça-feira junto à Procuradoria Geral da República uma representação criminal contra Bolsonaro por negligência.


CABO

09/06


2021

Coluna da quarta-feira

Múcio, o tertius?

Na inviabilidade da ainda considerada candidatura natural de Geraldo Júlio ao Governo de Pernambuco, o ex-ministro José Múcio Monteiro, do Tribunal de Contas da União, poderia despontar como opção de tertius. Pelo menos é o que vem sendo especulado em Brasília nos últimos dias, na medida em que as notícias sobre as consequências das operações da Polícia Federal envolvendo investigação de recursos da pandemia comprometem Geraldo e assessores mais próximos.

Múcio goza de prestígio e amizade com o ex-presidente Lula, de quem receberia a indicação para a cúpula do PSB estadual. Foi ministro da Articulação Política do Governo Lula e por ele indicado ao Tribunal de Contas. Sua missão naquela corte já foi encerrada com muito sucesso, tendo se aposentado logo após cumprir dois anos como presidente. Com trânsito fácil em Brasília, Múcio continuou a morar na cidade, mas voltou a ter ligações diretas com Pernambuco.

Um deputado da bancada federal lembra que o Estado está carente de lideranças de envergadura, o que tem de sobra em José Múcio. Fala-se até que, no caso dele vir a ser escolhido como candidato alternativo, seu ingresso partidário seria via o PSB. Com assento no poder há 15 anos, o partido não quer perder o direito da indicação da cabeça de chapa para o Governo do Estado numa eventual aliança com o PT.

Por muito tempo, José Múcio militou no PTB, mas teve que se desligar tão logo assumiu a vaga de ministro do TCU. Com trânsito fácil em todos os partidos que integram a aliança governista em Pernambuco, não teria nenhuma dificuldade em ser acolhido no PSB. Em entrevista ontem ao Frente a Frente, ele negou que tenha feito qualquer articulação para buscar filiação partidária com vistas ao processo eleitoral de 22 em Pernambuco.

"Nunca tratei de qualquer assunto de 22 com Lula, com quem, aliás, tem tempo que não me encontro", afirmou. Múcio pode estar escondendo o jogo. Ele pode até não querer entrar no jogo sucessório de Paulo Câmara, mas tem muita gente torcendo por isso. Outro deputado chegou a lembrar até o nome do secretário da Casa Civil, José Neto, como o melhor candidato a vice numa chapa encabeçada por José Múcio.

Covidão no grito – Na visita do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, ao Agreste pernambucano, na semana passada, o presidente estadual do PTB, Coronel Meira, perdeu a paciência com o discurso de lideranças da região culpando o Governo Bolsonaro pelo agravamento da pandemia no Estado. Diante de um discurso radical de um vereador em Garanhuns, Meira explodiu. Pegou o microfone e dedo em riste afirmou: "Acabe com essa conversa mole, vereador. O maior culpado em Pernambuco é o seu PSB, que desvia dinheiro da Covid. O maior responsável pelos desvios é o seu prefeito Geraldo Covidão". O vereador calou-se.

Auxilio de R$ 12 bi – O ministro da Economia, Paulo Guedes, diz que a extensão do auxílio emergencial deve ser custeada por R$ 12 bilhões de crédito extraordinário (emissão de dívida pública) e R$ 7 bilhões que já estão disponíveis no orçamento do programa. Segundo o ministro, é “muito razoável” fazer essa despesa extra já que a vacinação não alcançou toda a população adulta (ele espera que isso ocorra até setembro). Guedes pontuou ainda que o governo está aumentando suas receitas por causa de uma melhora da economia, o que deve diminuir o deficit público.

Não deu em nada – Apesar de considerar cordial o gesto do governador Paulo Câmara em receber uma comissão de parlamentares da Assembleia Legislativa para falar sobre a ação da Polícia Militar no protesto do último dia 29, o deputado estadual Antonio Coelho (DEM) mostrou-se reticente com os argumentos apresentados. O líder da Oposição na Casa afirmou que a impressão passada durante a reunião é de não haver consenso no governo sobre de onde partiu a ordem para a polícia agir. O parlamentar, inclusive, reafirmou a disposição da bancada em buscar o esclarecimento dos fatos e defendeu a importância da abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Casa.

TCU investiga servidor – O Tribunal de Contas da União (TCU) informou, ontem, que vai apurar a conduta do servidor que escreveu uma nota apontando suposta "supernotificação" no número de mortes por Covid-19 em 2020. O documento foi citado pelo presidente Jair Bolsonaro na segunda-feira  como se tivesse sido produzido pelo próprio TCU. O Tribunal de Contas negou a autoria e, nesta terça, Bolsonaro admitiu ter errado na declaração. O TCU ressaltou, ainda, que as informações divulgadas no documento “não encontram respaldo em nenhuma fiscalização" do tribunal. O tribunal vai abrir procedimento interno para investigar o caso.

Nova onda – Em seu segundo depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid no Senado, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse, ontem, que há a tendência de o Brasil viver uma nova aceleração das mortes pela doença, sem, no entanto, admitir a iminência de uma 3ª onda de contágio. Ele reforçou que o chamado tratamento precoce com remédios como cloroquina e ivermectina não tem eficácia e declarou ter foco exclusivo na ampliação da campanha de vacinação. “Para mim, ainda não está caracterizada uma terceira onda. Eu acho que estamos ainda nessa segunda onda e num platô elevado de casos. E a minha esperança para conter isso é a vacina”, declarou o ministro.

CURTAS

VALIDADE – O presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), Carlos Lula, informou que os 3 milhões de doses da vacina da Janssen que devem chegar ao Brasil na semana que vem têm prazo de validade até 27 de junho. Como o imunizante é importado, o país terá de 10 a 14 dias para receber, distribuir e aplicar todas as doses. Segundo Carlos Lula, o Ministério da Saúde consultou o Conass e o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) para saber como proceder com a oferta de antecipação da farmacêutica mediante com um prazo de validade apertado.

COMÉRCIO – Pernambuco fechou o mês de abril com a maior alta no comércio varejista do ano. Com acréscimo de 8,2% no setor, o Estado teve um resultado quatro vezes maior do que o nacional, que fechou o mesmo período com alta de 1,8%. No resultado regional, Pernambuco ficou atrás apenas da Bahia, cuja elevação foi de 10,4%. Os dados são da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), divulgada pelo IBGE.

Perguntar não ofende: O Congresso vai ter recesso em julho em tempos de pandemia?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

camila mesquita

Eu não Esqueci quem é a Rede Globo… Mais se hoje ela é a única que quer DERRUBAR o MILICIANO BOZO, É para Ela que vou dar Ibope !.

felipe

Em pronunciamento, jogadores da Seleção Brasileira justificaram o 7 x 1 para Alemanha.

felipe

A PÁTRIA DE CAIXÃO: na carta dos jogadores da seleção nem uma vírgula dos 500 mil “torcedores” mortos.


Bandeirantes 2021

08/06


2021

Coluna da terça-feira

O ator e o mandante

Quem deu a ordem para atirar nos manifestantes que foram às ruas do Recife em protesto contra o Governo Bolsonaro, na semana passada, foi o secretário de Defesa, Antônio Pádua, demitido por esta razão e não porque pediu para sair. O comandante da PM, Vanildo Maranhão, também afastado, só deu o grito de ordem ao Batalhão de Choque em obediência ao secretário.

Já Pádua, por sua vez, não tinha autonomia para reprimir nenhum tipo de manifestação se não tivesse recebido ordem superior. Decisões dessa magnitude seguem, portanto, uma rígida hierarquia. No topo desse sistema, no velho e surrado linguajar do manda quem pode, obedece quem tem juízo, está o governador Paulo Câmara. Mas ele não vai dar o braço a torcer nunca. Em ano pré-eleitoral, assumir uma mancada dessa seria suicídio político.

Deste triste, lamentável e deprimente episódio se chega, igualmente, a conclusão de que a corda só arrebenta no lado dos mais fracos. O comandante da PM, o mais baixo na hierarquia, coitado, foi o verdadeiro boi de piranha. Pagou o preço pelo cumprimento da missão. Soldado no quartel, diz o ditado popular, está pronto para toda e qualquer missão que surgir, mesmo sendo contrário aos princípios.

Ao demitir o comandante da PM e em seguida o secretário de Defesa, o governador inverteu as ordens. O primeiro a cair deveria ter sido Pádua. De uma sala especial em seu gabinete, ele monitorou toda manifestação, informando ao governador passo a passo de tudo. E quando recebeu a ordem do chefe mandou o comandante jogar a tropa em cima dos manifestantes.

O final foi trágico e "projetou" Pernambuco no Fantástico, domingo passado, programa de maior audiência da Rede Globo. Tragicidade maior para os dois senhores que perderam uma das vistas atingidas por balas de borracha, que nada tinham a ver com o ato. Infelizmente, tiveram do Governo menos atenção e cuidados do que a vereadora petista, que se jogou no chão depois de levar spray de pimenta nos olhos.

Até as paredes – A versão acima, levantada por este blogueiro com as mais variadas fontes militares, é do conhecimento de toda a tropa, ativa e inativa, da aguerrida Polícia Militar de Pernambuco. Está presente também na bancada governista na Assembleia Legislativa e chegou fortemente aos deputados da própria coligação oficial na bancada federal. Como se diz no Palácio, as paredes têm vozes e falam tudo claramente.

Casuísmo a caminho – incomodados com a proibição da formação de coligações partidárias, experiência que os vereadores serviram de cobaias nas eleições passadas, os deputados federais estão decididos a promover um tremendo casuísmo: aprovar a federação dos partidos. Trata-se de um projeto que nasceu no Senado, ainda é objeto de uma grande polêmica, mas se passar na Câmara pode abrir uma janela para a volta das coligações.

Retrocesso eleitoral – À propósito, um especialista em legislação eleitoral fez o seguinte comentário sobre o projeto casuístico que começou no Senado por iniciativa do PCdoB: "A única diferença para as coligações na proposta do PCdoB é que na federação os partidos são obrigados a permanecerem unidos durante a legislatura. O resto é coligação pura e simples. Um retrocesso inconcebível".

Investimento espanhol – O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, sobrevoo o litoral de Alagoas e Pernambuco, ontem, levando a bordo uma delegação de empresários espanhóis de olho em hotelaria e energia solar no Nordeste. Machado procurou o grupo depois de ser informado da intenção dos espanhóis de investir em território cubano e não no Brasil. Depois de uma manhã de trabalho, o ministro ofereceu um almoço para a comitiva num restaurante da zona sul. Hoje, Machado vai levá-los para o Norte, especialmente o Pará, Estado que pretendem também investir em equipamentos turísticos.

Viva Joaquim! – Liguei, ontem, para o ex-governador Joaquim Francisco, a quem servi como secretário de Imprensa. Recentemente, ele se submeteu a duas cirurgias para se livrar de um câncer. Encontrei um Joaquim animado, alegre e divertido, como sempre. Louco para voltar às atividades de advogado no seu escritório e a caminhar no parque da Jaqueira. Homem público decente e probo, Joaquim Francisco é raridade na fauna política. Nunca seu nome esteve envolvido em qualquer tipo de desvio ético. E olha que ocupou muitos cargos – prefeito do Recife, governador, deputado federal e ministro de Estado! Honra Pernambuco.

CURTAS

MINHA PROFESSORA – Soube, ontem, antes de embarcar para Brasília, que a jornalista Valdelusa D’Arce, sofreu um derrame cerebral hemorrágico. Foi minha professora de Jornalismo na Unicap e colega de redação no Diário de Pernambuco. Estamos em oração por ela. Grande figura!

CIDADANIA – A Câmara de São José do Egito, berço da poesia pajeuzeira, aprovou, ontem, por unanimidade, meu título de Cidadão. Estou feliz porque São José é parte da minha vida e cenário do start no jornalismo. Ali, defendi muitas bandeiras, desde os anos 80, com destaque para os problemas decorrentes das secas periódicas. Também promovi sua cultura e o talento dos seus grandes poetas, desde Louro a Cancão. Este, aliás, personagem de uma bela reportagem de capa no caderno Viver, do DP. Em nome do vereador Albérico Tiago (PP), autor da proposição, agradeço a todos os 13 parlamentares.

Perguntar não ofende: Quando a CPI da Covid vai colocar em pauta a convocação de Geraldo Covidão?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

felipe

O voto no Peru é impresso e a direita diz que perdeu por fraude...

felipe

Santos, Cadê aquela massa que gritava o Brasil precisa de hospitais, não de Copa do Mundo, pra gritar agora. O Brasil precisa de Vacina, não de Copa América. Cadê?

Ivanildo Santos

A birra é tão grande com o Presidente que se ele anunciar que é contrário ao suicídio, o povo da esquerda se mata!

felipe

O curioso caso do país que não pode ter Censo, mas pode ter Copa.


Serra Talhada 2021

07/06


2021

Coluna da segunda-feira

O imexível Pedro Eurico

Na indiscutível sapiência da seleção do seu time, o ex-governador Eduardo Campos classificava seus auxiliares em dois patamares: os leiteiros e os sorveteiros. Reza a tradição do leiteiro acordar nos primeiros raios de sol no horizonte para a labuta diária da arte de sugar com as duas mãos, subtraindo das mamas da vaca no curral, o precioso leite das crianças.

Já o vendedor de sorvete só arrasta o carrinho com a sua mercadoria às ruas, na rotina de ir atrás do trocado diário, depois do meio-dia, tendo em vista que quase não existe seu consumo pela manhã por ser um produto gelado, bom para amenizar o calor.  Eduardo, claro, bom na pegada da ralação, admirava os sorveteiros, principalmente quando, brilhantes, rendiam bons resultados.

Mas, no fundo, só elogiava os leiteiros. Secretário de Justiça e Direitos Humanos do Governo Paulo Câmara, o advogado Pedro Eurico não é leiteiro nem sorveteiro. Mesmo assim, não sei por que razão ou milagres dessa vida caminhante, é um visgo de poder. Não cai nunca. É parte dos sanguessugas do serviço público: viram-se páginas de governo, mas ele está sempre lá.

E produzindo fábulas grotescas. Numa entrevista à TV Globo que virou meme pelas redes sociais, disse que o vírus da covid-19 não se pega em transportes públicos, seja em ônibus que as pessoas se transformam em salsichas, seja nos metrôs nos quais os passageiros passam pelo constrangimento de cheirar até o sovaco alheio, afora o assédio sexual.

“Ônibus não é vetor de contaminação”, proclamou ele, ao vivo, na poderosa global. Pedro Eurico é uma piada de mau gosto. Lá atrás, em 2016, liberou o número do seu celular para os presidiários. Os presídios, onde há rebeliões constantes, são subordinados a ele. “Eu vou ser cínico? Eu vou mentir? O celular existe e está lá. Além de dar o número do meu celular, eu disse: “Liguem a cobrar”.

Esta declaração, que na época gerou muita polêmica, foi sustentada, segundo ele, na suposta hipótese de um detendo sofrer tortura e ter a liberdade de denunciar por telefone. O governador não gostou nem um pouquinho, mas o manteve no cargo. No episódio mais recente, a repressão da PM aos manifestantes que foram às ruas contra o Governo Bolsonaro, Pedro Eurico disse que a ordem de bater e atirar bala de borracha não partiu do Governo e que não havia comando paralelo na polícia. Se não há comando paralelo, então partiu de quem, cara pálida, se não do Governo?

Pedro Eurico é uma piada de mau gosto! Teve cinco mandatos de deputado estadual. Ao final do último, encerrado em 2010, faz carreira na vida pública em todos os governos socialistas. Quer saber por que é imexível?

Eu não sei, mas talvez os pássaros que alegram as manhãs modorrentas do governador Paulo Câmara nos jardins do Palácio do Campo das Princesas tenham a resposta na ponta do bico.

No Livro dos Recordes – Pedro Eurico de Barros e Silva iniciou sua carreira política como militante da Comissão de Justiça e Paz da Arquidiocese de Olinda e Recife. Durante a ditadura militar, defendia presos políticos, denunciava a tortura e a perseguição política. Em 1982 foi eleito vereador do Recife e em 1986, deputado estadual pelo PSB. No segundo Governo Arraes (1986-1990) ocupou a Secretaria de Habitação. Eleito, Eduardo Campos o nomeou secretário da Criança e da Juventude, sendo remanejado por Paulo Câmara para Justiça. Em 15 anos de governo socialista, Pedro Eurico se segura em cargos há nove anos. Candidatíssimo ao Guiness Book.

O rei dos memes – O super poderoso Pedro Eurico cometeu outro baita deslize verbal que viralizou como meme. Para tirar o Governo do bombardeio quando as concessionárias de automóveis foram excluídas do decreto de restrição de funcionamento na pandemia, afirmou o seguinte: "As concessionárias, primeiro, não agrupam muitas pessoas e, segundo, é um serviço essencial para que as pessoas possam exercer o direito de trocar, comprar seus veículos, como também isso funciona para supermercados, para farmácias".

Festas clandestinas – O decreto de restrições para tentar conter a Covid-19 no Estado foi desrespeitado na praia de Barra de Sirinhaém, sábado passado. Moradores e turistas se aglomeraram na orla. Em Pombos, na Zona da Mata Sul, a Polícia Militar descobriu uma festa clandestina com 35 pessoas e levou o organizador para a delegacia. Vídeos enviados para a TV Globo mostram uma fila de ônibus, vans e carros particulares perto da orla de Barra de Sirinhaém. Havia muitas pessoas na faixa de areia e no mar, inclusive em barcos e lanchas. A PM disse que orientou os banhistas a deixar o local.

No Supremo - O Cidadania e o PSOL anunciaram que vão ingressar, hoje, no Supremo Tribunal Federal (STF), para suspender a execução das emendas do orçamento secreto, esquema criado pelo presidente Jair Bolsonaro para aumentar sua base de apoio no Congresso em troca de liberação de recursos. Os dois partidos apontam inconstitucionalidade na utilização de verbas reunidas por emenda de relator-geral (RP9). A manobra foi revelada pelo jornal O Estado de São Paulo.

PT processa Amado - A presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, afirmou que vai processar o cantor Amado Batista depois que ele chamou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de “ladrão”. A declaração foi no Frente a Frente, programa que apresento pela Rede Nordeste de Rádio. Na entrevista, Batista defende o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), com quem tem amizade, e ataca Lula e seus filhos. O cantor também criticou as últimas pesquisas de intenção de voto, que trazem Lula à frente de Bolsonaro nas simulações de 1º e 2º turno das eleições de 2022. Pelo Twitter, Gleisi Hoffmann escreveu que “quem faz acusações falsas tem que ser responsabilizado pelo que diz, famoso ou não”. A mídia nacional, entre os quais o site Poder360, do jornalista Fernando Rodrigues, reproduziu a íntegra da entrevista.

CURTAS

MUDANÇA CLIMÁTICA – Do apresentador Luciano Huck, que ainda é visto no páreo na disputa presidencial de 2022, apesar de ter renovado seu contrato com a Globo: “A pandemia foi só um aviso da natureza. Um alerta sobre os maus tratos que ela vem sofrendo principalmente nos últimos 100 anos. A mãe de todas as pandemias será a mudança climática. E esta não tem vacina que resolva”.

NO CEARÁ TEM DISSO, SIM – No Ceará, a partir de hoje, o funcionamento dos shoppings e restaurantes será estendido até às 22 horas, voltando ao horário normal. Vale também para os restaurantes, que devem faturar alto no Dia dos Namorados, próximo sábado. Já em Pernambuco, os namorados terão que comemorar em casa. Tudo fechado!

Perguntar não ofende: Nem no Dia dos Namorados, os restaurantes podem faturar uma graninha, governador? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Anuncie Aqui - Blog do Magno

05/06


2021

Coluna do sabadão

União abandona BR-232

As estradas de Pernambuco, as quais estou sempre nelas, seja em visitas ao meu pai em Afogados da Ingazeira ou em compromissos profissionais, não estão mal conservadas apenas nos trechos cuja manutenção é de responsabilidade do Governo do Estado. A União, que cuida das BRs, também abandonou grande parte, a começar pela mais movimentada, a rodovia 232.

Na vinda para Afogados da Ingazeira, onde estou desde quinta-feira passada, me deparei com obras tapa-buraco na 232 entre Recife e Caruaru, Caruaru x Recife. As eternas obras sonrisais: basta uma forte chuva para o asfalto ir embora. Não sei o que está acontecendo, mas antes essa manutenção da estrada até Petrolina era invejável, um verdadeiro tapete.

Agora, tudo mudou, embora o ministro de Infraestrutura, Tarcísio Freitas, responsável pelas estradas brasileiras, apareça nas redes sociais dizendo que tem duplicado muitas BRs e ampliado a malha viária até do Amazonas. Só esqueceu Pernambuco. O trecho, por exemplo, da mesma 232, entre Pesqueira e Arcoverde, está uma tábua de pirulito.

E não é de agora. Verdadeiras crateras têm colocado em risco a vida dos motoristas num pedaço da BR muito movimentado e perigoso. Já na BR-104, com 146,7 quilômetros em Pernambuco, importante elo entre os estados da Paraíba e Alagoas, como à BR-101, o Governo também esqueceu, embora esteja sendo duplicada.

Em Caruaru, ela cruza o trecho duplicado da 232, e precisa, urgentemente, dos bons olhares do Governo e da boa vontade do ministro Tarcísio. Quanto às estradas de responsabilidade do Governo de Pernambuco, a chiadeira é muito maior, as coisas acontecem lentamente, como é o caso do trecho entre Cruzeiro do Nordeste e Sertânia.

Sertaniense de origem e coração, a secretária Fernandha Baptista, de Infraestrutura, acha que fez um tapete, um trecho de apenas 9 km dos 48 km da via. Trata-se, porém, de uma obra muito malfeita. O restante, não se sabe ainda quando sairá, enquanto a operação tapa-buraco do trecho a ser restaurado, anda a passos de tartaruga.

Herança maldita – Segundo o Ministério da Infraestrutura, das 38 mil obras levantadas em cinco bancos de dados do Governo Federal, mais de 14 mil foram encontradas paralisadas pelo presidente Bolsonaro, ou seja, mais de um terço das obras que deveriam estar em andamento pelo País, cerca de 37%, não tiveram avanço ou apresentaram baixíssima execução nos últimos dois anos, analisados em cada caso. Juntas, elas alcançam um investimento previsto de R$ 144 bilhões, dos quais R$ 10 bilhões já foram aplicados.

Boa notícia – Pelos menos em Araripina, a secretária Fernandha Batista está com a bola cheia: conclui a pavimentação da estrada que dá acesso ao povoado de Lagoa do Barro, investimento de R$ 2,5 milhões. Obra executada pelo DER, a estrada é bastante esperada pelos moradores da região, porque vai melhorar o escoamento da produção de gesso e facilitar a circulação da população para o centro de Araripina e localidades ao entorno, e ainda, no escoamento da produção agropecuária e hortifrutigranjeira.

Comando questionado – De Rafael Alcaipani, gerente de relações institucionais do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, em entrevista à repórter Beatriz Castro, da Globo, sobre a violência da PM no ato contra Bolsonaro no Recife: "As polícias militares têm a obrigação de seguirem a lei. Quando elas não seguem a lei, como aconteceu no Recife, é urgente que se descubra quem foram as pessoas, que elas sejam punidas, senão a gente quebra a ordem, a hierarquia e toda vez que a política entra no quartel, a hierarquia e a ordem saem por outro lado. E toda vez que a hierarquia e a ordem saem do quartel é o comando dos oficiais que fica questionado”.

Protesto isolado – Um grupo de pessoas fez um ato, ontem, no Recife, cobrando respostas sobre a repressão da PM ao protesto contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que deixou vários feridos e dois homens sem parte da visão após serem atingidos por balas de borracha atiradas por policiais militares. Com curativos manchados com tinta vermelha nos olhos, eles pediram justiça por Daniel Campelo e Jonas Correia de França, os trabalhadores agredidos.

Senador festeiro – Os vizinhos do condomínio de luxo onde senador Romário mora, na Barra da Tijuca, no Rio, estão revoltados com a postura dele. Segundo informações do jornal O Dia, Romário estaria promovendo diversas festas em meio à pandemia do novo coronavírus. Nas celebrações, existe uma total falta de cuidado com a doença. Todos os convidados sem usar máscaras e muita aglomeração, com isso, indo contra os protocolos de segurança orientados pela OMS. Vale lembrar que em janeiro deste ano, Romário celebrou o seu aniversário em grande estilo e, mais uma vez, não respeitando a forte onda de Covid-19. Os 55 anos do Senador contou com vários convidados famosos, shows e uma lista para 500 pessoas.

CURTAS

Quem mata – O presidente Jair Bolsonaro se dirigiu à cúpula da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid no Senado para rebater críticas a sua decisão de trazer a Copa América para o Brasil. “Renan Calheiros, o que mata gente não é quem manda dinheiro para estádio, é quem desvia dinheiro do estádio”, disse em transmissão ao vivo nas redes sociais.

O ridículo FHC – Do ex-presidente FHC em defesa da CPI da Pandemia: “Pode parecer que é só o show, contém partes de show, mas além disso é um instrumento de defesa da sociedade. O governo não pode dormir porque a CPI acorda, sacode, né?”. “Às vezes há exagero, precisa entender, mas não tem problema. É melhor ter exagero do que não ter CPI”.

Perguntar não ofende: Até quando vai se estender o questionamento ao Governo sobre quem mandou bater nos manifestantes?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Blog do Magno 15 Milhões de Acessos 2

04/06


2021

Coluna da sexta-feira

Entre o poder e o afago do povo

Soube, ontem, quando cheguei em Afogados da Ingazeira, para visitar meu pai, através do também jornalista e meu amigo Mucíolo Ferreira, da morte do jornalista José Almir Borges, 75 anos. Deus chamou mais um grande amigo, um dos primeiros chefes que tive no start da minha carreira, nos anos 80. Trabalhei com ele no antigo SIP, o Serviço de Imprensa do Governo de Pernambuco, mais tarde, com status de primeiro escalão, elevado à Secretaria de Imprensa.

Grandes homens fazem com que todos se sintam pequenos diante deles, mas o grande e verdadeiro homem é aquele que faz com que todos se sintam gigantes lado a lado, face a face, com ele. Zé Almir era um desses. Mais que um jornalista, um notável gigante na comunicação e na relação humana. Seu maior valor, a humildade. Ensinava a arte da simplicidade, da tolerância.

Egresso do Maranhão, ingressou no Bandepe, por onde palmilhou uma longa carreira no serviço público. Descoberto por Ângelo Castelo Branco, pelas mãos de quem ingressei no velho e saudoso SIP, cuidou da imagem com quem trabalhou, entre os quais os governadores Marco Maciel, José Ramos e Roberto Magalhães, com um zelo invejável. Não conseguia dormir com uma simples nota numa coluna que contrariasse o interesse deles, principalmente Roberto Magalhães, de quem foi secretário de Imprensa.

Zé Almir era uma paixão ardente não apenas pelo jornalismo. Gostava de povo, do cheiro de gente simples, uma gente que se viu em coluna social pela primeira vez numa página assinada por ele, Soçaite nos Bairros, no Diário da Noite.

Durante o dia, de paletó e gravata, Zé Almir vivia o mundo do poder, de bastidores fantásticos, que guardou em segredo pelo resto da vida, fiel escudeiro a quem nele depositava confiança. De noite, com direito a virar a madrugada, era recebido, sem paletó e de calça jeans, com tapete vermelho, no Clube das Pás, nas gafieiras e bailes populares. O Zé Almir colunista do povo era celebridade entre os excluídos.

Deu voz a esse povo, conquistou uma legião de fãs, amigos e admiradores. A sua coluna, ilustrada com bumbuns gigantes clicados no roteiro boêmio periférico, era proibitiva às primeiras damas dos governadores com os quais trabalhou. A elite não lia Soçaite dos Bairros, lia João Alberto, lia Alex, Orismar Rodrigues.

Mas o povão delirava com uma foto na coluna dele. Zé Almir vai deixar muita saudade. Pensador e filósofo chinês, Confúcio nos ensinou a imitar os homens bons e desprezar os maus. No céu, Zé Almir vai ensinar humildade. Vai dizer que o topo da inteligência é a humildade. Vai ensinar também que quanto maiores somos em humildade, mais próximos estaremos da grandeza.

Zé Almir se foi, mas nos deixou um grande aprendizado:  gentileza, frugalidade e humildade. Afinal, os gentis podem ser corajosos, os frugais liberais e os humildes, condutores de homens.

Covax Facility – O governo dos Estados Unidos anunciou que irá compartilhar 75% das doses de vacinas contra a covid-19 que prometeu doar por meio do Covax Facility. O anúncio foi feito em nota divulgada pela Casa Branca, ontem. O Covax é uma aliança da OMS (Organização Mundial da Saúde) para o acesso igualitário à vacina, e outros parceiros para a distribuição das vacinas. Segundo a nota do governo norte-americano, cerca de 19 milhões de doses serão distribuídas entre a América Latina e o Caribe, o Sul e o Sudeste da Ásia e a África. O Brasil deve receber doses com o grupo da América Latina e Caribe, mas não foi informado o quanto será.

Vírus da insubordinação – Generais da reserva ouvidos pelo Blog do Gerson Camarotti, ontem, manifestaram preocupação com a decisão do comandante Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira de não punir o general Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde. O Regulamento Disciplinar do Exército e o Estatuto das Forças Armadas proíbem a participação de militares da ativa em manifestações políticas. Aberto um processo disciplinar, o comando do Exército considerou que não houve transgressão e anunciou que o caso está arquivado. “Isso pode disseminar o vírus da insubordinação”, alertou um dos três generais da reserva ouvidos pelo Blog na condição de anonimato.

Silencio de Mourão – O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, informou que não comentará a decisão do Exército de não punir o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello, general da ativa, pela participação em um ato político com o presidente Jair Bolsonaro. A posição foi informada pela assessoria do vice. Mourão é general da reserva do Exército e, no mês passado, defendeu o respeito às regras das Forças Armadas que vedam a participação dos militares em atos políticos. O vice-presidente disse que a aplicação de uma punição poderia evitar "que a anarquia se instaure" nas corporações militares.

PSB contra a Copa América – Os deputados federais Danilo Cabral e Julio Delgado, ambos do PSB, ingressaram com uma ação popular, na Justiça Federal, para impedir a realização da Copa América no Brasil. Eles pedem que sejam anulados os atos administrativos relacionados à competição feitos pelo governo federal em razão da pandemia no país. “É, no mínimo, imoral a realização de um evento de tamanha envergadura, com vultuosos gastos, uso de recursos e patrimônio públicos para colocar em risco a população brasileira”, diz um trecho da ação.

Seu Direito – A TV Alepe, o canal da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), começa a veicular, hoje, o programa “Seu Direito”, produzido pela Escola Superior de Advocacia (ESA) da Ordem dos Advogados do Brasil, seção Pernambuco. O programa semanal terá duração de 30 minutos e vai ao ar a partir das 14 horas. O objetivo é sempre abordar e debater temas relevantes do Direito que impactam a sociedade como um todo. A apresentação da primeira edição do “Seu Direito” será feita pela vice-diretora geral da ESA, Isabela Lessa, e pela coordenadora temática de Compliance na ESA, Mariana Teles, ambas advogadas.

CURTAS

BOULOS – O ex-candidato à Presidência da República pelo PSol nas eleições de 2018, Guilherme Boulos, estará no Recife, hoje, cumprindo agenda política e social na cidade. Às 11h, ele marca presença no ato simbólico em frente ao Palácio da Justiça. Boulos também inaugurará, às 12h30, uma “Cozinha Solidária do Brasil – Vila Santa Luzia”, na Torre, Zona Oeste do Recife. Esta é a 10º cozinha inaugurada pelo MTST no País.

PFIZER – Pernambuco recebeu, ontem, no Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes – Gilberto Freyre, a quarta remessa de vacinas da Pfizer/BioNTech, contendo 25.740 doses. Esse quantitativo será destinado ao grupo de pessoas com comorbidades, além das gestantes e puérperas em todo o Estado.

Perguntar não ofende: Os militares do Governo Bolsonaro não vão comentar a insubordinação de Pazuello?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


03/06


2021

Coluna da quinta-feira

Ordem foi do chefe maior

Quem deu a ordem para o Batalhão de Choque de Pernambuco agredir, atirar balas de borracha em gente inocente e reprimir os manifestantes que foram às ruas do Recife, sábado passado, protestar contra o Governo Bolsonaro? A polícia só um tem um comandante, o governador do Estado, no caso Paulo Henrique Saraiva Câmara, cidadão pernambucano, nascido no Recife em 8 de agosto de 1972, 49 anos de idade.

Foi Paulo Câmara, portanto, nome de guerra do governador. A menos que ele tenha perdido autoridade de chefe de Estado ou o Batalhão bata continência para um comando paralelo. Não sei qual situação pior, se ter autorizado ou a PM ter agido por conta própria. No segundo caso, as chances são muito remotas, porque o secretário de Defesa, Antônio de Pádua, foi flagrado numa sala acompanhando, com assessores, o desenrolar do episódio.

Estranhamente, o governador alimenta um silêncio que dói na sociedade como um soco no estômago. Tem um ditado popular que minha avó repetia muito, que diz que quem cala consente. Mais estranho, ainda, é o governador priorizar receber em audiência a vereadora agredida antes mesmo do seu secretário que dá as ordens ao Batalhão de Choque e a polícia em geral.

Ao ser abordado por deputados estaduais, o secretário disse, no mesmo dia que o governador dava tratamento de nobreza à vereadora petista, que não podia adiantar muitas informações aos nobres parlamentares porque não tinha tido, ainda, oportunidade de discutir tudo que havia se passado no sábado com mais profundidade com o próprio governador.

O governador deve uma satisfação ao povo pernambucano.

Certeza da ordem – Com a experiência de ter vindo do quartel, o deputado estadual Alberto Feitosa (PSC) gravou, ontem, e espalhou pelas redes sociais um vídeo contundente, cobrando do governador a resposta que toda a sociedade exige: quem deu a ordem para a PM reprimir no ato de sábado passado? Em outra gravação, ele diz não ter a menor dúvida que foi o governador. “O silêncio do governador é muito suspeito”, ironiza o parlamentar.

Nova posse – De volta ao cargo em Arcoverde, desde quando foi afastado em fevereiro passado, acusado de abuso de poder econômico na campanha, o prefeito Wellington Maciel (MDB) tomou posse na Câmara de Vereadores, depois recebeu o poder de volta, na sede da Prefeitura, pelo então prefeito interino Siqueirinha, que agora volta à Câmara Municipal reempossado presidente. Nas últimas 48 horas, Arcoverde celebrou com intensidade o regresso do empresário-gestor.

Decisão monocrática – Uma das responsáveis pela defesa do prefeito de Arcoverde, a advogada Diana Câmara corrige uma informação, ontem, nesta coluna, sobre o processo que definiu a volta ao cargo pelo prefeito eleito Wellington Maciel. Segundo ela, a decisão do ministro Alexandre de Moraes, em favor do prefeito, não se deu por liminar, mas por um julgamento monocrático e terminativo do ministro. Até cabe recurso, segundo ela, para o pleno do TSE, mas a decisão de Alexandre, pela sua robustez, foi do tipo final.

Partido problemático – O ministro Edson Fachin, do STF, encontrou “elevada gravidade” na acusação protocolada pelo vice-presidente do Patriota, Ovasco Roma Altimari, questionando as mudanças feitas na sigla pelo presidente, Adilson Barroso, para acomodar Jair Bolsonaro e seus filhos. “As alegações da petição inicial revestem-se de elevada gravidade e devem ser submetidas ao escrutínio do Estado-juiz”, disse o ministro na decisão. Fachin, que deu a decisão como parte da sua atuação no TSE, disse que é importante que o caso seja investigado pela autoridade competente.

Volta às ruas – Os movimentos sociais e centrais sindicais que organizaram os protestos realizados em todo o País, no último sábado, marcaram uma nova manifestação contra o presidente Jair Bolsonaro para o dia 19 de junho. O ato deve novamente pedir o impeachment do presidente, o retorno do auxílio emergencial enquanto durar a pandemia e a vacinação em massa contra o coronavírus. Dezenas de milhares de pessoas foram às ruas em mais de 200 cidades do Brasil e do interior. Mesmo usando máscaras e buscando seguir recomendações de distanciamento social, houve aglomeração entre os manifestantes.

CURTAS

CEARÁ EM QUEDA - O número de pacientes com Covid-19 dando entrada nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) de Fortaleza caiu 25% entre março e maio. A queda nos atendimentos foi observada logo após o pico da segunda onda da pandemia no Ceará. Além disso, os dados dão conta de que a gravidade dos casos diminuiu 51,7% entre abril e maio.

IRREGULARIDADE – De acordo com informações da Folha de S. Paulo, publicadas na edição de ontem, o Ministério da Saúde comprou máscaras impróprias a profissionais da saúde por um valor acima do praticado no mercado. O documento interno que mostra a compra foi enviado à CPI da Covid, no Senado, que está com um catatau de documentos em avaliação.

Perguntar não ofende: Governador, revele ao blog: quem deu a ordem?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


02/06


2021

Coluna da quarta-feira

Volta quase irreversível 

Relator no Tribunal Superior Eleitoral do processo de afastamento do prefeito de Arcoverde, Wellington Maciel (MDB), o ministro Alexandre de Moraes julgou, ontem, procedente a volta do gestor ao poder, do qual foi obrigado a deixar em fevereiro deste ano em ação na qual é acusado por abuso de poder econômico. O grupo do prefeito comemorou como uma volta definitiva ao cargo.

Mas a oposição anunciou, ontem, que recorrerá ao pleno do TSE, já que a decisão é monocrática, e até cabe recurso, mas é quase uma decisão final. Enquanto Wellington esteve afastado, o Governo municipal foi tocado pelo prefeito-interino, Weverton Siqueirinha, até então do grupo situacionista, mas hoje considerado traidor.

Traidor porque demitiu todo o secretariado de Wellington, inclusive o vice-prefeito Israel Rubis, nomeado para a Secretaria de Serviços Públicos e Meio Ambiente. Siqueirinha, inclusive, dava como certa a cassação definitiva do prefeito, tanto que já estava articulando a sua candidatura a prefeito na eleição suplementar que julgava como certa. Quebrou a cara.

A volta de Wellington, segundo a advogada Diana Câmara, foi sustentada numa defesa amplamente robusta do ponto de vista de sustentação jurídica e técnica. “Basta ler o parecer do Ministério Eleitoral de Brasília, da Procuradoria Geral Eleitoral, e agora o voto do ministro Alexandre de Moraes. Estamos confiantes de que, mesmo havendo recurso, nossa defesa será vitoriosa no pleno”, disse Diana.

Politicamente, saem vitoriosos, também, a ex-prefeita Madalena Brito, que emplacou Wellington como sucessor, e o deputado federal Fernando Monteiro (PP), que acompanhou de perto em Brasília a tramitação do processo fazendo, quando possível, sustentação forte e convincente em defesa do prefeito, que deve tomar posse ainda hoje numa Arcoverde em festa, apesar das comemorações discretas por causa das restrições impostas pela pandemia do coronavírus. 

Reação – “Ganhamos nos pênaltis, mas ganhamos”, comemorou o prefeito de Arcoverde, Wellington Maciel (MDB), ao comentar a decisão dada pelo ministro Alexandre de Moraes devolvendo o poder a ele até que se julgue o processo final pelo pleno do TSE em recurso já anunciado pela oposição, liderada no município pelo ex-prefeito Zeca Cavalcanti (PTB). Dada em primeira mão por este blog, com repercussão no Frente a Frente, a decisão levou os aliados de Wellington a fazer uma verdadeira invasão à sua casa na noite de ontem em comemoração.

Judas arcoverdense – O maior derrotado com a volta de Wellington ao poder em Arcoverde não é o ex-prefeito Zeca Cavalcanti, seu adversário derrotado no pleito de 2020, mas o prefeito interino Siqueirinha. Sai do episódio como o maior traíra da história de Arcoverde. No poder, com a chibata nas mãos, deu chute no traseiro de todos os aliados do prefeito e da ex-prefeita Madalena Brito. Ao invés de Siqueirinha, está sendo chamado na cidade de “Judas”.

Gravidade – De acordo com o que este blog apurou, o episódio brutal da PM no Estado, sábado passado, é algo da maior gravidade. Na verdade, é preciso apurar o que corre nos quartéis, de que a tropa saiu do quartel com ordem expressa para atirar. Nem na ditadura isso jamais ocorreu. A exceção está longe, vem do Rio, onde o governador Wilson Witzel, segundo reportagem, era acusado de mandar atirar para matar, mirando na cabeça. Nenhuma polícia, vale a ressalva também, vai às ruas dispersar manifestação pacífica sem ordem ou autorização do governador.

Foi insubordinação? – Ainda sobre o episódio, se não houve ordem do governador, então dá para inferir que houve insubordinação. Em se tratando disso, não tem qualquer relação com o bolsonarismo, pois teria ocorrido também em outros Estados. O que apurei é que a tropa chegou às ruas autorizada a dispersar a manifestação, sob a orientação de auxiliares próximos para se cumprir o decreto da pandemia, no qual está proibido qualquer tipo de ato que acabe em aglomeração.

Covidão é imbatível – Um documento oficial da Controladoria Geral da União (CGU), enviado à CPI da pandemia no Senado Federal, comprovou o que este blog já havia antecipado há muito tempo: o ex-prefeito Geraldo Júlio (PSB), o Geraldo Covidão, foi o recordista nacional de operações da Polícia Federal contra supostos desvios de recursos da covid-19. Assume o pódio absoluto com sete operações na sua gestão, encerrada em 2020. O segundo colocado foi o Governo do Estado do Rio de Janeiro, cujo governador já foi até alvo de impeachment. O Rio ficou em segundo lugar, com apenas cinco operações.

CURTAS

SEM URGÊNCIA – Na ação de Paulo Câmara (PSB), para impedir a convocação de governadores na CPI da pandemia no Senado, a ministra Rosa Weber resolveu não deferir enquanto a liminar de urgência não for requerida. Antes de dar a canetada, a ministra do STF vai ouvir o senador Omar Aziz (PSD-AM), presidente da CPI, o advogado-geral da União e o procurador-geral da República. O despacho da ministra foi divulgado ontem.

COLAPSO – A ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em Pernambuco é preocupante não apenas na rede pública, mas também na rede privada de saúde. O Estado registrou, ontem, 98% e 94%, respectivamente, de leitos ocupados por pacientes com Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag). Com essa alta, médicos temem o colapso do sistema de saúde

Perguntar não ofende: Quem mandou a tropa reagir com tiros?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


01/06


2021

Coluna da terça-feira

Elefante branco danoso

Alegando que a pandemia atravessa um estágio extremamente preocupante no Estado, o governador Paulo Câmara (PSB) se antecipou, ontem, diante da decisão do Governo brasileiro de sediar a Copa América, no próximo mês, excluindo Recife como sede da competição. Do ponto de vista de saúde pública, o governador tem lá suas razões, mas o certame mundial traz de volta um debate: para que serve a Arena de Pernambuco ociosa? O custo já foi pago? E sua manutenção?

Tenho quase certeza que os custos continuam descobertos, uma conta salgada que sobrou para a sociedade pagar. Para erguer o empreendimento em São Lourenço da Mata foram gastos R$ 743 milhões, valor 55% acima do contrato original, transformando o estádio no 4º mais caro do último Mundial. No acordo da licitação, a preço de maio de 2009, a obra foi orçada em R$ 479 milhões.

Era o acordo para construir o estádio visando a Copa do Mundo de 2014. A antecipação da obra em oito meses, a pedido do Governo do Estado, visando a presença local na Copa das Confederações de 2013, gerou uma revisão no contrato, com os chamados “aditivos”. E esse pedido de reequilíbrio financeiro feito pela Odebrecht foi de R$ 264 milhões. A medida extra na PPP teve quatro itens, incluindo aceleração da obra (R$ 190 milhões), exigências adicionais da Fifa no caderno de encargos (R$ 47,5 milhões), ressarcimento de impostos (R$ 23 milhões) e encargos financeiros (R$ 3,5 milhões).

Só com uma empresa de conservação da Arena, o Governo acumula uma dívida de R$ 3,5 milhões, contraída em 2017. De acordo com a Secretaria estadual de Esportes, o custo real de manutenção mensal da Arena é de R$ 750 mil, mas isso com o estádio em perfeitas condições e com a manutenção em dia. A construção e operação da Arena se deu através de uma Parceria Público Privada (PPP) entre o Governo de Pernambuco e o Consórcio Arena de Pernambuco. Pela PPP, a concessão é de 33 anos, incluindo os três anos de obras e o período de operação do espaço.

O contrato previa também o uso do terreno do entorno da arena como estratégia para desenvolver a zona Oeste da Região Metropolitana do Recife, local onde a Odebrecht iria desenvolver o complexo da Cidade da Copa. Em junho de 2016, o Governo rompeu o contrato com a Odebrecht e assumiu a gestão da Arena. Pela rescisão, teve que pagar R$ 246,8 milhões à construtora num prazo de até 15 anos.

Ficou só no papel – Em uma área de 270 hectares (equivalente a 300 campos oficiais de futebol), nas proximidades da Arena seria desenvolvida a Cidade da Copa, com a ideia de ser a primeira smart city da América Latina, totalmente planejada, favorecendo o uso de transporte alternativo, segurança e preservação do meio ambiente. Eduardo Campos, então governador, orçou o projeto faraônico em mais de R$ 1,59 bilhão. Nunca saiu do papel e se realmente fosse iniciada e concluída teria um bairro de 40 mil habitantes, estádio de futebol (já existente), centro de convenções, hotéis, escolas, faculdade, centro de comando da polícia, entre outros equipamentos normais de uma cidade planejada.

Decisão partidária – A decisão do governador Paulo Câmara (PSB), em excluir o Estado como uma das sedes da Copa América, não foi pessoal nem uma política de Estado. Foi do seu partido. Em Brasília, o deputado Júlio Delgado (PSB-MG) anunciou, ao mesmo tempo, que acionará a Justiça contra a realização do evento em território brasileiro. Mais cedo, a Conmebol divulgou que o campeonato será realizado no Brasil a partir de 11 de junho. Delgado afirmou em seu perfil do Twitter que é “um absurdo” a Copa América ser realizada no Brasil neste momento.

Irresponsabilidade – Júlio Delgado considera que a Copa América poderia ser facilmente adiada. Como argumento, o parlamentar mineiro diz que o campeonato não é classificatório para as Olimpíadas ou para a Copa do Mundo. Assim, seu adiamento não traria maiores prejuízos. “Meramente comercial, podia ser adiada tranquilamente”, advertiu. De acordo com ele, o caso será levado ao Supremo Tribunal Federal em caráter de urgência. “Nenhum país quis. A decisão do presidente brasileiro é de uma tamanha irresponsabilidade”, afirmou.

Pior da pandemia – Já o governador Paulo Câmara, que tomou a decisão de excluir o Estado tão logo tomou conhecimento e alinhou-se com o PSB nacional, alegou que Pernambuco se encontra no pior momento da pandemia. No último sábado, segundo ele, houve recorde de novas infecções pela covid-19. Ao todo, foram registrados 5.576 casos da doença em 24 horas. A taxa de ocupação de leitos de UTI na rede pública é dramática e já atinge os 98%.

A posição oficial – Em nota, o governador assim se posicionou: “O Governo de Pernambuco monitora, de forma permanente, os indicadores da doença no Estado. Nas últimas semanas, foi identificada uma nova aceleração dos casos, que motivou novas medidas restritivas no Agreste e na Região Metropolitana. Apesar de ainda não ter sido procurado oficialmente pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o Governo do Estado reforça que o atual cenário epidemiológico não permite a realização de evento do porte da Copa América no território de Pernambuco".

CURTAS

BRUTALIZAR – Da vereadora Liana Cirne (PT), sobre o ataque que sofreu da PM: "Eu vi que não era um comando para dispersar. Era um comando para brutalizar, ferir os manifestantes. Quando eu cheguei à Ponte Princesa Isabel, o ato já havia sido dispersado por força da ação policial truculenta. Já havia sido dispersado, os manifestantes estavam correndo, fugindo, pedindo socorro, literalmente. Então, não foi uma ação de dispersão, foi uma ação de violência".

SERRA TALHADA – Em mais uma demonstração de que, na verdade, trabalha fortemente por Serra Talhada, o deputado federal Fernando Monteiro (PP) assegurou, ontem, os recursos federais necessários, através de emendas, para a prefeita Márcia Conrado (PT) construir um acesso decente ao perímetro urbano da cidade.

Perguntar não ofende: Se os jogos da Copa América serão sem público que implicações teriam para o quadro da pandemia no Estado?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Ô Nazista Fresco, tu sabia que o governo brasileiro não vai gastar porra nenhuma com a copa América. Ao contrário do que a esquerda e os idiotas úteis pensam os estados vão ganhar dinheiro mesmo sem público nos estádios.

marcos

Copa América sim, Corrupção não.

Fernandes

Governo bolsonaro só aceita médicos e cientistas que concordam com sua política. Genocida.

Fernandes

Milhares nas ruas, apesar da pandemia, provam força da repulsa a Bolsonaro. Fora Bolsonaro.

Fernandes

Cadê aquela massa que gritava o Brasil precisa de hospitais, não de Copa do Mundo, pra gritar agora. O Brasil precisa de Vacina, não de Copa América. Cadê?

marcos

De onde Lula vai assistir a Copa América, Do Triplex no Guarujá ou no Sítio de Atibaia?

marcos

Só é permitido aglomerar nas favelas do Rio, ordens do STF.

marcos

A esquerda endoidou de a vez com a copa América. Todo mundo em casa, com a TV ligada no SBT, tomando uma gelada, sem o risco da aglomeração para ver o Brasil ser campeão sem os comentários de Galvão Bueno . Ui nega.

marcos

Os mortadelas aglomerando, e o perigo da transmissão do Vírus Chinês? Hipócritas.

Fernandes

Coronavírus é favorito ao título da Copa América.

Fernandes

Milhares nas ruas, apesar da pandemia, provam força da repulsa a Bolsonaro. Fora Bolsonaro.

Fernandes

Cadê aquela massa que gritava o Brasil precisa de hospitais, não de Copa do Mundo, pra gritar agora. O Brasil precisa de Vacina, não de Copa América. Cadê?

Fernandes

Bolsonaro quer Copa América para espalhar o vírus.

marcos

Aqui vai um recadinho para vocês Canhotos; Cuidado com o que estão pedindo, pois se o nosso presidente mito Jair Bolsonaro cair entra um General ( Mourão ) linha dura. Kkkkkkkk

marcos

Ô Nazista Fresco, quem espalhou o vírus foi o PCC Chinês. Ainda bem, agradece Luiz Inácio Corona da Silva.

marcos

Então João pirobo, se o mito sair e entrar o vice ou o presidente da Câmara as mortes acabam? Deixa de tá conversando merda que Biden entrou e o vírus Chinês continua matando.

Fernandes

Bolsonaro quer Copa América para espalhar o vírus.

Joao

Ô fascista baitola, deixa de viadagem que neste governo bolsoanta, todo dia tem mortes por covid, já são quase 500 mil, não tem vacina para todos, pois o coiso não comprou, toda semana tem aumento de combustível e todo mês tem cobrança na bandeira vermelha.

marcos

Ô Nazista Fresco, deixa de frangagem que no governo Dilma Jumenta PT, todo mês tinha cobrança na bandeira vermelha.

marcos

Sabedores da proibição de público nos estádios, os governadores do Nordeste estão com medo da contaminação das Muriçocas ou do sucesso do evento?

marcos

Ministro anuncia que jogos da copa América NÃO terão público. A pergunta que fica, por que Paulo Câmara deixou a realização da final do pernambucano?

marcos

Bom dia povo de Deus, só lembrando que Lula o Ladrão quebrou o Brasil, saqueou a Petrobras, deixou 13 milhões de pessoas desempregadas e roubou até pano de Pereça. Amém

Fernandes

Conta de luz vai subir até 20% em junho. Se a sua bandeira nunca foi vermelha, agora será!

Fernandes

Bolsonaro planejou 1,4 milhão de mortes no Brasil, aponta artigo publicado no New York Times. Jornalista Vanessa Barbara, autora do texto, calculou uma taxa de mortalidade de 1% e de 70% da população infectada, na estratégia da “imunidade de rebanho”.



31/05


2021

Coluna da segunda-feira

Foto: Marlon Diego

No reino da jecura

O PT que foi às ruas do Recife, sábado passado, dia nacional de protestos contra Bolsonaro, levou tiro de borracha e spray de pimenta na cara da policia do PSB, é o mesmo que foi chamado de ladrão pelo mesmo PSB de João Campos, que derrotou Marília Arraes na disputa pela Prefeitura da capital nas eleições do ano passado.

Revoltada com a repressão da polícia do Governo socialista, a militância petista só não chamou o governador Paulo Câmara de arroz doce, mesmo ele tendo condenado o ataque à vereadora Liana Cirne (PT). Essa mesma militância que ontem penou nas mãos da polícia do PSB que se prepare para ir às ruas pedir voto para um candidato do PSB a governador, em 2022.

A própria vereadora agredida, certamente estará no mesmo palanque do PSB, provavelmente batendo palmas para o candidato socialista, a pedido do ex-presidente Lula, que já está de casamento reatado com as forças do PSB para disputar à Presidência da República. A não ser que a vereadora siga os caminhos de Marília Arraes.

Esta, que deve ser, mais uma vez, fritada por Lula, tende a criar uma dissidência contra o candidato do PSB. Pobres e iludidos militantes petistas! Não sabem – ou fingem – que PT e PSB são feitos o gato e rato, um dia brigam, outro estão juntos, dividindo o mesmo queijo, no caso de PSB e PT, o latifúndio de cargos e benesses do poder.

PSB e PT nunca formarão um casal perfeito, daqueles de cinema. Brigam muito, ficam muito tempo sem se falar, cada um querendo ser o dono da verdade, cada um querendo um bolo maior da fatia do poder. Tudo joguinho bobo de orgulho ferido. Por trás das caras fechadas e bicos de ocasião o que se sabe dessa relação é que existe muita fominha de poder, uma gulodice nunca vista na história recente do País, como diz Lula.

PSB e PT são como no amor verdadeiro de casal apaixonado: brigas e mais brigas, mas em cada término de uma briga se abraçam e se amam como na primeira vez. Tem coisa mais engraçada do que as caras patéticas dos casais que brigam feio, fazem barraco, bradam publicamente horrores sobre o relacionamento, trocam ofensas expondo detalhes que só deveriam interessar a eles próprios e depois fazem as pazes, bonitinhos e alegrinhos, e saem de mãos dadas como se nada tivesse acontecido? Assim é PT e PSB, o reino da jecura em sua forma mais pura e realista.

Responda se souber – O que se pode esperar de um governador que não controla a própria polícia, que desobedece a suas ordens e agride político com spray de pimenta? Que toma decisões açodadas, como a punição do militar agressor sem saber de fato o que aconteceu? Que permite aglomerações no Recife, no mesmo fim de semana em que fecha no resto do Estado comércio, feiras, bares, restaurantes e até uma simples lojinha de conveniência, serviço essencial em qualquer posto de gasolina?

Abuso de autoridade – Tão logo tomou conhecimento do incidente envolvendo um policial e a vereadora petista, a delegada Vilaneida Aguiar (foto) foi às suas redes sociais e postou: “De forma nenhuma, estou defendendo a atitude do policial, até mesmo porque vai ser apurado pelas autoridades competentes. No entanto, o que posso dizer de antemão é que a senhora vereadora praticou, sim, abuso de autoridade. Está muito explícito”.

Confessa carteirada – Se houve abuso de autoridade, não sei. O que sei, na verdade, é que a vereadora teve um surto ditatorial e esfregou a sua carteira parlamentar na cara dos policiais, assumindo, de fato, que deu mesmo uma carteirada, conforme postou o seguinte em suas redes sociais: “Não me arrependo por um segundo do que fiz. Estou sendo criticada por ser impetuosa. Mas se tenho uma carteira de couro com um brasão da Câmara Municipal, é para isso que ele foi feito! O único carteiraço que vale a pena dar na vida. Fiz e faria de novo.”  

Baderna – Estranha a versão dos manifestantes de que o protesto contra Bolsonaro no Recife foi pacífico. A baderna foi grande: após o ato, os garis tiveram dificuldades de limpar as áreas do foco, com um amontoado de pedras e paus. Lojas do centro foram depenadas, carros da polícia violentados, enfim, tudo isso está longe de se traduzir como pacífico. O policial errou feio ao jogar spray na vereadora, mas a polícia, que estava ali apenas para cumprir ordens, negadas depois pelo governador, também foi agredida. E muito!

Fim dos golpes – O presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, disse que não há lugar na democracia brasileira para a “não aceitação dos resultados legítimos das urnas”. Em entrevista ao jornal O Globo de ontem, defendeu o sistema eletrônico de votação. Disse que já “passou o tempo de golpes, quarteladas, quebras da legalidade constitucional. Ganhou, leva. Perdeu, vai embora”. O ministro citou o exemplo do ex-presidente norte-americano Donald Trump, que “esperneou muito, mas está na Flórida, não em Washington”. O republicano, depois de perder as eleições nos Estados Unidos para Joe Biden, entrou com diversos recursos na Justiça argumentando que o pleito foi fraudado.

CURTAS

REAÇÃO 1 – Em dia de protestos contra seu governo, o presidente Jair Bolsonaro publicou, sábado passado, em seu Instagram uma foto com uma camisa com as palavras “imorrível”, “imbroxável”, “incomível”. As manifestações contra o presidente foram registradas em 22 estados e no Distrito Federal.

REAÇÃO 2 – A foto foi publicada no Instagram, Facebook e Twitter. Nesta última rede social, o presidente usou a seguinte legenda: “Temos um governo que acredita em Deus, deve lealdade ao seu povo e respeita os seus militares. Mais do que obrigação e dever, tenho certeza que vocês vão atuar dentro das quatro linhas da Constituição, se necessário for.”

Perguntar não ofende: A Polícia de Pernambuco agora faz parte das milícias bolsonaristas?  


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Bolsonaro planejou 1,4 milhão de mortes no Brasil, aponta artigo publicado no New York Times. Jornalista Vanessa Barbara, autora do texto, calculou uma taxa de mortalidade de 1% e de 70% da população infectada, na estratégia da “imunidade de rebanho”.

Fernandes

Milhares nas ruas, apesar da pandemia, provam força da repulsa a Bolsonaro. Fora Bolsonaro.

Fernandes

Patriota tem histórico de nepotismo e fisiologismo. Partido se fundiu com o PRP para manter os repasses do fundo partidário; irmão e filha de Adilson Barroso foram beneficiados com pagamentos da legenda

marcos

Os petistas estão com essa frescura toda para a polícia de Paulo Câmara, Paruano as mortadelas estarão de orelhas abaixadas votando em Geraldo Covidão PSB.

marcos

Ô Nazista Fresco, tu tá folote de saber que quem chama o nosso presidente mito Jair Bolsonaro de Bozo queima a Rosca. Ui nega

Fernandes

Ciro Gomes se posicionou contra a realização da Copa América no Brasil. Em publicação no Twitter nesta segunda-feira (31), o ex-governador do Ceará afirmou que a demora de Bolsonaro para comprar vacinas e a agilidade para aceitar sediar o torneio mostram “as prioridades de um governo genocida”.

Fernandes

Bolsolão abasteceu município de filha do dono do Patriotas, novo partido de Bolsonaro. Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) empenhou R$ 15,8 milhões em emendas extras para o município de Barrinha (SP), que tem como vice-prefeita Fabiana Barroso. Fabiana, de 27 anos, é filha de Adilson Barroso, dono do Patriota, partido que receberá Bolsonaro. Flávio, que fez o anúncio hoje, já se filiou.

Fernandes

Isso tudo sem esquecer que Bozo é Ladrão. Genocida, e marcos de camaragibe é “Sugar Baby”

marcos

Isso tudo sem esquecer que Lula é Ladrão.

Roberto de Lima Barros

Perguntar não ofende: O blogdomagno é ou não Bolsonarista?

José Elison Gomes Dos Santos

Magno, você tenta enfatizar o que realmente aconteceu, isso por conta do seu lado político, a cada nova matéria você deixa bem claro, de que não está aqui para mostrar os dois lados da moeda, mas sim o lado que lhe favorece... Aos poucos o blog vai perdendo a credibilidade.

Fernandes

O que é mais dificil. Ir pra rua protestar e enfrentar o virus? Ou aguentar o BOZOVIRUS?

Fernandes

Lula vai dar um banho. Será eleito no primeiro turno, diz economista Delfim Netto. O ex-ministro da Fazenda afirmou que a sociedade já esqueceu o Bolsonaro, um governo morto na ideia

Fernandes

MPF admite falta de provas e pede a absolvição de Lula em processo da Zelotes. \'Faltam elementos aptos a corroborar que Luiz Inácio Lula da Silva e Gilberto Carvalho tenham solicitado as vantagens indevidas\'.

Fernandes

Que fique bem claro, Bozo é Ladrão, Genocida!

Fernandes

Pior que Bolzonaro é quem votou nele e não se arrepende.

Fernandes

O vírus que mais mata no Brasil é a variante Bolsonaro. 450 mil mortes de crimes. Fora Genocida!

Fernandes

O bolsonarismo é uma seita extremista que hospeda o pior do ser humano : o fanático religioso, o militar miliciano, o rico racista e violento e o pobre ignorante.

Fernandes

Milhares nas ruas, apesar da pandemia, provam força da repulsa a Bolsonaro. Fora Bolsonaro.

marcos

Que fique bem claro, Lula é Ladrão!

marcos

Depois de muita pesquisa política chegou-se a seguinte conclusão; Quem usa a expressão Filhote da ditadura é sem sombra de dúvidas Filhote da Corrupção!

marcos

Por que os mortadelas não admitem o contraditório, quando a verdade lhes é escancarada partem para a agressão pessoal.

marcos

Bom dia povo de Deus, só lembrando que Lula o Ladrão quebrou o Brasil, saqueou a Petrobras, deixou 13 milhões de pessoas desempregadas e roubou até pano de Pereba. Amém



29/05


2021

Coluna do sabadão

Verdades de Amado Batista

No quadro “Sextou”, criado no programa Frente a Frente, sempre às sextas-feiras, para colocar em debate a situação da classe artística brasileira neste momento de baixo astral que vive provocado pela pandemia, o cantor Amado Batista, astro da música brega, 35 milhões de discos vendidos, cifra só alcançada pelo rei Roberto Carlos, bateu, ontem, sem piedade, no ex-presidente Lula.

Disse, claramente, que o petista roubou e deixou roubar muito quando esteve à frente do poder. Citou, inclusive, um dos seus filhos, Lulinha, que, segundo ele, fez grande fortuna na vida enquanto o pai e o PT estiveram no poder. O Amado Batista que se viu foi de uma leveza louvável, um atirador certeiro. Tudo que disse em relação a Lula, chefe da quadrilha do mensalão, é a mais cristalina verdade.

Amado Batista, aliás, há muito que não dava entrevista. Rompeu um longo silêncio, também desapontado com a mídia brasileira, que, segundo ele, tem criado pesquisas sem credibilidade para colocar Lula na dianteira rumo ao Planalto. “Uma mídia vendida, que não tem mais como mamar nas tetas do Governo”, desabafou.

Goiano, onde tem fazendas de gado que produzem 600 mil litros/mês, Amado também falou na condição de empresário e não apenas de artista. Para ele, é falsa a versão de que o empresariado não está satisfeito com o Governo Bolsonaro. “A economia está bombando, mesmo com pandemia, basta ver o resultado do agronegócio”, destacou.

Fenômeno musical da MPB, Amado Batista foi o segundo a participar do quadro no Frente a Frente dedicado aos artistas. A estreia, na semana passada, se deu com o cantor Gilliard, outro fenômeno e bem-sucedido vozeirão da música romântica no País. Já para a próxima sexta-feira, está confirmada a presença de Nando Cordel, outro grande talento nordestino que virou celebridade nacional, com mais de cem músicas de sucesso cantadas por astros da MPB.

Alerta hídrico – O governo federal emitiu alerta de emergência hídrica para Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Paraná. O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, confirmou a informação ao Poder360, do jornalista Fernando Rodrigues. Os cinco Estados se localizam na bacia do Rio Paraná, onde estão os principais reservatórios de regularização do País. Em períodos secos, os estoques dessas usinas são otimizados para garantir o fornecimento de energia. Mas a região enfrenta escassez de chuvas. De acordo com documento obtido pelo Estado de S. Paulo e Broadcast, as autoridades consideram que o cenário deve perdurar até o final de setembro.

Reação de Câmara – O governador Paulo Câmara (PSB) se manifestou nas redes sociais sobre a ação movida pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que acionou o Supremo Tribunal Federal (STF) contra medidas determinadas para evitar a expansão da Covid no Estado e também no Paraná e Rio Grande do Norte. "O País precisa de mais vacinas, ampliação da testagem, apoio financeiro para a população. Mas o presidente não combate o vírus, ao contrário, caminha na direção oposta, enquanto encena embates de baixo nível, para uma plateia cada vez menor", declarou.

Inconstitucionalidade – Por meio da Advocacia-Geral da União (AGU), Bolsonaro questionou, através de uma ação direta de inconstitucionalidade, se estão de acordo com a Constituição as normas adotadas pelos governos desses três estados e afirmou que é preciso garantir a convivência de direitos fundamentais como os de ir e vir, de trabalho, à vida e à saúde. Câmara apontou que há indícios de uma nova onda no País. "A cada dia, a conta que Jair Bolsonaro prestará à história fica mais clara pela sua opção de condenar à morte e à miséria milhares de pessoas. Um erro que se consolida como irreparável. Um alto preço que 456.674 brasileiros pagaram com a própria vida", escreveu Câmara em sua rede social.

Ameaça ao Nordeste – Editada pelo Governo Federal com o principal objetivo de incentivar parcerias público-privadas, em detrimento da arrecadação dos bancos que gerem os Fundos Constitucionais de Financiamento, como o Banco do Nordeste (BNB), a Medida Provisória 1052 deve encontrar forte resistência no Congresso Nacional. É o que avaliam parlamentares nordestinos. Eles criticam a proposta e afirmam que o descontentamento é generalizado entre deputados das regiões afetadas. A MP prevê a reestruturação do Fundo Garantidor de Infraestrutura (FGIE), com previsão de chegar a R$ 11 bilhões para a realização de projetos de concessões e PPPs.

Jogo pesado – Vice-líder da minoria na Câmara, o deputado cearense José Guimarães (PT) afirma que a oposição vai “jogar pesadíssimo” para derrubar a MP. “Essa Medida Provisória é um desserviço ao Nordeste. Ainda tem gente que diz que o Governo Bolsonaro tem algum compromisso com o Nordeste. Esvaziar o BNB significa um duro golpe no desenvolvimento regional. Um banco público que é fundamental no financiamento do setor produtivo, dos pequenos e médios negócios, do microcrédito”, desabafa.

CURTAS

Adubando a terra – O Ministério do Desenvolvimento Regional priorizou, em 2020, a destinação de verbas ao Rio Grande do Norte, base política do ministro Rogério Marinho. No ano em que Marinho assumiu o atual cargo, o governo federal assinou contratos para enviar um total de R$ 1,2 bilhão ao Estado, que passou a ser o primeiro no ranking da pasta. O dinheiro será aplicado em obras de porte, como a construção de adutoras e parques eólicos, na compra de tratores agrícolas, construção de galpões, cisternas e asfaltamento de ruas e estradas.

Ajuda emergencial – O governo federal começou a pagar, ontem, o BEm (Benefício Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda), complementação salarial a quem aderiu ao programa de redução de jornada. Os valores vão de R$ 261,25 até R$ 1.813,03, a depender do salário ou do seguro-desemprego ao qual o trabalhador teria direito se fosse demitido.

Perguntar não ofende: Lula vai silenciar diante dos ataques de Amado Batista?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Milhares nas ruas, apesar da pandemia, provam força da repulsa a Bolsonaro. Fora Bolsonaro.

marcos

Quatro gatos pingados nas ruas e o Nazista Fresco chama de milhares. Que falta o dinheiro público faz pra comprar pão com mortadela e arrebanhar os idiotas úteis! Kkkkkk

Fernandes

Editorial do Jornal o Globo desta segunda feira destaca, Bozo é Ladrão. Genocida, e marcos de camaragibe é Fresco.

Fernandes

Milhares nas ruas, apesar da pandemia, provam força da repulsa a Bolsonaro. Fora Bolsonaro.

marcos

Editorial do Jornal o Globo desta segunda feira destaca, Lula é Ladrão.

marcos

Jornalista que republicou artigo desejando a morte de Bolsonaro por Covid-19, morre por complicações da Covid-19.Fabio Campana, aquele que escreveu ¨Porque torço para que Bolsonaro morra¨

marcos

Milhares nas ruas. O Maior Mico .................... kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Fernandes

Milhares nas ruas, apesar da pandemia, provam força da repulsa a Bolsonaro. Fora Bolsonaro.

Fernandes

TCU prestes a abrir \"caixa-preta\" do cartão de Bolsonaro. O Tribunal de Contas da União está prestes a abrir a “caixa-preta” do cartão corporativo da Presidência da República, diz a Crusoé. a Comissão de Fiscalização Financeira da Câmara aprovou na última terça-feira o requerimento para pedir ao tribunal uma fiscalização dos gastos do cartão corporativo de Jair Bolsonaro em 2019. Desde o segundo semestre daquele ano, o governo vinha atuando junto à comissão da Câmara para não autorizar a devassa. O jogo virou quando o deputado Áureo Ribeiro, do Solidariedade, assumiu a presidência da comissão.

Fernandes

Então está combinado, nas eleições de Paruano o povo brasileiro vai votar em peso em Lula presidente.

Fernandes

Diante de tudo isso, a única certeza que o povo brasileiro tem é que Lula vai ser presidente, terceiro mandato.

marcos

Então está combinado, nas eleições de Paruano quem votar em Ladrão é um bom filho da Puta!

marcos

Diante de tudo isso, a única certeza que o povo brasileiro tem é que Lula é Ladrão!

Fernandes

Uma pergunta simples: as Forças Armadas são pra defender a nação, ou pra proteger quem está matando a nação?

Fernandes

A cada dia cresce uma certeza, o Brasil de Lula e Dilma era melhor, muito melhor que o Brasil de hoje.

Fernandes

New York Times, um dos maiores jornais americanos publicou que, Bolsonaro planejou 1 milhão e 400 mil mortes por covid-19, Genocida.

Fernandes

Irmã de Paulo Gustavo detona Bolsonaro: O senhor traz escuridão e morte. Sr. presidente, me disseram algo sobre o senhor ter postado condolências à minha família. Só agora tive forças de vir responder como o senhor merece, e o mínimo que eu posso lhe dizer é que, por coerência, nunca mais ponha na sua boca o nome do meu irmão. Essa boca que disse não à vacina e condenou tantos à morte, essa mesma boca que debochou imitando pessoas com falta de ar, pessoas que viveram o horror que meu irmão viveu, não pode ser usada para pronunciar o nome dele nem lamentar a morte de todos os vitimados pela Covid. Também espero que o senhor não despeje sobre minha família os seus mais sinceros sentimentos pois eu não os aceito. Não sei que sentimentos tem um homem que deSr. presidente, me disseram algo sobre o senhor ter postado condolências à minha família. Só agora tive forças de vir responder como o senhor merece, e o mínimo que eu posso lhe dizer é que, por coerência, nunca mais ponha na sua boca o nome do meu irmão. Essa boca que disse não à vacina e condenou tantos à morte, essa mesma boca que debochou imitando pessoas com falta de ar, pessoas que viveram o horror que meu irmão viveu, não pode ser usada para pronunciar o nome dele nem lamentar a morte de todos os vitimados pela Covid. Também espero que o senhor não despeje sobre minha família os seus mais sinceros sentimentos pois eu não os aceito. Não sei que sentimentos tem um homem que deixa um país inteiro entregue à morte. Guarde pra você seus sentimentos e não nos obrigue a lidar com ele.

Fernandes

Que fique bem claro, marcos de camaragibe é Fresco.

Fernandes

País tem menos vacinas e mais mortes devido a Bolsonaro, prova Dimas Covas. A ordem direta de Bolsonaro se negando a comprar a vacina chinesa e os atrasos do Ministério da Saúde em negociações com o Instituto Butantan contribuíram para agravar a tragédia sanitária, postergando o início de fabricação de imunizantes e da vacinação no Brasil, que caminha celeremente para 500 mil mortes por covid-19.

marcos

Que fique bem claro, Lula é Ladrão!

marcos

Bomba : Renan diz , Eu roubei menos do que Lula. E eu acredito.

marcos

O Papa Francisco diz que o Brasil se espelha em Lula, é pouca oração e muita Cachaça.

marcos

PGR tem provas que Dias Covas é Corrupto. Ui Nazista Fresco.

marcos

Hoje só teve 38 mortadelas nas ruas. Acabou a verba, Nazista Fresco.

Fernandes

País tem menos vacinas e mais mortes devido a Bolsonaro, prova Dimas Covas. A ordem direta de Bolsonaro se negando a comprar a vacina chinesa e os atrasos do Ministério da Saúde em negociações com o Instituto Butantan contribuíram para agravar a tragédia sanitária, postergando o início de fabricação de imunizantes e da vacinação no Brasil, que caminha celeremente para 500 mil mortes por covid-19.

marcos

A organização do evento petista, contratou 2 kombis e uma besta para lavar os mortadelas. Kkkkk

Fernandes

Hoje Ñ tem SUV nas ruas, Ñ tem motos caríssimas e nem empresários desfilando em cima de seus 4x4. Hoje tem o POVO!

Fernandes

Se o povo protesta em meio a uma pandemia é porque o governo é mais perigoso que o vírus.

Fernandes

Usando máscaras, manifestantes protestam contra Bolsonaro. Cartazes pedem por mais vacinas e lembram as vidas perdidas.

Fernandes

O Recado foi dado : O Brasil não será puxadinho de miliciano e da família metralha.

Fernandes

País tem menos vacinas e mais mortes devido a Bolsonaro, prova Dimas Covas. A ordem direta de Bolsonaro se negando a comprar a \"vacina chinesa\" e os atrasos do Ministério da Saúde em negociações com o Instituto Butantan contribuíram para agravar a tragédia sanitária, postergando o início de fabricação de imunizantes e da vacinação no Brasil, que caminha celeremente para 500 mil mortes por covid-19.

Fernandes

Mais gente que moto! KKKK

Fernandes

O choro é livre, marcos de camargibe, Fresco que dar o Boga a rapaziada da rua da Esquina.

Fernandes

A MANIFESTAÇÃO DE HOJE FOI ALÉM DO ESPERADO. FOI UM SUCESSO. PRECISAMOS REPETIR!

marcos

Vamos combinar mais uma vez, nas eleições de Paruano quem votar em Ladrão é um Filho da Puta.

marcos

Para que todos os Brasileiros durmam em segurança, não custa lembrar que Lula é Ladrão! Boa noite.

marcos

Segundo a PM a quantidade de mortadelas aglomeradas no centro do Recife hoje foi de 89 pessoas. Segundo o Data Folha foram 234 pessoas. Amanhã tem investigação, Humberto vai querer saber onde estavam os 400 Laranjas dele!

marcos

Quando se diz que seguidor de Lula é jumento, alguns duvidam, então o Nazista Fresco escrever que foi um sucesso a manifestação de Lula Ladrão hoje. ORN ORN ORN ORN ORN. kkkkkk

Fernandes

A MANIFESTAÇÃO DE HOJE FOI ALÉM DO ESPERADO. FOI UM SUCESSO. PRECISAMOS REPETIR!

Fernandes

A CGU encontrou irregularidades em contratos de R$ 72 milhões celebrados pela superintendência da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), em Petrolina, diz a Crusoé A unidade é comandada por Aurivalter Cordeiro, ex-assessor do líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho. Dos R$ 3 bilhões do chamado “orçamento paralelo” de Jair Bolsonaro que foram para o Ministério do Desenvolvimento Regional, R$ 459 milhões tiveram a Codevasf como destino. Desse valor, R$ 125 milhões seguiram para o caixa da companhia por indicação de Fernando Bezerra Coelho.

Fernandes

Reuniões de Bolsonaro com ‘ministério paralelo’ antecederam apologia ao uso da cloroquina. Levantamento do jornal O Globo mostra que as reuniões do chamado “ministério paralelo” da Saúde antecederam momentos de escalada no posicionamento do presidente Jair Bolsonaro sobre o uso do tal “tratamento precoce” contra a Covid. A médica Nise Yamaguchi, defensora do uso da cloroquina em pacientes com a doença, encontrou-se com o presidente em momentos-chave, de acordo com a reportagem.

Fernandes

CGU vê irregularidade em contratos de R$ 72 milhões ligados a Fernando Bezerra. Ele é o líder do Bozo no senado.

Fernandes

Mais gente que moto! KKKK

Fernandes

O vírus já tinha sido proliferado pelo verme, entendo que cedo ou tarde tinha que acontecer precisávamos dar um, basta no verme que usa faixa presidencial, ele é mais nocivo que o vírus, se não fosse o vírus arrumaria algo para nos matar de alguma forma, nossas manifestações são para salvar suas vidas, chegamos ao ponto de perceber que... é morrer ou morrer.

Fernandes

As ruas hoje deram mais um recado: O Brasil não é puxadinho de miliciano. Coisa linda!

Fernandes

FORAM SUCESSOS AS MANIFESTAÇÕES DE ESQUERDA! FOI LINDO O POVO GRITAR FORA BOLSONARO LADRÃO GENOCIDA.

Fernandes

Bozoloides Tabacudos. Diretor do Butantan reforça que Bolsonaro sabotou vacinação no Brasil.

Fernandes

Bolsonaro planejou 1,4 milhão de mortes no Brasil, aponta artigo publicado no New York Times. Jornalista Vanessa Barbara, autora do texto, calculou uma taxa de mortalidade de 1% e de 70% da população infectada, na estratégia da “imunidade de rebanho”.

marcos

Pense numa mobilização MERDA a da esquerda hoje nas ruas. O Brasil todo pergunta, onde está o Datafolha?................ Olhe, a fila pra comer o Nazista Fresco do cabo ontem a noite, tinha mais gente de que a manifestação de hoje no centro do Recife.

marcos

Se fosse o Nazista Fresco do Cabo já tinha Exterminado esses Mortadelas. Kkkkkkk

marcos

Vereadora do PT leva spray de pimenta na cara. Ah se fosse um governo de direita, o mundo desabaria , eu quero ver as manchetes da imprensa marrom. Kkkk

marcos

Av. Guararapes vira cenário de guerrilha urbana. Polícia do PSB contra maloqueiros do PT. Kkkk

marcos

Polícia de Paulo Câmara PSB, mete o pau nos manifestantes (10 ou 15 ) do PT. Ou coisa linda, Humberto não pode protestar senão perde os 400 cargos comissionados. Ui

marcos

Lula lá. ..Drão.

Fernandes

Lula Livre, Lula lá! Em 2022.

marcos

Qual o maior Ladrão do Brasil de todos os Tempos? .... Lula. .......... Acertou Mizeravi.

Fernandes

Durante seu depoimento, Dimas Covas afirmou que o Butantan ofereceu ao governo federal 60 milhões de doses da Coronavac. Os imunizantes seriam entregues a partir de dezembro do ano passado, e o genocida queria que o povo usasse cloroquina.

Fernandes

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, comentou o depoimento do presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, durante a CPI da Covid. “Acho que de tudo que aconteceu, o depoimento mais impactante não foi de político, ministro… foi do doutor Dimas Covas. Fiquei revoltado sabendo que poderíamos ter milhões de pessoas imunizadas.

Fernandes

Omar Aziz, os crimes de Bolsonaro já foram provados. “Em um mês de CPI, já tivemos as conclusões: o governo não quis comprar vacina, está provado, tripudiou da vacina, e acreditou na imunidade de rebanho e no tratamento precoce. Não tem para onde correr.”

marcos

Qual foi o presidente que trouxe água para o sertão? O nosso mito Jair Bolsonaro. Acertou Mizeravi. Kkkkkkkkk

marcos

O presidente da CPI , senador Omar Aziz, xinga a mãe de outro senador no plenário da comissão. Isso é uma CPI ou uma Zona? Está no nível Petista.

Fernandes

A maior obra de Bolzonaro. Controlar a PF. KKKK

marcos

Dias Covas mentiu, e fica por isso mesmo é Aziz?

marcos

Tá aí, gostei da entrevista do Amado Batista. O cara entende de política. Kkkk

marcos

O povo de São Paulo está chamando Lula de LACACÔ. É uma mistura de Ladrão, Cachaceiro e Côrno. Kkkkk

Fernandes

Bozoloides Tabacudos. Diretor do Butantan reforça que Bolsonaro sabotou vacinação no Brasil.

marcos

Lula vem pra Rua. Kkkkkkkk

Fernandes

Bolzonaro é um paradoxo. Ele conseguiu a façanha desastrosa de aumentar o desemprego e a inflação.

marcos

Ue, Dias Covas mentiu pra caracas e ninguém deu voz de prisão para ele. Por que em?

marcos

Motoratas, desculpe Nazista Fresco.

marcos

E Lula coitado além de Corrupto, Ladrão e Côrno agora comprou uma moto para participar das Motorata do nosso Mito. Kkkk

marcos

De quem é a culpa pela falta de chuvas, de Lula, de Bolsonaro ou de São Pedro? Diz aí Nazista Fresco. Kkkkkk

Fernandes

O vírus que mais mata no Brasil é a variante Bolsonaro. Fora Genocida!

marcos

Atenção todos, temos que partir pra cima do Presidente do Senado e exigir que coloque em pauta o julgamento por crime de responsabilidade o ministro Toffoli. Ele votou em favor de si mesmo e isto tipifica em CRIME DE RESPONSABILIDADE. Precisamos pressionar os Senadores,principalmente os de direita. Eles estão vendo isto acontecer e não estão fazendo nada, não estão sabendo defender o nosso Presidente e nós não podemos aceitar isto passivamente. Vamos começar uma campanha para mostrar, escancarar este CRIME DE RESPONSABILIDADE DO MINISTRO TOFFOLI

Fernandes

Bolsonaro leva Brasil às portas de um novo apagão de energia. Bolsonaro não é responsável pela falta de chuvas. Mais a falta de planejamento, sim, é responsabilidade dele e dos neoliberais que o acompanham no governo. Em Brasília, a preocupação é com a ausência de alternativas para conter a crise. O que mostra a incompetência desse governo.

marcos

\'Literalmente criminoso\': suprimir dados sobre ivermectina custou \'meio milhão de vidas\', acusações médicas....................................... Por WorldTribume em26 de maio de 2021 Especial para WorldTribune , 26 de maio de 2021 Comentário de R. Clinton Ohlers Em uma recente ligação da Zoom, o Dr. Pierre Kory da Front Line COVID-19 Critical Care Alliance descreveu vários detalhes mostrando que a Organização Mundial da Saúde (OMS) suprimiu conscientemente dados sobre a eficácia da ivermectina contra o vírus para beneficiar os interesses da vacina Big Pharma. ?Dr. Pierre Kory. / CSPAN / Imagem de vídeo “É criminoso,” disse Kory. “É literalmente criminoso.” A droga “poderia ter salvado meio milhão de vidas este ano se tivesse sido aprovada”. A OMS, afirma Kory, está simplesmente tomando parte nas táticas de um “Manual de Desinformação” desgastado pelo tempo. O termo foi cunhado pela Union of Concerned Scientists há 50 anos para descrever as estratégias que as corporações desenvolveram ao longo de décadas para \"atacar a ciência quando ela vai contra seus interesses financeiros\". Consiste em cinco partes: The Fake - Conduza ciência falsificada e tente fazê-la passar por uma pesquisa legítima. Cientistas do The Blitz - Harass que falam com resultados e análises inconvenientes para a indústria. O desvio - incerteza de fabricação sobre a ciência onde pouco ou nada existe. The Screen - Adquira credibilidade por meio de alianças com sociedades acadêmicas ou profissionais. A correção - manipule funcionários ou processos do governo para influenciar a política de maneira inadequada. Na chamada Zoom completa, desde removido pelo YouTube, mas disponível no Bitchute , Kory descreve como as cinco táticas foram implantadas contra as descobertas científicas sobre ivermectina. Um exemplo é a corrupção das principais revistas médicas, cujos editores se recusam a permitir que os estudos da ivermectina avancem para a revisão por pares. O participante institucional mais notório, entretanto, é a OMS. Kory é a autora principal de uma revisão científica dos estudos com ivermectina em todo o mundo, publicada na edição de maio-junho do The American Journal of Therapeutics. Conforme relatado no site da FlCCC , houve um total de 56 estudos envolvendo 469 cientistas e 18.447 pacientes. Destes, 28 eram ensaios clínicos randomizados (RCT), o tipo de ensaio considerado altamente confiável na comunidade médica. Juntos, eles mostraram uma melhora de 85 por cento como preventivo contra a doença, quando tomados antes da exposição. Houve uma melhora de 78 por cento no paciente quando administrado precocemente e uma melhora de 46 por cento quando entregue com atraso. Uma melhoria de 74 por cento na mortalidade foi encontrada e uma melhoria de 66 por cento em várias áreas nos 28 ensaios de controle randomizados. Em apenas 10 dias de publicação, o artigo sobre ivermectina foi classificado como o número 13 mais lido entre as mais de 200.000 outras publicações científicas que apareceram durante aquele tempo, relata Kory. Dos 17,7 milhões de artigos rastreados pela fonte de classificação desde o início, o estudo da ivermectina já está classificado em 246. Kory acredita que a resposta ao jornal é um bom sinal e diz que vê “uma mudança radical acontecendo”. Kory observa que sua equipe dificilmente está sozinha. “Dr. [Tess] Lawrie é uma das especialistas mundiais em fazer diretrizes e fazer revisões sistemáticas. Apenas seu grupo e seu esforço independente, o consórcio BIRD (British Ivermectin Recommendation Development), chegaram à conclusão de que esse deveria ser o padrão de atendimento. Nosso artigo também chegou à mesma conclusão. Nós não estamos sozinhos. O Prof. [Satoshi] Omura, o ganhador do Prêmio Nobel, seu grupo do Japão, publicou seu artigo concluindo o mesmo. Outro grupo independente da Espanha e Itália ”o fez. Mais importante, disse ele, “a chave sobre todos esses grupos ... é que somos painéis de especialistas independentes. Nenhum de nós está em conflito. Nenhum de nós tem outros interesses além do juramento que fizemos como médicos que está ao cuidado de nossos pacientes. ” Parte do problema é que os doadores corporativos da OMS não apenas fornecem fundos, eles determinam todos os aspectos da pesquisa e até fornecem as equipes de pesquisa. “Veja de onde vem o dinheiro. Agora o dinheiro tem restrições, ”disse Kory. “As pessoas dão dinheiro à OMS, mas dizem \'queremos que você faça isso ou estude aquilo. Queremos que você use nossos consultores, especialistas e cientistas. \' Muitos deles vêm da indústria farmacêutica. A indústria farmacêutica infiltrou completamente esta organização. ” Quando “você analisa criticamente o medicamento, especialmente em uma pandemia, você não pode deixar de chegar a uma conclusão objetiva de que é o padrão de tratamento”, disse Kory. “E realmente está causando impactos fenomenais em todo o mundo.” No México e na Índia, por exemplo, “as taxas de mortalidade e hospitalizações despencaram” onde a ivermectina foi usada. O verdadeiro problema com a droga, acredita Kory, é que além de ser eficaz, segura e facilmente disponível, ela é muito barata. A ivermectina custa apenas alguns dólares por dose. Isso opõe a droga aos interesses financeiros de mais de 100 bilhões de dólares gerados com as vacinas. “Não consigo imaginar na história dos produtos farmacêuticos um interesse competitivo tão profundo e vasto quanto o da pequena ivermectina”, disse Kory. “É realmente quase incalculável o interesse contra isso.” Antes, agências de saúde confiáveis, como a OMS, tornaram-se as principais defensoras dos interesses de sua Big Pharma, doadores movidos por vacinas. Como resultado, disse Kory, a OMS e outros estão suprimindo ativamente a vasta evidência da ivermectina para mantê-la fora da vista do público. A evidência para esta afirmação é surpreendente. Olhando para o relatório do painel da OMS sobre ivermectina, ele disse: “As coisas que eles estão fazendo não são sutis. É tão claro que quem estava a cargo daquele painel tinha um objetivo não científico ”. “Número um, não havia protocolo para exclusão de dados. Então, eles basicamente jogaram fora qualquer teste que considerassem inconveniente para seu propósito, ”observou Kory. \"E adivinha? Eles fizeram isso. Eles descartaram muitos dos testes que sua própria equipe Unitaid havia descoberto e acumulado nos últimos meses. ” A coisa mais flagrante, Kory descobriu, é uma frase no relatório da OMS que seus pesquisadores nem mesmo se preocuparam em defender, “ela simplesmente diz: \'Não analisamos os ensaios clínicos randomizados e a prevenção de COVID-19.\' Nenhuma razão, nenhuma razão não. Nós simplesmente não fizemos isso. ” Um dos indicadores mais importantes de eficácia de uma droga são os dados de resposta à dose, explica Kory. “Eles evitaram deliberadamente a menção” dos dados de resposta à dose. “Eles omitiram completamente dados realmente importantes, porque se eles estiverem lá, isso é um enorme pilar científico mostrando eficácia.” Também não incluíram estudos epidemiológicos, como o da pesquisa de Juan Chamie que já dura um ano “mostrando em todos os lugares que faz distribuição e adoção generalizadas, você vê a contagem de casos e queda de mortalidade”, e que foi apresentado à OMS. “Então, quando eu leio isso, eu conheço esses dados. Minha cabeça estava em minhas mãos e eu era exatamente como essas pessoas ou criminosos. Eles são literalmente criminosos, ”disse Kory. Quando o relatório examina se a ivermectina é segura ou não, Kory observou: “é absolutamente cômico”. Falando de um medicamento usado por mais de 40 anos com bilhões de doses administradas e um melhor histórico de segurança do que a aspirina ou o Tylenol, ele diz, a OMS encontrou três estudos que contêm uma sugestão de que pode haver efeitos adversos. O painel então determinou, Kory disse, “\'não funciona, porque jogamos fora todos os dados que mostram que funciona. Mas quer saber, estamos vendo que pode ser prejudicial. Quero dizer, [é] absolutamente ridículo o que eles estão fazendo ”. Em contraste, a OMS permitiu o remdesivir para COVID-19, que custa entre $ 2.340 e $ 3.120 , com base em um único estudo realizado com 800 pacientes. Esse estudo descobriu que o remdesivir não reduz a mortalidade e reduz o tempo de hospitalização entre os sobreviventes em uma média de dois dias. Em 2018, a OMS recomendou ivermectina para o tratamento da escabiose com base em 10 ensaios clínicos randomizados com apenas 852 pacientes. Fez o mesmo com a ivermectina como tratamento para estrongiloides, uma infecção parasitária, com base em cinco ensaios clínicos randomizados e 591 pacientes. No entanto, 28 ensaios clínicos randomizados consistindo de quase 3.000 pacientes não foram suficientes para a OMS aprovar esta terapia que salva vidas para COVID-19. “A OMS essencialmente cometeu uma ação criminal”, disse Kory. “Isso claramente não é ciência acontecendo aqui.”

marcos

Atenção Mortadelas Paulistas, dia 12 de junho tem motorata em São Paulo. Lula já está fazendo aulas de moto para acompanhar o Mito.

marcos

Isso tudo sem Esquecer que Lula é Ladrão.

Fernandes

Bolsonaro leva Brasil às portas de um novo apagão de energia. Bolsonaro não é responsável pela falta de chuvas. Mais a falta de planejamento, sim, é responsabilidade dele e dos neoliberais que o acompanham no governo. Em Brasília, a preocupação é com a ausência de alternativas para conter a crise. O que mostra a incompetência desse governo.

Fernandes

Ao pedir fim de lockdown ao STF, Bolsonaro usa argumento de advogado argentino que o chamou de “monstro”. Com a mesma força que critica as medidas de isolamento, Gargarella descredita o próprio Jair Bolsonaro. O argentino já chamou o presidente brasileiro de “monstro” e afirmou que sua gestão é um “pesadelo”.

Joao

Grande \" intelectual\" , que opinião fenomenal. Na próxima entrevista o blogueiro, que se supera a cada convidado, deveria convidar Zezé, Eduardo Costa, Gustavo Lima, Netinho.....não esquecendo Queiroz, bem como ainda a viúva do capitão Adriano, todos admiradores do Capetão. Com \" certeza\" irão falar das vacinas não compradas, de quase 500 mil mortes, das rachadinhas, da casinha de Flavinho chocolate rachadinhas, do tratoraço.....

Fernandes

Bozoloides Tabacudos. JUSTIÇA ARQUIVA INQUÉRITO SOBRE PALESTRAS E DESBLOQUEIA BENS DO LULA Decisão da Juíza Gabriela Hardt afirma que a Polícia Federal não encontrou indícios de que os pagamentos pelas palestras foram feitos com dinheiro de origem ilícita como apontava o MPF. Advogado de Lula, Cristiano Zanin afirmou que a apresentação de denúncias “sem materialidade, que visam transformar atos manifestamente lícitos em ilícitos, é uma das principais táticas de lawfare. Essa vitória jurídica tardia é mais uma oportunidade para reflexão sobre o fenômeno usado pela \'Lava Jato\'”.

Fernandes

Bolsonaro exaltou médicos que usaram mulheres pobres como cobaias em experimento com cloroquina em Manaus.

Fernandes

Bolsonaro planejou 1,4 milhão de mortes no Brasil, aponta artigo publicado no New York Times. Jornalista Vanessa Barbara, autora do texto, calculou uma taxa de mortalidade de 1% e de 70% da população infectada, na estratégia da “imunidade de rebanho”.

Fernandes

Bozoloides Tabacudos. Diretor do Butantan reforça que Bolsonaro sabotou vacinação no Brasil.

Fernandes

Bozoloides Tabacudos. Engraçado que vejo brasileiros nas ruas protestando contra o lockdown, mas não vejo protestando contra a falta de vacinas que faria tudo reabrir.

marcos

Então fica combinado assim, nas eleições de Paruano quem votar em Ladrão é um filho da Puta.

marcos

Quem é mais safado o Capitão Cueca ou o Capitão Corrupção?

marcos

Bom dia povo de Deus, só lembrando que Lula o Ladrão quebrou o Brasil, saqueou a Petrobras, deixou 13 milhões de pessoas desempregadas e roubou até pano de Pereba. Amém

Sérgio Ricardo Claudino Patriota

Cueção cearense, o que pesou mesmo foi os dolares em tua regada!

Sérgio Ricardo Claudino Patriota

Governador corno, estais acabando com os empregos, vigaristas safado!