Oposição vê o circo petista pegar fogo e não age

COLUNA DIARIO POLÍTICO - MARISA GIBSON

Ainda em compasso de espera pela definição dos seus candidatos a prefeito do Recife, a oposição está vendo o circo pegar fogo, sem aproveitar a oportunidade aberta pelo próprio PT para bater na gestão petista, ora comandada por João da Costa, mas que tem o selo de qualidade do partido. Ontem, em entrevista coletiva, o prefeito, num gesto típico de quem não tem outra saída a não ser negociar, admitiu que se perder a prévia dará o seu apoio a Rands. E no evento da CNB que oficializou a sua pré-candidatura, Rands falou como se já fosse candidato: “A Prefeitura do Recife precisa de um aprimoramento na forma de administrar o município”, prometendo implementar “uma gestão mais descentralizadora e ágil, tornando o modelo de governo mais moderno e eficiente”.

Isso não deixa de ser um mea culpa. A gestão de João da Costa é fraca, mas o PT e muitos partidos da Frente Popular usufruíram de cargos na prefeitura. A debandada iniciada pelo PTB há mais de um ano só começou quando o barco deu os primeiros sinais que iria afundar.

Publicado em: 31/03/2012