Coluna do sabadão

       Cinismo, oportunismo e golpe

É de um cinismo atroz e sem precedentes a teoria dos petistas que caíram na armadilha do governador Eduardo Campos, aprovaram as prévias e caminham para dar um golpe no prefeito João da Costa. João Paulo, o criador do prefeito, jogou a culpa das prévias no prefeito.

Claro, porque João da Costa não abriu para ele. Humberto Costa afirmou que faltou diálogo e aglutinação. Já Rands, autor do manifesto da sua corrente, a CNB, preferiu carimbar o agora concorrente de centralizador.

Ora, quando escolheu João da Costa, João Paulo disse que o Recife poderia confiar, porque João era João. E não haveria risco de dar errado. Ao faturar o rompimento de João Paulo com a criatura, Humberto em nenhum momento achou que o prefeito não dialogava, como reconheceu agora.

Mas dialogava, sim. Do contrário, o senador não teria tomado conta dos cargos e indicado até parentes, como a ex-mulher nomeada presidente da Fundação de Cultura, isso sem falar na avalanche de cargos ocupados na pasta de Saúde, onde mandava e desmandava. Para Rands, faltou um padrão de gestão para João.

Ora, se o Governo Municipal do PT não tem esse nível tão exigido por Rands, por que só agora ele diz isso. Porque não disse lá atrás, quando indicou o cunhado Cláudio Ferreira para cuidar da área jurídica?

Na verdade, João Paulo, Humberto e Rands não têm discurso e por isso recorrem ao cinismo, ao teatro. O que precisavam dizer, não podem: o PT não deu certo no Recife. E todos têm culpa, principalmente João Paulo, que inventou João da Costa.

PIADA DO ANO– A piadinha que corria solta, ontem, nos bastidores após a confirmação da candidatura de Rands: João da Costa estaria tão enfurecido com Rands que iria apoiar a candidatura do desafeto João Paulo. Se aplicaria muito bem para domingo, 1 de abril, dia internacional da mentira. Os Joões são como água e óleo: não se misturam. E que discurso João Paulo, vitorioso nas prévias, teria para justificar João da Costa em seu palanque?

De olhos vedados - Os telejornais nacionais, como o Globo Rural, mostram uma situação desesperadora em Floresta, provocada pela seca. Gado morrendo, reservatórios secos e um clamor geral por parte das famílias atingidas. Mas o Governo, estranhamente, abandonou os flagelados.

 

Empurrão para reeleição - Na visita a Petrolina, onde participou da inauguração de um conjunto habitacional do programa “Minha casa, Minha vida”, o presidente nacional do PMDB, Valdir Raupp (RO), fez rasgados elogios à gestão do prefeito Júlio Lóssio (PMDB) e afirmou não ter dúvidas da sua reeleição. “Petrolina, hoje, é referência nacional”, disse referindo-se ao modelo de creches implantado no município.

Vale tudo - Nas prévias do PT no Recife, o jogo vai ser pesado. Existem 33 mil filiados aptos a votar, mas só devem comparecer às urnas em 20 de maio pouco mais de seis mil. Parte desse contingente ocupa cargo comissionado na Prefeitura, sendo, assim, eleitores do prefeito. Mas o jogo vai ser pesado. Maurício Rands, adversário de João, tem a seu favor os ventos da máquina estadual.

Jogou a toalha - O líder do Governo João da Costa na Câmara, Luis Eustáquio (PT), já entregou o cargo ao prefeito. Integrante do grupo do deputado Maurício Rands, o parlamentar quer se envolver na campanha do aliado e por isso perdeu todas as condições de liderar a bancada governista. Eustáquio já esteve duas vezes com o prefeito, que se recusa a aceitar seu afastamento.

 

CURTAS

E A BURAQUEIRA? – Ao invés de cuidar de tapar os buracos nas estradas, que estão intransitáveis, o secretário de Transportes, Isaltino Nascimento, aquele que foi pego na blitz da lei seca com bafo de leão, foi bater expediente, ontem, no anúncio da candidatura de Rands.

NA DISPUTA– Após uma conversa reservada com o presidente nacional do PMDB, Valdir Raupp, e com o próprio Raul Henry, o prefeito de Petrolina, Júlio Lóssio, não tem mais dúvidas de que o aliado disputa as eleições no Recife. O anúncio de Henry deve ser feito nos próximos dias.

PERGUNTAR NÃO OFENDE – E quando o dissidente Maurício Rands vai largar o osso da Secretaria de Governo?

''A justiça guarda ao que é de caminho certo, mas a impiedade transtornará o pecador''. (Provérbios 13:6)

Publicado em: 31/03/2012