A Mangueira entrando. E haja milhões!

As pessoas estão redondamente enganadas, como diriam os cervejeiros da Skol,  ao imaginar que a Prefeitura do Recife gastou 3 milhões de reais com dinheiro do  contribuinte para ver a Mangueira entrando na avenida e ser classificada como  lanterninha no décimo lugar.

Além dos R$ 3 milhões, os contribuintes do IPTU e do ISS pagaram mais as passagens, hospedagens e mordomias de uma penca de  convidados do prefeito e despesas com a ala dos frevistas juvenis levados para  o Rio de Janeiro para treinar os desfiles durante mais de um mês.

Feitas as contas, o patrocínio dos contribuintes recifenses deve ficar na casa dos R$ 4 a 5 milhões. Justiça seja feita: a primeira-dama Luzia Jeane prometeu viajar por conta própria  sem ser  convidada da Prefeitura para assistir ao desfile de camarote e ver o consorte João Paulo frevando ao lado da dama de honra Lygia Falcão e nobres convidados.

Publicado em: 08/02/2008