As lives dos artistas, taxas do Ecad e direitos autorais

A partir de amanhã, as lives deste blog passam a ser realizadas sempre às segundas e quartas-feiras, mantendo o mesmo horário das 19 horas. Nesta segunda, resolvi entrar numa grande polêmica: as crescentes lives das estrelas musicais do Brasil, seus direitos autorais e como está sendo feito o monitoramento e as cobranças de taxas por parte do Ecad, o Escritório Central de Arrecadação e Distribuição dos Direitos Autorais. Minha convidada é a superintendente-executiva da instituição, Isabel Amorim, do Rio de Janeiro, sede do órgão.

O Ecad é um escritório privado brasileiro responsável pela arrecadação e distribuição dos direitos autorais das músicas aos seus autores. É uma instituição privada criada pela Lei nº 5.988/73 e mantida pela Lei Federal nº 9.610/98.  Em 2012, foram mais de R$ 625 milhões arrecadados pela empresa e no mesmo ano os cantores com maior rendimento foram Sorocaba (da dupla Fernando & Sorocaba), Victor Chaves (da dupla Victor & Leo), Roberto Carlos e Paula Fernandes. 

Chefona do Ecad, Isabel Amorim tem experiência em negócios e em comunicação. É formada em Administração de Empresas, pós-graduada em Comunicação pela USP e possui um MBA pela Business School de São Paulo e Rotman School em Toronto. Cursou em 2013 uma pós na IE Madrid em Gerenciamento Global e foi bolsista de Stanford, onde estudou Ciências Políticas entre 2016 e 2018. 

Além disso, é membro do Conselho da WAN - Associação Mundial de Jornais. Desde novembro de 2019, ela é superintendente executiva do Ecad. A executiva iniciou a carreira na Editora Abril em 1988 e, desde então, trabalhou em grandes empresas de mídia. Entre os anos de 2001 e 2013, dirigiu o The New York Times Syndicate na América Latina. 

Em 2013, lançou a versão digital do jornal El País no Brasil, acumulando responsabilidade pela área de direitos autorais do grupo Prisa. Em 2016, voltou para a Abril para dirigir a área Digital e Comercial. Em 2019, foi responsável pela área de comunicação da Prefeitura de São Paulo.

Publicado em: 04/07/2020