Oh gente despudorada!

Por José Adalbertovsky Ribeiro*

MONTANHAS DA JAQUEIRA – Esta Capitania hereditária da Nova Lusitânia de Pernambuco dos bravos guerreiros vem de ser comandada pelo socialismo de pés de barro. Blitzes, operações policiais, buscas e apreensões deveriam envergonhar governantes e não apenas produzir alegações de cinismo. Esses hereges políticos que se apropriarem da bandeiras do socialismo com fins lucrativos  ofendem a memória do bravo guerreiro Miguel Arraes.

Nestes tempos de pandemia caem as máscaras da moralidade na administração pública. Olhai os lírios dos campos das Princesas, olhai os contratos milionários e graciosos sem licitação! Pior, os resultados são os mais trágicos no combate à epidemia. Estão sendo utilizados para a adoção de medidas arbitrárias e investimentos suspeitos. 

As estatísticas do Governo, com margem de erro alarmante, não inspiram nenhuma credibilidade. Os recursos comprometidos sem licitação, ou mesmo com licitação, são escandalosos. As redes sociais hoje escancaram esta realidade. Até onde a vista alcança dá para imaginar que esses manipuladores do poder estão com os dias ou os meses contados. Oh gente despudorada!

No momento em que as classes médias e trabalhadores enfrentam a recessão e desemprego, revoltante saber que malfeitores tripudiam sobre defuntos para malbaratar recursos públicos.

Governantes apáticos e ambicioso, ambos medíocres, apostam todas as fichas na manutenção do poder. O governador Eduardo Campos era verdadeiramente um líder e criou essas marionetes. Essas marionetes hoje não se sustentam por si mesmas.

Em havendo eleições municipais este ano os atuais governantes apostam em vencer pela inércia, numa disputa sem campanha. A estrutura de pode lhes permitir cooptar aliados e enganar a opinião pública. 

Além das pandemias heterodoxas, o governante da Nova Lusitânia dos altos coqueiros e o prefeito da cidade lendária incrementaram bastante a mega indústria de multas de trânsito, das taxas e impostos do Detran e da CTTU. O símbolo de dinamismo da gestão municipal é o transporte de tração animal, as carroças puxadas por bucéfalos e pangarés.

Carroceiros malvados maltratam os bucéfalos e pangarés com chicotadas, ao invés de trata-los com amor e carinho.

Depois do domínio holandês de Maurício de Nassau, a capitania hereditária de Pernambuco vive sob o domínio da caterva vermelha dos discípulos de Cuba e da Coreia do Norte. O comissário Che foi autoproclamado vice-prefeito perpétuo da Freguesia de Santo Antonio do Recife. Quem governa a Nova Lusitânia e a cidade lendária de Recife é a caterva vermelha do B.

Os novos herdeiros da Capitania cuidam mais de administrar os contratos milionários sem licitação, as indústria de multas do Detran e da CTTU. Oh bravos guerreiros, os altos coqueiros estão contaminados pelos fungos parasitários do poder!

*Jornalista

Publicado em: 22/06/2020