O problema não é só a balança comercial

O Antagonista

O acirramento da disputa política do governo Jair Bolsonaro com a China pode trazer problemas ao Brasil que extrapolam a balança comercial, informa a Crusoé.

“A pandemia do coronavírus tem suscitado duas visões antagônicas sobre a China. Ao abafar os primeiros casos da Covid-19 em um mercado de frutos do mar em Wuhan, o país comunista postergou as medidas necessárias. A demora permitiu que o vírus se espalhasse e pegasse o mundo de surpresa. Quase 100 mil pessoas morreram com a doença no mundo, o que tem despertado muito rancor contra o regime chinês. Ao mesmo tempo, a China foi o país que mais se lançou para ajudar os demais, enviando médicos, remédios e equipamentos para o exterior. Também é um dos únicos que conseguiu elevar sua capacidade de produção e está em condições de exportar máscaras, luvas e respiradores. O país ainda será fundamental mais adiante. Como grande comprador de matérias-primas, a China será imprescindível na recuperação do mundo.”

Leia Leia a reportagem completa: AQUI

Publicado em: 10/04/2020