Oposição quer reunião para discutir mensagens de Bolsonaro

Por Época

O líder da Oposição na Câmara, Alessandro Molon, do PSB do Rio de Janeiro, tenta convocar ainda para esta semana um um reunião com os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre, e dez outros líderes partidários para discutir o teor das mensagens enviadas por Jair Bolsonaro incitando seguidores contra o Congresso.

Segundo reportagem da colunista Vera Magalhães, Bolsonaro compartilhou de seu celular um vídeo convocando para a manifestação do dia 15 de março.

Molon propôs a dez líderes partidários que se reúnam para discutir ações diante da participação de Bolsonaro e de integrantes de seu governo nas convocações das manifestações contra o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal no próximo dia 15 de março.

"Temos que parar Bolsonaro! Basta! As forças democráticas deste país têm que se unir agora. Já! É inadiável uma reunião de forças contra esse poder autoritário. Ou defendemos a democracia agora ou não teremos mais nada para defender em breve. Ao não encontrar soluções para o país, ao se sentir sozinho, isolado e frágil, Bolsonaro apela ao que todos temíamos: a um ato autoritário contra a própria democracia. Não dá mais. Esses absurdos, exageros e atropelos têm que parar agora”, afirmou.

Publicado em: 26/02/2020