Que caminho o País está tomando?

Por André Gustavo Vieira*

Meu amigo, aqui vai uma modesta reflexão. Que país é esse? Renato Russo cantou em 1987! Há 33 anos, o presidente era Sarney e o país clamava por mudanças que não houve. Hoje, temos um presidente que diz o que quer, que os filhos e à família dele são o centro do debate político e um senador que atropela manifestantes dirigindo um trator. A história se repete, só que nós, na maioria das vezes, não percebemos.

A sonhada mudança se arrasta em passos lentos. Algumas mudanças Collor fez, outras FHC e Lula fizeram. Mas a pergunta ainda é: Que país é esse? Se cobra exemplos ao invés de se dar exemplos. Só há um caminho e não temos muito tempo para isso, crescimento econômico e combate às desigualdades.

Desigualdades subentenda-se educação, saúde e segurança. Nunca seremos uma verdadeira potência mundial se formos desiguais e indiferentes a realidade coletiva. Ter 200, 300, 400 milhões de pessoas e a maioria delas na miséria não vai nos tornar “grandes” e sim medíocres.

Entramos nas eleições de 2018 com uma crise de valores e chegaremos à próxima, pelo visto, na mesma crise. Crescimento econômico é fundamental para gerar riqueza, mas não são apenas os fundamentos macroeconômicos que trazem investimentos, é o país mostrar maturidade, serenidade e equilíbrio para ter a confiança dos investidores. Estamos nesse caminho?

*Publicitário

Publicado em: 21/02/2020