Instituição da PF é contra divisão de ministério de Moro

O Globo - Por Bela Megale

Poucos dias depois do presidente Jair Bolsonaro sinalizar que poderia esvaziar Sergio Moro com o retorno do Ministério da Segurança Pública, a Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) fez uma enquete com seus associados sobre o tema.

O movimento, como informou a coluna, foi lido nos bastidores como uma iniciativa da família Bolsonaro para enfraquecer o ministro da Justiça, já que a Fenapef é a entidade de classe da PF mais alinhada a Eduardo Bolsonaro.

O resultado, porém, deve alegrar Moro: 67,50% dos participantes responderam que a recriação da pasta não seria boa para a PF e 32,5% responderam que seria positiva. A entidade vai enviar, por meio de um ofício, o resultado ao próprio ministro.

O presidente da Fenapef, Luís Antônio Boudens, afirmou que a iniciativa da enquete foi dele e que Eduardo nunca teve relação com a pesquisa.

A federação reúne segmentos da PF como agentes, escrivães e papiloscopistas. Eduardo Bolsonaro é escrivão licenciado, já foi homenageado pela instituição e é defensor de suas bandeiras, como a unificação da carreira.

Publicado em: 20/02/2020