Microcefalia vira tese acadêmica da UFPE

A pesquisadora Olga Martins defendeu, hoje, na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), a sua tese do mestrado em Saúde da Criança e do Adolescente, intitulada: Consumo alimentar, antropometria e composição corporal: um estudo em crianças com microcefalia por Síndrome da Zika Congênita.

A tese foi aprovada por unanimidade pela banca de professores. A pesquisa abordou as repercussões nutricionais nas crianças que tiveram a infecções pelo vírus Zika.

Publicado em: 19/02/2020