Crise entre Moro e Bolsonaro: Maia eleito bode expiatório

Redes sociais elegem Maia como bode expiatório de crise entre Moro e Bolsonaro. Consultoria mostra que apoiadores de Moro e Bolsonaro colocam culpa em presidente da Câmara.

Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados Foto: Jorge William / Agência O Globo
Época - Por Guilherme Amado

Uma análise da consultoria Bites sobre a recriação do Ministério da Segurança mostrou que apoiadores de Sergio Moro e de Jair Bolsonaro tentaram baixar o fogo colocando a culpa em um terceiro personagem, Rodrigo Maia.

Os dois lados consolidaram os esforços em torno da hashtag #cassacaodeRodrigoMaiaJa, colocando Maia como o articulador da ideia de esvaziar Moro — o que não guarda nenhuma relação com os fatos (não que isso importe para os seguidores do ministro da Justiça e muito menos os do presidente).

Foram 91.476 tuítes entre a quinta-feira (23) e as 17h30 da sexta-feira (24) sobre Maia nesse contexto de acusação, o equivalente a 85% de todos os posts produzidos em torno do deputado nos últimos sete dias.

Segundo a Bites, as buscas no Google associando o presidente da Câmara ao termo cassação cresceram 850% desde quinta-feira.

"Enquanto Maia recebia a culpa e se tornava alvo de de memes na Internet, Bolsonaro não sofreu reprimenda dos seus aliados. Apenas foi alertado que em time que está se ganhando não se mexe", escreveu Manoel Fernandes, diretor da Bites.

Publicado em: 26/01/2020