Setor de servi├žos alavanca aumento dos postos de trabalho em PE

(Foto: Rafael Neddermeyer / Fotos Públicas)

Do Diariio de Pernambuco - Por Patrícia Monteiro

Em um mundo corporativo onde a adesão à informalidade é cada vez maior, dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) de dezembro divulgados ontem pelo Ministério do Trabalho mostram que houve a geração de 644.079 novas vagas de emprego formal no país em 2019. Foi o maior saldo de ocupações com carteira assinada em números absolutos desde 2013, com todos os oito setores da economia registrando saldo positivo no ano. O Nordeste, assim como as demais regiões, também apresentou este crescimento enquanto Pernambuco ocupou a 17ª posição entre as unidades federativas, em números absolutos, com saldo de 9.696 novos postos.

Destrinchando o Estado, além do grande quantitativo já esperado quanto a postos de trabalho na capital pernambucana (4.120), destaque para o crescente da abertura de novas vagas no interior do Estado: 8,4% do total delas encontra-se no interior enquanto apenas 1,2% estão na RMR. Petrolina (2.051) e Vicência (1.003) são destaques. A secretária-executiva de Políticas de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Maíra Fischer, afirma que ainda não consegue identificar o que aconteceu de excepcional em Vicência, mas Petrolina é forte na fruticultura (maior geração de renda na região). “Esta interiorização é um fator positivo e uma cobrança da população. Muitos investimentos ainda virão, como novas unidades de Atacarejo, o que gera um encadeamento positivo para toda a região”, analisa.

Confira a íntegra da reportagem aqui: Setor de serviços alavanca aumento dos postos de trabalho ...

Publicado em: 25/01/2020