Medo de Moro pedir demissão fez Bolsonaro recuar

Ex-secretário-geral da Presidência, Gustavo Bebianno disse, ontem, que, se ele fosse o ministro Sergio Moro (Justiça), pediria demissão e se lançaria candidato a presidente da República.

Bebianno está rompido com o presidente Jair Bolsonaro, mas como a maior parte dos seguidores e ex-seguidores do presidente, é fã de carteirinha do ex-juiz da Lava Jato.

E, como Moro, os lava-jatistas enxergaram como uma manobra de enfraquecimento do ministro a possibilidade de desmembramento de sua pasta em dois ministérios, o da Justiça e o da Segurança Pública. Este último seria comandado por um especialista no setor.

O próprio Bolsonaro chegou a anunciar essa hipótese, nesta semana, deixando claro saber que Sergio Moro não ficará satisfeito se isto ocorrer.

Mas assessores, amigos e aliados do presidente alertaram-no do perigo de deixar o ministro insatisfeito. Clique aqui e confira a matéria do jornalista Tales Faria na íntegra.

Publicado em: 24/01/2020