Coluna deste sabadão na Folha

Danilo não une nem Pernambuco

Se o deputado Danilo Cabral não consegue nem o apoio fechado da bancada do PSB, formada por cinco parlanentares, como se atreve a bater chapa com Alexandre Molon (RJ) pela liderança do partido na Câmara?

Falando, ontem, no Frente a Frente, o deputado Gonzaga Patriota, o decano da bancada, disse que seu voto é de Molon por já ter assumido compromisso pela sua indicação. Não quis duvidar da disposição de Danilo em enfrentar Molon, mas afirmou que não seria salutar uma disputa neste momento.

Segundo apurei, a escolha do deputado carioca se deu de forma consensual e já havia sido objeto de acordo logo após a eleição, também sem disputa, do próprio Tadeu.

Se tudo se deu assim, as razões de Danilo botar a cara são de natureza essencialmente pessoal, podendo correr o risco de sofrer uma derrota acachapante. Já curtido pelo tempo, Danilo tende a desistir, porque sabe que é uma aventura.

ARRUMANDO A CASA - Se houver reforma no secretariado, existe indicativos de que Felipe Carreras assuma Infraestrutura no lugar de Fernandha Batista, esta deslocada para presidência da Compesa, enquanto Rodrigo Novaes, de Turismo, ficaria onde está para atender ao secretário especial Antônio Figueira. Se isso ocorrer, Milton Coelho, primeiro suplente, assumiria mandato federal.

SE A MODA PEGA... - Em Pombos, o Ministério Público exige que o prefeito Manoel Marcos Ferreira (PSB) preste contas da destinação dos R$ 1, 121 milhão que entraram nos cofres do municípios decorrentes da cessão onerosa do pré-sal. O pedido foi feito pelo promotor de justiça José da Costa Soares. “Qualquer omissão se configura ato de improbidade administrativa”, alerta o promotor.

CONVITE – O Podemos, do deputado federal Ricardo Teobaldo, ronda a delegada Patrícia Domingos para que se filie à legenda com o propósito de concorrer a Prefeitura do Recife. Responsável pelos processos que levaram 49 politicos ao xadrez, por atos de corrupção, Patrícia não sabe ainda se entra na disputa nem muito menos avançou na direção da sigla que faça a sua cabeça.

TERNURADO – Dez dias após incentivar a candidatura de Raul Henry à Prefeitura do Recife, numa entrevista à Folha, o senador Jarbas Vasconcelos (MDB) recebeu, ontem, no Debate, seu escritório político, a visita do prefeito Geraldo Júlio (PSB), que costura, por 24 horas, a unidade da Frente Popular em apoio a João Campos.

ANIMADO – Com data de posse na presidência do Tribunal de Justiça de Pernambuco para o próximo dia 3, o desembargador Fernando Cerqueira fez questão de entregar, ontem, em mãos, o convite ao novo presidente do Tribunal de Contas, Dirceu Rodolfo. Bom camarada, Cerqueira está com tesão de noivo.

VOLTA E OBRAS – A prefeita de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB), já voltou ao batente depois de uma semana refrescando a cuca no Exterior com a família. Candidata à reeleição, seu grande desafio é cumprir o calendário de inauguração das obras em fase de conclusão até junho, prazo permitido por lei.

Perguntar não ofende: Quando Geraldo Júlio vai deixar de entregar creches e inaugurar uma obra estruturadora no Recife?

Publicado em: 17/01/2020