Na Bahia de Todos os Santos

Ao longo de cinco séculos de história, a multiplicidade cultural deu origem a uma das mais fascinantes metrópoles do mundo.

Salvador, onde estou desde ontem, acolhido pelo calor humano de uma gente divertida, com cheiro de acarajé, tem um patrimônio histórico e cultural riquíssimo e uma das maiores festas de rua do planeta: o Carnaval.

Além do maior litoral urbano do País, que inclui a maior baía tropical do mundo, a Baía de Todos-os-Santos, onde fiz questão de passar à vista ontem com meu amigo Edinho Barbosa, um dos meus cicerones, autor desse clique.

São mais de 1.000 km2, 56 ilhas e 16 municípios que compõem o Recôncavo Baiano: com cultura, história e uma culinária especializada em frutos do mar.

Salvador está muito linda e bem cuidada. Daqui a pouco, estou postando a terceira reportagem. Enfoca a ousadia baiana de construir um novo Centro de Convenções depois de ser surpreendida com o desabamento do velho equipamento.

Construído em tempo recorde com recursos próprios do erário municipal, será um dos mais modernos e equipados centros de convenções do País.

Aguarde. Posto já! 

Publicado em: 14/01/2020