Coluna desta quinta na Folha

Pré-sal já sai em dezembro

Estados e Municípios vão ter o dinheiro da cessão onerosa do pré-sal mais cedo do que esperavam. A boa notícia foi dada, ontem, em Brasília, pelo presidente da Confederação Nacional dos Municípios, Glademir Aroldi. Segundo ele, o Governo Federal vai depositar R$ 5 bilhões nos cofres dos governadores e prefeitos no dia 27, com liberação três dias depois, dia 30.

O anúncio foi festejado, mas Estados e Municípios só podem usar a grana em investimentos ou cobrir o passivo da Previdência. Folha de pessoal está proibida. O volume de recursos poderia ter sido bem maior se o Governo tivesse arrecadado o que previa - um valor acima de R$ 1 trilhão. Os lotes leiloados renderam R$ 70 bilhões.

Mesmo assim, é uma grana razoável para Estados e Municípios quebrados, sufocados, sem uma política arrojada de ajuste fiscal. A agilidade na liberação também foi algo extremamente positivo.

Liderança nacional – Tem um pernambucano em alta no Congresso na esfera municipalista. É o deputado Silvio Costa Filho (PRB). Presidente da Frente Nacional Mista por um Novo Pacto Federativo, Silvinho, como é mais conhecido, ganhou visibilidade nacional pelas causas mais nobres que vem defendendo em busca do fortalecimento dos municípios.

Nem parece – Silvio Costa Filho chama atenção também na Câmara pelo jeito fino de tratar os companheiros de parlamento. Alguns que começam a ligar ele ao pai, o ex-deputado Silvio Costa, marcado pelo pavio curto e a forma barulhenta de pautar a mídia, tomam susto. “Esse deputado tão educado é filho de Silvio?”. Assim, reage a maioria.

Bomba – Brasília virou um pandemônio, ontem, com a notícia antecipada pela mídia online de que estaria prestes a ser estourada uma bomba de alto teor explosivo no gabinete do presidente Bolsonaro. O tic-tac deixou muita gente nervosa. Pegaria um dos filhos do rei.

Independente – Numa sinalização de que não se rende às pressões do PSB, pelo qual foi punido por ter votado a favor da reforma da Previdência, o deputado Felipe Carreras já se decidiu em apoiar a proposta de prisão após condenação em segunda instância.

Contramão – Já o senador Humberto Costa, líder do PT no Senado, age para atrapalhar a tramitação da PEC que trata da prisão em segunda instância. Tem as suas digitais o pedido que atrasa a tramitação na Casa Alta da proposta do senador Lasier Martin (Podemos-RS).

JUSTIÇA – Duas homenagens justas prestadas pela Câmara Federal, ontem, com a Medalha do Mérito Legislativo: os ex-senadores Marco Maciel e Armando Monteiro Neto, o primeiro por indicação de Augusto Coutinho (SD) e o segundo por sugestão de André de Paula (PSD).

Perguntar não ofende: Recife campeã em desemprego: culpa do PSB ou consequência da crise econômica?

Publicado em: 21/11/2019