Ato se opõe à presença de Lula no Recife

Neste domingo, dia em que o ex-presidente Lula discursa no festival Lula Livre, no Pátio do Carmo, no Centro do Recife, o Pixuleco, boneco inflável de Lula com roupa de presidiário foi colocado no Cabanga, no percurso que o petista deve fazer para chegar ao Centro da cidade. O movimento “Vem Pra Rua” circulou, ao longo da manhã e tarde de hoje, com um banner colocado em um caminhão, repudiando a vinda do petista à capital pernambucana. As informações são da Folha de Pernambuco.

De um lado, o material diz que "Recife repudia esse criminoso. Está solto, mas continua condenado". No outro, o ex-presidente também é chamado de "criminoso" e é alvo uma ironia. "Tão 'inocente' que mudaram uma lei para livrá-lo da cadeia!", afirma.

O caminhão percorreu a Avenida Boa Viagem, na Zona Sul do Recife. Um banco auxiliou os manifestantes contrários à liberdade de Lula que queriam subir na caçamba do caminhão para tirar fotos com os banners. A maioria estava com a camisa do Brasil, enrolados com a bandeira do País. Por volta das 14h30, os manifestantes se organizaram e ocuparam parte da Avenida Boa Viagem, com cartazes contra Lula e membros do Supremo Tribunal Federal (STF).

De acordo com a organizadora do movimento em Pernambuco, Maria Dulce, o ato pretende mostrar "que o cidadão recifense não aceita a presença de um condenado que está querendo se passar por inocente". "O STF mudou o entendimento sem ter havido nenhum fato relevante para essa mudança. Não havia motivo para mudança de entendimento, temos vídeo de Gilmar Mendes e Dias Toffoli apoiando a prisão em segunda instância, depois mudam, então a mudança foi para atingir a Lava-Jato e soltar Lula".

Maria Dulce acrescentou ainda que o caminhão circulará apenas em Boa Viagem, e não irá para onde ocorrerá o evento do PT. "Não queremos confronto".

Publicado em: 17/11/2019