Coluna deste sabadão na Folha

Bivar liga agressão à pesquisa

De volta ao Recife, ontem, depois de uma semana tumultuada em Brasília, na qual entrou no olho do furacão por causa dos açoites de Bolsonaro a ele e ao PSL, o deputado Luciano Bivar, presidente nacional da legenda governista, minimizou nas reverberações.

Em entrevista ao Frente a Frente, negou que tenha expulsado o presidente, minimizou o episódio, mesmo tendo ameaçado de punição deputados que se solidarizaram ao chefe e deu a entender que o affair já é uma página virada.

Provocado, entretanto, sobre as razões que teriam levado o presidente a proibir uma live com um militante do PSL e ter afirmado que ele (Bivar) estava “queimado para caramba”, não quis polemizar.

O deputado chegou a inferir que a motivação teria sido a pesquisa do Opinião em que aparece com 4% das intenções de voto para prefeito do Recife. “Desconfio que o grande culpado é o jornalista Magno Martins”, brincou Bivar, reportando-se ao levantamento.

Bolsonaristas punidos – Apesar de Bivar negar a queda de braço com o presidente da República, o presidente do PSL, Luciano Bivar, já puniu oito dos 20 deputados que assinaram uma carta em apoio a Bolsonaro com críticas à Executiva Nacional. O grupo perdeu cargos comissionados e foi sacado de comissões. Entre os parlamentares, Filipe Barros (PR). Carla Zambelli (SP) Bibo Nunes (RS) e Bia Kicis (DF).

Ficção – O Canal do Fragoso, obra estruturante que impacta em vários bairros de Olinda, ainda é uma grande miragem, mas a vice-governadora Luciana Santos (PCdoB), ex-prefeita do município, fez proselitismo político, ontem, visitando um canteiro de obras quase fictício. Tudo a ver com campanha antecipada para João Paulo, ex-prefeito do Recife, pré-candidato na Marim dos Caetés.

Escândalo – A escolha de Juscelino Mendes Aguiar para presidente do Condica em Carpina virou um escândalo. Segundo denúncia apresentada ao MP, Juscelino não representa nenhuma organização da sociedade civil do município. Foi nomeado apenas por apadrinhamento do prefeito Manoel Botafogo (PDT), que se acha no direito de desrespeitar até o estatuto do Condica.

Acredite se quiser – O deputado Tony Gel (MDB) jura de pés juntos que só faltou ao encontro com o governador em Caruaru por causa da contratura muscular. Ressalta que não briga por cargos no município com Jorge e Laura Gomes. “São dois grandes amigos”, garante.

Acinte – Em julho, presença de crianças com armas de brinquedo em desfile virou ação do Ministério Público, mas, ontem, ignorando o episódio, o presidente Bolsonaro fez selfies com uma criança com farda da PM e arma de brinquedo na mão durante formatura de PMs em São Paulo. Acha que pode tudo.

NA GAVETA – Enquanto a bancada federal marca posição firme em defesa de suas emendas impositivas, na Assembleia o presidente Eriberto Medeiros (PP) não dá o menor sinal de quando colocará em pauta para votação em segundo turno a PEC do deputado Alberto Feitosa.

Perguntar não ofende: A delegada licenciada e deputada Gleide Ângelo vai se animar para disputar a Prefeitura de Jaboatão?

Publicado em: 12/10/2019