Governo tenta diminuir pressão sobre Salles

(Foto: REUTERS/Adriano Machado)

Folha de S. Paulo - Painel
Por Daniela Lima

 

Colegas do ministro Ricardo Salles (Meio Ambiente) na Esplanada viram na escolha do general Fernando Azevedo e Silva (Defesa) como porta-voz das ações na Amazônia um sinal de que o governo tenta diminuir a pressão sobre o nome que, até aqui, divide com o presidente “a cara da crise“.

Escolta Salles tem recebido apoio público dos filhos do presidente. Eduardo Bolsonaro (PSL-RJ) defendeu o ministro em suas redes sociais.

Publicado em: 25/08/2019