Bolsonaro diz que em nenhum momento acusou ONGs

Irritado, o presidente Jair Bolsonaro disse, na manhã de hoje, que “em nenhum momento” acusou as ONGs de estarem por trás dos incêndios que atingem a Região Amazônica. Segundo ele, ele falou apenas em suspeitas. No entanto, voltou a repetir que no entender dele, “há indícios fortíssimos de que esse pessoal de ONG que perdeu ‘a teta’ deles” tem relação com as queimadas. O presidente afirmou que não há provas sobre a insinuação. Na opinião de Bolsonaro, apenas com um flagrante é possível descobrir os responsáveis pelas queimadas. “Podem ser fazendeiros, todo mundo é suspeito. Mas a maior suspeita vem de ONGs”, repetiu.

Na saída do Palácio da Alvorada, o presidente também fez fortes ataques à imprensa, a que chamou de “irresponsável” e acusou de fazer “campanha contra o Brasil”. O presidente comentou também sobre a MP que desobriga as grandes empresas de publicar seus balancetes em jornais impressos de grande circulação. Segundo ele, a medida faz “justiça com o empresário”. “Tirei de vocês R$ 1,2 bi da publicação de balancetes. Não é maldade, é bondade e justiça para o empresário que não aguenta pagar isso e publicar em páginas e páginas de jornal que ninguém lê”, disse. Na avaliação de Bolsonaro, com isso, o governo está ajudando a diminuir o desmatamento. “Porque o papel vem da árvore… Assim como acabou o datilógrafo, a imprensa também está acabando também”, disse o presidente.

Publicado em: 22/08/2019