Os bastidores do poder e da
política em primeira mão

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Jaboatão orientação
Pernambuco 21.05.2022 10:00

Fome de poder em conglomerados de mídia

Por Magno Martins, edição de Ítala Alves compartilhamentos

*Por Marcelo Tognozzi

Esta semana, a Bolsa de Madrid se agitou com a operação de venda da participação da Telefónica no Grupo Prisa, dono do jornal El País e do maior conglomerado de mídia da Espanha. Numa operação de € 34,2 milhões, um grupo de empresários criaram a holding Global Alconaba SL e agora detém 7% da Prisa.

O controle da Alconaba está nas mãos de Andrés Varela Entrecanales, primo, por parte de mãe, de José Manuel Entrecanales presidente da Acciona, empreiteira líder mundial em obras de infraestrutura, energia renovável e saneamento e uma das construtoras do metrô de São Paulo, que faturou € 6,4 bilhões em 2021. Varela começou a negociar a compra das ações da Telefónica em outubro do ano passado.

Os primos Entrecanales são conhecidos como empresários socialistas pelas suas relações com o Psoe, partido que governa a Espanha. Seu movimento financeiro é interessante, porque revela tanto uma disputa de poder dentro do próprio Grupo Prisa, quanto pelo governo espanhol nas eleições marcadas para novembro de 2023. O Prisa controla ao todo 4 diários, uma cadeia de rádios na Espanha e América Latina, o Media Capital, maior grupo de comunicação de Portugal e está presente com emissoras de rádio, Tvs e jornais nos Estados Unidos, Colômbia, México, Argentina, Equador, Panamá, Costa Rica e Chile.

Todo este poderio pertence a um seleto grupo. A maior acionista, com 29%, é a administradora de fundos Amber Capital, fundada em Nova York e cuja sede foi transferida para Londres. O francês Joseph Oughourlian, fundador da Amber, comanda a Prisa, que tem entre seus sócios o mexicano Carlos Slim, dono da Claro e do banco Santander, e a família Polanco, herdeiros do fundador Jesus de Polanco, que chegou a ter 64% das ações da Prisa e hoje detém 7,6%.

A compra das ações da Telefónica por Andrés Varela Entrecanales, cuja família é conhecida por suas ligações com o ex-primeiro-ministro José Luis Rodríguez Zapatero, colocou um tempero político na operação. A Global Alconaba de Varela tem como sócio Daniel Romero-Abreu, dono da empresa de eventos Thinking Heads, que conta com a colaboração de socialistas ilustres como Josep Borrell, atual ministro das Relações Exteriores da União Europeia, Carmen Calvo e Felipe Gonzáles. Em 19 de maio, quando Varela comprou as ações da Telefónica por € 0,68 por ação, no pregão da Bolsa de Madrid elas chegaram a € 0,60, caíram e fecharam a semana a € 0,59. Mas Varela não estava preocupado com perdas financeiras, porque mirava ganhos de poder.

A mexida no quadro societário do Prisa com a entrada de Varela mostra como funcionam as relações de poder entre a mídia, empresários e políticos num país onde os grupos de comunicação negociam suas ações na Bolsa de Valores. A influência de investidores como Oughourlian já está disseminada por boa parte da União Europeia. Na França, por exemplo, ele participa do Grupo Vivendi, uma S.A comandada pela Bolloré Investimentos, do magnata da mídia Vicent Bolloré, que detém 27% das ações e 30% do poder de voto. Vivendi começou como uma empresa de abastecimento de água, passou para telecomunicações (é uma das sócias da TIM com 27%) e virou um conglomerado de mídia e entretenimento controlador da Universal Music, Mediaset e Canal+.

No informe aos acionistas distribuído em 5 de abril de 2022, o Vivendi informa um lucro líquido de € 24,8 bilhões em 2021. Em 2018, Bolloré foi preso e obrigado a deixar o comando do Vivendi com base na lei anticorrupção europeia, acusado de subornar autoridades africanas em troca de contratos de operação de portos. Seu filho Yannick passou a presidir o conselho. Vivendi tem 9,9% do Grupo Prisa.

Durante a última campanha presidencial da França, Bolloré apoiou o ultradireitista Eric Zemmour, o que irritou Marine Le Pen, líder da direita tradicional. Ela se sentiu traída por ele e, como tinha mais votos e mais prestígio eleitoral, acabou disputando o 2º turno com Emmanuel Macron. Ninguém sabe o real motivo da declaração política de Bolloré, se era verdadeiro ou se não passou de mais uma de suas manobras.

No início do ano, Bolloré entrou junto ao governo espanhol com um pedido de autorização para chegar até 29,9% do capital dos donos do El País. Ele tanto pode negociar com os outros sócios, como abrir espaço através de um aumento de capital. Tudo indica que não será simples, porque os interesses em jogo são gigantes e há um argumento forte: em 2018 o Prisa aumentou o capital para € 563 milhões e rolou sua dívida para 2025.

É interessante notar como os poderes político e econômico estão se mexendo na União Europeia, depois de um período de forte campanha contra as big techs, como Google e Meta, enquadradas pelo fisco e o Parlamento. Neste momento de tensão com a guerra na Ucrânia, inflação e incerteza, os movimentos dos grandes conglomerados de mídia mostram que eles estão com uma fome de poder sem limites.

*Jornalista

compartilhamentos

Últimos posts

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Petrolina - São João
Brasil 25.06.2022 16:00

Estratégia de reeleição de Bolsonaro se impõe e estados já sabem que vão perder receitas de ICMS até no STF

Por Magno Martins, edição de Ítala Alves compartilhamentos

A sabedoria popular ensina que contra fatos não há argumentos. E a política é a arte de transformar fatos em narrativas. Vale para o Governo como para quem está na oposição. As informações são do colunista Fernando Castilho, do Jornal do Commercio.

Os estados sabem agora que a decisão de confrontar o governo na questão do ICMS - quando ainda poderiam articular uma negociação assim que os preços do barril do petróleo explodiram e começaram a turbinar as receitas dos estados - foi um equívoco, embora sempre seja muito difícil fechar acordos com Jair Bolsonaro.

...



compartilhamentos
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Ipojuca - Maio 2022
Pernambuco 25.06.2022 15:30

Rodrigo garante coordenar e estar à frente da campanha de Raquel em Caruaru

Por Magno Martins, edição de Ítala Alves compartilhamentos

Ele tem 40 anos e menos de três meses como gestor de uma das maiores cidades do interior pernambucano. Formado em administração/marketing, o prefeito de Caruaru, Rodrigo Pinheiro (PSDB), vem mostrando garras de leonino. Nos festejos juninos, recebeu em seu camarote, no Pátio de Eventos, todos os pré-candidatos ao Governo de Pernambuco. Os adversários elogiaram a acolhida e observaram a inquietação do jovem. As informações são da Folha de Pernambuco.

A aliada e ex-prefeita, também pré-candidata ao Governo, Raquel Lyra, chegou a se irritar e achar estar perdendo espaço. Nos bastidores, todos desconfiam que, solteiro e sem filhos, o prefeito esteja aproveitando para consolidar seu projeto político e construir sem amarras um caminho para reeleição, em 2024. Com o mesmo prazer de praticar exercícios, comer massas e reunir amigos (alguns que guarda da infância), garante coordenar e estar à frente da campanha de Raquel. Tem gente pagando para ver.

...



compartilhamentos
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Caruaru - Junho 2022
Brasil 25.06.2022 15:10

Casal de idosos é morto a facadas num prédio de luxo no Rio

Por Magno Martins, edição de Ítala Alves compartilhamentos

Um casal de idosos foi morto a facadas na madrugada de hoje em um condomínio no Jardim Botânico, Zona Sul do Rio. De acordo com as primeiras informações da Divisão de Homicídios, que investiga o caso, suspeito do crime, que é oficial da Marinha, seria namorado do filho do casal e teria atacado as vítimas supostamente motivado por ciúmes. As informações são do G1/RJ.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o pedido de socorro foi feito pouco depois da meia noite e atendido pelo Quartel do Humaitá. Ao chegarem no local, um apartamento na Rua Pio Corrêa, os bombeiros encontraram os idosos já mortos e um homem inconsciente, apontado pela polícia como suspeito do crime.

...



compartilhamentos
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Cabo - Unidade de Saúde da Família
Brasil 25.06.2022 15:00

Impeachment, a dúvida da oposição se vale a pena ou não nesse momento

Por Magno Martins, edição de Ítala Alves compartilhamentos

O escândalo da gravação que joga responsabilidade para cima de Jair Bolsonaro, no caso do ex-ministro Milton Ribeiro (Educação), não foi celebrado com salva de fogos pela oposição. Não na devida dimensão do episódio. Hoje, com as redes sociais, é fácil medir o alcance de um fato e sua repercussão. As informações são do Blog do Noblat.

Em outros tempos, o PT, por exemplo, já estava na rua com a campanha “Fora, Bolsonaro” mais ruidosa do que nunca. Por muito menos, o partido fez isso com Fernando Henrique Cardoso (FHC). Os tucanos não esquecem jamais do “Fora, FHC”.

...



compartilhamentos
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Arcoverde - São João 2022
Brasil 25.06.2022 14:30

Minha história com Gonzaguinha

Por Magno Martins, edição de Ítala Alves compartilhamentos

*Por Irineu Tamanini

O então presidente Fernando Collor visitou no dia 3 de abril de 1991 a cidade de Juazeiro do Norte, no Ceará. Valter Lima, da Rádio Nacional viajou dois dias antes no escalão precursor da Presidência da República para transmitir, direto da terra de Padre Cícero, o programa “Revista Nacional”.

...



compartilhamentos
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Toritama
Brasil 25.06.2022 14:00

PF alegou falta de recursos para transferir Milton Ribeiro, mas dispõe de três jatos

Por Magno Martins, edição de Ítala Alves compartilhamentos

A Polícia Federal tem três jatos da Embraer, mas alegou que não tinha recursos para transportar o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro, na quarta-feira passada, data de sua prisão. Apesar de haver uma ordem judicial para que Ribeiro fosse transferido de Santos (SP), onde reside, até Brasília, a PF manteve o ex-ministro em São Paulo. As informações são do Estadão.

O descumprimento da ordem judicial foi citado pelo delegado Bruno Calandrini, que preside o inquérito sobre a existência de um gabinete paralelo no Ministério da Educação operado por Ribeiro e dois pastores, como indicação de interferência na investigação.

...



compartilhamentos
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Serra Talhada 2021
Brasil 25.06.2022 13:00

A lei da lasquinha

Por Magno Martins, edição de Ítala Alves compartilhamentos

* Por Marcelo Tognozzi

Logo depois de proclamar a Independência, o Brasil foi obrigado a pagar uma indenização de 2 milhões de libras esterlinas à Coroa Portuguesa. Num tratado intermediado pelos ingleses, o Brasil pagaria pelo reconhecimento de que éramos uma nação livre, melhor: um reino livre.

...



compartilhamentos
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Belo Jardim 2 - Abril
Pernambuco 25.06.2022 12:30

Maria Arraes cumpre agenda política em Araripina

Por Magno Martins, edição de Ítala Alves compartilhamentos

A pré-candidata a deputada federal Maria Arraes tem cumprido extensa agenda política por diversas cidade de Pernambuco. Hoje, um dia após participar do São João de Araripina, concedeu entrevista na Rádio Arari FM e visitou a feira do município.

"É com felicidade que a gente está retornando a Araripina. O São João que estamos vendo, depois de uma pandemia, é importante para a retomada da economia dos municípios e do estado. Também estamos sentindo o crescimento do entusiasmo da população que quer mudar os rumos do país e de Pernambuco. Isso significa que estamos no caminho certo", afirma Maria.

...



compartilhamentos
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Bandeirantes Maio 2022
Pernambuco 25.06.2022 12:00

STF invalida lei que autorizava Executivo de Pernambuco a usar depósitos judiciais

Por Magno Martins, edição de Ítala Alves compartilhamentos

O Supremo Tribunal Federal (STF) invalidou lei do Estado de Pernambuco que permitia a utilização de depósitos judiciais e extrajudiciais de terceiros em programas e ações sociais e no pagamento de precatórios judiciais relativos a créditos de natureza alimentar. Por unanimidade, o colegiado julgou procedente a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 6660, apreciada na sessão virtual encerrada no último dia 20.

A ação foi ajuizada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra a Lei estadual 12.305/2002 (alterada pela Lei 12.337/2003), que destina para a Conta Central de Depósitos Procedimentais os depósitos judiciais e extrajudiciais, em dinheiro, à disposição do Poder Judiciário estadual ou da Secretaria da Fazenda. De acordo com a lei, de 50% a 80% dos créditos transferidos à conta central deverão compor um fundo de reserva, recomposto mensalmente pelo estado.

...



compartilhamentos
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Nord Hotels