Lavareda

02/12


2020

Coluna da quarta-feira

Paulista renova a esperança

Reeleito em Paulista em eleição de segundo turno, domingo passado, derrotando Francisco Padilha (PSB), candidato apoiado pelo atual prefeito Júnior Matuto, Yves Ribeiro (MDB) é, literalmente, um fenômeno na política brasileira: o que mais exerceu mandatos consecutivos entre prefeitos no País. Com a vitória, assume, aos 72 anos de idade, seu sexto mandato em três cidades diferentes, estando Paulista num embrulho social complexo da Região Metropolitana.

Natural de Igarassu, Yves iniciou a carreira política ao se eleger prefeito do município onde nasceu, tendo sido reeleito após o fim de seu primeiro mandato. Com o fim de sua gestão na cidade natal, migrou para outro município: Itapissuma. Governou a cidade por oito anos e se mudou, novamente, de município. Desta vez, elegeu-se como prefeito de Paulista, chegando ao quinto mandato consecutivo.

A sexta vitória seguida nas urnas veio no domingo passado. Venceu a disputa pela Prefeitura ao somar 57,52% dos votos válidos. Francisco Padilha (PSB) ficou em segundo lugar, com 42,48% dos votos válidos. Foi a mais retumbante derrota imposta ao PSB, que governou o município por dois anos com mão de ferro, sob a liderança de Júnior Matuto, que teve seu último ano de gestão tensionado, com denúncias de malversação do dinheiro público.

Tudo isso provocou seu afastamento por duas vezes do cargo, recompondo o mandato por força de liminar no Supremo. Com Yves de volta ao poder em Paulista, acaba-se esse ciclo de instabilidade. A cidade cria uma expectativa positiva de que dias melhores virão na geração de emprego, na execução políticas públicas que priorizem a maioria da população tão sofrida pelos desatinos da gestão que se finda.

Vez dos suplentes – Por ironia do destino, João Campos passa o bastão do seu mandato de deputado federal para Milton Coelho, atual chefe de gabinete do governador Paulo Câmara, função já ocupada pelo prefeito eleito do Recife. Em todo o Brasil, nove suplentes de deputados federais devem assumir mandatos definitivos na Câmara, após a eleição dos titulares para prefeituras nas eleições deste ano. O levantamento foi divulgado pela Secretaria Geral da Mesa Diretora. Milton só se afetiva na Câmara após a posse de João, em 1 de janeiro próximo.

Secretariado – João Campos só volta a Brasília na próxima semana. Ele passou a mergulhar, desde a última segunda-feira, dia seguinte à eleição, nas negociações para composição do seu secretariado, o que deve dar-lhe muita dor de cabeça, porque chegou ao poder embalado pela mais ampla aliança partidária da história do Recife. Todo mundo vai querer o seu naco na equipe, principalmente no primeiro escalão. O que se diz é que montará uma equipe renovada, sem aproveitar ninguém de Geraldo Júlio.

No pincel – Se isso se concretizar, para onde irão os asseclas do prefeito em fim de gestão? Vão desaguar no Governo do Estado? Com a palavra o governador Paulo Câmara, que já teve uma relação mais amistosa com Geraldo, com quem, de vez em quando, fala um dialeto diferente. O problema é que a máquina estadual já está inchada e não cabe mais tanta gente que ficará no pincel.

Resistência no PSB – O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, não dá um pio sobre o noticiário dando conta que o prefeito a caminho do desemprego, Geraldo Júlio, estaria de olho na sua função. Uma mistura de técnico, burocrata e político, Siqueira dificilmente será removido de onde se encontra para atender interesses do prefeito ligados ao processo eleitoral de 2022, quando tentará disputar o Palácio das Princesas. Vários núcleos do partido, como os de São Paulo e Rio, se opõem a qualquer tentativa de deletar Siqueira.

CURTAS

NA PRESSÃO – Grupos na Câmara e no Senado preparam ofensiva contra as possíveis candidaturas a reeleição de Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Davi Alcolumbre (DEM-AP). Circulam duas cartas para pressionar o STF (Supremo Tribunal Federal) a não liberá-los para concorrer. O Supremo deve analisar o caso nos próximos dias. A carta que circula na Câmara tem assinaturas de PP, PL, PSD, Avante, Patriota, Solidariedade e PSC, partidos mais próximos ao governo de Jair Bolsonaro.

RECORDAR É VIVER – No primeiro turno, apenas 10 mil votos separaram João Campos de Marília Arraes. Ele teve 29,17% dos votos, enquanto a petista obteve 27,95%. Na primeira pesquisa de intenção realizada pelo Ibope após a primeira etapa de votação, a petista liderou, com 45% dos votos contra 39% do pessebista. Mais próximo do segundo turno, os dois apareciam tecnicamente empatados nos levantamentos.

Perguntar não ofende: Qual o interesse do Supremo em fazer o jogo de Maia e Alcolumbre no direito à reeleição?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

O PT murchou e virou partido Nanico. kkkkkk

marcos

Concordo com você Gretchen, O mito Bolsonaro está mostrando a importância da Corrupção e dos Roubos do PT para a falência do Estado Brasileiro. Ainda bem que o povo deu cartão vermelho para essa OCRIM.

Fernandes

O Brasil precisa passar por um Bolsonaro, para entender a importância do (PT).

Fernandes

O (PT) fez 184 prefeituras no total. O PSOL fez 5. O (PT), dos partidos de Esquerda, é o que ainda possui a maior bancada de vereadores, nas câmaras municipais nas capitais.

Fernandes

Roraima é a bola da vez Bolsonaro cancelou a compra de energia da Venezuela e a alternativa que se avizinha é o APAGÃO.


ALEPE

01/12


2020

Editorial analisa desafios do prefeito eleito de Paulista

No Frente a Frente de hoje, programa que ancoro pela Rede Nordeste de Rádio, o meu editorial foi sobre resultado das eleições no segundo turno e os desafios que o prefeito eleito de Paulista, Yves Ribeiro, terá que enfrentar em 2021. Vale a pena conferir!

O Frente a Frente tem como cabeça de rede a Rádio Hits 103,1 FM, em Jaboatão dos Guararapes.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

O Jornal do Poder

01/12


2020

Iran Costa, o secretário dos sonhos de João

Diante da herança mais maldita de Geraldo Júlio, a pasta de Saúde, objeto de seguidas operações da Polícia Federal em apuração de recursos desviados da pandemia do coronavírus, o prefeito eleito do Recife, João Campos (PSB), não pode correr nenhum risco na escolha do secretário para suceder Jailson Correia, que por pouco não chegou a ser preso.

Por isso, o nome da sua preferência é o do ex-secretário estadual de Saúde, Iran Costa, que trabalhou em sua campanha dando uma espécie de consultoria na área. Ex-titular da pasta no Governo Paulo Câmara, Iran está atuando na iniciativa privada. É, hoje, consultor de hospitais do eixo Rio e São Paulo.

Desde que deixou a Secretaria estadual de Saúde, há dois anos, alegando problemas de natureza pessoal, Iran, um dos mais competentes e famosos médico oncologista do Estado, se dedica a atender demandas de consultoria de grandes redes de saúde privada e não estaria inclinado a voltar ao serviço público.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu no Zap

01/12


2020

Após eleições, políticos contraem Covid-19

Passado o período eleitoral, dois políticos pernambucanos contraíram Covid-19. O secretário de Saúde da Prefeitura do Recife, Jailson Correia, testou positivo hoje. Jailson, que também é médico, está com sintomas leves e em isolamento, cumprindo quarentena, conforme recomendação da Organização Mundial de Saúde. Além dele, o deputado federal Silvio Costa Filho (Republicanos) também comunicou em suas redes sociais que contraiu o novo coronavírus.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


01/12


2020

Quem pagou?

Com essa pergunta instigante, o jornal “O PODER” levanta, na edição das 19 horas,  um assunto que, até agora, vinha passando batido pela mídia nacional.

A presença de última hora de militantes e bandeiras vermelhas do Movimento dos Sem Terras (MST) nas ruas das capitais, onde candidatos de esquerda disputavam o 2º turno das eleições municipais, assustou o eleitorado da classe média. E mudou o rumo das eleições.

Se não foram convidados, por que vieram? Quem pagou pela mobilização? As despesas estão contabilizadas? As pessoas pertencem realmente ao MST ou foram recrutadas nas periferias das cidades?

Leia mais clicando no link abaixo.

www.jornalopoder.com.br/edicoes


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Liane Souza Souto Maior

Acho que fui eu. Kkkk

joao carlos da silva

Que ativismo vergonhoso Magno. So falta tu dizer que quem trouxe o MST foi João Campos. Perdesse, te conforma e voltas a fazer um jornalismo mais profissional.

JOÃO FREIRE CORRÊA LIMA

Magno continua informando errado. Despesas contabilizadas onde? O MST é clandestino. Não é pessoa jurídica e, acredito, que você deva saber disto. Portanto, divulgar inverdades, pega muito mal.


Banco de Alimentos

01/12


2020

Dias Toffoli é eleito presidente da Primeira Turma do STF

O ministro Dias Toffoli foi eleito, hoje, o próximo presidente da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) e deve passar a presidir o colegiado durante o ano que vem. Toffoli substituirá a ministra Rosa Weber, que conduziu os trabalhos por um ano.

As trocas de presidente nas Turmas seguem o regimento interno do STF, segundo o qual assume o membro mais antigo que ainda não tenha desempenhado a função.

“A mim é uma honra voltar a presidir essa Primeira Turma, ainda tendo na sua composição o ministro Marco Aurélio, com quem muito aprendi e aprendo. Espero poder corresponder à confiança dos eminentes colegas e poder conseguir manter esse padrão de atividade, de atuação”, afirmou Toffoli.

O STF tem duas turmas, cada uma formada por cinco diferentes ministros – apenas o presidente do Supremo não integra esses colegiados durante o mandato. As turmas julgam recursos e habeas corpus, e cabe ao presidente definir as datas de julgamento e conduzir as sessões.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


01/12


2020

Gustavo Matos avalia participação nas eleições 2020

O presidente do MDB em Camaragibe e ex-candidato a prefeito no município, Gustavo Matos, avaliou a participação dele nas eleições 2020, em entrevista concedida ao repórter Jonas Silva. Na avaliação do emedebista, a candidatura dele trouxe “propostas para Camaragibe” e não “politicagem”.

“Fizemos uma campanha limpa e honesta. Dialogando com o povo e conhecendo os problemas da nossa cidade. Mesmo sem estrutura, levei nossa campanha até o fim. Só perde quem não tem objetivo, conquistamos maturidade e experiência. Acredito que o povo da nossa cidade, continua clamando por mudanças e nós não podemos desistir de Camaragibe. Aproveitar o momento só para agradecer aos amigos conquistados e ao nosso grupo pela coragem”, afirmou Gustavo Matos, em entrevista à Rádio Camará.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


01/12


2020

Genival Lacerda é internado em UTI com Covid-19

O cantor e compositor paraibano Genival Lacerda, de 89 anos, está internado no Hospital Unimed I, na Ilha do Leite, na área central do Recife. Segundo o filho dele, o cantor João Lacerda, o artista está com a Covid-19, em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI). As informações são do G1/PE.

Por telefone, na tarde de hoje, João Lacerda informou que o pai deu entrada no centro de saúde, ontem, sendo levado para a UTI. “Fez exame e deu positivo para Covid-19. Ele está respirando com a ajuda de aparelhos”, declarou João Lacerda.

A assessoria de comunicação da Unimed I informou, também por telefone, que Genival Lacerda deu entrada em uma de suas unidades, no Recife. No entanto, a rede afirmou que não repassaria informações nem boletins de saúde sobre o paciente. “Apenas para a família”, disse a assessoria.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


01/12


2020

Advogado coordena equipe de transição de Yves

Em entrevista gravada, há pouco, para o Frente a Frente, que vai ao ar a partir das 18 horas pela Rede Nordeste de Rádio, tendo como cabeça de rede a Hits 103,1 FM, no Grande Recife, o prefeito eleito de Paulista, Yves Ribeiro (MDB), anunciou, em primeira mão, que já criou a equipe de transição sob a coordenação do advogado Paulo Pinto, atual procurador da Assembleia Legislativa. Yves disse, também, que abrirá uma ampla auditoria para investigar a herança maldita que receberá do prefeito Júnior Matuto (PSB).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores