Os bastidores do poder e da
política em primeira mão

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Jaboatão orientação
Coluna 15.04.2022 00:00

Coluna da sexta-feira

Por Magno Martins, edição de Ítala Alves compartilhamentos

Coronel Danulo "otavianou"

Advogado bem-sucedido nas Alterosas, Cristiano Monteiro Machado foi prefeito de Belo Horizonte entre os anos de 1926-29. Nas eleições de 1950, lançou-se candidato à Presidência da República pelo Partido Social Democrático, mas este acabou apoiando Getúlio Vargas. Insistindo em candidatar-se, mesmo quando o apoio de seu partido era praticamente nulo, deu origem ao termo "cristianização".

Entrou para o folclore político por gerar uma situação em que o candidato é abandonado pelo seu próprio partido. Na época, o PSC apoiou outro nome de maior peso, Getúlio Vargas, eleito presidente da República. Cristiano ficou chupando o dedo. De lá para cá, toda vez que um candidato é jogado na jaula dos leões pelos seus próprios aliados diz-se, no jargão da política, que foi "cristianizado".

Há 30 anos, em 1992, nas eleições do Recife, houve um caso semelhante. Julgando-se forte, o ex-governador Joaquim Francisco inventou a candidatura a prefeito do ex-secretário Luiz Otávio Cavalcanti, sobrinho do ex-governador Roberto Magalhães. Sua base recebeu a indicação com a frieza de um inverno europeu. Mas Joaquim ignorou e abriu um comitê para Otávio.

Na semana seguinte, convocou um velho escudeiro ao seu gabinete e deu as instruções: a ordem era vigiar o comitê, passar por lá pelo menos três vezes ao dia para ver a movimentação. Cumpridor de tarefas, dois dias depois o emissário bateu à porta de Joaquim. Na maior expectativa, o governador perguntou: "E aí, como está o comitê?"

Cabisbaixo, o velho olheiro encarou Joaquim com os olhos aboticados e sapecou: "Tá ruim, governador. Tão ruim que nem Maria Gorda e Faca Cega dão as caras por lá". Os dois personagens citados eram famosos ratos de comitês. Por aí, dava para se ter ideia do deserto de apoios que o candidato escolhido por Joaquim estava tendo.

No dia seguinte, Joaquim trocou Luiz Otávio, o indecolável, pelo então jovem deputado André de Paula, que, mesmo assim, levou uma surra histórica para Jarbas Vasconcelos, eleito prefeito do Recife. Cristianizado, Otávio nunca mais quis saber de política. Pelo andar da carruagem, Pernambuco está prestes a criar um novo personagem do folclore político: a reprodução do "otavianismo".

E o candidato mais forte é se "otavianizar" é o Coronel Danulo, que vem perdendo apoios, congelou em 6% nas pesquisas de intenção de voto e seu escritório, apesar de encher a boca para dizer que tem o apoio de 140 prefeitos, vive às moscas. Se vivo fossem, nem Maria Gorda nem Faca Cega passariam por perto.

Confiança zero – Por falar no Coronel Danulo, o advogado Bruno Brennand, ex-tesoureiro do PSB, deixou o pré-candidato a governador da Frente Popular em maus lençóis. Em artigo no JC, disse, sem papas na língua, que o ex-governador Eduardo Campos não confiava em Danilo. Tem razão. Afinal, se fosse ao contrário, Eduardo teria escolhido Danilo para governador, mas preferiu Paulo Câmara.

Origem de apelido – Não era só Eduardo que não confiava em Danilo. O ex-presidente da Assembleia Legislativa, Guilherme Uchoa, e o ex-secretário de Articulação, Ettore Labanca, o odiavam. Tanto que foram a Eduardo "aconselhá-lo" a não escolher Danilo candidato. "Qualquer um, Eduardo, menos o Coronel Danulo", disse, na época, Uchoa. Foi a primeira vez que Eduardo ouviu a explicação do apelido, dada pelo próprio Uchoa: a troca do nilo pelo nulo era para carimbá-lo como uma nulidade política em atender demandas de aliados. É daqueles que só olham para o seu próprio umbigo.

Mais debandada – Aliado do deputado Eduardo da Fonte e filiado ao PP, que está na Frente Popular, o vice-prefeito de Arcoverde, Israel Rubis, disse, ontem, ao comunicador Nill Júnior, da Rádio Pajeú, que não apoia o candidato do PSB, Coronel Danulo, nem sob tortura. "Ele está com o prefeito de Arcoverde e eu não subo no mesmo palanque de um agora adversário político", afirmou.

Arraes voltou! – Está de volta a estátua de Miguel Arraes localizada no canteiro central em frente ao Aeroporto, próximo à Praça Ministro Salgado Filho, no bairro da Imbiribeira. O monumento havia sido recolhido pela Emlurb para passar por reparos por danos causados por vandalismo. A estátua, feita em bronze, foi instalada no final de 2008. Para denúncias de vandalismo e sugestões, a Emlurb disponibiliza o número 156.

Sem enxergar o bezerro – Se o PT bater mesmo o pé pela indicação de Carlos Veras para o Senado na chapa de Danulo, o que o governador fará para salvar o mandato do deputado André de Paula, que já teria até liberado alguns prefeitos da sua base? E se o PT se negar a acolher a indicação para a vice, como ficará a aliança com o PSB? A crise na Frente Popular está de vaca não reconhecer bezerro.

CURTAS

FORTALECIDA – O nome da senadora Simone Tebet (MDB-MS) ganha força entre partidos do centro político que se comprometeram a lançar uma candidatura única ao Palácio do Planalto neste ano. Além de arregimentar apoios formais de diretórios regionais emedebistas, ela passou a ser vista neste momento como a pré-candidatura mais “estável” da chamada terceira via por integrantes da cúpula e da bancada do PSDB.

CALENDÁRIO – MDB, PSDB e União Brasil definiram um calendário para buscar o consenso. Depois do lançamento de Luciano Bivar, pelo União Brasil, os dirigentes vão se reunir na próxima semana para discutir os critérios de escolha. O martelo só será batido, no entanto, no dia 18 de maio.

Perguntar não ofende: O PT pode implodir a Frente Popular?

compartilhamentos

Últimos posts

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Petrolina - São João
Brasil 25.06.2022 16:15

Ministro do STF é tachado de mentiroso em evento no Reino Unido

Por Magno Martins, edição de Ítala Alves compartilhamentos

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso afirmou, hoje, que o Brasil se tornou um “país de ofensas” após ser interrompido em um evento no Reino Unido, quando defendia o processo eleitoral brasileiro. As informações são da CNN Brasil.

Barroso dizia que, quando presidiu o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) entre 2020 e 2022, precisou “oferecer resistência aos ataques contra a democracia e impedir esse abominável retrocesso que seria a volta do voto impresso com contagem pública manual, que sempre foi o caminho da fraude no Brasil”.

...



compartilhamentos
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Ipojuca - Maio 2022
Brasil 25.06.2022 16:00

Estratégia de reeleição de Bolsonaro se impõe e estados já sabem que vão perder receitas de ICMS até no STF

Por Magno Martins, edição de Ítala Alves compartilhamentos

A sabedoria popular ensina que contra fatos não há argumentos. E a política é a arte de transformar fatos em narrativas. Vale para o Governo como para quem está na oposição. As informações são do colunista Fernando Castilho, do Jornal do Commercio.

Os estados sabem agora que a decisão de confrontar o governo na questão do ICMS - quando ainda poderiam articular uma negociação assim que os preços do barril do petróleo explodiram e começaram a turbinar as receitas dos estados - foi um equívoco, embora sempre seja muito difícil fechar acordos com Jair Bolsonaro.

...



compartilhamentos
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Caruaru - Junho 2022
Pernambuco 25.06.2022 15:30

Rodrigo garante coordenar e estar à frente da campanha de Raquel em Caruaru

Por Magno Martins, edição de Ítala Alves compartilhamentos

Ele tem 40 anos e menos de três meses como gestor de uma das maiores cidades do interior pernambucano. Formado em administração/marketing, o prefeito de Caruaru, Rodrigo Pinheiro (PSDB), vem mostrando garras de leonino. Nos festejos juninos, recebeu em seu camarote, no Pátio de Eventos, todos os pré-candidatos ao Governo de Pernambuco. Os adversários elogiaram a acolhida e observaram a inquietação do jovem. As informações são da Folha de Pernambuco.

A aliada e ex-prefeita, também pré-candidata ao Governo, Raquel Lyra, chegou a se irritar e achar estar perdendo espaço. Nos bastidores, todos desconfiam que, solteiro e sem filhos, o prefeito esteja aproveitando para consolidar seu projeto político e construir sem amarras um caminho para reeleição, em 2024. Com o mesmo prazer de praticar exercícios, comer massas e reunir amigos (alguns que guarda da infância), garante coordenar e estar à frente da campanha de Raquel. Tem gente pagando para ver.

...



compartilhamentos
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Cabo - Unidade de Saúde da Família
Brasil 25.06.2022 15:10

Casal de idosos é morto a facadas num prédio de luxo no Rio

Por Magno Martins, edição de Ítala Alves compartilhamentos

Um casal de idosos foi morto a facadas na madrugada de hoje em um condomínio no Jardim Botânico, Zona Sul do Rio. De acordo com as primeiras informações da Divisão de Homicídios, que investiga o caso, suspeito do crime, que é oficial da Marinha, seria namorado do filho do casal e teria atacado as vítimas supostamente motivado por ciúmes. As informações são do G1/RJ.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o pedido de socorro foi feito pouco depois da meia noite e atendido pelo Quartel do Humaitá. Ao chegarem no local, um apartamento na Rua Pio Corrêa, os bombeiros encontraram os idosos já mortos e um homem inconsciente, apontado pela polícia como suspeito do crime.

...



compartilhamentos
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Arcoverde - São João 2022
Brasil 25.06.2022 15:00

Impeachment, a dúvida da oposição se vale a pena ou não nesse momento

Por Magno Martins, edição de Ítala Alves compartilhamentos

O escândalo da gravação que joga responsabilidade para cima de Jair Bolsonaro, no caso do ex-ministro Milton Ribeiro (Educação), não foi celebrado com salva de fogos pela oposição. Não na devida dimensão do episódio. Hoje, com as redes sociais, é fácil medir o alcance de um fato e sua repercussão. As informações são do Blog do Noblat.

Em outros tempos, o PT, por exemplo, já estava na rua com a campanha “Fora, Bolsonaro” mais ruidosa do que nunca. Por muito menos, o partido fez isso com Fernando Henrique Cardoso (FHC). Os tucanos não esquecem jamais do “Fora, FHC”.

...



compartilhamentos
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Toritama
Brasil 25.06.2022 14:30

Minha história com Gonzaguinha

Por Magno Martins, edição de Ítala Alves compartilhamentos

*Por Irineu Tamanini

O então presidente Fernando Collor visitou no dia 3 de abril de 1991 a cidade de Juazeiro do Norte, no Ceará. Valter Lima, da Rádio Nacional viajou dois dias antes no escalão precursor da Presidência da República para transmitir, direto da terra de Padre Cícero, o programa “Revista Nacional”.

...



compartilhamentos
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Serra Talhada 2021
Brasil 25.06.2022 14:00

PF alegou falta de recursos para transferir Milton Ribeiro, mas dispõe de três jatos

Por Magno Martins, edição de Ítala Alves compartilhamentos

A Polícia Federal tem três jatos da Embraer, mas alegou que não tinha recursos para transportar o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro, na quarta-feira passada, data de sua prisão. Apesar de haver uma ordem judicial para que Ribeiro fosse transferido de Santos (SP), onde reside, até Brasília, a PF manteve o ex-ministro em São Paulo. As informações são do Estadão.

O descumprimento da ordem judicial foi citado pelo delegado Bruno Calandrini, que preside o inquérito sobre a existência de um gabinete paralelo no Ministério da Educação operado por Ribeiro e dois pastores, como indicação de interferência na investigação.

...



compartilhamentos
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Belo Jardim 2 - Abril
Brasil 25.06.2022 13:00

A lei da lasquinha

Por Magno Martins, edição de Ítala Alves compartilhamentos

* Por Marcelo Tognozzi

Logo depois de proclamar a Independência, o Brasil foi obrigado a pagar uma indenização de 2 milhões de libras esterlinas à Coroa Portuguesa. Num tratado intermediado pelos ingleses, o Brasil pagaria pelo reconhecimento de que éramos uma nação livre, melhor: um reino livre.

...



compartilhamentos
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Bandeirantes Maio 2022