O Jornal do Poder


22/08


2020

Coluna do sabadão

Centrão mantém veto de Bolsonaro

Após forte investida, juntamente com os partidos do Centrão e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o Governo conseguiu manter a proibição de reajuste de servidores públicos até 2021. O veto do presidente Jair Bolsonaro foi mantido por 316 votos a favor e 165 votos contra. A medida tinha sido derrubada pelo Senado no dia anterior, e para reverter a situação, foi costurado um acordo envolvendo a prorrogação do auxílio emergencial e liberação de recursos do Orçamento ainda este ano. Esses dois pontos já estavam em negociação, antes da derrubada do veto pelos senadores, mas deputados ganharam maior poder de influência depois da decisão dos senadores.

Eram necessários 257 votos de deputados para derrubar o ato de Bolsonaro. Sem atingir o patamar mínimo, o veto fica mantido, apesar da decisão do Senado na quarta. Um veto cai quando é rejeitado nas duas Casas. O Ministério da Economia calcula que se fosse derrubado o veto comprometeria uma economia fiscal entre R$ 121 bilhões e R$ 132 bilhões aos cofres da União, Estados e municípios. Com a decisão, continuam congelados até o fim de 2021 os salários dos servidores federais, estaduais e municipais, inclusive das áreas de segurança, saúde e educação.

Bolsonaro disse que se o veto fosse derrubado seria "impossível" governar o Brasil. A oposição e a bancada da segurança pública chegaram a pressionar pela derrubada do veto, mas não tiveram força para isso. “Não podem servidores públicos imaginar que uma mensagem mínima pra sociedade não precisa ser enviada. Precisa sim”, discursou Maia, antes de orientação o voto pela manutenção do veto. "Não conceder aumento ao funcionalismo é o mínimo que nós que estamos no serviço público podemos oferecer", tuitou, depois da votação.

Na iniciativa privada, de acordo com dados oficiais, hoje já são quase 10 milhões de trabalhadores que tiveram o salário reduzido ou o contrato suspenso por causa da crise provocada pela pandemia. Outros 66 milhões de pessoas já receberam o auxílio emergencial de R$ 600 pagos pelo governo a desempregados e informais. Antes de trabalhar pela proibição do reajuste, Bolsonaro chegou a dar aval à medida, em maio, quando o projeto foi votado pela Câmara.

O congelamento era a contrapartida que o ministro da Economia, Paulo Guedes, cobrou para repassar diretamente R$ 60 bilhões aos governadores e prefeitos durante a crise, suspender dívidas e manter garantias do Tesouro em empréstimos, num alívio financeiro total de R$ 125 bilhões.

Reação de Bolsonaro – O presidente Jair Bolsonaro afirmou, ontem, que vai atingir os objetivos de seu governo com a ajuda dos "sócios" que têm no Congresso, um dia após os deputados votarem pela manutenção do veto dele a um trecho de projeto que abria margem para concessão de reajuste salarial a servidores públicos. "Podem ter certeza, com o time que nós temos, com os nossos sócios, no bom sentido, no Parlamento brasileiro, nós atingiremos os nossos objetivos", disse o presidente, em discurso durante solenidade de entrega de unidades habitacionais em Mossoró (RN). Na véspera, a Câmara manteve o veto de Bolsonaro um dia depois de os senadores derrubarem a negativa presidencial. Com a decisão, os deputados evitaram um possível impacto de 120 bilhões de reais nas contas públicas.

Boa notícia – O Brasil voltou a gerar empregos com carteira assinada em julho, quando o saldo líquido somou 131.010 vagas abertas, informou, ontem, o Ministério da Economia. No mês passado, foram contratados 1.043.650 trabalhadores formais, e demitidos 912.640. A programação inicial do governo era de que o resultado seria publicado somente na quinta-feira da semana que vem, mas a divulgação foi antecipada pela área econômica. A evolução positiva do emprego formal se dá após quatro meses de queda, segundo números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). De acordo com dados oficiais, esse também foi o melhor resultado, para este mês, desde 2012, quando foram contratados 142.496 trabalhadores com carteira assinada. Ou seja, foi o melhor julho em oito anos.

Violência – O Brasil teve uma alta de 6% nos assassinatos no primeiro semestre deste ano em comparação com o mesmo período do ano passado. É o que mostra o índice nacional de homicídios criado pelo G1, portal do grupo Globo, com base nos dados oficiais dos 26 estados e do Distrito Federal. Em seis meses, foram registradas 22.680 mortes violentas, contra 21.357 no mesmo período do ano passado. Ou seja, 1.323 mortes a mais. O aumento de mortes acontece mesmo durante a pandemia do novo coronavírus, que fez com que estados adotassem diversas medidas de isolamento social. Ou seja, houve alta na violência mesmo com menos pessoas nas ruas.

Investigação – O Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe) informou, ontem, que vai investigar a conduta de dois médicos que teriam pressionado a família da menina de 10 anos a não se submeter ao aborto previsto em lei, no Recife. A criança interrompeu a gravidez de risco após ser estuprada, no Espírito Santo, pelo tio, que está preso e teria assumido o crime informalmente. A entidade pretende apurar se esses dois médicos entraram no quarto onde a garota estava internada, no Centro Amaury de Medeiros (Cisam), na Encruzilhada, na Zona Norte da capital pernambucana. A conduta deles foi denunciada à ouvidoria da maternidade, referência em partos de risco.

CURTAS

VENCEU O COVID – O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), de 62 anos, informou, ontem, que está curado da covid-19. O governador disse que ele e sua mulher, Bia Doria, estão livres da doença, e apresentou o boletim médico do Hospital Sírio-Libanês. O anúncio foi feito pelo próprio governador, em vídeo reproduzido durante reunião do Governo do Estado com a imprensa no Palácio dos Bandeirantes para a atualização dos números da pandemia. Doria cumpriu o isolamento social de 10 dias desde que teve resultado positivo em um teste para detectar a doença. Mesmo assintomático, comentou a experiência durante o período de confinamento. “Não é uma boa sensação dormir imaginando que ao longo da noite pode ter alguma circunstância que é grave a situação”, disse.

LIVE COM LUPI – O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, confirmou sua participação na live deste blog da próxima segunda-feira, para falar de eleições municipais e a presença do partido nas principais capitais, com destaque para o Nordeste. Será às 18 horas com transmissão simultânea pela Rede Nordeste de Rádio, no espaço do programa Frente a Frente, cuja cabeça de rede é a Hits 103,1 FM, no Grande Recife.

Perguntar não ofende: Em quanto vai ficar a contribuição do programa Renda Brasil que vai substituir o Bolsa Família?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Defendeu bozo, e chama mito queima, com certeza. Ui

Fernandes

Na última semana, a Crusoé também revelou que a JBS pagou R$ 9 milhões a Frederick Wassef, ex-advogado do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ).

Fernandes

Governo Bolsonaro pagou R$ 47 milhões à JBS para comprar carne, diz revista. A JBS recebeu R$ 47 milhões do governo Jair Bolsonaro (sem partido) para fornecer carne aos militares, segundo a revista Crusoé. De acordo com a publicação, o cardápio contratado inclui peças de picanha, maminha e filé mignon.

marcos

PT não terá candidato próprio em 2022, diz Lula.Ui já amarelaram?

Fernandes

Defendeu bozo queima, com certeza. Ui


Potencial Pesquisa & Informação


21/08


2020

Coluna da sexta-feira

Não há razão para queda de Mendonça

Cada pesquisa tem suas particularidades, mas um dado surpreendeu na pesquisa do Potencial postada ontem neste blog sobre a sucessão no Recife: a perda de cinco pontos percentuais por parte do pré-candidato do DEM, Mendonça Filho, que sempre apareceu bem, situado entre 12% e até 14%, chegando a liderar em alguns levantamentos. Não vi nenhum fato novo para puxar o democrata para baixo. Variações em pesquisas acontecem em cima de fatos, ruins ou bons. Nada disso foi visto para atingir Mendonça.

Pelo contrário, o democrata tem sido, dentre todos os pré-candidatos, o que mais tem ocupado o noticiário com bombardeios à gestão Geraldo Júlio. Firme e corajoso, Mendonça abriu várias frentes em defesa do Recife, contra equívocos e imoralidades praticadas na gestão socialista, já objeto de cinco operações da Polícia Federal. Também não se viu nada que atingisse a sua imagem de forma negativa. Mendonça tem feito o bom combate, está atento a tudo que contraria os interesses da grande massa da população recifense.

Nunca contestei pesquisas, principalmente sendo postadas neste blog com exclusividade. Mas, insisto, queda em pesquisa não se dá sem fato relevante. Quanto aos demais números, nada de novidade. Apenas algumas conclusões óbvias: a delegada Patrícia Domingos, pré-candidata do Podemos, que oscilou positivamente um ponto percentual, se mantém firme em segundo lugar revelando que tem gordura eleitoral e chances de crescer mais.

Dependerá, especialmente, da forma como conduzirá a campanha. Tem que apresentar, por exemplo, um projeto para o Recife ao invés de insistir no samba de uma nota só em cima do combate à corrupção. Marília Arraes, que lidera, dá sinais de que o PT e não ela têm teto, que parece já ter sido alcançado. Sua grande vulnerabilidade é o próprio partido, carimbado como a legenda da corrupção e da roubalheira nos Governos de Lula e Dilma.

Quanto a Daniel Coelho, que recuou um ponto, saindo de 10% para 9%, precisa dá uma demonstração mais clara de que quer ser mesmo de fato candidato, porque até agora sua pré-campanha é muito tímida, quase não existente. Se receber o apoio do PSL, de Luciano Bivar, como se especula, pode fazer o diferencial entre os demais pré-candidatos da oposição.

Por fim, há um fato que precisa ser lembrado também: dentre os pré-candidatos, o eleitor não identificou ainda qual esteja alinhado ao Palácio do Planalto. Bolsonaro vive um momento bom do seu Governo e para onde pender no Recife pode levar o seu eleitorado cativo. Há quem diga que o presidente não irá se envolver na eleição municipal. Custo acreditar, até porque se essa onda positiva do seu Governo se confirmar, não perderá a oportunidade de ser cabo eleitoral influente.

Leitura do Potencial – Numa análise, ontem, sobre a pesquisa no Recife, o diretor do Instituto Potencial, Zeca Martins, não justificou a queda de Mendonça Filho. Veja o que ele disse: “A candidatura de Marília Arraes (PT) dá sinais de força e consolidação, a da delegada Patrícia Domingos (Podemos) chama atenção pela resistência. E o avanço positivo, mesmo que discreto, de João Campos (PSB). A pesquisa também revela uma queda dos pré-candidatos tradicionais da direita recifense, Daniel Coelho (Cidadania) e Mendonça Filho (DEM)”. Zeca pode ter lá suas razões, até pela sua longa história em avaliações de cenários, mas faltou elencar mais razões para identificar essa queda de Mendonça.

Dificuldades – Ainda de Zeca Martins sobre a pesquisa: “Alguns aspectos do cenário político nos últimos anos nos ajudam a entender os resultados da pesquisa neste momento. Primeiro percebe-se claramente as dificuldades que o governador e o prefeito vêm enfrentando, prejudicando o candidato da situação João Campos (PSB), que não consegue avançar apesar do potencial, demorando a assumir e definir uma personalidade governista em virtude do desgaste das gestões do PSB. A pré-candidata do PT, Marília Arraes, surge no campo da centro-esquerda com grande potencial. Saiu na frente dos adversários iniciando a pré-campanha antes da pandemia, é percebida como alternativa para o Recife avançar em questões sociais”.

Protagonismo – Zeca faz suas conclusões assim: “A delegada Patrícia Domingos pode ser o fato novo e traz consigo referências de um discurso bolsonarista, embora sem assumir. Apesar da suposta autoridade, é frágil, ainda sem estrutura eleitoral e não conhece a cidade. As candidaturas de Daniel Coelho e Mendonça Filho refletem um caso claro de dois pré-candidatos que estão perdendo o protagonismo em meio a um debate de quase um ano e indefinição de quem apoia quem ou se mantém candidaturas independentes. Se disputassem juntos, admitindo uma candidatura com os dois, poderiam tentar surpreender”.

Vazamento – Em ofício encaminhado ao Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) na última quarta-feira (19), a ministra Damares Alves pediu apuração do vazamento de dados sigilosos sobre a menina de dez anos que engravidou após ser estuprada pelo tio, em São Mateus, no Norte do Espírito Santo. Damares solicitou ao ministro André Mendonça o encaminhamento do caso à Polícia Federal, além da articulação com a Polícia Judiciária do Estado do Espírito Santo para o possível indiciamento dos responsáveis. Já no Recife, a vereadora Aline Mariano (PP) protocolou notícia-crime no MPPE com o objetivo de garantir mais rigor na investigação que vai apontar se houve vazamento da informação acerca da chegada da menina capixaba no Cisam e quem seriam os responsáveis por repassar que a criança estava na unidade de saúde a ponto de promover aglomerações em frente ao hospital.

CURTAS

BOM VICE – Em Paulista, onde lidera todas as pesquisas de intenção de voto para voltar a governar o município, o pré-candidato do MDB, Yves Ribeiro, acertou em cheio na escolha do seu companheiro de chapa: o jovem empresário Dido Vieira, também filiado e militante do MDB. Investe em vários setores no Estado, inclusive na rede hoteleira e no turismo naquele município, um dos mais importantes colégios eleitorais do Estado na RMR, beirando os 220 mil eleitores. Dido agrega o eleitorado jovem. Bem articulado, deu substancial ajuda a Yves na montagem do seu programa de Governo para que o município se reencontre com o desenvolvimento. 

LIVE COM LUPI – O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, confirmou, ontem, sua participação na live deste blog da próxima segunda-feira, para falar de eleições municipais e a presença do partido nas principais capitais, com destaque para o Nordeste. Será às 18 horas com transmissão simultânea pela Rede Nordeste de Rádio, no espaço do programa Frente a Frente, cuja cabeça de rede é a Hits 103,1 FM, no Grande Recife.

Perguntar não ofende: O Recife caminha para um embate entre a mesma família Arraes?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Defendeu outra vez bozo, Queima com certeza.Ui

marcos

Chamou outra vez, Queima com Certeza Ui

Fernandes

O falso cristão diz que que quem Chamou bozo Queima. Ui. Quem queima é ele o orifício ruguso, ele é quem fala direto em queima a rosca dele, ele camufla.

marcos

Quem chama bozo Queima a rosca. Ui

Fernandes

Boa noite povo Deus, só lembrando que Bozo além de Ladrão, Corrupto, Miliciano e Genocida e Corno, está sempre com o Hélio Negão ao seu lado, porque será?


Banco de Alimentos


19/08


2020

Coluna da quinta-feira

O cenário embolado do Cabo

Pela primeira pesquisa do Potencial, ontem, postada neste blog com exclusividade, o município do Cabo tende a ser cenário de uma disputa sensacional nas eleições deste ano. O quadro, hoje, configura um empate técnico entre os quatro principais pré-candidatos, estando, numericamente, à frente, o prefeito Lula Cabral (PSB), com 22%, tendo em sua cola, com uma diferença de apenas dois pontos, o delegado Resende (Podemos), que aparece com 20%.

Mais abaixo, o ex-prefeito Elias Gomes (MDB) e o atual vice-prefeito Keko do Armazém (PL) despontam, respectivamente, com 15% e 14% das intenções de voto. Como a margem da pesquisa é de quatro pontos percentuais para mais ou para menos, isso se traduz num cenário embolado, levando o Cabo a ter uma das campanhas mais acirradas da Região Metropolitana do Recife. Embora tenha objeto de uma investigação e preso, Lula ainda se mantém competitivo provavelmente pelo seu eleitorado fiel e por estar já no terceiro mandato.

Seu grande adversário, a princípio, é o delegado Antônio Resende (PL), ex-vereador em Carpina, que faz uma campanha com o discurso do samba de uma nota só: o fim da corrupção e a promessa de levar à cadeia os políticos que desviam recursos públicos. Bate sem piedade no prefeito, discurso que não tem sido diferente de Elias Gomes. Falando numa emissora de rádio, ontem, Elias disse que o Cabo precisa se livrar de uma quadrilha, referindo-se ao grupo de Lula.

Quanto ao delegado, o classificou de um aventureiro, exportado de Carpina. Na pesquisa, Elias mostrou que não está morto eleitoralmente, como supunha seus adversários e que está no jogo para valer. O mesmo pode ser dito do vice-prefeito Keko do Armazém, que tem nada desprezíveis 14%. Dependendo para onde pender, pode resolver a eleição, embora aliados garantam que não abrirá mão da sua candidatura.

O Cabo não tem segundo turno e quanto mais a oposição se dividir, como está hoje, mais chances Lula tem de emplacar um novo mandato. Já o delegado tem a menor taxa de rejeição e se apresenta como o novo, em nome da mudança. Só precisa definir uma estratégia, porque o que se diz por lá é que não tem grupos e que faz uma campanha amadora, apresentando-se como o justiceiro.

Dá para desconfiar? – O cancelamento da live do presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, ontem, de última hora, já foi o quarto e, coincidentemente, com exceção do senador Major Olímpio (PSL-SP), que estava impossibilitado de deixar a sessão de votação para nos atender, os demais têm relação com o PSB, PCdoB ou PT, partidos que detêm o poder em Pernambuco. Primeiro a correr da parada, o governador do Maranhão, Flávio Dino, é amicíssimo da vice-governadora Luciana Santos. Já o ex-presidente Lula, não precisa dizer nada.

Bandidagem – Vítima de um sequestro na noite da última terça-feira, o vice-prefeito de Olinda, Márcio Botelho (SD), entra para as estatísticas da gritante violência urbana que conflagra o Estado, com predominância na Região Metropolitana. O caso não tem nada a ver com política, está de fato vinculado à bandidagem que o Governo mostra-se incompetente no enfrentamento. Não é por acaso que o Estado está entre os mais violentos do País. Botelho é ovelha nova na política, mas um quadro bastante promissor, com uma visão ampla dos problemas de Olinda, município que dá uma forte contribuição na gestão do Professor Lupércio.

Drama do sequestro – Em entrevista, ontem, ao Frente a Frente, o vice-prefeito de Olinda, Márcio Botelho (SD), contou em detalhes o sofrimento do seu sequestro por três homens armados, que o levaram de Olinda até o Cabo no seu carro sob a mira de revólveres. "Nasci de novo", disse ele. Para Botelho, o caso não tem nenhum tipo de conotação política. "Eles nem sabiam que eu era vice-prefeito. Queriam apenas dinheiro, minhas senhas de banco", contou. Ainda bastante traumatizado, Botelho confessou que sofreu agressões físicas. "Ele me deram logo um soco na cara antes de me jogarem no chão do carro. Fui até o Cabo, onde me liberaram num canavial, sob a mira de armas, uma sensação de horror, levando soco na barriga e pontapés", disse.

Mais violência – Por falar em violência, cinco pessoas foram presas, ontem, pela polícia por suspeita de planejar um resgate de cinco presos no Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima. De acordo com a Polícia Civil, a operação Consórcio do Crime, cujas investigações começaram em abril, apreendeu o equivalente a R$ 12 milhões em armas, munições, explosivos e outros materiais que seriam utilizados na investida. As prisões ocorreram em Sairé e Gravatá, no Agreste, e em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife. De acordo com o gestor do Departamento de Repressão aos Crimes Patrimoniais, Newson Mota, mais de 80 policiais civis e militares participaram da operação.

CURTAS

BOA NOTÍCIA – Pela primeira vez desde abril, o ritmo de transmissão da covid-19 está em desaceleração no Brasil. De acordo com dados do centro de controle de epidemias do Imperial College, a taxa de contágio (Rt) no País foi de 0,98, número que indica para quantas pessoas um paciente infectado consegue transmitir o novo coronavírus. Os dados foram verificados na semana que começou no domingo passado. O dado significa que 100 pessoas contaminadas contagiam outras 98 que, por sua vez, passam a doença para outras 96. Essas contaminam 94 e assim sucessivamente, o que comprova a desaceleração do contágio. Em julho, o País apresentou taxas de 1,01, situação definida como "fora de controle".

PROIBIÇÃO – O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) apresentou pedido ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para barrar o compartilhamento de dados do Facebook com a investigação que apura suposto disparo em massa de ‘fake news’ durante as eleições de 2018. A manifestação foi enviada após a coligação ‘Povo Feliz de Novo’ (PT/PCdoB/PROS) solicitar à Corte que determine o envio dos dados da rede social para turbinar o processo.

Perguntar não ofende: O caso do vice-prefeito de Olinda foi sequestro ou assalto?   


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

O falso cristão diz que que quem Chamou bozo Queima. Ui. Quem queima é ele o orifício ruguso, ele é camuflado. Ui

marcos

Chamou bozo Queima. Ui

Fernandes

Não esquecer que, Bozo é Ladrão Miliciano, Corrupto e Genocida o mundo inteiro já sabe.

Fernandes

O falso cristão diz que que quem Chamou bozo Queima. Ui. Quem queima é ele o orifício ruguso, ele é camuflado. Ui

marcos

Lula admitiu que PT não vai ter candidato próprio para presidente. Ui tá com medo do Mito. Kkkkkk




18/08


2020

Coluna da quarta-feira

O risco de Lula trair Marília

Nem os mais próximos ao ex-presidente Lula acreditam na sua fidelidade canina à tese de candidatura própria em algumas capitais, entre as quais Recife, onde o PT tem uma longa e vergonhosa dependência do PSB, estando mais para sublegenda de aluguel. Por isso, não será surpresa se em algum momento antes das convenções, marcadas para o próximo mês, não tenha uma recaída de amor socialista e abandone o barco de Marília Arraes.

Segunda deputada federal mais votada no Estado, Marília, como se sabe, é pré-candidata do PT de Lula e cúpula nacional, não do PT local, que mantém fidelidade canina ao PSB como legenda alugada para o que der e vier. Quem esteve recentemente com Lula sentiu que ele não é mais aquela baraúna resistente que se apresentava aos apelos do PSB, que vão do governador Paulo Câmara ao prefeito Geraldo Júlio, passando, principalmente, pela viúva Renata Campos.

Nos últimos dias, na medida em que as eleições se aproximam, Renata vai mostrando que o legado do poder de Eduardo é seu, não transfere para ninguém. Fala com Lula na hora que quer e deseja. Interfere em decisões que julga prejudiciais ao projeto do filho João Campos de chegar à Prefeitura do Recife sucedendo a Geraldo Júlio, o poste eleito por Eduardo. Lula está sendo convencido por ela que Marília não é páreo para o filho e que tende a morrer na praia.

Sustenta-se na tese do voto de estrutura. O PSB detém as máquinas do Governo do Estado e Prefeitura do Recife, a maior bancada de vereadores e o maior número de candidatos a vereador, traduzido na linguagem de “um exército de cabos eleitorais” trabalhando dia e noite pela vitória de João e, conseqüentemente, a manutenção do PSB numa das maiores vitrines entre as capitais nordestinas.

Renata reprovou e deu um puxão de orelha no presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, que se fez gente lá atrás carregando a pasta do ex-governador Miguel Arraes. De forma açodada, o subalterno afirmou que o PT seria o vetor de divisão da esquerda nas eleições presidenciais, porque estava irredutível nas alianças municipais. Chegou a dizer que o PT não contasse com o apoio do PSB em nenhuma das capitais. O ataque provocou uma reação imediata do PT.

Mas não o suficiente para afastar Lula de vez do PSB. Renata, Câmara e Geraldo estão absolutamente convencidos de que Lula não foi contaminado e que estará no palanque de João Campos, porque tem chances de resgatar seus direitos políticos perdidos na prisão, para disputar a Presidência da República, mais uma vez, em 2022, com apoio velado do PSB.

Cunhado vermelho... – Nos bastidores da oposição no Recife ninguém consegue assimilar o comportamento do presidente estadual do Partido Solidariedade, Augusto Coutinho. Casado com a irmã de Mendonça Filho, pré-candidato do DEM, Coutinho, mesmo com tamanho parentesco, não está integrando o exército para eleger o cunhado, mas agarrado ao palanque do pré-candidato do PSB, João Campos, supostamente por causa de cargos. Recentemente, quando esteve com o presidente nacional do PSL, Luciano Bivar, que pode decidir o acordo da oposição em favor de Mendonça, este ouviu uma cobrança sutil do apoio de Coutinho, que está fechado com os socialistas no Recife.

E traído em Olinda – O mais estranho em relação à postura de Augusto Coutinho se reporta à vizinha Olinda. Lá, o prefeito Professor Lupércio é do SD, partido de Coutinho, mas o PSB está caminhando para outro palanque, o do pré-candidato do PCdoB, João Paulo, levado pela vice-governadora Luciana Santos. Pelo acordo inicial, o partido de Coutinho só apoiaria João no Recife se o PSB em Olinda estivesse alinhado à reeleição de Lupércio, o que virou letra morta. Pelo jeito, lealdade e fidelidade não são práticas corriqueiras do PSB.

Ordem é tratorar – Em Jaboatão, o senador Fernando Bezerra Coelho não entende a razão de o MDB ter declarado apoio à candidatura a prefeito do vereador Daniel Alves. Ali, o partido não tem condições de eleger sequer um vereador, mas o que prevaleceu, na verdade, foi a vontade do Palácio de tratorar o prefeito Anderson Ferreira, do PL, candidato à reeleição, apoiado por FBC. Líder do Governo Bolsonaro no Senado, Bezerra chegou a emitir uma nota discordando da postura do seu partido, que tomou tal decisão por determinação do senador Jarbas Vasconcelos, fechado com João Campos, no Recife.

Aventureiro – O PSB tende a entrar numa aventura eleitoral em Gravatá, onde o prefeito Joaquim Neto (PSDB) lidera todas as pesquisas, com o padre Joselito Gomes. Estreando na política partidária, o padre não é nada fiel à bata como se imagina. Já casou, tem filhos e perdeu o respeito da população. Atualmente, exerce a função de Conselheiro Tutelar. Se não tiver renunciado, pode estar inelegível.  Publicamente, Joselito já manifestou seu apoio em torno de uma candidatura unificada pela oposição, que pode ser a do policial federal Darita.

CURTAS

MEGA OPERAÇÃO – A Justiça Federal em Pernambuco determinou, ontem, o seqüestro de sete aviões, cinco helicópteros, 42 caminhões e 35 imóveis urbanos e rurais ligados aos investigados por uma operação da Polícia Federal contra o tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro. Também foi ordenado o bloqueio judicial do valor de R$100 milhões. A Operação Além-Mar cumpriu 139 mandados de busca e apreensão e outros 50 de prisão, sendo 20 preventivas e outras 30 temporárias, em 12 estados e no Distrito Federal. A PF apontou que, mesmo diante da pandemia de Covid-19, o esquema criminoso não foi interrompido, tendo sido apreendidos entre os meses de março e julho mais de 1,5 toneladas de cocaína.

LIVE COM SANTA CRUZ – O convidado da live deste blog, hoje, é o presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, de família pernambucana, perseguida pelo regime militar. Na pauta, a crise política, o Governo Bolsonaro e sua relação com a categoria, especialmente o Judiciário, além das acusações de ter levado a Ordem para o campo do ativismo político de esquerda. Se você ainda não segue o Instagram do blog, anote o endereço: @blogdomagno.

Perguntar não ofende: Ainda tem operação da Polícia Federal esta semana dando bom dia na Prefeitura do Recife?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

O idiota útil de Camaragibe diz que adora rachadinha tudo mentira, o cara queima o orifício rugoso, só que é camuflado, kkkkk

marcos

Eu também adoro uma Rachadinha. Agora os idiotas úteis adoram um Cabo, alguns até vivem nele. kkkkk

marcos

Lula o Côrno Gagá. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Fernandes

Boa noite povo de Deus, só lembrando que Bozo além de Ladrão, Corrupto, Miliciano e Genocida e Côrno, está sempre com o Hélio Negão ao seu lado, porque será?

Fernandes

A família Bozonaro adora uma rachadinha, já faturam 10 milhões de rais surrupiando salários dos funcionários fantasma. Essa família é um exemplo de honestidade. KKKKKK




18/08


2020

Coluna da terça-feira

Unidade complicada no Recife

Com uma pesquisa no meio da semana, aguardada com expectativa, o quadro sucessório no campo da oposição está demorando a clarear. Já passou do tempo, aliás, para a construção de uma suposta unidade que está sendo moldada entre as candidaturas de Mendonça Filho, do DEM, e Daniel Coelho, do Cidadania.  O bloco oposicionista é composto por sete legendas – DEM, Cidadania, PL, PSL, PTB, PSC e PSDB. Pelo que apurei, DEM, PSDB e PTB estão alinhados com Mendonça, enquanto Cidadania, PL e PSC com Daniel. Falta definição do PSL, sob o comando do presidente nacional da legenda, Luciano Bivar.

Bivar desempata, mas ele se recusa a fazer a sua opção, seja em favor de Mendonça ou Daniel. Alega que é amigo de ambos e que está colocado numa situação bastante difícil e desconfortável. Acha que isso é um procedimento que envolve uma decisão conjunta de todos os partidos envolvidos e não colocando o PSL no canto da parede. Bivar chegou a admitir que acabe levando o seu partido a lançar candidatura própria para garantir uma chapa de vereadores com assento na Câmara Municipal. O problema, para o PSL, é encontrar esse prefeiturável.

O único nome do partido, na verdade, é o dele, que já chegou a ser colocado na vitrine quanto aliado do presidente Bolsonaro. As oposições formam, hoje, um belo conjunto partidário, com o maior tempo de televisão para a propaganda eleitoral, devido à perda do PT no arco de alianças com o PSB. Se sair um candidato consensual, de fato, agregando todas essas forças, este se transforma competitivo, com chances de chegar ao segundo turno.

Um segundo turno, hoje, que tenderia ser disputado entre o candidato da máquina, o deputado João Campos, do PSB, com a candidata de clichê de esquerda, a também deputada federal Marília Arraes. Esse bloco de oposição sairia, ainda, desafiado a quebrar a polarização que se observa nas pesquisas. Há quem interprete, dentro deste mesmo grupo, que Marília não pode ser considerada no arco da oposição, mas dissidente do PSB, já que militou no universo socialista por muito tempo.

Teoricamente, é uma tese até compreensível. Mas o representante deste bloco da oposição encara ainda o desafio de roubar o eleitorado de Marília, que segundo aliados do PSB, estaria no mesmo universo de João Campos. Na prática, segundo esses observadores, o eleitor de Marília não é o eleitor do PT, mas daqueles que estão desapontados com o PSB.

PSC com Daniel – Nos bastidores, o que rola, também, é que o pré-candidato do PSC, Alberto Feitosa, pode virar vice de Daniel Coelho. É que o grupo Ferreira, que controla o PSC, teria fechado com Daniel e isso implica, consequentemente, numa rifada na candidatura de Feitosa, que os líderes da oposição o consideram com um grande perfil para vice. O compromisso do PSC com Daniel teria sido assumido pelos irmãos André, deputado federal, e Anderson, prefeito de Jaboatão, em troca do apoio do partido Cidadania à reeleição de Anderson. Ouvido pela coluna, Daniel não quis comentar.

André no Recife – Ouvi ainda que caso Bolsonaro se envolva na eleição do Recife, o candidato do seu coração seria o deputado federal André Ferreira, reeleito com 50 mil votos só na capital. O problema é que Daniel já retirou seu bloco da rua e aguarda atentamente os desfechos no bloco da oposição com um olho na missa e outro no viário, ou seja, só voltaria a entrar na parada como nome consensual dos partidos que estão na base de Bolsonaro no Congresso. Irmão do prefeito de Jaboatão, Anderson Ferreira, André foi reconduzido à liderança do PSC na Câmara dos Deputados e criou trânsito em todos os partidos.

A opção Julinho – Definitivamente, o ex-prefeito de Petrolina, Júlio Lóssio, hoje filiado ao PSD, não é mais candidato a prefeito em Petrolina, mas também não se dispõe a apoiar um nome fora do seu grupo político. Está amadurecendo a ideia de lançar Júlio Filho, seu herdeiro político, que tem forte inserção no eleitorado jovem do município. Julinho, como é mais conhecido, acompanha o pai na política desde garoto, é vocacionado para a vida pública e tem manifestado disposição de entrar no páreo, conforme o próprio Lóssio admitiu, ontem, numa conversa com este colunista. O jovem filho fez curso superior em Brasília, mas nunca se desligou um instante sequer das questões de Petrolina.

Pesquisas – Corrigindo as datas de divulgação das duas pesquisas que o blog trará esta semana, em parceria com o Instituto Potencial, a primeira, a do Cabo, será divulgada, hoje, à meia noite, enquanto a do Recife vai ser postada amanhã no mesmo horário. Ambas trazem a avaliação dos prefeitos Lula Cabral (PSB) e Geraldo Júlio (PSB), respectivamente, assim como das gestões Paulo Câmara e Jair Bolsonaro. No Recife, estão sendo aplicados 800 questionários e no Cabo 600. A definição das próximas pesquisas sai amanhã, com chances de ocorrerem em Caruaru, Paulista e Arcoverde. Na próxima semana tem Petrolina e na outra Araripina.

CURTAS

ATIVISTA MALUCA – O Facebook retirou, ontem, uma publicação da ativista Sara Winter que convocava um ato em frente ao hospital onde uma criança de 10 anos, vítima de estupro, foi internada para realizar um abortamento. A jovem estava na 22ª semana de gravidez e realizou o procedimento na manhã de ontem. Sara utilizou seu perfil na rede social para divulgar o endereço e o nome da criança, que sofria violência sexual desde os seis anos. A divulgação viola o Artigo 17 do Estatuto da Criança e do Adolescente, que assegura a preservação da identidade da criança. Assim, a Justiça do Espírito Santo deu prazo de 24 horas para a derrubada da publicação do Facebook, Twitter e do Google. Em nota, o Facebook informou ao jornal O Antagonista que o vídeo publicado por Sara Winter violava as políticas da plataforma.

OAB NA LIVE – O convidado da live de amanhã deste blog é o presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Fernando Santa Cruz. Na pauta, a crise política, o Governo Bolsonaro e sua relação com a categoria, especialmente o Judiciário, além das acusações de ter levado a Ordem para o campo do ativismo político de esquerda. Se você ainda não segue o Instagram do blog, anote o endereço: @blogdomagno.

Perguntar não ofende: Foram para o beleléu as reformas tributária e administrativa com a chegada do Centrão ao poder?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Mas que Bozo é Ladrão Miliciano, Corrupto e Genocida o mundo inteiro já sabe.

marcos

Boa noite povo de Deus.

marcos

Curado da Covid, médico faz emocionante depoimento: “Cloroquina salvou minha vida”.......................... O jornalista Alexandre Garcia tem insistido cada vez mais que a “comprovação científica” da Hidroxicloroquina no tratamento da Covid-19 é o próprio \'povo\'................................ “Contra fatos não há argumentos”..................................... O médico e professor universitário Allan Garcês fez um relato emocionante, em suas redes sociais, para falar sobre o uso do protocolo com a hidroxicloroquina, azitromicina e ivermectina em seu tratamento contra a doença. Segundo Garcês, o protocolo “salvou” sua vida............................................... Na publicação, o médico reiterou que não defende a opção por ideologia, mas sim por experiência própria. Allan Garcês afirmou que fazia parte do grupo de risco já que, aos 50 anos de idade, é cardíaco, tem um Stent, arritmia controlada por medicamento, é hipertenso e ainda teve uma miocardite no último ano. Após contrair a Covid-19, não pensou duas vezes ao optar por iniciar o tratamento com a hidroxicloroquina, corticoide e anticoagulante, para na sequência adicionar o zinco e a vitamina D. Finalmente recuperado da doença, o médico desabafou: “EU TIVE COVID-19 - A CORAGEM DE UM DEPOIMENTO DE COMO ME CUREI... O que vou falar aqui requer coragem, mas vou falar a VERDADE. Começo dizendo que a HISTÓRIA DA HUMANIDADE sofre mudanças ou transformações por pessoas que tiveram a coragem de agir, de se expor e fazer o que deve ser feito. Algumas pessoas falaram para mim: “mas você vai se expor lembre-se que seu nome foi um dos cotados para ser Ministro da Saúde.” Pois bem, antes de iniciar este depoimento, vale falar resumidamente um pouco da minha trajetória... Sou Médico e Professor de Curso de Medicina, em 2018 fui convidado para participar de reuniões para elaboração de um plano de governo para saúde na campanha do então candidato Jair Bolsonaro. Neste momento, conheci Gel. Heleno, Gal. Ferreira, o ex-ministro Nelson Taich entre outras autoridades. Posteriormente, recebi o convite para participar do governo de transição, ficando assim por 2 meses em uma jornada de dedicação exclusiva. Ao término da transição, fui então nomeado como Diretor Executivo do Departamento da Gestão Interfederativa e Participativa do Ministério da Saúde, o qual permaneci até o final do ano de 2019, qual recebi o convite e aceitei para assumir em janeiro de 2020 o cargo de Secretário de Saúde do Estado de Roraima, porém o destino quis que voltasse a Brasília em pouco tempo. Retornei para uma nova missão no Ministério da saúde. Era o início da Pandemia no Brasil. O Ministério iniciava seu plano de contingenciamento, o ex-ministro Mandetta viria a cair e em seu lugar assumia o Dr. Nelson Taich, que em menos de 1 mês deixou o posto. Neste momento vários nomes passaram a ser cogitados como o sucessor do Nelson e meu nome foi lembrado em uma lista com outros 5 nomes. Interinamente assumiu o Gal. Pazzuelo, no qual faço uma referência a sua coragem de ter implantado o Protocolo Precoce usando a Hidroxicloroquina com Azitromicina, bem como reconhecer a sua capacidade administrativa frente a este momento difícil de crise da saúde. Você deve estar se perguntando qual a importância de eu ter falado dessa minha trajetória, pois bem, falei para deixar claro que o que vou dizer agora certamente terá repercussão, mas como puderam ver na minha trajetória, não sou covarde e muito menos alguém que omite a verdade. Não faço parte deste governo por incompetência e não estou brincando de ser gestor. Serei imparcial deixando qualquer viés ideológico de lado, mas apenas relatarei a verdade o que vivi neste período que estive doente com COVID-19, DOA A QUEM DOER, MAS EXPRESSAREI A VERDADE, SEM MEDO DE ME CENSURAREM NAS REDES SOCIAIS. Para mim não será nenhum demérito expor a minha experiência como médico, cidadão e paciente. No dia 29 de julho, as 20 horas comecei a ter os primeiros sintomas da doença, apenas diarreia e febre, sintomas comuns a outras doenças gastrointestinais, mas como sou médico e em tempo desta pandemia, logo desconfiei de COVID-19. Durante a madrugada do dia 30, as 02hs da manhã resolvi iniciar o protocolo para tratamento precoce e tomei a Hidroxicloroquina com a Azitromicina, repito as 2hs da madrugada. No amanhecer dei continuidade ao tratamento acrescentando Ivermectina, Zinco e Vit. D. Como sou de grupo de risco, iniciei também no dia seguinte corticoide e anticoagulante profilaticamente. Tenho 50 anos de idade, sou cardíaco, tenho um Stent, tenho arritmia controlada por medicamento, sou hipertenso e no ano passado tive uma Miocardite. Ou seja, com esse meu histórico eu tinha tudo para evoluir desfavoravelmente e ir a óbito. Mas graças a Deus não foi esse o desfecho. Deus e as medicações me salvaram. Recebi inúmeras mensagem de apoio e orações, as quais agradeço cada uma. Mesmo tendo iniciado precocemente as medicações, tive ainda que enfrentar uma pneumonia bacteriana oportunista, NÃO por ineficiência das medicações, para pelo meu próprio estado de saúde imunológico, onde uma bactéria oportunista comprometeu em torno de 50% dos meus pulmões, o que me fez ter falta de ar e tendo que ficar internado no oxigênio, durante 5 dias no hospital. Neste período de internação, eu já estava na segunda fase da doença e as medicações mais importante neste momento passaram a ser o Corticoide, o Anticoagulante e a o antibiótico específico para combater a bactéria que causava a pneumonia. O Vírus da COVID-19 JÁ HAVIA SIDO VENCIDO pela Hidroxicloroquina e Ivermectina que tomei no primeiro dia que fiquei doente, ainda na primeira fase da doença. É muito fácil de se entender que por conta do meu histórico de saúde pregresso, minha imunidade era precária, logo esta doença tinha tudo para ser fatal em mim. Um fato importante que vou registrar aqui é que mesmo eu sendo portador de arritmia, um dos “efeitos colaterais” que dizem que a Hidroxicloroquina desenvolve, em nenhum momento eu desenvolvi arritmias ou qualquer outro efeito colateral provocado pelo uso da Hidroxicloroquina, demonstrando com isso ser uma MEDICAÇÃO SEGURA, desde que usada dentro dos parâmetros de segurança preconizado para o tratamento. Isso vale para qualquer medicação que deve ser tomada respeitando os parâmetros de segurança. O que ainda se vê é uma crueldade com vidas humanas na tentativa de desacreditar a Hidroxicloroquina, medicação esta capaz de SALVAR VIDAS! IMAGINO QUANTAS VIDAS PERDIDAS QUE PODERIAM TER SIDO SALVAS, PELO TRATAMENTO PRECOCE QUE DEIXARAM DE REALIZAR! Quero deixar claro que não tenho conflito de interesse político, científico ou pessoal. Quando disse que esse depoimento pode ter repercussão, é pelo fato de EU AFIRMAR QUE A HIDROXICLOROQUINA E A IVERMECTINA SALVARAM A MINHA VIDA, SIM! E isso vai contra interesses ideológico, políticos e de mercados farmacêuticos mundiais, pois estas são medicações baratas capazes de salvar vidas desde que usadas precocemente no início da doença. NÃO TENHO MEDO DE RETALIAÇÃO, MINHA HISTÓRIA DE VIDA SEMPRE FOI DE CORAGEM E NUNCA FUGIMOS AO BOM COMBATE. Formei-me em MÉDICO há 28 anos para SALVAR VIDAS e não para fazer politicagem com o maior bem de uma pessoa, a sua própria vida. NÃO ESTOU DE BRINCADEIRA E NÃO ESTOU FAZENDO ESTE DEPOIMENTO AFIM DE POLITIZAR ESTE DEBATE DO TRATAMENTO PRECOCE, mas já existem inúmeros trabalhos científicos que comprovam a eficácia das medicações HIDROXICLOROQUINA E IVERMECTINA. Se Deus me conceder a honrar e a missão de me tornar Ministro da Saúde, pela concessão do nosso Pres. Bolsonaro, lutarei para implantar um plano de ação onde estas medicações serão distribuídas gratuitamente em todo território nacional, independente de ALGUNS governadores e prefeitos hipócritas e medíocres, verdadeiros desumanos que jogam contra VIDAS HUMANAS, por questões ideológicas e políticas. Quero que todos os pacientes de COVID-19, TENHAM O MESMO DIREITO QUE EU TIVE, O DE SALVAR SUAS VIDAS, COMO EU TIVE PELAS MEDICAÇÕES TOMADAS PRECOCEMENTE. Nunca se deve cecear a ESPERANÇA da CURA na vida de uma pessoa, é simplesmente um crime quem afirma que estas medicações não tem efeito comprovado e não fazem exatamente nada para tratar essa doença. COMO MÉDICO, NOSSA MAIOR RESPONSABILIDADE É COM A VIDA HUMANA, NADA É MAIS IMPORTE QUE ESTA NOSSA MISSÃO: ...SALVAR VIDAS! Aproveito para agradecer todas as orações e apoio que recebi pela minha cura Peço a Deus que abençoe cada um que orou por mim!”

marcos

PF investiga pornografia infantil encontrada em computadores do STJ................................... A Polícia Federal (PF) está investigando material encontrado com cenas de pornografia infantil................ Agora, imaginem o lugar onde o conteúdo foi encontrado... Em computadores do Superior Tribunal de Justiça (STJ). A própria Corte pediu a apuração do caso, a fim de que os responsáveis pelos arquivos sejam encontrados. A investigação deve ser concluída até setembro. Assim que a apuração terminar, o inquérito será enviado ao Ministério Público Federal (MPF) no Distrito Federal (DF), que deverá ser pronunciar sobre os fatos. Segundo o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), é proibido o armazenamento de vídeos, fotografias e outros registros de pornografia envolvendo crianças ou adolescentes. A pena para os envolvidos nesse tipo de crime varia entre 1 e 4 anos de prisão. Que os responsáveis sejam identificados e punidos...

marcos

Historiador e comunista autodeclarado faz análise sobre o atual cenário político e choca a esquerda.................. Um texto publicado nas redes sociais pelo pesquisador, médico, historiador e escritor Luís Mir, abalou a esquerda, notadamente a ala “esquerdopata”, aquela que não consegue enxergar a realidade a um palmo e que é movida pelo ódio e pela fissura pelo poder............................. Eis o texto:.............................. Com a reeleição assegurada do atual Presidente da República Jair Messias Bolsonaro em 2022 - vai ser candidatura única - temos que nos preparar. Para mais uma derrota - merecida - e fazermos a autocrítica: o que fazer? Candidatura única? Sim. Os concorrentes do atual ocupante foram estraçalhados com crueldade digna da Inquisição. E repito, não servem, diante dos desafios que temos atualmente como sociedade e civilização, para síndicos de prédio............................... Sérgio Moro foi asfixiado politicamente no cargo e na vaidade. Virou uma viúva de luxo, mas uma viúva.................................... Luiz Henrique Mandetta uma viúva desesperada. É o rei das lamentações da República. Mas acima de tudo um covarde. Não reconhece que vergou a coluna o necessário para participar desde o início dessa hediondez que hoje critica, banhado em \"falsa santidade\", como apóstolo da saúde pública. Tentou, desde que sentou na cadeira ministerial, privatizar, em marcha batida, o SUS..................................... Ciro Gomes tem um pedra intransponível em seu caminho. Só ele, e mais ninguém, acredita que esteja preparado ou se tenha preparado para exercer a Presidência. É um autoritário que pode adotar atitudes tresloucadas, inconsequentes, irracionais, diante de adversários ou dificuldades que ameacem seu poder......................... Fernando Haddad com seus 32 processos, nem pensar .................................. Sobre Luciano Huck: é o mais inviável de todos. Para ele, sua candidatura presidencial é um novo quadro do seu programa de auditório. E a Presidência o maior prêmio que seu programa ofereceu enquanto durou. Auditório não é eleitorado. Os profissionais vão ensinar-lhe isso a ferro e fogo. Sobre João Dória: não conseguiu reverter a sina de São Paulo: é o estado brasileiro mais inepto e incapaz para produzir e alavancar candidaturas presidenciais. Há décadas. Não tem partido nacional, com vocação majoritária, atualmente em frangalhos. E não tem \"cara de Brasil\", isso me foi dito por um dos políticos mais importantes da história republicana brasileira, o Presidente Tancredo Neves. Segundo ele, Minas Gerais tinha essa qualidade, Seus políticos tinham a \"cara de Brasil\". Como reconhecia que também aconteciam acidentes de percurso. Mas ninguém duvidava, disse ele sorrindo, que quando o país necessitava de rumo, todos os olhares se dirigiam para Minas. Sobre o PT: vai cumprir sua missão com zelo, devoção, convicção. Ser novamente a correia de transmissão da extrema direita. Qualquer candidato que seja, não será candidato. Será um preposto do Guia Genial do Povo Brasileiro. O que fazer? Recomeçar do zero a refundação da centro-esquerda brasileira. Que foi atropelada, prostituída, corrompida, estraçalhada, pelo Duo do Mal, vulgos PT e PSDB. E com a candidatura única da extrema direita em 2022, teremos, ou melhor, teremos que ter, generosidade, humildade, visão estratégica, para retomar a marcha democrática do país, confiando-a a essa massa ignara, pobre, segregada, que é a maioria do povo brasileiro. Seus verdadeiros protagonistas. Uma última observação: quem é o atual gênio político brasileiro brasileiro? Jair Bolsonaro. De uma posição residual na relação de forças, anteviu a transformação histórica ansiada pelas massas, moldou o discurso e se lançou a disputa solitariamente como um gladiador marcado para morrer nos dez primeiros minutos da luta. E derrotou todos os herói do Coliseu, para delírio das massas. Mas as massas vão querer mais. Ele tem ainda forças para uma última luta em 2022. Mas com certeza será a última. Luís Mir




17/08


2020

Coluna da segunda-feira

Pesquisa no Recife e no Cabo

Este blog traz duas pesquisas de intenção de voto na Região Metropolitana em parceria com o Instituto Potencial ao longo desta semana. Na quinta, o primeiro levantamento bem do Cabo e na sexta, a segunda rodada apresenta Recife. Na primeira, a pré-candidata do PT, Marília Arraes, apareceu na liderança, com dez pontos à frente dos demais, cenário indefinido em relação a quem seria seu adversário na disputa em segundo turno.

Com 21%, deixou em segundo lugar Patrícia Domingos (Podemos), Mendonça Filho (DEM), Daniel Coelho (Cidadania) e João Campos, todos com percentuais variando entre 9% e 12%. Alberto Feitosa, do PSC, e Marco Aurélio, do PRTB, vieram bem distanciados, dentro da margem de erro, que varia de 3% a 4%. A novidade desta nova rodada é a inclusão do nome do pré-candidato do PDT, Túlio Gadelha, que confirmou seu ingresso no páreo.

No caso do Cabo, um dos municípios mais importantes do Grande Recife, mas ainda sem eleitores suficientes para eleição em dois turnos, estão sendo testados o prefeito Lula Cabral (PSB), que vai à reeleição, o delegado Resende, pelo Podemos, Elias Gomes, do MDB, Keko do Armazém (PL), Vado da Farmácia, pelo PRTB, Tadeu, do PCdoB, e o trabalhista Eduardo. O Cabo tem 149 mil eleitores e uma população próxima a 210 mil almas vivas.

Mais adiante, o blog trará pesquisas em Caruaru, Paulista, Petrolina, Arcoverde e Garanhuns, retomando a tradição de mais de 10 eleições no Estado, primeiro em parceria com o Instituto Opinião, de Campina Grande, e agora o baiano Potencial. Até as eleições de 15 de novembro, ambos os institutos estarão credenciados para levantamentos eleitorais. O Potencial foi agregado ao blog pelo fato do Opinião não ser adepto da técnica de pesquisas por telefone.

Com o uso de máscaras e as medidas de abertura das atividades econômicas, dos restaurantes, bares e comércio em geral todas as pesquisas, a partir de agora, serão presenciais, domiciliares, cumprindo, ambos os institutos, as recomendações do uso da máscara, álcool gel e distanciamento. Até o pleito, a intenção é trazer o cenário eleitoral não apenas do Recife, mas das principais cidades da Região Metropolitana e do Interior.

Com o Instituto Opinião, em quase dez eleições, tanto municipais quanto estaduais, a margem de acerto foi da ordem de 96%. Joaquim Braga, do Opinião, e Zeca Martins, do Potencial, são dois estatísticos experientes e respeitados, com pós graduação na área e atuação em vários Estados, além do território pernambucano. É só o eleitor aguardar que vêm muitas emoções por aí.

Pau na imprensa... – Integrantes do Governo Bolsonaro e aliados divulgaram um vídeo exaltando a gestão do presidente e fazendo críticas à imprensa, com a afirmação de que "notícia boa jamais será divulgada". O filme, sem autoria identificada, foi publicado pela primeira vez no Twitter pelo ministro das Comunicações, Fábio Faria, com a hashtag #AcrediteNoBrasil, que se tornou um dos assuntos mais comentados na rede social. "Desgraça é matéria prima dos maus e infelizmente não vão parar. Felizmente nós também não", diz o vídeo que chegou a ser publicado no canal do Ministério das Comunicações no Youtube, mas depois foi apagado.

Sem assumir – A assessoria do ministro das Comunicações informou que não se trata de uma campanha e que o vídeo foi feito por um apoiador que o enviou a Fábio Faria, que gostou da mensagem e publicou nas redes sociais. O nome do responsável pela produção, no entanto, não foi divulgado. Questionado sobre o fato de o vídeo ter sido retirado do ar, a assessoria disse que foi apagado por erro e que seria republicado. Além de Faria, também compartilharam o filme os ministros Jorge Oliveira (Secretaria-Geral), Damares Alves (Família, Mulher e Direitos Humanos) e Onyx Lorenzoni (Cidadania), além dos deputados Eduardo Bolsonaro e Carla Zambelli, ambos do PSL-SP.

Catástrofe – Em entrevista ao jornal The Guardian, o ex-ministro da Saúde, Luiz Eduardo Mandetta, acusou o presidente Bolsonaro de desempenhar um papel "fundamental" na condução do Brasil para uma catástrofe. "Bolsonaro jogou política com a vida dos cidadãos em um momento de crise global", disse ele. O Brasil hoje tem mais de 105 mil mortes relacionados à covid-19. Atrás somente dos Estados Unidos, tanto em número de casos e óbitos. Mandetta, que insinuou que vai desafiar Bolsonaro para a presidência em 2022, tornou-se um nome familiar nos estágios iniciais da pandemia deste ano. Ele arrancou elogios da esquerda e da direita por seus alertas acessíveis e baseados em ciência sobre a ameaça do coronavírus durante conferências diárias de imprensa.

CURTAS

VIOLÊNCIA 1 – Pernambuco chegou ao sétimo mês seguido de alta nos registros de assassinatos. Somente em julho passado foram 321 Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), número 28,9% maior que os 249 do mesmo período de 2019, segundo dados da Secretaria de Defesa Social (SDS). Ao todos, nos sete primeiros meses do ano, foram contabilizados 2.284 homicídios em Pernambuco, um aumento de 14% em relação aos 2.002 crimes do tipo na mesma época em 2019. A Secretaria apontou, em nota, que o aumento foi constatado em todas as regiões do Estado.

VIOLÊNCIA 2 – Levando em consideração os dados do mês de julho, o Agreste teve o menor percentual de aumento - de 62 crimes, em 2019, para 68 casos neste ano, o que representa 9% a mais. No Sertão, a diferença foi de 21,88%, indo de 32 para 39 casos, enquanto a Zona da Mata registrou aumento de 34% e foi de 44 para 59 ocorrências do tipo. Somente no Recife, ocorreram assassinatos em julho, um aumento de 23,08% em relação às 39 do ano anterior. Já a Região Metropolitana, excluindo os dados da capital, teve 107 homicídios, 48,6% a mais que os 72 do mesmo mês de 2019.

LIVE COM RUI – O prefeito de Maceió, Rui Palmeira (sem partido), é o convidado para a live de hoje do blog via Instagram. Vai falar sobre a pandemia do coronavírus na capital alagoana, da crise nacional e seus efeitos na política, dos programas sociais que implementou, mobilidade urbana e eleições. Rui está no final do seu segundo mandato e se eleger o sucessor se transforma num forte candidato a governador de Alagoas nas eleições de 2022. Se você ainda não segue o Instagram do blog, anote o endereço: @blogdomagno.

Perguntar não ofende: Quando a Polícia Federal volta a dar bom dia aos socialistas em Pernambuco?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Quem diz que quem chama o mito de bozo queima a rosca. Queima o orifício ruguso. ui! KKKKKKKKKKKK

marcos

Quem chama o mito de bozo queima a rosca. kkk ui

Fernandes

Mas que Bozo é Ladrão Miliciano, Corrupto e Genocida o mundo inteiro já sabe.

marcos

O nosso presidente Mito Jair Bolsonaro faz em hum ano e meio no Nordeste o que Lula e Dilma não fizeram em 16 anos.

marcos

Quando não tem Corrupção o dinheiro é bem aplicado.




15/08


2020

Coluna do sabadão

Bolsonaro pode ser reeleito

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) atingiu sua melhor avaliação desde o início do mandato, segundo pesquisa Datafolha divulgada, ontem, pelo jornal "Folha de S. Paulo". A pesquisa indica alta no número de eleitores que consideram o governo ótimo ou bom (aprovação ao governo) e queda entre os que veem o governo como ruim ou péssimo (reprovação). Os percentuais da pesquisa são: Ótimo/bom: 37%; Regular 27%, Ruim/péssimo: 34%; Não sabe/não respondeu: 1%. A pesquisa Datafolha foi realizada em 11 e 12 de agosto, com 2.065 brasileiros adultos que possuem telefone celular em todas as regiões e estados do País. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

O diretor geral do Datafolha, Mauro Paulino, disse que o programa de auxílio emergencial teve impacto na aprovação de Bolsonaro. "Com a economia em crise, o auxílio emergencial torna-se necessidade básica para os mais pobres. Diretamente identificado [o auxílio] como um feito do governo Bolsonaro, pode virar marca negativa quando o valor diminuir ou deixar de existir", afirmou, para completar: “Qualquer mudança de humor nessa faixa de renda mais baixa tem forte reflexo na avaliação presidencial pelo peso relativo que possui. Hoje, mais da metade dos brasileiros têm renda familiar mensal abaixo de dois salários mínimos".

A proporção de brasileiros que desaprovam o atual governo caiu de 44% para 34% de uma pesquisa a outra. Os percentuais indicam que há empate técnico entre os grupos que aprovam e desaprovam Bolsonaro, dentro da margem de erro de dois pontos percentuais. Tanto a aprovação recorde de Bolsonaro quanto o empate entre os dois grupos já haviam sido apontados pelo PoderData, site do jornalista Fernando Rodrigues.

A divisão de estudos estatísticos do Poder360, que monitora a avaliação do trabalho do presidente e outras questões de interesse público a cada 15 dias, mostra que 45% aprovam e 45% desaprovam o governo. A pesquisa Datafolha foi realizada por telefone, com 2.065 pessoas. O último levantamento PoderData, feito de 3 a 5 de agosto, ouviu 2.500 brasileiros, também por telefone. Leia mais sobre as metodologias adotadas no fim deste texto.

Tanto o Datafolha quanto o Poder360 apontam um quadro que já comentei aqui: governo bem avaliado é aquele que distribui renda com o povão. Lula foi reeleito em consequência do Bolsa Família e graças ao poder de distribuição de renda desse programa elegeu e reelegeu Dilma, que parecia um poste. Se Bolsonaro continuar ajudando o povo com programas sociais não há quem impeça a sua reeleição, mesmo que, eventualmente, sua língua incontrolável venha, supostamente, a prejudicá-lo.

Redução da energia – O governo deve editar nos próximos dias uma nova medida provisória (MP) para o setor elétrico. Mais ampla que a MP 950, que isentou famílias de baixa renda do pagamento da conta de luz durante a pandemia de covid-19 e que perdeu a validade na semana passada, a proposta visa a direcionar recursos para abater aumentos nas tarifas e reduzir o custo da energia de consumidores do Norte e Nordeste. O jornal Estado de São Paulo apurou que o texto deve direcionar recursos pagos pelas distribuidoras, transmissoras e geradoras que iriam para programas de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) e Eficiência Energética para abater as tarifas de energia do consumidor. O volume é estimado em R$ 3 bilhões a R$ 4 bilhões e será aplicado no fundo setorial Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), que banca incentivos e políticas públicas, desde descontos para clientes de baixa renda até o programa federal de universalização Luz Para Todos.

Gosto ruim – O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), disse, ontem, que é inconstitucional a estratégia do Governo de usar uma Medida Provisória (MP) para abrir crédito extraordinário de cerca de R$ 5 bilhões para custear obras de infraestrutura. Nesse caso o crédito deveria ser classificado como ordinário, não extraordinário. Segundo ele, há entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) para barrar o uso desse instrumento para despesas que não se encaixam no quesito de imprevisibilidade. Se a ampliação dos gastos em infraestrutura neste momento de pandemia for uma decisão de governo, de acordo com Maia, é preciso mandar um projeto de lei, não uma MP, para refazer a distribuição dos recursos dentro do próprio Orçamento.

Sem volta – O senador Major Olímpio (PSL-SP) rebateu, ontem, a declaração do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre possível retorno ao PSL. “Se a maioria tiver vergonha na cara, não aceita. Se o PSL quiser mesmo lutar contra a corrupção, não é com Bolsonaro”, afirmou o congressista em seu Twitter. Na publicação, o senador também incluiu o primeiro vídeo com vários trechos de entrevistas concedidas por Jair Bolsonaro. Em uma delas, o presidente nega que daria cargos ao bloco do Centrão em troca de apoio político. Nesta semana, o governo anunciou o deputado Ricardo Barros (PP-PR) como novo líder na Câmara. O PP é um dos partidos que compõem o grupo.

Prefeitos rejeitados – Uma lista com nomes de 1.146 prefeitos e gestores públicos que tiveram contas rejeitadas foi entregue ao Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE), ontem, pelo Tribunal de Contas do Estado. Esta relação tem, ao todo, 1.148 contas consideradas irregulares, nos últimos oito anos. Uma prefeitura, segundo o TCE, pode ter mais de uma rejeição. De acordo com o TCE, isso deverá ajudar os juízes eleitorais a definir os candidatos que vão ficar inelegíveis nas próximas eleições, com base na Lei da Ficha Limpa. A relação também pode ajudar o eleitor na escolha dos futuros gestores e parlamentares, no momento do voto.

CURTAS

OPERAÇÃO IMPACTO – Dezenove pessoas foram presas na Região Metropolitana do Recife, na última quinta-feira, durante a Operação Impacto VI, deflagrada pela Polícia Civil. Os suspeitos foram presos por diversos crimes. Houve 11 prisões em flagrante, sendo dez por tráfico de drogas e uma prisão por tentativa de roubo, além do cumprimento de oito mandados de prisão, sendo quatro por crimes violentos contra o Patrimônio, como roubos; um por homicídio; um por violência doméstica; um por estupro de vulnerável e um por ameaça e descumprimento à Lei Maria da Penha. Foram apreendidos dois quilos de maconha e 155 pacotes contendo o mesmo tipo de droga, 60 pedras de crack, dez pacotes com cocaína, 84 porções de oxi. Os policiais também apreenderam duas máquinas de prensar maconha e uma balança de precisão.

PROTESTO – Barraqueiros que trabalham na orla de Boa Viagem realizaram, ontem, um protesto pedindo a reabertura do comércio nas praias.  A manifestação aconteceu na Avenida Boa Viagem, que teve um trecho bloqueado pelo grupo e o trânsito ficou complicado. Parados há cinco meses devido ao decreto estadual que suspendeu as atividades comerciais nas praias como medida de prevenção à pandemia da Covid-19, os manifestantes alegam que estão sem renda e passando dificuldades. Os barraqueiros já haviam feito um protesto pela retomada das atividades no dia 4 de agosto.

Perguntar não ofende: Se ampliar os programas sociais, Bolsonaro ganha a eleição no primeiro turno?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Deus liberte o Brasil dessa família Bolsonaro de todos esses bandidos milicianos, e todos vermes e vírus. Amém!

marcos

Lula é Ladrão.

Fernandes

E conhecereis a verdade, Genocida Miliciano, Corrupto, Ladrão, corno e a verdade não vos libertará. Bozo 17:17

marcos

Chora não que o mito Bolsonaro vai se eleger no primeiro turno.

Fernandes

Fanáticos religiosos EVANGÉLICOS chamam uma criança estuprada de ASSASSINA... A Religião é o fracasso do intelecto humano.




14/08


2020

Coluna da sexta-feira

De que lado Humberto fica?

A campanha sequer deu sinais de vida pelo engessamento pandemia, mas o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, atiçou o cão PT com vara curta, ontem, ao afirmar que o partido da estrela cadente nasceu com a pecha divisionista e se constituirá no vetor de separação das esquerdas as eleições de 2022 em razão do seu comportamento no pleito municipal deste ano.  Ele quis provocar a cúpula nacional, principalmente o ex-presidente Lula, fechados com a candidatura de Marília Arraes à prefeita do Recife.

“Entre o PT e o Brasil, o PT sempre ficou consigo mesmo, é o vetor da divisão na esquerda. Não estaremos com ele em lugar nenhum nestas eleições”, disse Siqueira. Tão logo leu a nota de Siqueira, a presidente do PT, Gleisi Hoffman, rebateu pelas redes sociais: “Foi pensando no Brasil que o PT abriu mão de lançar Marília Arraes e apoiou o PSB ao Governo de Pernambuco em 2018. Mas parece que para o PSB a esquerda só pode se unir se apoiar o candidato deles à Prefeitura do Recife”.

Essa briga, que promete, está só começando. Por enquanto, são os dirigentes nacionais que trocam farpas. No plano estadual ou municipal, o que se assiste, hoje, é uma contenda surda, restrita aos corredores do poder nos Palácios Capibaribe e Campo das Princesas. Será interessante observar, a partir de agora, o comportamento do senador Humberto Costa, que detém um latifúndio de cargos nas estruturas de poder estadual e municipal.

Resta saber se acompanhará o raciocínio da sua presidente nacional ou dará uma de Diana, para não contrariar seus interesses. O senador, na verdade, sempre fez o jogo do PSB. Aliás, deve o seu mandato ao PSB. Não fosse a aliança PSB-PT, tenho dúvidas se Humberto se elegeria deputado federal. Foi salvo pelo gongo e tem essa fatura a ser paga. Queria quitar levando o PT a apoiar João Campos, mas se deu mal. Saindo do plano municipal para o federal como deputada, Marília ganhou asas.

Está pré-candidata no Recife pelo peso da sua votação em 2018, a segunda mais votada da bancada federal, e por ter poder de fogo no plano nacional com mandato popular. Humberto, certamente, deve se posicionar do lado que dá sombra a ele e aos aliados: o poder local. Se perder as glebas ocupadas nas capitanias hereditárias do PSB não terá como abrigar tanta gente.

Sem ilusão – Com o cuidado de não ferir o presidente nacional do seu partido, o deputado Danilo Cabral disse que nunca alimentou esperanças de o PT integrar a aliança com o PSB no Recife em apoio ao deputado João Campos, filho do ex-governador Eduardo Campos. “Compreendo a preocupação de Siqueira, mas desde o início deste processo eu sabia que o PT não iria abrir mão de candidatura própria. No Recife, na verdade, PT e PSB só estiveram juntos na eleição de João da Costa, quando Eduardo Campos indicou Milton Coelho para vice. Nunca me iludi com o PT”, afirmou. As declarações de Danilo foram dadas ao Frente a Frente ao ser provocado sobre a afirmação do presidente Carlos Siqueira, de que o PT só atuava em função dos seus interesses e que está se comportando nas eleições deste ano como o vetor de divisão das esquerdas.

Acredite se quiser – Da presidente da Câmara de Vereadores de Arcoverde, Célia Galindo (PSB), ao justificar a razão de ter anulado a instalação da CPI que iria investigar corrupção no Governo da prefeita e aliada Madalena Brito: “A gente ia fazer uma investigação que depois teria que voltar para o mesmo Ministério Público que investigou. Isso não está certo, só ia atender a quem está querendo palanque para oposição”, desabafou. Galindo disse que não cumpriu a palavra de que iria instalar a CPI porque os vereadores que convocou se recusaram a compor a comissão. “O regimento aqui é diferente da Câmara dos Deputados. Não são os partidos que indicam os integrantes da CPI, mas o presidente”.

Contra o tempo – Para enfrentar a ‘debandada’ na equipe econômica e a pressão por mudanças no teto de gastos, o ministro da Economia, Paulo Guedes e lideranças do Congresso acertaram que vão acelerar a votação de proposta que permite ao governo acionar em 2021 medidas de contenção dos gastos já previstas na Constituição, além de criar novos freios para as contas públicas. Os chamados “gatilhos” seriam disparados preventivamente assim que as despesas que não são obrigatórias chegarem a um nível muito baixo a ponto de comprometer o funcionamento da administração pública.

Boa notícia– Um soro inteiramente desenvolvido no Brasil apresentou anticorpos neutralizantes até 50 vezes mais potentes contra o Sars-CoV-2 do que os presentes no plasma sanguíneo de pessoas que tiveram covid-19. O resultado foi considerado "excelente" pelos cientistas que desenvolveram o produto e abre caminho para um tratamento mais eficiente contra a doença. Os pesquisadores aguardam uma autorização da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para começar a testar o soro em seres humanos. O plasma de pessoas que tiveram Covid já está sendo usado no tratamento da doença, como uma forma de oferecer anticorpos extras para o paciente que ainda luta para combater ao vírus. O princípio do soro é semelhante.

CURTAS

O PODER DOENTE – Com o anúncio feito pelo governador de São Paulo, João Doria, de que está com covid-19, subiu para 11 o número de chefes do Executivo estadual que já testaram positivo para a doença, desde o começo da pandemia. Até agora 40% dos governadores brasileiros (11 de 27) disseram ter testado positivo para a doença. No alto escalão do governo federal, 34% dos ministros já testaram positivo para coronavírus — além do próprio presidente Jair Bolsonaro, que foi diagnosticado em julho e diz já ter se curado. Os casos mais recentes são dos ministros Walter Souza Braga Netto (Casa Civil) e Jorge Oliveira (Secretaria-Geral da Presidência da República), que estão em tratamento.

LIVES DA SEMANA – As duas lives deste blog da próxima semana já estão confirmadas. Na segunda-feira, às 19 horas, pelo Instagram, o convidado é o prefeito de Maceió, Rui Palmeira (sem partido), que vai tratar da pandemia do coronavírus na capital alagoana, crise nacional e eleições municipais. Na quarta, o presidente nacional da OAB, Felipe Santa Cruz, aborda a crise da pandemia no Judiciário, a relação da instituição com o Governo Bolsonaro e a derrubada do veto do Governo Federal à dispensa de licitação para contratos de advogados com o poder público. Será às 18 horas, com transmissão simultânea pela Rede Nordeste de Rádio.

Perguntar não ofende: Carlos Siqueira disse o que pensa de fato sobre o PT ou foi Geraldo Júlio que mandou?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

ROBÔS MANIPULAM PESQUISAS FAVORECENDO BOLSONARO. Como todos estão vendo, a quadrilha fascista de Bolsonaro comprou milhares de robôs para interferir nas eleições presidenciais, assim como, depois de perderem a utilidade eleitoral imediata, agora estão manipulando os dados de pesquisas de confiança e divulgando calunias e mentiras. Quando fazemos uma pesquisa rapidamente pessoas que não se articulam politicamente com o nosso pensamento de esquerda, escutamos um enorme Fora Bolsonaro. Ele dá uma banana para o povo.

marcos

E lula coitado, além de côrno e Ladrão tá Gagá!

Fernandes

Mas que Bozo é Ladrão Miliciano, Corrupto e Genocida o mundo inteiro já sabe.

marcos

Os cães ladram, mas a caravana não para......................................... Globo, Antagonista, Veja, Folha e inimigos políticos e malandros sofisticados da fala mansa como o Sergio Morno, Merdetta, Maia, Peppa, Doria, FHC, urubus do STF, bundões liberais isentões, galera pró-aborto, pró-bandidos, gente que é contra a família, que debocha de Cristo... Há um ano e meio, sem parar um só momento sequer: mentem, distorcem, criam narrativas e sabotam o governo de todas as maneiras possíveis e imagináveis, como nunca foi feito contra nenhum governo na história do Brasil. E agora, depois de todo esse esforço monumental para tentar derrubar o governo, ou no mínimo descafeinar a chance de reeleição em 2022, eles tem que engolir o fato de que o nosso mito Bolsonaro tem a maior aprovação desde que assumiu o presidência. Na real, acho que ele sempre teve essa aprovação. Mas essa galera não desiste, e em sua obsessão doentia, motivada pela carência de dinheiro público e poder, tentam emplacar mais uma narrativa, de que essa grande aprovação, deve-se ao corona voucher. Não senhores vigaristas, o que faz o Bolsonaro ter esse sucesso todo, é o fato de que em mais de um ano e meio, ou até o momento, se assim preferirem, não haver nenhuma denúncia de corrupção contra seu governo. E que, mesmo com Maia e o Batoré deixando cair as MPs e barrando tudo no Congresso, mesmo com o STF interferindo na gestão do governo, e até perseguindo pessoas comuns que apoiam o governo na internet, o governo segura a onda econômica e o País segue andando, e segue mostrando serviço também noutras questões. E outro fator que ajuda muito o governo, está nesta foto abaixo, o incrível trabalho realizado pelo competente Ministro Tarcísio de Freitas. No fim é como diz o ditado \"Os cães ladram, mas a caravana não para\".

Fernandes

Deus liberte o Brasil dessa família Bolsonaro de todos esses bandidos milicianos, e todos vermes e vírus. Amém!




13/08


2020

Coluna da quinta-feira

Só Marília pode salvar PT no NE

Quando o ex-presidente Lula saiu da prisão, em novembro do ano passado, o PT imaginava que sua militância voltaria a se eletrizar e o partido sairia da lona moral em que foi jogado pela operação Lava Jato. Seria um renascimento, no qual a disputa eleitoral funcionaria como uma fonte da juventude. Deu tudo errado. O partido tem a maior bancada da Câmara, com 53 deputados, mas deve levar uma surra nas eleições municipais deste ano. O partido aparece como favorito em apenas duas capitais: Recife e Vitória, segundo análise do jornalista Mario Cesar Carvalho, do site Poder360.

Se esse resultado vingar, será o dobro do que o PT conquistou em 2016, quando elegeu apenas o prefeito de Rio Branco (AC). Vamos combinar que é uma porcaria segundo a própria métrica do PT, que se autointitula o maior partido de esquerda da América Latina. Lula anunciou a seu círculo que o PT deveria ter uma meta ambiciosa para as eleições municipais de 2020: recuperar o número de vereadores eleitos em 2012. Naquele ano, no auge do lulismo, o partido elegeu 632 prefeitos e 5.128 vereadores.

Quase 1/3 dos eleitos abandonou o barco petista quando o lança-chamas da Lava Jato avançava sobre alguns caciques do partido. Na eleição de 2016, com a Lava Jato bombando nas TVs e um impeachment para lá de controverso de Dilma, o partido elegeu apenas 256 prefeitos e 2.808 vereadores. Para cumprir o desejo de Lula, o PT precisa mais do que dobrar o número de prefeituras, uma meta aparentemente impossível no cenário atual.

Lula quer porque quer que o partido volte ao nível de 2012, mas não consegue ver movimento concreto algum para que isso deixe o terreno da fantasia. Veja os casos de São Paulo e Rio de Janeiro, as duas principais cidades do país. O PT escolheu Jilmar Tatto, um daqueles burocratas sem voto, para concorrer em São Paulo; no Rio, a candidata será Benedita da Silva, que tem como marca registrada uma passagem desastrosa pela prefeitura carioca. Não é preciso ser o gênio da lâmpada para sentir a fragrância de derrota no ar.

São desastres anunciados. Toda semana petistas anunciam que estão embarcando na candidatura do Psol, na chapa formada por Guilherme Boulos e Luiza Erundina. Nos dois casos, foi Lula quem ordenou que o partido não se aliasse com ninguém no 1º turno. O PT, segundo ele, deveria ter cabeças de chapa nas principais capitais para colocar o partido na vitrine. Uma exceção será Porto Alegre, onde o diretório municipal do PT aprovou em maio o apoio já no 1º turno à deputada Manuela D’Ávila (PC do B), com o petista Miguel Rossetto de vice. O problema é que essa vitrine se quebrou e não há ninguém no partido com ideias e poder para consertar o estrago.

Imperial – Lula comanda o PT com estilo imperial há cerca de 40 anos. Desde que foi condenado pelo então juiz federal Sergio Moro, o partido adotou o discurso de uma nota só, o de que Lula é inocente. A condenação do ex-presidente teve de fato elementos que mais lembram uma caçada do que uma ação da Justiça. O discurso de uma nota só pode ser ótimo para Lula, mas tem o risco de acelerar a marcha do partido para a insignificância. Seria um desastre para a democracia que o país deixasse de ter um partido de esquerda organizado, para defender pautas sociais no país da desigualdade monstruosa.

Letargia – O PT, por sua vez, insiste em ignorar provas de corrupção da Lava Jato durante os governos de Lula e Dilma. A Lava Jato cometeu irregularidades em série, mas há casos incontestes de propina. O presidente Jair Bolsonaro parece ter percebido essa letargia do PT e está avançando sobre o que já foi a maior fortaleza do partido, os beneficiários do programa Bolsa Família. Ele aproveitou a pandemia para carimbar o auxílio emergencial de R$ 600 como obra dele – a proposta inicial do governo era de R$ 200; foi o Congresso que elevou o valor. Como tem mostrado as pesquisas do PoderData, é esse o maior capital político de Bolsonaro. A aprovação do presidente entre os beneficiários do auxílio é de 50%, de acordo com levantamento da 1ª semana de agosto. Já entre a população como um todo esse índice cai cinco pontos percentuais.

Revelações de Temer 1 – Em entrevista, ontem, ao Estadão, o ex-presidente Michel Temer (MDB) falou da sua reaproximação com Bolsonaro, que começou depois da live neste blog quando afirmou que ficaria lisonjeado em integrar um Conselho de Notáveis na estrutura de assessoramento direto do presidente. “O presidente Bolsonaro nunca criticou o meu governo, pelo contrário. Em várias oportunidades, eu o via dizendo: 'Se não fosse o Temer ter feito a reforma trabalhista, ter enfrentado a Previdência, a gente não teria ido a lugar nenhum”, afirmou ao seu perguntado como se sentia como prestando serviços a um Governo como ex-chefe da Nação.

Revelações De Temer 2 – “Ele sempre fez referências elogiosas ao meu governo. Não tenho tanto contato com ele. Tive uns três contatos ao longo do tempo. Ele deve ter ouvido entrevistas em que dou palpites. Digo: 'Olha, aquela coisa de falar na saída (do Alvorada) não é boa, porque é a palavra do presidente faz a pauta do dia'. Creio que, às vezes, ele possa ter levado isso em conta. Mas é um contato cordial, tanto que ele me convidou. Aliás, é uma coisa muito típica nos EUA. Não é incomum que presidentes peçam para ex-presidentes realizarem missões humanitárias”, acrescentou Temer, complementando: “Tenho como método fazer observações com cautela. Ex-presidentes, ao meu modo de ver, devem ser discretos com relação ao presidente. Se não você não ajuda o País. Eu faço observações, críticas, muitas vezes, mas a título de colaboração, não de oposição”.

CURTAS

VERGONHA – Além de ter fugido da sessão da Câmara destinada a instalar uma CPI para apurar corrupção na gestão da prefeita Madalena Brito (PSB) em Arcoverde, a presidente da Câmara, Célia Galindo (PSB), teve a cara de pau de passar por cima do regimento interno da Casa e da Constituição ao anular, via decreto, a CPI aprovada em plenário, pela maioria dos seus integrantes, destinada a investigar corrupção no Governo da sua aliada. Mas a oposição cochilou e não entrou com mandado de segurança para tornar sem efeito o ato da presidente. Sua decisão, arbitrária e inconstitucional, virou mote de galhofa pelas redes sociais sugerindo um compadrio dela com a prefeita. Parodiando Boris Casoy, isso é uma vergonha!

FACADA NA GLOBO – Na edição de ontem, a Folha de S. Paulo trouxe matéria a respeito do rateio de verbas do Governo Federal às TVs. De acordo com os jornalistas Fábio Fabrini e Julio Wiziack, o TCU (Tribunal de Contas da União) identificou falta de critério técnico na mudança da divisão das verbas oficiais investidas nas principais emissoras. A Globo foi a que mais perdeu. Apesar de ser líder em audiência, com média diária de público maior do que a Record e SBT juntos, o canal carioca teve a participação reduzida de 39% para 16%, queda de quase 60% na comparação entre 2018 (sob a gestão de Michel Temer) e 2019 (ano do primeiro mandato de Jair Bolsonaro).

Perguntar não ofende: Bem-sucedido na missão ao Líbano, Michel Temer pode assumir um Ministério no Governo Bolsonaro?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Deus liberte o Brasil dessa família Bolsonaro de todos esses bandidos milicianos, e todos vermes e vírus. Amém!

Fernandes

Mas que Bozo é Ladrão Miliciano, Corrupto e Genocida o mundo inteiro já sabe.

marcos

Só lembrando que quem chama o nosso Mito de bozo queima a rosca Ui

marcos

Brasil acima de tudo e Deus acima de Todos.

marcos

Quem Roubou mais Lula ou Queiroz?




12/08


2020

Coluna da quarta-feira

Gestão calamitosa da pandemia

Tem razão o ex-ministro Armando Monteiro Neto quando diz que se Pernambuco fosse um País seria o segundo maior do mundo em óbitos pela Covid-19 em razão da má gestão, no descompasso na saúde, nos desencontros de medidas anunciadas e mal conduzidas, em intervenções desnecessárias e, principalmente, pela má intenção no gerenciamento do dinheiro público enviado pelo Governo Federal para o combate à pandemia do coronavírus.

De todos os pontos destacados por Armando o mais grave, sem dúvida, é o que ele classifica de desvio de conduta ética na gestão dos recursos federais destinados à pandemia do coronavírus. “As denúncias foram surgindo de várias origens e imediatamente os contratos foram desfeitos, o que significa dizer que eram frágeis. Em alguns casos, se apressaram a devolver os recursos. Um gestor que tenha convicção da lisura dos seus contratos não recua, pelo contrário se sustenta”, constata. Para Armando, Geraldo tem que mostrar à população que os contratos se justificaram.

“Mas, em Pernambuco não. Qualquer denúncia, os contratos eram desfeitos. Recife é uma capital que gastou muito e houve uma série de denúncias. Eu fico nisso, pois é um juízo factual. Mas ilações podem ser feitas, mas eu não faço”, acrescentou o ex-senador quando perguntado se desconfiava de que esses recursos federais estavam sendo desviados para caixa de campanha. Ao longo da entrevista que concedeu ontem ao Frente a Frente, Armando descambou para o campo da própria gestão de Geraldo com duras críticas.

“Aqui, no Recife, com Geraldo, tivemos os problemas de mobilidade urbana agravados. Há equipamentos mal conservados, obras que se arrastam há muito tempo. A reforma do Geraldão já dura mais de 10 anos. Que gestão é essa? Agora, Geraldo tem algo que ele faz bem: propaganda na televisão. A mistificação. Gasta muito dinheiro em propaganda, instalou o chamado marketing da pandemia. Aproveitou esse momento de grande angústia, para apresentar um quadro de muitas ações, providências, que, na realidade, se traduz em mera espuma”, afirmou.

E acrescentou: “Por exemplo, quantos hospitais de campanha Geraldo implantou? Que serventia esses hospitais tiveram? E aquelas camas podem se considerar leitos clínicos? O que todo esse investimento resultou? Enquanto isso, muitos profissionais de saúde nem equipamento de proteção individual tiveram. Esse segmento, sim, deveria ter sido mais bem cuidado. Essas administrações gostam de mostrar prédios, de fotografar unidades de campanha, em suma, a gente fica com a impressão que serve só aos programas eleitorais, lamentavelmente”.

Efeito Bolsonaro – Armando também deu sua visão sobre o efeito Bolsonaro nas eleições municipais. “Eu acho que Bolsonaro é, hoje, num país polarizado, um eleitor importante. Não há dúvida que o auxílio emergencial, pela dimensão, tem um impacto muito grande na vida das pessoas carentes, principalmente. Você, que é um homem que anda pelo interior, sabe o que isso significa. Eu escuto depoimentos de pessoas do pequeno comércio do interior que em plena pandemia, seus negócios aumentaram por causa da renda que foi proporcionada pelo auxílio. Eu fiz até o cálculo. Quando for paga a quinta parcela, Pernambuco terá recebido R$ 13 bilhões. No Brasil, já foram R$ 250 bilhões, 5% em Pernambuco. Então, é evidente que isso tem reflexo político”.

Queda industrial– Pernambuco teve um crescimento de 3,5% na produção industrial, entre maio e junho, de acordo com os números divulgados, ontem, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com o órgão, a variação, apesar de positiva, é menor que a média brasileira, de 8,9%, e que a de toda a região Nordeste, que teve 8% a mais, entre os dois meses. Comparando-se o mês de junho de 2020 com o mesmo período em 2019, houve um aumento de 2,8%. O desempenho foi melhor que o do Brasil, que teve queda de 8% entre os dois anos. Na relação entre o primeiro semestre deste ano com o anterior, a queda em Pernambuco foi de 3,6%.

Sócios da tragédia – A Secretaria de Governo distribuiu um relatório a aliados do presidente Jair Bolsonaro em que destaca nominalmente governadores e prefeitos das regiões brasileiras em que há maior incidência e mortes pela covid-19 no País. Os dados são de 8 de agosto de 2020, data em que o País ultrapassou a marca de 100.000 mortos pelo novo coronavírus. O relatório apresenta um ranking dos cinco Estados mais afetados pela pandemia. São Paulo, unidade federativa governada por João Doria (PSDB) – desafeto de Jair Bolsonaro – encabeça a lista. Foram novos 13.352 casos no último sábado.

Dória na liderança – O Estado de São Paulo, gerido pelo tucano João Dória, também aparece na frente do ranking de novos óbitos: 281, em 8 de agosto. O relatório, porém, não informa que se trata de números absolutos. Desconsidera a taxa de mortos e casos por 100.000 habitantes. Em seguida a São Paulo, aparecem no ranking de novos casos Rio Grande do Sul, Bahia, Minas Gerais e Santa Catarina. Os Estados são governados, respectivamente, por Eduardo Leite (PSDB), Rui Costa (PT), Romeu Zema (Novo) e Comandante Moisés (PSL). Moisés, porém, é nominado apenas a palavra “comandante” no documento.

CURTAS

PASTOR EXTRAVAGANTE – Mesmo com uma dívida de mais de R$ 429,8 milhões, o pastor carioca Marcio Pôncio exibe uma vida de luxo em Duque de Caxias, interior do Rio. Recentemente, segundo o jornal Extra, ele se presenteou com um helicóptero de R$ 61 milhões pelo aniversário de 47 anos. Em maio, o juiz federal Eduardo Horta, da 2ª Vara Federal de Duque de Caxias, mandou publicar em edital a execução fiscal de quase R$ 430 milhões citando o pastor, o seu sócio Marcello Araújo dos Santos e a empresa New Ficet Indústria e Comércio de Cigarros e Importação e Exportação Ltda por impostos devidos à União. Os sócios chegaram a pedir a revisão dos cálculos e valores, o que foi negado no último dia 3.

LIVE DE HOJE – A advogada criminalista carioca Maíra Fernandes é uma das mais credenciadas defensoras dos direitos humanos no País. É a convidada da live de hoje, às 19 horas, pelo Instagram deste blog. Ninguém conhece como ela alternativas para melhoria da política prisional, investimento pelos estados em modelos de apoio aos detentos, como associações de proteção e assistência a condenados e colônias agrícolas. É grande estudiosa das legislações sobre drogas. Acha que deixar que o policial decida se a quantidade de droga apreendida configura tráfico ou uso, sem tabela de quantidades, dá margem a arbitrariedades e defende a criminalização das drogas no País. Se você ainda não segue o Instagram do blog, anote o endereço: @blogdomagno.

Perguntar não ofende: Penta em operações da Polícia Federal, Recife é vice-líder em mortandade pela Covid por incompetência?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Mas que Bozo é Ladrão Miliciano, Corrupto e Genocida o mundo inteiro já sabe

marcos

Mas que Lula é Ladrão o mundo inteiro já sabe.

Fernandes

Cúmulo da idiotice: Não acreditar na vacina dos Russos mas acreditar na Hidroxicloroquina, Ivermectina e Ozônio no Toba...

Fernandes

Deus liberte o Brasil dessa família Bolsonaro de todos esses bandidos milicianos, e todos vermes e vírus. Amém!

Fernandes

Quantas vidas seu voto no Bozo vai continuar a matar ?




11/08


2020

Coluna da terça-feira

Violência crescente com pandemia

É inadmissível que em meio à pandemia, com decisões extremadas pelo isolamento social como o estágio de lockdown, primeiro na Região Metropolitana e agora no Agreste e Sertão, Pernambuco continue campeão em violência urbana. O último fim de semana foi de terror com chacina resultando na morte de cinco pessoas em Ipojuca, região turística, mãe de Porto de Galinhas, e o assassinato de um blogueiro em Rio Formoso, junto com um filho de apenas 15 anos.

Aonde chegamos? Se com bares fechando às 20 horas, no mesmo horário de restaurantes, a situação está assim, imagine com o liberou geral? Cadê o Pacto pela Vida? Desde a morte de Eduardo Campos, há seis anos completando na próxima quinta-feira, o Estado perdeu completamente o controle dos crimes letais. Eduardo fiscalizava e acompanhava o programa como se fosse sua principal vitrine do Governo. Quanto menos crime, mais premiação aos agentes envolvidos em suas respectivas áreas.

Era um tempo em que se contavam mortes para menos, não para mais como agora. Um tempo em que Pernambuco ganhava prêmios nacionais e internacionais, tempo em que governadores e até o presidente da República se referiam ao modelo do pacto como laboratório testado e copiado. Cinco mortes numa noite sangrenta em Ipojuca, com mais 12 feridos, levam Pernambuco, novamente, às páginas policiais dos jornais nacionais e aos telejornais da criminalidade.

Isso é como crescer feito rabo de cavalo – para baixo. Nesse ritmo, daqui uns dias o Estado volta a ocupar, novamente, a liderança do ranking da violência no País, batendo, proporcionalmente, São Paulo e Rio de Janeiro. Se a procura de turistas já caiu drasticamente pela pandemia do coronavírus, agora chegará ao fundo do poço em consequência das cenas de bang-bang, de um faroeste inadmissível, um novo território sem lei lembrando a época do cangaço.

Pernambuco já perdeu muitos investimentos e turistas por outro motivo lá atrás: os ataques de tubarões na praia de Boa Viagem. Depois, o derramamento de óleo, que tomou conta de todo o litoral não apenas pernambucano, mas nordestino. Tudo isso é plenamente recuperável, mas violência não. Quando se perde o controle desta, o medo afugenta e não há outra saída que não passe por uma nova política capaz de restaurar o sucesso do Pacto pela Vida.

Descartado – No caso do assassinato do blogueiro Áquila Bruno Silva e seu filho Bruno Filho, de apenas 15 anos, não há indícios de agentes políticos envolvidos. O que a polícia apurou, pelo menos ao longo do dia de ontem, em meio a um clima de consternação em Rio Formoso, local da tragédia, se deu em consequência de desentendimentos envolvendo o filho morto com um jovem da sua mesma idade, que acabou envolvendo os pais de ambos. Mas a polícia ainda não deu, oficialmente, a versão de tudo que apurou. De acordo com a Polícia Civil, um suspeito do crime, um guarda municipal, foi identificado por duas testemunhas, que já prestaram depoimento. Segundo uma delas, dona de um mercadinho, o carro da vítima estava estacionado em frente ao estabelecimento quando ocorreram os disparos.

Rubem derrotado – O Diretório Nacional do PSOL rejeitou, por 35 votos contrários e 28 votos a favor, o recurso apresentado por filiados do PSOL de Recife que solicitava a realização de prévias para a disputa eleitoral majoritária na capital pernambucana em 2020, segundo antecipou, ontem, o portal da Folha de Pernambuco. O recurso encaminhado pelo o ex-deputado federal Paulo Rubem (PSOL) pedia a viabilidade de sua candidatura à Prefeitura do Recife nas eleições deste ano. O resultado oficializou o apoio do partido a pré-candidatura da deputada federal Marília Arraes (PT). Se Marília não atrair uma aliança mais ampla, com partidos de densidade eleitoral, a tendência é que o PSOL acabe indicando o seu vice.

Nova pesquisa – Na próxima semana, em parceria com o Instituto Potencial, de Salvador, este blog trará a segunda pesquisa sobre a sucessão do prefeito Geraldo Júlio (PSB). Na última, há 30 dias, a petista Marília Arraes apareceu liderando com 21%, dez pontos à frente dos demais concorrentes – João Campos (PSB), Patrícia Domingos (Podemos), Mendonça Filho (DEM) e Daniel Coelho (Cidadania), situados em segundo lugar numa espécie de empate técnico. Alberto Feitosa, do PSC, e Marco Aurélio, do PRTB, despontaram em último lugar. No novo levantamento, também teremos a avaliação da gestão de Geraldo, do governador Paulo Câmara e do presidente Bolsonaro.

Batida na Globo – Dezesseis horas após o fim da edição especial do Jornal Nacional no dia em que se registrou 100 mil brasileiros mortos por covid-19, Jair Bolsonaro postou uma resposta às insinuações feitas no telejornal de que ele, enquanto presidente, foi omisso no gerenciamento da pandemia no País e insensível com os doentes e as famílias das vítimas fatais. Em seu perfil no Facebook, o chefe do Executivo fez críticas e acusações contra o principal canal da família Marinho. "Muitos gestores e profissionais de saúde fizeram de tudo pelas vidas do próximo, diferentemente daquela grande rede de TV que só espalhou o pânico na população e a discórdia entre os Poderes", afirmou.

CURTAS

PRORROGAÇÃO – O Tribunal de Contas do Estado concedeu, ontem, mais 15 dias de prazo para que a Prefeitura do Recife apresente sua defesa quanto à compra ilegal de respiradores testados em porcos e não aprovados pela Anvisa. A elasticidade foi autorizada pelo conselheiro Carlos Neves, nomeado pelo governador Paulo Câmara, ex-advogado dos imbróglios jurídicos do PSB, mesmo partido com o poder da caneta na Prefeitura da capital. Apesar de a Gerência de Contas da Capital já ter concluído a auditoria desde 26 de junho e dos envolvidos terem sido notificados para apresentar defesa até 29 de julho, o diretor Financeiro, Felipe Soares Bittencourt, não apresentou suas alegações tempestivamente, solicitando adiamento do prazo, concedido pelo relator, conselheiro Carlos Neves. Não sabe o nobre conselheiro que o povo cansou e exige mais transparência no caso, um soco no estômago de todos nós.

SISTEMA PENITENCIÁRIO – A advogada criminalista carioca Maíra Fernandes é uma das mais credenciadas defensoras dos direitos humanos no País. É a convidada da live de amanhã, às 19 horas, pelo Instagram deste blog. Ninguém conhece como ela alternativas para melhoria da política prisional, investimento pelos estados em modelos de apoio aos detentos, como associações de proteção e assistência a condenados e colônias agrícolas. É grande estudiosa das legislações sobre drogas. Acha que deixar que o policial decida se a quantidade de droga apreendida configura tráfico ou uso, sem tabela de quantidades, dá margem a arbitrariedades e defende a criminalização das drogas no País. Se você ainda não segue o Instagram do blog, anote o endereço: @blogdomagno.

Perguntar não ofende: Em que vai dar essa briga do presidente Bolsonaro com as Organizações Globo?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

A Avó da Micheque morreu de Covid, não tomou cloroquina ?

marcos

Já tentaram tudo............. - a vendedora de açaí - a facada - a urna eletrônica. - os robôs do WhatsApp - os robôs do Twitter - o STF - o Bebiano - os Laranjas - o Queiroz - a Amazônia em chamas - a Marielle - o porteiro do condomínio - a avó da Michele, - embaixada nos EUA - o óleo venezuelano - as praias do Nordeste - os palestinos - a Joyce - o Frota - o Macron - a Greta - o Papa - a China - o Intercept - o Maia - a Globo - a imprensa ávida de $ - o Alcolumbre - os governadores do nordeste - o Witzel - o Doria - o Caiado - o operador de retroescavadeira, ex-ministro da Educação - o Centrão - os filhos - intrigas com os ministros - os militares - o relacionamento com o Mourão - os milicianos - o exame de corona vírus - o contato com o povo - a convocação para manifestações - a OMS - o embaixador Chinês - a PEC do Gilmar Mendes - as liminares de Lewandowisk - as decisões ultrapetistas de Alexandre Nosferatu de Moraes - as investidas de Maia e Alcolumbre - as tresloucadas do Joe Doriana - as MPs que Maia não pauta e perdem eficácia, Ou seja, a crise política atual nada tem a ver com o COVID-19 e as estratégias para combater a pandemia. O que querem mesmo é derrubar o presidente Bolsonaro, pois com ele no poder Executivo, ninguém mais consegue roubar o Brasil. E muita gente vai ter suas negociatas encerradas, como aquela TV. Manifestação via Facebook, WhatsApp e demais redes. Atenção Patriotas!!! Esta manifestação nasceu em Ribeirão Preto/SP, e é muito importante que isso seja mencionado, quando do repasse dessa mensagem. Explico o porque: caso ela chegue ao município de Macapá, o irmão patriota de lá saberá que ela atravessou o país inteiro e, será quase tão eficaz quanto as manifestações de rua. Achávamos que a guerra havia acabado, mas nos enganamos. Não acabou, não! O presidente Jair Bolsonaro vai precisar muito do nosso apoio, de todas as formas possíveis. O mimimi e o chororô esquerdista, com artistas ruanetistas milionários, os quais estão desesperados com o fim das mordomias e a vida fácil, vai ser uma constante. Portanto, a nossa reação também tem que ser de igual ou maior intensidade, contra essa idéia da política do império romano de ”panem et circenses\". ”Fernanda Lima e Pedro Cardoso” falam mal dos eleitores de Bolsonaro, morando lá nos EUA e em Portugal, respectivamente. Parece que a palavra ”hipocrisia” não existe no dicionário deles. Felipe Neto, descaradamente, anuncia que vai começar a destilar veneno ideológico sobre as crianças, seus ingênuos seguidores no YouTube. Paulo Pimenta, canalha, ”et caterva” tentam desmoralizar junto aos organismos internacionais do tipo da ONU, o presidente eleito e os ministros indicados. Grupos de jornalistas socialistas de i-phone, revoltadinhos de cabelo roxo e piercing na sobrancelha, alocados em órgãos de imprensa falaciosa e em grupos comprados, como UOL, Globo, Folha , Valor econômico, Estado de São Paulo ,Veja, Exame e etc, ”inventam, cada vez mais, mentiras deslavadas e calúnias contra Bolsonaro” a e seus eleitores, NÓS O POVO PATRIOTA! Brigue, meu amigo! Não deixe isso correr quieto... É sabido que a Venezuela chegou àquele estado caótico e assassino, por conta da alienação e omissão absoluta dos seus cidadãos. O povo de lá dormiu!!!! Quando acordou era tarde demais... Já estava nas mãos de comunistas corruptos genocidas. Agora a sua reconstrução levará décadas... Você que é responsável, ama a sua família e o seu país, não se envergonhe, repasse à todos que puder! E, principalmente boicote à tudo o que vier da esquerda! Peças de teatro, shows, exposições de arte, canais de TV, programas, literatura, produtos, incluindo a não compra de patrocinadores da esquerda. Mostremos a nossa força, unidos somos fortes! O bem tem de prevalecer sobre o mal! Quando essa mensagem chegar a um irmão patriota do Nordeste, ele vai saber também que o país inteiro está apoiando a mudança em sua região e agora ela se tornará produtiva e próspera. Saberá que os seus rincões sairão do jugo cruel e desumano dos coronéis da seca, os quais vem há décadas escravizando o seu povo, sem um pingo de dó. Façamos esta mensagem circular e alcançar a todo cidadão brasileiro, Autoridades, políticos, religiosos e inclusive os artistas! Até ao próprio presidente eleito, pra ele saber que pode contar com o nosso apoio. MULTIPLIQUE!!! REPASSE E REPASSE!!! Além do que, repassar é muito mais rápido, fácil e barato. Essa ação acaba sendo mais um reforço eficaz para apoiar todas as manifestações de rua que ocorreram e que ainda deverão ocorrer!!!

marcos

A Esquerdista Camila Pitanga e sua filha estão tomando Hidroxicloroquina ( o remédio do Bolsonaro) perguntada ela diz que testou positivo para Malária. E o melhor, adquiriu a doença na zona sul do Rio de Janeiro. kkkkkkkkkkkk

marcos

Lula 07 processos e 39 anos de condenação. ........................ o mito ZERO processo. Quem é o Ladrão? ..kkkkkkkkkkkkkkkk

marcos

Michele R$ 24 mil............................. Marisa Letícia Lula corona da Silva R$ 13,7 Milhões, tirem sua conclusões!




10/08


2020

Coluna da segunda-feira

Célia bate fofo em Arcoverde

A população de Arcoverde ficou extremamente frustrada na última sexta-feira com a presidente da Câmara, Célia Galindo (PSB), que não cumpriu a palavra empenhada em entrevista ao Frente a Frente e a este blog, de que instalaria naquele dia a CPI que apura irregularidades em um programa social na gestão da prefeita Madalena Brito (PSB). Ouvida, disse que não contou com a compreensão dos vereadores que indicou inicialmente seguindo o preceito da saudável proporcionalidade.

São três parlamentares, cabendo a presidência ao maior partido da Casa. “O poder de indicação e escolha é meu, os que convidei, estranhamente, não aceitaram”, justificou Galindo, adiantando ter esperanças de que hoje, prazo final da instalação da CPI, possa contar com a colaboração dos vereadores. Autora da proposta, Zirleide Monteiro, da bancada do PTB, está desconfiada de que a promessa não possa ser cumprida, até porque ao longo do fim de semana Galindo sumiu e não atender sequer ao telefone dos seus pares no parlamento.

“Ela não tem motivos para não instalar. A CPI foi aprovada por maioria absoluta. Estamos diante de um caso muito nebuloso, que, sem explicações, foi abandonado pelo Ministério Público”, disse Zirleide. Segundo a denúncia dela, desde 2016 um esquema de desvio de recursos vinha sendo praticado no âmbito da Secretaria envolvendo inclusive recursos do BPC (Benefício de Prestação Continuada), nomes de pessoas utilizadas como laranjas para receber recursos através de empenhos.

Em somente um caso citado no pedido de CPI, um senhor, agricultor, recebeu em sua conta bancária transferências que somam quase R$ 20 mil, além de ter recebido pagamento por ministrar cursos para a secretaria, quando mal sabe escrever. Segundo foi apurado, a conta teria sido aberta a pedido da senhora ‘Raquel Franklin Brito Alencar', diretora de Tesouraria da Secretaria de Assistência Social. O escândalo foi denunciado ainda em 2019 e foi pedido ao Ministério Público de Pernambuco, em Arcoverde, à época, que investigasse o caso, mas, passado mais de um ano, não se tem notícia nem mesmo do número de inquérito que teria sido aberto no MP.

“Não podemos deixar de instalar essa CPI. A população de Arcoverde precisa saber o que realmente aconteceu naquela Secretaria aonde o que mais faltou foi transparência e honestidade. A criação da Comissão Parlamentar de Inquérito se faz urgente e necessária, sob pena de vermos milhares de reais, de recursos púbicos, terem escorrido pelos ralos sem nenhuma punição”, afirmou Zirleide.

Revelações – Após a denúncia do escândalo, a então diretora de Tesouraria da Secretaria de Assistência Social foi exonerada dois meses depois. Ela chegou a ser ouvida pelo MP e teria revelado informações de outros tipos de desvios que a CPI terá a função de investigar e comprovar. No pedido da CPI foram anexadas cópias das denúncias, extratos bancários da principal pessoa utilizada como ‘laranja’, cópias de extratos do Portal da Transparência de empenhos e pagamentos a outras pessoas também envolvidas ou utilizadas no esquema de desvio de recursos, informou a vereadora Zirleide Monteiro.

O que ela disse – Tão logo fui informado que a CPI não foi instalada, sexta-feira passada, perguntei a própria Célia Galindo o que havia dado errado. Contou que encontrou dificuldades na montagem da comissão, mas que aproveitaria o fim de semana para falar um a um com os vereadores. “Vou instalar e segunda (hoje) revelo os nomes escolhidos para atuar nas investigações”, disse, adiantando que a CPI só não sairia se fugisse do seu controle. Quanto às pressões para não fazer a instalação, a parlamentar afirmou que, em nenhum momento, isso ocorreu. “Até porque não me submeto a esse tipo de coisa”, assinalou.

Namoro ou noivado? – O namoro de Bolsonaro com Michel Temer, iniciado após este declarar que se sentiria honrado em fazer parte de um conselho de notáveis para auxiliar o chefe de Estado, durante live com este blogueiro, continua firme e forte. Ontem, presidente anunciou o envio de uma missão de ajuda humanitária e técnica ao Líbano, para ajudar na reconstrução do país após as explosões que destruíram a região portuária de Beirute. E convidou para chefiar a equipe brasileira o ex-presidente Temer, filho de libaneses. A declaração foi feita durante uma conferência organizada pelo presidente da França, Emmanuel Macron.

Conta salgada – Segundo um levantamento realizado pelo jornal O Estado de São Paulo, com base em estimativas do governo e dos bancos, a pandemia deverá custar só em 2020 cerca de R$ 700 bilhões aos cofres públicos, o equivalente a quase 10% do PIB (Produto Interno Bruto) e a R$ 3,3 mil para cada brasileiro. Daria para pagar o Bolsa Família, já considerando o aumento de beneficiários ocorrido durante a crise, por 21 anos. Do ponto de vista das contas públicas, isso representa quase seis vezes o déficit previsto para este ano antes da pandemia, de R$ 124,1 bilhões.

CURTAS

E AGORA, JOSÉ? – Ao contrário do que informei na coluna de sábado, a pesquisa do DEM sobre a sucessão no Recife, a ser divulgada hoje, não bate com a do Instituto Potencial postada neste blog. Soube, ontem, que traz João Campos, pré-candidato do PSB, na frente, seguido de Mendonça Filho, do DEM. Estranhamente, a petista Marília Arraes, que na do Potencial abriu dez pontos de frente ante aos demais adversários, aparece em quarto ou quinto lugar. E agora, José? Os números serão apresentados hoje pelo diretório nacional do DEM. Quem fez o levantamento foi o Instituto Conecta.

LIVE DA QUARTA – A advogada criminalista carioca Maíra Fernandes é uma das mais credenciadas defensoras dos direitos humanos no País. É a convidada da live da próxima quarta-feira, às 19 horas, pelo Instagram deste blog. Ninguém conhece como ela alternativas para melhoria da política prisional, investimento pelos estados em modelos de apoio aos detentos, como associações de proteção e assistência a condenados e colônias agrícolas. É grande estudiosa das legislações sobre drogas. Acha que deixar que o policial decida se a quantidade de droga apreendida configura tráfico ou uso, sem tabela de quantidades, dá margem a arbitrariedades e defende a criminalização das drogas no País. Se você ainda não segue o Instagram do blog, anote o endereço: @blogdomagno.

Perguntar não ofende: A quem a Polícia Federal vai dar bom dia ao longo desta semana?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Deus liberte o Brasil dessa família Bolsonaro de todos esses bandidos milicianos, e todos vermes e vírus. Amém!

marcos

Tá tudo muito bem, mas que Lula é Ladrão e condenado a 39 anos de prisão o mundo inteiro já sabe.

Fernandes

A diferença entre Brigitte Macron e Michele Bolsonaro são os cheques de QUEIROZ!

Fernandes

Bolsonaro diz:não tem nada que fazer no palácio,daí pega,moto,helicóptero ou carro e saí para ver gente,faz 30 anos que nada faz. KKKKKKKKKKKK

Fernandes

Deus liberte o Brasil dessa família Bolsonaro de todos esses bandidos milicianos, e todos vermes e vírus. Amém!




08/08


2020

Coluna do sabadão

Estado reage, mas com tapa-buracos

Quinze dias após este blog denunciar, com a colaboração de leitores, a dramática situação da malha viária do Estado, o Governo do Estado, finalmente, acordou. Mas, ao invés de reconstruir ou fazer novas estradas, diante da tragédia da maioria dos trechos, faz apenas operações tapa-buracos, serviços que não resistem à primeira chuva ou ao crescimento do movimento de automóveis, principalmente pesados, como caminhões.

O despertar do Estado é visto a olho nu a partir da mais importante estrada, a BR-232, ligando Recife a Caruaru. Ali, muitos buracos, verdadeiras crateras, já foram fechados em apenas dois ou três dias. Também há grupos do DER (Departamento de Estradas e Rodagem) atuando no Agreste. Sai de Recife ontem em direção a Afogados da Ingazeira e não encontrei nenhum outro trecho, entretanto, em recuperação. E as piores estradas estão justamente no Sertão.

Uma das piores liga o município de Sertânia ao distrito de Albuquerquené, um pedaço de pouco mais de 15 km, mas que está completamente abandonada, uma buraqueira infernal, sem a mínima sinalização. Não dá para trafegar numa velocidade acima de 30 km, pois se corre o risco de danificar o automóvel. Andar nessa velocidade, porém, é dar bandeira para assaltos que vêm ocorrendo de forma periódica em toda a sua extensão.

A população já fez protestos e chegou a bloquear em dias de muito movimento. O Governo não se sensibilizou e continua ignorando o clamor dessa gente sofrida. Reclamações semelhantes chegam de todos os recantos do Estado. Em duas semanas – e até ontem recebemos contribuições – este blog chegou a postar mais de 30 vídeos enviados por leitores indignados. Relatos, inclusive, dramáticos, de pessoas que perderam familiares acidentados.

Incompreensível as estradas em todas as regiões do Estado chegar a tal estágio, até porque, há menos de seis meses, o Governo anunciou um programa de recuperação da malha estadual orçado em meio bilhão de reais. O dinheiro acabou e ninguém sabe como, enquanto piorou bastante os acessos rodoviários. Um drama que o governador não tem coragem nem sensibilidade para enfrentar.

Só uma nova – Operação tapa-buraco é o mesmo que tapar o sol com a peneira, jogar dinheiro fora. Trata-se de um paliativo que se dissolve rapidamente feito Sonrisal. O Governo tem que se conscientizar que existem estradas que não dão para recuperar mais e que precisam de um recapeamento radical, uma estrada nova. É o caso, por exemplo, do trecho que liga o distrito de Cruzeiro do Nordeste, onde foram feitas tomadas para o filme Central do Brasil, até a cidade de Sertânia. Ali, um retão, historicamente o Estado só faz tapar buraco e quanto mais tapa mais precário fica. Um horror!

Pesquisa Recife – Sai na próxima segunda-feira, com divulgação pelo diretório nacional do DEM, em Brasília, mais uma pesquisa sobre a sucessão municipal no Recife. O levantamento é do Instituto Conecta, de um grupo que trabalhou no Ibope. Mas antecipo, com exclusividade, que não traz novidades em relação aos números da Potencial, postada no meu blog, apontando a petista Marília Arraes na frente e o segundo lugar embolado entre Mendonça, Patrícia, Daniel e João Campos. A sondagem foi feita entre os dias 3 e 6 deste mês e está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Rejeição crescente – A pesquisa traz novidade, sim, em relação à avaliação da gestão do prefeito Geraldo Júlio (PSB), em queda livre. Se continuar assim, vai se transformar num péssimo cabo eleitoral para o pré-candidato socialista, João Campos, que no levantamento da Potencial ficou em quinto lugar. A desaprovação de Geraldo está associada aos escândalos de desvios dos recursos federais da Covid-19, conforme atestaram cinco operações seguidas da Polícia Federal. Enquanto Geraldo despenca, ACM Neto, prefeito de Salvador, sobe às alturas. De acordo com pesquisa do Poder360, o gestor baiano é apontado como o mais popular entre os prefeitos de capitais, com 78% de ótimo e bom.

CURTAS

ELE VOLTOU... – O Supremo Tribunal Federal (STF) deferiu, ontem, uma liminar que determina a suspensão do afastamento do prefeito de Paulista, Júnior Matuto (PSB). A decisão foi publicada 16 dias após o seu afastamento durante a deflagração de operações policiais para investigar crimes como peculato e lavagem de dinheiro. Na decisão, o ministro Dias Toffoli afirma que o afastamento de prefeito, via de regra, "não deve ocorrer por tempo indeterminado, sob pena de a medida acautelatória se configurar antecipação dos desdobramentos de um suposto juízo condenatório".

COM CONFUSÃO – A secretária de Saúde de Paulista, Terezinha Mousinho, foi flagrada, ontem, tentando sair do centro administrativo da Prefeitura com documentos públicos, segundo relato de uma fonte, que enviou ao blog um vídeo com registro do momento. Vereadores aliados do prefeito Junior Matuto (PSB), afastado de suas funções desde 21 de julho, foram informados sobre o que estava ocorrendo e se deslocaram para lá. Ainda de acordo com a fonte, a situação se acalmou após diálogo com os legisladores. A Guarda Civil chegou a fechar o centro administrativo durante a ação. Tudo isso horas depois de o presidente do STF, ministro Dias Toffoli, autorizar o retorno de Junior Matuto à Prefeitura.

BOA NOTÍCIA – Um grupo de oito empresas e fundações vai investir R$ 100 milhões para contribuir com a montagem da fábrica para produção de vacinas contra a covid-19 na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro. A previsão é de que a unidade entre em operação até o começo do ano que vem, com capacidade de produzir até 30 milhões de doses por mês. A doação é uma iniciativa conjunta de Ambev, Americanas, Itaú Unibanco, Stone, Instituto Votorantim, Fundação Lemann, Fundação Brava e Behring Family Foundation.

Perguntar não ofende: Cadê o dinheiro para recuperação das estradas, governador?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Deus liberte o Brasil dessa família Bolsonaro de todos esses bandidos milicianos, e todos vermes e vírus. Amém!

marcos

Feliz Dia das Pais a todos.

marcos

Sérgio Moro o novo ídolo da esquerda e dos idiotas úteis.

Fernandes

Deus liberte o Brasil dessa família Bolsonaro de todos esses bandidos milicianos, e todos vermes e vírus. Amém!

Fernandes

Moro responsabiliza Bolsonaro por 100 mil mortes por Covid-19. O ex-ministro e ex-juiz Sérgio Moro, pelo Twitter, culpou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pelas mais de 100 mil mortes por Covid-19 no Brasil. “Não podemos nos conformar, nem apenas dizer Cem Mil E daí?




07/08


2020

Coluna da sexta-feira

Dá para ter fé em Drauzio Varella?

Seria cômico se não fosse trágico o médico global Drauzio Varella vir a público disseminar seu espírito pessimista e alarmista quanto à eficácia das vacinas que estão em teste final para nos livrar da pandemia do coronavírus. "A vacina não vai resolver o problema atual. Pode ser que, quando chegue essa vacina, ela não vá ser tão necessária quanto é agora, porque pode ser que, até metade do ano que vem teremos já uma epidemia mais arrefecida".

Se for levado em consideração o que esse mesmo médico afirmou lá atrás, como uma das principais estrelas na área de saúde que a Globo confia e aposta, o resultado pode ser o contrário do que ele profetiza. Foi o mesmo Varella que disse, na maior cara de pau no programa Fantástico, em março, tão logo o vírus começou a ser propagado no Brasil, que não haveria razão para pânico porque se tratava apenas de uma “gripezinha”. Essa gripezinha já matou 100 mil brasileiros e a curva da pandemia está incontrolável, cada vem mais ascendente.

Tire você próprio, meu caro leitor, a conclusão: dá para acreditar em doutor global Drauzio Varella? Sou um dos milhares de brasileiros que entende que ele não sabe o que diz, mais uma vez. Usa de retórica diabólica para incutir na população brasileira, refém da doença, a descrença de que podemos estar próximos de uma saída para nos livrar do pior, que é a morte. Não creio nele! Os avanços nos estudos da vacina são extremamente promissores.

Contrariando o doutor global, informo que o governo russo prevê iniciar, em um mês, “a circulação pública” de uma fórmula contra o Sars-CoV-2. A vacina foi desenvolvida pelo Instituto Gamaleya, em parceria com a Universidade Sechenov, e tem obtido resultados promissores nas primeiras fases dos ensaios com humanos. “A segurança da vacina foi confirmada. Corresponde à segurança das vacinas que estão atualmente no mercado”, disse Alexander Lukashev, diretor do Instituto de Parasitologia Médica, Tropical e Doenças Transmitidas por Vetores da universidade russa, em entrevista à agência de notícias Sputnik.

O próximo passo vem em sequência a esses avanços. “Lá para 14 e 15 de agosto, espero, entrará em circulação a quantidade pequena de vacina que devemos ser capazes de produzir” afirmou Alexander Ginsburg, diretor do Instituto Gamaleya, em entrevista à agência de notícias RIA. Também de acordo com Ginsburg, a produção em massa da fórmula deve ser iniciada em setembro. Se tudo isso se confirmar, a Globo será obrigada a aposentar o alarmista e pessimista Drauzio Varella.

Bons resultados – Em nota, a universidade russa explica que a fórmula é uma vacina liofilizada – “um pó do qual uma solução é preparada para injeção intramuscular”. Alguns participantes do estudo experimentaram dores de cabeça e temperatura corporal elevada. “No entanto, esses sintomas desapareceram completamente dentro de 24 horas após a administração da vacina”, enfatiza o texto. Segundo Yelena Smolyarchuk, essa resposta à injeção é bastante típica no caso de doenças infecciosas, e não houve piores complicações. O governo russo desenvolve 17 fórmulas imunizadoras contra a covid-19, das quais três ou quatro devem entrar na fase de produção, segundo o Ministério da Saúde.

O efeito emergencial – A sinalização do ministro da Economia, Paulo Guedes, de prorrogar até dezembro o auxílio emergencial de R$ 600 da pandemia para gente que vive do comércio informal foi recebida com euforia no Nordeste. Até o momento, 40 milhões de brasileiros foram contemplados. O benefício chega a gerar uma renda de até R$ 1,8 mil para uma família quando entram como beneficiários o casal e mais um filho. Em relação ao programa Bolsa-Família, uma dinheirama braba. Por isso, em alguns municípios Bolsonaro já tem uma aprovação de 70%

Exemplo paraibano – É o caso, por exemplo, da cidade paraibana de Marisopólis, terra do jornalista Heron Cid. Segundo uma pesquisa encomendada pelo seu site PBMais, 72% dos entrevistados consideram a gestão de Bolsonaro ótima e boa, soma dos índices de aprovação. Há 15 dias, o site Poder360 também fez uma pesquisa apontando que a medida havia mexido com o humor da população em relação ao Governo e ao presidente, principalmente nos bolsões de miséria do Norte e Nordeste. Parece que Bolsonaro já encontrou o caminho das pedras para emplacar a reeleição. O social reelegeu Lula e a fez o ex-presidente puxar Dilma, considerada um poste, sem estatura eleitoral.

Bolsonaro no Recife – É nessa aposta que o pré-candidato do PSC a prefeito do Recife, Alberto Feitosa, espera reagir nas pesquisas e pavimentar sua ida ao segundo turno sendo carimbado como o candidato de Bolsonaro. Pelo que o blog apurou, está bem próximo o anúncio oficial do presidente, se não numa vinda ao Recife, mas com uma declaração pelas redes sócias. “Feitosa tem tudo para ser o candidato de Bolsonaro”, disse uma fonte palaciana em contato com ele blog.  Segundo essa mesma fonte, Bolsonaro teria pressa em mostrar de que lado estará no Recife para facilitar a identificação de Feitosa com o eleitorado bolsonarista.

CURTAS

AFASTAMENTO – O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), determinou o afastamento do secretário de Transportes Metropolitanos de São Paulo, Alexandre Baldy, preso na manhã de ontem em operação da Lava Jato contra desvios na Saúde do Rio de Janeiro e de São Paulo. Ainda ontem pela manhã, Doria declarou no Twitter que as investigações contra o então secretário “não têm relação com a atual gestão do Governo de SP” e que não havia “implicações na sua atuação na Secretaria de Transportes Metropolitanos”. A operação cumpriu seis mandados de prisão e 11 de busca e apreensão expedidos pelo juiz federal Marcelo Bretas, do Rio de Janeiro. A PF disse que identificou “conluio entre empresários e agentes públicos, que tinham por finalidade contratações dirigidas”.

GAROTO-PROPAGANDA – Defensor do uso da cloroquina para o tratamento da covid-19, o presidente Jair Bolsonaro se tornou involuntariamente garoto-propaganda do medicamento que não tem eficácia comprovada para a doença em um outdoor colocado por apoiadores no Espírito Santo. Em Vitória, a peça apócrifa de nove metros de largura por três de altura traz a foto do presidente ao lado uma imagem de uma caixa de sulfato de hidroxicloroquina de 400 mg e anuncia, sem qualquer respaldo científico: "Tratamento precoce salva vidas".

Perguntar não ofende: João Doria está ferido de morte depois da operação da Federal, ontem, prendendo um auxiliar da sua equipe?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Michelle R$ 72 mil......... Marisa R$ 13.7 Milhões. Tirem suas conclusões

Fernandes

Deus liberte o Brasil dessa família Bolsonaro de todos esses bandidos milicianos, e todos vermes e vírus. Amém!

Fernandes

Difícil mesmo é lutar contra a Corrupção do Clã Bozonaro!

Fernandes

Queiroz depositou 21 cheques para Michelle Bolsonaro Postado por Magno Martins às 21:00 Com edição de Ítala Alves Extratos bancários de Fabrício Queiroz mostram que o ex-assessor de Flávio Bolsonaro (Republicanos) depositou 21 cheques na conta de Michelle Bolsonaro, no valor total de R$ 72 mil, de 2011 a 2016. Os documentos divergem da versão apresentada por Jair Bolsonaro (sem partido) de que Queiroz estava pagando um empréstimo. Não há nenhum sinal na conta bancária de Queiroz de que ele tenha recebido dinheiro de Jair antes disso – o que configuraria o empréstimo. As informações são da Revista Crusoé. A “Crusoé” teve acesso ao extrato bancário de Fabrício Queiroz – cujo sigilo foi quebrado pela Justiça – e revelou mais depósitos em cheque do ex-assessor de Flávio Bolsonaro na conta de Michelle Bolsonaro do que se tinha conhecimento até agora. Em dezembro de 2018, com base em um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), o Ministério Público do Rio de Janeiro afirmou que Queiroz havia depositado cheques no valor de R$ 24 mil na conta da primeira-dama. Na época, o presidente Jair Bolsonaro justificou as transferências: disse que havia emprestado dinheiro a Queiroz, que os depósitos eram parte do pagamento dessa dívida e que o valor era ainda maior, chegando a R$ 40 mil. “Não foi por uma, foi por duas vezes que o Queiroz teve dívida comigo e me pagou com cheques. E não veio para a minha conta esse cheque, porque simplesmente eu deixei no Rio de Janeiro. Não estaria na minha conta. E não foram R$ 24 mil. Foi R$ 40 mil”, explicou Jair. Segundo a reportagem da “Crusoé”, “os extratos mostram que a conta da primeira-dama começou a ser abastecida por Queiroz em 2011. E pelo menos 21 cheques foram depositados entre 2011 e 2018”. 2011: três cheques de R$ 3 mil (R$ 9 mil); 2012: seis cheques de R$ 3 mil (R$ 18 mil); 2013: três cheques de R$ 3 mil (R$ 9 mil); 2016: nove cheques no total de R$ 36 mil. Não constam depósitos em nome de Jair Bolsonaro na conta do ex-assessor. Nem mesmo os R$ 40 mil que o presidente afirmou ter emprestado a Queiroz.

marcos

Bomba, o TSE divulga que será proibido votar em Ladrão nas próximas eleições. Ui fudeu o PT e PSB.




06/08


2020

Coluna da quinta-feira

O que pode acontecer com Lula

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal deve julgar até outubro um recurso da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que pede a suspeição do ex-juiz Sérgio Moro. O argumento dos advogados é de que Moro não foi imparcial ao analisar os processos envolvendo o petista na Operação Lava Jato e, por isso, pedem que decisões do ex-magistrado sejam anuladas. Na prática, o pedido de suspeição feito por Lula pode anular o processo do triplex do Guarujá, o único em que Moro foi responsável por condenar o petista.

Caso o Supremo decida pela suspeição, a avaliação entre ministros da Corte é de que decisões tomadas pelo ex-juiz em outros processos, como o do sítio de Atibaia e do Instituto Lula, podem ser invalidadas. Ou seja, os processos correriam o risco de voltar à estaca zero, representando um revés para a Lava Jato envolvendo seu principal alvo. A defesa cita, como exemplo da suposta falta de imparcialidade de Moro, a decisão de tornar pública a delação do ex-ministro Antonio Palocci a seis dias da eleição de 2018.

A corrida ao Palácio do Planalto foi vencida por Jair Bolsonaro, que convidou o então juiz da Lava Jato para assumir o Ministério da Justiça. O ex-juiz nega irregularidades e alega que a sentença condenatória que proferiu contra Lula foi em outro caso, a do triplex do Guarujá, em julho de 2017. “Muito antes de qualquer campanha eleitoral, sendo ainda confirmada pelo Tribunal Regional Federal da 4.ª Região e o Superior Tribunal de Justiça”, diz Moro, que deixou o governo Bolsonaro em abril deste ano, acusando o presidente de interferência na Polícia Federal.

Na última terça-feira, dois ministros da Segunda Turma do Supremo, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski, atacaram a atuação de Moro à frente da Justiça Federal em Curitiba e indicaram voto para declarar a suspeição do ex-juiz ao condenar o petista. A discussão se Moro deve ser considerado suspeito foi iniciada ainda em dezembro de 2018, quando os ministros Edson Fachin, relator da Lava Jato, e Cármen Lúcia foram contra os argumentos da defesa do petista.

Um pedido de vista (mais tempo para análise) do ministro Gilmar Mendes suspendeu o julgamento, que deve ser retomado antes da aposentadoria do ministro Celso de Mello, em 1.º de novembro. Gilmar, Celso e Lewandowski ainda não votaram – a expectativa é a de que a definição do placar fique com o decano. (Com informações da Agência Estado).

Denúncias – A primeira denúncia formal da Lava Jato do Paraná contra Lula foi feita em 14 de setembro de 2016 e aceita pelo então juiz federal Sérgio Moro seis dias depois. É neste caso em que a defesa do petista pede que o ex-magistrado seja considerado suspeito. O ex-presidente Lula foi condenado em julho de 2017 a nove anos e seis meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro por Moro. A condenação foi confirmada pela 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF-4), em janeiro de 2018, e sua sentença aumentada para 12 anos e um mês de prisão. Com isso, Lula passou a se enquadrar na Lei da Ficha Limpa e está impedido de concorrer à eleição presidencial. A 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) confirmou a condenação por corrupção passiva e lavagem de dinheiro em abril de 2019. Porém, diminuiu a pena para oito anos, 10 meses e 20 dias de reclusão.

Estaca zero – Caso o ex-juiz Sérgio Moro seja considerado suspeito pelo Supremo, essas condenações seriam anuladas e o processo precisará voltar à etapa inicial, desde a apresentação da denúncia pelo Ministério Público, com prazo para a defesa se manifestar e todas as demais possibilidades de recursos. Lula ficou 580 dias preso na sede da Polícia Federal em Curitiba pela condenação no caso do triplex. Foi solto em novembro de 2019, um dia depois de o STF declarar inconstitucional a prisão após condenação em segunda instância – caso do ex-presidente.

Caso Atibaia – A Procuradoria da República, no Paraná, fez a denúncia em maio de 2017 e acusou Lula de corrupção e lavagem de dinheiro por receber propina da OAS e da Odebrecht por meio de reformas em um sítio em Atibaia, interior de São Paulo. Apesar da propriedade estar em nome de Fernando Bittar, filho de um ex-prefeito de Campinas e amigo de Lula, a Procuradoria acreditava que o ex-presidente fosse o real beneficiário das reformas. Em fevereiro de 2019, a juíza federal Gabriela Hardt, substituta temporária de Moro após ele deixar o cargo para assumir o cargo de ministro da Justiça, condenou Lula a 12 anos e 11 meses de prisão por corrupção ativa, passiva e lavagem de dinheiro. Em 27 de novembro de 2019, o TRF-4 manteve por unanimidade a condenação do ex-presidente e elevou sua sentença para 17 anos e um mês. A decisão marcou a segunda condenação do petista em segunda instância.

Terreno do Instituto – A força-tarefa da Operação Lava Jato no Paraná denunciou o ex-presidente Lula, em dezembro de 2016, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro em razão de contratos firmados entre a Petrobrás e a Odebrecht. A denúncia afirma que parte das propinas da Odebrecht foi paga por meio de um terreno para o Instituto Lula e um apartamento vizinho à residência do petista em São Bernardo. O caso ainda não foi julgado e, em setembro de 2019, o juiz Luiz Antônio Bonat, novo titular da Lava Jato em Curitiba, determinou a abertura de novos prazos para as defesas se manifestarem. A exemplo do caso do sítio, este processo também pode voltar à etapa anterior da aceitação da denúncia, caso Moro seja considerado suspeito.

CURTAS

PAGOU CONTAS – O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) admitiu que seu ex-assessor parlamentar Fabrício Queiroz fez pagamentos em dinheiro vivo em seu nome. De acordo com o senador, os valores investigados como "rachadinha" pelo Ministério Público do Rio de Janeiro nada mais são do que pagamentos de contas suas, feitos por Queiroz, a mando dele e com dinheiro dele. Flávio negou qualquer ato ilícito. "Pode ser que, por ventura eu tenha mandado, sim, o Queiroz pagar uma conta minha. Eu pego dinheiro meu, dou para ele, ele vai ao banco e paga para mim. Querer vincular isso a alguma espécie de esquema que eu tenha com o Queiroz é como criminalizar qualquer secretário que vá pagar a conta de um patrão no banco. Não posso mandar ninguém pagar uma conta para mim no banco?", disse Flávio ao jornal O Globo.

ATÉ FIM DE 2020 – O ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou, ontem, que o governo avalia a reformulação do auxílio emergencial de R$ 600 pagos mensalmente a trabalhadores desempregados e informais, além de beneficiários do Bolsa Família, durante a pandemia de covid-19. “Vamos estudar junto com o Congresso a reformulação do auxílio emergencial junto com a criação do programa Renda Brasil. Ainda temos pelo menos um, dois meses pela frente de dificuldades”, afirmou Guedes, em audiência pública na Comissão Mista Temporária da Reforma Tributária. O governo estuda estender o auxílio emergencial até o fim de 2020.

INTERNET GRATUITA – O governador Paulo Câmara anunciou, ontem, que vai oferecer internet gratuita a estudantes da rede pública estadual, a partir do dia 11 de agosto. Serão beneficiados 500 mil alunos, além de 30 mil professores da educação básica e cinco mil estudantes de baixa renda da Universidade de Pernambuco. O projeto "Conecta Aí". O anúncio foi feito por um pronunciamento, transmitido pelas redes sociais, do governador ao lado do secretário de Educação, Fred Amâncio.

Perguntar não ofende: Se Lula reverter todos os processos e escapar das garras da justiça será candidato a presidente em 2022?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Senhor...Na sua infinita misericórdia NOS LIVRE DO BOLSONARO e toda a CORJA DE BANDIDOS E RETARDADOS que o segue! É URGENTE AMÉM !

marcos

Difícil mesmo é lutar contra a Corrupção dos vermelhos!

Fernandes

Senhor...Na sua infinita misericórdia NOS LIVRE DO BOLSONARO e toda a CORJA DE BANDIDOS E RETARDADOS que o segue! É URGENTE AMÉM !

Fernandes

É muito difícil lutar contra a pandemia de imbecis.

marcos

O Santa Cruz tá igual ao Lula, mesmo morto ainda tem uma grande Torcida.