FMO janeiro 2020


30/06


2015

Coluna da terça-feira

    Caixa 2 dá impeachment

Deliberadamente ou não, o delator Ricardo Pessoa fez, em seus depoimentos, uma grande confusão entre doações eleitorais no caixa1 e no caixa2, sempre frisando que os recursos saíram dos negócios com a Petrobras, e envolvendo nomes de diferentes partidos.

Na investigação, vai ter que esclarecer caso a caso. Quem recebeu doação legal da UTC não está necessariamente implicado no Petrolão. Será preciso encontrar provas de tráfico de influência e interferência direta dos políticos citados em negócios da Petrobras envolvendo a UTC, ou extratos mostrando desembolsos de pagamentos em datas próximas às doações, para relacioná-los ao caso.

É evidente que a situação de governistas que receberam doações é muito mais complicada do que a de oposicionistas, que não têm influência na Petrobras. Pessoa vai ter que provar, por exemplo, que fez doação no caixa 2 a políticos como Aloizio Mercadante e Aloysio Nunes Ferreira.

Tucano e petista estão em situação parecida, até nas quantias recebidas – em torno de R$ 500 mil - que dizem terem sido doações oficiais. Já o ex-tesoureiro de Lula em 2006, José de Filippi, aparece mais enrolado, misturando canecos e tulipas a dinheiro vivo.

A bombástica delação premiada de Pessoa não é a última carta no baralho da crise política, e seu desfecho vai depender de variáveis que ainda virão a público. Uma das principais é a denúncia do procurador geral da República, Rodrigo Janot, contra os políticos que tiveram os nomes citados no Petrolão.

O empresário Ricardo Pessoa será ouvido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em uma ação que investiga as contas da campanha à reeleição da presidente Dilma Rousseff em 2014. O ministro relator do processo, João Otávio de Noronha, autorizou no dia 23 a oitiva de Pessoa, cuja delação premiada no âmbito da Operação Lava Jato foi homologada pelo Supremo Tribunal Federal.

A ação foi protocolada no TSE pela coalizão do senador Aécio Neves, candidato derrotado à presidência, e pede investigação de “abuso do poder econômico e político” e “obtenção de recursos de forma ilícita”.

Em depoimento à Procuradoria Geral da República, Ricardo Pessoa revelou ter feito doações à campanha de Dilma por caixa dois. Foram mencionadas por ele o repasse de R$ 2,9 milhões para o ex-tesoureiro João Vaccari Neto de 2011 a 2013 e de R$ 750 mil em 2010, ao então tesoureiro da campanha, José de Filippi. Caixa 2 é prática ilegal e isso pode abrir a janela do impeachment pela oposição.

SHINERAY– A planta pernambucana da Shineray inaugurada, ontem, fabricará veículos de duas e três rodas, com peças trazidas da China com chassi nacional. A capacidade inicial é de 150 mil unidades por ano, podendo chegar a 250 mil quando estiver em plena operação. Os veículos serão revendidos por 250 concessionárias/pontos de vendas localizados em 25 Estados. Em outubro, a fábrica será ampliada.  

Cara pálidaO senador Ronaldo Caiado (DEM-GO), um dos que mais cobram o impeachment de Dilma, também foi contemplado com recursos oriundos de empreiteiras que estão na lista da Lava Jato. Prestação de contas da campanha de 2014 de Caiado mostra que ele recebeu R$ 500 mil da construtora OAS e mais R$ 400 mil da Norberto Odebrecht S.A.

 

Nova etapa– O senador Fernando Bezerra comemorou, ontem, a chegada da Shineray, mas defendeu a largada de uma nova etapa do investimento no Estado, que passa pela produção das peças, que ainda vêm do Oriente. "Esta é uma questão que vamos discutir com o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio", antecipou, ontem, durante a inauguração.

Nadando em dinheiro– A Rede Globo e as cinco emissoras de propriedade do Grupo Globo (em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Brasília e Recife) receberam um total de R$ 6,2 bilhões em publicidade estatal federal durante os 12 anos dos governos Lula (2003 a 2010) e Dilma (2011 a 2014). O montante pode ser maior se considerar os valores pagos a emissoras afiliadas. Como a RBS, afiliada da Globo no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, que recebeu R$ 63,7 milhões.

Alckmin, o candidato?O almoço de Jarbas Vasconcelos com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, ontem, deu muito o que falar. O deputado tratou da crise nacional, mas o que se ouve nos bastidores é que Alckmin será o candidato preferencial do PSDB à Presidência da República. Quando disputou pela primeira vez em 2006, Alckmin queria Jarbas como vice, mas este preferiu disputar o Senado, sendo eleito.

 

CURTAS  

ATRASO– O prefeito de Belém do São Francisco, Gustavo Caribé (PSB), voltou atrasar salário e há reclamações de que servidores contratados e até do quadro não recebem seus pagamentos, pasmem, há mais de três meses. Além de pessoal, o prefeito não paga há muito também os fornecedores.

COBRANÇA- O governador Paulo Câmara recebe, hoje, logo cedo, extra pauta, o presidente estadual do PDT, Wolney Queiroz, que deve cobrar espaços prometidos ao partido e que até agora não foram honrados. A conversa inclui, ainda, o cenário das eleições municipais em Caruaru.

Perguntar não ofende: Quando Ricardo Pessoa vai liberar a segunda lista de políticos que ajudou na campanha? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Dilma MENTE DE NOVO NOS EUA!!!

marcos

REFINARIA ABREU E LIMA, UM MONUMENTO AO PETROLÃO..O plano de negócios da Petrobras para o período 2015/2019 admitiu que serão necessários mais 1,41 bilhão de dólares para a conclusão da notória Refinaria Abreu e Lima – ou Refinaria do Nordeste, como agora a Petrobras parece preferir chamar aquele abacaxi. Beleza. Em 26 de março de 2008, a Petrobras bancava oficialmente que a refinaria era um investimento de 4,05 bilhões de dólares. E ainda previa que “o início de operação está previsto para o segundo semestre de 2010, atingindo a carga plena em 2011”. Duas piadas de péssimo gosto, como se sabe hoje. A refinaria só entrou parcialmente em operação no final do ano passado (sem estar concluída). No final das contas, a refinaria vai custar 19,989 bilhões de dólares – ou seja, 400% mais do que o orçamento de 2008. A refinaria é uma espécie de monumento ao Petrolão erguido pelos governos Lula e Dilma.

Nehemias Fernandes Jaques

UTC DOOU R$ 1,85 MILHÃO PARA GERALDO ALCKMIN (PSDB-SP) EM 2014 - (http://inter01.tse.jus.br/spceweb.consulta.receitasdespesas2014/abrirTelaReceitaComite.action) . UTC ENGENHARIA S/A 44.023.661/0001-08 18/08/14 C45001071072SP000020 500.000,00 Cheque 850080 Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador 20.592.601/0001-48 PSDB SÃO PAULO . UTC ENGENHARIA S/A 44.023.661/0001-08 22/09/14 C45001071072SP000061 750.000,00 Cheque 850172 Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador 20.592.601/0001-48 PSDB SÃO PAULO . UTC ENGENHARIA S/A 44.023.661/0001-08 08/10/14 C45001071072SP000098 600.000,00 Cheque 850271 Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador 20.592.601/0001-48 PSDB SÃO PAULO .- EM 2010, UTC DOOU R$ 700 MIL REAIS PARA GERALDO ALCKMIN (PSDB-SP) . (http://spce2010.tse.jus.br/spceweb.consulta.receitasdespesas2010/resumoReceitasByComite.action) . UTC ENGENHARIA S/A 44.023.661/0001-08 21/09/10 45000001439 700.000,00 Transferência eletrônica Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSDB SP

Nehemias Fernandes Jaques

JE SUIS BRAHMA O Ex-Presidente Lula é o favorito para 2018 sem dúvida… Portanto, LULA É O FAVORITO SIM E ELES TEMEM ISSO! A cor do meu batuque Tem o toque, tem o som da minha voz Vermelho, vermelhaço Vermelhusco, vermelhante Vermelhão.

Nehemias Fernandes Jaques

Uma das principais revistas científicas dos EUA elogia o Mais Médicos e o SUS. O texto, publicado no último 4 de junho, pontua avanços do Sistema Único de Saúde (SUS), fala sobre o Programa Mais Médicos Para o Brasil, destaca o uso extensivo e eficaz dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e conclui: “O mundo pode aprender algumas lições da experiência brasileira” O The New England Journal of Medicine, a mais antiga e uma das mais prestigiadas publicações científicas da área da saúde, divulgou o artigo de James Macinko e Matthew J. Harris sobre a Estratégia de Saúde da Família (ESF) brasileira. Os elogios ao SUS e ao Mais Médicos, além de um horizonte de esperança para uma saúde pública de qualidade, foram suficientes para desencadear uma furiosa reação de grande parte da categoria médica brasileira contra a revista científica inglesa nas redes sociais. Além de bradarem que o artigo é mentiroso, alguns médicos acusam os autores e o jornal de terem sido comprados pelo governo brasileiro.


Detra maio 2020 CNH


29/06


2015

Coluna da segunda-feira

   Petrolina encara a crise

No momento em que o País enfrenta uma das maiores crises econômicas, Petrolina encerrou, ontem, o seu ciclo junino dando uma demonstração de que é na adversidade que se pode tirar lições e crescer. O pátio de eventos Ana das Carrancas, espaço que sedia o São João de Petrolina, uma estrutura de mais de 40 mil metros quadrados, só comparável à de Caruaru e Campina Grande, atraiu uma média de 80 mil pessoas por dia.

“Nós não esperávamos que fosse tão cheio, porque no dia 23 e 24 de junho, já é tradição as famílias ficarem mais em casa e não irem aos eventos públicos. Mas esse ano foi diferente, nós tivemos um grande número de turistas na cidade, os hotéis ficaram lotados e o pátio de eventos não ficou diferente”, comemora o prefeito Júlio Lóssio (PMDB), que bancou o evento sem o apoio do Governo do Estado.

Segundo ele, o cenário da festa agradou ao grande número de turistas que circulou durante a programação. Nas barracas laterais foram instalados telões com som de qualidade, para todas as pessoas escutar bem os shows de qualquer parte do pátio. Lóssio caprichou também nas atrações musicais.

Passaram por lá Aviões do Forró, Wesley Safadão, Garota Safada, Cesar Menotti & Fabiano, Raimundinho do Acordeom, Zezinho da Ema, A Favorita, Pega Leve, Henrique e Juliano, Bruno e Marrone, Tayrone, Targino Gondim, Brucelose, Página Virada, Forró da Espora, Alcymar Monteiro, Sérgio do Forró, Chamego Safado e Jackson Paixão Nordestina.

“A proposta foi mesclar diversos ritmos, como o axé, arrocha, sertanejo universitário e o forró”, destaca Lóssio, que estendeu também as atrações do São João Cultural para a Concha Acústica, localizada no centro da cidade, com apresentação de artistas e a promoção do festival de sanfoneiros e violeiros.

Ontem, a tradição do encerramento das festividades foi mantida com a realização da Missa do Vaqueiro. Com 330 mil habitantes, Petrolina fica à 712km do Recife, sendo a quinta maior cidade do Estado. “Usamos a criatividade e ousamos para fazer um dos maiores festejos juninos do Estado”, afirma Lóssio, com uma ponta de orgulho e satisfação pelo sucesso alcançado.

“Geramos empregos, movimentamos a economia da cidade, enchendo desde os salões de beleza aos hotéis. Observamos caravanas de turistas de várias partes do Nordeste. Nas grandes atrações, o pátio comportou mais de 100 mil pessoas”, adianta o prefeito, que coloca Petrolina, mais uma vez, entre as cidades nordestinas que promovem um dos maiores festejos juninos do País.

SEM BRIGA– Diferentemente de Caruaru, Gravatá e Arcoverde, que receberam apoio do Estado para custear as despesas do São João e cobrir o cachê dos artistas, Petrolina encarou a festa com recursos próprios e o patrocínio de empresas privadas. O prefeito Júlio Lóssio, entretanto, prefere não comprar uma briga com o governador Paulo Câmara. “Não creio em discriminação, mas lamento que um dos maiores polos juninos do Estado não tenha tido o mesmo tratamento de Arcoverde, por exemplo”, diz.

Prefeitos petistas ameaçadosA crise da operação Lava Jato acendeu a luz vermelha para o PT nas eleições do ano que vem. Segundo pesquisas de intenção de voto, dos nove prefeitos petistas de capitais e cidades de grande porte que tentam a reeleição, apenas três estão fora da zona de risco, entre os quais Luciano Cartaxo, de João Pessoa.

 

 

Impacto da roubalheira– Chocante a Veja que está nas bancas e com os assinantes traduzindo em miúdo a delação premiada do homem-bomba Ricardo Pessoa. Dono da construtora UTC, com contratos bilionários no Governo, Pessoa revela detalhes do esquema de corrupção da Petrobras, entrega a lista dos políticos beneficiados com a dinheirama de R$ 6 bilhões desviados e confirma que deu dinheiro para as campanhas de Lula e Dilma.

De corpo presente– Dias antes de falar a padres e pastores no seu instituto que Dilma está no volume morto e o PT abaixo do volume morto, entre outras críticas, o ex-presidente Lula havia feito um discurso praticamente igual para a própria presidente. Foi num almoço para poucos no Palácio da Alvorada, em que estava presente ainda Aloizio Mercadante, segundo revela a revista Veja.

Irmão homenageia EduardoNa festa de aniversário do advogado Antônio Campos, ontem, na Sala da Rabeca, em Olinda, prestigiada pelo governador Paulo Câmara e o prefeito Geraldo Júlio, atraindo ainda mais de 1,5 mil pessoas, o ex-governador Eduardo Campos, irmão do aniversariante, foi homenageado com um estandarte trazendo a sua foto e os dizeres “Nosso eterno comandante”.

 

 

CURTAS

EXPECTATIVA– A XVI Feneart (Feira Nacional de Negócios do Artesanato), que será aberta na próxima quinta-feira, no Centro de Convenções, deve atrair 320 mil pessoas, gerando uma movimentação da ordem de R$ 40 milhões. São cerca de cinco mil expositores, vindos de várias partes do País.

EM AFOGADOS- O governador Paulo Câmara confirmou, ontem, sua presença nas festividades de emancipação política de Afogados da Ingazeira, na próxima quarta-feira. Ele já chega ao município amanhã no final da tarde, para conhecer o potencial da Expoagro, uma das maiores exposições de caprinos e ovinos do Nordeste.

Perguntar não ofende: Lula conspira ou não contra Dilma, sua criatura?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Um estudo feito por economistas de uma gestora de investimentos de São Paulo comparando os países que fizeram ajustes fiscais desde a crise de 2008 é muito claro quanto aos resultados alcançados. Se o país opta por um ajuste baseado em corte de gastos, a recuperação começa a aparecer em doze meses. Se for por meio de aumento de impostos, a volta do crescimento se dá entre o segundo e o terceiro anos do início do processo. O Brasil está mais para o segundo caso.

marcos

TE CUIDA DILMA DA MANDIOCA...Nestor Cerveró começou a considerar fazer um acordo de delação premiada com os procuradores da Lava-Jato. Apesar de já ter sido condenado pela Justiça por lavagem de dinheiro, o ex-diretor internacional da Petrobras ainda pode reduzir a sua pena caso faça revelações importantes. Cerveró sempre negou que tivesse qualquer relação com o esquema na estatal. Chegou inclusive a bater boca em uma audiência com Sérgio Moro alegando inocência.

marcos

VAMOS COLOCAR O BRAHMA NO ENGRADADO.

marcos

Quando a fase é ruim, tudo acontece. A presidente Dilma chegou atrasada em Nova York, e acabou perdendo a peça \"The audience\", na Broadway, para a qual tinha ingressos. Além disso, o Ministério Público Eleitoral marcou para 14 de julho depoimento de Ricardo Pessoa, da UTC, sobre a internalização de dinheiro de propina na campanha da presidente, data próxima ao vencimento do prazo para que o governo explique ao TCU as \"pedaladas\". Dilma vive diariamente em meio a um tsunami de crises e más notícias. E o que é pior: as águas ainda estão subindo.

Nehemias Fernandes Jaques

JE SUIS BRAHMA O Ex-Presidente Lula é o favorito para 2018 sem dúvida… Portanto, LULA É O FAVORITO SIM E ELES TEMEM ISSO! A cor do meu batuque Tem o toque, tem o som da minha voz Vermelho, vermelhaço Vermelhusco, vermelhante Vermelhão.


Abreu e Lima


27/06


2015

Coluna do sabadão

   Fusão foi para as cucuias

Em entrevista ao Frente a Frente de ontem, o presidente nacional do PPS, Roberto Freire, disse que ainda não morreu a tese de fusão do seu partido ao PSB, mas pelo tom da sua voz dá para perceber que nem ele nem mais nenhuma liderança pós-comunista ou socialista acredita que a ideia volte a prosperar e, consequentemente, a contaminar quem tem poder de decisão.

“Não morreu, houve apenas um adiamento da parte do PSB, a partir da reação da regional de Pernambuco”, disse Freire, adiantando que o debate voltará em outra oportunidade. Para ele, no momento em que houve um recuo da parte do PSB, o movimento arrefeceu, quebrando o entusiasmo”, afirmou.

Freire disse que esse desapontamento é natural. “Até porque nós tínhamos marcado até a data do casamento, dia 20 passado”, assinalou. O presidente do PPS considera natural que não esteja se observando o mesmo clima de euforia, mas ressaltou que parte do PPS a chama continua acesa.

Ele lamenta o recuou, porque o ambiente havia ficado mais propício ainda para a fusão com a decisão do Supremo Tribunal Federal de que a perda de mandato por causa da infidelidade partidária não se aplica aos eleitos pelo sistema majoritário. A corte entendeu que, com a regra valendo nesses casos, há uma violação da soberania popular.

Freire entende que a decisão favoreceu a fusão com o PSB porque abriu a possibilidade de prefeitos, governadores e senadores se filiarem ao novo partido sem a preocupação de perder o mandato. "Essa decisão corrigiu um erro administrativo, que foi a ampliação do instituto da fidelidade partidária para as eleições majoritárias, quando não se trata da proporcionalidade, do voto em partido e, portanto, do mandato do partido", explicou.

Para Freire, a ideia da fusão continua viva. “Quem sabe, em função de alguma decisão da reforma política possa voltar com mais intensidade”, afirmou. Ele teve encontro, ontem, em São Paulo, com o presidente estadual do PPS, Raul Jungmann, para discutir um seminário que o partido está organizando no Recife.

Na mesma entrevista, ele negou que o PPS esteja em confronto com o PSB, tentando atrair para os seus quadros a senadora Marta Suplicy, que está fazendo a travessia do PTB para a legenda socialista. “Em nenhum momento tratamos de filiação de Marta ao PPS. O que discutimos lá atrás foi a sua filiação ao novo partido que viesse a surgir da fusão”, afirmou.

TIME ESCALADO– De olho nas eleições municipais no ano que vem, o PSB planeja eleger pelo menos 10 prefeitos de capitais. Além da reeleição de Geraldo Júlio no Recife, o partido conta com candidaturas fortes, como Marta Suplicy, em São Paulo, e Romário, no Rio. Outros nomes em aposta: Teresa Cristina em Campo Grande (MS), Luciano Ducci em Curitiba (PR), Vanderlan Cardoso em Goiânia (GO), Serafim Corrêa em Manaus (AM) e Mauro Mendes em Cuiabá (MT).

Parceria festejadaO secretário estadual de Agricultura, Nilton Mota, comemorou, ontem, a parceria fechada com o ministro da Integração, Gilberto Occhi, para retomar com força os projetos de irrigação no Vale do São Francisco em áreas públicas. “É a certeza do aumento da nossa produção e a garantia de empregos no campo que estavam se evaporando”, afirmou.

 

Pacto pela Vida– O sábado será de trabalho para o governador Paulo Câmara. Ele passa a manhã inteira na Secretaria de Planejamento e Gestão, ao lado dos secretários Danilo Cabral (Seplan) e Alexandre Carvalho (Defesa Social), discutindo novas metas para o Pacto pela Vida, programa de segurança pública voltado para redução dos índices de violência no Estado.

Reino encantado– Em discurso na Assembleia Legislativa, o deputado Rogério Leão, da bancada do PR, prestou homenagem ao município de São José do Belmonte, que já governou por dois mandatos, pela passagem dos 122 anos de emancipação política. O município ganha destaque nacional com a cavalgada à pedra do reino encantado, que se realiza todos os anos em maio.

Com sabor eleitoralA festa de aniversário do advogado e escritor Antônio Campos, irmão do ex-governador Eduardo Campos, marcada para amanhã na Casa da Rabeca, em Olinda, tem todos os ingredientes para se transformar na avant-première da sua candidatura a prefeito da Marim dos Caetés. O convescote, que atrairá um grande número de políticos, começa às 13 horas, com muito forró e comidas típicas do São João.

 

 

 

 

CURTAS

EMPREENDEDOR– Terra da festa da uva, Lagoa Grande, no Vale do São Francisco, foi a terceira cidade da região a ganhar, ontem, a Sala do Empreendedor, projeto em parceria com o Sebrae para dar suporte aos trabalhadores e empreendedores que vivem na informalidade.

POSSE- O ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, preside a solenidade de posse do novo presidente da Chesf, José Carlos de Miranda Farias, na próxima quinta-feira, no auditório da instituição. Servidor de carreira da estatal, Miranda Farias foi uma indicação do senador Humberto Costa.

Perguntar não ofende: Quem ainda acredita na fusão do PPS ao PSB?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

oi

marcos

Segundo Mendonça Filho o histórico recente da Casa Civil é triste: José Dirceu, Antônio Palocci, Dilma Rousseff, Erenice Guerra, Ideli Salvatti, Gleise Hoffmann e Mercadante. Todos, em maior ou menor grau, envolvidos em algum tipo de suspeita.

marcos

VAMOS COLOCAR O BRAHMA NO ENGRADADO.

Nehemias Fernandes Jaques

JE SUIS BRAHMA O Ex-Presidente Lula é o favorito para 2018 sem dúvida… Portanto, LULA É O FAVORITO SIM E ELES TEMEM ISSO! A cor do meu batuque Tem o toque, tem o som da minha voz Vermelho, vermelhaço Vermelhusco, vermelhante Vermelhão.

marcos

VAMOS COLOCAR O BRAHMA NO ENGRADADO.


Prefeitura do Ipojuca


26/06


2015

Coluna da sexta-feira

   O contador maluquinho

Uma estória maluca, muito mal explicada, tomou o noticiário de ontem dando conta que o ex-presidente Lula teria entrado com um habeas corpus preventivo para não ser preso na operação Lava Jato. O próprio Lula se encarregou de negar, mas tarde, no entanto, o consultor Maurício Ramos Thomaz, residente em Campinas, confirmou que tomou a iniciativa.

Não deve ter bom juízo, porque já fez igual procedimento para defender Simone Vasconcelos, ré no processo do mensalão, e a esposa do juiz Nicolau dos Santos, o gatuno das obras do prédio do Tribunal de Justiça de São Paulo. Numa entrevista, o consultor se intitulou um "Sherlock Holmes" brasileiro. Afirmou que trabalha para a advocacia, mas não é advogado, e vive investigando por conta própria os atos do Judiciário por todo o País para mover ações onde considera haver erro ou injustiça.

Thomaz disse que atua em todo o tipo de ação e recursos e declara ter 90% de vitória nos casos em que decide participar. Em relação ao habeas corpus impetrado para evitar uma possível prisão do ex-presidente, segundo Thomaz, existia um risco pequeno de detenção, mas ele achou melhor protocolar o documento por garantia.

"Um amigo me ligou no sábado e perguntou se haveria algum perigo de o Lula ser preso. Analisei a questão e avaliei que havia um perigo pequeno, mas real. Não tenho restrição ética em ser bonzinho com o juiz Sérgio Moro. Sei que tenho mais conhecimento que ele. Eu demonstrei no habeas corpus que ele errou na sentença", afirmou.

Thomas diz que tem posicionamento político de esquerda e votou em Dilma nas últimas eleições, mas não é filiado a algum partido político. Nos autos da Lava Jato, oficialmente, não há nenhum indicativo de investigação sobre o ex-presidente no esquema de corrupção na Petrobras, conforme o próprio juiz Sérgio Moro declarou em nota.

O fato tomou dimensão depois que o senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) divulgou a informação em suas redes sociais antes mesmo de o habeas corpus ter sido revelado pela imprensa ou o Instituto Lula ter sido consultado.

DEMISSÕES– Os reflexos da crise no setor naval deflagrados após os desdobramentos da Operação Lava Jato alcançaram novamente os trabalhadores do Estaleiro Atlântico Sul (EAS). De acordo com o Sindicato dos Metalúrgicos de Pernambuco, desde o início do ano o EAS teria demitido cerca de dois mil profissionais. A categoria teme ainda que nesta semana outros 350 contratos possam ser encerrados, ampliando o ciclo de demissões.

Água para irrigarO ministro da Integração, Gilberto Occhi, toma uma decisão importante hoje em Petrolina, quando anuncia a liberação de recursos para reativar o sistema dos perímetros públicos irrigados praticamente desativados por falta de água. O abacaxi repousava na mesa de Dilma há muito tempo sem que uma solução fosse tomada. Na prática, geração de empregos e aumento da produção agrícola.

 

 

 

Fundo de energia– A presidente Dilma assinou MP que cria o Fundo de Energia do Nordeste visando assegurar a disponibilidade de energia para os próximos anos e, também, prorrogando até 2037 os contratos de compra de energia de grandes consumidores da Região. Sem a prorrogação dos contratos que venceriam no próximo dia 30, as empresas teriam que adquirir energia no chamado mercado livre, com um custo bem acima dos praticados pela Chesf.

O otimismo de Armando– Em depoimento na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado, o ministro do Desenvolvimento, Armando Monteiro, afirmou que as exportações podem ajudar a reanimar a atividade econômica brasileira, na atual fase de ajuste fiscal. "O comércio exterior é o canal absolutamente prioritário neste momento. Temos oportunidade porque o câmbio está nos favorecendo", disse.

Enfim, dinheiro!Na passagem, hoje, por Pernambuco, o ministro das Cidades, Gilberto Kassab, libera recursos para Arcoverde, Garanhuns e Timbaúba. Segundo o secretário estadual de Cidades, André de Paula (foto), Arcoverde receberá R$ 116 milhões, Garanhuns R$ 87 milhões e Timbaúba R$ 99 milhões. Todas as verbas se destinam a saneamento básico e abastecimento de água.

 

CURTAS  

PROJETOS– A Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD-Diper) analisa, hoje, durante a 90ª Reunião do Conselho Estadual de Políticas Industrial, Comercial e de Serviços (Condic), mais de 30 projetos de indústrias, centrais de distribuição e importadores atacadistas para a concessão dos incentivos fiscais do Prodepe.

CARUARU- O governador Paulo Câmara, que não foi a Caruaru no dia de São João, cumpre agenda, hoje, na capital do forró com o ministro das Cidades, Gilberto Kassab. Antes de ir para o Pátio do Forró, Câmara terá uma reunião de trabalho com Kassab e o prefeito José Queiroz (PDT).

Perguntar não ofende: Vai dar em água a greve nacional anunciada para hoje? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

NÃO TEM JEITO, NADA AGRADA...NADA que Dilma faça agrada; pacote após pacote - plano safra, agricultura familiar, concessões, e agora medidas para facilitar as exportações, que foram recebidas com frieza pela setor e a imprensa - e o governo não reage. Como resposta ao marasmo, o Planalto anuncia trocas na equipe de comunicação, decerto convencida de que a falha é dos\"comunicólogos (e não é). Pior, as mudanças apenas remanejam cargos entre os mesmos, isto é, permanece tudo como dantes no quartel de abrantes. É A MULHER SAPIENS TÁ ABAIXO DO VOLUME MORTO.

marcos

O MALABARISTA...Lula está incomodado com a sua situação desde que a Lava-Jato se aproximou da Odebrecht, muito ligada a ele. O procurador do Ministério Público Carlos Fernando de Souza, um dos coordenadores da Lava-Jato, disse que, por enquanto, o ex-presidente não é objeto de investigação, mas será se houver algum indício, como qualquer um poderá ser. Lula se encontra fragilizado, pela dificuldade do governo Dilma, e incomodado com a situação do PT, abaixo do volume morto. .Na análise publica que ele vem fazendo, diz o que pensa sobre o PT, e não é nada bom. Tudo isso é malabarismo para tentar se afastar do que as pesquisas mostram, que é o fracasso do PT e do governo Dilma. É PELO VISTO O BRAHMA TÁ NO SAL.

Nehemias Fernandes Jaques

RELEMBRE A TUCANAGEM: MPF: Aécio e Anastasia deixaram de repassar R$ 14 bi para a saúde de Minas De acordo com ação civil pública, valor deixou de ser pago por tucanos entre 2003 e 2012 no estado mineiro. Denúncia ainda aponta outras fraudes cometidas durante o governo em Minas Gerais, como a utilização de recursos da saúde para gastos com veterinária e esgoto. O Ministério Público Federal ingressou com ação civil pública para cobrar, do governo de Minas Gerais, o repasse de R$ 9,5 bilhões para a área de saúde. O valor atualizado corresponde a R$ 14,2 bilhões. De acordo com a ação, este valor deixou de ser investigo pelos tucanos Aécio Neves e Antônio Anastasia, entre 2003 e 2012, no estado. A Procuradoria da República de Minas alega que os ex-governadores, hoje senadores pelo PSDB, descumpriram emenda que obriga aplicação mínima de 12% do orçamento na saúde. A ação informa que os governos tucanos deixaram de aplicar R$ 9,5 bilhões no Sistema Único de Saúde em Minas Gerais. Além disso, a ação afirma que, durante 10 anos, Aécio e Anastasia fizeram manobras contábeis para tentar ocultar o não cumprimento da emenda. Para o MPF, a atitude aconteceu “em total e absurda indiferença ao Estado de Direito”. A Procuradoria também relembra denúncia feita pela presidenta Dilma Rousseff durante campanha eleitoral. Segundo ela informou durante debate de televisão, Aécio teria utilizado recurso da saúde para pagar vacinas de cavalos. A ação civil pública do MPF confirma a informação e a não regularidade do fato. No entanto, a ação contra os tucanos vai além e ainda aponta outras fraudes cometidas durante o governo em Minas Gerais, como gastos veterinários prestados em canil da Polícia Militar como aplicações em saúde. Entre outras irregularidades está o lançamento de investimentos em saúde na Companhia de Saneamento de Minas Gerais, a Copasa. Para os procuradores, o fato é irregular, pois a empresa já havia informado que estes gastos eram pagos com tarifas dos consumidores.

Nehemias Fernandes Jaques

RELEMBRE A TUCAGEM: O iFHC (Instituto Fernando Henrique Cardoso) recebeu R$ 5,7 milhões, por meio de projeto da Lei Rouanet, aprovado pelo Ministério da Cultura em 2004, para digitalizar o acervo do ex-presidente com dinheiro de impostos que o poder público deixou de arrecadar das empresas patrocinadoras. O valor é quase cinco vezes maior do que usado pela Fundação José Sarney para fazer trabalho semelhante,

Nehemias Fernandes Jaques

REGULAÇÃO DA MÍDIA É NECESSÁRIA À LIBERDADE DE EXPRESSÃO. Para o ministro do Supremo Tribunal Federal Luiz Fux, a concentração dos meios traz riscos à circulação de ideias e intervenção estatal pró democratização é constitucional e fundamental para garantir a diversidade cultural e informativa; segundo ele, os dispositivos da lei “respaldam, a toda evidência, uma postura não meramente passiva do Estado na regulação da TV por assinatura, viabilizando verdadeira atuação positiva do Poder Público na promoção dos valores constitucionais pertinentes ao setor”. O ministro Luiz Fux saiu em defesa da regulação da mídia no julgamento das Ações Diretas de Inconstitucionalidade (ADIs) 4679, 4747, 4756 e 4923 ajuizadas contra a Lei do Serviço de Acesso Condicionado (12.485/2011) no STF. Fux invalidou praticamente todas as alegações das autoras e também proferiu um voto que indica a validade da regulação da mídia para a garantia da liberdade de expressão, diversidade e pluralidade no sistema de comunicação do país.




25/06


2015

Coluna da quinta-feira

    A cartada de Armando

Depois de estudos que demandaram muito tempo em meio a um cenário desanimador, o ministro do Desenvolvimento Econômico, Armando Monteiro Neto, apresentou, ontem, ao lado da presidente Dilma, o Plano Nacional de Exportações, voltado para estimular as vendas externas de produtos brasileiros.

O objetivo do plano é incentivar, facilitar e aumentar as exportações brasileiras. De acordo com Armando, enquanto o Brasil possui a sétima maior economia do mundo, ocupa, paradoxalmente, a 25ª posição no ranking de países exportadores. Maior aposta do ministro pernambucano, o plano começa a ter impacto nas vendas externas já no segundo semestre deste ano, segundo ele.

“Mas os resultados se farão sentir de maneira mais efetiva no próximo ano”, disse ele, para acrescentar: “Resta a evidente oportunidade de se lançar uma iniciativa consubstanciada em um plano nacional. O mercado internacional nos oferece mais oportunidades do que riscos e temos espaço para ocupar”.

Para Armando, existe um PIB equivalente a 32 Brasis além das nossas fronteiras, enquanto 97% dos consumidores do planeta estão lá fora. Segundo ele, o comércio internacional está distribuído em todas as regiões do globo. “Há oportunidades para produtos e serviços brasileiros em cada uma das regiões. O Brasil deve se integrar, especialmente às regiões com maior dinamismo”, afirmou.

Junto com o plano, o Governo anunciou o que o seguro de crédito para exportação será simplificado e que haverá redução de prazo para caracterização do sinistro. De acordo com Armando, serão ampliados os setores do seguro-performance. No caso do Fundo de Garantia às Exportações (FGE), o plano prevê a ampliação, em US$ 15 bilhões, o limite para aprovação de novas operações.

O ministro disse ainda que o Governo quer reformar o PIS e a Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (Cofins), com um novo formato já em 2016, de modo a introduzir um "crédito financeiro". Segundo ele, isso vai tornar o processo de crédito "muito mais fácil", de forma que as empresas possam compensar esses valores de "forma mais automática" nos processos, sobretudo aquelas que têm "parcela expressiva" do faturamento voltado para a exportação.

Após a cerimônia no Palácio do Planalto, o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade, disse que o País precisa exportar mais para os Estados Unidos, país classificado por ele de “grande mercado e grande parceiro econômico”, além de “ajudar” a América Latina e buscar mercados na África e na Ásia.

“Vocês viram que nós estamos na 25ª posição no comércio internacional? Isso, realmente, para nós, é um problema muito grande, uma vez que a gente está disputando mercado com países da União Europeia, da Ásia e os EUA. Nós precisamos ganhar muitos patamares”, declarou.

REPRIMIDO– Já o presidente da Fiesp, Paulo Skaf, acha as ações contidas no plano são importantes em razão de o mercado interno brasileiro estar, em sua avaliação, reprimido. “Eu acho que o mais importante para alguma coisa que acabou de sair e que precisa ser analisada com detalhes é o foco dado às exportações e isso é correto, em razão do momento em que o mercado interno está reprimido”, afirmou.

Na podridãoDe malas prontas para deixar a Prefeitura de São Lourenço e reforçar a coordenação política do Governo Paulo Câmara, Ettore Labanca mostrou, ontem, que chega com a língua afiada. Sobre as declarações de Lula de contestação ao Governo Dilma e ao PT, Labanca constata: “O PT e Dilma não estão no volume morto, como sugere Lula, mas no Pré-sal da podridão”.

 

Parcerias federais– O ministro das Cidades, Gilberto Kassab, ligou para o governador Paulo Câmara e o prefeito do Recife, Geraldo Júlio, confirmando sua presença amanhã no Estado, para amarrar parcerias. Ele estava sendo aguardado ontem no Recife e em Caruaru, onde conheceria o “maior São João do mundo”, mas Dilma pediu para ele ficar em Brasília para prestigiar o lançamento do plano nacional de exportações.

Dilma confiante– Da presidente Dilma falando com entusiasmo sobre o plano de Armando: "Vamos fazer do comércio exterior elemento central da agenda de competitividade e de crescimento da economia. Vamos em busca desses mercados, vamos levar o Brasil para o mundo. Existe, hoje, o equivalente a 32 brasis fora do nosso País, que podemos acessar por meio de nossas exportações".

Aposta na viradaVice-líder do Governo na Câmara dos Deputados, o pernambucano Silvio Costa (PSC) revela que não há abatimento profundo na base governista por causa da pesquisa em que 65% reprovam Dilma e o seu Governo. “Tenho plena convicção que novos tempos virão e que começam desde já com a aprovação do ajuste fiscal”, afirmou, adiantando que a sociedade está convencida que a oposição sangra o Governo, mas não tem um plano para o País.

 

CURTAS  

TRAIÇÃO– Já o líder do DEM na Câmara, Mendonça Filho, acha que a pesquisa Datafolha mostra claramente que não há mais salvação para o Governo Dilma. “A sociedade foi traída, aliás, apunhalada com o aumento dos preços, dos combustíveis, da energia, dos juros, enfim, de tudo que reduz seu poder de compra.

DANDO DURO- Os governadores do Nordeste voltam a se reunir dia 17 em São Luis. Entre os temas da pauta, a seca. Eles já perderam a esperança de que o Governo lance um programa para minimizar os efeitos da estiagem, tanto que recorrem a o último centavo em caixa para colocar em prática suas próprias medidas emergenciais, como fez, recentemente, Ricardo Coutinho (PSB), da Paraíba.

Perguntar não ofende: O que Dilma fez com Lula para deixá-lo com os nervos à flor da pele? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

O CARA É MUITO ..MALA..A presidente Dilma, que na visão de Lula estaria com ele no “volume morto” da política, foi criação única e exclusiva do ex-presidente, a “nova matriz econômica” começou a ser colocada em prática na metade de seu segundo governo, e deu no que deu. Lula agora tenta dissociar-se de Dilma e do PT, que está “velho” e só pensa em “empregos, em vencer eleições”. No último momento, com um salto triplo carpado, o grande canastrão tenta dar uma reviravolta política no destino decadente que se avizinha.

marcos

NÃO TEM JEITO, NADA AGRADA...NADA que Dilma faça agrada; pacote após pacote - plano safra, agricultura familiar, concessões, e agora medidas para facilitar as exportações, que foram recebidas com frieza pela setor e a imprensa - e o governo não reage. Como resposta ao marasmo, o Planalto anuncia trocas na equipe de comunicação, decerto convencida de que a falha é dos \"comunicólogos\" (e não é). Pior, as \"mudanças\" apenas remanejam cargos entre os mesmos, isto é, permanece tudo como dantes no quartel de abrantes.

marcos

NÚMEROS NÃO MENTEM... O Banco Central, mais realista, divulgou hoje seu relatório trimestral de inflação, que projeta um cenário cada vez mais sombrio para a economia brasileira. De acordo com o BC, a recessão deve ser muito mais rigorosa do que a esperada. A previsão para a retração da economia brasileira neste ano saltou de 0,5% para 1,1%. O relatório diz ainda que a alta dos preços deve chegar a nada menos que 9%, contra uma previsão anterior para IPCA de 7,9%. Se as estimativas forem confirmadas, será a maior inflação desde 2003. Já em relação ao PIB, 2015 será o pior dos últimos 25 anos, isto é, desde quando o ex-presidente Collor confiscou a poupança e paralisou a economia. E Levy ainda quer que os brasileiros acreditem que as turbulências são \"temporárias\"?

marcos

INVENÇÃO DE LULA– Do presidente do PSB, Carlos Siqueira, em entrevista a Paulo Emílio, do 247, ao comentar a declaração de Lula de que o Governo Dilma está no volume morto: \"Foi Lula que escolheu a Dilma para ser candidata. Ele influenciou e continua influenciando o Governo. A responsabilidade é mais dele do que dela. Ela é uma invenção do Lula\".

Nehemias Fernandes Jaques

LULA É FAVORITÍSSIMO PARA 2018! O Ex-Presidente Lula é o favorito para 2018 sem dúvida… Portanto, LULA É O FAVORITO SIM E ELES TEMEM ISSO! Vermelhou a paixão O fogo de artifício Da vitória vermelhou. Vermelho, vermelhaço Vermelhusco, vermelhante Vermelhão


Banco de Alimentos


24/06


2015

Coluna da quarta-feira

    Líder em superlotação

Levantamento feito pelo portal G-1, das Organizações Globo, aponta Pernambuco como líder em superlotação nos presídios. A média no País é de 66%, mas Pernambuco, à frente deste ranking, chega a 184%. Com o maior déficit de vagas proporcionalmente, o Estado está há cinco meses em situação de emergência.

Isso porque sucessivas rebeliões no Complexo do Curado deixaram quatro mortos e dezenas de feridos no início do ano. Ao todo, Pernambuco tem três vezes mais presos que vagas. Reportagem postada no site do G-1 traz relatos dramáticos de detentos sobre as condições subumanas nas cadeias. Alguns dizem que a presença da polícia dentro das unidades é quase inexistente.

"Quem manda lá dentro são os chaveiros, e tem de tudo, inclusive droga e arma. Quando eles [os policiais] vêm entrar, já é tarde demais", conta um deles, segundo a reportagem. O estudo chegou a um déficit de 244 mil vagas no sistema penitenciário no País, estando recolhidos 615.933 presos.

Destes, 39% estão em situação provisória, aguardando julgamento.  O levantamento foi baseado em dados fornecidos pelos governos dos 26 estados e do Distrito Federal referentes a maio deste ano. Em dez anos, dobrou o número de presos no sistema carcerário – ante um aumento de apenas 10% da população brasileira no mesmo período.

Em 2005, a população carcerária era formada por 300 mil pessoas. O "boom" de presidiários tem feito com que a maioria dos estados abra mais vagas, ampliando ou construindo mais unidades. Em pouco mais de um ano, quando foi feito o último levantamento pelo G-1, foram acrescidos ao sistema 8 mil lugares – insuficientes, no entanto, para a nova demanda, de 52 mil presos. Há atualmente 371 mil vagas no sistema.

Os dados obtidos são os mais atualizados disponíveis. Os últimos números divulgados pelo Ministério da Justiça, por exemplo, são relativos a dezembro de 2013. Um dos principais problemas enfrentados diz respeito à quantidade de presos provisórios. Atualmente, há 238 mil presos aguardando julgamento dentro dos presídios – 39% do total. No Piauí, o índice chega a 66%. Ali, há casos como o de um detento que roubou R$ 200 de um comércio e um ano e quatro meses depois ainda não foi julgado.

Ouvida pela reportagem do G-1, a socióloga Camila Nunes Dias, da UFABC, disse que é preciso encontrar alternativas ao modelo atual de encarceramento. “Não há mais condições de expandir vagas, muito menos na proporção que a demanda sempre crescente requer. Os números mostram que é preciso encontrar alternativas. A prisão não é mais uma opção viável, nem economicamente, pelos custos (e a privatização a meu ver não é uma solução), nem socialmente, porque ela amplifica a violência, pelas suas próprias características, de estar absolutamente dominada por facções criminosas”, observou.

AGILIDADE– Em São Paulo, um projeto implantado no começo do ano tenta agilizar a análise das prisões provisórias. Agora, o preso em flagrante tem direito a uma audiência de custódia. Ou seja, sua prisão só poderá ser convertida em preventiva (sem prazo) na presença do juiz, advogado ou defensor e Ministério Público, em até 24 horas. Antes, o juiz convertia a prisão baseado no que estava escrito no flagrante.

Invenção de LulaDo presidente do PSB, Carlos Siqueira, em entrevista a Paulo Emílio, do 247, ao comentar a declaração de Lula de que o Governo Dilma está no volume morto: "Foi Lula que escolheu a Dilma para ser candidata. Ele influenciou e continua influenciando o Governo. A responsabilidade é mais dele do que dela. Ela é uma invenção do Lula".

 

 

Em andamento– O secretário de Desenvolvimento Econômico, Thiago Norões, visitou, ontem, com o deputado Aluízio Lessa, as obras da barragem Serro Azul, em Palmares, a quinta maior do Estado, com capacidade para armazenar 300 milhões de metros cúbicos de água. Há pouco, o Governo liberou R$ 90 milhões para trabalhos de concretagem. O projeto total, entretanto, está orçado em R$ 500 milhões.

Petrolina no lucro– Para o deputado estadual Odacy Amorim (PT), o Hub da Latam, se instalado no aeroporto do Recife, trará reflexos na movimentação de voos para Petrolina. ‘Temos um aeroporto equipado e o Hub (central de voos internacionais) aumentaria o número de voos em direção a Petrolina, ao mesmo tempo em que reduziria o preço das passagens”, afirmou.

Vencendo a criseApesar da crise que afunda os municípios, o prefeito de Buíque, Jonas Camelo (PSD), conseguiu antecipar, ontem, véspera de São João, a primeira parcela do 13º salário dos servidores. “Isso só foi possível porque não gastamos um tostão nos festejos juninos”, diz Camelo, adiantando que na próxima segunda-feira paga o salário de junho de todo o funcionalismo.

 

 

CURTAS

ENGAJADO– Policial rodoviário federal, o deputado Eduino Brito (PHS) foi visto, ontem, na movimentada Caruaru dos festejos juninos, engajado na campanha “Valorizar é preciso”, dos policiais rodoviários federais do Estado, voltada para divulgação e ações da categoria.

CANCELOU- Em plena véspera de São João, o secretário de Cidades, André de Paula, teve um dia de muito trabalho, ontem, preparando com a sua equipe a apresentação que faria, hoje, ao ministro Gilberto Kassab (Cidades) sobre os projetos de interesse do Estado em tramitação no Governo Dilma. Mas o ministro cancelou a sua visita ao Estado, prometendo cumprir a mesma agenda na próxima sexta-feira.

Perguntar não ofende: Estrategicamente, Lula (o criador) está se afastando de Dilma (a criatura)?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Nehemias Fernandes Jaques

Vermelhou a paixão O fogo de artifício Da vitória vermelhou. Vermelho, vermelhaço Vermelhusco, vermelhante Vermelhão

Rosimere lima

Ah... Então vejo que a tal \"gestão eficiente\" do PSB é pura LOROTA. Cadê as \"reuniões de monitoramento\"? Kkkkk

Nehemias Fernandes Jaques

FHC: \'RECEBI DE EMPREITEIRAS PARA FAZER PALESTRAS\' O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso afirmou nesta terça-feira (23) que não há nenhum problema em seu instituto, o iFHC, receber recursos de empreiteiras investigadas pela Operação Lava a Jato, como a Odebrecht e a Andrade Gutierrez. O tucano afirmou que o dinheiro é para promover seminários e palestras. As doações estão começando a ficar claras. Se FHC recebeu dinheiro o Lula também pode receber de empreiteiras. Pensei que fosse como as pseudas autoridades da Lava Jato, para o PT o dinheiro vem de propina, para outros partidos as empreiteiras fizeram quermesses em igrejas, para arrecadar dinheiro, principalmente para o PSDB. A grande diferença das palestras é que as de Lula eram assistidas por grandes públicos em todos os continentes por onde passou. A sua simples presença já atraia o interesse do público local. Infelizmente a nossa grande imprensa bandida jamais divulgou.

Nehemias Fernandes Jaques

Sorte nossa que o Aécio só ganha eleição quando não tem eleição. Parece que o candidato tucano só ganha a eleição quando não tem eleição nenhuma pra vencer, eita ressaca da derrota. Aécio presidente? Só quando não tem eleição

Nehemias Fernandes Jaques

ATENÇÃO! Câmara realizará audiência para ouvir “ex-gays” A Câmara Federal realizará uma audiência pública na próxima quarta-feira (24) com a justificativa de ouvir o depoimento de pessoas “que deixaram de ser gay e discutir seu posicionamento e os problemas enfrentados, a partir de então, na sociedade”. O curioso é que o propositor do encontro não foi divulgado. O local da audiência será no Plenário 09, do anexo II da Casa. Entre os expositores do evento estão o pastor, conferencista e escritor Joide Pinto Miranda; a psicóloga especialista em saúde mental e filosofia de direitos humanos, Marisa Lobo; a estudante de psicologia e radialista Raquel Celeste Vasconcelos Guimarães; o pastor e cantor evangélico Robson dos Santos Alves; a missionário Ana Paula Eusébio Cavalari Alves; o pastor, professor e radialista Arlei Lopes Batista; o estudante de teologia Thiago Oliveira; e o vice-presidente do Conselho Federal de Psicologia; Rogério de Oliveira Silva. O debate sobre as pautas LGBTs estão provocando bastante polêmica entre a bancada evangélica da Câmara com parlamentares que defendem os direitos do grupo.


Prefeitura de Serra Talhada


23/06


2015

Coluna da terça-feira

     Mobilidade e verde

O prefeito de Caruaru, José Queiroz (PDT), que amanhã recebe o governador Paulo Câmara (PSB) e o ministro de Cidades, Gilberto Kassab (PSD), para uma agenda de trabalho em meio ao clima junino, faz uma gestão investindo em mobilidade urbana, de olho na cidade do futuro.

O maior investimento, no valor de R$ 1,8 milhão, já mudou a face do bairro Maria Auxiliadora. Ali, a Avenida Caruaru, com 1 km de extensão, antes um verdadeiro lamaçal, foi asfaltada, ganhando um canteiro central, paisagismo e iluminação, contemplando diretamente os moradores dos bairros Boa Vista I e II, Maria Auxiliadora e José Carlos Oliveira.

Com isso, o acesso ao centro e aos demais bairros ficou muito mais rápido, enquanto as residências se valorizaram. Queiroz tem viabilizado outros projetos de alcance social, com repercussão no traçado urbanístico da cidade, graças ao apoio recebido do Estado desde a época de Eduardo e agora com Paulo Câmara.

Outro aliado poderoso é o filho Wolney Queiroz, deputado federal, que já conseguiu liberar em torno de R$ 200 milhões em emendas federais para o município. Em função disso, cinco parques foram implantados na área urbana, dos quais dois entregues recentemente.

Localizado no bairro Nova Caruaru, o parque Drayton Nejaim, em homenagem ao ex-prefeito, possui uma fonte interativa com bico articulado que forma um túnel de água, permitindo o reaproveitamento do líquido e a interação dos visitantes. A novidade chama atenção de quem visita o equipamento, cuja área tem 11 mil metros quadrados.

Possui ainda pista de cooper com 700 metros lineares, playground, duas quadras de areia, uma quadra poliesportiva, equipamentos para exercícios, espaço infantil com 75 metros quadrados, além de pista de skate e de patins. O aproveitamento de uma ampla área verde, por sua vez, dá o toque ecológico.

O projeto, segundo o prefeito, resultou na implantação de 125 árvores de grande porte. A iluminação de LED é alta e complementada por luminárias baixas, principalmente nos pontos de deslocamentos dos caminhantes.

O parque São Francisco, também inaugurado há pouco, faz o maior sucesso por ter uma área verde maior, com 16 mil metros quadrados, pista de cooper, ciclovia, praça de alimentação, playground, equipamentos para ginástica e duas baterias de banheiros. Tem, ainda, acessibilidade, com uma rampa pela chamada rua do Sorriso.

Já as margens do rio Ipojuca receberam plantio de mata ciliar para proteção física e ampliação da área verde do parque, que margeia o rio. Foram plantadas 240 mudas de Caibreiras, Ipês e Pau Ferro, entre outras espécies da flora regional. O espaço do entorno recebeu uma cerca viva com a planta Sabiá, ideal para recomposição de área degradada e perfeita para deixar o ambiente mais vivo e bonito.

“Essa cobertura vegetal está diretamente relacionada com a qualidade da água do rio e com a sua fluidez, indispensáveis para aumentar a oxigenação e combater a poluição de esgotos e escoadouros de dejetos”, diz Queiroz, adiantando que a recuperação da mata ciliar envolve ainda uma questão de segurança para a população ribeirinha, porque ajuda a canalizar os volumes maiores de água em caso de enchentes.

RUSSOMANO LIDERA– Pesquisa do Instituto Paraná sobre as eleições para prefeito de São Paulo apontam o deputado Celso Russomano (PRB) na frente com 40% das intenções de voto, seguido pela senadora Marta Suplicy, de malas prontas para o PSB, com 18%, enquanto o prefeito Fernando Haddad (PT) teria 13%. Se ingressar de fato na legenda socialista, Marta pode contar com o apoio do governador Geraldo Alckmin.

Forró sem racionamentoO presidente da Compesa, Roberto Tavares, teve que ampliar, em caráter emergencial, a oferta de água em Caruaru através da barragem do Prata para evitar racionamento durante os festejos juninos, quando a cidade é invadida por turistas. O reforço vale também para Gravatá e Bezerros, contempladas pelo mesmo sistema. Jucazinho ficou preservada, porque está praticamente seca, com 5,8% da sua capacidade de armazenamento.

 

Quadro gravíssimo– Já em relação ao polo da sulanca, especialmente Santa Cruz do Capibaribe, que promove também um belíssimo São João, a Compesa reduziu o terrível racionamento, mas o quadro é bem diferente. A população, que tem apenas dois dias de água nas torneiras contra 28 dias sem, reduz para 15 dias a temporada sem água.

Ceará imita Pernambuco– Da mesma forma como agiu o governador Paulo Câmara, o seu colega cearense Camilo Santana (PT) promoveu reunião suprapartidária, com a participação também de representantes de setores do comércio e indústria para tentar garantir a instalação do Hub da TAM para Fortaleza. A capital cearense disputa o equipamento, que pode gerar R$ 4 bilhões em negócios, com Recife e Natal.

Maior abandonadaPara o deputado Jarbas Vasconcelos (PMDB), a pesquisa Datafolha aponta que a presidente Dilma chegou ao fundo do poço. “Ela, que já não tinha o Congresso, agora não tem a opinião pública, o seu próprio partido e, o que é pior, sem tampouco o seu criador”, afirmou, numa referência às declarações de Lula, que disse que o Governo está no volume morto.

 

 

 

 

 

CURTAS  

REAPARECEU– O senador Fernando Bezerra Coelho (PSB) se integrou, ontem, à comitiva do governador Paulo Câmara (PSB), em Arcoverde, durante à solenidade da assinatura do termo de Cooperação Técnico-Científica, Pedagógica e Cultural entre o Instituto Federal de Pernambuco e a Prefeitura do município.

CODEVASF- O deputado Odacy Amorim, da bancada do PT na Assembleia, lidera movimento pela permanência de João Bosco na Superintendência da Codevasf em Petrolina. Como coube ao PP a indicação do novo presidente do órgão, a tendência é que a direção estadual do partido indique o novo superintendente.

Perguntar não ofende: Os presidentes da Camargo Correa e Odebrecht vão fazer delação premiada? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Maior abandonada– A pesquisa Datafolha aponta que a presidente Dilma chegou ao fundo do poço. “Ela, que já não tinha o Congresso, agora não tem a opinião pública, o seu próprio partido e, o que é pior, sem tampouco o seu criador”, Numa referência às declarações de Lula, que disse que o Governo está no volume morto...DILMA CORAÇÃO MALVADO ESTÁ ...ÓRFÃ.

marcos

VEM PRA RUA...“Não vamos pagar a conta do PT.” Esse é o mote de uma manifestação marcada para o dia 16 de agosto, um domingo, por grupos que se opõem ao partido e ao governo Dilma. Na liderança do novo protesto, estão o Movimento Brasil Livre (MBL), o Vem Pra Rua o Revoltados Online e o povo decente e consciente do Brasil. “A conta dos últimos 12 anos das políticas de irresponsabilidade fiscal do PT chegou agora na forma de recessão, juros altos e desemprego, principalmente entre as pessoas de menor poder aquisitivo”. VAMOS AJUDAR O BRASIL, DIA 16 DE AGOSTO TODO MUNDO LÁ!

marcos

LULA CONTINUA SEM SABER DE NADA...Lula não sabe se o erro é do PT ou do governo Dilma? Ora, meu senhor! O erro é seu! Tome, que a obra é sua. Tome, que a filha — destinada a ser a Mãe do Brasil, não é isso? A Dilmãe … — também é sua. Lula está tentando deixar a sucessora pendurada na brocha. .E ainda diz que o PT está velho.....Lula está errado, é claro! O PT não está velho. Está morto.

Nehemias Fernandes Jaques

APENAS - Oficialmente, a Odebrecht, cujo presidente também está preso, doou “só” R$ 2 milhões para o tucano Aécio. Eita!!!

Nehemias Fernandes Jaques

MESMO BARCO - Na eleição presidencial de 2014, a Andrade Gutierrez, cujo presidente está preso, deu R$ 19 milhões para Aécio. Eita!!!


O Jornal do Poder


22/06


2015

Coluna da segunda-feira

     Igual a Collor

Dilma está caminhando de forma irreversível para atingir o patamar de rejeição do ex-presidente Collor. Na fase pré-impeachment, o caçador de marajás alcançou 68% de ruim e péssimo. Vivendo o pico do desgaste da operação Lava Jato, a petista bateu à casa dos 65%, segundo a mais recente pesquisa do Datafolha.

Ao contrário do ambiente vivido por Collor, contaminado pelas denúncias de Pedro Collor, seu irmão, que provocaram a abertura do processo de impeachment, Dilma ainda consegue andar pelo País, falar na televisão e aprovar medidas no Congresso focadas no ajuste fiscal, apontadas como salvadoras do terrível quadro econômico.

Tenta, na verdade, driblar o que já está ruim e que tende a piorar. Mas dificilmente um Governo se salva com apenas 10% de aprovação. No campo político, nada ajuda Dilma. Sua base no Congresso vive a experiência de um parlamentarismo branco, com os mandarins Renan Calheiros, presidente do Senado, e Eduardo Cunha, presidente da Câmara.

Para complicar, o ex-presidente Lula, que vinha se comportando como cão de guarda, tentando salvar a lavoura, parece ter perdido a paciência com a cria e também a esperança na sua recuperação, afirmando que o Governo está no volume morto, conforme noticiou o jornal O Globo.

No plano econômico, até os mais otimistas dos experts não acreditam numa recuperação a prazo médio, mas longo, se, claro, o ajuste fiscal vingar. Para complicar, novos aumentos nos combustíveis estão sendo anunciados para os próximos dias, enquanto se fala em novos reajustes nas tarifas de energia.

Por fim, o desemprego, que bate à porta do trabalhador, se apresenta como o maior de todos os complicadores. As montadoras de automóveis optaram por férias coletivas, a construção civil, com níveis baixíssimos de investimentos, demite em massa. No Nordeste, os reflexos são tão terríveis que só em Suape 40 mil empregos pularam pela janela.

A junção recessão X crise política pode, irremediavelmente, levar Dilma e o seu Governo para o fundo do poço, com taxas de rejeição bem maiores do que as de Collor, mas com um diferencial: paradoxalmente, ainda não existe sustentação jurídica para se instalar um processo de impeachment.

QUADRO SOMBRIO– Para 63% dos entrevistados pelo Datafolha, o ajuste fiscal atinge mais os pobres do que os ricos. O instituto quis saber ainda sobre a expectativa da população em relação à melhora da economia. Para 53%, a situação vai piorar ainda mais, 25% acham que fica como está e apenas 19% disseram ter confiança de que o quadro tende a melhorar. Quanto à inflação, um dado assustador: 77% acham que vai aumentar.

Virou pavio curtoO deputado tucano Daniel Coelho anda com os nervos à flor da pele, provavelmente porque já sentiu que não contará com o apoio do PSDB para disputar a Prefeitura do Recife. Na convenção que elegeu o novo presidente da executiva estadual, Antônio Moraes, teve um arranco rabo com o ex-deputado André Campos, que representou o PSB no evento.

 

Sem acordo– Na entrevista que concedeu ao programa Frente a Frente, sexta-feira passada, dos estúdios da Cultura do Nordeste, o prefeito de Caruaru, José Queiroz (PDT), marcou, definitivamente, o território eleitoral para 2016. Com o grupo Lyra, chances próximas a zero para um entendimento. Para ele, a eleição será marcada por três candidaturas representantes do seu grupo, dos Lyra e do deputado Tony Gel.

Gasoduto do Agreste– O governador Paulo Câmara assina, hoje, numa parceria com o grupo Baterias Moura, autorização para a etapa do gasoduto de Caruaru até Belo Jardim. O ato está marcado para às 15 horas no auditório da Moura, em Belo Jardim. Depois, dá uma esticadinha até Arcoverde, onde assina termo de cooperação técnica entre o Instituto Federal do Sertão e a Prefeitura de Arcoverde.

No forró sertanejoEm Arcoverde, o governador prestigia a programação dos festejos juninos de hoje no Pátio do Forró ao lado da prefeita Madalena Brito (sem partido). Em tempos bicudos, para manter a tradição, Câmara liberou R$ 800 mil para o São João de Arcoverde e R$ 2,8 mil para Caruaru, onde estará amanhã. Na quarta, cumpre agenda administrativa ainda na capital do forró com o ministro das Cidades, Gilberto Kassab.

 

CURTAS  

AMÉRICA– Já o prefeito do Recife, Geraldo Júlio, assina, hoje, decreto que classifica a sede do América Futebol Clube como imóvel especial de preservação, classificação aprovada pelo Conselho de Desenvolvimento Urbano por unanimidade, na última quarta-feira. Será às 10 horas, em seu gabinete.

ATRASO- A assessoria do prefeito de Sertânia, Guga Lins (PSDB), informa que dos 404 servidores que atuam na área de saúde apenas 70 estão com seus salários atrasados, porque se encontram na folha do Consórcio do Pajeú. Em mensagem à Câmara, o prefeito espera aprovar a dotação orçamentária para quitar o atrasado.

Perguntar não ofende: Lula pode ser o próximo da operação Lava Jato pego pela PF? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Simulação de eleição presidencial mostra que Lula perde do Aécio, ganha do Alckmin e empata com a Marina. Até a eleição em 2018, a imagem dele vai ficar mais desgastada. Como o ex-presidente mesmo disse, o governo está no \'volume morto.\' Ele tem visão clara do que está acontecendo e está envolvido em muita coisa negativa. Essas suspeitas de envolvimento com empreiteiras vão afetar a popularidade dele e a sua imagem ficará desgastada nesse processo. De qualquer maneira, ele é uma força política importante. Hoje a oposição é majoritária no país e a tendência do PT é cair mais. Não vejo muita margem de manobra pra mudar isso.

carlos angelim

Perguntar não ofende: Lula pode ser o próximo da operação Lava Jato pego pela PF? (\"Deixa de ser idiota Magno Martins respeita os teus leitores, que nem todos são idiotas iguais a tu\"!)

marcos

Os indicadores e dados oficiais divulgados nesta semana sobre a conjuntura econômica brasileira não dá espaço para outra conclusão, de acordo com análises de especialistas: estamos ingressando em um estágio avançado de estagflação, uma combinação de economia parada com inflação alta. Para o professor Antonio Corrêa de Lacerda, da PUC-SP, ouvido pela revista \"Exame\", a situação é ainda mais grave, com o Brasil voltando a patamares dos anos 80 e 90: \"o quadro é pior do que o de estagflação. Temos recessão com inflação. Isso remonta ao início dos anos 80, com a crise da dívida, e ao início dos anos 90, com a crise Collor\", afirmou o economista, referindo-se aos momentos em que o Brasil declarou moratória da dívida externa e o governo confiscou a poupança da população para conter a inflação. Será este o legado que Dilma deixará após oito anos sentada na cadeira presidencial? Ter conseguido fazer a economia brasileira andar para trás após os avanços obtidos desde a criação do Plano Real?

marcos

Respondendo ao perguntar não ofende, Lula será o próximo bandido da lava jato. Mas de uma certa forma é bom poque acaba logo com esse jogo de mentirinha Petista.

Nehemias Fernandes Jaques

Executivo da Camargo cita propina de R$ 8,7 mi para Eduardo Campos.


Shopping Aragão


20/06


2015

Coluna do sabadão

   Gestão fiscal chinfrim

Pernambuco tem 51 municípios entre os 500 de todo o País que registraram as notas mais baixas na gestão fiscal em nível nacional, conforme o Índice Firjan de Gestão Fiscal (IFGF). Deste grupo, Brejinho, Brejão, Maraial, Palmeirina e Vicência figuram entre as que possuem os 100 piores desempenhos.

Apenas 11 municípios (6,1% das cidades analisadas) foram avaliados com gestão fiscal boa (conceito B) e o Estado se manteve fora do ranking de excelência na gestão fiscal (conceito A). A cidade de Brejinho, que aparece no topo do ranking pernambucano, é também a primeira colocada de toda a região Nordeste.

A terceira edição do IFGF avaliou a situação fiscal de 5.243 municípios brasileiros, sendo 179 das 184 cidades de Pernambuco, onde vivem 9,1 milhões de pessoas – 98,5% da população do Estado. As que não apresentaram as informações ou estavam com dados inconsistentes não foram avaliadas.

O objetivo do estudo é avaliar a qualidade da gestão fiscal dos municípios brasileiros e fornecer informações que auxiliem os gestores públicos na decisão de alocação dos recursos. Com os indicadores Receita Própria, Gastos com Pessoal, Investimentos, Liquidez e Custo da Dívida, o índice varia de 0 a 1.

Quanto maior a pontuação, melhor a situação fiscal do município. Cada um deles é classificado com conceitos A (Gestão de Excelência, com resultados superiores a 0,8 ponto), B (Boa Gestão, entre 0,6 e 0,8 ponto), C (Gestão em Dificuldade, entre 0,4 e 0,6 ponto) ou D (Gestão Crítica, inferiores a 0,4 ponto).

A análise mostrou que os municípios pernambucanos apresentaram desempenho inferior à média nacional na maioria dos indicadores, de modo que o IFGF geral do Estado (0,3514) é 22,7% inferior ao nacional (0,4545). As influências negativas para esse baixo desempenho vieram principalmente do IFGF Liquidez.

Pernambuco é o Estado com o menor IFGF Liquidez médio (0,2298) e a maior proporção de municípios com nota zero nessa vertente: 64,2% do total de prefeituras não tinham recursos em caixa para cobrir suas obrigações de curto prazo no fim do ano.

Outro destaque negativo no Estado, o IFGF Gastos com Pessoal médio (0,3160) das prefeituras pernambucanas é 35,8% inferior à média nacional, devido ao grande comprometimento da receita das prefeituras com a folha de pagamento. Para se ter uma ideia, 74 cidades (41,3% do total analisado) ultrapassaram o limite da LRF para gastos com pessoal e, por isso, receberam nota zero nesse indicador.

 

"Os municípios têm que entender que não podem viver de um tipo de mesada, que é a transferência da União ou do Estado. O desenvolvimento desses municípios vai ocorrer com a atração dos investimentos, que faz a economia girar", avalia o economista da Firjan, William Figueiredo.

MEDALHÕES DA CORRUPÇÃO– O dono e presidente da construtora Odebrecht, Marcelo Odebrecht, e o presidente da Andrade Gutierrez, Otávio Marques Azevedo, estão vendo sol quadrado desde ontem com a deflagração da 14ª fase da Operação Lava Jato, pela Polícia Federal (PF). Marcelo foi preso em casa, em São Paulo, e levado por agentes da PF para Curitiba. Ao todo, 59 mandados judiciais foram cumpridos.

Só vai apulsoO senador Douglas Cintra (PTB) é o preferido do grupo do prefeito de Caruaru, José Queiroz (PDT), para disputar a Prefeitura nas eleições do ano que vem. Empolgado com o seu trabalho no Senado, principalmente agora quando começa a viajar pelo País na condição de relator da Subcomissão de Obras Inacabadas, Cintra tem dito a aliados que não anda estimulado para o confronto municipal.

 

 

 

 

 

Radicalização– De Humberto Costa sobre a viagem de um grupo de senadores à Venezuela: "À direita brasileira interessa essa confraternização com a extrema direita venezuelana. Na agenda deles, não havia nem mesmo espaço para encontrar Henrique Capriles, governador do Estado de Miranda, mas que é um opositor moderado do presidente Maduro. O que os senadores brasileiros quiseram foi radicalizar lá do mesmo jeito que radicalizam aqui."

Salário atrasado– O prefeito de Sertânia, Guga Lins (PSDB), voltou a atrasar salário dos servidores municipais. A categoria mais afetada é a dos terceirizados da área de saúde, que ainda não receberam seus proventos referentes a maio. O que mais irrita o pessoal prejudicado é que o prefeito não dá a menor satisfação e nem fala de previsão de pagamento.

Agreste copia do SertãoA prefeita de São Bento do Una, Débora Almeida (PSB), vai levar para o seu município a experiência de Afogados da Ingazeira em usina de asfalto. Ela esteve, ontem, no município e foi recebida pelo prefeito José Patriota (PSB), que apresentou também o novo abatedouro e a cobertura do curral de gado modelada com o típico chapéu de couro sertanejo. “Boas experiências se copiam e não existe nenhum pecado nisso”, afirmou.

 

CURTAS  

RECONSTRUÇÃO– O líder do Governo na Assembleia, Waldemar Borges (PSB), disse, ontem, que se a oposição for de fato inspecionar as obras de construção das cheias na Zona da Mata, iniciadas na gestão de Eduardo, encontrará um conjunto de obras de intervenção urbana. Líder da oposição na Alepe, Silvio Filho (PTB) diz que muitas obras estão paradas.

NA CHESF- O novo presidente da Chesf é o engenheiro José Carlos de Miranda Farias, ex-diretor da Empresa de Pesquisa Energética, e servidor de carreira do órgão. José Carlos é pernambucano e está na estatal desde 1976. Para diretor de Operações foi escolhido José Ailton de Lima.

Perguntar não ofende: Ainda sai a fusão do PPS ao PSB? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

MARCELO ODEBRECHT JANTOU COM FHC E ALCKMIN E VAI BOTAR NO PAPEIRO DE LULA. ficou boa essa manchete não?

Nehemias Fernandes Jaques

MARCELO ODEBRECHT JANTOU COM FHC E ALCKMIN. O presidente da Odebrecht, Marcelo Odebrecht, participou, nos últimos meses de dois jantares em homenagem ao ex-presidente Fernando Henrique Cardoso; em ambos, sentou ao lado de FHC e do governador Geraldo Alckmin. A informação é da jornalista Mônica Bergamo; \"Num jantar oferecido a Fernando Henrique Cardoso em maio, ele se sentou na mesa principal, ao lado do ex-presidente e do governador Geraldo Alckmin, de SP. Dias depois, o mesmo Odebrecht foi convidado para jantar reservado oferecido por Alckmin no Palácio dos Bandeirantes. Mais uma vez, o homenageado foi FHC\", relata a colunista. TODAS AS TURMAS Dias depois, o mesmo Odebrecht foi convidado para jantar reservado oferecido por Alckmin no Palácio dos Bandeirantes. Mais uma vez, o homenageado foi Fernando Henrique Cardoso.

Nehemias Fernandes Jaques

GOVERNO Unidades habitacionais beneficiam 624 pessoas em SP. Minha Casa, Minha Vida O empreendimento conta com 156 unidades divididas em 6 blocos de apartamentos. O ministro das Cidades, Gilberto Kassab, entregou, nesta sexta (19), 156 unidades habitacionais do programa Minha Casa, Minha Vida. Os apartamentos fazem parte do condomínio São Sebastião, localizado em Itaquera, município da zona leste de São Paulo. A estimativa é de beneficiar 624 pessoas. O residencial é equipado com infraestrutura completa, pavimentação, redes de água, esgotamento sanitário, drenagem e energia elétrica.

Nehemias Fernandes Jaques

ECONOMIA E EMPREGO Brasil atrai investimento recorde de empresa alemã. Os investidores estrangeiros continuam a apostar na economia brasileira e em seu potencial de crescimento no longo prazo. Nesta sexta-feira (19), a empresa alemã Basf inaugurou uma unidade no Polo Petroquímico de Camaçari, na Bahia. O investimento na fábrica é de R$ 1,750 bilhão, para gerar exportações de US$ 300 milhões ao ano. Com essa unidade baiana da Basf, o Brasil deverá passar da condição de importador para exportador de matérias-primas essenciais (ácido acrílico e polímeros) para a indústria química. Esses produtos são utilizados na fabricação de itens como fraldas para crianças e tintas.

marcos

A INCOMPETÊNCIA DO PT TAMBÉM NA ECONOMIA.... Todos os indicadores econômicos — todos, sem exceção — estão piores do que esperava o mercado. Não há uma boa notícia na economia nem para fazer remédio. Vamos ver. 1: Segundo o Caged (Cadastro Geral de Empregos e Desempregados), o país fechou 115 mil vagas formais de trabalho em maio, o pior número desde 1992 — em 23 anos! Entre janeiro e maio, desapareceram 243.948 postos. No acumulado de 12 meses, 452 mil. 2: Dados do IBC-Br, um índice que é considerado uma prévia do PIB, divulgados pelo Banco Central, indicam que o país registrou uma queda de 0,84%, bem pior do que o 0,4% esperado pelo mercado. Em relação a abril do ano passado, a atividade despencou 3,24%. Isso aponta para uma recessão acima de 2% em 2015. 3: Bem, com a recessão em curso e os juros já na estratosfera, a inflação poderia estar em queda, certo? Ainda não. A prévia de junho, na comparação com maio, aponta uma alta de 0,99%. Em 12 meses, a taxa está em 8,8% Pode parecer impressionante, mas eles conseguiram chegar ao estado da arte da incompetência: recessão severa, juros brutais e desemprego tendente a cavalar. Não pensem que isso se consegue sem determinação. Só se chega aí com muita imodéstia. É o PT mais uma vez fazendo história.




19/06


2015

Coluna da sexta-feira

   Transnordestina empanca

Uma das três principais obras no Nordeste iniciadas ainda na gestão do ex-presidente Lula, a ferrovia Transnordestina está sofrendo um novo atraso e as obras agora só devem ser concluídas em 2018, doze anos após terem sido iniciadas. O novo prazo foi confirmado pelos diretores Marcelo Bruto Correia e Carlos Fernando do Nascimento indicados para os cargos de diretores da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Apesar disto, o custo total da obra continua orçado em R$ 7,5 bilhões. Segundo o senador Fernando Bezerra Coelho, a que coube fazer a provocação sobre o assunto, a ANTT está revendo o contrato de concessão da ferrovia para elaborar um novo cronograma das obras e dos investimentos necessários ao projeto. Neste sentido, a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), que controla a TLSA, informou que o ritmo dos trabalhos será acelerado.

Atualmente, o andamento do projeto é de apenas 1% ao mês. De acordo com informações da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), os atrasos já resultaram na suspensão dos repasses para o projeto. Neste ano, nenhum recurso originário do Fundo de Desenvolvimento do Nordeste (FDNE) teria sido repassado à TLSA.

O projeto da Ferrovia Transnordestina foi lançado em 2006. A previsão inicial de custo estava inicialmente prevista em R$ 4,5 bilhões. O custo total da obra estimado em R$ 5,42 bilhões deverá ser excedido em 25% e totalizará cerca de R$ 6,72 bilhões. O aumento de custo foi justificado por maiores custos com mão de obra e equipamentos.

Do orçamento atual, R$ 3,1 bilhões serão financiados, sendo R$ 2,7 bilhões do Fundo de Desenvolvimento do Nordeste (FDNE), R$ 225 milhões do BNDES e 180 milhões do Banco do Nordeste. Dos R$ 2,3 bilhões restantes, R$ 1,3 bilhão sai do caixa da CSN, R$ 823 milhões do Fundo de Investimento do Nordeste (Finor) e R$ 164 milhões da estatal Valec.

Por tratar-se de um empreendimento de controle privado, o custo da Transnordestina é de responsabilidade da TLSA (Transnordestina Logística S.A.), controladora do projeto.

Olho em 2016– Governando 440 prefeituras, o PSB se prepara para um salto qualitativo em 2016. "Vamos ter candidaturas próprias e competitivas em 15 capitais", revela o presidente nacional da legenda. Siqueira sonha alto e considera até possível conquistar as três maiores cidades do País: São Paulo, com Marta Suplicy, Rio de Janeiro, com Romário, e Belo Horizonte, com o nome que vier a ser escolhido pelo atual prefeito, Márcio Lacerda.

Estranho no ninho - Depois de confirmar sua presença na comitiva que desembarcou, ontem, em Caracas, sob protestos violentos, supostamente patrocinados por aliados do presidente Nicolás Maduro, o senador Fernando Bezerra Coelho (PSB) desistiu. Oficialmente, alegou que não poderia faltar à reunião da executiva nacional do partido em Brasília. Mas a delegação, vale a ressalva, só tinha oposicionistas. Que danado FBC iria fazer lá?

 

Sitiados e ameaçados - A van que levava a comitiva de senadores brasileiros à Venezuela para visitar líderes da oposição ao governo de Nicolás Maduro foi cercada por manifestantes na saída do aeroporto da capital. Os manifestantes gritavam "Fora, fora. Chávez não morreu, se multiplicou" e batiam na van. "Estamos em Caracas, sitiados em uma via pública. Nossa van foi atacada por manifestantes. Mas seguimos firmes na disposição de visitar Leopoldo Lopez", relatou, pelo Twitter, o senador tucano Aécio Neves.

Reforma do puxadinho– Para o deputado João Fernando Coutinho (PSB), a Câmara dos Deputados, que ontem concluiu a votação da reforma política, o texto aprovado é um arremedo de reforma. “Infelizmente, não houve mudança importante. Não podemos classificar isso de reforma, mas um pequeno puxadinho feito sem os avanços necessários, como cláusula de desempenho e o fim das coligações proporcionais”, afirmou.

Sem caça a partidoO ministro Armando Monteiro (Desenvolvimento) diz que não está a procurado de um novo partido, como noticiamos ontem. Segundo ele, está descartada a possibilidade de uma fusão do DEM ao PTB, seu partido. Ressaltou que sua prioridade é cuidar de ampliar o partido no Estado com vistas às eleições de 2016, para eleger o maior número de prefeitos e vereadores.

 

 

 

CURTAS

ENCONTRO– O governador Paulo Câmara faz, hoje, uma reunião bem ampla no Centro de Convenções, a partir das nove horas, com servidores comissionados para apresentar o Mapa da Estratégia da Gestão, fruto do que foi colhido nos seminários Todos por Pernambuco, em março e abril passados.

REAÇÃO- Humberto Costa teme que o TCU venha a ser usado como instrumento político contra o governo da presidente Dilma. "Esperamos que o tribunal não se torne instrumento político contra o governo", disse em referência a decisão inédita feita pelo órgão de controle em cobrar do governo explicações sobre as contas de 2014 em um prazo de 30 dias.

Perguntar não ofende: O que levou o ex-presidente Lula a mergulhar?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

SINUCA DE BICO...Ministros do TCU se meteram numa encrenca. Criou-se a expectativa de que rejeitariam as irregularidades identificadas pelo órgão nas contas de 2014, para depois adiar o julgamento por 30 dias até que Dilma se explique. O relator do caso, Augusto Nardes, disse que o prazo evita que o governo recorra ao STF por não ter sido ouvido. Há, porém, quem diga que a corte recuou na decisão. Só vamos saber daqui a 30 dias, quando o TCU aceitar ou rejeitar as contas. Se rejeitar, abre caminho para o impeachment; se não, corre o risco de ficar desmoralizado.

marcos

Magno, respondendo ao Perguntar não ofende, o mergulho de Lula ( aquele alcoólatra que faz piadas com o nome de Deus) se deu devido a PISÃO DE MARCELO ODEBRECHT, que sabe e financiou tudo e mais alguma coisa de toda a corrupção do PETISMO, LULISMO, DILMISMO, . E vocês se lembram quando Leo Pinheiro (OAS) pediu conselhos a Emílio Odebrecht, sobre como se livrar da Lava-Jato ( cadeia), ele respondeu PROCURE O LULA, ele tem obrigações com as nossas empresas. Vamos ver se o Marcelo aguenta CADEIA.

Nehemias Fernandes Jaques

FRACASSA MISSÃO DE AÉCIO PARA \"SALVAR\" VENEZUELA. Os senadores brasileiros, liderados por Aécio Neves (PSDB), decidiram retornar ao Brasil, na noite desta quinta-feira (18), após ver fracassar a tentativa de visitar, em Caracas, na Venezuela, a pretexto de uma \"missão política e diplomática\", o líder da oposição naquele país, Leopoldo López, que está preso. Pelo Twitter, Aécio disse que a comissão tentou, mais de uma vez, se dirigir ao presídio, mas \"o trânsito, sob influência dos bloqueios\", tornou a iniciativa \"impossível\". Em seguida, ele publicou que o grupo voltou ao aeroporto e deve retornar ao Brasil. O também tucano Aloysio Nunes confirmou que o grupo desistiu da missão. \"O que aconteceu em Caracas foi uma coisa vergonhosa. Esse governo venezuelano, Nicolás Maduro, enlouqueceu. Ele criou uma enorme confusão no trânsito na cidade, mobilizou um grupo de 200 pessoas para nos cercarem, nos agredirem, jogarem pedras. O governo brasileiro tem o dever de falar alto e grosso contra esses assassinos. Queremos a paz na Venezuela\", afirmou Aloysio, em áudio divulgado em suas redes sociais. No Twitter, o fato está sendo encarado como um \"mico internacional\". A hashtag AecioMicoInternacional tem sido replicada por centenas de internautas, que ironizam a tentativa do senador tucano de visitar a Venezuela.

Nehemias Fernandes Jaques

DILMAIS! Dilma Rousseff INVESTIMENTO NA PÁTRIA EDUCADORA A educação é uma das prioridades do governo da presidenta Dilma e por esse motivo, mesmo em ano de ajuste fiscal, os investimentos na área continuam. Escolas cadastradas no ??MaisEducação? que tenham menos de R$ 5 mil em conta vão receber R$ 180 milhões. Saiba mais sobre a medida e o programa que tem como objetivo induzir a ampliação da jornada escolar e a organização curricular para a educação integral:

Nehemias Fernandes Jaques

A trajetória de Aécio é uma tremenda fraude; golpista, entreguista e inimigo dos direitos dos trabalhadores. Elementos para entender a trajetória de uma fraude chamada Aécio Neves. A Rede Globo de Televisão construiu meticulosamente a imagem de Collor de Mello, o “caçador de marajás”, que, afinal, elegeu-se presidente em 1989. O empenho na construção da imagem de Aécio Neves não foi tão sistemático, mas envolveu até a produção de uma minissérie inspirada no senador, que, em 2014, tentava se apresentar como um príncipe encantado a seduzir a nação brasileira. Aécio não é Collor, mas a expectativa da Globo era que, caso vencesse as eleições em 2014, ele desse curso ao mesmo projeto que alimentava ao final da década de 1980: prevalência absoluta do mercado e do capital estrangeiro, o rechaço a políticas desenvolvimentistas e de inclusão social, o casamento do rentismo com o entreguismo. Todavia, Aécio não é apenas portador de um projeto reacionário, elitista e antinacional. Toda sua trajetória é uma imensa fraude, em Minas ocultada por rigoroso controle sobre os meios de comunicação. No plano nacional, por ser o representante de plantão da direita e de seu braço midiático, passou a contar com a complacência da maior parte da imprensa, ao mesmo tempo em que busca reeditar a política de cerceamento à liberdade de expressão levada adiante em Minas Gerais. Tudo na vida de Aécio Neves foi muito fácil. Surfou desde cedo nos seus vínculos com Tancredo Neves para desenvolver uma carreira política medíocre, ainda que sempre bem promovida. Filho do deputado Aécio Cunha, do PFL, aos 17 anos de idade, Aécio era “secretário de gabinete parlamentar na Câmara dos Deputados” (1977-1981), embora morasse no Rio de Janeiro. Em 1985, foi nomeado por Sarney diretor do setor de loterias da Caixa Econômica Federal, num momento em que veio à tona o escândalo da máfia da loteria esportiva, sobre o qual inexistem notícias de alguma atuação de Aécio para desvendá-lo e punir os responsáveis. Eleito deputado constituinte em 1986, ainda no rastro da comoção causada pela morte de Tancredo Neves, Aécio foi considerado pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (DIAP), um deputado de pouca firmeza na defesa dos interesses dos trabalhadores, alcançando apenas a nota 5,5 na pontuação atribuída pelo instituto aos constituintes. Em 1991 ausentou-se por três meses da Câmara para tratar de problemas pessoais. Aécio governou Minas Gerais de 2003 a 2010. Seu apregoado choque de gestão significou, entre outras coisas, o descumprimento das disposições legais de garantia de 25% do orçamento estadual para a educação e 12% para a saúde, salários miseráveis para professores e médicos, o esvaziamento crescente da economia mineira e a elevação espetacular do endividamento do estado. Apesar de alardear que gastou menos com o governo para gastar mais com as pessoas, até recentemente os mineiros só conseguiam lembrar da construção da cidade administrativa (envolta em diversas suspeitas de irregularidades) como uma obra de relevo da administração de Aécio. Em 2014 vieram também a saber que Aécio construiu um aeroporto perto da fazenda de sua família. Senador desde 2010, Aécio Neves acentuou o velho hábito de permanecer fundamentalmente no Rio de Janeiro, onde protagonizou cenas vexatórias para um representante do povo, como dirigir com carteira vencida e evitar o teste do bafômetro uma vez abordado pela polícia. No PSDB Aécio participou de embates sangrentos com José Serra, que envolveram insinuações do jornalista Mauro Chaves, no jornal O Estado de São Paulo, de 28/02/2009, sobre hábitos heterodoxos do então governador mineiro. O revide de Aécio materializou-se na investigação de Amaury Junior sobre a participação de José Serra na farra das privatizações do governo do PSDB, de FHC, que resultou, depois, no livro A Privataria Tucana. Por linhas tortas, esta, talvez, seja a maior contribuição à pátria da atuação do senador da Zona Sul carioca, com domicílio eleitoral em Minas Gerais: sua disposição vingativa favoreceu a investigação do mais absurdo dolo já perpetrado contra o patrimônio público brasileiro, naturalmente ignorado pela mídia convencional. Derrotado, Aécio Neves tem se empenhado em diversas iniciativas golpistas para tentar interromper o mandato que Dilma Roussef conquistou nas urnas, desde ações junto ao TSE para impedir a diplomação e a posse, passando pelo flerte com grupos fascistas que convocaram manifestações de rua (de onde brotaram, inclusive, apelos para a intervenção militar), até o anúncio da disposição de pedir o impeachment da presidenta. Golpista, entreguista e inimigo dos direitos dos trabalhadores, Aécio Neves não é o “democrata indignado” com a corrupção, sobre a qual, aliás, teria muito a dizer se não contasse com a complacência da mídia no tratamento de casos com a Lista de Furnas, do mensalão tucano, da distribuição de verbas para rádios da família, do aeroporto de Cláudio… Aécio é, de fato, uma fraude embalada pela mídia, o porta voz do udenismo redivivo, desonrando a memória do próprio avô, sem qual, aliás, sua carreira nada seria.




18/06


2015

Coluna da quinta-feira

   De pires nas mãos

Reunidos com os presidentes do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), 45 prefeitos das maiores cidades do País pediram que o Congresso aprove mudanças no pacto federativo para ampliar o repasse de recursos aos municípios e alterações nas regras de pagamentos dos precatórios.

Eles fizeram críticas às desonerações feitas pelo Governo ao longo dos últimos anos e o aumento das obrigações das prefeituras, como reajuste do piso dos professores, sem uma compensação. De acordo com o prefeito do Recife, Geraldo Júlio (PSB), nos últimos dez anos, enquanto as receitas das prefeituras diminuíram, as despesas aumentaram.

“Enquanto as receitas dos municípios cresceram 0,5 ponto percentual, entre 2003 e 2013, as despesas cresceram mais de cinco pontos percentuais”, disse Geraldo, para quem a saída definitiva seria a reedição do pacto de 88, que deu aos Estados e municípios maior participação nos tributos arrecadados pela União.

Geraldo defende um diálogo mais amplo sobre o Pacto Federativo e não só os projetos que possam criar novas receitas para os municípios. Lembra que há 26 anos, a cada R$ 4 arrecadados, R$ 3 eram divididos entre Estados e Municípios. Hoje, a cada R$ 4, apenas R$ 1,50 é compartilhado.

“Isso precisa ser revisto. Tem muita coisa no Brasil que só acontece se for com recurso do Governo Federal. Cada vez mais os recursos estão concentrados em Brasília e isso não é bom para o País”, explicou.

E acrescentou: “É preciso retomar a autonomia dos municípios que foi perdida há algum tempo. São os municípios que estão perto da vida das pessoas. Essa mudança, ocorrida de 1988 para cá, está causando um desequilíbrio muito grande. A União faz um esforço muito grande para repassar esses recursos via convênio para os estados e municípios, muitas vezes para executar pequenas obras. Esses recursos deveriam já estar nos estados e municípios”.

Os prefeitos sugeriram ainda que o Congresso aprove mudança na forma das prefeituras pagarem suas dívidas, estabelecendo que ele seja feito pela média dos últimos cinco anos. A maioria quer o acesso a 30% dos depósitos judiciais de natureza não tributária e, se não for suficiente, autorização de operação de crédito.

No encontro com os prefeitos, o presidente do Senado afirmou ser fundamental que o Congresso Nacional assuma “o protagonismo em busca de um novo desenho da federação”. Renan Calheiros voltou a criticar o ajuste fiscal do governo, dizendo que as mudanças econômicas não podem representar um “desajuste social”.

“Defendemos o ajuste fiscal, que no primeiro semestre se fez muito mais nos municípios e nos estados do que no governo central. Queremos um ajuste fiscal que não signifique um desajuste social. Essa reunião não é contra ninguém, mas em favor dos brasileiros, que os senhores representam mais do que qualquer um”, afirmou.

PLANO– Sem recursos federais, com 170 municípios em estado de calamidade, o governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), resolveu anunciar um plano emergencial de combate à seca. O pacote, cujo valor será definido hoje, inclui a construção de barragens subterrâneas, adutoras de montagem rápida e de cisternas, além de perfuração de poços artesianos. Inclui ainda o atendimento aos municípios de carros-pipas.

Portas fechadasDesconfortável no PTB, que discute uma fusão com o DEM, o ministro Armando Monteiro (Desenvolvimento) bateu à porta do ministro das Cidades, Gilberto Kassab, mas saiu de lá borocoxô. Kassab não quer abrir mão de André de Paula no controle do partido em Pernambuco. Armando foi, também, ao ministro dos Transportes, Antônio Carlos Rodrigues, que foi claro e cirúrgico: não quer arenga com o deputado Anderson Ferreira nem tampouco com o secretário de Transportes, Sebastião Oliveira, mandachuvas republicanos. Armando vai continuar sua peregrinação.

Enfim, o julgamento– Depois de quase 10 anos do assassinato do radialista e vereador de Carpina, Jota Cândido, os responsáveis pelo crime vão hoje ao júri popular no fórum do Joana Bezerra, no Recife. “Esperamos que haja justiça”, diz Carol Cândido, filho do comunicador, executado com 20 tiros em frente à rádio Alternativa FM. O crime teve repercussão nacional.

Lei de acessibilidade– O prefeito Geraldo Júlio (PSB) sancionou, ontem, três leis de autoria do vereador Wanderson Florêncio (PSDB) sobre acessibilidade. Uma delas obriga que os bancos do Recife tenham um caixa de atendimento adaptado aos cadeirantes e pessoas com deficiências. “Nossa intenção é promover uma melhor qualidade de vida para pessoas que precisam de um olhar diferenciado”, afirmou o tucano.

Voto impressoPara o deputado Marinaldo Rosendo (PSB), a aprovação da emenda do voto impresso pela Câmara dos Deputados trará mais transparência ao processo eleitoral no País. “Vai permitir maior controle, também, por parte do eleitor em relação ao seu voto, possibilitando, se for o caso, auditorias nas urnas eletrônicas”, afirmou. Se o Senado mantiver o que a Câmara aprovou, já nas eleições do ano que vem a urna eletrônica passa a imprimir o voto, que seria conferido pelo eleitor antes da conclusão da sua votação.

 

CURTAS  

PRÊMIO– O prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira (PSDB), recebeu, ontem, o prêmio Vasconcelos Sobrinho na categoria Destaque pelo projeto de revitalização e incremento da sementeira pública e a cultura da árvore. A cerimônia foi realizada no auditório da Fundação Gilberto Freyre.

PLANO- Recebido pela presidente Dilma terça-feira passada, o ministro Armando Monteiro confirmou que um plano nacional de exportação será lançado até o final deste mês. “Neste período de crise e de ajustes fiscal e econômico é importante o País voltar-se ao comércio exterior”, disse o ministro.

Perguntar não ofende: Quando o ministro Levy vai autorizar os Estados a contrair novos empréstimos? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

É SÓ NOTÍCIA RUIM PARA O POVO BRASILEIRO....O Ministério da Fazenda já conta com o rebaixamento da nota de crédito do País pela agência de classificação de risco (\"rating\") Moody\'s (tipo de empresas que, apesar de terem sido um fiasco na crise de 2008/2009, servem de bússola para especuladores). O trabalho agora seria não permitir que a nota venha acompanhada de viés negativo (que iria de \"baa2\", hoje, para \"baa3\", último nível dentro do grau de investimento, informa o jornal). Se a perspectiva se confirmar, e perdermos o grau de investimento, que tem impacto no custo da dívida bruta do governo (que deve fechar em cerca de 63,4% este ano, ante 58,9% em 2014), na capacidade de empresas de se financiarem e dos investidores, será fatal o impacto sobre os juros e o câmbio. Tudo que o Brasil não precisa, e forte estímulo para Dilma vetar o fator previdenciário, que provoca urticárias no mercado.

Nehemias Fernandes Jaques

Peladas fiscais de Dilma se encontram com caso dos precatórios de Arraes e Eduardo - Quando o Tribunal de Contas da União (TCU) sinalizou ontem que pode rejeitar as contas da presidente Dilma Rousseff (PT), ao dar 30 dias para o governo apresentar contrarrazões, trouxe uma nova ligação entre as histórias de Dilma e da família Arraes. Para abrir esse prazo, o TCU invocou um caso emblemático na política pernambucana, o Escândalo dos Precatórios. O que marcou a biografia do então secretário da Fazenda Eduardo Campos (PSB), mais tarde governador e candidato a presidente contra Dilma em 2014, quando faleceu no acidente que comoveu o País. Em 1996, Eduardo era secretário da Fazenda na gestão Miguel Arraes. O governo estadual emitiu títulos públicos para quitar dívidas vencidas, precatórios. No ano seguinte, 1997, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) marcou a data para julgar as contas de Arraes. Como hoje ocorre no caso de Dilma, surgiram especulações de que o TCE rejeitaria as contas. Arraes questionou e foi à Justiça. Como podia haver julgamento sem ele sequer ter se defendido? O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) concordou e o ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), ratificou: o TCE não poderia julgar as contas sem antes ouvir Arraes. Além do mais, como no caso de Dilma, a palavra final caberia ao Legislativo, que em Pernambuco ficou sem votar contas de governadores até 2001, quando a Alepe afinal aprovou as contas de 1996. Por tudo isso, foi até descuido do TCU marcar a votação e só então invocar essa jurisprudência. No final, o acaso promoveu mais esse encontro da história da presidente com da famosa família da política. E já há outro agendado. Ana Arraes, filha de Arraes e mãe de Eduardo, é ministra do TCU. E participa do julgamento das contas de Dilma. Publicado por Giovanni Sandes

Nehemias Fernandes Jaques

JÁ PENSOU SE FOSSE GOVERNO DO PT? DESVIOS - Esquema de fraudes na PM de SP movimentou R$ 10 milhões. Compra de papel higiênico, bolacha, açúcar, clipe, pen drive, peças de veículos, programas para computador, ternos, reparos elétricos e hidráulicos, pinturas e, até, reforma de um lago de carpas. Esses e outros itens foram alvo de um esquema de fraudes em licitações instalado no Comando-Geral da Polícia Militar de São Paulo que envolveu ao menos R$ 10 milhões em dois anos, segundo uma sindicância da própria PM. As suspeitas, por ora, recaem sobre um oficial, o tenente-coronel José Afonso Adriano Filho, que confirmou parte do esquema e disse ter agido por ordem ou conhecimento de seus superiores. Assumo tudo o que fiz. Tudo foi feito somente para o bem e jamais para o mal\", disse à Folha o tenente-coronel, em sua casa em um condomínio em Itu (101 km de SP). Desde 2012 na reserva, Adriano Filho corre risco de cassação de sua patente, segundo a Secretaria da Segurança Pública, que diz ter avisado os órgãos responsáveis. Ele, que atuava no departamento desde 2000, afirmou que os desvios eram para bancar outras despesas da corporação -e não para enriquecimento próprio. As fraudes ocorreram ao menos entre 2009 e 2010, período em que foram comandantes-gerais da PM os coronéis Roberto Diniz e Álvaro Camilo, nas gestões José Serra e Alberto Goldman (PSDB). Parte do esquema incluía usar dinheiro da PM para pagar por produtos que não eram entregues, por exemplo. A investigação começou em fevereiro de 2012, após denúncia anônima, e terminou em agosto de 2014, com pedido de punição ao operador da fraude. O resultado foi enviado à Promotoria e ao Tribunal de Contas do Estado. Pelo relatório, assinado pelo coronel Levi Anastácio Félix, atual corregedor-geral da PM, a auditoria detectou irregularidades em todas as 458 licitações analisadas -as compras eram fracionadas para escapar da fiscalização externa e feitas de empresas que perderam os certames. PEÇAS E DINHEIRO VIVO Algumas compras chamam a atenção pelo volume, pois, em tese, seriam destinadas só ao Comando-Geral: 9.700 quilos de açúcar em três meses, 23.300 pacotes de biscoito em cinco meses e R$ 72.570 em gastos com clipes para papel. Não houve comprovação de entrega de todos os produtos. Um dos casos mais graves ocorreu na aquisição de peças para manutenção da frota do comando -pelo preço de R$ 1,7 milhão. Nenhuma peça paga foi entregue.

Nehemias Fernandes Jaques

QUEM É O SANTO DO TCU QUE QUER APONTAR PECADOS EM DILMA. Ministro Augusto Nardes, que ameaça rejeitar as contas da presidente Dilma Rousseff no TCU, teve sua nomeação no órgão devido “à inobservância do requisito constitucional da reputação ilibada e idoneidade moral”; Nardes respondia ao Inquérito 1827-9 - crime eleitoral, peculato e concussão, doação de campanha eleitoral. O Brasil é um país curioso, porque o passado é lembrado ou esquecido seletivamente. Por exemplo: quando Severino Cavalcanti elegeu Augusto Nardes – deputado pela Arena e suas sucessivas reencarnações – para uma vaga destinada à Câmara no Tribunal de Contas, o então presidente do órgão, Adylson Motta escreveu ao presidente Lula pedindo que não sancionasse a nomeação devido “à inobservância do requisito constitucional da reputação ilibada e idoneidade moral”. Nardes era processado – respondia ao Inquérito 1827-9 – crime eleitoral, peculato e concussão, doação de campanha eleitoral, segundo a publicação “No banco dos réus”, do site Congresso em Foco – pelos quais alguma alma caridosa le fez um “desconto” para pagar mil reais e fazer palestras em escolas públicas, o que, segundo a “prestigiosa” revista Veja, que publico acima, foi uma “malandragem”. Lula o nomeou, porque a vaga pertencia à Câmara e a Câmara o escolheu. Curioso é que, nove anos depois, Nardes pegou emprestado os argumentos que usaram contra ele e, já na Presidência do TCU, ameaçou vetar a posse do senador Gim Argelo por falta de “reputação ilibada e idoneidade moral”. De novo, minha fonte é a revista Veja, onde, aliás, o moralíssimo Ricardo Setti o saudou entusiasticamente dizendo que, ainda bem, existem homens como Nardes, “com vergonha na cara”. Agora, Nardes – redimido pela mídia – assume uma postura agressiva como jamais se viu no TCU, sob completa cumplicidade dos veículos de comunicação, sem que um único deles aponte e recorde quem é este senhor. O Brasil virou o país onde o cinismo é virtude, a hipocrisia é a verdade e a imprensa transforma em vestais as figuras mais sombrias, desde que isso ajude a derrubar o governo que – absurdo! – foi eleito pelo voto popular.

Nehemias Fernandes Jaques

Desmascarado, Aécio admite farsa e diz que Venezuela autorizou viagem O candidato tucano derrotado nas urnas, Aécio Neves (PSDB-MG), bem que tentou, mas teve que desmentir a conversa furada que lançou sobre a autorização, ou melhor, não autorização, de pouso de um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) levando uma delegação de parlamentares tucanos e da oposição para se encontrar com golpistas venezuelanos. Tucano espera que pista venezuelana tenha as mesmas condições do Aécioporto de Cláudio (MG), construído com R$ 14 milhões do erário público em terras do tio de Aécio Neves quando era governadorTucano espera que pista venezuelana tenha as mesmas condições do Aécioporto de Cláudio (MG), construído com R$ 14 milhões do erário público em terras do tio de Aécio Neves quando era governadorPor meio de sua página nas redes sociais, Aécio publicou nesta terça-feira (16) que o governo venezuelano autorizou o pouso do avião da FAB programada para quinta-feira (18). Mas na segunda (16), a conversa foi outra. Aécio fez um jogo de cena dizendo que o governo venezuelano teria vetado o pouso. A afirmação foi desmentida pelo Ministério da Defesa, que informou que Caracas ainda não havia dado resposta ao pedido. O jornal O Globo insuflou a bravata tucana e noticiou uma suposta recusa do governo de Nicolás Maduro em receber os senadores brasileiros. Mas como diz o ditado: a mentira tem pernas curtas. O governo da Venezuela autorizou a viagem e aproveitou para desmentir a suposta negação do pedido. Desmascarado, Aécio tratou logo de dizer que interpretou como “uma negativa” a falta de pronunciamento do governo Maduro sobre a autorização do pouso.




17/06


2015

Coluna da quarta-feira

    Cheiro de viés político

Ao navegar, ontem, pelos portais do Ceará e Rio Grande do Norte deu para perceber quanto os políticos daqueles Estados estão se mobilizando para atrair o Hub da Latam. O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), já esteve com a direção da Tam e da Lan, enquanto o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, que é potiguar, faz seu dever de casa em Brasília para assegurar o investimento em Natal.

Não é diferente do que observamos em Pernambuco. No mesmo dia em que o governador Paulo Câmara (PSB) reuniu a bancada federal, o senador Fernando Bezerra Coelho esteve com dois ministros para mostrar que Recife tem mais estrutura e leva vantagem pela qualidade do seu aeroporto e sua localização geográfica.

Já o ministro do Desenvolvimento, Armando Monteiro Neto, foi recebido em despacho ontem com a presidente Dilma, para tratar de um amplo programa que deve lançar nos próximos dias em sua pasta e, certamente, deve ter aproveitado a oportunidade para colocar em pauta a discussão do Hub, pedindo a sua interferência em favor do Estado.

Se Ceará, Rio Grande do Norte e Pernambuco se mobilizam com tanto afinco no campo político, o que leva a inferir é que o investimento em disputa, embora seja privado, pode sofrer forte influência política quando seus dirigentes vieram a tomar a decisão, optando por uma das três capitais nordestinas.

Se o componente for verdadeiramente político, pesando a palavra da presidente Dilma, o Ceará, aparentemente, tende a levar vantagem por ter um governador petista e, portando, aliado de primeira hora do Governo. Evidentemente, entre Pernambuco e Ceará, sem levar em considerações os aspectos estruturais e apenas os de natureza política, Dilma poria as mãos em favor do aeroporto de Fortaleza.

Se será assim, não se sabe, mas repito: o envolvimento de tantos políticos nessa disputa por um investimento de R$ 4 bilhões na área privada levanta uma leve suspeita de que o que vai pesar, no fritar dos ovos, será o poder político. Melhor que não fosse, porque não dá para comparar o aeroporto dos Guararapes com o de Fortaleza nem tampouco com o acanhado de Natal.

ESTREITOU– Ao sinalizar, em nota, que não existe o menor espaço para uma composição política com o ex-governador João Lyra, o prefeito de Caruaru, José Queiroz (PDT) deixou claro que vai se costurar com suas próprias linhas na sua sucessão. O que se diz entre os próprios aliados de Queiroz que ele, neste caso, só tem um nome para entrar na disputa: o do senador Douglas Cintra, do PTB e ligado ao ministro Armando Monteiro.

Os melhores prefeitosSegundo pesquisas que circulam em rodas palacianas, os três melhores prefeitos avaliados em Pernambuco são, pela ordem, José Queiroz (Caruaru), na foto, Madalena Brito (Arcoverde) e José Patriota (Afogados da Ingazeira). O PTB tem informações de que Izaias Régis está em curva ascendente, podendo até o final do ano aparecer entre os primeiros.

 

Reação petrolinense– Quanto ao prefeito de Petrolina, os próprios adversários do prefeito Júlio Lóssio (PMDB) reconhecem que ele já saiu há muito tempo da zona de risco e que vem se recuperando, com amplas chances de emplacar o sucessor. Que, aliás, pode sair dos quadros do PSB. Fala-se numa composição com o deputado estadual Lucas Ramos.

Das ruas para literatura– Irmão do ex-governador Eduardo Campos, o advogado Antônio Campos dá uma parada na sua agenda de pré-candidato a prefeito de Olinda e arruma as malas para ir à feira internacional do livro de Parati, no Rio. No próximo dia 3, faz palestra sobre o seu mais recente livro “Resistir em tempos difíceis: um olhar sobre o contemporâneo.

Ajuste fiscalO governador Paulo Câmara saiu, ontem, do gabinete do ministro da Fazenda, Joaquim Levy, com a promessa de que a equipe econômica vai apresentar uma posição oficial sobre o Plano de Ajuste Fiscal (PAF) em meados do próximo mês, incluindo as novas operações de crédito do Governo do Estado. “Precisamos nos adequar à realidade econômica atual em razão da profunda crise que vive o País”, disse Câmara.

 

CURTAS  

NEGRITUDE– Negro, o deputado Ossésio Silva (PRB) aplaudiu, ontem, a criação de uma frente parlamentar para discutir o extermínio da juventude negra no Estado. O Estado, segundo ele, ocupa as primeiras posições nas estatísticas nacionais em não aplicação de políticas que preservem a raça.

ESPORTES- “Quadra viva”, este é programa que o governador lança, hoje, às 11 horas, no Palácio das Princesas, para incentivar a prática de esportes na rede estadual de ensino em 54 municípios. Outro programa, o “Ganhe o Mundo Esportivo”, dará chances a intercâmbio para atletas em centros de referências mundiais.

Perguntar não ofende: Na conversa com Armando, Dilma se comprometeu a dar uma força para Pernambuco arrebatar o Hub da Latam? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

É SÓ BOMBA, NO COLO DO BRASILEIRO. MAS QUE GOVERNO ( ou desgoverno) É ESSE?????????????????????????????????????????

marcos

O Ministério da Fazenda já conta com o rebaixamento da nota de crédito do País pela agência de classificação de risco (\"rating\") Moody\'s (tipo de empresas que, apesar de terem sido um fiasco na crise de 2008/2009, servem de bússola para especuladores). O trabalho agora seria não permitir que a nota venha acompanhada de viés negativo (que iria de \"baa2\", hoje, para \"baa3\", último nível dentro do grau de investimento, informa o jornal). Se a perspectiva se confirmar, e perdermos o grau de investimento, que tem impacto no custo da dívida bruta do governo (que deve fechar em cerca de 63,4% este ano, ante 58,9% em 2014), na capacidade de empresas de se financiarem e dos investidores, será fatal o impacto sobre os juros e o câmbio. Tudo que o Brasil não precisa, e forte estímulo para Dilma vetar o fator previdenciário, que provoca urticárias no mercado.

marcos

Os ministros do Tribunal de Contas da União decidiram na manhã de hoje conceder prazo de 30 dias para que a presidente Dilma se pronuncie, no exercício da \"ampla defesa contraditória\", e explique as chamadas \"pedaladas fiscais\", antes que o TCU conclua o julgamento sobre as contas de 2014. Como vivemos em uma democracia, nos parece razoável que o prazo tenha sido concedido, afinal, democracia pressupõe racionalidade, e a exigência de cumprimento de ritos, no qual o contraditório se insere. Resta saber como o Palácio do Planalto explicará as tais \"pedaladas\".

marcos

Hoje é o \"dia D\" do fator previdenciário, embora Dilma tenha sinalizado ontem em encontro com senadores que vetará a flexibilização da regra com a introdução da fórmula 85/95, e que enviará ao Congresso proposta alternativa. Já que está tão preocupada em indicar ao mercado de que continua firme no ajuste fiscal, a presidente devia ordenar que a Previdência fosse mais transparente na apresentação de suas contas. É preciso quebrar essa caixa-preta para que a sociedade saiba quem, afinal, é o maior responsável pelo propalado \"rombo previdenciário\".

Nehemias Fernandes Jaques

SUS oferecerá tratamento inovador para hepatite C. Brasileiros passarão a contar, ainda este ano, com um dos tratamentos para hepatite C mais inovadores disponíveis no mundo. A Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec) decidiu, por unanimidade, recomendar que esses medicamentos passem a ser utilizados no SUS. O novo tratamento, composto pelos medicamentos daclatasvir, sofosbuvir e simeprevir, tem uma taxa de cura de 90%, significativamente maior que todos os tratamentos utilizados até o momento, e duração de 12 semanas, contra as 48 semanas de duração da terapia anterior. Outra vantagem é que todo o tratamento é oral, dando mais qualidade de vida e conforto ao paciente. Para a compra dos medicamentos, nesse primeiro ano, a previsão é de que sejam investidos até R$ 500 milhões para o atendimento de 15 mil pacientes. Durante a reunião da Conitec também foi apresentado o novo Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas (PCDT) para a doença, com novas recomendações e orientações para a condução do tratamento. O novo PCDT deverá entrar em consulta pública nos próximos dias e já conta com a recomendação de aprovação. Com investimento de até R$ 500 milhões, a nova terapia tem taxa de cura de 90% e duração de apenas 12 semanas, contra 48 semanas do tratamento anterior




16/06


2015

Coluna da terça-feira

     PSDB tem entraves

Parte do diretório municipal do PSDB tentou propagar a ideia de que a convenção destinada à renovação do mandato dos seus dirigentes no Recife, domingo passado, serviu para avalizar a pré-candidatura de Daniel Coelho a prefeito. Quem não entende do mínimo desse jogo acabou caindo na onda.

Diretório municipal, mesmo que já estivéssemos em junho de 2016, prazo das convenções, não tem autonomia para tomada de deliberação tão importante. Isso só se dá quando as arrumações começam a ser feitas de cima para baixo, ou seja, do plano nacional para o local. Recife não é uma ilha.

E como tal, terá que esperar a orientação da executiva nacional tucana. O que existe, hoje, é um projeto pessoal de Daniel, que já está em campanha desde o momento em que foi eleito federal, no ano passado. A direção tucana nunca fez sequer um único pronunciamento sobre este seu desejo.

E não fará nem tão cedo. Candidatura própria do PSDB a prefeito do Recife não é prioridade de Aécio Neves nem tampouco de Geraldo Alckmin, que já disputam a preferência do partido para a corrida presidencial de 2018. Eles têm a exata noção de que para qualquer projeto nacional é estratégico e oportuno manter a aliança com o PSB em 2016.

Mesmo Dilma tendo vencido a eleição no segundo turno, Aécio saiu de 5% no primeiro turno para 32% no segundo turno em Pernambuco graças ao apoio do PSB. No Recife, que interessa mais no quadro atual com vistas a 2016, Aécio teve uma votação muito mais expressiva, chegando a 40.83%.

E quem coordenou a campanha presidencial do tucano no Estado, vale a ressalva, foi o prefeito Geraldo Júlio, que agora, mais do que nunca, precisa dessa retribuição do PSDB nacional. Se isso por si só não fosse suficiente para mostrar que a versão do diretório municipal de apoio a Daniel é uma pulha, as principais correntes tucanas estão com aliados ocupando cargos no Governo Paulo Câmara.

O atual presidente do diretório estadual, Bruno Araújo, respaldou a indicação do presidente do Porto do Recife, Olavo de Andrade Lima. O prefeito de Jaboatão, Elias Gomes, juntamente com o filho, o deputado federal Betinho Gomes, respaldaram a ida de Evandro Avelar para a Secretaria da Micro e Pequena Empresa, Qualificação e Trabalho.

Indicada por Daniel Coelho, com quem fez dobradinha na eleição passada, a ex-deputada Terezinha Nunes está abrigada na Jucepe, onde acolheu, igualmente, uma penca de aliados do pretenso candidato a prefeito. O secretário-executivo da Micro Empresa, João Freire, também é uma indicação de Daniel, um dos seus coordenadores de sua campanha à Prefeitura do Recife nas eleições de 2012 e funcionário do seu gabinete na Assembleia Legislativa. 

Bem intencionado com o PSDB, o PSB foi mais além. Abriu uma vaga na Assembleia Legislativa para o deputado Antônio Moraes, que não se elegeu, ficando na suplência. A aliança PSDB-PSB no Estado tem, por si só, implicações com as eleições no Recife. Não dá para separar, como pregam alguns tucanos, a não ser que muitos dos que ocupam funções relevantes no Governo estadual estejam ali por mero oportunismo.

ELE VOLTOU! – Seis meses após deixar o Governo, o ex-governador João Lyra Neto (PSB) pisou, ontem, no Palácio das Princesas, pela primeira vez. Participou da reunião da bancada federal com o governador Paulo Câmara, para definir uma estratégia política com vistas a fortalecer Recife a arrebatar o Hub da Latam. “Estou entrando pela porta que sai”, brincou Lyra, que, sábado passado, já havia recebido Câmara em sua fazenda no tradicional forró da Macambira.

Pode atrapalharLíder do PT no Senado, Humberto Costa, que fez ontem o gesto de atender à convocação do governador para a reunião em Palácio, acha que o fato do aeroporto de Fortaleza ter entrado no pacote de concessões não representa uma vantagem para ganhar o Hub da Latam. “Pode, ao contrário, ser uma desvantagem, porque a Tam e a Lan precisam de interlocutores de imediato que lhes deem garantias e não se sabe até quem assumirá o controle do aeroporto cearense”, advertiu.

Base ameaçada– Coube ao líder do DEM, Mendonça Filho, lembrar um detalhe importante na reunião da bancada federal com o governador: que o Estado não abrisse mão de continuar sediando a Base Aérea. Pelas exigências da Tam, o espaço onde hoje funciona o centro de operações da Aeronáutica seria absorvido pelo novo investimento. “A Base pode ser levada para outro município próximo, desde que não saia do Estado”, defendeu, sendo apoiado pela unanimidade da bancada.

Promessa de ministro – Na conversa que teve com os deputados, ontem, na Assembleia, o ministro da Integração, Gilberto Occhi, repetiu o que havia dito antes ao governador Paulo Câmara: está fazendo esforços para cumprir o organograma da adutora do Oeste. Quanto à Transposição, disse que suas obras só acabam agora em 2017.

Mais uma estradaO governador Paulo Câmara entrega, na próxima sexta-feira, um trecho de 13 km ligando Camocim de São Félix a Bonito, no Agreste. A estrada, que estava completamente destruída, é um importante canal de escoamento da produção de laranja e hortaliças na região. A etapa até Bezerros, que ainda está transitável, representando mais 16 km, fica para o próximo ano.

 

CURTAS

JUSTIFICATIVA– O prefeito de Caruaru, José Queiroz (PDT), disse que não foi ao forró de João Lyra, sábado passado, na fazenda Macambira, por se tratar de um evento político. “No campo pessoal, estamos bem, mas na política nossos projetos são distintos”, alegou, referindo-se a Lyra.

CONFRATERNIZAÇÃO- João Lyra, por sua vez, estranhou a versão do prefeito. Disse que promove a festa há mais de 20 anos como confraternização da sua família com amigos. “Como político, não posso deixar de convidar correligionários e lideranças dos mais diversos campos partidários”, afirmou, adiantando que respeita a posição do prefeito.

Perguntar não ofende: Quem acredita que a transposição seja mesmo concluída em 2017?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

De acordo com a \"Folha\", o \"Programa do Jô\" da última sexta-feira (12), em que foi exibida a entrevista do apresentador com a presidente Dilma, com duração de 70 minutos, atingiu 7 pontos no Ibope. Em comparação com o Ibope do programa na sexta-feira da semana anterior, o aumento foi de apenas 2 pontos. Como cada ponto equivale a 27 mil domicílios na Grande São Paulo, e contando que cada domicílio possui uma média de quatro moradores, possivelmente um total de 1,2 milhão de pessoas teriam assistido à entrevista no mais populoso estado do país. São números que não mentem sobre o atual estágio de impopularidade da presidente da República. QUE VERGONHA DILMINHA.

marcos

\"Globo\" aponta prejuízo de R$ 1,1 bilhão (R$ 351, 7 mi/ano) no caixa do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador) com os empréstimos (11,9 bi desde 2007), a juros subsiados, do BNDES a empreiteiras brasileiras no exterior, entre elas a rainha da boquinha, a Odebrecht. É o FAT quem paga o seguro-desemprego e o abono salarial dos empregados, cujo corte no ajuste atingiu R$ 18 bi. O chefão da empreiteira, Marcelo Odebrecht, declarou que \"não há nada ilegal ou imoral\" nas operações do banco no exterior. Ilegal, pode não haver, mas que é imoral, ah, isso é!

marcos

PERGUNTAR NÃO OFENDE: Será que alguém tem SACO pra ler as postagens de NEMIA ?

Nehemias Fernandes Jaques

RECORDAR É VIVER: Folha de S. Paulo, 13/8/2004 Lula vetou convocação de FHC para depor a respeito de operação do BC A ameaça de convocar o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso para prestar depoimento à CPI do Banestado é baseada numa operação de US$ 840 milhões entre o Banco Central e o banco espanhol BBV (Bilbao Viscaya) em 1998. Levado o caso ao conhecimento do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ele vetou a convocação de Fernando Henrique, segundo a Folha apurou. No entanto, a ameaça e o veto evidenciam que membros do PT na CPI têm uma linha direta com o Palácio do Planalto para levar informações sobre os tucanos. O ministro José Dirceu (Casa Civil) é o receptor dos dados. Foi ele quem informou Lula da possibilidade de convocar FHC, mas manifestou posição contrária à idéia. O presidente Lula também achou que seria um \"constrangimento injustificado\". A ameaça de convocar o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso para prestar depoimento à CPI do Banestado é baseada numa operação de US$ 840 milhões entre o Banco Central e o banco espanhol BBV (Bilbao Viscaya) em 1998. Levado o caso ao conhecimento do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ele vetou a convocação de Fernando Henrique, segundo a Folha apurou. No entanto, a ameaça e o veto evidenciam que membros do PT na CPI têm uma linha direta com o Palácio do Planalto para levar informações sobre os tucanos. O ministro José Dirceu (Casa Civil) é o receptor dos dados. Foi ele quem informou Lula da possibilidade de convocar FHC, mas manifestou posição contrária à idéia. O presidente Lula também achou que seria um \"constrangimento injustificado\". Em outubro de 1998, o Banco Central aplicou US$ 840 milhões no BBV a uma taxa anual de juros de 6% por um período de quatro anos. Ao mesmo tempo, o BBV aplicou US$ 840 milhões em títulos brasileiros a uma taxa de 14,5%. A transação foi parte de um acordo entre o governo e o BBV para permitir que o banco espanhol comprasse o Excel Econômico por US$ 500 milhões. Membros da CPI disseram a Dirceu que possuem um documento no qual FHC avaliza a operação -o que é natural, pois, para um banco estrangeiro comprar um banco nacional, é preciso haver uma autorização presidencial. O mesmo episódio levou o ex-presidente do BC Gustavo Franco a ser reconvocado para depor na CPI do Banestado. Em data ainda a definir, pretende-se que ele explique a \"operação casada\". \"Temos indícios de que essa operação, na qual o BBV ganhou US$ 76 milhões a mais que o Banco Central brasileiro, foi parte da negociação para a venda do Excel Econômico\", disse no final de março o deputado federal José Mentor (PT-SP), relator da CPI. O líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM), disse que convocar Fernando Henrique Cardoso e Gustavo Franco por esse motivo \"é ridículo\". \"Foi uma decisão de autoridades, diferente de o presidente do Banco Central [Henrique Meirelles] e do Banco do Brasil [Cássio Casseb] terem de explicar operações do patrimônio privado\", afirmou. FHC não havia respondido a um telefonema da Folha até as 19h de ontem. Em março, Franco disse, em nota, que o Banco Central tem de aplicar parte das reservas do país em bancos de primeira linha no exterior e que a rentabilidade dessa aplicação segue taxas de juros do mercado internacional. Segundo a nota, \"o BC procurava aplicar as reservas em bancos que tivessem investimentos no Brasil\". Como o BBV queria entrar no mercado brasileiro e o Banco Central tinha o interesse numa solução para o Banco Excel Econômico, que estava em situação financeira difícil, o banco espanhol propôs que a contrapartida fosse a aplicação de parte das reservas brasileiras, o que foi feito. Esse Lula, realmente é um cara bom!!!

Nehemias Fernandes Jaques

PETROLEIROS PROTESTAM CONTRA PROJETO DE SERRA. Representantes dos trabalhadores, sobretudo petroleiros, vão se concentrar hoje (16) no Senado para fazer pressão contra projeto do senador José Serra (PSDB-SP) que pretende mudar o regime de partilha na exploração do petróleo do pré-sal, estabelecido pela Lei 12.351, de 2010. Com o Projeto de Lei do Senado (PLS) 131/2015, Serra quer derrubar o artigo 10 da lei, segundo o qual a participação da mínima da empresa estatal nos consórcios de exploração não pode ser inferior a 30%. Mas isso pode ferir interesses nacionais, já que com a lei de 2010 o país passou a ter mais soberania na produção de petróleo. A propriedade sobre o petróleo passou a ser do Estado, e não mais da empresa concessionária que faz a extração.




15/06


2015

Coluna da segunda-feira

     O affair Queiroz 

A ausência do prefeito de Caruaru, José Queiroz (PDT), no tradicional forró promovido pelo ex-governador João Lyra Neto (PSB), sábado passado, na fazenda Macambira, só serviu para ratificar que não há de fato a menor chance de entendimento nas eleições para prefeito do ano que vem entre os dois grupos.

Já o deputado Tony Gel (PMDB) roubou a cena, deixando de lado as indiferenças. Sua presença sinalizou que deseja e pode fazer uma aliança com João Lyra. Adversários históricos e figadais, Gel e Lyra contam com a torcida do governador Paulo Câmara, que aprovou o gesto do parlamentar peemedebista. “Ele (Gel) deu uma demonstração de grandeza”, disse Câmara.

Antes de seguir para a fazenda Macambira, o governador foi recebido pelo prefeito, que com ele circulou pela cidade para mostrar três grandes obras que vem tocando na área urbana. Mas ao final da última visita Queiroz se despediu e disse, secamente, que não poderia acompanhá-lo até o forró de Lyra. “Eu pensei que Queiroz viria”, lamentou Câmara.

Enquanto o prefeito optou pela radicalização no confronto com Lyra, no plano estadual o ministro Armando Monteiro (Desenvolvimento) quebrou o gelo com o governador, cumprimentando-o em sua mesa repleta de aliados, entre os quais o prefeito do Recife, Geraldo Júlio (PSB), e o presidente da Assembleia Legislativa, Guilherme Uchoa (PDT).

Antes dele já havia chegado o senador Humberto Costa, líder do PT no Senado, que circulou bem à vontade no convescote. A ausência do prefeito, assunto mais comentado, já era esperada pelos correligionários do ex-governador, que chegou a ligar pessoalmente para convidá-lo.

“Ele me disse que viria”, chegou a comentar João Lyra após confirmar o telefonema. Há quem diga que o prefeito tenha se ausentado para não contrariar Wolney Queiroz, seu filho, deputado federal, que segundo uma fonte ouvida pelo blogueiro, além de não atender a ligação de João Lyra não teve a delicadeza de retornar a ligação, mostrando que de sua parte o grau de radicalização é maior.

Mesmo assim, Lyra conseguiu fazer uma grande festa, atraindo cerca de 800 convidados, a maioria políticos, que os recebeu ao lado da filha, a deputada estadual Raquel Lyra. Pela desenvoltura do ex-governador, que fez questão de circular ainda por quase todas as mesas, ficou a impressão de que será ele e não a filha o candidato do grupo a prefeito.

MÃO ESTENDIDA– Muito bem à vontade na fazenda de João Lyra, o deputado Tony Gel (PMDB) disse que não foi a primeira vez que ali esteve. “No jantar do seminário Todos por Pernambuco eu também estive aqui”, lembrou o parlamentar, dando a entender que pode discutir uma aliança com o ex-governador. “Tudo é possível na política”, disse Gel, que é pré-candidato a prefeito e se uniria a Lyra com o único objetivo de acabar com a hegemonia de Queiroz.

Quebrando o geloJá sem conseguir dissimular desconforto na fazenda de João Lyra, o ministro Armando Monteiro deu um abraço muito rápido no governador e reclamou dos jornalistas. “Não é a primeira vez que estive com Câmara. Na inauguração da Fiat, em Goiana, também nos encontramos”, justificou. Mas foi o próprio Armando que reclamou que o governador não o procurava em Brasília para cuidar dos interesses do Estado depois de afirmar que sua articulação política era falha.

Bateu, levou! – O deputado Aluísio Lessa (PSB) também foi escalado pelo Palácio para rebater o ministro Armando Monteiro, que afirmou que o PSB fez um desajuste nas contas estaduais. “Ele foi desrespeitoso com os 27 governadores e 5,5 mil prefeitos do País, que por causa da desastrosa política econômica do PT estão enfrentando dificuldades e aguardando a boa vontade da equipe econômica para fazer os ajustes fiscais”, afirmou.

Unindo forças – Na tentativa de fortalecer politicamente o Estado na busca do Hub da Latam, o governador Paulo Câmara (PSB) reúne, hoje, toda a bancada federal, às 11 horas, no Salão das Bandeiras do Palácio do Campo das Princesas. Pernambuco tem 25 deputados federais e três senadores, entre os quais Humberto Costa, líder do PT no Senado, que pode ter papel importante pelo trânsito fácil com a presidente Dilma.

O dedo petistaO que se diz em Brasília é que se a decisão da Lan e da Tam, que juntas abrirão uma Hub (central de operações de voos internacionais) no Nordeste, se der no campo da política ganha Fortaleza. “Dilma tende a arrastar a sarda para a sua brasa”, diz uma fonte candanga ao se referir ao fato de o governador do Ceará, Camilo Santana, ser do PT, partido da presidente, tendo sido fiel escudeiro na campanha presidencial.

 

 

 

 

 

CURTAS  

CAPACITAÇÃO– Secretários, fiscais de obras e consultores de 28 prefeituras do Agreste participam hoje do 1º Ciclo de Capacitação promovido pela Secretaria de Planejamento. As aulas serão ministradas na Universidade Maurício de Nassau, em Caruaru, como forma de o Estado fortalecer as parcerias com os municípios.

BANDIDAGEM- Do líder nas Minorias na Câmara dos Deputados, Bruno Araújo(PSDB), ao endurecer o discurso contra o Governo Dilma: “Mais do que nunca o Brasil precisa de uma organização para se opor a esse grupo de mentirosos e bandidos que tomou o Brasil de assalto”.

Perguntar não ofende: José Queiroz não foi ao forró de João Lyra temendo levar mais um coice?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Nos dias que precederam a realização de seu congresso nacional, o PT esbravejou, prometeu duras críticas ao ajuste fiscal e à política econômica de Dilma, deu impressão de que crucificaria o ministro Levy, afirmou que iria proibir o financiamento privado, entre outras \"pautas de luta\". Ao fim do evento, entretanto, o máximo que os dirigentes petistas conseguiram foi redigir um documento ameno que fala em um momento \"difícil e delicado\" do País. Depois das bravatas e dos ataques aos inimigos de sempre, o PT saiu do encontro menor do que entrou.

Nehemias Fernandes Jaques

Com a derrota de Queiroz anunciada, vai ter convescote. Metam os peitos!

adalberto ribeiro

Eu pensei que o locutor Queiroz fosse ao menos um pouqinho mais inteligente, ou menos bronco. Ele agora, mais uma vez, confirma seu proprio isolamento e a sina de politico terminal. A cada dia mais isolado, sem amigos e sem aliados, o locutor tece a crônica de uma futura derrota na feira de Caruaru e leva consigo \"o meu garoto\" Wolney, que nao tem luz propria e tem muita vaidade




13/06


2015

Coluna do sabadão

Sem apoio no PT

Ciceroneada pelo ex-presidente Lula, que acalmou a plebe, a presidente Dilma fez a defesa do ajuste fiscal do Governo durante a abertura do 5º Congresso Nacional do partido, em Salvador, quinta-feira passada. Afirmou que o Governo teve a "coragem" de fazer o ajuste, que qualificou como uma das "ações táticas", e disse que o PT deve saber fazer "a leitura correta da conjuntura em que estamos vivendo".

"O PT, disse Dilma, é um partido preparado para entender que muitas vezes as circunstâncias impõem um movimento tático". As medidas do ajuste fiscal, destinadas a conter a inflação e sanear as contas públicas, são alvo de críticas de setores do PT, que queixam-se da orientação do ministro da Fazenda, Joaquim Levy, e da suposta retirada de direitos sociais.

Ao discursar na abertura do congresso, o presidente do partido, Rui Falcão, chegou a afirmar que não é possível "retomar o crescimento provocando recessão nem que se possa combater a inflação com juros escorchantes e desemprego de trabalhadores". Segundo ele, o ajuste não pode ser "firme com fracos e frouxo com os ricos".

Com receio de sofrer vaias – ela chegou ainda a ser hostilizada – a presidente passou o tempo inteiro da sua fala tentando justificar o ajuste. “Tivemos a coragem de fazer o ajuste. Nós somos um governo que temos a coragem de realizar ajustes. E faz esse ajuste para dar perenidade e sustentabilidade para fazer avançar o projeto de desenvolvimento e mudança que adotamos desde 2003", declarou.

E acrescentou: "Trata-se de preservar conquistas, de consolidar avanços e de estabelecer um novo mandato de mudanças. Nós temos agora de sustentar toda uma política contra a crise, nós temos de fazer uma escolha: ajustar o mais rápido possível a economia para voltarmos a crescer".

Diante de uma plateia fria, que rejeita as medidas, Dilma pediu o apoio do partido ao Governo. "Esta é a hora de ver quem é quem". Nos momentos de calmaria há os que querem ser parceiros na vitória. Sei que posso contar com o PT e com os partidos aliados. Eu preciso contar com o meu partido, um partido vivo, que sempre se forjou no debate. Eu sei que o PT está engajado no Governo que o elegeu. Este governo não pode prescindir do apoio do PT". Pelo visto, um discurso de quem não tem o respaldo sequer do seu partido.

HOSTILIDADE– O encontro do PT na capital baiana se encerra hoje. Segundo a direção nacional, o objetivo central da plenária é "trabalhar uma resolução política que represente o diálogo intenso com a militância e a sociedade para apontar os caminhos de fortalecimento do PT e manter o crescimento do Brasil." Mas, na prática, representou a tentativa de reaproximação da presidente com o seu partido, hostil ao ajuste fiscal no Congresso.

Sem degola– O presidente da OAB-PE, Pedro Henrique Alves, garante que reina um ambiente de entendimento e harmonia no seu grupo, que já fechou com a indicação do advogado Ronnie Duarte para disputar à sua sucessão. Ressalta que, ao contrário que noticiamos, não existem divergências pessoais capazes de deixar de fora da chapa o ex-presidente Henrique Mariano e o conselheiro federal Pelópidas Neto. “O risco deles serem rifados é próximo a zero”, afirmou.

Visão de ministro– Na sua passagem, ontem, pelo Recife, o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Aldo Rebelo, disse que os estádios brasileiros dão prejuízos em razão da falta de organização do futebol. A declaração veio na esteira das denúncias publicadas no jornal Folha de São Paulo, apontando que oito das doze arenas construídas há um ano para receber jogos da Copa do Mundo registraram prejuízos que somam mais de R$ 126 milhões.

Vai trazer dinheiro? – O ministro da Integração, Gilberto Occhi, confirmou aos deputados Rodrigo Novaes (PSD), Miguel Coelho (PSB) e Claudiano Martins (PSDB), que com ele estiveram em Brasília, a sua presença no Recife na próxima segunda-feira. Participa, logo cedo, às 10 horas, na Assembleia, de um debate sobre o agravamento da seca no Estado. Seria bom o ministro explicar por que a União não repassa sequer o dinheiro para pagar carros pipas.

Na linha de frente– Sobre o comentário desta coluna de ontem, de que deveria assumir uma posição mais propositiva em favor do hub da Latam, o ministro Armando Monteiro (Desenvolvimento) revela que foi o primeiro a procurar a presidente da Tam, Cláudia Sender, para mostrar as vantagens do Recife em relação aos aeroportos de Fortaleza e Natal. E vem trabalhando intensamente nos bastidores para que o Estado posso vir a obter essa grande vitória, que representa investimento da ordem de R$ 4 bilhões, com geração de 10 mil empregos.

CURTAS

ENFIM, A PAZ - O prefeito de Caruaru, José Queiroz (PDT), confirmou sua presença, hoje, no tradicional forró pé de serra promovido pelo ex-governador João Lyra Neto (PSB) em sua fazenda Macambira, a 10 km de Caruaru, já em terras do município de Agrestina. O convescote terá também a presença do governador Paulo Câmara.

PERDAS- A liminar que suspende artigos da nova Lei dos Royalties, pelo STF, fez com que os Estados e Municípios deixassem de arrecadar R$ 15,7 bilhões. O cálculo foi feito pela Confederação Nacional de Municípios (CNM). A perda foi registrada desde a liminar que suspendeu a distribuição igualitária dos royalties de petróleo, pactuada pelo Congresso Nacional.

Perguntar não ofende: Lula já está em campanha para 2018?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores