FMO janeiro 2020

27/05


2013

Jungmann aciona MPPE para investigar APAC e PCR


















Nesta segunda-feira (27), às 11h, o vereador Raul Jungmann (MD) dará entrada junto ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE) com pedido de investigação sobre o polêmico comunicado da Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) e a ação da Prefeitura da Cidade do Recife (PCR) para com o episódio das chuvas que caíram sobre a cidade na semana passada.

Durante o temporal, a Apac veio a público informar que avisara a PCR com 11 horas de antecedência acerca das fortes chuvas provenientes da região leste que atingiriam a região.

Entretanto, a Prefeitura do Recife afirmou, num primeiro momento, ter recebido o comunicado, mas, em seguida num segundo momento, negou ter recebido tal informação. Comunicado este, aliás, que não fora repassado para a população.

As prefeituras que compõem a Região Metropolitana e Codecir, órgão que cuida das 3.800 áreas de alto risco existentes na capital pernambucana também negam qualquer tentativa por parte da APAC e PCR de avisá-los sobre as alterações climáticas.

Jungmann lembra que "3,5 milhões de pessoas e as demais 13 prefeituras da RMR foram mantidas desinformadas, sem poderem se prevenir e defender a população da calamidade, da qual a APAC e a PCR, e apenas elas, tinham conhecimento”. Segundo o vereador, “isso não pode se repetir e os responsáveis têm que ser punidos".


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

adalberto ribeiro

Esse rapaz é muito manjado como cricri de redaçoes

mauro silva

Jungmam,aproveita seu momento justiça e pede ao STF para julgar seu processo sobre desvios no ministéiro da reforma agrária,algo em torno do 32 milhões.Não sei se ele lembra mais a seu pedido o processo corre em segredo de justiça.

joao carlos da silva

Muito bem Raul, bota pra quebrar em Geraldo faz tudo. Quer dizer que ele sabia da catastrofe e se omitiu, um absurdo.

Raimundo Eleno dos Santos

Ops! Raul Jegue Man, o nome do prefeito é Geraldo Júlio. Não Conheço nem um prefeito da Região Metropolitana do Recife com o nome de São Pedro. Mas como vc é do ex-PPS, sei que é chegado a tricas e futricas.

o povo da de olho

O POVO QUER SABER O RESULTADO DESTA AÇÃO DA PREFEITURA QUE PREJUDICOU O POVO RECIFENSE. IMORAL.


IPTU Cabo

27/05


2013

A charge do dia

 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Sérgio Ricardo Claudino Patriota

O PMDB age tal qual uma vagabunda de meio de rua. Leva para casa quem dá mais!

Raimundo Eleno dos Santos

Poucos, pouquíssimos partidos são ideológicos, fisiológicos existem às pampas. Não são prostitutas, são rampeiras, mesmo!


Governo de PE - Decimo Terceiro

27/05


2013

Artigo especial

   Arraes torcia pelo Íbis

      * Ítalo Rocha Leitão

Argel, capital da Argélia, 1978. Manhã de domingo. A família Arraes reunida para mais um almoço longe do continente sul-americano. Miguel Arraes sentado numa cadeira de balanço, ao lado de Dona Madalena e dos filhos.

Entre eles, o caçula Pedro, de 13 anos, o único dos dez filhos nascido no exílio, mais precisamente em Paris. Aos domingos, Arraes costumava abrir a correspondência que chegava às suas mãos na frente de todos.

Eram cartas de amigos e companheiros de várias partes do mundo, menos do Brasil. Da terra natal, não saía nada endereçado a um dos inimigos mais visados da Ditadura Militar, que havia se instalado no Brasil desde o dia primeiro de abril de 1964.

Moravam sob o mesmo teto, Arraes, Pedro e Mariana, filhos da união do viúvo Miguel Arraes com a professora Madalena Fiúza, e os outros oito filhos do primeiro casamento de Arraes com Célia de Souza Leão: José Almino, Augusto, Ana, Miguel Arraes Júnior (Guel), Marcos, Maurício, Carmen (Nena) e Luiz Cláudio (Lula).

Marcados por muitas saudades, os filhos sempre aperreavam o pai por notícias do Brasil. Já tinham se passado três meses que Pedro encomendara aos primos uma revista Placar para saber notícias do futebol. Na hora de abrir as encomendas, era o primeiro a se postar à frente do pai.

A casa deles ficava numa área central de Argel, perto do Palácio do Povo, a residência do presidente socialista Boumedienne, que tão bem acolhera a família Arraes. Pedro já não se continha de ansiedade quando de repente o pai abriu uma caixa e puxou de dentro dela a tão aguardada Placar.

Sob uma alegria contagiante, o adolescente começou a folheá-la. De repente, olhou para o pai e esboçou uma expressão de tristeza e melancolia. Uma reportagem especial com o Íbis deixara Pedro consternado. Estava lá escrito que se tratava do ''pior time do mundo''. E mais: tinha apenas um torcedor, o folclórico Chico do Táxi.

Vendo o filho quase às lágrimas por ter acabado de tomar conhecimento de tão humilhante situação, Arraes olhou para ele e disse com aquele seu jeito incisivo e determinado de falar as coisas: ''Pedro, meu filho, a partir de hoje o Íbis terá dois torcedores''.

Consolado, Pedro sentou-se ao lado do pai para mais um almoço em família no exílio que os Arraes amargaram por 15 anos num país do continente africano.

De volta ao Brasil, e investido novamente no cargo de governador que o Golpe Militar de 64 lhe havia impedido de concluir, Arraes sempre era indagado por qual time torcia.

Durante uma entrevista coletiva, numa época em que Arraes ia enfrentar as urnas e a disputa entre Náutico e Sport estava bastante radicalizada, um repórter metido a engraçado quis fazer uma provocação: ''Dr. Arraes, é verdade que o senhor é torcedor do Sport?!''.

Arraes, que com muita elegância e bom humor sabia como ninguém se sair dessas situações embaraçosas, devolveu no mesmo tom: ''Como torcedor do Íbis, que tem na sua camisa as cores vermelha e preta, eu sou rubro-negro''. E deu aquela gargalhada, tão própria dele. Quem estava por perto, e não era pouca gente, também não se aguentou.

Ítalo Rocha Leitão é jornalista


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

um homem que não sabe vira as página de um livro, não merece ler ele todo.

JOSE PINTO DA SILVA

pena de ver em seu semblante aquela tristesa de um homem vitorioso derrotado pelas as urnas por culpa de uma traiçao na criaçao dos precatorios aquilo foi uma traiçao contra um homem serio e honesto chamado miguel arraes de alencar o governador eterno de pernambuco

clovis cavalcanti

parabéns pela matéria, ARRAES GUERREIRO DO POVO BRASILEIRO.

JOSE PINTO DA SILVA

tudo e por todos derrotado nas urnas por calsa de uma campanha politica flocada pelos seus inimigos justamente por calsa dos precatorios nos servidores publicos naquele mes de desembro em pleno final de anoi sem decimo terceiro e sem salario mais eu fui fazer aquele visita ao meu governador e tive

JOSE PINTO DA SILVA

dr arraes um homem sem mentiras e sem meias palavras eu tive o prazer de estar com ele no ultimo mes e ano do seu governo em um periodo muito ruim para o estado nas eleiçoes que elegeu o odioso jarbas vasconcelos sente e percebi que o dr. arraes esta so naquele dia em um final de ano abandonado por


acolher

27/05


2013

Coluna da segunda-feira

        O calo de Dilma

O PMDB virou o bicho papão para o Governo Dilma. Maior partido do País, com diretórios em todos os municípios, maior bancada no Senado e na Câmara, a legenda há muito perdeu a sua hegemonia. Virou uma frente, tem mais caciques do que índios e um único ideal: a perseguição pelas práticas fisiológicas.

Foi assim com Sarney, Collor, Fernando Henrique, Lula e não poderia ser diferente com Dilma. Neste Governo, particularmente, o PMDB exagerou na dosagem. Aproveita a possível candidatura do governador Eduardo Campos, em busca de uma terceira via, para deixá-la refém dos seus interesses mais paroquiais.

Levantamento em cima da votação da MP dos Portos, que o Governo só aprovou porque se dobrou ao toma-lá-dá-cá, sob a promessa da liberação de R$ 1 bilhão em emendas individuais de autoria dos deputados, aponta que o PMDB foi o partido que mais traiu, aparecendo no rabo da gata no item fidelidade.

Se não bastasse, dos 82 deputados que integram a bancada na Câmara 52 assinaram o pedido de instalação da CPI da Petrobras. Inconformada, Dilma não foi ao jantar com deputados e senadores do partido promovido pelo vice-presidente Michel Temer, no Palácio Jaburu.

O calo da presidente é o líder na Câmara, Eduardo Cunha (RJ), que se rebelou na MP dos Portos e orientou, embora negando, o deputado Leonardo Quintão (PMDB-MG) a colher as 199 assinaturas. O PMDB não é um problema para Dilma apenas no Congresso.

Em busca do apoio do partido para emplacar a reeleição, a presidente enfrenta dificuldades em seis Estados, entre os quais Rio de Janeiro, segundo maior colégio eleitoral do País.

Ali, o governador Sérgio Cabral, depois de ser contrariado pela nova partilha dos royalties, exige a retirada da pré-candidatura do senador Lindbergh Farias, que concorre ao Governo estadual pelo PT, para apoiar o projeto de reeleição de Dilma.  

PALANQUE – O governador Eduardo Campos fala, hoje, sobre sua candidatura ao Palácio do Planalto para os mais de 300 vereadores do PSB num seminário que começa logo cedo, às 9 horas, no Mar Hotel, em Boa Viagem. O encontro será aberto pelo presidente estadual da legenda, Sileno Guedes, e contará também com a presença de deputados federais e estaduais socialistas, além de prefeitos. Este blogueiro falará sobre o uso da net na ação parlamentar.

Pisou na bola - O presidente da Amupe, José Patriota, prefeito de Afogados da Ingazeira,  ganhou a antipatia das lideranças de Ingazeira, município próximo, ao bombardear o projeto de uma barragem no município. Teve que emitir uma nota para negar, mas o fato é que andou tropeçando no verbo e deu uma tremenda pisada na bola.

 

Vai de João Paulo - Na reunião que os senadores do PT têm, hoje, com o presidente do partido, Rui Falcão, o pernambucano Humberto Costa defenderá a candidatura do deputado João Paulo ao Governo do Estado. A pauta do encontro passa pela discussão dos palanques estaduais. O partido quer se beneficiar dos governos Lula-Dilma para crescer e os senadores vão reclamar da desarticulação política no Congresso.

Aécio joga - Candidato do PSDB ao Planalto, o senador Aécio Neves tem conversado muito com o governador Eduardo Campos nos últimos dias. Alimenta a expectativa de que o socialista descole de vez do projeto petista de poder. Traduzindo: quer o apoio de Eduardo, se este não vier a disputar a Presidência da República.

Perdendo receita - A queda na arrecadação da União, apontada na justificativa para o corte de R$ 30 bilhões no Orçamento, atingirá diretamente os Estados e Municípios, deixando um rastro de problemas no próximo semestre. A previsão para as chamadas transferências constitucionais encolheu R$ 20,3 bilhões, passando de R$ 204,9 bilhões para R$ 184,6 bilhões.

 

 

CURTAS

DISCRIMINADO – Apesar de administrar o maior município do Pajeú, Luciano Duque (PT), de Serra Talhada, não tem ainda certeza de que será contemplado com uma UPA (Unidade de Pronto-Atendimento), como ocorre com os demais municípios da região. Suspeita de que está sendo discriminado.

CHUVA – Para alívio da população do Sertão do Pajeú as chuvas voltaram a cair no último fim de semana. Choveu bem em Afogados da Ingazeira na sexta e no sábado, assim como em Carnaíba. Apesar de não garantir o milho e o feijão à mesa, as chuvas pelo menos servem para reforçar o pasto para o gado.

Perguntar não ofende: Dilma muda a articulação no Congresso ou vai continuar patinando na base?

''Não fales ao ouvido do tolo, porque desprezará a sabedoria das tuas palavras''. (Provérbios 23:9)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

valmir florencio da silva

patriota perdeu a oportunidade de ficar calado.e parabêns para os vereadores de ingazeira.

mauro silva

Patriota não tem jeito,prefere os carros pipas abastecendo a cidade ao invés da construção de uma nova barragem em nossa região.

Raimundo Eleno dos Santos

João Paulo é transformado em boi de piranha. Armando Monteiro Neto, o neto de Agamenom Magalhães é quem vai substituir Eduardo Campos.

Rafael C.Soares Quintas

Mui amigo de João Paulo é o senador Humberto Costa. O candidato a Governador devia ser ele, pois tem mais 04 anos de senado garantido. Se João Paulo entrar nessa vai passar pelo menos 02 anos sem mandato e quem vai pagar seu salário?

romildo s. barros

dilma nao se deixa levar por politicos corruptos



27/05


2013

Eduardo vê ação do PT e governo como ''atentado à democracia''

 Pré-candidato à Presidência em 2014, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), classifica como um atentado à democracia o processo em curso - que atribui ao PT e a setores do governo federal - de tentar enfraquecê-lo dentro de seu partido. A auxiliares, disse ver nesse movimento um risco de sufocamento da liberdade e que resistirá, pois ''nasceu escondido em família de foragido político e zela pela democracia''.

A informação é do jornal Valor, adiantando que os relatos chegados a Eduardo indicam um intenso processo de constrangimento de seus correligionários, que são chamados a Brasília para promessas de benefícios e pressão para que desestimulem sua candidatura.

Enquanto isso, informa Cláudio Humberto, em sua coluna desta segunda-feira que o PSB do Rio Grande do Norte torce para que Eduardo Campos (PE) desista de disputar à Presidência em 2014, o que melaria aliança com PT no Estado. ''''O governador Camilo Capiberibe defendeu que seu partido, o PSB de Eduardo Campos (PE), apoie a reeleição da presidenta Dilma um dia depois de o BNDES liberar empréstimo de R$ 2,8 bilhões ao Amapá.'''' 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

JOSE PINTO DA SILVA

eduardo campos quando na verdade hoje o brasil conhece a verdadeira historia hoje temos o nosso leao do norte no seu verdadeiro lugar graças ao nosso ex preside4nte luiz inacio lula da silva e a nossa querida presidente dilma roussef a quem o povo pernambucano admira pelo seu amor ao nosso estado.

JOSE PINTO DA SILVA

seu estado de nascimento fes por pernambuco o que sempre pernambuco merecia mais em governo algum foi feito nada por nem um governo federal mais lula acordou em pernambuco o leao do norte que ja estava quase morto ai vem hoje um grande cordao de puxa sacos dizer que foi merito exclusivo do governado

JOSE PINTO DA SILVA

governos anteriores era a bahia que recebia mais depois da eleiçao de lula pernambuco ainda no governo jarbas ja recebia verbas federais para as obras da br 232 e a pe 15 e depois que eduardo foi eleito governador pernambuoco foi iluminado pelas estrelas do pt e com o amor que lula sempre teve pelo

JOSE PINTO DA SILVA

o governador depois de toda traiçao cometida contra o governo federal e contra o partido dos trabalhadores vem a publico colocando os seus puxas sacos para mentir para o povo brasileiro dando uma de vitima pernambuco foi o estado nordestino que mais recebeu dinheiro do governo federal antes em.

Quero Ver

Atentado a democracia sim, igualmente a Lei ada Mordaça que teu partido fez na prefeitura do Recife. Muita ditadura!


Cúpula Hemisférica

27/05


2013

Governo pagou R$ 294 milhões a firmas de lista negra

 O governo federal gastou, de 2012 até o início do mês, R$ 293,5 milhões com 79 empresas que constam de uma ''lista suja'' feita pelo seu principal órgão de controle. São firmas de segurança, tecnologia, consultoria, engenharia, comunicação, entre outras atividades, e que receberam, só nos quatro primeiros meses de 2013, R$ 14,2 milhões, segundo levantamento da Folha de S.Paulo no Portal da Transparência do governo.

Em 2011, reportagem da Folha mostrou que o governo ignorava essa lista. Na ocasião, identificou, entre um total de 46, cinco casos de empresas consideradas inidôneas, punição mais grave prevista pela legislação, que continuaram recebendo pagamentos. Agora, entre as 79, seis delas são consideradas inidôneas e embolsaram, desde 2012, R$ 24,5 milhões. As demais foram punidas com suspensão e impedimento de firmar contratos por prazos que chegam até 2016. (Informações da Folha de S.Paulo - Tai Nalon)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Serra Talhada

27/05


2013

Corrupção: Jáder e Mário Couto se acusam no Pará

 Depois de se envolver em uma briga com Antônio Carlos Magalhães que lhe custou o mandato de senador, em 2000, o senador Jader Barbalho protagoniza agora outra refrega, desta vez com o colega Mário Couto (PSDB-PA), que marca sua atuação por acalorados discursos em que denuncia supostos casos de corrupção. A ira de Jader teve início depois que Couto usou a tribuna para atacar seu filho.

O peemedebista mobilizou seu grupo político e aprovou, quarta-feira passada, na Assembleia do Pará, uma CPI para investigar desvios no Detran local, cujo alvo seria Couto. O ataque ao senador tucano ganhou as páginas do jornal de propriedade de Jader. Couto criou, em 2012, um time de futebol, a Associação Atlética Santa Cruz, de Salinópolis, cuja folha salarial chegaria a R$ 400 mil, com centro de treinamento que se equipara ao de grandes clubes do eixo Rio-São Paulo. (Informações de O GLOBO - Chico de Gois)

Aqui, na íntegra:  Jader Barbalho x Mário Couto: senadores paraenses em pé de guerra 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Limoeiro

27/05


2013

Toga braba

 Presidente do I Tribunal do Júri do Rio de Janeiro e conhecido pelo rigor e por sempre andar armado, o juiz Fábio Uchôa proferiu a seguinte pérola durante recente audiência: “Aqui, o réu inocente tem pena mínima”. A informação é de Ricardo Boechat, na sua coluna da ISTOÉ. Lembra o colunista que o magistrado foi quem o Tribunal estadual de Justiça escalou para substituir Patrícia Acioly, após sua execução. Os indiciados pelo crime morriam de medo ao vê-lo.

A juíza Patricia Acioli entrou para o poder judiciário em 1992, no Serviço Jurídico. Desde 1999, trabalhava como juíza na Quarta Vara Criminal de São Gonçalo. Se caracterizava por aplicar duras penas contra os traficantes de drogas, gangues e policiais corruptos. Por conta de seu procedimento, já havia recebido várias ameaças de morte. Ao chegar em sua residência, foi morta por dois homens mascarados em motocicletas com pelo menos dezesseis tiros. Foi enterrada em Niterói, deixando três filhos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banner de Arcoverde

27/05


2013

Brecha na legislação pode trazer troca-troca de partidos

 Uma consulta feita ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre a possibilidade de parlamentares migrarem para partidos em processo de fusão pode ser a última etapa para esvaziar por completo a regra da fidelidade partidária. Na legislatura passada, após o Supremo Tribunal Federal confirmar - em outubro de 2007 - que os mandatos pertenciam aos partidos, 38 deputados trocaram de legenda. 

As brechas deixadas pela regra e o placar de cassações mantiveram o estímulo do troca-troca partidário. Até hoje, apenas um deputado federal infiel foi cassado pela Justiça: o paraibano Walter Brito Neto, que trocou o DEM pelo PRB. No meio político, já foi anunciado que PPS e PMN se unirão para formar o MD - Mobilização Democrática.

Para que o mandato seja cassado, a legenda preterida pelo parlamentar precisa se dizer traída. Em alguns processos, o partido é questionado, mas faz vistas grossas e diz não ter sido traído. Com isso, o parlamentar infiel mantém o mandato. (Da Agência Estado)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


27/05


2013

Lula não é candidato. E se o povo quiser?

BLOG DE RENATO RIELLA

 A presidente Dilma Rousseff e o seu governo têm índices de aceitação popular melhores do que os governantes anteriores, mas o povo não esquece o ex-presidente Lula. Ninguém se assuste se o candidato em 2014 for este ex-sindicalista que nunca leu um livro.

Dilma tem o mérito de manter o país sem crise, em clima de relativa euforia e com elevado poder de consumo, apesar de cercado por dados econômicos preocupantes. O desemprego, de apenas 5,8%, humilha nações como Espanha, França e até Estados Unidos, sendo incompreensível para os “estadistas” do Primeiro Mundo.

Mas por que o povo não esquece Lula, se está tudo aparentemente tão bom? Porque o povo é emocional. Esta é uma das razões de sucesso do jogador Neymar, que é fisicamente horrível, mas transformou-se em referência de moda e de marketing, em nível bem superior ao seu desempenho nos campos.

Dilma é como Fred, do Fluminense, o mais bem sucedido atacante do futebol brasileiro atual, que não comemora gols, nem faz cortes de cabelo diferentes – e, por isso, não é ídolo.

No caso do Lula, as coisas ainda são mais complicadas, pois diversas áreas do país acostumaram-se à sua capacidade de negociação, com aparente carinho e um imenso saco para ouvir esses ou aqueles. Dilma, não! Ela imaginou que conseguiria fazer um governo administrativo, pelos ótimos resultados oferecidos ao povo, mas os eleitores querem muito mais. Querem um Neymar.

Na verdade, é imperdoável que a presidente Dilma tenha imposto um projeto de reforma dos portos por Medida Provisória, quando o certo seria por projeto de lei. Por outro lado, ela lavou as mãos na reforma do ICMS, imposto que gera a guerra fiscal entre os estados. Sem sua participação, esse assunto não evolui – retardando o progresso do país.

E assim por diante. O povo é influenciado pelos políticos na avaliação dos governos. E percebe que a presidente é durona, inflexível, incapaz de engolir sapos e sorrir.

Por isso, não foi surpresa quando vi pesquisa do Instituto Dados, realizada entre três mil eleitores, neste mês de maio, no Distrito Federal, quando 13,4% dos entrevistados disseram que votam em Lula para presidente nas eleições de 2014. Como, se ele nem é candidato? Mesmo assim, boa parte do pessoal sonha com a volta de Lula. Dilma, reconhecida como a provável candidata do PT, aparece na pesquisa pouco acima, com 19,3%.

Para completar os resultados, Marina Silva obteve 10,8%; Aécio Neves, 7,6%; Serra, 1,5%; e Eduardo Campos, 1,2%.

Brasília é considerada pelos institutos de pesquisa como cidade-teste. Resultados obtidos aqui costumam se expandir pelo Brasil dentro de algumas semanas. Assim, não se assuste se crescer o movimento “volta Lula!”


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

JOSE PINTO DA SILVA

cuidado enoque o cagao vem ai e tu vai limpar a bosta dele com a lingua.

enoque viana de oliveira filho

Lula não tem coragem de encarar. Ladrão não aguenta presão e se caca todo !

BARTOLOMEU BUENO JOSE DE ALBUQUERQUE LINS

Depois do câncer, Lula tomou gosto pela questão. Ele tem se colocado como comandante maior do governo Dilma. Do jeito que a coisa anda, Eduardo vai ter que enfentar Lula na disputa para pesidente da república. A vitória é difícil, mas não impossível.

BARTOLOMEU BUENO JOSE DE ALBUQUERQUE LINS

O governo Dilma está caminhando para o desgoverno. Primeiro se apresenta como fantoche. Lula é quem dá as cartas. Dilma age orientando-se pelos movimentos de Lula. Estamos num governo anacrônico, de um presidencialismo que não preside. Foi dado a Dilma um mandato tampão.


Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores