FMO janeiro 2020

19/08


2013

Veja os destaques do blog nesta segunda-feira

Dilma busca consenso para evitar derrubada de vetos - A presidente Dilma Rousseff (PT) disse hoje (19) que, diante da nova rotina do Congresso Nacional para avaliar vetos presidenciais, a orientação é negociar ao máximo medidas que dependam do Legislativo para evitar derrotas para o Governo Federal com a derrubada de vetos. [Leia mais]

Pedro Eugênio diz que apreciação de vetos é imprevisível - O deputado federal Pedro Eugênio (PT) afirmou, nesta segunda-feira (19), não saber o que esperar da votação dos vetos presidenciais, marcada para amanhã, na Câmara dos Deputados, mas garantiu que não existe entre os parlamentares disposição de ir contra o governo para afrontar a presidente Dilma Rousseff (PT). [Leia mais]

Vândalos atacam prédio da Prefeitura de Petrolina - Um dos prédios da Prefeitura Municipal de Petrolina foi alvo da ação de vândalos nesta segunda-feira (19). Desta vez, a Central Municipal de Transportes de Carros, área utilizada para guardar os veículos da gestão municipal e que não estão em serviço, foi atacada por coquetéis molotov. [Leia mais]

Eduardo volta a discutir 2014 com cúpula do PSB - De olho nas eleições de 2014, o governador, Eduardo Campos, presidente nacional do PSB, reúne nesta segunda-feira (19), no Recife, as principais lideranças do partido. O objetivo do encontro, o terceiro em menos de dois meses, é avaliar cenários para a formação de palanques estaduais no pleito do ano que vem. [Leia mais]

Ministério Público Federal instaura procedimento contra Celpe - A 3ª Câmara de Coordenação e Revisão do Ministério Público Federal, em Brasília, instaurou, após solicitação do presidente da Comissão de Minas e Energia da Câmara Federal, deputado Eduardo da Fonte (PP), procedimento contra a Celpe, em relação às 34 mortes ocorridas por choque elétrico em vias públicas em Pernambuco de 2011 a 2013. [Leia mais]

Priscila Krause denuncia empresa Ecoleds na Câmara do Recife - A vereadora Priscila Krause (DEM) levou ao plenário da Câmara do Recife, nesta segunda-feira (19),  sua denúncia contra o suposto favorecimento da empresa Ecoleds na licitação para a escolha do fiscal do programa Reluz, que prevê a troca de 45 mil lâmpadas no Recife. [Leia mais]


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Detra maio 2020 CNH

19/08


2013

Crise: Estados cortam R$ 9,6 bilhões e 4 mil funcionários











O ritmo fraco da economia tem levado a maioria dos governos estaduais a promover cortes nos orçamentos e a reduzir gastos neste ano. O enxugamento nas administrações estaduais chega a R$ 9,6 bilhões, com saldo ainda de 4.000 funcionários dispensados e seis secretarias extintas.

Os governos afirmam que as medidas são necessárias ante a queda de receita. "O país inteiro está choramingando. O último Confaz [reunião de secretários estaduais da Fazenda] parecia a pororoca do Rio Amazonas", disse Luiz Carlos Hauly, do Paraná, que cortou 12% do orçamento do ano e adiou construção de moradias e reformas de escolas e presídios.

No total, 20 Estados informaram à Folha de S.Paulo que adotaram "medidas de austeridade" em 2013. As ações incluem cancelamento de obras e consultorias, parcelamento de reajustes aos servidores e até tentativa de governador de reduzir o próprio salário. Até agora, os contingenciamentos somam R$ 9,6 bilhões e, em alguns casos, chegam a 30% do orçamento estadual. Valores podem ser liberados até o fim do ano, a depender do desempenho das receitas.

Mas o fato de o dinheiro estar bloqueado mostra que o ano está mais apertado do que se previa inicialmente. "O cenário é preocupante. Não há margem para nada", diz o paraibano Gustavo Nogueira, presidente do Conselho Nacional dos Secretários Estaduais do Planejamento.

A maioria dos governos se queixa do fraco desempenho das transferências federais, como o Fundo de Participação dos Estados, afetado pelas desonerações feitas pelo Palácio do Planalto na tentativa de acelerar a economia. Até agora, o montante transferido pelo Governo Federal é 5% maior que em 2012 - mas a previsão era de crescimento de 10%.

A situação é pior nas regiões Norte e Nordeste. Em alguns casos, não está sobrando nem para a folha de pagamento. Em medida emergencial, o governador Siqueira Campos (PSDB), do Tocantins, mandou reduzir os salários no primeiro escalão, inclusive o seu. Mas a tesoura de 25% nos vencimentos afetou salário de outras carreiras (delegados, juízes, médicos), por causa da lei local. Além da redução de diárias, viagens e material de consumo, 4.751 servidores foram demitidos ou remanejados para ganhar menos.

No Rio Grande do Norte, o presidente do Tribunal de Justiça reclamou do corte da governadora Rosalba Ciarlini (DEM), por afetar a "prestação de serviços à população e os projetos do tribunal".

O aperto fiscal preocupa os governadores: parte deles teme não conseguir cumprir metas de governo até o final de 2014. "Ano eleitoral tem só seis meses. Se não fizer agora [obras e projetos], ferrou", diz Nogueira, da Paraíba. "Ano que vem é ano de inaugurar." Para ele, há "grande risco" de o cenário se repetir em 2014.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

S. C. B. M.

FOI DITO QUE FORAM 20 ESTADOS; DEVERIA TER FEITO UMA LISTA PARA NOS FIAR SABENDO.


Abreu e Lima

19/08


2013

Rede omite nome dos patrocinadores de Marina


















O processo de criação da Rede Sustentabilidade, partido idealizado pela ex-ministra Marina Silva, já consumiu cerca de R$ 800 mil. A estimativa é que essa cifra aumente em torno de 15% até o prazo final para a formalização da sigla na Justiça Eleitoral, no início de outubro.

A Rede, no entanto, não revela quem são os financiadores desse projeto político. Empresários, intelectuais, profissionais liberais, jornalistas, estudantes e donas de casa estariam entre as pessoas que se dispuseram a bancar o movimento.

Prestar contas nessa etapa de criação do partido não é uma obrigação legal. A Rede Sustentabilidade, no entanto, tem adotado um discurso de transparência e prevê, em seu estatuto, divulgar na internet uma lista de receitas e despesas. De acordo com o deputado Walter Feldman (PSDB-SP), um dos articuladores da sigla, o grupo já trabalha na elaboração de um sistema para divulgar os gastos online. "Tudo que é movimento de caráter político tem de ter divulgação de números, de gastos. A Rede quer fazer isso de maneira total, até antes de ser criada."

Sem falar em cifras, a assessoria do partido confirma que, entre os doadores financeiros, estão nomes ligados às maiores empresas do país, como Neca Setubal, socióloga e herdeira do banco Itaú, e Guilherme Leal, um dos fundadores da Natura.

Mais do que colocar a mão no bolso, Neca Setubal tem usado a sua boa circulação entre os representantes do PIB brasileiro para angariar fundos para a Rede. Em abril, um café da manhã organizado por ela na capital paulista reuniu cerca de 70 empresários que pagaram R$ 700 para ouvir as motivações da ex-senadora.

A classe artística também deu sua contribuição. Em maio, Adriana Calcanhoto, Nando Reis e Arnaldo Antunes fizeram um show em apoio à Rede. Eles não cobraram cachê e a sigla ficou com o dinheiro da bilheteria.

Com esses e outros eventos, a sigla estima ter arrecadado mais de R$ 100 mil. Até o fim do ano, ainda está prevista a organização de um desfile com peças do estilista Ronaldo Fraga e da própria Marina. A ideia é leiloar, no dia do evento, um colar confeccionado pela ex-ministra, acessório do qual não abre mão no dia a dia.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

S. C. B. M.

NÃO DEVERIA OMITIR, SER TUDO EM TOTAL TRANSPARÊNCIA.


Prefeitura do Ipojuca

19/08


2013

Ouça o Frente a Frente desta segunda 19/08



Se você perdeu o Frente a Frente desta segunda, 19 de agosto de 2013, programa que apresento de segunda-feira a sexta-feira, ao lado do jornalista Adriano Roberto, das 18 às 19 horas, pela Rede Nordestina de Rádio, tendo como cabeça de rede a Rádio Folha FM 96,7 formada por 35 emissoras, Clique aqui e ouça agora.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


19/08


2013

TSE julga contas do PT de 2003, ano do mensalão


















Enquanto as atenções do Supremo Tribunal Federal (STF) estão voltadas para o caso do mensalão e para a troca de agressões verbais entre os ministros Joaquim Barbosa e Ricardo Lewandowski, a prestação de contas do Partido dos Trabalhadores, referente ao exercício de 2003, vai ao plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta terça-feira (20). O processo é relatado por José Dias Toffoli e foi pautado para ir a julgamento um dia antes de o STF retomar o debate sobre os embargos declaratórios que discutem as penas de condenados no mensalão.

Toffoli foi advogado do PT e, em 2003, atuou para o partido no próprio TSE. Em 2010, a ministra Cármen Lúcia, monocraticamente, aprovou as contas da legenda, mas com ressalvas. O partido recorreu e o processo foi parar nas mãos de Toffoli, que o segurou por um ano e só agora o liberou para ir a plenário.

Caso as contas sejam aprovadas sem ressalvas, será um argumento a mais para os advogados dos petistas.

Apesar de Cármen Lúcia ter aprovado as contas do PT, uma auditoria interna do TSE constatou que não havia condições para isso, levando-se em conta que ficou comprovado o uso de caixa dois e o mensalão naquele ano.

Em 2010, após Cármen Lúcia ter aprovado as contas petistas, outro relatório de auditores chamava atenção para o fato de que outro parecer havia desconsiderado as manifestações do Ministério Público Eleitoral e da Secretaria de Receita Federal. “Não se pode desconsiderar o fato de que existe processo em andamento no Supremo Tribunal Federal para apuração do chamado mensalão, que, dependendo do que lá for decidido, pode colocar em dúvida a segurança na análise das prestações de contas pelo Tribunal Superior Eleitoral”, diz o documento.

O texto foi produzido antes de o STF ter condenado os envolvidos no mensalão. No julgamento, o Supremo confirmou que os empréstimos registrados nas contas do partidos eram fraudulentos e tinham o objetivo de esconder o esquema de corrupção.

Apesar de ter as contas aprovadas com ressalvas, o PT não se deu por satisfeito e quer tirar qualquer mácula à sua contabilidade no ano do mensalão. O relatório da auditoria que contesta a aprovação fez um balanço da tramitação do processo sobre as contas de 2003 dentro do TSE, demonstrando que, desde o início, o partido usou os mesmos argumentos para tentar vencer os pareceres técnicos. Procurado, o PT não quis se manifestar.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

S. C. B. M.

ESTE PAIS VIVE DESDE 2003 ATE HOJE EM UMA TREMENDA INDECÊNCIA.

jose antonio

isso e pais de cabra safado desmoralizado um ex advogado vai julgar o es cliente isso e uma zona brasileiro e pra se fuder mesno


Banco de Alimentos

19/08


2013

Lossio pode ganhar mais um aliado na Câmara de Petrolina
















Taísa Alencar
Do Vale em Pauta

Agora é oficial. O vereador Pedro Fillipe (PSL) não é mais o novo líder do partido na casa Plínio Amorim, em Petrolina, no Sertão de Pernambuco. Quem assume o lugar é o parlamentar Adalberto Filho (PSL). Quem bateu o martelo sobre o assunto foi presidente municipal da sigla, professor Ruy Wanderley.

A imprensa havia noticiado a mudança de postura de Pedro Fillipe, que, agindo de forma mais governista, chegou inclusive a mencionar que o parlamentar poderia estar de malas prontas para o PMDB, partido do prefeito Julio Lossio.

Em diversas ocasiões, Pedro foi visto com vereadores da situação, frequentou eventos ligados ao chefe do executivo municipal e até votou contra a bancada de oposição, como foi o caso da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) criada para averiguar irregularidades no Hospital de Urgências e Traumas.

Em outra ocasião, o vereador negou que estivesse votando contra o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho (PSB), e revelou continuar fiel ao dirigente.

Contudo, caso mude de lado, o parlamentar, que assume cada vez mais uma postura governista, poderá ser mais um vereador a compor a base aliada de Julio Lossio.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

francisco jose costa

È pio que caldo de batata......

Lojhan Matthäeuss Kütz Neto

Vereador que entra mudo e sai calado das sessões. Improdutivo e de um mandato só.


Prefeitura de Serra Talhada

19/08


2013

Vereadora denuncia empresa Ecoleds na Câmara do Recife

Tauan Saturnino
Da equipe do blog

A vereadora Priscila Krause (DEM) levou ao plenário da Câmara do Recife, nesta segunda-feira (19), sua denúncia contra o suposto favorecimento da empresa Ecoleds na licitação para a escolha do fiscal do programa Reluz, que prevê a troca de 45 mil lâmpadas no Recife. A vereadora rebateu as críticas feitas pelo líder do governo na Casa, Gilberto Alves (PTN), e disse ter solicitado a suspensão do programa.

Priscila Krause reafirmou os pontos obscuros referentes à vitória da Ecoleds na licitação da Prefeitura do Recife. Outra questão levantada pela vereadora, diz respeito ao fato da troca de lâmpadas estar sendo realizada sem a homologação do contrato da prefeitura com a Ecoleds. Para ela, o serviço não poderia ser executado sem esta homologação. “No contrato assinado pelo consórcio das empresas Processo e Finc, se exigia a presença da empresa fiscalizadora e o próprio governo admite que ainda não foi feito o contrato com a Ecoleds”, argumentou.

Gilberto Alves não falou sobre a cláusula do contrato com o consórcio Processo-Finc e se limitou a desqualificar as denúncias feitas de forma anônima, através de envelopes contendo, entre outras coisas, anúncios publicados nos classificados do Jornal do Commercio no dia em que foi realizado o pregão. “As denúncias trazidas aqui não se sustentam. Qualquer um pode publicar uma mensagem cifrada no jornal e ficar esperando algo acontecer”, disse.

Priscila Krause, por sua vez, demonstrou irritação com a fala do governista. “Faz dois meses que recebemos a denúncia e verificamos tudo. Se eu trouxesse a público todo documento anônimo contra a prefeitura não iria fazer outra coisa. A gestão é muito complacente com coisas obscuras. Se era anônimo não é mais. Eu assino embaixo”, rebateu. A sessão foi encerrada após a resposta de Krause por falta de quorum.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

o povo da de olho

Ô PRESIDENTESINHO DA CAMARA DANADINHO....


O Jornal do Poder

19/08


2013

Entre no face e participe ao vivo do Frente a Frente

Já estou nos estúdios da Rede Nordeste de Rádio. Daqui a pouco, passo a ancorar o programa Frente a Frente, em companhia de Adriano Roberto. O programa é retransmitido por 37 emissoras na Região, tendo como cabeça de rede a Rádio Folha 96,7 FM, no Recife.

Se você quiser ouvir pela net, entre no meu blog e clique no botão Ouça a rádio do Magno. Já para participar ao vivo no facebook entre na minha página: magnomartinsfonseca.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Shopping Aragão

19/08


2013

Pedro Eugênio quer discussão pluralizada nas eleições do PT


















Tauan Saturnino
Da equipe do blog

O presidente do Partido dos Trabalhadores de Pernambuco, deputado federal Pedro Eugênio, afirmou nesta segunda-feira (19) que a maior contribuição que os candidatos inscritos no Processo de Eleição Direta (PED) poderiam dar ao longo da disputa seria “não personificar” o debate.

De acordo com o parlamentar, não existe condição de conciliar os interesses dos quatro candidatos à presidência estadual da sigla. “Politicamente e eleitoralmente existem quatro candidatos. Dois deles bem mais fortes, que são Teresa Leitão e Bruno Ribeiro. Não visualizo nenhum processo em que um deles desista em prol de uma candidatura única”, falou.

O PED acontecerá no próximo dia dez de novembro e escolherá o presidente do PT e os membros da diretoria do partido em Pernambuco. Os candidatos à presidência são: Bruno Ribeiro, Teresa Leitão, Wladimir Quirino e Edmilson Menezes.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

S. C. B. M.

QUE PRESENÇA ASQUEROSA.



19/08


2013

O gerúndio

Segundo a Wikipédia,  Gerúndio é uma ação em andamento, um processo verbal ainda não finalizado. A principal característica do gerúndio é que ele indica uma ação contínua, que está, esteve ou estará em andamento, ou seja, um processo verbal não finalizado.

O gerúndio é reconhecido pelos verbos terminados em ndo. Exemplos: subindo, caminhando, gravando, enchendo, perdendo, difundindo e etc.

Todavia, na vida e nos serviços públicos o gerúndio aparece como um imperioso socorro estratégico para dar respostas ao seu chefe ou à população sobre uma ação que se deseja fazer acreditar estar em andamento. Afinal, estou “concluindo” um artigo que prometí para ontem.

Por exemplo, em resposta a perguntas de uma jornalista sobre a fuga de 98 adolescentes da Unidade da Funase do Bongi, o secretário da Pasta respondeu prontamente que estava “tomando” todas as providências para evitar a repetição de casos daquele tipo, inclusive “recapturando” os menores fugitivos. Afinal, estava “mudando” a cara do sistema.

Diante do questionamento sobre qual seria a ocupação dos 254 adolescentes da superlotada Unidade, respondera que eles estavam “organizando” uma biblioteca para  leitura, uma área para esportes e lazer, etc... até informar claramente que estavam “demolindo” a Unidade para a construção de outra.

A íntegra deste artigo, do professor Carlos Alberto Fernandes, você confere no menu Opinião. Vale a pena! Fernandes colabora com o blog às segundas-feiras, trazendo sempre um tema polêmico.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha