Lavareda

27/07


2014

Se achando: Odebrecht briga com o governo inteiro

 Marcelo Odebrecht tem vivido embates pesados com o governo este ano. Desentendeu-se com a Caixa Econômica, sua sócia nos setores de transporte e saneamento; estapeou-se com o governo por causa da política de preços do etanol; brigou contra a autorização para a iniciativa privada construir mais um aeroporto em São Paulo; e criticou a concentração de financiamentos no BNDES.

A quem o questiona se não é hora de a Odebrecht adotar um estilo mais suave no trato com os clientes, Marcelo responde com uma história da década de 70 que ouvia do avô, Norberto, que morreu sábado, 19.

Quando o responsável pela construção do Galeão mostrou a Ernesto Geisel a lista de empresas candidatas à obra, o então presidente a olhou e disse: ‘Eu daria a obra para aquele baiano malcriado, o Norberto Odebrecht. Ele reclama muito, mas cumpre tudo o que promete’. (Lauro Jardim - Veja Online)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

ALEPE

27/07


2014

Aeroporto: PT age para aumentar desgaste de Aécio

O Partido dos Trabalhadores traçou uma estratégia para desgastar o candidato tucano Aécio Neves, até o início do horário eleitoral, que começa no dia 19 de agosto. O plano consiste em esticar ao máximo a crise deflagrada na campanha tucana desde que o eclodiu o caso sobre a construção de um aeroporto em Claudio (MG), a seis quilômetros de uma fazenda do senador. O próximo passo será pedir à Aeronáutica a informação de todos os pousos e decolagens no aeroporto, segundo antecipou o colunista Felipe Patury, da revista Época, na nota abaixo:

Lista de espera

O comando do PT mineiro pediu à Aeronáutica informações sobre os voos que pousaram no aeroporto do município de Claudio, construído numa área em litígio entre o governo do Estado e parentes do presidenciável tucano Aécio Neves. Os petistas querem prefixos dos aviões e nomes dos tripulantes.

Em outra frente, o site Muda Mais, comandado pelo ex-ministro Franklin Martins, apontou perguntas a ser respondidas por Aécio. Entre elas, a sobre quem usa o aeroporto. No PSDB, o discurso oficial é o de que o caso já foi esclarecido e que todas as perguntas já foram respondidas. Ontem, num ato de campanha, em São Paulo, Aécio afirmou que só falaria sobre o Brasil, e não sobre a denúncia que surgiu na Folha de S. Paulo (leia mais aqui). O PSDB também divulgou nota a respeito.

No entanto, reportagem da jornalista Daniela Lima, publicada hoje na Folha de S. Paulo, informa que o QG de Aécio já tenta medir eventual impacto da crise do aeroporto em sua campanha. Segundo ela, a primeira crise na campanha tucana acendeu no QG o receio de que a rejeição a ele cresça antes mesmo que o senador se torne mais conhecido, a partir do início do horário eleitoral. Por isso mesmo, o PT fará de tudo para manter o tema no noticiário até o início da propaganda eleitoral gratuita.  (Portal Minas 247)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

jota

Falou o Tio de Aércio a Folha ;O Aeroporto é do Aécio,O que Ele Fez foi Melhorar, Como Passagens de Cocaína do Paraguai e Diamantes com Seu Amigo Perrela; A Intenção era Todo Mundo Usar, Inclusive o Marcola do PCC Paulista;.Há exploração política no caso?;Falou seu Tio Tolentino;


O Jornal do Poder

27/07


2014

Tarefa: Lula mobiliza os jovens pela reeleição de Dilma

 Ficará a cargo do ex-presidente Lula mobilizar os movimentos sociais e os jovens para a campanha pela reeleição de Dilma Rousseff. No partido, ele é tratado como o Stand up show. Sempre que fala, anima o PT.

Em Minas Gerais, a maioria dos peemedebistas, embora aliada formalmente ao PT, faz  campanha para Aécio Neves (PSDB) presidente, Pimenta da Veiga (PSDB) governador e Antonio Anastasia (PSDB) senador. Ali, como em outros lugares, o objetivo principal dos peemedebistas – escondido do grande público e dos demais jogadores, como no famoso jogo War – é apenas eleger uma bancada expressiva de deputados federais. E foi apenas para isso que formalizaram uma chapa.

Hoje, Dilma só conta com Fernando Pimentel (PT) e os integrantes do PCdoB totalmente dedicados à sua campanha. Os demais partidos aliados fazem apenas de conta que desejam a reeleição. E isso quando estão nos gabinetes  em Brasília.(Denise Rothenburg - Correio Braziliense)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu no Zap

27/07


2014

Sertânia: Paulo Câmara comanda grande carreata

O candidato ao governo do Estado, Paulo Câmara (PSB), comandou, neste sábado (26), uma grande carreata pelas ruas de Sertânia e uma expressiva caminhada pela Exposição Especializada em Caprinos e Ovinos do município (Expocose).

Acompanhado do seu companheiro de chapa, Fernando Bezerra Coelho (PSB/Senado), Paulo arrastou uma multidão nas duas atividades. O socialista aproveitou para conversar com expositores e reafirmar seu compromisso com o incentivo à produção pecuarista, sobretudo após uma seca tão intensa como a verificada nos últimos três anos.

''É uma feira importante, da caprino e da ovinocultura, de toda essa região. É uma atividade que nós vamos fortalecer no nosso governo, que vai incentivar os pequenos e médios produtores e pecuaristas'', ressaltou Paulo Câmara.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


27/07


2014

Duda: despesas da campanha caem sem horário na TV

 A solução para o alto custo das campanhas eleitorais no Brasil é acabar com o horário eleitoral na TV. No lugar da propaganda, os candidatos participariam de debates temáticos, transmitidos em cadeia pelas emissoras, com o mínimo de regras, nos quais discutiriam livremente propostas e soluções para problemas de interesse da população.

O autor da proposta polêmica não é um ativista ou um cientista político, e sim o publicitário Duda Mendonça, um dos mais valorizados marqueteiros eleitorais do País, cujo portfólio inclui políticos que vão de Paulo Maluf (PP) a Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Hoje, ele cuida da candidatura de Paulo Skaf (PMDB) ao governo de São Paulo.(De O Globo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

27/07


2014

Aécio recusa responder se usou o aeroporto em MG

Aécio diz que ''está tudo esclarecido''

O candidato à Presidência pelo PSDB, Aécio Neves, se recusou novamente a responder se já usou o aeroporto da cidade de Cláudio (MG), construído em um terreno que pertenceu ao seu tio-avô Múcio Guimarães Tolentino e ainda não foi homologado pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Constrangido, o tucano disse neste sábado, 26, durante evento em uma obra social na região de Itaquera, na capital paulista, que ''está tudo esclarecido'' e passou a discorrer sobre a importância do empreendedorismo no País.

Em entrevista ao Estado, o tio-avô de Aécio afirmou que o aeroporto na cidade mineira era para todo mundo usar, ''inclusive o governador''. A questão do aeroporto foi até agora a pior crise enfrentada pela candidato tucano. Na última semana, Aécio evitou agendas públicas e se pronunciou sobre o caso apenas pelas redes sociais e por meio de notas divulgadas no site do PSDB.  (De O Estado de S.Paulo - Pedro Venceslau e Luís Lima)

Continue lendo aí: Aécio se recusa a responder se usou aeroporto em MG

E aí:  ''Aeroporto era para todo mundo usar, até Aécio''


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

jota

Aércio;Com 1 km de comprimento e condições de receber aeronaves turbo-hélice de pequeno e médio porte (até 50 passageiros), o aeródromo custou R$ 13,9 milhões aos cofres públicos, sem contar a indenização pela desapropriação de R$ 1 milhão para seu Tio;Isso é Ladrão ou Assaltante do Povão;Canalha;

jota

Folha foi minado discurso Falso e Mentiras de Aécio; O jornal Folha de S. Paulo, da família Frias, acredita ter Desmentido o discurso de ética e eficiência administrativa do Aécio, com a denúncia feita sobre o aeroporto de Cláudio (MG).É que o jornal Diz no editorial de Domingo;Já era Aércio Coca;

jota

Minas Gerais era Famosa por uma Figura Ilustre da Cidade de Ouro Fino, o Brasil Inteiro Conhece o "Menino da Porteira", Aécio Coloca Outra Figura Ilustre para MG o " Títio da Porteira". Este é o Verdadeiro Programa" Bolsa Família " dos Tucanos;

jota

Por onde anda os Malandros e Vagabundos, Chamados Renan; Galvão e Pereira estão Esperando o Aércio em seu Aeroporto com Avião Cheio de Cocaína e Maconha. Será Três Pilantras da Elite com Cargos Comissionados sem Trabalhar e Moleques de Recado;Ou Estão Cheirando Pó com Aércio;Canalhas de PE;

ALMIR COSTA

Ah se fosse o PT....



27/07


2014

Eduardo: Dilma pode ‘esclarecer mais’ sobre Petrobras

 Candidato do PSB à Presidência, Eduardo Campos afirmou que a presidente Dilma Rousseff é “quem poderia esclarecer mais coisas sobre Paulo Roberto Costa”, ex-diretor de Abastecimento da Petrobras e alvo da Operação Lava Jato, que investiga um suposto esquema de lavagem de dinheiro comandado pelo doleiro Alberto Youssef.

Na quarta-feira (23), a Justiça Federal acolheu pedido da defesa de Costa, que indicou o ex-governador de Pernambuco como testemunha, e mandou intimar Campos para depor no processo sobre suposto desvio de dinheiro das obras da refinaria Abreu e Lima. “Estou à disposição da Justiça”, disse Campos, questionado sobre se compareceria. “Mas acho que quem poderia esclarecer mais coisa sobre Paulo Roberto Costa era a Dilma, que presidia o Conselho de Administração da Petrobras, que nomeou o Paulo Roberto”.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Nehemias Fernandes Jaques

GRANDE PRESIDENTA DILMA. VAI SER REELEITA!

samuel lucas

Não creio que o PAULO ROBERTO DA COSTA, seja nem um idiota, afinal o que ele fez já mostra quem ele é, por isso mesmo é MUITO ESTRANHO, ele citar o ex-governador EDUARDO CAMPOS E FERNANDO BEZERRA COELHO como TESTEMUNHAS DE DEFESA DELE.onde sera que isso vai chegar?

jota

O Eduardo com o discurso de uma " Nova Política "pratica o que tem de mais atrasado que a oligarquia, com o repasse de poder de pai-pra-filho ....de avô-pra-neto...e por aí vai. Com base nos princípios fundamentais da UDN. Isso não ''e nem politIca velha ....''e POLÍTICA APODRECIDA.



27/07


2014

Gastos com promessas de Eduardo: R$ 125 bilhões/ano

 As propostas feitas pelo candidato do PSB à Presidência da República, Eduardo Campos, ainda não registradas em seu programa de governo têm um custo estimado em pelo menos R$ 125 bilhões ao ano, de acordo com compilação feita pelo jornal Folha de S.Paulo. Isto é, cinco vezes o valor destinado por ano ao Bolsa Família, prioridade um dos programas sociais do governo Dilma.Dessas promessas ,só o passe livre para estudantes prometido por Eduardo custaria entre R$ 9 bilhões e R$ 12 bilhões por ano.

Para Eduardo Campos há dinheiro sim para cumprimento de tais projetos, entendendo o candidato socialista que tudo se resume apenas na escolha certa de prioridades:

''O Orçamento geral da União tem recursos, sim, para fazermos a escola em tempo integral em quatro anos, para fazer o passe livre ser um direito dos estudantes brasileiros. (...) Estamos fazendo conta com responsabilidade''.

Para a educação em tempo integral, proposta por Eduardo, se cumprida seria uma revolução já que, segundo o próprio Ministério da Educação, em 2013 só 11% dos alunos do ensino fundamental têm tempo integral.

Em Pernambuco só 28% da rede estadual possui escola em tempo integral ou semi-integral, isso porque o próprio Eduardo Campos elevou para esse índice  durante seus dois mandatos. Para o passe livre estudantil, a campanha do socialista estima um custo  entre R$ 9 bilhões e R$ 12 bilhões ao ano

Outra promessa está na área de  saúde, com plano de 10% da receita bruta da União para o setor -- acréscimo de R$ 39 bilhões --, e construção de mais de uma centena de hospitais, maternidades e policlínicas no país.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


27/07


2014

Empreiteiro revela a ministro um achaque do PR

JOSIAS DE SOUZA (Blog)

 

 

 

 

 

 

Dias antes de ser deslocado por Dilma Rousseff do comando dos Transportes para a pasta dos Portos, no mês passado, o ministro César Borges recebeu em seu gabinete Djalma Diniz, dono da Pavotec Pavimentação e Terraplenagem, sediada em Minas Gerais. O empreiteiro informou ao ministro que estava sofrendo um “achaque” do Partido da República. A legenda exigia que ele repassasse a deputados parte da receita obtida em contratos firmados nos Transportes.

Hoje, César Borges é ministro-chefe da Secretaria de Portos. Foi desalojado dos Transportes por exigência do PR. Seguindo orientação do mensaleiro preso Valdemar Costa Neto, seu maior cacique, a tribo do PR condicionou o ingresso da legenda na coligação reeleitoral de Dilma à saída de Borges do ministério. Em troca de 1min15s de tempo de propaganda no rádio e na tevê, a presidente da República cedeu. Com isso, Dilma ressuscitou o grupo político que havia sido varrido dos Transportes na pseudofaxina de 2011.

Em conversas gravadas, o repórter Rodrigo Rangel reconstituiu o episódio. Relatou-o em notícia (leia aí) veiculada na última edição de Veja. Ele conta que, no total, a Pavotec mantém com o Ministério dos Transportes negócios de cerca de R$ 2 bilhões. A pressão do PR referia-se a dois contratos celebrados no início do ano com a estatal ferroviária Valec — um de R$ 514 milhões. Outro de R$ 719 milhões.

De acordo com o relato do empreiteiro Djalma Diniz, quem o procurou para exigir o pagamento de propina foi o deputado federal baiano João Carlos Bacelar Filho. Em conversa com pessoas de sua confiança, César Borges contou o que ouviu: “O dono da Pavotec me procurou no ministério para dizer que o deputado João Bacelar está cobrando dele uma participação nos contratos com a Valec.”

João Bacelar se apresentava como emissário do PR. E o empreiteiro quis saber do ministro se o deputado estava mesmo autorizado a falar em nome da legenda. Filiado ao PR, o ministro disse que não. Djalma Diniz se recusou a realizar os pagamentos. E o deputado Bacelar passou a desqualificar o empreiteiro e a conspirar contra o ministro.

Em privado, João Bacelar dizia que a Pavotec obtivera contratos com a Valec graças à interferência do PR. E teria se comprometido a repassar à legenda parte de seus ganhos. Mencionava cifras: “Era coisa de 90 a 100 milhões de reais”. Nessa versão, ao recusar-se a realizar os pagamentos, o empreiteiro rompia um acordo. Segundo o repórter, Djalma Diniz realmente reuniu-se com parlamentares em Brasília. O deputado baiano era um de seus interlocutores.

Ouvido, João Bacelar desancou o dono da Pavotec: “Esse Djalma é um chantagista”. No dia seguinte, procurou o repórter para se reposicionar em cena: “Não posso dizer que o considero chantagista. Apenas o qualifiquei conforme ouvi em muitos boatos.” Por meio de um advogado, Bacelar ameaçou processar Veja caso a reportagem fosse publicada.

Procurado, Djalma Diniz demorou uma semana para se pronunciar. Tentou negar que tivesse procurado o ministro. Informado sobre os detalhes colecionados pelo repórter, recorreu à desconversa: “Eu ando muito esquecido. Estou até com medo de estar com Alzheimer.” Instado a explicar seus encontros com o deputado Bacelar, o empreiteiro soou assim: “Ele estava me propondo um negócio numa pedreira que ele tem numa fazenda na Bahia.”

Cesar Borges mandou dizer, por meio de assessores, que não comentaria o assunto. Em privado, deu a entender que informara o Palácio do Planalto sobre o ocorrido. Dilma também serviu-se de auxiliares para falar sobre o tema. Ela negou ter tomado conhecimento da encrenca. Mandou dizer que, se um ministro lhe relatasse algo parecido, mandaria encaminhar o caso à Polícia Federal, ao Ministério Público e aos órgãos de controle. Ainda está em tempo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Cícero Ramos de Souza

Ao final, de utiliza a Lei Lula e fica tudo resolvido. Ou seja> ninguem sabia de nada. E a safadeza comendo no centro.

samuel lucas

Um Politico de outro partido(PR) vai tentar extorquir dinheiro de um empresario. sera dilma responsavel pela queda do avião na UCRANIA?

BARTOLOMEU BUENO JOSE DE ALBUQUERQUE LINS

Pelos rumores que andam permeando o planalto, a sujeira do jogo político de Dilma está cada vez mais tenebrosos. A medida que se aproxima a eleição, a corrupção se avolumam com as articulações da presidenta. Querer renovar o seu mandato pode ficar muito caro para o povo brasileiro.