Jaboatão dos Guararapes

04/09


2021

Coluna do sabadão

Foto: Ed Machado / Folha de Pernambuco
Bolsonaro procura Pernambuco

Por Houldine Nascimento – interino

Na passagem por Pernambuco, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tem evitado dar declarações polêmicas. O chefe do Executivo dará sequência à agenda logo mais, a partir das 8h, quando participa de uma motociata no Agreste do Estado. O Moda Center, em Santa Cruz do Capibaribe, é o ponto de concentração.

A escolha pela cidade faz todo sentido: foi o único município pernambucano em que Bolsonaro venceu os dois turnos das eleições em 2018. Mesmo sendo uma “ilha bolsonarista”, o prefeito Fábio Aragão (PP) já externou que não receberá o presidente, sob a justificativa de que é adventista, ou seja, seus sábados são reservados para atividades religiosas.

Outros dois municípios que estão na rota do passeio de moto são Toritama e Caruaru, onde ocorre a dispersão. O único prefeito que se dispôs a encontrar Bolsonaro foi o toritamense Edilson Tavares (MDB), que estará a postos no Parque das Feiras. Já a prefeita de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB), deixou claro que não se reunirá com o presidente e que nenhum integrante de sua gestão estará no ato.

A expectativa é de que ministros e aliados locais acompanhem Bolsonaro nesse passeio pelo Agreste. Ao desembarcar na Base Aérea do Recife, ontem, alguns parlamentares prestigiaram o presidente. A lista incluiu os deputados federais Fernando Rodolfo (PL) e André Ferreira (PSC) e os deputados estaduais Alberto Feitosa, Clarissa Tércio (ambos do PSC), Cleiton Collins (PP) e Romero Sales Filho (PTB). Além deles, o presidente estadual do PTB, Coronel Meira, esteve presente. 

Na comitiva, o presidente Bolsonaro esteve acompanhado dos ministros Carlos França (Relações Exteriores), Gilson Machado Neto (Turismo), João Roma (Cidadania) e Tarcísio Freitas (Infraestrutura), do senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) e do presidente da Caixa, Pedro Guimarães.

Frevou – A primeira-dama, Michelle Bolsonaro, também veio ao Recife. Na área externa da Base Aérea, um grupo de apoiadores esperava a comitiva, com direito a uma orquestra de frevo e bonecos gigantes – dois deles representavam o casal presidencial. Houve aglomeração e várias pessoas estavam sem máscara. Em um momento de descontração, Michelle pegou uma sombrinha e arriscou alguns passos de frevo. À coluna, o deputado Alberto Feitosa informou que a orquestra foi chamada por ele.

Inauguração – O primeiro compromisso da comitiva presidencial em Pernambuco foi a inauguração da nova Escola de Formação de Luthier e Archetier da Orquestra Criança Cidadã, no Recife. Este foi o único evento em que Michelle esteve. Autoridades civis e militares participaram da solenidade, que contou com uma apresentação musical e com o ministro Gilson Neto tocando sanfona. O projeto sociomusical é patrocinado pela Caixa Econômica.

Reivindicações – Ainda no Recife, representantes da Federação das Indústrias de Pernambuco (Fiepe) e a Associação Comercial e Empresarial de Caruaru (Acic) entregaram ao presidente Bolsonaro um documento com algumas reivindicações, demonstrando preocupação com a infraestrutura local. Entre os pleitos, a construção do Ramal de Suape na ferrovia Transnordestina, a vinda da Escola de Sargentos do Exército e a conclusão do segundo trem da Refinaria Abreu e Lima, bem como um Refis nacional.

Promessa – Por telefone, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, disse a estes empresários que está nos planos do Governo Federal retomar o controle da BR-232 e abrir leilão para proporcionar a recuperação da via. Segundo ele, uma consulta pública será feita a partir de novembro e a concessão deve ocorrer em agosto de 2022. Tarcísio também falou sobre a viabilidade do Arco Metropolitano e a recuperação da BR-104. Ao final, foi aplaudido por quem estava na plateia, sob a vigilância de Bolsonaro.

Climão – O presidente Bolsonaro e o governador Paulo Câmara (PSB) voltaram a se encontrar na noite de ontem, durante a cerimônia que oficializou o general Richard Fernandez Nunes como novo comandante militar do Nordeste, no Recife. Os dois ficaram lado a lado durante quase toda a solenidade, embora praticamente não tenham dialogado. Horas antes, nas páginas amarelas da revista Veja, Câmara definiu o Governo Bolsonaro como “absoluto retrocesso” e “desastre”. Alguns ministros também foram ao evento.

CURTAS

RACHADINHA – Um ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) afirmou ao portal Metrópoles que era obrigado a entregar 80% do salário de R$ 7.326 na época em que o parlamentar era deputado estadual no Rio. Segundo a denúncia, a quantia era repassada para a advogada Ana Cristina Valle, mãe de Jair Renan e então casada com o presidente Bolsonaro

PRISÃO – A Polícia Federal prendeu, ontem, o blogueiro bolsonarista Wellington Macedo e está à procura do caminhoneiro Marcos Antônio Pereira Gomes, o Zé Trovão. Os dois estão entre os suspeitos de articular um ato antidemocrático no próximo dia 7. A Procuradoria-Geral da República solicitou a prisão e o ministro do STF Alexandre de Moraes expediu os mandados.

Perguntar não ofende: O que esperar das manifestações no Dia da Independência?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Cabo Agosto 2021

03/09


2021

Anderson anuncia isenção para famílias de crianças com microcefalia

O prefeito do Jaboatão dos Guararapes, Anderson Ferreira, anunciou alterações na legislação tributária do município que passam a beneficiar contribuintes e diversos segmentos da população. Dentre as alterações, publicadas no Diário Oficial, se destacam a isenção do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e da Taxa de Limpeza Pública (TLP) para pais e mães de crianças com microcefalia e imóveis que disponibilizam, gratuitamente, ensino, cursos de capacitação, treinamento, artes e cultura.

Há, ainda, isenção da TLP para imóveis que fazem parte dos programas de habitação popular e do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) para construções consideradas de baixo valor venal - atualmente livres de IPTU e TLP. Também foi garantida extensão do benefício de redução de base de cálculo de IPTU para imóveis cedidos por meio de locação, cessão, comodato ou outra modalidade de ocupação de propriedade de terceiros, onde serão exercidas as atividades da empresa, nas condições previstas na Lei 081/2006.

"São medidas que, com certeza, irão ajudar a população com menor poder aquisitivo e diversos setores afetados pela pandemia. E é esse o principal papel do poder público, de trabalhar e assistir à população da melhor forma, entendendo as peculiaridades de cada momento”, destacou o prefeito Anderson Ferreira.

REFIS
Em vigor desde o último mês de abril, o Plano Especial de Pagamento de Débitos Tributários (Refis), pacote de medidas que oferece descontos de até 90% nos juros e multas para quitação de débitos com IPTU, ISS, TLP e CIM, teve prazo prorrogado para o próximo mês de outubro. O plano facilita, ainda, o pagamento do ITBI em até dez parcelas. O contribuinte, seja pessoa física ou jurídica, que deseja quitar os débitos de IPTU, CIM e TLP vencidos até o dia 31 de dezembro de 2020, pode acessar o Portal do Contribuinte no site jaboatao.pe.gov.br. Se  pagar à vista, o desconto é de 90% nos juros e multas. Caso opte por dividir de duas a 30 parcelas, o abatimento é de 60%. Se for de 31 a 60 parcelas, o desconto é de 30%. Já o Refis para o ISS beneficia quem tem débitos até o dia 31 de março de 2021, tendo os mesmos descontos. No caso do ITBI, o pagamento pode ser feito em dez vezes, sem abatimentos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Petrolina Julho 2

03/09


2021

Bolsonaro comparece à troca de comando no CMNE

Por Houldine Nascimento, da equipe do Blog

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) está presente na cerimônia de posse no novo comandante militar do Nordeste, no Recife, na noite de hoje. O general Richard Fernandez Nunes assume o posto, substituindo o general de Exército Marco Antônio Freire Gomes.

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), também participa do evento, assim como os ministros pernambucanos Gilson Machado Neto (Turismo) e João Roma (Cidadania).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

CABO

03/09


2021

No Recife, Ricardo Teobaldo recebe prefeitos

O deputado federal Ricardo Teobaldo (Podemos) recebeu na tarde de hoje, em seu escritório no Recife, a visita dos prefeitos Marcelo Gouveia (Paudalho) e Miguel Coelho (Petrolina). Na pauta do encontro, estão ações em conjunto entre o executivo e o legislativo e as experiências exitosas nos dois municípios.

O deputado Ricardo Teobaldo classificou como bastante positiva a reunião. “Com muita alegria recebi Marcelo e Miguel aqui em nosso escritório. Conversamos bastante sobre os projetos exitosos que os dois jovens prefeitos vem tocando em seus municípios”, disse. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


03/09


2021

Agrestina recebe caixas térmicas para transporte de vacinas

Na manhã de terça (31), a Secretaria de Saúde de Agrestina, no Agreste do Estado, distribuiu para as Unidades Básicas de Saúde as caixas térmicas recebidas do Movimento Unidos Pela Vacina. Ao todo, foram recebidas 15 caixas térmicas, sendo 13 com capacidade de 13 litros e 2 com capacidade de  45 litros. As caixas térmicas vão atender a todas as UBSs e a central do PNI no município e serão usadas nas ações de vacinação contra a covid-19 no município. As enfermeiras responsáveis pelas UBSs receberam as caixas e assinaram o termo de recebimento.

O Movimento Unidos Pela Vacina é uma iniciativa do Grupo Mulheres do Brasil, liderado pela empresária Luiza Helena Trajano, para engajar a sociedade, em conjunto com empresários de todo o Brasil, com o propósito de tornar viável a vacinação, contra a covid-19, de todos os brasileiros até setembro de 2021.

O município de Agrestina agradece e parebeniza o Unidos Pela Vacina pela colaboração com os nossos esforços para vacinar toda a nossa população.  São iniciativas como essa que, de fato, fazem a diferença para os brasileiros


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Caruaru volta as aulas 2021

03/09


2021

Ouça agora o Sextou com Renato Teixeira

No programa Frente a Frente de hoje, o quadro Sextou é com o cantor e compositor Renato Teixeira. De Santos, no litoral paulista, o músico de 76 anos tem um cipoal de conhecidas canções, como "Romaria" (grande sucesso na gravação de Elis Regina, em 1977), "Tocando em Frente" (em parceria com Almir Sater, gravada também por Maria Bethânia), "Dadá Maria" (em dueto com Gal Costa), "Frete" (tema de abertura do seriado Carga Pesada, da Rede Globo, além de "Amanheceu".

Ele também criou, junto com Sérgio Mineiro e Sérgio Campanelli, o jingle "Balas de leite Kids", entre outros. Na conversa, falamos sobre sua brilhante carreira artística. Vale a pena ouvir!


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Pousada da Paixão

03/09


2021

Miguel Coelho se reúne para organizar pré-candidatura

O prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, reuniu-se nesta sexta-feira (03/09), na sede do Democratas, no Recife, com o presidente do partido, o ex-ministro Mendonça Filho, e com a presidente do Dem no Recife e deputada estadual, Priscila Krause, para discutir o cenário político e os preparativos do evento de filiação e a oficialização da sua pré-candidatura ao Governo do Estado, no próximo dia 25. "Miguel está com muita disposição e chega como pré-candidato ao Governo respeitando os demais nomes de oposição e focado no projeto de unidade para mudar os rumos de Pernambuco”, afirmou Mendonça.

Na reunião, na qual foi apresentada parte da equipe do diretório estadual do Democratas, Miguel Coelho reforçou o compromisso de fortalecer o partido e de iniciar um ciclo de debates pelo Estado. "Estou sendo muito bem recebido no DEM. Conversei com Mendonça e Priscila sobre a urgência de apresentar alternativas na oposição para mudar Pernambuco. Junto com a experiência e preparo de Mendonça e Priscila, creio que poderemos discutir a realidade de Pernambuco em cada região oferecendo um projeto de futuro consistente e que alimente a esperança nos pernambucanos", comentou Miguel após o encontro.

A deputada Priscila Krause reforçou a importância do projeto de unidade dos campos de oposição para mudar os rumos de Pernambuco. “A chegada do prefeito Miguel Coelho ao Democratas fortalece o diálogo e a busca pela construção da unidade da oposição. Ele tem feito uma gestão de sucesso e aprovada em Petrolina. Tem muito a contribuir na construção de um projeto de futuro para Pernambuco e no processo de mudança que acontecerá em 2022”, afirmou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Serra Talhada 2021

03/09


2021

Câmara empurra mais mudanças para as eleições de 2022

Do jornal El País

A boiada segue passando na Câmara dos Deputados. Os parlamentares começaram a debater no plenário ontem o Projeto de Lei Complementar (PLP) 112/21, que institui um novo Código Eleitoral, com mais de 900 artigos e quase 400 páginas, e que pretende impor diversas mudanças já a partir das eleições de 2022. O plano é de que o texto seja votado e aprovado na próxima semana. A maior parte desses artigos consolida em leis resoluções do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), de forma a garantir mais segurança jurídica ao processo eleitoral. O diabo, como sempre, mora nos detalhes. O texto carrega mudanças controversas, como uma quarentena de cinco anos após deixarem os cargos para policiais, militares, procuradores e juízes se candidatarem, ou a proibição da divulgação de pesquisas eleitorais na véspera e no dia da eleição. Mas a principal crítica entre analistas e parlamentares é a pressa do Parlamento para aprovar mudanças tão importantes.

Nenhuma eleição no Brasil é igual a outra desde 1988. A cada quatro anos o Congresso Nacional aprova alterações para os pleitos seguintes. A última ocorreu em 2017, quando os parlamentares acabaram com as coligações proporcionais e instituíram uma cláusula de barreira com o objetivo de enxugar o quadro partidário. Fruto de longos debates na sociedade civil, na imprensa e no próprio Congresso, essas mudanças constantes não são necessariamente ruins, porque podem significar evoluções e um amadurecimento do sistema eleitoral.

O problema é que, agora, num contexto de pandemia de coronavírus e com sessões sendo realizadas por videoconferência, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), vem imprimindo um ritmo de urgência a pautas delicadas, sem passar muitas vezes por comissões ou debates mais amplos. No início de agosto, um Projeto de Emenda Constitucional (PEC) voltou a implementar as coligações proporcionais para as eleições de 2022 quatro anos depois da mesma Câmara derrubá-las —como o fim delas só começaria a valer a partir do ano que vem, não deu tempo de o país sequer avaliar os resultados da mudança. O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), já disse que não pretende pautar a alteração.

Nesta semana, a Câmara votou a toque de caixa uma reforma tributária que, segundo analistas, geram problemas graves de arrecadação. Agora, a Casa dá mais um passo apressado para impor novas mudanças para as eleições. “Vejo com muita preocupação o fato de a Câmara estar aprovando com muita pressa. Tanto a PEC [da reforma política] como o Código Eleitoral são pontos sensíveis. Precisam de um debate mais demorado e envolvendo mais atores”, explica Leonardo Martins Barbosa, cientista político do IESP/UERJ e pesquisador do Observatório do Legislativo Brasileiro (OLB).

Freio na reforma
As criticas ao projeto geraram a campanha “Freio na Reforma”, que conta com mais de 30 organizações da sociedade civil, entre elas o Movimentos Transparência Partidária, ITS Rio, o Pacto Pela Democracia e o Movimento Livres. Em conjunto com cinco deputados federais e dois senadores, entraram com um mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF) na última terça-feira, 31 de setembro, pedindo que fosse formada uma comissão especial para analisar o projeto.

“O regimento interno é muito expresso ao determinar que, para fazer qualquer tipo de mudança no código, é preciso constituir uma comissão especial”, explica o advogado Irapuã Santana, que assinou a petição ao Supremo. “Foi feito apenas um grupo de trabalho que o próprio Lira escolheu os membros, sem nenhuma representatividade, sendo que uma comissão especial deve guardar uma proporcionalidade, deve ser por votação... Uma série de regras do legislativo não foram cumpridas”, acrescenta. Os próprios deputados chamavam atenção nesta quinta para as surpresas que tinham a cada nova leitura do relatório.

O relator desse mandado de segurança, o ministro Antonio Dias Toffoli, deu 48 horas para que Lira desse explicações sobre o andamento do novo Código Eleitoral —algo que não ocorreu. Com receio de interferir em questões internas do legislativo, Toffoli indicou que enviará o caso para o plenário do Supremo. “O tribunal tem uma jurisprudência muito forte no sentido de que o devido processo legislativo precisa ser cumprido, senão ele precisa voltar. Portanto, já estamos estamos invocando um precedente”, explica Santana. Ele afirma que é preciso fazer audiências públicas e buscar estudos que demonstrem que determinadas mudanças ou manutenções de regras serão favoráveis à população. “Quando vemos que isso está sendo feito de uma maneira apressada, parece que esses objetivos não são tão republicanos”, argumenta o advogado, que acredita que o novo Código Eleitoral vai na “contramão do que a sociedade vem querendo”, ao colocar um empecilho no fluxo de renovação política no país.

Entre os pontos considerados mais problemáticos, ele afirma que foram deixados de lado regras que garantam uma representação proporcional de negros e mulheres no Congresso. Um dos pontos que está em discussão no projeto é que, ao distribuir os recursos do Fundo Partidário e do Fundo Eleitoral, sejam contados em dobro os votos dados a candidatos negos e mulheres para a Câmara. Na sessão desta quinta, o deputado Kim Kataguiri (DEM-SP) enumerou outras críticas, como o enfraquecimento da Lei da Ficha Limpa (pela nova norma, um político condenado começaria a cumprir seu período de oito anos de inelegebilidade a partir da condenação, e não ao fim do cumprimento da pena, como ocorre hoje) e uma autoridade que renunciasse antes do fim de seu processo de cassação poderia manter seus direitos políticos.

O projeto também determina que os candidatos apresentem seus documentos por meio do sistema da Receita Federal, e não mais pelo modelo atualmente usado pela Justiça Eleitoral —o que, segundo críticos, atrapalha as tabulações e cruzamentos. Outro tema considerado problemático é que os gastos de campanhas eleitorais poderão ser divulgados apenas depois de encerradas as votações —atualmente, os candidatos devem publicar seu patrimônio ao registrarem suas candidaturas, assim como fazer prestações parciais das despesas de seus comitês de campanha. O projeto também prevê a possibilidade de empresas privadas serem contratadas pelas siglas para auditarem a contabilidade partidária. Defensores afirmam que isso pode agilizar a apreciação do uso de dinheiro público pelos partidos, diminuindo o volume de trabalho da Justiça Eleitoral, mas os críticos temem que isso diminua a fiscalização sobre os partidos.

A autora do projeto, a deputada Soraya Santos (PL-RJ), defende que ele une em um só texto todas as regras —partidos, eleições, inelegibilidades, propaganda eleitoral, financiamento de partidos e de eleições, crimes eleitorais, entre outros— e busca superar divergências em decisões tomadas pela Justiça Eleitoral. O texto, argumenta ela, “encampa a crescente demanda dos especialistas da área por um corpo coerente e fechado de normas processuais”.

Ao contrário de outros temas, o novo Código Eleitoral não parece dividir Governo e oposição. Deputados bolsonaristas, por exemplo, são contrário à quarentena de cinco anos para policiais, militares, promotores e juízes. “Acaba por cercear ainda mais ascensão política dessa categoria”, argumentou nesta quinta-feira o parlamentar Coronel Tadeu (PSL-SP). Inicialmente, a quarentena já valeria para 2022 —o que foi interpretado como uma tentativa de evitar a participação do ex-juiz Sergio Moro no próximo pleito—, mas a relatora, a deputada Margarete Coelho (PP-PI), alterou a vigência para 2026. “É preciso debater a exclusão dessa quarentena e trazer o principio da isonomia a todos os cidadãos que pleiteiam o espaço político”, argumentou a deputada Renata Abreu (Podemos-SP). Outro tema considerado importante por siglas pequenas ameaçadas pela cláusula de barreira, como o PCdoB, é a aprovação das federações partidárias e o uso das “sobras” em eleições proporcionais —isto é, votos remanescentes— por partidos menores.

Manutenção do status quo
De acordo com Barbosa, do Observatório do Legislativo Brasileiro, projetos que atendam aos interesses da classe política “não necessariamente são ruins”. Por exemplo, ele acha importante debater a diminuição do prazo para que a Justiça Eleitoral analise a prestação de contas dos partidos. O projeto diminui esse prazo de cinco para dois anos, “sob pena de extinção do processo”. Porém, o cientista político acredita que o Congresso tem se valido da pandemia para modificar regras eleitorais em um tempo curto. “O que está por trás é a intenção de manter o status quo e dificultar a renovação”, explica. “É importante construir um Código Eleitoral para dar mais transparência a essas leis. Isso é um movimento importante. O que não pode é ser unicamente motivado pelo interesse de manutenção do status quo”, completa.

O problema da pressa e da falta de debate, continua Barbosa, é que “matérias importantes acabam tendo um projeto de lei ruim”. Ele diz que a estratégia de Lira não é formar maiorias a partir de pontos de consenso, mas sim inserir vários pontos que atendam interesses miúdos —como a proibição de pesquisas eleitorais no dia e na véspera das eleições, uma demanda da extrema direita bolsonarista.

Além disso, Barbosa não vê o Senado com a mesma disposição de aprovar a toque de caixa mudanças importantes. Uma demonstração disso ocorreu nesta quarta-feira, quando os senadores rejeitaram por ampla maioria um projeto que flexibilizava e precarizava ainda mais as relações de trabalho. Além disso, senadores vêm dedicando mais tempo para outros temas controversos aprovados pela Câmara, como as mudanças no licenciamento ambiental. Sobre o Código Eleitoral, ainda restam dúvidas de como se posicionará. “Quando o Senado discorda, a tendência é que esses temas sequer sejam pautados para votação. Ele já deu amostras de que não aceitará qualquer coisa que venha da Câmara”, explica Barbosa. É de se questionar, portanto, as prioridades estabelecidas pelos deputados, que têm gastado um bom tempo da legislatura dando atenção a projetos que não parecem ter futuro.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

SESC Agosto 2021

03/09


2021

Daqui a pouco, tem Renato Teixeira no Sextou

Nascido no litoral paulista, mas engrandecido na arte da música caipira raiz do Pantanal, o cantor e compositor Renato Teixeira estará hoje no quadro Sextou, no horário do programa Frente a Frente, a partir das 18 horas, com transmissão pela Rede Nordeste de Rádio, formada por 44 emissoras em Pernambuco, Alagoas e Bahia.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Bandeirantes Agosto 2021

03/09


2021

Bolsonaro e Tarcísio divulgam leilão da BR-232

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, disse que está nos planos do Governo Federal retomar o controle da BR-232 e abrir leilão para proporcionar a recuperação da via. O anúncio foi feito por telefone, no fim da tarde de hoje, durante um encontro entre o presidente Jair Bolsonaro e empresários no Mar Hotel, em Boa Viagem, Zona Sul do Recife.

De acordo com o ministro, uma consulta pública será feita a partir de novembro e a concessão deve ocorrer em agosto de 2022. Após a declaração, houve aplausos de pessoas que estavam na plateia. A atenção com a infraestrutura no Estado é justamente uma das cobranças do grupo de empresários que organizou o evento. Eles chegaram a entregar uma carta com algumas medidas para ajudar a alavancar a economia local. Representantes da Federação das Indústrias de Pernambuco (Fiepe) e a Associação Comercial e Empresarial de Caruaru (Acic) entregaram ao presidente o documento.

Tarcísio de Freitas também falou sobre a viabilidade do Arco Metropolitano e a recuperação da BR-104 (assista acima). O presidente do Sistema Fiepe, Ricardo Essinger, esteve no encontro.

Entre os integrantes do Governo Bolsonaro, estiveram na reunião os ministros João Roma (Cidadania) e Gilson Machado Neto (Turismo) e o presidente da Caixa, Pedro Guimarães. O líder do Governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), também participou do encontro. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


03/09


2021

Caruaru: Raquel Lyra não receberá Bolsonaro

Blog Cenário

A prefeita de Caruaru, Raquel Lyra e o vice-prefeito, Rodrigo Pinheiro (ambos do PSDB), não receberão o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e sua comitiva, que chegam neste sábado (4) à Capital do Agreste.

A dispersão da motociata realizada pelo presidente está prevista para acontecer ao meio-dia, no pátio do Polo Caruaru. Apesar da quantidade de ministros que acompanham Bolsonaro na visita, a assessoria dos tucanos disse que a agenda não é institucional e, por isso, nenhum integrante do governo municipal participará do evento.

Por motivo religioso, Fábio Aragão não vai receber Bolsonaro

O prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Fabio Aragão (PP), não vai encontrar o presidente Jair Bolsonaro, que visita o município amanhã (4). O gestor é adventista e, por motivo religioso, não poderá participar do evento. De acordo com a crença adventista, o sábado é um dia que deve ser reservado para atividades religiosas.

Nesta sexta (3), a Prefeitura da Capital da Moda está nos últimos ajustes para a realização da motociata, que vai começar em Santa Cruz e segue até Caruaru. Serão interditadas as entradas laterais e transversais da PE-160, desde o Moda Center Santa Cruz até a entrada da cidade, até o fim da passagem do comboio presidencial.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


03/09


2021

Na Adega do Futuro, só reservando

Acabei de pousar no Recife e fui direto almoçar na Adega do Futuro, na Rua do Futuro, hoje um dos maiores points da sociedade, reduto político também. Lá, algo que para mim não foi surpresa: casa lotada. Tentei reservar o jantar, mas não consegui. Tudo lotado, para felicidade de Lucas, proprietário e excelente anfitrião.

A Adega do Futuro voltou a ser um dos restaurantes mais cobiçados da cidade, tão logo o Governo do Estado baixou decretos flexibilizando os horários de funcionamento do centro gastronômico do Estado. Aos que ainda não conhecem a casa, um conselho: reservar a mesa antecipadamente, porque a demanda tem sido muito crescente nos últimos dias, principalmente de quinta a domingo. 

O ambiente, confortável e chiquérrimo, também está sendo muito demandado para pequenos e médio eventos, segundo Lucas. Não tenho dúvidas de que com a chegada do período de confraternização de fim de ano, a Adega do Futuro será algo quase impossível de se conseguir reserva. Se você ficou com vontade de conhecer a casa, veja abaixo os contatos.

SERVIÇO

Adega do Futuro

Endereço: R. do Futuro, 634 - Graças, Recife
Tel. para contato: (81) 99929-5657
Você pode acompanhar tudo no Instagram da empresa


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
Publicidade

Publicidade

Publicidade

TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Opinião

Publicidade
Apoiadores
Parceiros