Jaboatão - Nova UBS PET

10/09


2021

“Refis dos caminhoneiros” começa a tramitar na Câmara

Em meio à greve dos caminhoneiros, o vice-líder do governo na Câmara, Evair de Melo (PP-ES), apresentou projeto de lei que cria um programa de refinanciamento das dívidas tributárias e não tributárias da categoria. O "Refis dos caminhoneiros", como está sendo chamado, abrange impostos e multas vencidas.

Melo já vinha falando com os ministérios da Economia e da Infraestrutura sobre a proposta, mas acelerou sua apresentação com os atos que ocorreram a partir de quarta-feira. Ele já falou sobre o assunto também com o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), na tentativa de acelerar a tramitação.

O PL 3.100 estabelece o Programa Especial de Regularização Tributária de Motoristas Profissionais de Transporte Rodoviário de Cargas (PRT-Caminhoneiros) para regularização de dívidas relativas a impostos e multas com o governo federal, vencidos até 30 de junho de 2021. Dependendo da situação, o parcelamento chega a 240 meses (20 anos).

O projeto também trata de dívidas com o setor privado, como a compra parcelada de veículos. Nesse caso, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) fica autorizado a refinanciar débitos em atraso de transportadores autônomos e empresas que têm o transporte rodoviário de cargas como objeto social.

A regularização de multas ativas poderá afetar os autos de infração aplicados pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), bem como aquela que já estejam inscritas na dívida ativa da União.

Na ANTT, foram aplicadas mais de 1 milhão de multas nos últimos cinco anos. Elas geraram R$ 1,137 bilhão em cobranças. Desse montante, cargas interestaduais foram responsáveis por R$ 394 milhões e o excesso de peso, R$ 181 milhões. No entanto, apenas 48% foram pagas. “Esse número comprova a necessidade de revisarmos essas infrações, além de criar ferramentas de apoio à categoria", afirma Melo.

De acordo com o deputado, a pandemia afetou os caminhoneiros de modo particularmente grave. "Os preços dos combustíveis e das peças e acessórios de seus veículos subiram demais nos últimos anos. Com a pandemia, o volume de cargas transportadas diminuiu, assim como a renda desses trabalhadores", acrescentou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Cabo - Pavimentação e Drenagem

10/09


2021

PSB monta grande festa para filiar Tabata Amaral

A deputada federal Tabata Amaral (SP) está perto de migrar para o PSB. De acordo com a revista Veja, sua filiação está marcada para o próximo dia 21 de setembro, em um grande evento em Brasília. 

A parlamentar conseguiu na Justiça sair do PDT sem perder o mandato. A cerimônia que marca sua ida para a sigla socialista deve contar com a participação do namorado, o prefeito recifense João Campos (PSB).

Ainda segundo a revista, no dia 25, há uma festa programada para Tabata em São Paulo, onde o PSB tem o comando do ex-governador Márcio França, que mantém boas relações com o braço socialista em Pernambuco. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Petrolina setembro 2

10/09


2021

Geraldo quer aumento para indicados politicamente

EXCLUSIVO

Desconsiderando o atual desemprego de 21,6% do Estado de Pernambuco, recorde nacional histórico da gestão do PSB, em mais uma demonstração de despreocupação com a crise financeira que passa a população de Pernambuco, a gestão de Geraldo Júlio (PSB) na Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco propôs um reajuste da remuneração dos conselheiros de Administração e Fiscal da estatal Porto do Recife, vinculada à pasta de Geraldo.

A determinação da gestão de Geraldo de dar aumento aos conselheiros do Porto, que são indicados politicamente pela gestão do PSB, escandalizou servidores do próprio Poder Executivo, sob reserva de fonte, neste momento de grave crise que passa Pernambuco. Nenhum outro órgão estadual tem projeto de aumento de remuneração neste momento de crise e pandemia.

A atitude da gestão de Geraldo, em dar este aumento, se soma a outras licitações promovidas na Secretaria de Geraldo, como a já famosa licitação de R$ 15 milhões para "móveis de luxo" na estatal Porto de SUAPE, também vinculada à pasta estadual de Geraldo. Os "móveis de luxo" foram cancelados, após pressão das redes sociais, com a denúncia do Blog.

O aumento dos conselheiros da estatal indicados politicamente pela gestão do PSB, com grande insensibilidade social, está sendo divulgado pela gestão de Geraldo 9 dias depois que o IBGE revelou que o Estado bateu um recorde histórico nacional proporcional com 21,6% de desemprego em Pernambuco. Geraldo é o secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado e sua função seria gerar empregos, mas, pelo visto, está dando mais atenção aos gastos internos com membros da sua pasta.

Segundo o site oficial do Porto, dentre os conselheiros que receberão o novo aumento, há nomes da total confiança pessoal de Geraldo, como sua adjunta na Secretaria, a muito competente Ana Paula Vilaça, que tem sido o "rosto" de Geraldo ao tentar dar explicações sobre a crise econômica do Estado em entrevistas coletivas, na TV e nas rádios. Ainda, faz parte do Conselho de Administração, segundo o site oficial do Porto hoje, Marconi Muzzio, amigo pessoal de Geraldo há mais de 30 anos e colega de concurso de Geraldo no TCE, que também já foi secretário de Geraldo na Prefeitura do Recife.

A gestão de Geraldo já mandou convocar uma "assembleia extraordinária" para conceder o aumento. A reunião acontecerá, segundo fonte na Secretaria, em 15 de setembro, às 11 horas. O site oficial da Secretaria de Geraldo não informa nem quanto ganham atualmente os atuais conselheiros, nem para quanto é o aumento planejado pela gestão de Geraldo. O portal da transparência do Estado também não informa os valores.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Sindicontas

10/09


2021

O Assum Preto do rádio

Anchieta Santos calou o rádio sertanejo. Para mim, que com ele convivi na busca incessante da notícia, era o Assum Preto eternizado na canção de Luiz Gonzaga. No lugar do canto triste do pássaro gonzaguiano, o canto dele trazia a dor em forma de notícias como tribuno de uma gente sofrida, esquecida pela grande mídia. Anchieta era tão Sertão que cheirava a bode.

Em mensagem ao blog, o jornalista Fernando Castilho, colunista do JC, ouvinte de Anchieta nas manhãs de Geraldo Freire, disse que a voz de Anchieta no rádio era a que mais identificava o Sertão. "Era tão forte, tão marcante que mesmo quando ele narrava que as chuvas inundavam as pequenas cidades da região, a gente percebia sua alegria em ver o Nordeste chovido. Era a marca mais forte do jornalismo rural. Tão forte que a gente se emocionava quando ele dizia “Rádio Jornal, Rádio Notícia", narrou Castilho.

Já ouvi que quem não tem amor próprio, não será capaz de amar ninguém. O amor de Anchieta pelo que fazia era visível, latente paixão. Na defesa da sua gente, ao invés das interrogações, vinha com as soluções, abria janelas. Só não enxergavam os insensíveis de coração duro, que nunca souberam o que é morte e vida Severina, que nunca viram um rosto triste clamar por um copo de água para matar a sede.

O que será do Sertão a partir de agora, sem aquele vozeirão que transmitia tanta emoção? Sou da geração de Anchieta em Afogados da Ingazeira. Antes mesmo de me converter ao jornalismo, era seu ouvinte, já ouvia sua voz estridente em comícios que animava. Na semana passada, quando fui informado que Anchieta havia sido transferido do Hospital da Restauração, no Recife, para o Emília Câmara, em Afogados, desconfiei que Deus havia feito o chamamento dele para a morada eterna.

Vai-se o nosso Assum Preto, fica impregnado em todos nós um dos seus ensinamentos: fazer rádio é um eterno vício para quem verdadeiramente nasceu radialista. No céu, Anchieta vai adentrar com a certeza de que, aqui na terra, exerceu o seu ofício de bom grado ao Senhor.  Teve o dom de transformar guerra em paz, paz em guerra. Conduziu pensamentos, interpretou ações na fina alquimia de transformar teoria em prática, idiomas em horizontal entendimento.

Poeta dos bons, Ademar Rafael, amigo comum de Anchieta, fez um versinho que sintetiza a dor que estamos sofrendo:

"Para amigos, uma pluma

Para corruptos, cascudo.

Para pobres e excluídos

Foi a voz, foi o escudo.

Os seus exemplos são tantos

Morreu ANCHIETA SANTOS

O meu rádio fica mudo".

Viva Anchieta Santos!


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


10/09


2021

Teresa celebra lei que protege mulheres parlamentares

Em Pernambuco, uma lei foi elaborada para enfrentar o assédio e a violência política contra mulheres: é o Estatuto da Mulher Parlamentar e Ocupante de Cargo ou Emprego Público (Lei nº 17.377), sancionada na última quarta-feira (8), que cria mecanismos de prevenção, cuidados e responsabilização contra atos de assédio e de violência política.

A lei é fruto de um projeto apresentado pela deputada Teresa Leitão (PT) em 2014, com acréscimos de um outro projeto sobre o tema, apresentado pela deputada Gleide Ângelo (PSB). “O preconceito existe. Em pequenos ou grandes gestos, atos, a gente sente um tratamento diferenciado. É preciso garantir um ambiente em que a mulher possa exercer plenamente suas funções e direitos políticos. Precisamos mudar a cultura discriminatória que ainda é vigente em muitos espaços, inclusive os públicos”, avalia Teresa.

A lei prevê o dever de proibir e punir todas as formas de discriminação, “entendida como distinção, exclusão, desvalorização, recusa ou restrição, inclusive as realizadas por meio das redes sociais, que tenha a finalidade ou resultado de anular ou prejudicar o reconhecimento, gozo e exercício dos direitos políticos das mulheres na vida pública”.

O assédio político é definido como ato de pressão, perseguição ou ameaça contra a mulher e/ou seus familiares como forma de impedir o pleno exercício da função, ou para obrigá-la a agir contra a sua vontade. Já a violência política envolve agressão física, verbal, psicológica e sexual com os mesmos fins previstos no assédio.

Os crimes devem ser denunciados às autoridades competentes pela vítima ou qualquer outra pessoa – que terá a identidade preservada. As penalidades estabelecidas são multa (entre 5 mil e 50 mil reais), proibição de contratar com o Poder Público Estadual e dele obter subvenções, doações ou subsídios. Se o agressor for servidor público, adicionalmente será submetido a responsabilização administrativa.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Ipojuca - Microempreendedores

10/09


2021

Lembranças do 11 de setembro de 2001

Da coluna de João Alberto

Amanhã fará 20 anos do maior atentado da história moderna, que destruiu as duas torres do World Trade Center, realizado pela Al-Qaeda, grupo terrorista comandado por Obama Bin Laden. Nele morreram 2.296 pessoas, de 80 nacionalidades diferentes, incluindo os 19 terroristas a bordo dos dois aviões Boeings 767, um da American Airlines, que fazia o Voo 11; outro da United Airlines, do Voo 175.

Eles atingiram as torres no dia 11 de setembro de 2001, o primeiro às 8h46 (9h45 no horário do Recife); o segundo às 9h03 (10h03 no Recife). Dos 20 terroristas envolvidos no plano, um não embarcou, Zacarias Moussaoui, de origem francesa, que foi preso e condenado à prisão perpétua.

Vou lembrar momentos que vivi em torno dos dois prédios. Antes do atentado, nas dezenas de viagens que fiz a Nova York, estive nele várias vezes. A estação do metrô, com o nome do prédio, ficava no térreo, com lojas no acesso aos elevadores, famosos na época pela sua rapidez. Fui pelo menos 10 vezes ao 110º andar, que tinha um mirante com vista fantástica da cidade. Numa das viagens, fiquei hospedado no Marriott World Trade Center, bem em frente e que sofreu abalos e teve que ser derrubado

Certa vez, encontrei, entrando num banco que funcionava no prédio, Ricardo Amaral, que eu conhecia da sua boate Hippopotamus, que teve filial no Recife. Como era meio-dia, ele me convidou para ir almoçar no Windows on the World, luxuoso restaurante no 107º andar. Duas semanas antes do atentado tinha ido a Nova York e passado pelo local, que tinha em frente uma loja que eu adorava.

Eu e todos o brasileiros: a Century 21, famosa pelos seus preços baixos. Vi as primeiras cenas do atentado na TV, que inicialmente falava num pequeno avião, até ser descoberta a verdadeira dimensão da tragédia, que acompanhei pelo rádio do carro, enquanto ia de carro para o jornal. Lá, vi, chocado, as novas e terríveis imagens. Dois meses depois, quando pouca gente queria ir a Nova York, com medo de novos atentados, comprei, numa oferta especial, passagem da United Airlines e voltei a Nova York, no dia 12 de novembro de 2001.

Estava pegando a mala no Aeroporto John Kennedy, em torno de 9h30, quando soou uma forte sirene e um corre-corre enorme, de passageiros e funcionários. Na área externa, depois de espera duas depois, soube que um Airbus da American Airlines havia caído, pouco depois de decolar para Santo Domingo, em Rockaway Beach, bairro de classe média baixa perto do aeroporto. Claro que se imaginou outro atentado. Resultado: todos os acessos ao aeroporto foram fechados. Impossível conseguir um táxi. Ao lado de um grupo de uruguaios que vieram no meu voo, decidi usar o metrô.

Fui para a Estação Jamaica, numa linha de pouco movimento, com os passageiros, digamos mal encarados. Sem problemas consegui chegar ao meu hotel, em Manhattan. O local estava normal, mas com um impressionante número de policiais. Fui até uma lan house para mandar uma matéria sobre o episódio, que o Diario de Pernambuco publicou na primeira página. Na época, não havia celulares. Na TV do hotel, vi a informação de que a queda do avião naquele dia, não tinha sido um atentado, segundo as autoridades. O aeroporto só voltou a funcionar às 19h, depois de ter dezenas de voos cancelados.

No dia seguinte, fui andar por downtown, o centro financeiro da cidade. Mesmo tanto tempo depois, ainda havia poeira por toda parte, no ar, quase irrespirável, nas vitrines das lojas em torno, quase todas fechadas. E, claro, a Century 21. Um quadro desolador. Na área onde existiam as torres gêmeas uma verdadeira montanha de restos dos prédios. As ruas vazias, centenas de pessoas cuidando da limpeza. As linhas do metrô tinham sido deslocadas e tive de descer numa estação muito distante e andar a pé. Fui encontrando praticamente tudo fechado, pouquíssimas lojas e lanchonetes funcionando, o movimento de ônibus e táxis extremamente reduzido.

No local das antigas torres, foi construído o One World Trade Center, um prédio moderníssimo, ainda mais alto, com 541 metros de altura e 104 andares. As torres derrubadas tinham 415m e 417m. Custou 10 bilhões de reais. Elevadores ainda mais rápidos levam ao mirante no alto, que tem vista fantástica e de Manhattan, do Brooklyn e de Nova Jersey. E parte do piso transparente, que dá para ver a rua, centenas de metros abaixo. Sempre com filas imensas.

Ao lado, o emocionante memorial às vítimas e um museu que lembra o 11 de setembro, com peças impressionantes. Já estive três vezes nos dois locais, que continuam ícones do turismo da Capital do Mundo. Estou apenas esperando a reabertura das fronteiras, para voltar a Nova York. Que, nunca escondi, é minha cidade preferida no mundo, depois do Brasil. Mesmo sabendo que não vou encontrar mais a Century 21, que faliu e fechou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Caruaru volta as aulas 2021

10/09


2021

Recife antecipa prazo de segunda dose da Pfizer

A Prefeitura do Recife vai antecipar a segunda dose do imunizante da Pfizer/BioNTech para 60 dias. A partir de hoje, os moradores da cidade que já tiverem tomado a vacina nesse prazo poderão concluir o esquema vacinal em um período mais curto. O agendamento já está aberto no Conecta Recife para as pessoas que tiverem tomado a primeira dose há 60 dias. No momento, na capital pernambucana, 44.151 pessoas já estão aptas a receber a dose nesse período.

A estratégia segue a orientação da Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco e do Ministério da Saúde, e tem como objetivo acelerar o processo de vacinação e conter uma possível evolução da variante Delta do novo coronavírus.

De acordo com o órgão federal, os estudos aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) apontam que a antecipação da dose de reforço para 60 dias não compromete a eficácia da vacina. É importante salientar que essa antecipação está condicionada à disponibilidade do imunizante no estoque da Prefeitura.

A medida também contempla as grávidas e puérperas (mulheres que tiveram bebê há, no máximo, 45 dias) que tomaram a primeira dose da vacina contra a covid-19 da Astrazeneca, no Recife, e que vão contemplar o esquema com a dose da Pfizer.

Para receber a segunda dose, é preciso realizar o agendamento através do site conectarecife.recife.pe.gov.br ou do app Conecta Recife, que está disponível gratuitamente na PlayStore, para Android, e AppStore, para quem utiliza o sistema iOS. No dia escolhido para a vacinação, é necessário apresentar o cartão de vacina e o documento de identidade com foto.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Serra Talhada 2021

10/09


2021

Hospital de Vertentes será inaugurado amanhã

O município de Vertentes, no Agreste pernambucano, comemora 93 anos de emancipação política neste sábado (11) e, de presente, ganha o Hospital Municipal Evaristo Ferreira Filho, localizado na Avenida Sérgio Guerra. A inauguração da unidade de saúde está prevista para começar às 10h.

Vertentes já atende a população pelo SUS através de PSFs de bairros e distritos, além de Policlínica e Unidade de Urgência e Emergência.

O Hospital Municipal terá atendimento em caráter regionalizado, atendendo Vertentes e municípios do Agreste e Mata Norte do Estado de Pernambuco. "Nós temos cuidado do sistema de saúde do município com muita responsabilidade, avançando cada vez mais neste segmento e tudo isso ficara? mais completo com o Hospital Municipal”, disse o prefeito Romero Leal.

São 50 leitos de internação, 1 bloco cirúrgico com 03 salas cirúrgicas com capacidade máxima de execução de 75 procedimentos por semana (300/mês), centro ambulatorial especializado multidisciplinar com capacidade de 2 mil atendimentos por mês.

“Vertentes entra em uma nova era na prestação de serviços de saúde. Estamos chamando a responsabilidade regional, oferecendo um sistema resolutivo, integrado e consciente. Seguimos em frente, melhorando cada vez mais a qualidade de vida de nosso povo”, afirmou Elídio Moura, secretário municipal de saúde.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Pousada da Paixão

10/09


2021

Morre o radialista Anchieta Santos

Faleceu, há pouco, no Hospital Regional Emília Câmara, em Afogados da Ingazeira, o radialista Anchieta Santos, aos 61 anos. Ele passou por uma cirurgia no dia 5 de julho, no Hospital da Restauração, para tratar um tumor no cérebro. Desde então, o radialista alternou momentos de melhora e de complicações. A família foi informada pelos médicos, ainda no Recife, que o tipo de tumor que acometeu Anchieta era extremamente agressivo e invasivo.

Anchieta Santos é um dos profissionais mais respeitados da história da Rádio Pajeú. Iniciando sua vida na radiodifusão na década de 70, é responsável pela formação de muitos profissionais e também pela migração para o rádio notícia, marca da Pajeú até hoje.

As informações são do blog do Nill Júnior. A família ainda não deu detalhes sobre o velório e enterro.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

SESC Agosto 2021

10/09


2021

PF mira Instituto contratado por gabinete de Geraldo

EXCLUSIVO

A Polícia Federal divulgou, hoje, a Operação Sierra, que apura supostas fraudes envolvendo o Instituto Euvaldo Lodi (IEL). As investigações apontam que o IEL firmou contratos de prestação de serviços com empresas de propriedade de dirigente do Sistema S, o que é expressamente proibido pela lei. As empresas beneficiadas receberam cerca de R$ 3 milhões, segundo a PF. Segundo o site TomeConta, do Tribunal de Contas do Estado (TCE) de Pernambuco, o Instituto Euvaldo Lodi (IEL) celebrou vários contratos com a gestão anterior da Prefeitura do Recife, comandada por Geraldo Júlio (PSB), inclusive alguns pagamentos realizados pelo gabinete pessoal do ex-prefeito do Recife e provável candidato a governador em 2022, conforme informações no site oficial TomeConta.

Ainda não há informações de que a Operação de hoje tenha relação com os contratos da gestão de Geraldo Júlio com o mesmo Instituto. Os agentes da Polícia Federal chegaram ao prédio do IEL, no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA) em Brasília, por volta das 6 horas. Ao todo, cinco policiais vasculharam o primeiro andar, onde funciona a sede do IEL. Os agentes recolhem dados de computadores na diretoria do órgão. Eles querem informações que respaldem a investigação, que apura irregularidades em um contrato de 2016. Após quase três horas de buscas, a PF deixou o prédio do IEL com um HD externo. No equipamento, foram colocados os dados dos computadores.

Segundo agentes da PF, a gestão atual do Instituto teria denunciado o caso, depois que uma empresa de um parente de dirigente do Sistema S, contratada pelo IEL, não prestou os serviços para o qual foi paga. Os envolvidos podem responder pelos crimes de furto qualificado, falsidade documental e associação criminosa, com penas que podem chegar a 16 anos de reclusão. O Instituto Euvaldo Lodi (IEL-PE), vinculado ao IEL Nacional e integrante do Sistema FIEPE, atua diretamente na promoção da integração das instituições de ensino e pesquisa com o setor produtivo do Estado, a partir da inserção do estudante ou profissional no mercado de trabalho.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Bandeirantes Agosto 2021

10/09


2021

Umbuzeiro não honra seus quatro filhos ilustres

Num poema épico sobre o Capibaribe, rio que se confunde com a cara do Recife, João Cabral de Melo Neto eternizou que era um cão sem plumas, nada sabia da chuva azul, da fonte cor de rosa. O que diriam de Umbuzeiro, um pontinho perdido no mapa da Paraíba, na belíssima Chapada da Borborema, se ainda vivo o ex-presidente Epitácio Pessoa, o ex-governador João Pessoa, o jornalista Assis Chateaubriand, o rei da comunicação antes da poderosa Globo, e o grande empresário F. Pessoa de Queiroz?

Eles têm em comum o berro que deram ao mundo na pequena Umbuzeiro, de apenas 10 mil habitantes, distante 147 km de João Pessoa, a capital paraibana. Na história brasileira, a cidade dos umbus, do pastoreio do gado, relevada por uma serra cantada em versos e prosas numa altitude de quase 600 metros acima do nível do mar, foi berço dessas quatro notáveis personalidades, hoje muito pouco lembradas ou destacadas por seus moradores.

Eleito presidente do Brasil em 13 de abril de 1919 quando ainda morava na França, caso inédito na chamada República Velha, Epitácio Pessoa derrotou Rui Barbosa, uma lenda. Sua vitória foi marcada por simbolismos, pois um presidente paraibano representava uma primeira derrota da política do café-com-leite, tendo apenas o Marechal Hermes da Fonseca sido uma solitária exceção uma década antes. Contudo, ainda assim ele representava a escolha das oligarquias paulista e mineira.

Epitácio ocupou todos os cargos que um político sonha em vida. Além de presidente da República, o décimo primeiro da história, foi senador pela Paraíba, ministro do Supremo Tribunal Federal, Procurador Geral da República, ministro da Justiça e da Indústria. Com o fim da Primeira Guerra Mundial, chefiou a delegação brasileira na Conferência de Paz de Versalhes. Apoiada pelos Estados Unidos, sua delegação obteve bons resultados quanto aos problemas que mais de perto interessavam ao Brasil: a venda do café brasileiro armazenado em portos europeus e os 70 navios alemães apreendidos pelo Brasil durante a guerra.

Apesar disso tudo, só existe uma biblioteca com seu nome em Umbuzeiro, cidade que nasceu e perdeu os pais com apenas sete anos, derrotados pela varíola, a Covid de hoje pelo volume de mortes que provocou na época. Lá, nem um busto, nem uma rua, uma praça sequer o poder municipal foi capaz de criar em sua homenagem. Já João Pessoa, seu sobrinho, assassinado na Confeitaria Glória, no Recife, por João Dantas enquanto governador da Paraíba, tem praça, rua, busto e escola com seu nome.

Mereceu, por parte dos conterrâneos de Umbuzeiro, mais honras do que Epitácio. Apesar do crime ter sido por motivos passionais e não políticos, a morte de João Pessoa acabou sendo usada pelos apoiadores de Getúlio Vargas contra seu opositor Júlio Prestes, que havia ganho as eleições em março, deflagrando vários protestos políticos. Segundo Getúlio, as eleições haviam sido ganhas por Prestes de forma fraudulenta. Essa situação política, somada à crise financeira decorrente da depressão econômica mundial iniciada em 1929, terminaram por desencadear a Revolução de 1930.

Tão esquecido quanto Epitácio Pessoa, o jornalista Francisco de Assis Chateaubriand Bandeira de Mello, personagem do filme Chatô do Brasil, também nascido em Umbuzeiro, não tem sequer uma rua com o seu nome. Chateaubriand foi um magnata das comunicações no Brasil entre o final dos anos 1930 e início dos anos 1960, dono dos Diários Associados, o maior conglomerado de mídia da América Latina, que em seu auge contou com mais de cem jornais, emissoras de rádio e TV, revistas e agência telegráfica.

Também foi co-criador e fundador, em 1947, do Museu de Arte de São Paulo (MASP), junto com Pietro Maria Bardi, e ainda como o responsável pela chegada da televisão ao Brasil, inaugurando em 1950, a primeira emissora de TV do País, a TV Tupi. Foi Senador da República entre 1952 e 1957 e embaixador do Brasil na Inglaterra. Figura polêmica e controversa, odiado e temido, Chateaubriand já foi chamado de Cidadão Kane brasileiro, acusado de falta de ética por chantagear empresas que não anunciavam em seus veículos.

Em sua Umbuzeiro, ainda intacta, resta apenas como lembrança do passado a casa em que nasceu. "Não sei explicar tamanho erro", diz a historiadora Ana Márcia, secretária de Cultura da Prefeitura de Umbuzeiro. Segundo ela, Chatô tinha uma relação sentimental com a cidade. "Ele sempre vinha aqui rever seus parentes e conterrâneos", lembra, acrescentando que dentre as benfeitorias que trouxe para o município estão a atual maternidade e o aeroporto, hoje transformado num campo de futebol.

MAIS ESQUECIDO AINDA

Se o rei do Brasil não é tão paparicado e homenageado por sua gente, igualmente pode se dizer de outro ilustre filho de Umbuzeiro: o empresário Francisco Pessoa de Queiroz. Conhecido como F. Pessoa de Queiroz, foi também advogado, deputado federal, senador e diplomata em Buenos Aires, Londres e Bucareste quando seu tio Epitácio Pessoa foi presidente da República.

Em 1919, fundou o Jornal do Commercio em Pernambuco e iniciou o conglomerado de comunicação, sistema composto por órgãos de comunicação da imprensa, rádio e televisão, sediado no Recife. Na Revolução de 1930, exilou-se na França, tendo sofrido prejuízos materiais, quando sua residência foi incendiada e o Jornal do Commercio foi empastelado.

Em 1946 fundou o Diário da Noite e em 1948 abriu a Rádio Jornal do Commercio, na época a emissora de rádio mais potente do Brasil. Em 1960, inaugurou a TV Jornal do Commercio, emitindo o primeiro sinal de televisão de Pernambuco. Mesmo assim, como Chatô, sequer há uma rua em sua homenagem na Umbuzeiro, que se destaca no País como grande exportador de gado gir de alta linhagem numa estação inaugurada ainda pelo filho Epitácio quando presidente da República.

A família Pessoa reinou absoluto por mais de 130 anos em Umbuzeiro, mas perdeu o poder nas eleições passadas. Do tronco familiar na vida pública, hoje, apenas o vereador Guilherme Pessoa, 32 anos, segundo mais votado nas eleições passadas. Da sua família, o pai foi vereador, um primo e um tio prefeitos, além dos avós terem sido eleitos para a Assembleia Legislativa da Paraíba. "Nesse tempo todo, a família só perdeu duas eleições", destaca Guilherme. Ele dá sequência ao feudo político do Coronel Antônio Pessoa, nomeado prefeito por João Pessoa, e soube usar como ninguém a caneta até morrer, honrando as tradições de valentia de João Pessoa.

A pátria-mãe de Epitácio, João Pessoa, Chatô e F. Pessoa, que começou como ponto de parada e descanso dos tropeiros que seguiam com destino ao Recife para escoar a produção de algodão no porto, tem relevância incontestável não apenas para a Paraíba, mas para a história do Brasil. Jamais, entretanto, seus heróis de sangue puro poderiam ter sido esquecidos. Nem a casa em que João Pessoa nasceu, visitada por este repórter, ontem, tem alguma serventia, quando poderia ser um grande museu retratando a história dos seus filhos ilustres, o que se constituiria até em atrativo para o turismo cultural.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


10/09


2021

TJPE começa a desativar comarcas no próximo dia 20

Por Houldine Nascimento, da equipe do Blog

O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) definiu o cronograma de desinstalação de 24 comarcas. O desembargador Fernando Cerqueira, que preside o TJPE, assinou ontem a portaria n° 28/2021, que estabelece todo o processo.

A medida foi publicada no Diário Oficial da Justiça hoje e começa a ser implantada no próximo dia 20 de setembro. Belém de Maria e Poção serão as primeiras comarcas desativadas. Elas vão ser agregadas a Lagoa dos Gatos e Pesqueira, respectivamente. 

A cada semana, duas comarcas devem ser desinstaladas. A previsão é de que todo o processo de desativação seja concluído até 20 de dezembro, quando as circunscrições judiciárias de Pedra e Gameleira serão incorporadas a Venturosa e Ribeirão.

Outros municípios prestes a perder comarcas são: Orobó, Palmeirina, Betânia, Terra Nova, Iati, Ibirajuba, Calçado, Jataúba, Lagoa do Ouro, Primavera, São Joaquim do Monte; Angelim, Jurema, Tacaratu, São Vicente Férrer, Ferreiros, Cachoeirinha, Cortês, Moreilândia e Riacho das Almas.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
Publicidade

Publicidade

Publicidade

TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Opinião

Publicidade
Apoiadores
Parceiros