Blog do Magno 15 Milhões de Acessos

24/09


2006

Cenário político não favorece reformas no Congresso

 A piora na situação política não será suficiente para detonar uma crise econômica no ano que vem, mas vai comprometer a capacidade de o governo aprovar as reformas das quais o país precisa para ter crescimento maior. Esse cenário, partilhado hoje por autoridades do governo e por economistas do mercado financeiro, significa que o Brasil continuará numa trajetória de crescimento inferior aos dos demais países emergentes.

A premissa para esse diagnóstico é que o escândalo envolvendo a compra de dossiê contra tucanos pode até não comprometer a reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mas, se reeleito, ele terá muito menos força política para negociar com o Congresso.

Para o governo, a principal fonte de turbulência será a investigação do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sobre a participação da campanha de Lula no caso do dossiê. Se for considerado culpado, o presidente pode ter seu diploma cassado e ser obrigado a deixar o cargo.

Entre as autoridades, há esperanças de que projetos importantes sejam aprovados. Contam com modificações no quadro partidário como resultado da aplicação da cláusula de barreira. A nova regra determina que os partidos tenham ao menos 5% dos votos nacionais para ter direito a tempo na TV e recursos do fundo partidário. Senão, o funcionamento do partido fica inviabilizado, o que deve levar à fusão de siglas menores em 2007 e a chance de fortalecer a base do governo.

A outra aposta é o apoio dos tucanos ligados ao governador de Minas Gerais, Aécio Neves, e do próprio José Serra, com grandes chances de se eleger governador paulista. Como as chances de Lula, se reeleito, fazer seu sucessor são consideradas pequenas, os estrategistas do governo crêem que a oposição terá interesse em aprovar projetos que também beneficiem o presidente seguinte.

Sem reformas

Não há dúvidas entre os analistas de que o próximo presidente, seja Lula ou qualquer outro, manterá intactos os pilares da política econômica, como o superávit primário, o câmbio flutuante e a inflação sob controle. O que anda em baixa entre os analistas é a possibilidade de reformas na Previdência e nas leis tributárias.

As primeiras batalhas do governo na área econômica após a eleição serão a prorrogação da CPMF, que termina no fim de 2007, e da DRU (Desvinculação de Receitas da União), mecanismo que permite ao governo usar livremente 20% da receita. As medidas devem ser aprovadas, mas desidratadas em relação ao que o governo queria.

''Um eventual segundo mandato será muito mais difícil do que seria até estourar esse escândalo. A aprovação da DRU e da CPMF já vai exaurir a parca energia de um segundo mandato. Vão ser quatro anos modorrentos'', acredita Caio Megale, da Mauá Investimentos.

Há também a possibilidade de o governo continuar fazendo mudanças pontuais por meio de medidas provisórias. É o que já vem sendo feito nos pacotes anunciados pelo ministro Guido Mantega (Fazenda) para reduzir os juros nos empréstimos e estimular a economia.

O problema é que essas mudanças não são suficientes para elevar o potencial de crescimento. Para economistas, é preciso reduzir o déficit da Previdência para poder abrir mão de receitas e diminuir a carga tributária. Só assim a economia terá como crescer mais.

''A falta de reformas não é um gatilho para piorar a situação econômica, mas faz com que o crescimento continue baixo. É mais do mesmo'', avalia Zeina Latif, economista-chefe do banco ABN Amro. (Folha Online)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

O Jornal do Poder

24/09


2006

Veja deu uma "barriga", diz Humberto

 A assessoria de Imprensa do candidato a governador pelo PT de Pernambuco, Humberto Costa, garante que a Veja deu uma tremenda ''barriga '' ao noticiar na coluna ''Radar'', na edição desta semana, que o jornalista Marcelo Netto, ex-assessor de Imprensa de Antônio Palocci, na Fazenda, estaria trabalhando na campanha do petista. ''Nunca Humberto teve qualquer contato com Marcelo. Não sei onde a revista foi inventar essa estória'', diz Gilvandro Filho, da equipe de Imprensa de Humberto.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Ivan Câmara de Andrade

Veja é podre.

Drácula

EU JURO QUE ACHEI ESTRANHO ESSA NOTA DA VEJA........O NEGÓCIO DO VAMPIRO PERNAMBUCANO É BANCO DE SANGUE... E NÃO BANCO OFICIAL......


Abreu no Zap

24/09


2006

Eduardo também faz grande carreata em Paulista

No último domingo de campanha em Pernambuco, o candidato do PSB a governador, Eduardo Campos, que, no domingo também fez uma grande carreata em Boa Viagem, preferiu fazer, hoje, uma outra carreata, mas em Paulista, Região Metropolitana. Aliados seus acabaram de ligar de lá para o blog informando que o evento está um sucesso.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

paulo

Quando escuto o è Eduardo me vem na cabeça: percatorios, mensalao, roubo, dudu 10%, frangos mauriceia, Milton Coelho, Sanguessugas, o ultimo governo Arraes( que ele dismandava), Severino Cavalcanti, Pedro Correia, Inocencio etc.... Os pernambucanos tem tudo para votar num homem destes, naum acham?

Quem financiou a carreata? Com certeza a Petrobrás.

Drácula

HAHAHAHAHAHA.......DUDU FLEX.... NÃO GANHA NEM MAIS RIFA DE FEIRA....HAHAHAHAHAH

Cuidado magno, tu pode ser demitido por jarbas!

prudencio godoy de melo galvao

Cuidado com essa notas favoraveís ao Eduardo campos, pode ser o DETRATOR JARBAS, não goste.



24/09


2006

Lessa prevê segundo turno para governo de Alagoas

O deputado federal João Lyra (PTB) está liderando a pesquisa para o governo de Alagoas. Obteve, na do Instituto Gape, 24% das indicações. Mesmo assim, para o ex-governador Ronaldo Lessa, esse é um indicativo de que haverá segundo turno no Estado. Lessa, que está atrás nas pesquisas para o Senado, perdendo para o ex-presidente Collor, apóia Teotonio Vilela Filho (PSDB).  Declarou que a campanha do candidato tucano cresceu muito nos últimos dias.  Com relação a estratégia que utilizará nessa última semana de campanha, Lessa afirmou que irá concentrar seus comícios nas maiores cidades, fazendo carreatas nas cidades de menor porte.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/09


2006

Humberto também faz grande carreata na Zona Norte

O candidato do PT a governador de Pernambuco, Humberto Costa, também participa, neste momento, de uma grande carreata pela Zona Norte do Recife, que saiu do final da Avenida Norte, em Macaxeira, e acabará em Beberibe, partindo de lá com destino a Olinda. O clima é de muita animação e há uma forte participação de aliados e simpatizantes da sua candidatura.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Prudencio teu sonho é ser Araponga do Lulla!

José Rodrigues da Silva

Prudencio, ô prudencim, se engane não baixim, de vitorioso teu candidato só têm o V de vampiro.

Drácula

CAI FORA O PEIDÊNCIO DE GODOY... TU É PARENTE DO FREUD GODOY? HHAHAHAHAH

prudencio godoy de melo galvao

Pra meter o pau em LULA, o espaço é do tamanho de um OUTDOR, pra falar da carreata vitoriosa do Humberto, o espaço é do tamanho de um alfinete, é um verdadeiro acinte, a tendênciosidade do signatário desse blog, alguém até ja disse, que o TRE, ta de olho, poís ta sendo usado, como instrumento de cam

Drácula

UÉ??? TÁ ESCURO NO RECIFE????? VAMPIRO SAI DE CASA E LEVA A VAMPIRADA PARA AS RUAS??????....HAHAHAHAHAHAHAHA...


Banco de Alimentos

24/09


2006

Lula sentiu o golpe. Está nervoso e mau humorado

 Lula sentiu o golpe. No último mês, estava eufórico, confiante na vitória e preparando a formação do futuro governo. Desde que o escândalo estourou, tornou-se mal humorado e irritadiço. Tem distribuído broncas nos assessores e mesmo nos aliados. Cobra dados de pesquisa várias vezes por dia. Quinta-feira, teve de repetir mais de 10 vezes a gravação da mensagem na qual repudiava a compra do dossiê. Nervoso, errava o texto a cada tentativa. “Este caso mudou o clima da campanha e na pior hora possível, quando precisávamos de mobilização”, diz um ministro.

Para complicar ainda mais, a última semana de campanha reserva dois novos obstáculos para Lula. Ele perdeu boa parte do tempo que tinha na TV por decisões da Justiça Eleitoral. E quinta-feira, há o debate da Globo. Por enquanto, está decido a não ir. Acha que será alvo de todos os adversários e teme perder a calma. Mas pode ter que rever isso se as pesquisas mostrarem nova queda em seus índices.

Lula não se preocupa apenas com a eleição. O discurso que adotou desde o início da crise, acusando a oposição de tentar um golpe contra ele reflete sua preocupação com a possibilidade de ter a candidatura impugnada ou sofrer um processo de impeachment. Por isso, o esforço do governo para criar cordões de isolamento em torno do presidente no caso dos dossiês. Até aqui, o roteiro foi seguido à risca. Todos os envolvidos isentaram Lula em seus depoimentos. Resta saber se será possível manter a estratégia quando a polícia identificar a origem do dinheiro usado na operação. Informações do Correioweb.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Paulin de Caruaru.

A imprensa deve ficar vigilante nesta última semana.Caso as pesquisas confirmem a tendência de segundo turno,esse pessoal do PT liderados pelo chefão irão fazer "de um tudo" como diz o matuto.

Ele deve estar nervoso é por que não tinha "51".

Francisco Filho

ESSE TAL "CINTURÃO" QUE ESTÃO FAZENDO PARA NÃO ATINGIR LULA, MAIS PARECE COISA DE MAFIOSO. UM LIDER SÉRIO NÃO PRECISA DESSE TIPO DE ARTIFICIO. QUEM VAI JULGAR É O POVO, MAS SE O POVO FALHAR NO SEU JULGAMENTO, ESPERO QUE AS INSTITUIÇÕES SÉRIAS DESSE PAÍS, NÃO FIQUEM OMISSAS. CUMPRAM SEU COM DEVER.

Drácula

É LULA DE NOVO... PARA QUEM BOTA OVO..... É LULA DE NOVO... PARA QUEM BOTA OVO.......

Tiago

É DESESPERO MESMO PQ ATÉ AGORA O LULA SÓ FUGIU DOS DEBATES E MENTIU AO POVO DIZENDO Q Ñ SABIA DE NADA NO 2º TURNO Ñ VAI PODER CORRER VAI TER Q ENFRENTAR O DEBAE E AI VAMOS VER O Q VAI EXPLICAR SOBRE MANSALÃO,DOSSIÊ,WALDOMIRO..........



24/09


2006

Carreata embalada pelo forró dos vampiros

 O forró do sanguessuga/vampiro embala a carreata do candidato do PFL a governador de Pernambuco, Mendonça Filho, que sai neste momento de Piedade em direção à praia de Boa Viagem. Praticamente todos os sons dos carros tocam o forrozinho, que orienta para não votar em político metido nos escândalos da venda de ambulância e no desvio de dinheiro para compra de hemoderivados de sangue, a chamada máfia dos vampiros.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

LEMBREM-SE QUE O ÚNICO DEPUTADO QUE ESTÁ FORA DA REELEIÇÃO, ENVOLVIDO COM OS SANGUESSUGAS É O MARCOS DE JESUS, SABEM DE QUAL PARTIDO ELE PERTENCIA, POIS JÁ FOI EXPULSO, PFL - PARTIDO DA FRENTE LIBERAL.

José Carlos-Serra Talhada

O priminho do Ivan, o Famoso Gago já tinha providênciado poços artesianos, perfurados pelo DNOCS, a custa do povo em sua fezenda e em sua concessionária de Autos pra lavar o mar de lama que existe em Serra Talhada e no escandalo de Dudu.

IVAN INÁCIO DE OLIVEIRA

POR ISSO QUERO ELE LONGE DE HUMBERTO, Q FIQUE COM FRANGOCINHA OU DUDU PRECATÓRIOS

Drácula

HAHAHAHA... O PROBLEMA É QUE TEU PRIMO GAGO NÃO CONSEGUE ACERTAR UM SÓ PALANQUE NOS ÚLTIMOS 20 ANOS... SEMPRE PARA ONDE ELE VAI... O CANDIDATO PERDE....QUANDO NÃO O EXPULSA PRIMEIRO...HAHAHAHA

IVAN INÁCIO DE OLIVEIRA

SEI QUE VAI ROLAR MUITA CACHAÇA COM TIRA GOSTO DE FRANGO. TUDO AS CUSTA DE FRANGOCINHA, COM DINHEIRO DO BNB, CLARO. SE MEU PRIMO GAGO ESTIVESSE LÁ IRIA COLOCAR OS ESCRAVOS DO MARANHÃO DE GARÇON.


Jornao O Poder

24/09


2006

RN: Esquema especial para evitar compra de votos

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte montou esquema especial para coibir a compra de votos e a boca-de-urna nas eleições do dia 1º. O desembargador Abraham Lincoln, presidente do TRE, disse que juízes das 77 Zonas Eleitorais e também juízes auxiliares foram orientados a intensificar a fisca-lização na noite e na madrugada anterior às eleições. “A compra de votos é crime. E, se houver o flagrante, o autor será preso”, advertiu o presidente.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/09


2006

PF vai investigar empresário ligado ao PSDB

 A Polícia Federal pretende instaurar um inquérito para apurar a suposta participação do empresário Abel Pereira na tentativa de compra de documentos com acusações contra políticos, informou neste sábado o delegado Diógenes Curado Filho. Há oito dias, a PF apreendeu em um hotel de São Paulo o equivalente a R$ 1,7 milhão com os petistas Valdebran Padilha e Gedimar Pereira Passos.

O dinheiro seria usado para a compra de material contra o candidato do PSDB ao governo de São Paulo, José Serra, preparado pelos chefes da máfia das ambulâncias, Luiz Antônio Vedoin e seu pai, Darci Vedoin.

Abel, que atua no ramo da construção civil no interior paulista, tem ligações com Barjas Negri, que sucedeu Serra no Ministério da Saúde e é o atual prefeito de Piracicaba.

Luiz Antônio Vedoin disse em depoimento à PF em Cuiabá na quinta-feira que Abel teria recebido valores para liberar recursos na gestão de Negri. Ao mesmo tempo, afirmou que não via indícios de envolvimento de Serra no escândalo das ambulâncias. No sábado, o delegado da PF desvinculou Serra da máfia dos sanguessugas.

- O próprio Vedoin já livrou ele (Serra) disso aí. O depoimento do Vedoin já excluiu o Serra... O depoimento dele está bem claro - afirmou.

Em depoimentos prestados entre a manhã de sexta-feira e a madrugada deste sábado na PF em Brasília, três dos envolvidos ligados ao PT na negociação do chamado ``dossiê Serra'''' - Jorge Lorenzetti, Expedito Veloso e Osvaldo Bargas - apresentaram versão similar dos acontecimentos e mencionaram o nome de Abel Pereira.

Expedito Veloso, ex-diretor de gestão de risco do Banco do Brasil, entregou à PF uma relação de cheques que envolveria Abel.

- Nesse caso, não é conveniente colocar no mesmo inquérito. É conveniente instaurar um novo inquérito e apurar em inquérito separado - afirmou o delegado da PF.

A "pasta azul'''' apreendida pela PF no hotel em São Paulo na sexta-feira da semana passada continha um DVD com imagens de uma cerimônia de entrega de ambulâncias quando Serra era ministro da Saúde, fotos públicas de eventos dessa natureza e uma lista com prefeituras que teriam participação no esquema de superfaturamento de ambulâncias.

A PF de São Paulo acredita que há um dossiê ainda não encontrado com até duas mil páginas e envolvendo diversos partidos.

Para o delegado Diógenes, descobrir a origem do dinheiro que estava com os dois petistas é o principal objetivo do inquérito em andamento.

- Desde o início se sabia que o fundamento da investigação estava na origem do dinheiro.

A PF já identificou alguns bancos e agências de onde foram feitos os saques em reais. Também havia uma quantia em dólares, que a polícia desconfia ter entrado ilegalmente no país.

A PF deve realizar nos próximos dias uma acareação entre Valdebran Padilha, um dos petistas presos em São Paulo com parte de R$ 1,7 milhão, e Luiz Antônio Vedoin. Os depoimentos que eles prestaram à PF têm pontos divergentes.

Além disso, a polícia vai intimar Hamilton Lacerda, que foi afastado da coordenação de comunicação da campanha de Aloizio Mercadante (PT) ao governo paulista.

Ele admitiu na quarta-feira que ofereceu à revista "IstoÉ" o dossiê e a entrevista com os Vedoin, matéria de capa da publicação na semana passada.

Desde a operação deflagrada pela PF há pouco mais de uma semana, nomes de confiança do presidente e candidato Luiz Inácio Lula da Silva apareceram na investigação, incluindo Ricardo Berzoini, que foi afastado da coordenação da campanha à reeleição, e Freud Godoy, que era assessor especial da Presidência.

Neste sábado, ao desembarcar em Cuiabá, o delegado Diógenes disse que Berzoini e Godoy não devem ser ouvidos pela PF, pelo menos por enquanto. (Reuters)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha