04/12


2006

Lula busca mais aliados para segundo mandato

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva retoma nesta semana as conversas com partidos políticos em busca de novas adesões à coalizão política para seu segundo mandato.

Nesta segunda-feira, Lula terá reuniões com os fiéis aliados PSB e PC do B. Os dois partidos integram a base de sustentação de Lula desde o primeiro mandato, mas vão conversar com o presidente sobre os novos parâmetros da alianças formadas para os próximos quatro anos.

O presidente também deve se reunir com o presidente do PMDB, Michel Temer, que vai formalizar a decisão do partido de integrar a coalizão. ''Será feito um encontro formal com o PMDB. O presidente vai chamar depois todos os partidos da coalizão para traduzir os sete pontos que unificaram o governo e essas legendas'', disse o ministro Tarso Genro (Relações Institucionais).

Entre os sete pontos apresentados por Lula para atrair partidos à coalizão estão a aprovação das reformas política e tributária, além da projeção de crescimento de 5% nos próximos anos. O PMDB condicionou o ingresso na coalizão ao cumprimento das metas. Caso o governo não cumpra o prometido, Temer disse que a legenda poderá desembarcar da coalizão a qualquer momento. Informações Folha Online.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Jaboatão Habitacional Suassuna

04/12


2006

PTB ganha lideranças do PFL em Nazaré da Mata

Ao assinar, hoje, a ficha de filiação de três lideranças de Nazaré da Mata, entre eles o ex-candidato a prefeito nas últimas eleições, Egrinaldo Coutinho, o Nado, o presidente do PTB no Estado, Armando Monteiro Neto, se recusou a falar de secretariado do Governo Eduardo Campos, ressaltando que já esteve com o governador eleito em diversas oportunidades, mas sem tratar do assunto.

 

“Eu ainda não discuti secretariado com Eduardo”, garantiu Armando, adiantando que, só na próxima semana conversará com o governador eleito sobre a participação do PTB no Secretariado, informa Gabriela Leão, repórter deste blog. “Pode ser que trataremos do assunto antes, depois que Eduardo conversar com o presidente hoje”, ressaltou.

 

Além de Nado, ingressaram no PTB dois vereadores de Nazaré da Mata – Manoel Geremias e Biu Rufino, ambos do PFL, assim como Nado. Segundo o secretário-geral do PTB, José Humberto, deve entrar no PTB ainda mais quatro prefeitos e, provavelmente, alguns deputados.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

adelson w. souza

magno,voce está perdendo tempo com esses politicos sem prestigios de nazare.coita do PTB.esses dois vereadores nao tem voto.as lideranças da cidade é atual prefeito e o ex-jaime,alter ego de antonio moraes.o resto nao conta.


Pousada da Paixão

04/12


2006

PP: Deputados querem rifar Pedro Corrêa da presidência

Ainda do blog de Fernando Rodrigues: ''Os deputados e políticos em geral do PP estão em guerra aberta pelo comando da sigla. De um lado, as personagens ligadas aos escândalos recentes: Pedro Corrêa, Ciro Nogueira, João Pizzolatti, José Janene, Mário Negromonte, Pedro Henry e Severino Cavalcanti.

 

Do outro lado, o senador do PP eleito pelo Rio, Francisco Dornelles, e o deputado federal que foi líder de FHC, o paranaense Ricardo Barros.

 

Dornelles (participante de todos os governos desde sempre) se qualificou para ser o interlocutor de Lula, pois apoiou o petista na eleição deste ano.

 

Ocorre que a tropa dos tradicionais pepistas encrencados não quer largar o osso. Eles têm até candidato a ministro: Ciro Nogueira, o corregedor da Câmara que se esmerou o quanto pode para atrasar as apurações sobre os sanguessugas amigos. Nogueira é um caso clássico de ''o passado o condena'': há tempos já ensaia uma saída do baixo clero, mas o baixo clero nunca sai dele.

 

Dornelles e Ricardo Barros recolheram assinaturas em todos os Estados e mandaram publicar um edital convocando uma convenção nacional do PP para o dia 12 deste mês. Nessa data, pretendem retirar da presidência da sigla o ex-deputado Pedro Corrêa (PE), que foi cassado acusado de envolvimento com o mensalão.

 

Nesta semana haverá muitas reuniões para tentar pacificar o partido, mas as chances são pequenas. Para complicar, na quarta-feira o plenário da Câmara tem agendada a votação para cassar --ou não-- o deputado José Janene.

 

E o internauta pode perguntar: onde se encaixa Paulo Maluf, deputado eleito pelo PP de São Paulo com a maior votação do país? Boa pergunta. Sobre Maluf, só para dizer que ninguém sabe ninguém viu''.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Normando Leite Cavalcante

Pela avalanche de votos obtidos, Paulo Maluf e Russomano são os Deputados mais credenciados à presidentecia do PP. O eleito Senador Francisco Dorneles, por ser o único senador do Partido também. O ex-dep. Pedro Corrêa, de acôrdo com o artigo 5º do estatuto do Partido, não é mais nem filiado é só ve



04/12


2006

Ceará pode perder a siderúrgica da Petrobras

Do blog de Fernando Rodrigues, da Folha de São Paulo: "Ciro Gomes anda meio calado. Quando fala, tem sido mais ácido do que o normal em relação ao governo Lula --do qual foi ministro e ao qual apóia.

Enquanto isso...

...no Ceará há descontentamento em relação à Petrobras. A estatal havia prometido fornecer gás a um determinado preço para uma futura siderúrgica a ser instalada no Estado de Ciro Gomes. Agora, a Petrobras está dizendo que não dá mais, pois o cenário mudou, o preço subiu etc. Logo, fica inviabilizada a construção da siderúrgica. Como se não bastasse, também não será construído o terminal portuário que recepcionaria o gás --o combustível chegaria de navio ao Ceará.

Em resumo, péssimas notícias para Cid Gomes, o irmão de Ciro Gomes que assumirá o governo cearense em 1º de janeiro.

Coincidências nem sempre explicam todas as coisas. Mas ajudam a gente a pensar.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


04/12


2006

Coronel Mário será o chefe da Casa Militar

Anote aí mais um nome certo na equipe do governador eleito de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB): o Coronel Mário, ajudante de ordem do ex-governador Miguel Arraes e que vem cumprindo o mesmo papel na atual transição, assume a chefia da Casa Militar.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Petrolina abril 2021

04/12


2006

Procuradores têm salário aumentado para R$ 24,5 mil

Por sete votos contra cinco, os integrantes do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) aprovaram, nesta segunda-feira (04), resolução que aumenta o teto salarial de integrantes do Ministério Público Estadual para R$ 24,5 mil - o mesmo que recebem os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Atualmente, o limite estabelecido pela Constituição Federal (CF) é R$ 22.111. Promotores e procuradores de Justiça tinham uma liminar concedida pelo prório CNMP para receber acima do  teto estadual.
 
Após a decisão, o procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, que preside o conselho, anunciou que vai entrar com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) no Supremo contra a medida.
 
Polêmica
A polêmica sobre aumentos de salário para integrantes do Poder Judiciário veio à tona depois que o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), presidido pela presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Ellen Gracie, enviou ao Congresso Nacional projeto de lei permitindo a incorporação de gratificações – os chamados jetons – aos seus vencimentos, que passariam a ser maiores que o teto do funcionalismo público – de R$ 24,5 mil. 

Os integrantes do Ministério Público também tinham aumentado, em caráter liminar, o teto dos salários de promotores e procuradores de Justiça nos estados, de R$ 22.11 para R$ 24,5 mil – o mesmo que recebe um ministro do Supremo e o procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza.

Na prática, a decisão liminar foi ratificada na reunião do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) desta segunda-feira. A idéia divide opiniões. Alguns juristas dizem que o CNMP poderia estar extrapolando suas funções e que só uma emenda constitucional poderia proporcionar a mudança. O próprio procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, que preside o conselho, anunciou que vai recorrer da decisão.

Jetons para integrantes do CNJ
O projeto de lei enviado ao Congresso Nacional pelo CNJ prevê o pagamento das gratificações a cada sessão que seus integrantes participem. Os jetons seriam equivalentes a 12% do vencimento de um ministro do STJ, que é de R$ 23.275. Portanto, cada jeton seria de R$ 2.784. Como são feitas, normalmente, duas sessões por mês, o acréscimo mensal seria de R$ 5.568. Com isso, os conselheiros passariam a ganhar mais que o teto do funcionalismo público. Os salários saltariam de R$ 23. 275 para R$ 28.861.

Já a presidente do STF, ministra Ellen Gracie, que também preside o CNJ, receberia ainda mais. Os vencimentos passariam de R$ 24,5 mil para R$ 30.380. Isto porque o cálculo do benefício é feito com base no que recebe um ministro do Supremo.

O projeto foi enviado ao Congresso no último dia 7 e, se for aprovado, vai beneficiar os conselheiros, com data retroativa a junho de 2005, quando o CNJ foi criado para fazer o controle externo da atividade dos magistrados.

A repercussão negativa sobre o assunto fez com que o tema fosse retirado da pauta da Câmara na semana passada. O Congresso aprovou, apenas, outras mudanças no Judiciário – entre elas a regulamentação da súmula vinculante, medida que obriga as instâncias inferiores a seguir decisões do Supremo quando houver entendimento da mais alta corte do país sobre determinada matéria constitucional.  Informações do Portal G1.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Ipojuca 2021

04/12


2006

Semana movimentada nos bastidores da República

 

 Agenda da semana na República

Segunda-feira

* Lula se reúne com a direção do PSB e do PC do B. Os dois formalizam o ingresso na coalizão montada para o segundo mandato.

Terça-feira

* Os integrantes da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado devem votar o projeto que cria a Super Receita, órgão visto pelo governo como alternativa para reduzir o déficit da Previdência.

* A bancada do PT na Câmara formaliza a candidatura de Arlindo Chinaglia (PT-SP) para a presidência da Casa.

* O Senado tem na pauta de plenário três medidas provisórias e seis propostas de emenda à Constituição, entre elas a que prevê o fim da reeleição para os cargos no Executivo.

* O Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social apresenta sugestões a Lula para o projeto de reforma política.

Quarta-feira

* A bancada do PMDB na Câmara escolhe o nome do partido para disputar a Presidência da Câmara. Os favoritos são Geddel Vieira Lima (BA) e Eunício Oliveira (CE).

* A Executiva do PDT se reúne para discutir o convite feito por Lula para que a legenda componha a coalizão de governo no segundo mandato.

* Conselho de Ética da Câmara analisa o parecer do processo por quebra de decoro contra a deputada Celcita Pinheiro (PFL-MT), acusada pela CPI dos Sanguessugas.

* Será julgado o no Conselho de Ética o deputado José Janene (PP-PR), o último dos mensaleiros.

* Lula oferece jantar a Hugo Chávez, presidente reeleito da Venezuela.

* Plenário da Câmara vota o nome que a Casa indica para o Tribunal de Contas da União (TCU). Entre os nomes que disputam a vaga está o do relator da conclusa CPI dos Correios, Osmar Serraglio (PMDB-PR).

Quinta-feira

* O Supremo Tribunal Federal julga ação apresentada pelo PCdoB, PDT e PPS contra a aplicação da cláusula de barreira. (Blog do Noblat)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Caruaru Campanha São João 2

04/12


2006

Bravíssimos sedutores!

"Os mancebos pretendentes ao honroso (que, pela performance aferida do ocupante do cargo de prefeito, pode perfeitamente ser transformado em horroroso)  de burgomestre recifense são todos sabidamente exímios cortejadores daquilo que é o maior motivo da irrefreável paixão que lhes acomete: o supremo dos desejos humanos, aquele desde sempre sabido pelo singelo nome de poder!". Eis um dos trechos do artigo do escritor Lino Perrelli, que acabo de postar em Opinião. Boa leitura!


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

CABO

04/12


2006

Bicho-grilo demagógico

''Resolvi quebrar o meu sigilo fiscal, patrimonial e monetário e agora revelo: sou um dos donos da Petrobras, modéstia à parte. Por conseguinte, deverei ser também um dos proprietários da futura refinaria do óleo de pedra a ser implantada em Pernambuco. Nessa condição irei recomendar ao governador eleito Eduardo Campos que desista da sociedade com a PDVSA do coronel Hugo Chavez.

Reeleito na marra presidente da Venezuela,  Chavez é um bicho-grilo demagógico à moda dos antigos caudilhos latinos.  A alternativa para construir a refinaria em Pernambuco seria a chamada  Parceria Público-Privada entre a Petrobras e empresários nacionais'', escreve o jornalista José Adalberto Ribeiro ao revelar ser um dos donos da Petrobras desde o Governo Fernando Henrique. Leia no Menu Opinião, em seu artigo semanal que acabo de postar. Boa leitura!


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

renata lima

Continua a aposta, a refinária é eleitoreira por isso não vem. Aguardo apostas.


Bandeirantes Junho 2021

04/12


2006

Reforma ministerial pode acontecer antes do Natal

 O presidente Luiz Inácio Lula da Silva pretende realizar até o Natal as modificações no ministério e anunciar, em entrevista coletiva, as medidas para ''destravar'' a economia e tentar atingir a meta de crescimento de 5% anuais do PIB (Produto Interno Bruto).

A partir de hoje, Lula deverá ter conversas ''mais concretas'', na expressão de um auxiliar direto, a respeito dos cargos do primeiro escalão.

Em reuniões reservadas na semana passada, ele sinalizou que acha melhor não estender a reforma do primeiro escalão até fevereiro, como disse em público. A reforma coincidiria com as eleições para as presidências da Câmara e do Senado. Começaria um governo novo com ''cara velha'', segundo um ministro, e ficaria dependente demais dos eleitos para o comando do Congresso.

Na agenda de hoje, o presidente Lula terá audiências com as cúpulas do PSB e do PC do B. Tratará de seus espaços no governo e das medidas de incentivo ao crescimento econômico.

O PSB tem hoje os ministérios da Integração Nacional e da Ciência e Tecnologia.

O partido está satisfeito com a sua cota no governo petista, mas deseja fazer lobby pela manutenção da Integração Nacional, pasta que é cobiçada pelo PMDB.

O PC do B detém os Esportes e fará pressão pela reeleição de Aldo Rebelo para a Câmara, sob o argumento de lealdade. PT e PMDB ensaiam articulação contra Aldo, preferido de Lula para o comando da Casa.

Há possibilidade de o ex-ministro Agnello Queiróz retornar à pasta dos Esportes. Ele diz ter acordo com o presidente nesse sentido, pois teria ido para o sacrifício ao perder a disputa pelo Senado.

Quanto a cargos, o governador eleito de Pernambuco e presidente do PSB, Eduardo Campos, mantém a cautela: ''Nosso apoio não depende desse ou daquele espaço''.

O presidente do PC do B, Renato Rabelo, porém, é menos discreto quando ao apetite dos comunistas: ''Nossa responsabilidade pode ser maior no próximo governo, pela posição de lealdade e de ajuda que tivemos com o presidente [no primeiro mandato]''.

PSB e PC do B são aliados históricos do presidente. Com PT, PMDB, PRB e PV, deverão formar o governo de ''coalizão'' imaginado por Lula para o segundo mandato. Já convidado pelo presidente, o PDT deverá ser integrado ao grupo nas próximas semanas.

Também deverá acontecer, ainda nesta semana, uma reunião com o presidente do PMDB, Michel Temer, a fim de dar o pontapé oficial nas negociações por cargos depois de o partido ter aprovado a proposta de formar um governo de coalizão com o PT.

Política Ecônomica 

Além de cargos, PC do B e PSB querem ouvir do presidente sinalizações sobre os planos a curto prazo do Planalto sobre a política econômica. Os dois aliados admitem preocupação com o tema, principalmente após os resultados do PIB divulgados na semana passada.

O PSB, por exemplo, decidiu criar um grupo interno para discutir opções de mudanças na economia.

''Não queremos estardalhaços, mas sim elaborar um documento de fôlego para colaborar com o presidente Lula. No primeiro mandato, houve limites [para mudanças], sem dúvida. Agora é possível tomar atitudes distintas [na economia]'', diz Eduardo Campos.

Lula será informado hoje pelo PSB sobre a formação desse grupo, cujo resultado será entregue ao petista no primeiro bimestre do ano que vem. Virá recheado de sugestões para ajustes na microeconomia, na carga tributária e também na política de juros.

Renato Rabelo vai na mesma linha de Campos: ''Esse problema da economia fará parte da nossa conversa [com Lula]. Existe intenção e boa vontade do governo, mas ainda falta muita coisa. É preciso mais investimento no país, tanto privado como estatal, e vamos dizer isso ao presidente''. Informações da Folha Online.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Serra Talhada 2021