Jaboatão

30/11


2006

Oposição de Jarbas a Lula é ironizada no PMDB

A posição do ex-governador de Pernambuco e senador eleito Jarbas Vasconcelos, contrária à coalizão ao segundo mandato do Governo Lula, foi minimizada por vários membros do partido. O deputado federal Geddel Vieira Lima (BA) ironizou a declaração dada pelo ex-governador de que parte da legenda só iria apoiar o presidente Lula em troca de cargos.  

 

“Essa é uma posição de Jarbas Vasconcelos que eu respeito. Mas se eu achasse que as pessoas que estão ao meu lado pensam assim (buscando cargos), eu procuraria deixá-los porque não iria querer me contaminar”, disparou.

 

Mais comedido, o presidente do Senado, Renan Calheiros (AL), que deve disputar novamente a presidência da Casa, evitou polemizar o fato de Jarbas dizer que poderá apoiar um candidato ao posto que seja de oposição. “O PMDB é um partido democrático. Não é uma questão de individualizar a disputa do Senado. Esse é um direito do partido”, defendeu.

 

O presidente da sigla, Michel Temer, também disse que a postura do político não irá prejudicar o governo de coalizão. “Em nenhum momento eu acredito que Jarbas vai votar contra os interesses do País”, afirmou. Informações da Agência Nordeste.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

BRUNO

Pobre mesmo desse pais e agora do nosse estado, infelismente essa é a realidade do nosso pais, o povo brasileiro gosta de sofrer... é por isso que essas pessoas estao de volta...

marcos

Tais vendo JARBAS, no balaio de gato que tu se metese. Esse teu PMDB é mt democratico gosta mt de governo

renata lima

Jarbas Vasconcelos tem História, já o cara do pt tem folha corrida. Pobre Brasil e Pe, com a antiga administração que volta ao poder em 1º de janeiro de 2007, em PE.


Olinda

30/11


2006

Eduardo diz que recebeu R$ 6 milhões. Veja a lista

Já o governador eleito de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), declarou ao TSE doações da ordem de R$ 6,3 milhões. Diferentemente do PFL, que diz ter feito os repasses à campanha de Mendonça pelo Comitê Financeiro Único do Partido, o socialista relaciona um a um todos os seus doares, conforme lista abaixo disponível no site do TSE.

Informações prestadas pelo candidato EDUARDO HENRIQUE ACCIOLY CAMPOS Partido PSB - PE 
Valor total das receitas R$ 6.381.629,32
Nome CPF/CNPJ Data Valor Tipo
ALDEMIR ALVES RODRIGUES JUNIOR 78302226491 30/08/2006 5.000,00 Recursos de pessoas físicas
ANDRE LUIS MOTA PINHO 13833715472 03/08/2006 3.750,00 Recursos de pessoas físicas
BALTAR SANEAMENTO E CONSTRUCOES 00726514000129 25/10/2006 20.000,00 Recursos de pessoas jurídicas
BBC TERCEIRIZACAO LTDA 03082186000163 06/09/2006 50.000,00 Recursos de pessoas jurídicas
BUNGE FERTILIZANTES S/A 61082822000153 06/09/2006 200.000,00 Recursos de pessoas jurídicas
CAMTER CONSTRUCOES E EMPREENDIMENTOS 05500018000176 06/09/2006 70.000,00 Recursos de pessoas jurídicas
CAMTER CONSTRUCOES E EMPREENDIMENTOS 05500018000176 04/09/2006 30.000,00 Recursos de pessoas jurídicas
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 31/08/2006 15.000,00 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 31/08/2006 2.200,00 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 01/09/2006 508,86 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 01/09/2006 587,74 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 01/09/2006 606,49 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 01/09/2006 464,57 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 01/09/2006 715,52 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 01/09/2006 616,63 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 01/09/2006 591,19 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 18/09/2006 5.000,00 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 21/09/2006 6.240,00 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 23/09/2006 1.200,00 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 10/10/2006 5.252,25 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 29/09/2006 13.200,00 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 16/10/2006 1.200,00 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 31/08/2006 2.000,00 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 05/09/2006 3.688,93 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 31/08/2006 600,00 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 02/09/2006 2.500,00 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 18/09/2006 20.000,00 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 12/09/2006 1.000,00 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 06/09/2006 2.500,00 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 12/09/2006 1.050,00 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 19/09/2006 80.000,00 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 01/09/2006 5.000,00 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 19/09/2006 5.000,00 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 29/09/2006 30.000,00 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 27/11/2006 693,42 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 27/11/2006 92,81 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 27/11/2006 644,60 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 27/11/2006 803,20 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 27/11/2006 3.064,25 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 28/09/2006 13.697,42 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 30/09/2006 875,07 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 30/09/2006 2.000,06 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 30/09/2006 5.509,95 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 24/10/2006 3.000,00 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 29/09/2006 10.000,00 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 26/10/2006 1.100,00 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 11/09/2006 1.200,00 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 05/09/2006 5.000,00 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador PSB-PE 08149027000152 01/09/2006 603,62 RECURSOS DE OUTROS CANDIDATOS/COMITÊS
COMPANHIA ENERGETICA DE PETROLINA 04811856000106 24/10/2006 300.000,00 Recursos de pessoas jurídicas
CONSTRUTORA OAS LTDA 14310577003049 25/07/2006 300.000,00 Recursos de pessoas jurídicas
DANILO JORGE DE BARROS CABRAL 50903691434 02/08/2006 5.000,00 Recursos de pessoas físicas
DELFT ADMINISTRACAO E PARTICIPACAO 07092327000180 27/10/2006 200.000,00 Recursos de pessoas jurídicas
DELTA AUTOMOTORES LTDA 01024914000155 26/10/2006 25.000,00 Recursos de pessoas jurídicas
DELTA VEICULOS LTDA 03002191000119 26/10/2006 25.000,00 Recursos de pessoas jurídicas
Diretório Nacional PSB-BR  14/07/2006 500.000,00 RECURSOS DE PARTIDO POLÍTICO
Diretório Nacional PSB-BR  29/09/2006 200.000,00 RECURSOS DE PARTIDO POLÍTICO
Diretório Nacional PSB-BR  13/09/2006 250.000,00 RECURSOS DE PARTIDO POLÍTICO
Diretório Nacional PSB-BR  25/09/2006 50.000,00 RECURSOS DE PARTIDO POLÍTICO
Diretório Nacional PSB-BR  28/09/2006 300.000,00 RECURSOS DE PARTIDO POLÍTICO
Diretório Nacional PSB-BR  27/09/2006 300.000,00 RECURSOS DE PARTIDO POLÍTICO
Diretório Nacional PSB-BR  12/10/2006 40.000,00 RECURSOS DE PARTIDO POLÍTICO
Diretório Nacional PSB-BR  18/10/2006 240.000,00 RECURSOS DE PARTIDO POLÍTICO
Diretório Nacional PSB-BR  24/10/2006 250.000,00 RECURSOS DE PARTIDO POLÍTICO
Diretório Nacional PSB-BR  26/10/2006 100.000,00 RECURSOS DE PARTIDO POLÍTICO
Diretório Nacional PSB-BR  26/10/2006 115.000,00 RECURSOS DE PARTIDO POLÍTICO
Diretório Nacional PSB-BR  26/10/2006 200.000,00 RECURSOS DE PARTIDO POLÍTICO
Diretório Nacional PSB-BR  24/11/2006 800.000,00 RECURSOS DE PARTIDO POLÍTICO
Diretório Nacional PSB-BR  28/11/2006 415.000,00 RECURSOS DE PARTIDO POLÍTICO
EDUARDO HENRIQUE ACCIOLY CAMPOS 45334773487 02/08/2006 19.000,00 Recursos próprios
FRATELLI VITA BEBIDAS SA 73626293000190 28/08/2006 100.000,00 Recursos de pessoas jurídicas
GERALDO JULIO DE MELLO FILHO 75625229449 02/08/2006 3.000,00 Recursos de pessoas físicas
GOIASA GOIATUBA ALCOOL LTDA 02773950000184 24/08/2006 50.000,00 Recursos de pessoas jurídicas
GOIASA GOIATUBA ALCOOL LTDA 02773950000184 29/09/2006 50.000,00 Recursos de pessoas jurídicas
GOIASA GOIATUBA ALCOOL LTDA 02773950000184 28/09/2006 50.000,00 Recursos de pessoas jurídicas
HOMERO BRANDÃO BINTTENCOURT 10430520468 03/08/2006 4.500,00 Recursos de pessoas físicas
ITABIRA AGRO INDUSTRIAL S/A 27175959001781 30/10/2006 208.277,08 Recursos de pessoas jurídicas
ITABIRA AGROINDUSTRIAL S/A 27175959001781 29/09/2006 34.352,25 Recursos de pessoas jurídicas
ITABIRA AGROINDUSTRIAL S/A 27175959001781 29/09/2006 49.349,52 Recursos de pessoas jurídicas
ITABIRA AGROINDUSTRIAL S/A 27175959001781 29/09/2006 10.342,50 Recursos de pessoas jurídicas
ITABIRA AGROINDUSTRIAL S/A 27175959001781 29/09/2006 34.352,34 Recursos de pessoas jurídicas
ITABIRA AGROINDUSTRIAL S/A 27175959001781 29/09/2006 10.301,61 Recursos de pessoas jurídicas
ITAIPAVA S/A 27078567000137 12/09/2006 100.000,00 Recursos de pessoas jurídicas
JAPUNGU AGROINDUSTRIAL SA 09357997000106 04/09/2006 30.000,00 Recursos de pessoas jurídicas
LINDALVA MARIA DOS SANTOS PEDRA 02056080000122 25/10/2006 20.000,00 Recursos de pessoas jurídicas
LOCAR SANEAMENTO AMBIENTAL 35474949000108 25/10/2006 50.000,00 Recursos de pessoas jurídicas
LOCAR SANEAMENTO AMBIENTAL LTDA 35474949000108 25/10/2006 50.000,00 Recursos de pessoas jurídicas
MANOEL PATRIOTA DE MEDEIROS FILHO 08673261000184 26/10/2006 20.000,00 Recursos de pessoas jurídicas
MARCOS COELHO LORETO 54758785449 03/08/2006 5.950,00 Recursos de pessoas físicas
MARIA ANGELA DE ABREU E LIMA MELLO 39904830487 03/08/2006 4.000,00 Recursos de pessoas físicas
MARIO CAVALCANTI DE ALBUQUERQUE 08332746434 02/08/2006 2.000,00 Recursos de pessoas físicas
NETLOG INFORMATICA LTDA 03714798000121 05/10/2006 9.000,00 Recursos de pessoas jurídicas
PAULO JOSE MORAIS DO CARMO 06349366468 02/08/2006 5.000,00 Recursos de pessoas físicas
RIOKAN CONS E ASSES EMPL LTDA 07547603000157 27/10/2006 150.000,00 Recursos de pessoas jurídicas
SEBASTIÃO PEREIRA LIMA FILHO 04331435415 28/11/2006 5.295,78 Recursos de pessoas físicas
SILENO SOUZA GUEDES 51971356468 03/08/2006 8.900,00 Recursos de pessoas físicas
SINALVIDA DISPOSITIVOS DE SEGURANCA 04523923000189 25/10/2006 40.000,00 Recursos de pessoas jurídicas
TADEU SAVIO SOUZA DE LIRA 68283997491 02/08/2006 5.000,00 Recursos de pessoas físicas
TINTAS IQUINE LTDA 09722463000131 20/07/2006 2.526,93 Recursos de pessoas jurídicas
TINTAS IQUINE LTDA 09722463000131 10/08/2006 1.724,73 Recursos de pessoas jurídicas


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Ipojuca 2021

30/11


2006

Fim do nepotismo atinge deputado, prefeito e vereador

 Está difícil de se sustentar a tese de que a decisão do Conselho Nacional de Justiça, respaldada por entendimento posterior do Supremo Tribunal Federal, contra o emprego de parentes no serviço público só se aplica ao  Poder Judiciário, ficando de fora o Executivo e o Legislativo. Essa tese serve de respaldo a vários prefeitos, vereadores e deputados, que insistem em defender a prática do nepotismo entre si.

Entende, por exemplo, a Associação dos Magistrados Brasileiros, que ''o efeito da Resolução 7 do CNJ também deve ser aplicado ao Legislativo e ao Executivo''. A Associação lembra que a resolução não está inovando no ordenamento jurídico, porque se limita a operacionalizar e concretizar os princípios constitucionais da moralidade e da impessoalidade, que possuem plena eficácia normativa.

Para o Supremo Tribunal Federal(STJ) a norma do Conselho Nacional de Justiça(CNJ) ''está de acordo com os princípios da impessoalidade e da moralidade administrativa, e os parentes nessa situação devem ser demitidos e não podem ser expedidas mais liminares''.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

CABO

30/11


2006

Contas de Mendonça: PFL falta explicar R$ 4 milhões

O governador de Pernambuco, Mendonça Filho (PFL), que perdeu a eleição para Eduardo Campos, do PSB, na disputa do segundo turno, declarou ao Tribunal Superior Eleitoral - TSE - que recebeu R$ 10,8 milhões. Na relação dos doadores não aparece, entretanto, um único nome.

Todo o dinheiro teria vindo, segundo a prestação de contas remetida ao TSE, do Comitê Financeiro Único do PFL de Pernambuco. Rastreadas as contas declaradas pelo tal comitê, o partido indica que repassou à campanha R$ 6.8 milhões.

Neste caso, o PFL tem que explicar de onde vieram os R$ 4 milhões restantes, para fechar com a conta dos R$ 10,8 milhões. Alguma coisa está errada. Com a palavra o presidente estadual do PFL, André de Paula, que não foi localizado pelo blog.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


30/11


2006

Supersalários do Judiciário são condenados por juristas

A Academia Brasileira de Direito Constitucional (Abdconst) condenou a posição dos presidentes dos Tribunais de Justiça (TJs) que ainda não cumpriram a decisão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) de adequar os salários dos servidores que ganham acima do teto de R$ 22.111.

Em nota divulgada nesta quinta-feira (30), o presidente da Abdconst, Flávio Pansieri, disse que a entidade “espera uma posição firme do CNJ, com a responsabilização de todos os presidentes de tribunais que não respeitarem a decisão do Conselho e ainda que este determine a devolução de todos os valores pagos acima do teto, ao menos a partir da determinação do CNJ”.

Abaixo, a íntegra da nota divulgada pela Abdconst:

“O posicionamento dos Tribunais de Justiça é uma afronta ao poder dado pelo Congresso Nacional ao Conselho Nacional de Justiça – o chamado controle externo do Judiciário, pois conforme dispõe a Constituição Federal compete ao Conselho o controle da atuação administrativa e financeira do Poder Judiciário, podendo desconstituir qualquer ato eivado de ilegalidade praticado por qualquer órgão do poder judiciário. A Academia Brasileira de Direito Constitucional espera uma posição firma do CNJ, com a responsabilização de todos os Presidentes de Tribunais que não respeitarem a decisão do Conselho e ainda que este determine a devolução de todos os valores pagos acima do teto, ao menos a partir da determinação do CNJ.”  Informações do Portal G1.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Petrolina abril 2021

30/11


2006

Lula comemora decisão do PMDB de integrar governo

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva comemorou a decisão tomada nesta quarta-feira pelo Conselho Político do PMDB de integrar uma coalizão de governo com o PT e aliados. A decisão é fruto de um mês de negociações iniciadas logo após a reeleição de Lula.

"O presidente Lula está muito satisfeito com a decisão e convidará o partido para aprofundar o programa da coalizão e o funcionamento do conselho político", disse o ministro das Relações Institucionais, Tarso Genro, a jornalistas, depois de falar com Lula por telefone. O presidente está na Nigéria, participando da reunião da cúpula África-América do Sul.

A coalizão de governo foi aprovada por aclamação no início da tarde. Dos 60 membros do Conselho Político, declararam-se contrários apenas o senador eleito Jarbas Vasconcelos (PE) e o presidente do diretório de Pernambuco, Marcus Cunha. O representante do diretório do Acre se absteve.

"O PMDB está declarando seu apoio a uma coalizão programática e a manutenção desses compromissos, e não a disputa por cargos, é que marcará nosso apoio ao governo", disse o presidente do partido, deputado Michel Temer (SP), referindo-se a um compromisso de sete pontos aprovado na reunião. As informações são do portal Terra.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

renata lima

Jarbas Vasconcelos tem História, já o cara do pt tem folha corrida. Pobre Brasil e Pe, com a antiga administração que volta ao poder em 1º de janeiro de 2007, em PE.


Bandeirantes 2021

30/11


2006

Sem-terra ameaça não dar trégua ao segundo governo Lula

 O Movimento dos Sem-Terra (MST) promete não dar trégua durante o segundo mandato do governo Luiz Inácio Lula da Silva. Segundo João Paulo Rodrigues, da Coordenação Nacional do MST, o movimento trabalhará de forma independente das relações que tem com o presidente.

“O que orienta a nossa prática é o nosso programa e não as nossas boas relações com o governo Lula, que está devendo para os movimentos sociais. No próximo mandato não haverá.trégua. Não se trata de declarar guerra, mas de reivindicar os direitos dos assentados.”

Os números do governo apontam que 350 mil famílias foram assentadas ao longo do primeiro mandato (2003-2006). Desse total, apenas 45 mil são reconhecidas pelo MST, que leva em conta apenas desapropriações de latifúndios não produtivos ou que não respeitam a legislação ambiental e trabalhista.

O cálculo do governo leva em conta assentamento em terras públicas e na região da Amazônia, além de regularização de escrituras.

A afirmação de Rodrigues foi feita após o lançamento do relatório Direitos Humanos no Brasil 2006, divulgado nesta segunda-feira (30) pela Rede Social de Justiça e Direitos Humanos, em São Paulo. O relatório analisa o cumprimento dos direitos humanos nas regiões rurais  e urbanas do país. Informações do Portal G1. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Serra Talhada 2021

30/11


2006

PMDB: Adesão já consolidada, agora a espera dos cargos

 O Conselho do PMDB aprovou, como previsto, a entrada do partido no consórcio político que dará suporte congressual ao novo governo Lula. Vencida a primeira fase, começa agora a parte mais intrincada da operação-embarque: a definição dos cargos públicos que o partido irá ocupar e a escolha dos nomes de seus futuros ocupantes.

A perspectiva de conquista de nacos da engrenagem pública produziu um milagre no PMDB. Castigado por anos de guerrilha interna, o partido encontrou sua unidade em Lula. Um Lula reeleito e disposto a fazer do PMDB o esteio de seu governo no Congresso.

A homogeneidade ficou patente no encontro desta quinta. Num colégio que conta com dirigentes peemedebistas de todos os Estados, só Pernambuco e Acre dissentiram. Os pernambucanos, personificados na figura do senador eleito Jarbas Vasconcelos, posicionaram-se contra a adesão. Os acreanos se abstiveram de votar. Os demais aclamaram a aliança do PMDB com Lula.

Nos próximos dias a unidade repentina será submetida ao primeiro grande teste. Os neogovernistas, que apoiaram o tucano Geraldo Alckmin, esperam receber de Lula pelo menos um ministério e um bom lote de cargos. Os governistas, já representados na Esplanada, preservar as trincheiras já abertas e cavar algumas outras.

Em público, governistas e neogovernistas condicionam o êxito da aliança com Lula à negociação de uma agenda temática proposta pelo presidente. Em privado, o debate do programa mínimo serve apenas de verniz para aquilo que realmente interessa ao partido: cargos. (Do blog de Josias de Souza)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

domingos Sávio de Godoy

Esse Jarbas é arrogante e prepotente. É bom ele fica isolado mesmo, Lula não precisa dele para governar. Graças a Deus Pernambuco, fica livre dele, deixa ele tomar a cana dele em Brasilia.

renata lima

Jarbas Vasconcelos tem História, já o cara do pt tem folha corrida. Pobre Brasil e Pe, com a antiga administração que volta ao poder em 1º de janeiro de 2007, em PE.

cidadão pernambucano

Esse "a espera" leva o acento grave, Magno.


Anuncie Aqui - Blog do Magno

30/11


2006

PSDB adota candidatura de Agripino, diz Bornhausen

O presidente nacional do PFL, senador Jorge Bornhausen (SC), disse hoje que recebeu a garantia do PSDB de que o partido irá apoiar a candidatura do senador José Agripino Maia (RN) à Presidência do Senado.

''O Tasso [Jereissati] deu sinal verde [para o apoio], demonstrou que a parceria continua e que o PSDB vai adotar a candidatura do Agripino'', revelou. ''A não ser que o Tasso e o [Arthur] Virgílio [líder do partido no Senado] não tenham alcance com o PSDB, eles não vão me apoiar'', emendou Agripino.

Para garantir o apoio dos tucanos, o PFL entoa discurso contrário ao do atual presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que tenta a reeleição.

Renan vende a idéia de que se Agripino perder a eleição, o PSDB ficará fora da Mesa Diretora nos próximos dois anos. Por esta tese, os senadores votariam em chapas fechadas. Ou seja, se o PSDB está na chapa de Agripino concorrendo a um dos cargos na direção do Senado, não poderá participar da chapa de Renan. As informações são da Folha Online.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Blog do Magno 15 Milhões de Acessos 2

30/11


2006

PMDB aprova proposta de coalizão de Lula, exceto Jarbas

O Conselho Nacional do PMDB aprovou nesta quinta-feira a proposta do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que o partido integre o governo de coalizão no segundo mandato petista. Com a decisão do Conselho, o partido adere em bloco ao governo e não apenas em parte, como no primeiro mandato de Lula.

Participam do conselho integrantes do PMDB que já assumiram alguma função política em nome do partido: ex-presidentes da República, do Senado, da Câmara, governadores e ex-governadores, líderes e ex-líderes no Congresso, e o atual presidente do Senado, Renan Calheiros (AL). Ao todo, são 65 membros. A aprovação ocorreu por aclamação do conselho. A exceção foi o senador recém-eleito Jarbas Vasconcelos (PE), que registrou voto contrário.

O clima era de unidade na reunião, realizada no auditório Petrônio Portella, no Senado. Sentaram-se à mesma mesa, no comando do encontro, o presidente do partido, deputado Michel Temer (SP), Renan Calheiros, o senador José Sarney (AP), o ex-governador paulista Orestes Quércia, os governadores do Rio Grande do Sul, Germano Rigotto, e de Santa Catarina, Luiz Henrique, o senador recém-eleito Jarbas Vasconcelos (PE), entre outros.
 
''O que nos leva a apoiar essa proposta de coalizão é a disposição do presidente de Lula de fazer empenhos fundamentais para o crescimento do país'', afirmou Quércia, em discurso.

A cena seria considerada impossível há alguns meses, quando o próprio Quércia, além de Temer, Jarbas, Rigotto e Luiz Henrique, eram contra a participação do PMDB no governo Lula e defendiam uma candidatura própria à presidência da República, contra a aliança de Renan e Sarney com Lula. As informações são do Portal G1.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha