Blog do Magno 15 Milhões de Acessos

22/04


2008

Lula abre guerra com EUA na discussão do etanol

 O presidente Luiz Inácio Lula da Silva deu ontem novos sinais de que a aliança com os EUA para promover o etanol virou um mau negócio por causa do uso do milho pelo produtores norte-americanos.

Ao encerrar a visita de três dias ao Gana e participar, em Acra, da reunião da Conferência das Nações Unidas para Comércio e o Desenvolvimento (Unctad), Lula foi taxativo: "Nós achamos, desde o começo, que produzir biocombustível de alguma coisa (milho) que sirva para ração animal ou humana não é prudente porque você vai encarecer o preço do porco, o preço do frango.

Ou seja, não compensa e o melhor é olhar outras oleaginosas", afirmou. Para diferenciar bem a produção brasileira e norte-americana, Lula acrescentou: "O etanol da cana-de-açúcar que produzimos é sete vezes mais eficiente do ponto de vista energético do que o etanol à base de milho".

E emendou: "A produção brasileira não envolve subsídios, não ameaça a região amazônica e não reduz o volume de alimentos." Ao falar da eficiência, o presidente referia-se à quantidade de energia comum (petróleo ou elétrica) usada para produzir etanol de milho. "Na política de biocombustíveis só tem um equívoco: a decisão americana de produzir álcool do milho", já havia dito o presidente em entrevistas concedidas no fim de semana. (Tribuna da Imprensa)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

roberto de pessoa

Lula deveria esperar o governo desse cretino acabar, pois todos sabem que esse palhaço deste presidente americano tem seus interesses ligados a petróleo pois é produtor. O negócio é produzir alcool e exportar, ou melhor, transforma toda a frota nacional em alcool e exporta o petróleo.



22/04


2008

Lula fica em 6º entre mais populares da América Latina

 O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com um governo aprovado por 55% dos brasileiros, é o sexto presidente mais popular da América, segundo o instituto de pesquisas mexicano Consulta Mitofsky. De acordo com a sondagem, o chefe de Estado mais popular da região é, disparado, o colombiano Álvaro Uribe, cuja gestão, passados 68 meses desde que tomou posse e 50 dias desde o ataque a um acampamento de rebeldes no Equador, tem o apoio de 84% população.

Em segundo e terceiro no mesmo ranking aparecem, respectivamente, os presidentes do Equador, Rafael Correa, com 62% de aprovação, e o mexicano Felipe Calderón, com 61% de popularidade.

Na frente de Lula, também se encontram o chefe de Estado de El Salvador, Elías Antonio Saca (59%), e o boliviano Evo Morales (56%). Já o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, aparece em oitavo, com 51% de aprovação.

Apoiados por menos da metade da população de seus países, se destacam no ranking a argentina Cristina Kirchner (11ºlugar, com 47% de aprovação), a chilena Michelle Bachelet (12º no ranking, aprovada por 46%) e o uruguaio Tabaré Vázquez (13º posição, com 45% de apoio da população).

Já o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, é o 16º da lista, com 30% de popularidade, enquanto a 19ª e última posição ficou com o paraguaio Nicanor Duarte, aprovado por apenas 5% da população do país. Os números divulgados pelo instituto Consulta Mitofsky se referem a pesquisas feitas nos meses de março e abril. (Portal Terra)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

O Jornal do Poder

21/04


2008

Lula: Nada muda em Itaipu. Lugo diz que mudará

 O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta segunda-feira que a vitória do ex-bispo Fernando Lugo nas eleições presidenciais do Paraguai não mudará o tratado da usina hidrelétrica de Itaipu, construída pelos dois países. Já Lugo disse estar "esperançoso" de conseguir a renegociação.

Ao longo de sua campanha, Lugo se comprometeu a renegociar o tratado da usina binacional, erguida há mais de três décadas, quando regimes militares dominavam Brasil e Paraguai. O acordo estabelece que cada um é dono de metade da energia produzida (média de 92 mil gigawatts-hora por ano), e que os paraguaios devem vender o seu excedente aos brasileiros.

"Nós temos um tratado, e o tratado vai se manter", disse Lula a jornalistas após participar de uma reunião da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (Unctad), realizada na capital de Gana, Acra. A transcrição da entrevista foi divulgada pelo Palácio do Planalto.

O presidente, no entanto, deixou espaço para conversar sobre o assunto com Lugo, que pôs fim ao domínio de 61 anos do Partido Colorado no país.

"Não muda o tratado. O Brasil tem constantes reuniões com o Paraguai. Eu, nesses cinco anos de governo, tive acho que umas 20 reuniões com o Paraguai, sobre vários temas, não é apenas a questão de Itaipu... Temos muito, muito, muito para continuar conversando com o Paraguai. E vamos conversar."

O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, admitiu que, apesar da disposição de manter o Tratado de Itaipu, o governo brasileiro pode concordar com um eventual reajuste dos valores pagos ao Paraguai pela energia a que o país tem direito, mas não utiliza.

Segundo Amorim, em entrevista à Agência Brasil, esse tipo de reajuste já foi feito no passado, diante da defasagam nos preços, e poderá ser repetido.

Os assessores de Lugo afirmam que a energia de Itaipu deveria ter um preço bem mais elevado que o atual, e que o dinheiro arrecadado poderia financiar obras sociais e de infra-estrutura no Paraguai.

"É uma porta que se abriu de diálogo, de conversação depois de tantos anos e isso nos alegra e nos enche de esperança", disse Lugo nesta segunda-feira em entrevista à Reuters.(Informações da Agência Reuters)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Gilberto Carvalho Moura

Caxias deveria ter anexado aquela porcaria. Era um problema a menos. Mas para seguir a tradição da milicada, deixou esse problema para as gerações futuras.


Abreu no Zap

21/04


2008

Ministro contradiz Lula sobre tarifa de Itaipu

 Ao contrário do que disse hoje (21) o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim (foto) afirmou que o Brasil pode reajustar o valor pago ao Paraguai pela energia excedente da hidrelétrica de Itaipu. A afirmação foi dada pelo ministro nesta segunda-feira em Acra, capital de Gana (África), onde participa de atividades da Unctad (Conferência das Nações Unidas para o Comércio e o Desenvolvimento).

 

Amorim disse que a medida já foi tomada no passado, apesar de o documento prever que o excedente de um dos sócios seja vendido ao outro pelo preço de custo. "Vamos continuar discutindo com o Paraguai normalmente como ele pode obter uma remuneração adequada para sua energia. Isso é justo", disse o ministro. (Da Folha Online)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

roberto de pessoa

Esse é um governo de cada um diz uma coisa. Não podia ser diferente, O presidente nunca sabe de nada, nunca ouve nada e nunca vê nada.

Paulo Kigrer

Não é que alguém contradiga o Inácio, é que o Inácio nada diz a ninguém...

Normando Leite Cavalcante

A palavra do ministro é a senha para haja quebra de contrato do Paraguai. É dificil acreditar nas afirmações de Lula, principalmente se for pela manhã, pois a tarde ou noite ele vai desdizer afirmando que não foi bem entendido. Vamos ter aumento de energia. Vejam só o que acontecerá!

milton tenorio pinto junior

Êita governinho chinfrim. Ninguém se entende.



21/04


2008

José Alencar insiste em defender 3º mandato

 O presidente da República em exercício, José Alencar, voltou a dizer que acredita que o terceiro mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva - em viagem à Gana (África) - seja um desejo dos brasileiros. A afirmação aconteceu nesta segunda-feira durante entrega da medalha da Inconfidência, uma comenda do governo de Minas Gerais entregue a políticos, artistas e empresários no dia de Tiradentes.

 

"Se perguntar aos brasileiros o que é que eles desejam, eu creio que a resposta será: desejamos que o Lula continue por mais tempo no poder", disse. No entanto, destacou que o presidente "quer fazer o sucessor".

 

A declaração de Alencar já tinha sido tema de debate entre governistas e oposição no início do mês, após entrevista de Alencar a uma emissora rádio. Na época, aliados tentaram amenizar o discurso do vice-presidente e disseram que Lula não está disposto a mudar a constituição. (Folha Online)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

roberto de pessoa

correção: "ao menos o lobo iria tirar a pele de cordeiro".

roberto de pessoa

Em vez de fazer o 3° mandato, porque esses aloprados não dão logo um golpe? Ao menos o cordeiro iria titar a pele de lobo.

Pedro Batista Filho

Codeno qualquer estupro a nossa constituição. Mudar a regra do jogo durante ele é errado e deve ser combatido, mais aqueles q defenderam o estupro do PEC do Sr.Mendonça Filho deveriam ter vergonha e calar-se.

SEVERINO DE FRANÇA TORRES

É fundamental que a Constituição Federal seja respeitada, mudá-la só para atender interresse partidário é um desrespeito a democracia. Sobretudo os políticos que deveriam ser os defensores e guardiões da ordem defendida na Carta Magna. O pais não suporta viver uma didatura.

milton tenorio pinto junior

doido pra continuar arrematando carteiras falidas do Banco do Brasil. Besta esse rapaz!


Banco de Alimentos

21/04


2008

Subsídios agrícolas são como droga, diz Lula

 Em discurso realizado ontem (20), durante a cerimônia de abertura da XII Reunião da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento – Unctad, em Gana, o presidente Lula não poupou críticas aos países que fazem uso de subsídios no setor da agricultura. Para fortalecer os agricultores locais, muitos países concedem benefícios econômicos que tornam os respectivos produtos mais competitivos no mercado internacional.

 

“Os subsídios milionários pagos pelos tesouros dos países ricos são como uma droga que entorpece e vicia seus próprios produtores, mas cujas maiores vítimas são os agricultores das nações mais pobres”, disparou Lula.

 

O presidente também disse que é preciso ficar alerta contra o que chamou de “tentação de países ricos” em realizar barreiras econômicas para impedir a expansão do comércio dos países em desenvolvimento. (Do site Congresso em Foco)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Pedro Batista Filho

Os subsídios agrícolas dos países ricos, são uma das maiores mazelas q hoje aflige os maisa pobres do planeta . O q Lula disse é certo e oportuno e deve ser elogiado até por aqueles q só entram no blog quando o assunto é p/ falar mal do presidente.

guilherme alves

O Lulês diz coisas que incomodam os poderosos. Porém, é uma verdade a luz da realidade planetária.



21/04


2008

Oposição desconfia de perícia nos PCs de Dilma

 A semana deve trazer novidades no escândalo do dossiê produzido com informações sigilosas sobre os gastos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. É aguardada para os próximos dias a conclusão da auditoria realizada pelo Instituto de Tecnologia da Informação (ITI) nos computadores da Casa Civil.

 

O ITI, órgão subordinado à ministra Dilma Rousseff, foi acionado para tentar identificar como se deu o acesso aos registros de FHC e como eles vazaram. A análise foi feita nos mesmos equipamentos apreendidos depois pela Polícia Federal.

 

A avaliação dos adversários do Palácio do Planalto, tão logo houve o anúncio de que o instituto fora acionado, é de que nada de comprometedor seja revelado. O ITI é comandado por Renato da Silveira Martins, nomeado por Dilma. Além disso, os opositores ao governo Lula acham que, sem expertise para investigações criminais, o órgão não tem condições de realizar um pente-fino que possa comprometer autoridades ou servidores do Planalto. (Do Correio Braziliense)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Pedro Batista Filho

ñ é q a oposição desconfie de tudo, a verdade é q ela conhece tudo de podre q pode ser feito quando se é governo, pois disso ela utilizou-se desde q o Brasil foi descoberto. Acho q o ela tem medo mesmo é de que o PT aprenda tudo q eles fizaram e ainda saiba esconder, coisa q o PT ñ aprendeu ainda.

guilherme alves

A oposição desconfia até da sombra dela.

S. C. B. M.

COMO PODEMOS SABER DE DE ALGO ERRADO COMETIDO PELA TURMA DA CASA CIVIL SE QUEM ESTA COMANDANDO AS INVESTIGAÇÕES É GENTE DA TURMA DELA, NOMEADA POR ELA !! VAMOS DEIXAR DE BRINCADEIRA E PROVEM QUE TEM DIGNIDADE.E AINDA TEM QUEM DEFENDA ESTES NOJENTOS.É UM ESCÂNDALO POR SEMANA.TE CUIDA BRASIL.


Jornao O Poder

21/04


2008

Cartões corporativos pagam tudo, até caipirinha

 Notas fiscais com detalhes das compras feitas com cartões corporativos e contas tipo B (pagamento em dinheiro) mostram gastos do primeiro escalão do governo que vão de compra de cargas para caneta Montblanc de ministro até lupas, guarda-chuva, bebidas alcoólicas, isqueiros e diversas revistas.

 

As despesas, desde que não sejam para uso pessoal, não são irregulares. A norma que regulamenta o uso do cartão, porém, não define o que é gasto pessoal. Segundo a Controladoria Geral da União (CGU), cada caso tem análise separada. Entre as compras detalhadas nas notas está um guarda-chuva para a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) e revistas Caras, Nova e Claudia para a primeira-dama Marisa Letícia ler em uma viagem oficial.

 

A ministra Nilcéa Freire (Secretaria das Mulheres) pagou com cartão corporativo para ela e para uma assessora um jantar em São Paulo, no restaurante Blue Tree Convention Ibirapuera, em 22 de agosto de 2006, que incluiu uma taça de vinho, uma caipirinha, duas sugestões do chefe, dois cafés expresso e uma água sem gás no valor de R$ 83,60. (Do jornal O Povo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Pedro Batista Filho

...então procure alternativas e ñ fique apoiando quem hoje vc apoia. Na verdade vc está trocando os picaretas de ontem pelos de antes de ontem.

Pedro Batista Filho

Concordo Tenório, mais critique os dois lados, critique o governo atual, mais critique também Serra q gastou R$107 Mi em SP, bem mais proporcionalmente q o Gov. Federal, critique FHC q em 2002 gastou R$234 mi com cartões. Se vc ñ quer trocar os picaretas de ontem pelos de hoje...

milton tenorio pinto junior

Não é babaquice não. Não vamos trocar os picaretas de ontem pelo de hoje.

guilherme alves

Teve até codorna despachada do Rio pelo Sedex para a ex-primeira dama. Pessoal, como o executivo paga mal.Os cartões corporativos,desde sua criação,são complmentos salariais.Se assim não fosse o jungmann não pagava uma massagem. Essa discussão é uma grande babaquice.

milton tenorio pinto junior

A revista Caras, Nova e Claudia mostra o grau de intelectualidade de nossa Primeira Dama.



21/04


2008

Parlamentares querem reativar Conselho de Comunicação

 Instalado em 2002 com alguma pompa, e desativado desde o início de 2007, o Conselho de Comunicação Social (CCS) sofre de inanição há um ano, à espera de uma decisão do Congresso, que ainda não promoveu a eleição de seus membros.

A última gestão terminou em 2006 e, de lá para cá, não houve qualquer movimentação para a retomada dos trabalhos. Agora, um movimento, ainda tímido, começa a ganhar corpo na tentativa de ressuscitar o colegiado ainda neste primeiro semestre.

Uma das primeiras iniciativas para tentar reativar o conselho partiu do presidente do Senado, o peemedebista Garibaldi Alves, que requisitou à Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) a indicação de nomes para compor o colegiado.

 

Previsto na Constituição de 1988, o Conselho de Comunicação foi instituído pela Lei 8.389 de 1991, como órgão auxiliar do Congresso Nacional para assuntos relacionados à mídia. São treze titulares, e igual número de suplentes.

 

Quatro vagas são destinadas aos profissionais da comunicação social, quatro para empresários do ramo e cinco se destinam aos integrantes da sociedade civil. Todos são eleitos em sessão conjunta do Congresso Nacional, cabendo às entidades sugerir nomes à Mesa Diretora da Casa. (Do Congresso em Foco)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha