Lavareda

28/03


2008

Vaca de presépio

Painel - Folha de S.Paulo

 Seguranças da Presidência foram advertidos pelos venezuelanos ao tentarem afastar, em Pernambuco, um homem que insistia em abraçar Chávez. Depois, os próprios assessores resgataram o "fã". Tratava-se de membro da comitiva cuja função é posar para fotos manifestando carinho por Chávez.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

roberto de pessoa

taí...


ALEPE

28/03


2008

Principal assessora de Dilma montou dossiê contra FHC

 Partiu da secretária-executiva da Casa Civil, braço direito da ministra Dilma Rousseff, a ordem para a organização de um dossiê com todas as despesas realizadas pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, sua mulher Ruth e ministros da gestão tucana a partir de 1998. O banco de dados montado a pedido de Erenice Alves Guerra é paralelo ao Suprim, o sistema oficial de controle de despesas com suprimentos de fundos do governo.

O governo nega tratar-se de um dossiê. A interlocutores Erenice se responsabiliza pela decisão de organizar processos de despesas de FHC, isentando a chefe de ter tomado a decisão. Ela é conhecida como ''faz-tudo'' de Dilma, sendo a funcionária mais próxima da ministra que Luiz Inácio Lula da Silva vê como presidenciável para 2010. Com 13 páginas, o documento registra detalhes, fora da ordem cronológica, de diversos gastos, com ênfase nos feitos pela ex-primeira-dama Ruth e naqueles que envolvem bebidas e itens como lixas de unha.

Na primeira semana após o Carnaval, segundo a Folha apurou, Erenice marcou reunião no Planalto com membros da Secretaria de Administração, da Secretaria de Controle Interno da Presidência e de outras áreas da Casa Civil. Solicitou que fossem cedidos funcionários de cada área para que se criasse uma força-tarefa encarregada de desarquivar documentos referentes aos gastos do governo anterior a partir da rubrica suprimento de fundos, que inclui cartões corporativos e contas ''tipo B'' (despesa justificada por nota depois de o servidor receber uma determinada verba).(Folha de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

O Jornal do Poder

28/03


2008

DEM denuncia como crime eleitoral atos de Lula no Recife

 O DEM vai recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra o que considera uso indevido da máquina pública e propaganda eleitoral antecipada, feitos pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva em eventos de lançamento de programas sociais ou obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Deverá constar da representação o evento realizado anteontem em Recife, no qual o presidente, ao lado da ministra Dilma Rousseff (Casa Civil), provocou a oposição e afirmou que elegerá seu sucessor.

— Está havendo um abuso por parte do presidente Lula na utilização de recursos públicos, na propaganda eleitoral para eleição futura. Não é em evento pago com recursos públicos que se vai tratar da candidatura de sucessor — atacou o presidente do DEM, Rodrigo Maia (RJ).(De O Globo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Tajmahal Cruz

Esse Rodrigo Maia parece menino chorão. Reclama de tudo que o governo faz. Esquece, claro, que seu Pai o prefeito do rio (menino maluquinho), tomou chá de sumiço agora com o problema da dengue.Só apareceu depois que a Globo denunciou e os outros poderes deram a cara. Engraçadinho o rapaz !

Cátia Santos

Pior é que todos sabem disso, e que essa GASTANÇA TODA, poderá levar ao atual candidato PTista ao segundo turno, pois o POVO está completamente sem ENXERGAR as ARTIMANHAS DESTES PTISTAS... E até esquecem que esta DINHEIRAMA TODA É NOSSO...


Abreu no Zap

27/03


2008

Morales ante o fantasma de uma crise econômica

 O bloqueio de estradas por caminhoneiros contrários ao decreto que impede a exportação de óleo de soja não é o único problema enfrentado pelo governo de Evo Morales no momento. Em Camiri, região do Chaco, uma paralisação de trabalhadores exige a real nacionalização do gás, mudanças na empresa de energia YPFB e medidas de estimulo ao desenvolvimento regional. Entre elas, a criação de uma universidade.

Em Sucre, manifestantes invadiram a prefeitura e depredaram as estações da teve e da radio estatal boliviana. Organizada por estudantes, a manifestação teve o objetivo de impedir os trabalhos do prefeito ligado ao MAS (Movimento ao Socialismo), que da sustentação ao governo Morales. Ariel Iriarte foi indicado pelo presidente da Republica como prefeito interino. Os manifestantes não aceitam a indicação.


No caso da proibição das exportações de óleo de soja, La Paz não dá sinais de que pretenda revogar o decreto, editado na ultima semana, como pedem os industriais. Na terça-feira, 25, o governo começou a vender aos bolivianos estoques estatais, a preços mais baixos do que os oferecidos por empresas privadas em La Paz e El Alto, terceira e segunda cidades mais populosas do pais. O litro custara 8,50 bolivianos (cerca de 2 reais). Havia chegado a 15 bolivianos no inicio de marco.

Morales enfrenta o inicio de uma crise econômica em seu país. A inflação, que pelos índices oficiais foi de cerca de 11% no ano passado, já gira na casa dos 22%, segundo projeções de economistas locais. Há risco de falta de alimentos em algumas cidades.(Do portal IG)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


27/03


2008

Lula, o ''''articulador''''

 Uma das principais mudanças entre o primeiro e o segundo mandato de Lula é sua decisão de assumir a articulação política. Com as quedas sucessivas de José Dirceu, José Genoino, Antônio Palocci e Aloizio Mercadante, Lula ficou sem um interlocutor petista que pudesse fazer o trabalho. O primeiro teste de Lula como articulador foi um desastre, e terminou com a rejeição da CPMF pelo Senado. No segundo teste, a montagem das chapas dos candidatos à Prefeitura, Lula obteve o feito de embaralhar a atuação da oposição.

PSDB e Democratas estão rachados em São Paulo? Pois Lula impõe a candidatura petista da ministra Marta Suplicy, prometendo uma transferência de votos que, na prática, não conseguiu em 2004 e 2006. Aposta que as mágoas entre alckmistas e serristas serão tão grandes que Marta poderá recapturar a Prefeitura mais importante do país. Magoado até a medula com o prefeito do Rio, Cesar Maia, Lula forçou o acordo do governador Sérgio Cabral com o PT local. De quebra, acha que atingiu estratégia tucana de colocar um pé no Rio através da candidatura de Fernando Gabeira.

No Recife e em Fortaleza, Estados governados pelo PSB, Lula conseguiu que os governadores apoiassem os candidatos do PT. Em Minas, ensaiou apoiar o namoro do tucano Aécio Neves e o prefeito petista Fernando Pimentel, mas quer mesmo uma aliança em torno do ministro do Bolsa-Família, Patrus Ananias. Sua próxima intervenção será obter o apoio do governador Roberto Requião ao PT em Curitiba. Depois, tentará um difícil acordo entre as deputadas Maria do Rosário (PT) e Manoela D’Ávilla (PCdoB) em Porto Alegre. Muitos desses planos podem naufragar antes da campanha, mas revelam um Lula atento e com uma estratégia global. É mais do que se pode dizer sobre a oposição.

(Coluna de Thomas Traumann - Revista Época)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

27/03


2008

Uma conversa com o governador

Cheguei, há pouco, no Recife, procedente de Brasília e fui logo recebendo convite do governador Eduardo Campos (PSB) para um almoço, amanhã, no Palácio do Campo das Princesas. Eduardo selecionou um grupo de jornalistas para uma conversa sobre o seu governo, a passagem de Lula pelo Estado e temas ligados ao cenário nacional.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

joao daniel neto

Lex luthor entra na "sala de justiça"

Marcelo Araújo

Vai lá e pergunta por quê os livros e as fardas prometidas não chegam nunca. Nós, professores, já sofremos com o salário-miséria. Não precisa mais ingerência.

Paulo Kigrer

Te chamou por que você será útil aos propósitos dele...no mais, não usa os óculos de ver amigos...



27/03


2008

PMDB oficializa nome de Lóssio em Petrolina

A candidatura do oftalmologista Júlio Lóssio (PMDB) a prefeito de Petrolina foi lançada, há pouco, na Câmara de Vereadores do município, em ato que contou com a presença do presidente do PMDB de Pernambuco, Dorany Sampaio. Também participaram do evento o ex-prefeito Guilherme Coelho (DEM) e o deputado Ciro Coelho (DEM), além do ex-deputado federal Osvaldo Coelho, que lidera o grupo Coelho responsável pela aliança com o PMDB, segundo relata a repórter Josélia Maria, correspondente do blog no Vale do São Francisco.

 

Para Dorany Sampaio, Lóssio representa a renovação da política em Petrolina. “Além de ser moço e atuante, Lóssio tem muitos serviços prestados ao município e isso é reconhecido pela população”, disse o presidente peemedebista. O deputado Ciro Coelho aproveitou para reafirmar o seu apoio e reiterar que nunca pensou em candidatura própria sem a unidade do grupo ao qual pertence. Seu nome chegou a ser cogitado como alternativa, mas Lóssio acabou escolhido consensualmente.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Marcelo Araújo

Um oftalmologia é antes de mais nada um homem de VISÃO. Petrolina tá precisando de alguém que enxergue os nossos problemas. O prefeito atual não é cego, é incompetente mesmo.

Marcelo Araújo

Taí... gostei. Boa escolha.



27/03


2008

Fernando Henrique ironiza a popularidade de Lula

 O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso ironizou o resultado da pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira que apontou o mais alto nível na avaliação positiva do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva desde a posse dele no primeiro mandato, em 2003.

"Não vi a avaliação, mas não fico surpreso com mais nada no Brasil", disse FHC a jornalistas após realizar palestra promovida pelo PSDB.

A pesquisa Ibope mostrou que a avaliação ótima ou boa da gestão do presidente Lula subiu para 58 por cento em março, em comparação com os 51 por cento dos entrevistados na sondagem anterior, em dezembro. Apenas 11 por cento consideram o governo ruim ou péssimo. (Portal Estadão)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Pedro Batista Filho

FHC é movido hoje unicamente pela inveja e incompreenção de como um retirante do nordeste pôde fazer um governo infinatamente superior ao dele.

Roberval Dias de Oliveira Sobrinho

Eu é que não fico mais surpreso com mais nada que venha de FHC. Coitado, tá morrendo de inveja de Lula. FH, coloca o pijama e vai dormir, ou melhor, vai pra Paris passear, vai te fazer bem, só não esquece o Lexotan, vc vai precisar!!!



27/03


2008

Engolidor de espadas, mágico ou boi de piranha?

Carlos Chagas - Tribuna da Imprensa

 Tornou-se rotina, porque aconteceu de novo, há dois dias. Depois de haver alertado a população de que o crédito deveria sofrer maiores restrições, e até os juros poderiam aumentar, o ministro da Fazenda desceu humilde do gabinete do presidente Lula para a sala de imprensa, no palácio do Planalto, desmentindo-se. Declarou que jamais o governo pensou em restringir o crédito, muito menos em aumentar os juros.

Não é preciso imaginar o tamanho da bronca que Guido Mantega levou do Lula. Melhor seria imaginarmos quem alertou o presidente para mandar seu ministro desmentir-se. Porque não será, o chefe do governo, um especialista em questões econômicas. Pelo contrário, vale-se de alguns oráculos (bom dia, Delfim Netto) que com freqüência consulta no recôndito das ligações telefônicas.

Salta aos olhos, porém, a humildade com que o ministro Mantega vai e vem. Ainda há meses, depois de o Senado haver extinguido a CPMF, ele anunciou a criação de um novo imposto, sucedâneo para compensar o anterior. Não se passaram muitas horas para que viesse o desmentido, pela palavra do próprio. Será que vale a pena exercer o papel de biruta de aeroporto, só para acrescentar numa biografia já digna de elogios o tempo passado na chefia da política econômica? Aliás, que chefia?...


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Paulo Kigrer

Que bronca do Inácio, que nada! Desde quando sabe o Inácio avaliar a repercussãodo que quer que seja? Não é de seu feitio e menos ainda de suas competências instaladas. Quem manda na econômia deste país, delegado pelo capital externo, bem entendido, é o Henrique Meirelles, Inácio, ora Inácio...